Arquivos do Blog

Governo de Minas: nomeados os diretores da Agência de Desenvolvimento do Vale do Aço

Governo de Minas está investindo mais de R$2,8 milhões na instalação da ARMVA, que terá sede em Ipatinga

O governador Antonio Anastasia nomeou os integrantes da diretoria da nova Agência de Desenvolvimento da Região Metropolitana do Vale do Aço (ARMVA). Os atos foram publicados na edição desta sexta-feira (29), do “Minas Gerais”, Diário Oficial dos Poderes do Estado, sendo designado para diretor-geral Thales Rezende Coelho Alves.

Foram nomeados o vice-diretor geral, Anfilófio Salles Martins, o diretor de Regulação Metropolitana Bruno Reis Alcântara, a diretora de Planejamento Metropolitano, Articulação e Intersetorialidade, Márcia Cruz Costa Val, e o diretor de Inovação e Logística, Thiago de Pádua Batista Machado.

O diretor-geral da autarquia foi escolhido a partir de uma lista tríplice eleita pelo Conselho Deliberativo de Desenvolvimento Metropolitano do Vale do Aço. Já os diretores foram nomeados após processo de pré-qualificação realizado pelas Secretarias de Gestão Metropolitana (Segem), Casa Civil (Seccri) e Planejamento e Gestão (Seplag).

A Agência de Desenvolvimento é o órgão executivo responsável por promover desenvolvimento econômico, realizar o planejamento urbano integrado e fiscalizar o uso do solo nos municípios de Ipatinga, Coronel Fabriciano, Timóteo e Santana do Paraíso. O Governo de Minas está investindo mais de R$2,8 milhões na instalação da ARMVA, que terá sede em Ipatinga.

“As nomeações marcam o início da implantação efetiva da Agência Metropolitana e complementa o chamado Arranjo Institucional Metropolitano, composto por instâncias de decisão e planejamento que reúnem as cidades do Vale do Aço”, explica o secretário extraordinário de Gestão Metropolitana, Alexandre Silveira. “Eles terão muito trabalho pela frente, começando pela contratação e realização do Plano Diretor de Desenvolvimento Integrado para a região, que já foram determinadas pelo Conselho Metropolitano.”

Sobre os diretores

Thales Rezende Coelho Alves – Advogado com graduação em Direito pela PUC-Minas e especializações em Direito Municipal (Unifenas) e em Direito do Estado (PUC-Minas), atuou como procurador e assessor jurídico em prefeituras da região, como Caratinga, Imbé de Minas, Inhapim. É Vice-Presidente da 86ª Subseção da OAB; Delegado da CAAMG 86ª; e Presidente da Comissão Eleitoral da 86ª Subseção.

Anfilófio Salles Martins – Engenheiro Mecânico pelo Minas Instituto de Tecnologia de Governador Valadares, tem especialização em Engenharia de Segurança no Trabalho (PUC-Minas) e em Administração e Desenvolvimento de RH (FJP).  Foi presidente da Fundação Aperam Acesita e do Instituto do Inox e atuou em projetos de desenvolvimento regional, tais como a implantação do CEFET em Timóteo, a elaboração do Plano de Desenvolvimento Sócio Econômico daquele município. Foi também vice-presidente do Conselho Regional da FIEMG Vale do Aço e representante suplente da sociedade civil do Conselho Deliberativo de Desenvolvimento Metropolitano da RMVA.

Bruno Reis Alcântara – Diretoria de Regulação Metropolitana – Arquiteto pela Universidade Federal de Viçosa,  Bruno atuou na Secretaria Municipal de Planejamento, Gestão e Meio Ambiente da Prefeitura de Timóteo, onde foi gerente técnico, gestor de gabinete e chefe de divisão. É membro dos Conselhos Municipais de Defesa do Meio Ambiente, de Patrimônio Histórico, Artístico e Cultural e de Habitação, além das Comissões Municipais de Política Urbana e de Loteamento.

Márcia Cruz Costa Val, diretora de Planejamento Metropolitano, Articulação e Intersetorialidade – Graduada em Ciências Contábeis, Administração de Empresas e em Economia pela PUC-Minas, foi Secretária Municipal de Assuntos Extraordinários da Prefeitura de Ipatinga; servidora da FJP (área: custos, orçamentos e O&M); chefe do departamento de RH da Cia Urbanizadora do Vale do Aço; professora da PUC-Minas; assessora técnica da Câmara Municipal de Ipatinga (servidora efetiva) e consultora técnica em Administração Municipal a Prefeituras e Câmaras Municipais da Macro-Região do Vale do Aço.

Thiago de Pádua Batista Machado, diretor de Inovação e Logística – Graduado em Administração Pública pela Escola de Governo Professor Paulo Neves de Carvalho, da Fundação João Pinheiro, Thiago tem MBA em Administração Pública (FGV) e já atuou no DER/MG (40ª Coordenadoria Regional), como responsável pela Gerência de Planejamento e Modernização Institucional da Diretoria de Planejamento, Gestão e Finanças. Foi 2º colocado no 5º Prêmio de Excelência em Gestão Pública do Estado de Minas Gerais.

Sobre a Região Metropolitana do Vale do Aço

Criada em 1998 e reformada em 2006, a RMVA tem população estimada pelo IBGE em 451.351 habitantes, o que representa 2,2% da população de Minas Gerais. Ao contrário do entorno da capital do estado, não há no Vale do Aço um município-sede e a cidade com maior população é Ipatinga, com 239.177 habitantes, 53% do total da região, seguida de Coronel Fabriciano, com 103.797, Timóteo, com 81.119 e Santana do Paraíso, com 27.258 habitantes.

Trata-se de uma área intensamente urbanizada: a taxa média de urbanização da RMVA é de 98%.  O PIB da RMVA era de R$ 9,35 bilhões, em 2008, de acordo com a Fundação João Pinheiro. O PIB per capita, de R$ 20,8 mil, está acima da média estadual.

Sobre a Agência RMVA

Com personalidade jurídica pública, autonomia administrativa e financeira e prazo de duração indeterminado, a ARMVA está vinculada à Secretaria Extraordinária de Estado de Gestão Metropolitana (Segem). Suas ações abrangem os municípios de Ipatinga, Coronel Fabriciano, Timóteo e Santana do Paraíso, além dos que fazem parte do seu Colar Metropolitano: Açucena, Antônio Dias, Belo Oriente, Bom Jesus do Galho, Braúnas, Bugre, Caratinga, Córrego Novo, Dom Cavati, Dionísio, Entre-Folhas, Iapu, Ipaba, Jaguaraçu, Joanésia, Marliéria, Naque, Periquito, Pingo d’Água, São José do Goiabal, São João do Oriente, Sobrália e Vargem Alegre.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/nomeados-os-diretores-da-agencia-de-desenvolvimento-do-vale-do-aco/

Anúncios

Governo de Minas: prorrogado prazo para inscrições no Festival Paradesportivo Regional de Montes Claros

Inscrições são gratuitas e podem ser feitas até esta terça-feira. Festival ocorre entre quinta-feira e sábado.

A Secretaria de Estado de Esportes e da Juventude (SEEJ) prorrogou o prazo para inscrições no Festival Paradesportivo Regional de Montes Claros, no Norte do Estado, para esta terça-feira (19). As inscrições são gratuitas, para atletas e profissionais. O evento, que será realizado entre os dias 21 e 23 de junho, tem por objetivo informar e capacitar os profissionais para as modalidades paraolímpicas, bem como oportunizar os alunos e atletas a vivência da prática desportiva.

Poderão participar da competição profissionais de áreas como as de educação física e fisioterapia e estudantes com deficiência física, intelectual, visual ou paralisia cerebral, com idade de 12 a 19 anos, obrigatoriamente matriculados nas escolas da rede pública, particular e/ou especial de ensino.

As modalidades oferecidas são atletismo, bocha, goalball, futebol de cinco, futebol de sete, judô, natação, vôlei sentado e tênis de mesa e de quadra- as mesmas desenvolvidas nas Paraolimpíadas Escolares.Na ocasião, renomados professores na área do paradesporto de Minas Gerais serão responsáveis pelas oficinas práticas das modalidades e também irão coordenar a participação dos alunos/ atletas para, posteriormente, selecionar, a partir dos resultados alcançados, os que participarão da Etapa Estadual dos Jogos Escolares de Minas Gerais (JEMG), em outubro de 2012.

O festival já foi promovido em Ipatinga e Timóteo, na Região do Vale do Aço, e em Juiz de Fora, na Zona da Mata, e envolveu mais de 300 atletas e profissionais.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/prorrogado-prazo-para-inscricoes-no-festival-paradesportivo-regional-de-montes-claros/

Governo de Minas: SEEJ abre inscrições para Festival Paradesportivo Regional de Montes Claros

Evento será realizado entre 21 e 23 de junho e tem o objetivo de capacitar profissionais para as modalidades paraolímpicas

A Secretaria de Estado de Esportes e da Juventude (Seej) abriu, nesta sexta-feira  (1º), as inscrições para o Festival Paradesportivo Regional de Montes Claros, no Norte do Estado. As inscrições são gratuitas para atletas e profissionais da área desportiva e terminam no dia 15 de junho.

O evento, que acontecerá entre os dias 21 e 23 de junho, tem por objetivo informar e capacitar os profissionais para as modalidades paraolímpicas, bem como oportunizar os alunos e atletas a vivência da prática desportiva. Poderão participar da competição profissionais de áreas como as de educação física e fisioterapia e estudantes com deficiência física, intelectual, visual ou paralisia cerebral, com idade de 12 a 19 anos, obrigatoriamente matriculados nas escolas da rede pública, particular ou especial de ensino.

As modalidades oferecidas são atletismo, bocha, goalball, futebol de cinco, futebol de sete, judô, natação, vôlei sentado e tênis de mesa e de quadra – as mesmas desenvolvidas nas Paralimpíadas Escolares. Na ocasião, renomados professores na área do paradesporto de Minas Gerais serão responsáveis pelas oficinas práticas das modalidades e também irão coordenar a participação dos alunos/ atletas para, posteriormente, selecionar, a partir dos resultados alcançados, os que participarão da Etapa Estadual dos Jogos Escolares de Minas Gerais (JEMG), em outubro de 2012.

O festival já foi promovido em Ipatinga e Timóteo, na região do Vale do Aço, e em Juiz de Fora, na Zona da Mata, com a presença de mais de 300 atletas e profissionais.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/seej-abre-inscricoes-para-festival-paradesportivo-regional-de-montes-claros/

Gestão da Saúde: Governo de Minas anuncia prazo para reabertura do Hospital Siderúrgica

O anúncio acontecerá no prédio em que o hospital funcionava

Nesta quarta-feira (23), às 9h30, os secretários de Estado de Saúde, Antônio Jorge de Souza Marques e de Gestão Metropolitana, Alexandre Silveira, anunciam os prazos para início das obras de reforma e reabertura do Hospital Siderúrgica, em Coronel Fabriciano. O anúncio acontecerá no prédio em que o hospital funcionava.

Desde julho do ano passado, os pacientes de Fabriciano vinham sendo atendidos no hospital Vital Brasil, de Timóteo. A Secretaria de Estado de Saúde destinou, em média, mais de R$ 150 mil por mês para custeio de extrateto, ou seja, para cobrir atendimentos além do pactuado com o município.  Além destes recursos, o Pro-Hosp está destinando R$ 25 mil, que anteriormente eram repassados ao Hospital Siderúrgica, para o Vital Brasil.

Nos últimos dois anos e meio, antes do fechamento da instituição, a SES já havia repassado R$ 2,5 milhões para o Hospital Siderúrgica. O hospital entra agora em uma nova fase, na qual haverá gestão da instituição beneficente São Camilo, contando com o apoio do Estado para revitalização do hospital.

Serviço:

Coletiva à imprensa: início das obras de reforma e reabertura do Hospital Siderúrgica, em Coronel Fabriciano

Data: 23/05

Local: Rua Argemiro José Ribeiro, número 39- Centro

Hora:9h30

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/governo-de-minas-anuncia-prazo-para-reabertura-do-hospital-siderurgica/

Gestão Anastasia: Secretaria de Saúde alerta para período da campanha de vacinação contra gripe

A menos de dez dias para o final da campanha, Minas registra 45,8% de cobertura vacinal

Pedro Cisalpino
Ideal é que, no mínimo, 80% da população alvo receba a vacina, que protege contra a H1N1
Ideal é que, no mínimo, 80% da população alvo receba a vacina, que protege contra a H1N1

O dia 25 de maio é a última oportunidade para as pessoas se imunizarem contra a Influenza, durante a Campanha de Vacinação. O ideal é que, no mínimo, 80% da população alvo receba a vacina, que protege contra a gripe sazonal e a Influenza A (H1N1). Somente neste ano, seis pessoas foram acometidas pela H1N1, sendo que uma das vítimas foi fatal.

Em 2012, a população prisional também faz parte do público alvo da campanha, que abrange, ainda, os idosos acima de 60 anos, os povos indígenas, as gestantes e as crianças de seis meses a menores de dois anos, além dos trabalhadores de saúde das unidades que fazem atendimento para influenza, totalizando um público estimado em 3.089.288 pessoas em Minas Gerais.

A campanha anual de vacinação tem contribuído, ao longo dos anos, para a prevenção da gripe nos grupos imunizados, além de apresentar redução das internações hospitalares, mortalidade evitável e gastos com medicamentos para tratamento de infecções secundárias.

“Nosso objetivo é proteger a parcela da população que corre mais risco de ter a doença na forma mais grave”, afirma a coordenadora estadual de Imunização, Tânia Brant, da Secretaria de Estado de Saúde.  “A campanha foi ampliada para a população prisional, pois as condições de habitação e confinamento deste público colaboram para uma maior vulnerabilidade frente às doenças imunopreveníveis”, completa.

Cobertura vacinal em Minas Gerais

Conforme orientações do Ministério da Saúde, a meta em Minas Gerais é vacinar 2.471.185 pessoas, o que corresponde a 80% do público alvo da campanha. Até o momento, foram aplicadas 1.414.881 doses, o que corresponde a 45,8% de cobertura vacinal.

De acordo com dados do Sistema de Informação do Programa Nacional de Imunizações (SI-PNI), uma das melhores coberturas vacinais ocorre no grupo de crianças. Atualmente, foram vacinadas 208.515 crianças menores de dois anos, o que corresponde a 55,06%. Já o grupo de gestantes foi o que teve a menor adesão até agora, com 41,81% da população esperada, ou seja, apenas 79.158 das 189.333 gestantes compareceram aos postos de saúde para receber as doses da vacina.

A doença

A influenza é uma infecção viral aguda que afeta o sistema respiratório. É de elevada transmissibilidade e distribuição global, com tendência a se disseminar facilmente em epidemias sazonais. A transmissão ocorre por meio de secreções das vias respiratórias da pessoa contaminada ao falar, tossir, espirrar ou pelas mãos, que após contato com superfícies recém contaminadas por secreções respiratórias podem levar o agente infeccioso direto à boca, aos olhos e ao nariz.

As infecções respiratórias agudas constituem um conjunto de doenças frequentes e tem maior incidência em pessoas com idade superior a 60 anos e crianças, sendo o vírus da influenza um dos principais agentes etiológicos destas doenças.

Sintomas e tratamento

Os sintomas da gripe, muitas vezes, são semelhantes aos do resfriado, que se caracterizam pelo comprometimento das vias aéreas superiores, com congestão nasal, rinorréia (secreções pelo nariz), tosse, rouquidão, febre variável, mal-estar, mialgia (dor muscular) e cefaleia (dor de cabeça).

A maioria das pessoas infectadas se recupera dentro de uma a duas semanas sem a necessidade de tratamento médico. No entanto, nas crianças muito pequenas, idosos e portadores de quadros clínicos especiais, a infecção pode levar a formas clinicamente graves, pneumonia e morte.

Prevenção

A prevenção ainda é a maior arma contra a propagação da Influenza e as medidas são simples:

– Lavar as mãos com água e sabão;

– Evitar tocar a boca, olhos e nariz sem lavar as mãos;

– Seguir a etiqueta respiratória – utilizar lenços de papel descartável para cobrir o nariz e a boca ao tossir ou espirrar (caso não haja lenço de papel, tossir ou espirrar contra o braço);

– Não reutilizar lenços de papel e evitar o uso de lenços de pano;

– Evitar compartilhar utensílios e alimentos, inclusive toalha de rosto;

– Manter portas e janelas sempre abertas para a boa circulação do ar;

– Manter disponível sabonete, álcool gel e papel toalha.

Influenza H1N1

Em 2012, até o momento, foram confirmados seis casos de Influenza A (H1N1) em Minas Gerais, com um óbito. Belo Horizonte, Minas Novas, Poços de Caldas e Timóteo registraram um caso da doença, cada um, enquanto em Uberlândia foram confirmados dois casos. O óbito ocorreu em Poços de Caldas. Em 2011, foram confirmados 28 casos da doença e quatro mortes.

Para que a situação não se agrave é muito importante que toda a população alvo seja vacinada e, assim, seja interrompida a disseminação do vírus.

Os sintomas da Influenza A (H1N1) mais importantes são febre repentina, tosse e dor de garganta, sendo que dificuldade respiratória (falta de ar) é um sinal de piora do quadro clínico. Também é possível que a pessoa acometida pela doença sinta dores musculares, cansaço, calafrios, perda de apetite, dor de cabeça, coriza, espirros, diarréia ou vômitos e dores abdominais.

Algumas situações podem facilitar a transmissão da Influenza A (H1N1), como ambientes fechados e com pouca ventilação; grandes aglomerações de pessoas; falta de higienização das mãos; compartilhamento de utensílios (copos, talheres, pratos, toalhas de rosto) e alimentos e o contato próximo com outras pessoas.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/secretaria-de-saude-alerta-para-periodo-da-campanha-de-vacinacao-contra-gripe/

Governo de Minas: inscrições para Festival Paradesportivo Regional de Juiz de Fora terminam sexta-feira

O cadastro é gratuito e pode ser feito por atletas e profissionais

A Secretaria de Estado de Esportes e da Juventude (SEEJ) recebe até sexta-feira (18) as inscrições para o Festival Paradesportivo Regional de Juiz de Fora, na Zona da Mata. O cadastro é gratuito e pode ser feito por atletas e profissionais.

O festival, que acontece entre 24 e 26 de maio, tem o objetivo de informar e capacitar os profissionais para as modalidades paraolímpicas, bem como oportunizar os alunos e atletas a vivência da prática desportiva. Poderão participar da competição profissionais de áreas como educação física e fisioterapia e estudantes com deficiência física, intelectual, visual ou paralisia cerebral, com idade de 12 a 19 anos, obrigatoriamente matriculados nas escolas da rede pública, particular e/ou especial de ensino.

As modalidades oferecidas são atletismo, bocha, goalball, futebol de cinco, futebol de sete, judô, natação, vôlei sentado e tênis de mesa e de quadra, as mesmas desenvolvidas nas Paraolimpíadas Escolares. Na ocasião, professores da área do paradesporto de Minas Gerais serão responsáveis pelas oficinas práticas das modalidades e também irão coordenar a participação dos alunos e atletas para, posteriormente, selecionar os que participarão da Etapa Estadual dos Jogos Escolares de Minas Gerais (JEMG), em outubro de 2012.

O festival já foi promovido em Ipatinga e Timóteo, no Vale do Aço. Outra etapa está prevista para junho, em Montes Claros, no Norte do Estado.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/inscricoes-para-festival-paradesportivo-regional-de-juiz-de-fora-terminam-sexta-feira/

Gestão Eficiente: Governo de Minas é referência para municípios mineiros

Secretária Renata Vilhena destaca incentivo para administrações públicas

Renato Cobucci / Imprensa MG
A secretária Renata Vilhena, que entregou o prêmio a representantes de vários municípios
A secretária Renata Vilhena, que entregou o prêmio a representantes de vários municípios

A secretária de Estado de Planejamento e Gestão, Renata Vilhena participou, nesta quarta-feira (9), da entrega do Prêmio Mineiro de Boas Práticas na Gestão Municipal, no Expominas, em Belo Horizonte. O evento, que integrou a programação do 29º Congresso Mineiro de Municípios, também contou com a participação do secretário-adjunto de Estado de Meio Ambiente, Danilo Vieira Junior, além do prefeito de São Gonçalo do Pará, Ângelo Roncalli, presidente da Associação Mineira dos Municípios (AMM) e representantes dos municípios finalistas, entre outros.

A premiação, promovida pela entidade, homenageou as prefeituras que se destacaram na gestão de recursos em busca de melhorias dos resultados, e contou com quatro categorias: Gestão da Educação; Gestão da Saúde; Gestão do Desenvolvimento Social e Gestão do Desenvolvimento Urbano/ Ambiental.

A secretária Renata Vilhena salientou a importância da instituição do prêmio para a consolidação de uma cultura da boa gestão em todo o Estado. “Para que Minas Gerais alcance os resultados almejados, é fundamental que os municípios também consigam cumprir suas metas. Por isso, os municípios também precisam avançar na melhoria da gestão”, disse ela.

Onze municípios se destacaram na premiação: Bicas, Miradouro e Santa Bárbara (Educação); Juiz de Fora, Uberlândia e Nova Lima (Saúde); Além Paraíba e Timóteo (Desenvolvimento Social) e Lassance, Pains e São Gonçalo do Rio Abaixo (Desenvolvimento Urbano/ Ambiental).

Estímulo à inovação

De acordo com a secretária, o prêmio é um grande incentivo para que as prefeituras inovem e possam estar exercendo as boas práticas. “Eu tenho convicção que a cultura da boa gestão já faz parte de Minas Gerais, haja visto o resultado da pesquisa divulgada na terça-feira pela Federação Nacional dos Municípios, que aponta o avanço dos municípios mineiros nesta área. Isso é conseqüência da semente que vem sendo plantada desde 2003, no Governo de Minas. Vamos sempre apoiar essas iniciativas, em parceria com a AMM, porque através de uma boa gestão, os resultados são alcançados”, concluiu.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/onze-municipios-mineiros-sao-premiados-pela-qualidade-na-gestao-de-recursos-publicos/

Governo de Minas: inscrições abertas para o Festival Paradesportivo Regional de Juiz de Fora

Evento busca incentivar jovens de 12 a 19 anos com deficiência a praticar esportes

A Secretaria de Estado de Esportes e da Juventude (SEEJ) abriu, nesta quarta-feira (02), as inscrições para o Festival Paradesportivo Regional de Juiz de Fora, na Região da Zona da Mata. As inscrições são gratuitas, para atletas e profissionais, e terminam no dia 18 de maio.

O evento será realizado entre os dias 24 e 26 de maio. O festival tem por objetivo informar e capacitar os profissionais para as modalidades paraolímpicas, bem como e dar oportunidade para jovens vivenciarem a prática desportiva. Poderão participar da competição profissionais de áreas como as de educação física e fisioterapia e estudantes com deficiência física, intelectual, visual ou paralisia cerebral, com idade de 12 a 19 anos, obrigatoriamente matriculados nas escolas da rede pública, particular e/ou especial de ensino.

As modalidades oferecidas são as mesmas desenvolvidas nas Paralimpíadas Escolares: atletismo, bocha, goalball, futebol de cinco, futebol de sete, judô, natação, vôlei sentado e tênis de mesa e de quadra. Durante o festival, professores na área do paradesporto de Minas Gerais serão responsáveis pelas oficinas práticas das modalidades. Eles também irão coordenar a participação dos jovens para, posteriormente, selecionar, a partir dos resultados alcançados, os que participarão da Etapa Estadual dos Jogos Escolares de Minas Gerais (JEMG), em outubro de 2012.

O festival já foi promovido em Ipatinga e Timóteo, na Região do Vale do Aço. Outra etapa está prevista para junho, em Montes Claros, no Norte do Estado.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/inscricoes-abertas-para-o-festival-paradesportivo-regional-de-juiz-de-fora/

Governo de Minas: cidades mineiras se preparam para Conferência da Pessoa com Deficiência

Mais de 50 cidades estão envolvidas e vão promover, até 30 de abril, conferências municipais ou regionais

Os municípios mineiros estão se mobilizando, desde março deste ano, para promover melhorias das políticas públicas destinadas às pessoas com deficiência. Mais de 50 cidades estão envolvidas e vão promover, até o dia 30 de abril, conferências municipais ou regionais para discutir e elaborar propostas a serem apresentadas no encontro estadual, marcado para 19 a 21 de junho, em Belo Horizonte.

Com o apoio da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social (Sedese), os municípios provocam discussões divididas em quatro eixos: Educação, esporte, trabalho e reabilitação profissional; acessibilidade, comunicação, transporte e moradia; saúde, prevenção, reabilitação, órteses e próteses; segurança, acesso à justiça, padrão de vida e proteção social adequados.

Os municípios de Varginha, Timóteo, Governador Valadares, São Tomé das Letras, Araguari, Três Corações e Itabira já realizaram suas conferências e apresentaram demandas que podem ser transformadas em políticas públicas em prol das pessoas com deficiência de todo o Estado.

“Com a apresentação das propostas, vamos saber o que os municípios precisam e querem do Estado. Além disso, teremos discussões importantes para a elaboração do Plano Estadual de Políticas para Pessoas com Deficiência”, destacou a coordenadora Especial de Apoio e Assistência à Pessoa com Deficiência, Ana Lúcia Oliveira.

Cada conferência elege delegados para representarem os respectivos municípios na III Conferência Estadual ‘Um Olhar para a Convenção Sobre os Direitos das Pessoas com Deficiência’. O evento será promovido pela Sedese, por meio da Coordenadoria de Apoio e Assistência à Pessoa com Deficiência (Caade), e pelo Conselho Estadual de Defesa dos Direitos da Pessoa com Deficiência (Conped).

O encontro estadual visa o processo de construção e reestruturação das Redes Estadual e Nacional de Proteção e Defesa dos Direitos da Pessoa com Deficiência, além de identificar avanços, desafios e priorizar as demandas no âmbito estadual e federal. A expectativa é que cerca de 40 propostas, oriundas da conferência estadual, sejam levadas à Conferência Nacional, a ser realizada em Brasília, de 3 a 6 de dezembro.

Próximas conferências

24 de abril – Limeira, Rosário de Limeira, Sabará, São Lourenço, Três Marias e Martinho Campos

25 de abril – Itajubá, São Tomé das Letras, Uberlândia.

26 de abril – Araxá, Barbacena, Capelinha, Cássia, Cláudio, Coronel Fabriciano, Lassance, Lavras, Piraúba, Pouso Alegre, Santa Rita do Sapucaí, Uberaba.

27 de abril – Brumadinho, Cataguases, Guarani, Itapecirica, Ouro Preto, Poços de Caldas, Santa Luzia e São João do Paraíso.

28 de abril – Divinópolis, Ipatinga,

30 de abril – Piumhi, São João del-Rei.

Informações sobre as conferências municipais devem ser solicitadas por meio do e-mail: conferenciapcd@social.mg.gov.br.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/cidades-mineiras-se-preparam-para-conferencia-da-pessoa-com-deficiencia/

Governo de Minas já investiu mais de R$ 50 milhões em hospitais do Leste de Minas

Recursos do Pro-Hosp são utilizados para reformas, ampliações e aquisição de equipamentos e UTIs

Divulgação/SES
Programa possibilitou investimentos em novos equipamentos em Caratinga e Resplendor
Programa possibilitou investimentos em novos equipamentos em Caratinga e Resplendor

O Programa de Fortalecimento e Melhoria da Qualidade dos Hospitais (Pro-Hosp), do Governo de Minas, têm mudado a realidade de muitos hospitais que atendem pacientes pelo Sistema Único de Saúde (SUS). Somente na região no Leste do Estado, o programa alcançou, em 2011, o volume de R$ 53,3 milhões investidos.

Os recursos foram liberados para hospitais das cidades de Governador Valadares, Mantena, Resplendor, Santa Maria do Suaçuí, São João Evangelista, Guanhães, Ipatinga, Coronel Fabriciano, Timóteo e Caratinga.

Todos os hospitais da rede Pro-Hosp no Leste de Minas são contemplados com recursos para melhorar a qualidade da assistência, ampliar a capacidade de atendimento, reforma da infraestrutura, compra de equipamentos, modernização gerencial, treinamento de funcionários e custeio hospitalar.

O Hospital Nossa Senhora do Carmo, na cidade de Resplendor, é um dos vários exemplos da eficiência do Pro-Hosp. Beneficiada pelo programa desde 2004, a instituição foi transformada em uma unidade microrregional, para atender os pacientes do SUS do próprio município e também das cidades de Aimorés, Itueta, Santa Rita do Itueto, Conselheiro Pena, Goiabeira, Cuparaque e Alvarenga.

Até o ano passado, o hospital recebeu R$ 2,3 milhões do Pro-Hosp, que foram usados na ampliação da estrutura e na compra de equipamentos, entre outros benefícios. “O Pro-Hosp mudou a cara do hospital. Antes, nós fazíamos apenas atendimentos básicos. Com os recursos do Governo de Minas, remodelamos o prédio e reequipamos todas as áreas. Hoje, temos condições até de atender casos de média complexidade, inclusive fazer cirurgias, sem precisar encaminhar o paciente para outros locais”, diz o diretor do hospital, Agnaldo Maria Polito.

Um dos equipamentos adquiridos com recursos do Pro-Hosp foi um mamógrafo. A chegada do aparelho, em 2006, fez com que as mulheres da região deixassem de se deslocar até 160 quilômetros até Governador Valadares para fazer um exame essencial para o diagnóstico precoce de câncer de mama. “Já foram mais de três mil exames realizados e não há mais fila de espera. Todas as mulheres da nossa microrregião, que são acompanhadas pelas prefeituras, estão com a mamografia em dia devido por ter o equipamento mais próximo”, informa Agnaldo Polito.

Cidade ganha nova maternidade e UTIs

O Hospital Nossa Senhora Auxiliadora, de Caratinga, passou a fazer parte da Rede Pro-Hosp desde 2005 e já recebeu investimentos de aproximadamente R$ 4,9 milhões. A maior parte dos recursos foi utilizada na construção de um anexo ao antigo prédio. O número de leitos passou de 77 para 130. Dez dos 53 novos leitos são de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) – o que evita que pacientes que precisam de um tratamento mais complexo sejam transferidos para Ipatinga e Governador Valadares.

Também com recursos do Pro-Hosp foi implantada no anexo uma maternidade com sete UTIs para partos de alto risco. “O hospital passou a resolver 100% dos casos de partos de alto risco da microrregião de Caratinga. E, frequentemente, recebemos pacientes de fora da microrregião. Bom para nossa região e bom para as cidades para onde outrora encaminhavam os pacientes”, destaca Cláudio de Oliveira Paiva, administrador do Hospital.

Além de Caratinga, o Hospital Nossa Senhora Auxiliadora também atende pacientes das cidades de Bom Jesus do Galho, Córrego Novo, Entre Folhas, Imbé de Minas, Inhapim, Piedade de Caratinga, Santa Bárbara do Leste, Santa Rita de Minas, São Domingos das Dores, São Sebastião do Anta, Ubaporanga, Vargem Alegre e Vermelho Novo.

Pro-Hosp já investiu R$ 700 milhões em todo o Estado

Desde 2003, o Governo de Minas liberou cerca de R$ 700 milhões para unidades hospitalares em 105 cidades de todas as regiões, com recursos provenientes da Tesouro Estadual. Apenas em 2011, foram aplicados R$ 115 milhões. Para 2012, a previsão de investimentos do Pro-Hosp é da ordem de R$ 130 milhões.

De acordo com o coordenador do Programa, Tiago Lucas, as instituições beneficiadas pelos repasses exercem papel regional e inter-regional relevante para o SUS, por sua participação imprescindível na resolubilidade de clínicas de especialidades estratégicas, tais como cirurgia neurológica, cirurgia e tratamento em oncologia, cirurgia ortopédica e cirurgia cardiovascular.

Segundo ele, o Pro-Hosp possibilita à população mineira atendimento hospitalar de qualidade e com resolutividade o mais próximo possível das residências dos cidadãos. “O objetivo é que o paciente se desloque o mínimo possível de seu município para receber assistência médica necessária, evitando ter que viajar ou ser transportado para os grandes centros ou para Belo Horizonte”, explica Tiago Lucas.

Critérios para o repasse de recursos

A transferência de recursos do Tesouro estadual para os  hospitais beneficiados pelo Pro-Hosp leva em conta a população das macrorregiões e microrregiões (base de cálculo per capita) e também a realidade socioeconômica de cada uma, buscando atender ao princípio da equidade. Assim, nas áreas mais carentes – como nos Vales do Jequitinhonha, Mucuri e Rio Doce e nas regiões Nordeste e Norte de Minas – as unidades hospitalares recebem um valor per capita diferenciado, o quê, ao final, representa um maior volume de investimentos.

O Pro-Hosp se fundamenta em uma parceria entre o Estado e os hospitais públicos e filantrópicos que integram o Programa, com a participação dos gestores municipais, Colegiados dos Secretários Municipais de Saúde (Cosems-MG) e Conselhos de Saúde Municipal e Estadual. Por meio da Secretaria de Saúde de Minas Gerais, o Governo de Minas faz o repasse dos recursos, e as instituições se comprometem a cumprir metas assistenciais e gerenciais.

Fonte: Agência Minas