Arquivos do Blog

Governo de Minas: Etapa Regional do JEMG tem início em seis cidades-sede

Cerca de 12 mil alunos de 521 escolas públicas e particulares de 277 municípios de Minas participam dos jogos.

Felipe Diniz / SEEJ
Secretário Braulio Braz participa da abertura dos JEMG em Cataguases
Secretário Braulio Braz participa da abertura dos JEMG em Cataguases

A Secretaria de Estado de Esportes e da Juventude (SEEJ), em parceria com a Secretaria de Estado de Educação (SEE), deu início, nessa terça-feira (26), à Etapa Regional dos Jogos Escolares de Minas Gerais (JEMG 2012) em seis cidades do interior. Ao todo, participam mais de 12 mil alunos-atletas, que representam 521 escolas públicas e particulares de 277 municípios mineiros. Os competidores disputarão provas até sábado (30/06) em quatro modalidades coletivas (basquete, futsal, handebol e vôlei) e duas individuais (xadrez e atletismo).

Cataguases recebe as competições da Zona da Mata; Corinto as da região Norte; João Monlevade as do Vale do Aço; Passos as disputas da região Sul; Sete Lagoas as da Região Central do Estado; e Tupaciguara os jogos doTriângulo. Os critérios de divisão seguem as áreas das Superintendências Regionais de Ensino (SREs).

Em Cataguases, a solenidade de abertura contou com a participação do secretário de Estado de Esportes e da Juventude, Braulio Braz, do prefeito da cidade, William Lobo de Almeida, e de sete superintendentes Municipais de Ensino e vários outros prefeitos da região.

“Continuem firmes, empenhados nos estudos e na prática esportiva. Todos vocês são privilegiados por participar do maior programa esportivo de Minas Gerais”, disse o secretário aos mais de dois mil atletas classificados para fase da Zona da Mata.

Para a secretária de Educação de Cataguases, Solange Soares Leite, o JEMG é uma importante ferramenta de inclusão social e interação. “É uma oportunidade para confraternização, prática da cordialidade e superação de limites“, definiu a secretária.

JEMG

O JEMG 2012 é o maior e mais importante programa esportivo-social de Minas Gerais e faz parte do projeto Minas Olímpica, do Governo de Minas. É uma competição esportiva-educacional da qual podem participar as escolas públicas e particulares de ensino dos 853 municípios mineiros. Ao todo, 686 municípios foram inscritos no JEMG deste ano, um recorde na história dos Jogos.

Os Jogos acontecem em quatro etapas – municipal, microrregional, regional e estadual – e os alunos/atletas são divididos em dois módulos, de acordo com a idade. Participam do módulo I os alunos de 12 a 14 anos (nascidos de 98, 99 e 2000) e do módulo II, alunos de 15 a 17 anos (nascidos em 95, 96, e 97).

No JEMG/2012 estão sendo realizadas competições de atletismo, atletismo PCD, basquete, bocha, futsal, futebol de 5, futebol de 7, ginástica rítmica, ginástica de trampolim, handebol, judô, natação, natação PCD, peteca, taekwondo, tênis de mesa, tênis de mesa PCD, tênis em cadeira de rodas, vôlei, vôlei sentado e xadrez, nos naipes masculino e feminino.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/etapa-regional-do-jemg-tem-inicio-em-seis-cidades-sede/

Gestão da Educação: seis cidades abrem nesta terça-feira etapas regionais dos Jogos Escolares de Minas

 

Alunos de 521 escolas de 277 cidades vão competir em Sete Lagoas, Cataguases, Corinto, Tupaciguara, João Monlevade e Passos.

Divulgação / SEE
Serão cerca de 12 mil estudantes envolvidos em diversas modalidades.
Serão cerca de 12 mil estudantes envolvidos em diversas modalidades.

Cerca de 12 mil alunos de 521 escolas públicas e particulares de 277 municípios iniciam, nesta terça-feira, as disputas esportivas das etapas regionais dos Jogos Escolares de Minas Gerais (JEMG). Serão seis cidades que vão receber os estudantes de várias regiões do Estado. Os jogos, organizadas pela Secretaria de Estado de Esportes e da Juventude (SEEJ), vão até o próximo sábado (30).

A cidade de Sete Lagoas receberá 2.400 alunos de 48 municípios na etapa da região Central. João Monlevade sediará os jogos regionais do Vale do Aço, com 2.300 alunos de 59 cidades, e Passos os da região Sul, com 2.170 participantes de 37 municípios.Tupaciguara será o local dos jogos da região do Triângulo, com 1.750 jovens de 34 cidades, e Corinto abrigará as competições da região Norte que envolvem 1.310 estudantes de 36 municípios.

A cidade de Cataguases também vai receber a etapa regional da Zona da Mata, com 2.050 participantes de 63 municípios. A abertura dos jogos no município será realizada pelo secretário de Estado de Esportes e da Juventude, Braulio Braz, nesta terça-feira (26), às 19h, na Praça Rui Barbosa, no Centro. Na etapa de Cataguases, serão disputados jogos em quatro modalidades coletivas – basquete, futsal, handebol e vôlei – e duas individuais- xadrez e atletismo.

JEMG

O JEMG 2012 é o maior e mais importante programa esportivo-social de Minas Gerais e faz parte do projeto Minas Olímpica do Governo de Minas. É uma competição esportiva-educacional da qual podem participar as escolas públicas e particulares de ensino dos 853 municípios mineiros. Ao todo, 686 municípios foram inscritos no JEMG deste ano, um recorde na história dos Jogos.

Os Jogos acontecem em quatro etapas – municipal, microrregional, regional e estadual – e os alunos/atletas são divididos em dois módulos, de acordo com a idade. Participam do módulo I os alunos de 12 a 14 anos (nascidos de 98, 99 e 2000) e do módulo II, alunos de 15 a 17 anos (nascidos em 95, 96, e 97).

No JEMG/2012 estão sendo realizadas competições de atletismo, atletismo PCD, basquete, bocha, futsal, futebol de 5, futebol de 7, ginástica rítmica, ginástica de trampolim, handebol, judô, natação, natação PCD, peteca, taekwondo, tênis de mesa, tênis de mesa PCD, tênis em cadeira de rodas, vôlei, vôlei sentado e xadrez, nos naipes masculino e feminino.

De 2004 até agora, mais de 160 mil alunos participaram do JEMG, outros 16 mil profissionais estiveram envolvidos. Com as competições, foram gerados três mil empregos diretos e oito mil indiretos. Os jogos foram assistidos por cerca de 500 mil espectadores.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/seis-cidades-abrem-nesta-terca-feira-etapas-regionais-dos-jogos-escolares-de-minas/

Gestão em Minas: produtor mineiro de amendoim prevê situação favorável em 2012

Período de festas juninas deve aquecer as vendas

O mercado já está recebendo parte da safra mineira de amendoim e as perspectivas de vendas para este ano são favoráveis, com base em dados dos produtores analisados pela Secretaria de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Seapa). Embora o período seja de grande oferta do produto, o preço alcança uma cotação de até R$ 30,00 o saco, cifra cerca de 4% superior à registrada no mesmo período do ano passado.

De acordo com a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), em 2012, a produção estadual de amendoim deve totalizar 8,7 mil toneladas, volume 7,4% superior ao registrado na safra passada.

“Como o cultivo do amendoim em Minas Gerais ocorre no período de seca, os melhores resultados são registrados nas regiões onde os produtores adotam a irrigação conjugada com o preparo do solo e a adubação bem orientada”, explica o superintendente de Política e Economia Agrícola da Seapa, João Ricardo Albanez.

Ele destaca a atuação do Triângulo Mineiro, responsável por mais de 90% da safra mineira de amendoim. Em Tupaciguara, a safra prevista equivale a 73,5% da colheita total de amendoim do Estado, volume que garante ao município a liderança absoluta na produção.

Outros municípios do Triângulo também apresentam números crescentes como consequência dos investimentos nas lavouras. É o caso de Iturama, onde o produtor Osmar Lorenzato informa que a sua produção neste ano deve saltar para 1,6 mil toneladas, volume cerca de 60% superior ao colhido em 2011.

Os 32 mil sacos de 50 quilos da colheita estimada serão vendidos quase exclusivamente às fábricas de doces dos municípios de Ribeirão Preto e Dumont, no estado de São Paulo.

Boas previsões

A valorização do amendoim no período inicial do abastecimento é um dos principais indicadores de boas vendas para este ano. De acordo com Lorenzato, a cotação da saca poderá alcançar R$ 35,00 a partir das festas juninas, período de referência para o aumento do consumo.

O empresário considera que a escalada dos preços do amendoim neste ano deverá estimular os produtores a investir mais nas lavouras. O próximo plantio em Minas Gerais vai começar no fim de outubro e início de novembro, e os trabalhos se estendem por quatro meses dentro do período de estiagem.

“Fazemos a semeadura principalmente em áreas onde foi colhida a cana-de-açúcar, o que possibilita o aproveitamento de nutrientes do solo. Depois da colheita do amendoim, as lavouras são novamente ocupadas pela cana-de-açúcar”, conta o produtor Osmar Lorenzato.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/produtor-mineiro-de-amendoim-preve-situacao-favoravel-em-2012/

Governo de Minas dá mais um passo para construção de escolas técnicas no Triângulo

Assinado protocolo de intenção que prevê a construção das unidades pelo Programa Brasil Profissionalizado
Divulgação/SEE MG
Secretários Ana Lúcia Gazzola e Narcio Rodrigues firmam acordo com prefeitos de Tupaciguara e Sacramento
Secretários Ana Lúcia Gazzola e Narcio Rodrigues firmam acordo com prefeitos de Tupaciguara e Sacramento

Nessa terça-feira (31), a secretária de Estado de Educação, Ana Lúcia Gazzola, assinou com os prefeitos de Tupaciguara e Sacramento, protocolos de intenção para a construção de duas escolas técnicas nos municípios, por meio do Programa Brasil Profissionalizado, do Ministério da Educação. O secretário de Estado de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Narcio Rodrigues, também participou da assinatura dos protocolos, já que a pasta atua como colaboradora da Educação na continuidade das ações.

A Secretaria de Estado de Educação (SEE) já assinou convênio com o MEC no valor de R$ 14 milhões para a construção das duas unidades. As prefeituras agora devem apresentar a documentação necessária para viabilizar a assinatura do convênio com a SEE, para que os recursos sejam liberados e as obras, iniciadas.

Segundo Ana Lúcia Gazzola, as escolas técnicas possibilitarão o desenvolvimento dessas regiões. “A assinatura desses protocolos firma a parceria com essas prefeituras, para que possamos iniciar a construção dessas escolas e atender melhor a demanda das comunidades locais”, completou.

As escolas seguem o padrão estabelecido pelo Programa Brasil Profissionalizado. O valor previsto para a construção é de R$ 7,2 milhões e cada unidade tem capacidade para 1.200 alunos. A previsão é de que as obras durem um ano e meio.

Narcio Rodrigues reforçou a importância das ações do programa em Minas. “A disponibilidade da SEE fez com que ela pudesse ser a protagonista do Brasil Profissionalizado, até porque a educação técnica está ligada à educação. Nós passamos a ser coadjuvantes e a participar com apoio tecnológico”, afirmou o secretário.

A Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior (Sectes) deu prioridade a 13 municípios para receberem as escolas técnicas, a partir das vocações e demandas locais. São eles: Bocaiúva, Brasília de Minas, Espinosa, Grão Mogol, Janaúba, Joaíma, Lagoa Santa, Manga, Monte Azul, Pompéu, Ibirité, Taiobeiras e Unaí.

“Uma escola com a proposta de aprimorar o ensino técnico é de extrema importância. É uma oportunidade de capacitação que possibilita que as pessoas ingressem no mercado de trabalho que está surgindo na nossa região”, avaliou o prefeito de Tupaciguara, Alexandre Berquó Dias. O prefeito de Sacramento, Wesley de Santi de Melo, também comemorou o acordo.

As duas cidades ficam no Triângulo Mineiro, sendo que Tupaciguara está mais próxima de Uberlândia e Sacramento, de Uberaba. O município de Tupaciguara vai sediar um dos polos aeronáuticos que integram o Complexo Aeronáutico de Minas Gerais, razão pela qual os cursos serão voltados para a aviação. O projeto é coordenado pela Sectes, com a parceria das Secretarias de Estado de Desenvolvimento Econômico (Sede) e de Educação.

Brasil profissionalizado

A iniciativa repassa recursos do Governo Federal para que os estados invistam em suas escolas técnicas. Criado em 2007, o Brasil Profissionalizado possibilita a modernização e a expansão das redes públicas de ensino médio integradas à educação profissional, uma das metas do Plano de Desenvolvimento da Educação (PDE). Os recursos do MEC podem ser empregados em obras de infraestrutura, desenvolvimento de gestão, práticas pedagógicas e formação de professores.

Fonte: Agência Minas