Arquivos do Blog

Gestão Anastasia: Reuniões do Estado em Rede desenvolvem discussões no Norte de Minas

O Estado em Rede implementa a gestão regionalizada e participativa nas ações do Governo de Minas

Paulo Boanova/Seplag MG
O 3º Fórum Regional do Norte de Minas reuniu membros do comitê, representantes da sociedade civil organizada e entidades convidadas
O 3º Fórum Regional do Norte de Minas reuniu membros do comitê, representantes da sociedade civil organizada e entidades convidadas

Duas reuniões deram sequência às discussões para o desenvolvimento do Norte de Minas, nesta quarta (13) e quinta-feira (14), em Montes Claros. Na quarta, foi realizada a 5ª reunião do Comitê Regional do Norte de Minas, com a presença dos representantes de órgãos e secretarias do governo na região. Nesta quinta, foi realizado o 3º Fórum Regional do Norte de Minas, que reuniu, além dos membros do comitê, os representantes da sociedade civil organizada do Norte mineiro e entidades convidadas da região.

Os encontros integram o Estado em Rede, um programa que está implementando a gestão regionalizada e participativa nas ações do Governo de Minas – uma das prioridades do governador Antonio Anastasia.

Na reunião de quarta-feira, os representantes governamentais locais expuseram ações em execução na região. A equipe técnica da Secretaria de Estado de Planejamento e Gestão (Seplag) abordou os planos de ação na região que trataram de questões relacionadas ao transporte escolar, abastecimento de água e merenda escolar.

Ações integradas

A intersetorialidade entre órgãos e secretarias regionais vem possibilitando benefícios diretos à população, como é o caso da merenda escolar. A superintendente Regional de Ensino de Janaúba, Maria Eni Fróes, destaca a importância da parceria da regional de Educação com a Emater-MG desde o ano passado, que gerou um salto de qualidade na merenda escolar da região. “Mobilizamos mais de 200 produtores rurais e hoje a situação é encantadora. Melhoramos a qualidade da merenda nas escolas, com produtos frescos e ainda economizamos dinheiro e mobilizamos o homem do campo”, disse ela.

Em seguida, a Secretaria de Estado Extraordinária para o Desenvolvimento dos Vales do Jequitinhonha, Mucuri e do Norte de Minas (Sedvan) apresentou sua agenda social para a região, com programas e metas, e a Secretaria de Estado de Desenvolvimento Regional e Política Urbana (Sedru) mostrou aos presentes suas ações para desenvolvimento de planos regionais estratégicos.

Na abertura do 3º Fórum Regional, nesta quinta-feira (14), o subsecretário de Planejamento, Orçamento e Qualidade do Gasto, André Reis, ressaltou a terceira fase do Choque de Gestão – a Gestão Para a Cidadania – para reforçar a importância desta interlocução com a sociedade civil. “Estamos potencializando o diálogo nas regiões, discutindo estratégias de desenvolvimento para o Norte de Minas com a sociedade civil, representantes do governo e também entidades convidadas. Vamos apresentar o que tem sido essa experiência e convidar a todos para essa construção coletiva, junto com o governo”, disse ele.

A mediadora da equipe da Seplag apresentou aos presentes a metodologia do programa e o andamento das atividades desenvolvidas desde o Encontro Regional, em outubro passado. Também foi explicado o funcionamento do Acordo de Resultados, um instrumento de pactuação de metas que já inclui, em 2012, as estratégias priorizadas pela sociedade civil organizada no Norte de Minas e no Rio Doce.

Os representantes da sociedade civil e os convidados se apresentaram aos presentes, falando das suas expectativas e também da experiência de participar dessa interlocução entre governo e sociedade. A diretora de ensino do Instituto Federal de Ensino do Norte de Minas, Maria Aparecida Collares, falou do trabalho desenvolvido pela instituição, destacando a importância de se olhar com especial atenção para a educação de qualidade no campo.

A integrante do Conselho de Segurança Alimentar e Nutricional Sustentável de Minas Gerais (Consea), Maria das Dores Almeida, citou a falta de água na região do semiárido mineiro e as dificuldades enfrentadas pelos trabalhadores rurais.

No período da tarde, os representantes do governo na região deram retorno à sociedade civil dos encaminhamentos realizados entre órgãos e secretarias, a partir das deliberações do fórum anterior, em março.

A questão da água no Norte de Minas – uma estratégia priorizada pela sociedade civil da região – está gerando planos de ação que envolvem vários órgãos e entidades governamentais: Educação, Agricultura, Desenvolvimento Regional e Urbano, Saúde e Transportes. A Fundação Rural Mineira (Ruralminas) investe em barragens e bacias de captação, que avançaram muito desde 2009. A Sedvan, por sua vez, está captando investimentos com o governo federal, que serão direcionados para projetos como o desenvolvido pela Ruralminas.

Famílias beneficiadas

O engenheiro agrônomo Daniel Norberto, representante da Ruralminas na região Norte, informa que já foram construídas, desde 2009, 68 barragens e 500 bacias de captação e reservatórios, atendendo a mais de 2.000 famílias dentro do programa Convivência com a Seca. “A barragem é de grande importância para as famílias do semiárido, pois se cria condições de irrigação, melhoria da qualidade de vida através da criação de peixes e abastecimento do lençol freático”, afirma.

Dando sequência aos encontros, no próximo dia 20 de junho será realizada a 2ª reunião do Comitê Regional do Sul de Minas, em Poços de Caldas. No dia 22 tomam posse, na Cidade Administrativa, os representantes de mais quatro comitês: Centro-Oeste, Noroeste, Alto Paranaíba e Central, completando a regionalização da estratégia governamental nas dez regiões de planejamento do Estado.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/reunioes-do-estado-em-rede-desenvolvem-discussoes-no-norte-de-minas/