Arquivos do Blog

Gestão Eficiente: Governo de Minas leva recursos a famílias atingidas pela chuva em Guaraciaba

Vice-governador Alberto Pinto Coelho entrega doações feitas pela população ao Movimento Minas Solidária.

O vice-governador Alberto Pinto Coelho e a vice-presidente do Serviço Voluntário de Assistência Social (Servas), Ana Maria Campos Guimarães, entregaram, nesta quinta-feira (14), cheques no valor de R$ 632,00 a 124 famílias atingidas pelas chuvas do início do ano, em Guaraciaba, na Zona da Mata.

O dinheiro repassado às famílias foi arrecadado pelo Movimento Minas Solidária, iniciativa do Servas em parceria com a Coordenadoria Estadual de Defesa Civil (Cedec/MG), com o objetivo de mobilizar a população em torno das ações de socorro às vítimas das chuvas. As doações feitas por cidadãos e empresas foram depositadas em contas bancárias abertas exclusivamente para esse fim. Foram arrecadados R$ 772.586,04.

Ação solidária

Em seu pronunciamento, Alberto Pinto Coelho destacou a ação solidária realizada pelo Servas e pela Cedec. “Quero ressaltar o papel fundamental do Servas, que realiza um trabalho voluntário de solidariedade humana e de mão estendida. Destaco a atuação da sua presidente, Andrea Neves, cujo comprometimento torna as ações muito mais abrangentes. Também destaco a resposta imediata das empresas e das organizações. Essa mobilização só foi possível com a comunhão de esforços, com a iniciativa do Servas e o apoio dos governos”, afirmou.

Para o vice-governador, o trabalho conjunto dos governos federal, estadual e municipal de apoio à população diminuiu os impactos dos estragos causados pela chuva em Guaraciaba. “Nas cidades atingidas pelas fortes chuvas, muitas famílias ficaram desabrigadas e algumas perderam suas moradias. O Governo de Minas, por meio Defesa Civil estadual, em um primeiro momento fez o acolhimento de emergência, juntamente com a Defesa Civil do município, que tem um trabalho muito importante”, disse.

Por definição do conselho gestor dos recursos, formado pelo Ministério Público Estadual, Servas e Cedec/MG, receberam o cheque no valor de R$ 632,00 famílias atingidas pelas chuvas que estão registradas no Cadastro Único e tenham o Número de Inscrição Social (NIS). Também receberão doações famílias atingidas pelas chuvas nos municípios de Brumadinho, Dona Euzébia, Guidoval, Matipó, Santo Hipólito e Senador Firmino.

Apoio

A vice-presidente do Servas, Ana Maria Campos Magalhães, leu mensagem da presidente Andrea Neves aos moradores de Guaraciaba. “O sentimento de todos nós do movimento Minas Solidária e do Governo Minas, e falo também em nome de cada cidadão solidário que apoiou essa ação, é de ter realmente contribuído não só com bens materiais e recursos financeiros, mas com solidariedade, com carinho e respeito a cada um de vocês. Acreditamos que esse recurso seja mais uma contribuição na retomada  da rotina familiar de cada uma das famílias”, escreveu a presidente do Servas.

Participaram da solenidade o prefeito de Guaraciaba, Eli Dorneles Gonçalves; a assessora do procurador Geral do Ministério Público de Minas Gerais, Mary Andréia; o presidente da Câmara Municipal de Guaraciaba, vereador José de Souza; e o coordenador da Defesa Civil Municipal de Guaraciaba, Helisson Moreira Reis, representando a Cedec, além de autoridades locais e da região.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/governo-de-minas-leva-recursos-a-familias-atingidas-pela-chuva-em-guaraciaba/

Gestão Anastasia: Alberto Pinto Coelho empossa o Comitê Executivo Estadual do Água para Todos

Meta é implantar ações para acesso da população à água em áreas rurais do semiárido mineiro

Gil Leonardi/Imprensa MG
Secretário Gil Pereira e o vice-governador Alberto Pinto Coelho
Secretário Gil Pereira e o vice-governador Alberto Pinto Coelho

O vice-governador Alberto Pinto Coelho empossou, nesta quinta-feira (26), no Palácio Tiradentes, os membros do Comitê Executivo Estadual do Programa Nacional de Universalização do Acesso e Uso da Água – Água para Todos.

Composto por 22 representantes da sociedade civil e do poder público, o comitê tem caráter deliberativo. O principal objetivo é coordenar territorialmente, em articulação com o Comitê Gestor Federal, a implementação das ações de acesso à água nas áreas de abrangência do semiárido mineiro e seu entorno.

“Para que o Estado se desenvolva como um todo, precisamos estender a mão aos mineiros e mineiras dessas regiões, e criar as condições e oportunidades que lhes possibilitem ir sempre adiante, com políticas de investimento que estão sendo implementadas pelo Governo de Minas”, disse o vice-governador, lembrando que o objetivo é reduzir as desigualdades regionais, elevando o Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) da região.

O comitê será presidido pelo secretário de Estado de Desenvolvimento dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri e do Norte de Minas, Gil Pereira. Ele destacou “a importância da participação de todos os integrantes do Comitê Executivo do Água para Todos, por causa do seu caráter deliberativo”.

Obras

Gil Pereira informou que existe perspectiva de o comitê contar com recursos da ordem de R$ 189 milhões para investimentos este ano e em 2013. Esses recursos são destinados a ações e à execução de novas obras de melhoria da infraestrutura hídrica no Norte e Nordeste de Minas.

O secretário disse que foram aprovados também mais dois projetos na última reunião do Comitê Gestor do Fundo de Recuperação, Proteção e Desenvolvimento Sustentável das Bacias Hidrográficas do Estado de Minas Gerais (Fhidro), no valor de R$ 39 milhões.

Com os novos investimentos no âmbito do Programa Água para Todos, a previsão é que sejam construídas 12.200 cisternas de retenção a água da chuva, 502 cisternas de produção (calçadão com projeto produtivo), 1.168 microbarragens, 180 barragens de maior porte, 1.895 bacias de captação de água de chuva, além de 600 sistemas simplificados de abastecimento de água para famílias carentes.

As ações serão implementadas por meio do Água para Todos, coordenado pela Sedvan, em parceria com os ministérios de Desenvolvimento Social e Combate à Fome e da Integração Nacional, da Cáritas Diocesana e do Fhidro.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/alberto-pinto-coelho-empossa-o-comite-executivo-estadual-do-agua-para-todos/

Gestão em Minas: governador Anastasia entrega a Arena Independência

Estádio de padrão internacional tem caráter multiuso e poderá ser usado como centro de treinamento durante a Copa do Mundo de 2014

Carlos Alberto/Imprensa MG
Antonio Anastasia durante entrega do Independência
Antonio Anastasia durante entrega do Independência

O governador Antonio Anastasia participou, na noite desta quarta-feira (25),  da reinauguração do Estádio Raimundo Sampaio, o Independência, em Belo Horizonte. Durante o ato, Anastasia entregou ao presidente da BWA Arena, Bruno Balsimelli, representante do Consórcio Arena Independência, que irá gerir o Novo Independência, as “chaves” do estádio.

Reconstruído com recursos do Governo de Minas, o Novo Independência teve capacidade ampliada de 10 mil para 25 mil pessoas e toda a obra foi custeada pelo Governo do Estado, que investiu R$ 149 milhões. Esse valor equivale a R$ 6 mil por assento – o mais baixo entre os estádios em obra para a Copa do Mundo de 2014. Nos estádios em obras para a Copa essa média é de R$ 10 mil por assento.

Antonio Anastasia lembrou que o Independência é um estádio que está na história das Copas do Mundo e também poderá ser utilizado durante o Mundial de 2014, como centro de treinamento.

“O estádio, que agora está sendo entregue, foi reconstruído dentro dos requisitos da Fifa. Portanto, é um estádio de padrão internacional, com todo  conforto necessário, gramado de excepcional qualidade, todo coberto, iluminação de primeira grandeza. Tenho certeza de que Belo Horizonte estará muito bem servida com o Independência e, dentro em pouco, com o Mineirão”, afirmou o governador.

De acordo com o governador, o espaço não foi modernizado apenas para um momento, mas para ser referência e orgulho da gente mineira, ao se tornar uma arena multiuso. “Certamente, o investimento realizado terá reflexos não apenas em seu entorno, valorizando uma das mais tradicionais áreas de Belo Horizonte, mas em toda a cidade. O novo Independência é, antes de mais nada, compromisso de Minas com o futuro. Um compromisso dos mineiros com o cultivo de suas melhores tradições e o olhar visionário no porvir. Um futuro tão grande quanto os mineiros”, completou.

O vice-governador Alberto Pinto Coelho lembrou ser o futebol um valor cultural dos mineiros e o “novo Estádio Independência volta a ser, como foi no passado, palco privilegiado da história futebolística de Minas e do país”. Ele lembrou que, “com sua modernidade e beleza arquitetônica, o novo Independência projeta-se como importante patrimônio esportivo e cultural de Minas Gerais”.

O secretário extraordinário para a Copa do Mundo, Sergio Barroso, disse que “a inauguração do Independência é a prova indelével da quebra de paradigmas. Vamos construir um novo tempo para o futebol através do profissionalismo. Vamos trazer de volta ao campo as famílias para que elas possam exercer esse direito importantíssimo que é o de torcer para os times de futebol de Minas Gerais”.

Além do vice-governador Alberto Pinto Coelho e do secretário Sergio Barroso, entre outras autoridades, participaram do evento, secretários de Estado, parlamentares e representantes do futebol mineiro.

O estádio

As obras de reconstrução do Independência foram iniciadas em 2010, tendo consumido três mil toneladas de aço, 30 mil metros cúbicos de concreto, mil toneladas de cobertura metálica. A área construída é de 40 mil metros quadrados e, em fevereiro último, cerca de 1,1 mil operários trabalhavam na obra.

A nova cobertura abrange 100% dos assentos e é feita com material que reduz a emissão de som para a área externa. A iluminação evita sombras nas transmissões de jogos noturnos e o novo gramado possui sistemas de drenagem e de irrigação recomendados pela Fifa.

Foram construídas duas torres de serviços, que abrigam a administração, posto médico, central de monitoramento de vídeo, central de comando do estádio, áreas de hospitalidade e áreas de segurança pública. O espaço para camarotes é flexível com capacidade para aproximadamente 2,2 mil pessoas. Para assegurar acessibilidade, existem dois elevadores e uma plataforma, além de rampas para acesso a todos os níveis.

Os vestiários foram modernizados e contam com auditório para entrevistas coletivas. Haverá duas lojas e 32 bares e lanchonetes nos diferentes setores do estádio. A área de imprensa inclui 16 cabines de rádio e TV e 72 postos de trabalho para a imprensa escrita.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/governador-anastasia-entrega-a-arena-independencia/

Gestão da Saúde: vice-governador entrega novas ambulâncias a 232 municípios mineiros

Governo de Minas moderniza frota e garante mais conforto e segurança a pacientes

Omar Freire/Imprensa MG
Governo de Minas investiu mais de 10 milhões na compra de novas ambulâncias
Governo de Minas investiu mais de 10 milhões na compra de novas ambulâncias

O vice-governador Alberto Pinto Coelho entregou, segunda-feira (23), 235 novas ambulâncias a 232 municípios do Estado. O Governo de Minas investiu R$ 10,3 milhões na compra dos veículos, com o objetivo de melhorar o atendimento aos pacientes e modernizar a frota das prefeituras.

“Essas ambulâncias são importantes, pois na saúde pública há a necessidade de deslocamento do paciente. Somam-se a isso os recursos investidos em todo o interior do Estado, por meio de programas como o Pro-Hosp, Saúde da Família e Farmácia de Minas. Esses são programas que investem nos municípios, locais onde o cidadão mora e onde as necessidades mais se manifestam”, afirmou Alberto Pinto Coelho, em pronunciamento durante a solenidade.

O Governo de Minas já entregou 2.382 ambulâncias aos municípios, desde 2005, com investimento de R$ 115 milhões. A modernização da frota é uma das ações desenvolvidas pelo Governo de Minas por meio do Sistema Estadual de Transporte em Saúde.

Durante o evento, o vice-governador ressaltou a necessidade de que o governo federal reveja a questão da Emenda 29, que define percentuais mínimos de investimento em saúde por União, estados e municípios.

“Por 10 anos aguardamos a aprovação da Emenda 29. Para nossa surpresa, quando aprovada, não estipulava o percentual de participação da União. Aproveito o público presente na solenidade para conclamar para aderir junto à Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) e da Associação Médica Brasileira (AMB), da criação de um projeto de lei de iniciativa popular, que sugere que 10% da corrente bruta da União sejam direcionados para o setor de saúde”, disse Alberto Pinto Coelho.

A União destina cerca de 6% a 7% de sua receita bruta para a área da saúde. De acordo com a Emenda 29, os estados precisam aplicar 12% do que arrecadam anualmente em impostos, e os municípios 15% de sua receita.

“Hoje é possível provar que os recursos destinados à área são insuficientes ao compararmos com outros países da América Latina. É importante que essa discussão seja levada novamente ao Congresso, a fim de que esse percentual de 10% seja aprovado. Assim, com a soma desses recursos poderá ser assegurado a cada brasileiro o acesso à saúde pública e que existam recursos públicos em quantidade suficiente”, afirmou o vice- governador.

Nova realidade

Segundo o secretário de Estado de Saúde, Antônio Jorge de Souza Marques, a entrega das 235 novas ambulâncias é um indicativo claro do compromisso do Estado com a saúde, que transformou e enxergou o transporte como uma logística primordial para o bom andamento da área.

“Em 2003, quando o governador Aécio Neves e o então secretário de Estado de Saúde, Marcus Pestana, assumiram, encontraram uma frota de transporte de pacientes em condições precárias. Era normal encontrar ambulâncias com 15 anos de uso e sem condições de fazer o transporte do paciente”, pontuou Antônio Jorge.

Durante pronunciamento, o prefeito de Gouveia, Geraldo de Fátima Oliveira, agradeceu ao vice-governador em nome dos demais prefeitos contemplados, dos secretários de Saúde e de todos os cidadãos beneficiados pela iniciativa. O prefeito de Campestre, Nivaldo Donizete Muniz, recebeu as chaves da ambulância, representando os demais municípios beneficiados.

Fortalecimento

Implantado em 2005, o Sistema Estadual de Transporte tem o objetivo de levar a saúde para o mais próximo possível de onde as pessoas moram.  Com os novos veículos, o paciente pode ser transportado com mais conforto e segurança até a cidade em condições de oferecer atendimento adequado. As ambulâncias são equipadas com uma maca, uma vez que são para simples remoção.  Além das ambulâncias, o Sistema já entregou 499 microonibus a 47 Consórcios Intermunicipais de Saúde, beneficiando 8,1 milhões de pessoas em 524 cidades.

Os microonibus transportam pacientes de pequenos municípios que necessitam de consultas médicas, exames e procedimentos especializados oferecidos em cidades maiores. Os pacientes fazem consulta e exames e são levados de volta para casa. Os veículos podem transportar até 26 passageiros confortavelmente, já que possuem ar-condicionado, poltronas reclináveis e aparelhos de TV e DVD.

Os pacientes são acompanhados por um agente de viagem capacitado para auxiliar pessoas que necessitem de cuidados especiais e os motoristas são treinados para a direção defensiva e econômica, visando à segurança dos pacientes e a economia para todo o sistema. Todos os veículos são monitorados via satélite, o que oferece a localização on line 24 horas por dia, garantindo segurança de todos os transportados.

Clique aqui e veja a relação de municípios contemplados (arquivo PDF).

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/vice-governador-entrega-novas-ambulancias-a-232-municipios-mineiros/

Governo Anastasia: Minas Gerais receberá R$ 260 milhões para investimentos em qualificação profissional, desenvolvimento tecnológico e inovação

Governador Antonio Anastasia participa de apresentação do Programa de Apoio à Competitividade da Indústria Mineira

Omar Freire/Imprensa MG
Alberto Pinto Coelho, Antonio Anastasia e Robson Andrade durante apresentação do programa
Alberto Pinto Coelho, Antonio Anastasia e Robson Andrade durante apresentação do programa

O governador Antonio Anastasia participou, nesta segunda-feira (23), na Fundação Centro Tecnológico de Minas Gerais (Cetec), da apresentação do Programa de Apoio à Competitividade da Indústria Mineira. Iniciativa da Confederação Nacional da Indústria (CNI), por meio do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai), o programa prevê investimentos da ordem de R$ 260 milhões para a construção de institutos de desenvolvimento tecnológico e de inovação, além da implantação de centros educacionais e da compra de unidades móveis para a formação profissional.

O objetivo do projeto é tornar a indústria mineira mais competitiva e gerar mais emprego de qualidade em Minas. Para o governador Anastasia, os investimentos irão melhorar a qualidade do trabalhador mineiro e agregar mais valor aos produtos fabricados em Minas Gerais.

“Queria agradecer ao doutor Robson Braga de Andrade, presidente da CNI, por ter colocado Minas Gerais neste grandioso e ambicioso projeto do Senai Nacional de instituir tantos institutos de tecnologia e de inovação. Minas Gerais está recebendo diversas unidades, investimentos de R$ 260 milhões. Isso é muito positivo, para não só melhorar a qualidade do nosso trabalhador, mas em especial agregar valor aos produtos mineiros que tem sido nosso grande esforço”, disse Antonio Anastasia.

Inovação e qualificação

Até 2015, serão instaladas nove unidades de inovação e desenvolvimento tecnológico, sendo seis Institutos Senai de Tecnologia (IST) e três Institutos Senai de Inovação (ISI), – dois deles no espaço físico da Fundação Cetec, totalizando investimentos da ordem de R$ 180 milhões.

O restante dos recursos será destinado à implantação de sete Centros de Formação Profissional, além da compra de quatro Unidades Móveis de qualificação para atender cidades que não contam com sede do Senai. Nos próximos três anos, serão criadas 209,5 mil vagas em cursos de nível básico, médio e superior em 28 áreas de atuação do Senai.

O projeto abrange todo o Estado, especialmente a Região Metropolitana de Belo Horizonte, que concentra 40% da oferta por mão de obra qualificada. A ideia é que as unidades funcionem em rede com as demais em implantação no país, para atender a indústria nacional no intuito de torná-la mais competitiva no mercado brasileiro e internacional.

Apoio

O presidente da CNI, Robson Braga de Andrade, ressaltou que sem o apoio do Governo de Minas, a entidade teria dificuldades em trazer os benefícios para Minas Gerais. Ele lembrou que o Estado é o que registra o menor índice de desemprego do país, segundo dados do Ministério do Trabalho.

“Juntos vamos conseguir implantar projetos importantes na área de desenvolvimento tecnológico e inovação. É uma grande oportunidade para o desenvolvimento de novos setores e para o fortalecimento dos segmentos já existentes no Estado”, disse Robson Braga de Andrade. Em Minas Gerais, os institutos de tecnologia vão atender aos segmentos de metalmecânica, meio ambiente, química, eletroeletrônica, alimentos e bebidas e metalurgia. Já os institutos de inovação serão voltados para a engenharia de superfícies, metalurgia e ligas especiais e engenharia elétrica de alta potência.

Demanda industrial

De acordo com o diretor de educação e tecnologia da CNI, Rafael Lucchesi, os investimentos para a implantação do programa em Minas levaram em consideração estudos sobre demanda industrial por mão de obra qualificada até 2014. Minas Gerais é um dos estados que se destaca na ampliação da demanda de educação profissional e tecnológica e dos serviços técnicos e tecnológicos.

O cenário de investimentos em Minas Gerais é bastante promissor. Em 2011, foram assinados 162 protocolos de intenções de empresas com previsão de investimentos da ordem de R$ 28,38 bilhões. Já para 2012 e 2013, os investimentos no Estado devem superar R$ 47,9 bilhões, conforme estudo do Sebrae Minas.

Projeto de Lei

Durante o evento, o governador assinou mensagem a ser enviada à Assembleia Legislativa de projeto de lei propondo a ampliação da atuação do Cetec no Estado. O objetivo é permitir que o Cetec atue em parceria com outras instituições na identificação de novas fontes de financiamento que assegurem mais inovação científico-tecnológica para aumentar a produtividade e a competitividade da indústria mineira.

Para o presidente da Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais (Fiemg), Olavo Machado Júnior, a parceria entre a entidade e o Governo de Minas vai permitir novo salto de qualidade ao Cetec. “A mudança na legislação vai melhorar ainda mais o acordo já existente entre o Cetec e o Senai, fazendo com que o Cetec amplie sua missão de trabalhar integrado com o setor industrial para o desenvolvimento de novos produtos”, disse.

O Cetec também celebrou convênio com o Senai e a Companhia Brasileira de Metalurgia e Mineração (CBMM) para a realização de projetos de pesquisa nas áreas de tecnologia de produção e aplicação de aços, especialmente com a utilização de ferro nióbio. Assinaram o documento o presidente da Fundação Cetec, Marcílio César de Andrade, o diretor regional do Senai, Lúcio José de Figueiredo, e o diretor da CBMM, JD Vital.

Exposição

Antes da apresentação do Programa de Apoio à Competitividade da Indústria Mineira, o governador Antonio Anastasia, ao lado do vice-governador Alberto Pinto Coelho, visitou mostra do Senai Nacional com trabalhos de todo o país nas áreas de educação, desenvolvimento tecnológico e inovação.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/minas-gerais-recebera-r-260-milhoes-para-investimentos-em-qualificacao-profissional-desenvolvimento-tecnologico-e-inovacao/