Arquivos do Blog

Gestão Anastasia: Governo de Minas incentiva inovações tecnológicas em sistemas construtivos

Iniciativa da Setop representa uma oportunidade para que o setor privado agregue contribuições e valores aos projetos do Estado

Setop / Divulgação
Ao centro, subsecretário Bruno Alencar, secretário adjunto Fabrício Sampaio e subsecretário Diogo Prosdocimi, da Setop
Ao centro, subsecretário Bruno Alencar, secretário adjunto Fabrício Sampaio e subsecretário Diogo Prosdocimi, da Setop

Com o intuito de apresentar aos gestores da administração pública mineira as últimas tendências do mercado sobre métodos construtivos, bem como discutir a viabilidade de absorção desses métodos pelos órgãos executores de obra do estado, o Governo de Minas, por meio da Secretaria de Estado de Transportes e Obras públicas (Setop) realizou, realizou nesta quinta feira (14), o “seminário Inovações Tecnológicas em Sistemas Construtivos no Âmbito da Infraestrutura Governamental” em parceria com a Associação Brasileira de Cimento Portland (ABCP).

Durante o evento, os palestrantes convidados apresentaram o atual panorama da construção civil no Brasil, os sistemas construtivos capazes de trazer previsibilidade, sustentabilidade e eficiência às edificações e demais infraestruturas. Além disso, o seminário apresentou também as possibilidades de licitação e contratação, para que a administração pública seja capaz de incorporar esses benefícios à realidade das obras que ela executa.

Segundo o subsecretário de Infraestrutura, Bruno Alencar, “o governo de Minas Gerais é um governo que tem primazia pela gestão, pela coisa pública feita de forma séria e eficiente”. “Nós temos a clareza da importância do papel que o setor de infraestrutura tem nesse processo. Toda política pública, para o seu exercício pleno, necessita de infraestrutura predial. Não existe política pública sem escola, sem hospital, ou cadeia” ressaltou.

Para o gerente regional da ABCP, Lincoln Raydan, esta é uma oportunidade de o setor privado agregar contribuições e valores aos projetos do Estado. “As obras e os investimentos são da sociedade. A iniciativa privada tem o interesse de desenvolver melhores práticas, articular toda a cadeia de produção, desde projetista, órgãos contratantes, construtoras e fornecedores, para que La na frente as obras saiam a contento” afirmou.

Modelo de governança de obras públicas

O evento representa mais uma iniciativa com foco em inovação, uma das frentes de trabalho do Modelo de Governança de Obras Públicas, idealizado pela Superintendência de Infraestrutura Governamental da Setop. Esse Modelo é constituído por um conjunto de metodologias, processos e fluxos transversais de trabalho que visam coordenar todos os atores envolvidos na execução das obras públicas.

Face ao expressivo volume de recursos públicos sob responsabilidade do Deop-MG e à relevância estratégica de diversas obras para a consecução das políticas públicas do Governo de Minas, o Modelo foi estruturado para viabilizar empreendimentos públicos de qualidade, a preços justos e em prazos adequados, bem como publicizar informações atuais e confiáveis à Administração Estadual e à sociedade civil. “Dessa forma, confere-se a uma pasta tão importante como a de Infraestrutura o devido tratamento gerencial para que sejam entregues resultados satisfatórios à sociedade”, ressaltou a diretora de Planejamento e Inovação da Setop, Gabriela Pinheiro.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/governo-de-minas-incentiva-inovacoes-tecnologicas-em-sistemas-construtivos/

Gestão Anastasia: Setop assina nesta quinta-feira ordem de serviço do ProMG no Sul de Minas

Contrato prevê investimento de R$ 107 milhões para manutenção de quase 400km de rodovias na região

 A Secretaria de Estado de Transportes e Obras Públicas (Setop) e o Departamento de Estradas de Rodagem do Estado de Minas Gerais (DER/MG) assinam, nesta quinta-feira (14), Ordem de Início das obras do segundo contrato do Programa de Recuperação e Manutenção Rodoviária do Estado de Minas Gerais (ProMG), na região Sul, onde se localiza a 24ª Coordenadoria Regional do DER/MG, com sede em Passos.

Com duração de quatro anos, o contrato de manutenção do ProMG prevê investimento de R$ 107 milhões destinados à recuperação e manutenção de 396,8 quilômetros de rodovias estaduais pavimentadas. Atualmente, nove Coordenadorias Regionais do DER/MG – Belo Horizonte, Barbacena, Ubá, Varginha, Oliveira, Ponte Nova, Formiga, Passos e Juiz de Fora – estão sob o regime de manutenção continuada.

 

Ordem de Início ProMG de Passos

Dia: 14/06/2012 (quinta-feira)

Horário: 11 horas

Local: Sede do DER de Passos (Rua Doutor Carvalho, 1395, Bairro Belo Horizonte)

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/setop-assina-nesta-quinta-feira-ordem-de-servico-do-promg-no-sul-de-minas/

Governo de Minas: pontos de ônibus metropolitanos serão alterados a partir desta quinta-feira

Mudanças são motivadas pelas obras em vias do centro de Belo Horizonte

Mario Braga / Setop
Pontos dos ônibus no centro da cidade vão sofrer alterações devido a obras
Pontos dos ônibus no centro da cidade vão sofrer alterações devido a obras

Doze linhas metropolitanas, gerenciadas pela Secretaria de Estado de Transportes e Obras Públicas (Setop) terão seus pontos de parada alterados, no centro da capital, em função das obras do BRT, na avenida Santos Dumont, entre as ruas da Bahia e São Paulo. As mudanças entrarão em vigor nesta quinta-feira (31).

As linhas 5385, 5390, 5395, 5400, 5425, 5430, 5432, 5490, 5495 e 5500 terão o ponto da rua dos Caetés, entre Rio de Janeiro e Espírito Santo, desativado. Será criado um ponto, apenas para desembarque, na rua da Bahia, entre Guaicurus e avenida Santos Dumont.  Embarque e desembarque passarão a serem feitos na Praça da Estação.

O itinerário das mesmas passa a ser pelo viaduto Leste, avenida do Contorno, rua da Bahia, rua dos Caetés e avenida dos Andradas, quando voltam ao percurso normal.

Já as linhas 2580 e 2950 terão o ponto da rua dos Caetés desativado, entre as ruas São Paulo e Rio de Janeiro. Será criado um ponto de embarque e desembarque na rua dos Caetés, entre as ruas Rio de Janeiro e Espírito Santo.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/pontos-de-onibus-metropolitanos-serao-alterados-a-partir-desta-quinta-feira/

Gestão em Minas: definida a empresa que fará os serviços de sondagem do metrô de Belo Horizonte

Progeo Engenharia foi habilitada pela Metrominas a realizar os serviços de geotecnia para as obras do metrô na Região Metropolitana da capital

CMBH / Sup.Com.Institucional
Orçamento estimado para a execução dos dois editais para o metrô da RMBH é de cerca de R$ 8,3 milhões
Orçamento estimado para a execução dos dois editais para o metrô da RMBH é de cerca de R$ 8,3 milhões

A Comissão de licitação da Trem Metropolitano de Belo Horizonte (Metrominas), empresa pública vinculada a  Secretaria de Estado de Transportes e Obras Públicas (Setop) habilitou, nesta terça-feira (22), a empresa Progeo Engenharia Ltda para realizar os serviços de geotecnia e sondagem, edital 002/2012, para as obras do metrô de Belo Horizonte.

Até o final desta semana será publicada a homologação do resultado do edital. Após a publicação haverá a preparação do contrato e a assinatura deve ocorrer até o final deste mês. A data para ordem de início dos serviços ainda será definida pela Metrominas e o prazo de execução é de três meses, a contar da ordem de início.

Os serviços de sondagem e topografia, previstos nos dois primeiros editais da expansão e modernização do metrô de Belo Horizonte, podem ser executados de forma independente e vão fornecer informações para a elaboração do projeto básico de engenharia.

Topografia

A licitação 001/2012 dos serviços de topografia está dentro do prazo para recurso e complementação de documentação. Nesta quarta-feira (23) termina o prazo para recurso e, na próxima segunda-feira (28), será o último dia para complementação da documentação, com base no artigo 48, parágrafo 3, da lei 8.666/93.

As empresas, Consominas Ltda, Esteio – Engenharia e Aerolevantamentos S/A e Engemap – Engenharia, Mapeamento e Aerolevantamentos S/A., apresentaram propostas e estão participando do certame. O orçamento estimado para a execução dos dois editais é de aproximadamente R$ 8,3 milhões.

Modelagem 

Estão previstas intervenções nas linhas 1, o término da construção e implantação da linhas 2 e a construção e implantação da Linha 3. A linha 1, que liga a estação Eldorado, em Contagem,  até a estação Vilarinho, em Venda Nova, passará por reforma e melhoria, incluindo obras de ampliação de estações, aquisição de novos trens, melhoria de sistemas elétricos e de comunicações e a ampliação de 1,7 quilômetros, até o Novo Eldorado com a criação de mais uma estação neste local.

Na Linha 2, será construído e implantado o trecho entre os bairros do Barreiro e Calafate, em Belo Horizonte; além da construção e implantação da Linha 3, ligando a região da Savassi ao bairro Lagoinha, em Belo Horizonte.

Para a realização deste conjunto de intervenções foram definidos recursos no valor de R$ 3,05 bilhões, cabendo a União participação com R$ 1,00 bilhão do PAC da Mobilidade e autorização para o financiamento de mais R$ 750 milhões. Os recursos restantes, R$ 1,3 bilhão, serão fornecidos pelo Governo de Minas, as Prefeituras de Belo Horizonte e Contagem e pela empresa a ser contratada, por meio de concorrência na modalidade Parceria Público Privada (PPP).

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/definida-a-empresa-que-fara-os-servicos-de-sondagem-do-metro-de-belo-horizonte/

Gestão Eficiente: Antonio Anastasia libera recursos para obra no Anel Viário de Lavras, no Sul de Minas

Governador autorizou R$ 5 milhões para construção de alça viária para melhorar o trânsito no município

Omar Freire / Imprensa MG
Antonio Anastasia participou, em Lavras, das comemorações do aniversário da Ufla
Antonio Anastasia participou, em Lavras, das comemorações do aniversário da Ufla

O governador Antonio Anastasia autorizou, nesta quinta-feira (17), a Secretaria de Estado de Transportes e Obras Públicas (Setop) assinar convênio com a Prefeitura de Lavras, no Sul de Minas, para construção da terceira e última alça do Anel Viário Presidente Tancredo Neves. O Governo de Minas vai liberar R$ 5 milhões para a realização da obra e a contrapartida da prefeitura será de R$ 500 mil.

As obras serão realizadas num trecho de 1,6 quilômetro entre o entroncamento da BR-265 e o entroncamento da BR-354, facilitando o escoamento da produção do Parque Industrial de Ijaci e evitando o trânsito de caminhões de carga pesada no perímetro urbano de Lavras.

O governador também participou da inauguração do Complexo Educacional Jeová Medeiros e do início das comemorações dos 18 anos da Universidade Federal de Lavras (Ufla), onde foi agraciado com a Medalha Universidade Federal de Lavras.

“Cumprimento a Universidade em nome dos 20 milhões de mineiros. A Ufla é uma instituição que eleva o nome de Minas Gerais, pois o alimento produzido com a tecnologia e criatividade da Universidade vai para a China, para a Índia e para as nações africanas que necessitam. Portanto, fico muito feliz de estar aqui como governador do Estado, saudando essa instituição de ensino superior”, disse Antonio Anastasia.

O reitor da Ufla, professor Antônio Nazareno Guimarães Mendes, enalteceu as parcerias com o Governo de Minas para o desenvolvimento da Universidade. “As parcerias estabelecidas com o Governo de Minas Gerais e com o município foram fundamentais para o desenvolvimento não só da Ufla, mas também de Lavras, da região e de toda Minas Gerais”, afirmou o reitor.

Fundada em 1908, como Escola Agrícola de Lavras, em 1938 passou a ser denominada Escola Superior de Agricultura de Lavras (Esal), sendo federalizada em 1963. Em 1994, foi transformada em Universidade Federal de Lavras

Complexo Educacional

Com área de 3,2 mil metros quadrados e um investimento de R$ 3,3 milhões da Prefeitura de Lavras, o Complexo Educacional Jeová Medeiros vai atender 750 alunos de duas escolas já em atividade no município: a Escola Municipal Umbelina Azevedo Avellar e o Centro Municipal de Educação Infantil Antonina Guimarães Carvalho.

Durante a inauguração do Complexo, o governador Antonio Anastasia parabenizou a comunidade lavrense pelo esforço na busca pela melhoria da educação. “Saúdo os alunos e os professores da rede pública de ensino de Lavras, e parabenizo-os pela tradição na qualidade da educação no município”.

A prefeita de Lavras, Jussara Menicucci, agradeceu o apoio do Governo do Estado ao município, especialmente com relação às obras do Anel Viário, que classificou “importante obra de infraestrutura para nosso município, que proporcionará a continuidade do desenvolvimento de Lavras”.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/antonio-anastasia-libera-recursos-para-obra-no-anel-viario-de-lavras-no-sul-de-minas/

Governo de Minas: DER colabora com Ministério Público do Trabalho

Órgão do estado irá colaborar com o serviço de vistoria nos “carros fortes”

O Departamento de Estradas de Rodagem do Estado de Minas Gerais (DER/MG), à partir desta sexta-feira (18), passa a colaborar com o Ministério Público do Trabalho com o serviço de vistoria de veículos que transportam valores, popularmente denominados de “carros fortes”. A decisão do MP do Trabalho/Procuradoria Regional do Trabalho – 3ª Região, é em função do pedido de Sindicato dos Empregados nas Empresas de Transporte de Valores do Estado de Minas Gerais (Sinttrav).

Serão analisadas as condições de conservação e segurança dos veículos das empresas que operam no setor. A inspeção será realizada no pátio da  Primeira Coordenadoria Regional do DER, situada na avenida Tereza Cristina, 3826, Bairro Gameleira, Belo Horizonte

Fiscalização no Centro de BH

O DER, seguindo orientação da Secretaria de Estado de Transportes e Obras Públicas (Setop) irá reforçar a fiscalização na região Central de Belo Horizonte com o objetivo de minimizar os impactos das obras de implantação do BRT, sobretudo nos locais de ponto de embarque e desembarque de ônibus da Região Metropolitana.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/der-colabora-com-ministerio-publico-do-trabalho/

Governo de Minas: obras do BRT alteram pontos do transporte coletivo no Centro de Belo Horizonte

No total, 94 linhas gerenciadas pela Setop e 67 pela BHTrans terão seus itinerários alterados

Em função das obras do BRT, Transporte Rápido por Ônibus, na área central de Belo Horizonte, a Secretaria de Estado de Transportes e Obras Públicas (Setop), em ação conjunta com a BHTrans, realizará alteração dos pontos das linhas metropolitanas que trafegam pela avenida Santos Dumont, entre as ruas da Bahia e São Paulo. As alterações entrarão em funcionamento a partir da próxima terça-feira (15).

Noventa e quatro linhas gerenciadas pela Setop e 67 pela BHTrans terão seus itinerários alterados. As linhas metropolitanas que antes trafegavam pela Santos Dumont, no sentido entre a Rodoviária e a Praça da Estação passarão, agora, pelas ruas São Paulo e Caetés.

As linhas metropolitanas que circulavam pela Avenida Santos Dumont, no sentido inverso, entre a Praça da Estação e a Rodoviária, passarão a circular pelas ruas Guaicurus e São Paulo, retornando para a Avenida Santos Dumont.

Todos os pontos de embarque e desembarque localizados na Avenida Santos Dumont, entre as ruas da Bahia e São Paulo, deixarão de operar. As calçadas permanecerão inalteradas, possibilitando o deslocamento dos pedestres e o acesso ao comércio.

Informações

Os usuários do sistema metropolitano serão informados sobre as alterações por meio de cartazes, que serão afixados nos pontos de embarque e desembarque e no interior dos ônibus, onde também receberão informativos. As dúvidas poderão ser obtidas pelo telefone 155, opção 6.

Os locais das alterações serão sinalizados com faixas de tecido para orientação aos condutores. Agentes da Unidade Integrada de Trânsito, BHTrans, Polícia Militar de Minas Gerais e Guarda Municipal irão operar o tráfego na região.

Para mais detalhes sobre as alterações nos itinerários das linhas de ônibus gerenciadas pela Secretaria de Estado de Transportes e Obras Públicas clique aqui (arquivo PDF).

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/obras-do-brt-alteram-pontos-do-transporte-coletivo-no-centro-de-belo-horizonte/

Governo de Minas: Antonio Anastasia assegura destinação de recursos para ampliação do metrô de BH

Serão destinados R$ 3,16 bilhões para o transporte público, com contrapartida de R$ 1,15 bilhão do Governo de Minas e prefeituras

O governador Antonio Anastasia participou nesta terça-feira (24), em Brasília, do lançamento do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) Mobilidade Grandes Cidades, do governo federal. Foram confirmados investimentos de R$ 3,16 bilhões na melhoria do transporte público na Região Metropolitana de Belo Horizonte (RMBH). Desse total, R$ 1,15 bilhão virá dos cofres do Governo de Minas e dos municípios contemplados, o que representa 36,4% do investimento anunciado.

Os recursos serão aplicados na implantação e revitalização de linhas do metrô de Belo Horizonte, na implantação de terminais metropolitanos em sete municípios da região e na complementação do Complexo da Lagoinha. “Esse é mais um passo importante para ampliação e modernização do metrô da nossa capital. É um resgate histórico com a Região Metropolitana de Belo Horizonte, que carece cada vez mais de um transporte coletivo eficiente e que atenda às demandas do cidadão. Essa parceria vai garantir um transporte coletivo de mais qualidade e o metrô tão sonhado pelos mineiros”, disse o governador, durante a solenidade, em Brasília.

A presidente Dilma exaltou o trabalho em conjunto com governadores e prefeitos, que vão colocar, segundo ela, “expressivas contrapartidas nos projetos”. “Com o PAC Mobilidade Grandes Cidades reaprendemos a atuar em parceria de forma extremamente republicana, nos relacionamos como líderes escolhidos pelo povo brasileiro para enfrentar os desafios. Quem sabe melhor a realidade local do que governadores e prefeitos? Os projetos foram apresentados por quem conhece a realidade local e por quem sabe apresentar projetos de qualidade. Isso resulta em melhoria para a população. Agradeço a parceria e o empenho dos governadores que vão colocar expressivas contrapartidas nos projetos”, disse a presidente.

Metrô

As obras no metrô de Belo Horizonte vão contar com recursos dos governos estadual, federal e municipal e também da iniciativa privada que, juntos, vão investir R$ 2,86 bilhões. Desses, R$ 1 bilhão será do Orçamento Geral da União, R$ 750 milhões financiados junto ao Banco Nacional do Desenvolvimento (BNDES) e R$ 1,1 bilhão de contrapartida do Estado, município e iniciativa privada. As obras serão geridas pelo Governo de Minas.

Além de contemplar obras de expansão e modernização da Linha 1 (Eldorado-Vilarinho), o projeto prevê a implantação das linhas 2 (Calafate-Barreiro) e 3 (Lagoinha Savassi). Com as intervenções, a capacidade de atendimento do metrô passará dos atuais 200 mil passageiros/dia para 980 mil usuários/dia.

A empresa Trem Metropolitano de Belo Horizonte (Metrominas), vinculada à Secretaria de Estado de Transportes e Obras Públicas (Setop), divulgou em março passado os avisos de licitação para a contratação de serviços de topografia e sondagem, necessários ao desenvolvimento dos projetos de engenharia que vão atender à modernização e ampliação da Linha 1, implantação das Linhas 2 e 3 e estudo de topografia da Estação Eldorado, em Contagem, até Betim.

Os serviços de topografia e sondagem previstos no edital, estimados em R$ 8,5 milhões, vão empregar recursos do Governo do Estado e da Prefeitura de Belo Horizonte, até que sejam liberados pela União os recursos previstos no PAC Mobilidade. A entrega da documentação, da proposta de preços e a abertura dos envelopes, que marca o início dos processos licitatórios, acontecerá no próximo mês.

Terminais metropolitanos

Os recursos do PAC também serão investidos na construção de terminais metropolitanos de integração de transporte em sete municípios da RMBH. O valor total das obras é estimado em R$ 164 milhões, sendo R$ 29 milhões de contrapartida estadual. Os terminais estarão localizados em regiões de alta concentração de demanda.

O Complexo da Lagoinha – que interliga o Centro e as regiões Leste e Oeste às avenidas Cristiano Machado, Antônio Carlos e Pedro II – também será contemplado com um corredor de ônibus, visando facilitar o trânsito na região. Os investimentos para a obra são estimados em R$ 131 milhões, sendo R$ 3 milhões de contrapartida da prefeitura.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/antonio-anastasia-assegura-destinacao-de-recursos-para-ampliacao-do-metro-de-bh/

Gestão em Minas: Setop licita equipamentos de combate a incêndio para aeroportos do interior

Veículos serão destinados inicialmente para Diamantina, São João Del Rei e Patos de Minas

Divulgação / Imprensa MG
Veículos serão semelhantes a este, já em operação no aeroporto regional Presidente Itamar Franco, em Goianá, na Zona da Mata
Veículos serão semelhantes a este, já em operação no aeroporto regional Presidente Itamar Franco, em Goianá, na Zona da Mata

A Secretaria de Estado de Transportes e Obras Públicas de Minas Gerais (Setop) publicou no “Minas Gerais”, diário oficial dos Poderes do Estado, no último sábado (21), o aviso de licitação para a aquisição de onze veículos de combate a incêndio em aeródromos de Minas. Esta medida é uma das ações do Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) apresentado pela Setop e que define critérios para adequação às normas de combate a incêndios nos aeroportos de Patos de Minas, São João Del Rei e Diamantina. O objetivo é atender as exigências da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) e fomentar a aviação comercial no Estado.

Para o secretário de Estado de Transportes e Obras Públicas, Carlos Melles, a questão de segurança é primordial. “Estamos realizando uma série de entendimentos junto à ANAC para manter a qualidade, conforto e a segurança nos aeroportos de Minas. Primeiro, por meio do Proaero, temos providenciado a reforma e melhoria de diversos aeroportos, e agora, ao licitar os equipamentos de combate a incêndio, vamos auxiliar as prefeituras oferecendo mais segurança”, explicou.

Modalidade

A licitação ocorrerá na modalidade de registro de preço. A empresa vencedora terá que apresentar à Setop equipamentos com os requisitos técnicos exigidos pela Anac. A modalidade de registro de preço permitirá maior agilidade na aquisição desses equipamentos em função da demanda dos aeroportos. Inicialmente, os equipamentos serão empregados na segurança dos aeroportos de Patos de Minas, São João Del Rei e Diamantina.

A abertura da sessão de lances no processo licitatório de registro de preços vai ocorrer no dia 08/05, às 14 horas, através do site de compras do Governo de Minas. As propostas comerciais deverão ser enviadas ao mesmo site, até a data e horário marcados no edital, que estará disponível para consulta nos sites: www.compras.mg.gov.br e www.transportes.mg.gov.br.

Proaero

Desde 2003, o Governo de Minas realiza, através do Programa Aeroportuário de Minas Gerais (Proaero), consideráveis investimentos nos aeroportos mineiros, visando ampliar a capacidade de operação e aumentar a segurança desses aeródromos. “O valor investido diretamente pelo Estado nos 23 aeroportos já beneficiados pelo Proaero ultrapassa R$ 265 milhões, o que demonstra a importância deste programa para o nosso governo. Esses investimentos abrangem a reforma e ampliação das pistas de pouso e decolagem, construção ou reforma de terminais de passageiros, aquisição de equipamentos de auxílio à navegação e a construção das Seções de Salvamento e Combate a Incêndio”, destacou o secretário Carlos Melles.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/setop-licita-equipamentos-de-combate-a-incendio-para-aeroportos-do-interior/

Gestão Anastasia: Minas amplia acesso ao ensino superior gratuito a toda região Sudoeste do Estado

Governo de Minas assinou acordo de cooperação técnica referente à ampliação regional da Fundação de Ensino Superior

Osana Cristina
Autoridades políticas da região se unem para a regionaização da Fesp
Autoridades políticas da região se unem para a regionaização da Fesp

Mais um passo fundamental foi dado nesta sexta-feira (9) para favorecer o ensino superior na região Sudoeste de Minas. O secretário de Estado de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Narcio Rodrigues, esteve na Fundação de Ensino Superior (Fesp) para apresentar e debater a proposta de estadualização da entidade associada à Universidade do Estado de Minas Gerais (Uemg), e a ampliação do ensino superior na região. A exposição aconteceu durante o “Encontro Regional – Estadualização da Fesp: o Ensino Superior como ferramenta do desenvolvimento de Minas Gerais”, promovido pelo subsecretário de Ensino Superior e presidente do Conselho Curador da Fesp, Fábio Kallas.

Durante o evento, foi realizada a assinaturado acordo de cooperação técnica referente à ampliação regional da Fesp. O convênio foi firmado entre as secretarias de Estado de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior (Sectes), de Desenvolvimento Social (Sedese), de Desenvolvimento Regional e Política Urbana (Sedru) e de Transportes e Obras Publicas (Setop); além da Fesp, da Associação dos Municípios do Médio Rio Grande (Ameg), da Associação dos Municípios da Microrregião Baixa Mogiana (Amog), do Centro Educacional Alto São Francisco e da Prefeitura Municipal de São Sebastião do Paraíso.

A ação será concretizada com a presença de duas unidades de ensino superior presencial e a distância nas cidades de Piumhi e São Sebastião do Paraíso. Para o secretário Narcio Rodrigues, a iniciativa possibilita a Fesp ter estrutura para atender mais pessoas na região, principalmente quando for estadualizada, situação prevista para acontecer até 2014. “Sinto que hoje estamos avançando em uma direção melhor, que é fazer com que a conquista da estadualização não se dê apenas para Passos. É preciso fazer com que toda a região Sudoeste possa se beneficiar da estrutura que a Uemg trará e do que ela representará para o desenvolvimento regional”, ressaltou.

Para a realização do evento, estiveram presentes os secretários Carlos Melles (Setop), Cássio Soares (Sedese), o subsecretário de Política Urbana, Renato Andrade, além de prefeitos, autoridades e lideranças políticas da região.

Durante o evento, o subsecretário de Ensino Superior, Fabio Kallas, falou sobre as obras do campus da Fesp. ”Essa reunião acontece em um momento histórico. Aqui neste local estamos erguendo o novo campus da Fesp, com três prédios e 87 novas salas de aula. No total, hoje temos 14 blocos em Passos, cerca de 600 funcionários e 52% de nossos alunos são de fora, ou seja, a Fesp é da região, sobretudo da Ameg e Amog”, destacou Fábio Kallas.

O secretário de Estado de Transportes e Obras Públicas, Carlos Melles, lembrou-se como a ampliação do ensino superior na região era uma luta antiga. “Hoje eu só tenho a agradecer. Alguns sonhos que a gente tinha há 20 anos se transformaram ou estão virando realidade, e isto nos emociona. Estamos vivendo novos tempos mesmo”, disse.

O prefeito de São Sebastião do paraíso ressaltou a importância da regionalização para os estudantes. “Eu vejo como um senso de oportunidade. A Fesp já conquistou essa possibilidade de estadualização até 2014 e isso precisa ganhar esta capilaridade para a região Sudoeste. Hoje, a Fesp já cumpre esse papel, porque tem 50% dos alunos da região, mas com um braço em Piumhi e um braço em São Sebastião do Paraíso, ela vai abranger um número ainda maior de alunos e facilitar a vida desses estudantes, que são o foco do nosso trabalho”, disse o prefeito Mauro Zanin.

“Estamos passando por um processo de realização, de transformação de sonhos em realidade, e um deles é este projeto da estadualização da Fesp, da Fesp-Uemg, encampada pelo Governo do Estado que estamos em vias de concretizar graças ao grande empenho do secretário Narcio, do subsecretário Fábio”, ressaltou o secretario de Estado de Desenvolvimento Social, Cassio Soares.

Estadualização das fundações ligadas a Uemg

O ensino superior de Minas Gerais vive um novo momento com a possibilidade de estadualização das seis fundações associadas à Universidade do Estado de Minas Gerais (Uemg) e aumentar consideravelmente o número de vagas gratuitas. O compromisso do Governo de Minas é também com o fortalecimento das instituições já existentes, como a Universidade Estadual de Montes Claros (Unimontes) e Fundação Helena Antipoff (FHA), além da própria Uemg. O projeto é coordenado pela Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior (Sectes).

De acordo com a Subsecretaria de Ensino Superior, das seis fundações que serão estadualizadas, três delas passarão primeiro pelo processo: Faculdade de Ciências Exatas e Humanas da Campanha (FCCP), Faculdades Vale do Carangola (Favale) e Fundação Educacional do Vale do Jequitinhonha (Fevale), de Diamantina. Juntas, essas três escolas têm 1500 alunos matriculados em 12 cursos e um total de 200 funcionários, incluindo os professores. As outras três fundações de Ituiutaba, Divinópolis e Passos serão encampadas até 2014.

Fonte: Agência Minas