Arquivos do Blog

Governo de Minas: desemprego permanece estável na RMBH

Belo Horizonte mantém a menor taxa de desocupação entre todas as sete regiões metropolitanas pesquisadas.

SETE / Divulgação
"Para o Governo de Minas, a qualidade do emprego é agora a grande prioridade", destaca Igor Coura
“Para o Governo de Minas, a qualidade do emprego é agora a grande prioridade”, destaca Igor Coura

Em maio de 2012 a taxa de desemprego total na Região Metropolitana de Belo Horizonte (RMBH) foi de 5,0% da População Economicamente Ativa (PEA), a mesma registrada no mês anterior. Assim como no mês de abril, a taxa é a menor registrada na série histórica da Pesquisa de Emprego e Desemprego (PED-RMBH), iniciada em 1996.

Os dados foram divulgados nesta quarta-feira (27) pela Fundação João Pinheiro, Secretaria de Estado de Trabalho e Emprego (Sete), Dieese e Fundação Seade.

Entre as sete Regiões Metropolitanas avaliadas pela PED (Belo Horizonte, Distrito Federal, Fortaleza, Porto Alegre, Recife, Salvador e São Paulo), a de Belo Horizonte mantém a menor taxa de desemprego pelo 11º mês consecutivo.

“O que mais impacta para que a taxa da RMBH permaneça a menor entre as regiões metropolitanas é o peso forte do setor de serviços, que representa 57% das pessoas que estão empregadas no mercado de trabalho hoje”, explica o coordenador da PED pela Fundação João Pinheiro, Plínio Campos.

No período avaliado, houve ligeiro acréscimo no contingente de ocupados (7 mil), mesmo número de pessoas que passaram a fazer parte do mercado de trabalho, o que resultou na estabilidade do número de desempregados. O tempo médio de procura por trabalho foi de 25 semanas, uma a mais que o mês de abril.

Para o coordenador do Observatório do Trabalho da Sete, Igor Coura, sempre haverá movimentação no mercado de trabalho; portanto, uma queda maior na taxa de desemprego é improvável. “Somos resistentes em dizer que estamos numa situação de pleno emprego, pois a estrutura do mercado não é homogênea. Para afirmarmos que essa é a taxa ideal, precisamos de um mercado de trabalho estável e organizado. Mas estamos bastante satisfeitos com os números alcançados. Para o Governo de Minas, por meio da Sete, a qualidade do emprego é agora a grande prioridade para que fiquemos numa situação confortável”, afirma.

Setores

Na comparação com o mês de abril, o setor de serviços registrou aumento de 23 mil empregos, o agregado “outros setores” 5.000, e a indústria 3.000. Em movimento contrário, construção civil e comércio sofreram reduções de 13 mil e 11 mil, respectivamente.

Entre abril de 2011 e abril de 2012, houve acréscimo de 56 mil postos de trabalho no setor privado (4,4%) e de 8 mil ocupações no emprego público (2,5%). Foram registrados aumentos de 83 mil (7,4%) trabalhadores assalariados com carteira assinada e de 11 mil (7,8%) ocupados no setor de empregados domésticos.

“É importante ressaltar que a geração de novas ocupações foi suficiente para absorver todas as pessoas que ingressaram no mercado de trabalho, o que fez com que a taxa permanecesse estável. Outro fato que chama a atenção é o de que, pelo sétimo mês consecutivo, observamos aumento na ocupação”, analisa Campos.

Rendimentos

Em abril, o rendimento real médio dos ocupados foi estimado em RS 1.403, sendo registrada redução de 0,9%, se comparado a março. No setor privado, foi observada relativa estabilidade no salário médio da indústria (0,3%). Em contrapartida, houve redução de 2,2% no salário médio do setor de serviços e de 4,6% no do comércio.

“A expectativa para os próximos meses é de que tenhamos taxas menores, se comparadas às do ano anterior”, conclui Plínio Campos.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/desemprego-permanece-estavel-na-rmbh/

Gestão Anastasia: Governo de Minas oferece cursos de qualificação profissional em diversas áreas

Atualmente, há 1.400 vagas abertas em todo o Estado; treinamentos gratuitos são disponibilizados pela Secretaria de Estado de Trabalho e Emprego

Com objetivo de oferecer alternativas para qualificação profissional, a Secretaria de Estado de Trabalho e Emprego oferece dezenas de cursos gratuitos nas mais diversas áreas. Os treinamentos visam possibilitar condições ideais de trabalho a todos os mineiros.

Atualmente, há 1.400 vagas abertas em todo o Estado. As pessoas interessadas devem procurar as unidades do Sistema Nacional de Emprego (Sine) dos municípios contemplados. Nas cidades que não possuem unidades do Sine, o trabalhador deve se informar nas prefeituras sobre as datas de inscrição e início das aulas.

Os candidatos selecionados recebem material didático, vale-transporte quando necessário, lanche e certificado de conclusão do curso, que tem duração média de um mês. A idade mínima para participação nos cursos é de 16 anos completos.

As inscrições se encerram com a lotação das turmas, de acordo com as vagas disponíveis em cada curso. O trabalhador pode participar somente de um curso de qualificação de cada vez, mesmo que os demais sejam em dias e horários diferentes.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/governo-de-minas-oferece-cursos-de-qualificacao-profissional-em-diversas-areas/

Governo de Minas: Mutirão da Cidadania atende mais de 2.800 pessoas de sete municípios mineiros

Ação do Governo de Minas oferece serviços essenciais, como emissão de documentos de identidade e carteiras de trabalho

SETE / Divulgação
Mutirão da Cidadania faz parte do Programa Travessia Renda, um projeto de educação social e profissional do Governo de Minas
Mutirão da Cidadania faz parte do Programa Travessia Renda, um projeto de educação social e profissional do Governo de Minas

A Secretaria de Estado de Trabalho e Emprego (Sete), em parceria com a Polícia Civil e o Sindicato dos Oficiais do Registro Civil das Pessoas Naturais do Estado de Minas Gerais (Recivil), realizou a primeira etapa do Mutirão da Cidadania. Nesta ação, que garante o exercício básico da cidadania dos mineiros, com a emissão de documentos, foram visitados os municípios de Montezuma, Espinosa, Mamonas, Monte Azul, Catuti, Gameleiras e Mato Verde.

O número total de atendimentos nos municípios chegou a 2.888, com a emissão de 825 Carteiras de Trabalho e Previdência Social e cadastro de 399 trabalhadores no sistema Mais Emprego, por meio do Sine Móvel, da Sete; 1.037 Carteiras de Identidade, pela Polícia Civil; e 445 Certidões de Nascimento, 164 Certidões de Casamento, duas Certidões de Óbito e 16 retificações de certidões, pelo Recivil.

O Mutirão da Cidadania faz parte do Programa Travessia Renda, um projeto de educação social e profissional do Governo de Minas, que busca atender o cidadão mais necessitado, tendo como público alvo mineiros desempregados e expostos a situações de vulnerabilidade social.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/mutirao-da-cidadania-atende-mais-de-2800-pessoas-de-sete-municipios-mineiros/

 

Gestão da Educação: jovens de Almenara assistem à aula inaugural do Projovem Trabalhador

Participam do programa estadual 15 mil jovens de 107 municípios dos Vales do Jequitinhonha, Mucuri e Norte de Minas

Ana Flávia de Oliveira
Mais de 100 jovens se reuniram na Praça Benício de Almeida, em Almenara
Mais de 100 jovens se reuniram na Praça Benício de Almeida, em Almenara

A Secretaria de Estado de Trabalho e Emprego (Sete) realizou a aula inaugural do Projovem Trabalhador/Juventude Cidadã em Almenara, no Vale do Jequitinhonha. Participam do programa 15 mil jovens de 107 municípios nas regiões dos Vales do Jequitinhonha, Mucuri e Norte de Minas, com idade entre 18 e 29 anos. Cerca de três mil vagas estão voltadas para 37 municípios das regiões dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri, sendo 210 para Almenara nas áreas de administração, saúde e alimentação.

Realizada na última sexta-feira (22), a aula inaugural aconteceu em clima descontraído na Praça Benício de Almeida, no Centro da cidade e contou com a participação de autoridades, empresários e mais de 100 alunos uniformizados. Gilcimar Alves dos Santos era um deles e estava empolgado com o início das aulas. Matriculado na turma de agente de saúde, ele acredita que, com a qualificação, terá a chance de melhorar os rendimentos e, consequentemente, a qualidade de vida. “Eu já trabalho na área de serviços gerais e agora, com esse novo curso, vou aprender uma nova profissão e ter mais oportunidades de trabalho aqui na minha cidade”, explica.

Durante o evento, o secretário de Estado de Trabalho e Emprego, Hélio Rabelo, destacou o esforço do Governo de Minas para a realização de um trabalho que sirva de referência para o programa em todo o país. “Para fazermos um trabalho de sucesso, estamos mobilizando toda a nossa equipe nos pólos para atuar com transparência e eficiência. Contamos com o empenho de vocês, jovens, para que possamos fazer o melhor Projovem do Brasil”, afirmou.

Segundo o coordenador estadual do programa, Anderson Chaves, ao final da capacitação, os alunos da edição atual servirão de exemplo para outros jovens que quiserem ingressar no projeto. “Nós temos como meta observar as oportunidades de emprego a fim de inserir, pelo menos, 30% dos nossos alunos no mercado de trabalho ao final do Projovem”, salientou.

Os alunos conferiram ainda uma palestra com o administrador e professor universitário Adriano Queiroz. Com o tema: “Motivando para o sucesso, paixão por vencer”, ele prendeu a atenção dos jovens e interagiu, passando orientações sobre coragem e confiança como forma de manter a autoestima e atingir o sucesso profissional.

O programa

O Projovem Trabalhador – Juventude Cidadã objetiva ampliar o atendimento aos jovens excluídos da escola e da formação profissional, permitindo o seu reingresso no processo educacional, recebimento de qualificação profissional e acesso a ações de cidadania, inserção no mundo do trabalho, esporte, cultura e lazer. É desenvolvido em Minas Gerais pela Secretaria de Estado de Trabalho e Emprego, em parceria com o Ministério do Trabalho e Emprego.

O programa tem a duração de seis meses, sendo dividido em aulas teóricas e práticas. Os cursos de qualificação profissional ofertados pelo Projovem Trabalhador são divididos em 22 arcos ocupacionais como Administração, Construção e Reparos, Esporte e Lazer, Gestão Pública e Terceiro Setor e Saúde, entre outros. Os participantes do projeto recebem auxílio no valor de R$ 600, distribuídos em 6 parcelas de R$ 100, comprovada frequência de, no mínimo, 75% nas atividades.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/jovens-de-almenara-assistem-a-aula-inaugural-do-projovem-trabalhador/

Governo de Minas: Almenara recebe aula inaugural do Projovem Trabalhador

Programa destina 15 mil vagas de qualificação para 107 municípios do Norte e vales do Jequitinhonha e Mucuri.

A Secretaria de Estado de Trabalho e Emprego (Sete) realiza nesta sexta-feira (22) a aula inaugural do Projovem Trabalhador/ Juventude Cidadã, em Almenara, no Vale do Jequitinhonha. O programa  vai beneficiar 15mil jovens, com idade entre 18 e 29 anos, de 107 municípios da região Norte e dos vales do Jequitinhonha e Mucuri. Almenara, cidade que vai presidir o evento, recebeu 210 vagas para qualificar seus jovens.

A aula inaugural acontece às 18h, no Memorial Cultural Doutor Wilson da Cunha Benevides, na Praça Benício de Almeida, no Centro de Almenara.

O Projovem Trabalhador, programa do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) executado pelo Governo de Minas, por meio da Sete, objetiva a formação profissional, permitindo o reingresso dos jovens no processo educacional, recebimento de qualificação profissional e acesso a ações de cidadania, inserção no mundo do trabalho, esporte, cultura e lazer.

O público-alvo do programa são jovens com idades entre 18 e 29 anos que estejam desempregados, com renda de até um salário mínimo por integrante da família e que estejam cursando ou que já tenham concluído o ensino fundamental ou médio.

Os cursos de qualificação profissional ofertados pelo Projovem Trabalhador são divididos em 22 arcos ocupacionais como Administração, Construção e Reparos, Esporte e Lazer, Gestão Pública e Terceiro Setor e Saúde, entre outros. Além da qualificação, os jovens participantes do projeto receberão auxílio no valor de R$ 600, distribuídos em 6 parcelas de R$ 100, comprovada frequência de, no mínimo, 75% nas atividades.

Aula inaugural do Projovem Trabalhador

Dia: 22 de junho (sexta-feira)

Horário: 18 horas

Local: Memorial Cultural Doutor Wilson da Cunha Benevides – Praça Benício de Almeida,  Centro, Almenara

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/almenara-recebe-aula-inaugural-do-projovem-trabalhador/

Governo de Minas: novos comitês regionais tomam posse na Cidade Administrativa

Centro-Oeste, Noroeste, Alto Paranaíba e Central completam implementação do Estado em Rede nas dez regiões de Minas Gerais

José Carlos Paiva/Imprensa MG
A secretária Renata Vilhena deu posse aos novos comitês
A secretária Renata Vilhena deu posse aos novos comitês

Nesta sexta-feira (22), tomaram posse na Cidade Administrativa os representantes de quatro comitês regionais do Estado: Centro-Oeste, Noroeste, Alto Paranaíba e Central. A constituição desses comitês completa a implementação da gestão regionalizada nas dez regiões de planejamento do Estado: além das quatro regiões, Rio Doce, Norte de Minas, Zona da Mata, Jequitinhonha/ Mucuri, Sul de Minas e Triângulo.

O evento contou com a presença das secretárias Renata Vilhena (Planejamento e Gestão) e Maria Coeli Simões (Casa Civil e Relações Institucionais), além da ouvidora-Geral do Estado, Célia Barroso, e do secretário-adjunto de Governo, Leonardo Couto, que empossaram os membros dos comitês.

Formados por agentes de diversas secretarias e órgãos estaduais dessas regiões do Estado, os comitês irão identificar prioridades para implementar as estratégias do governo, propondo soluções intersetoriais para os temas regionais. O trabalho integra o programa Estado em Rede, uma das prioridades do governo Antonio Anastasia.

A secretária Renata Vilhena saudou os presentes e destacou a importância fundamental do programa: criar um diálogo constante entre governo e sociedade. “Começamos esse trabalho no Rio Doce e no Norte de Minas, e já colhemos resultados muito significativos. Todos aqui têm um papel muito relevante, representando suas regiões e reforçando a ligação entre a demanda regional e a área central. Vocês serão nossos porta-vozes para fazermos esse diálogo permanente, dentro da Gestão para a Cidadania”, disse ela.

Equilíbrio e unidade

O papel da regionalização em um estado tão grande e diversificado como Minas Gerais foi ressaltado pela secretária Maria Coeli. “A gestão regionalizada confere equilíbrio e unidade às regiões do Estado. Esse programa conta com grande esforço e determinação do governador Antonio Anastasia, no sentido de promover a participação, a integração e a intersetorialidade”, afirmou.

De acordo com a ouvidora-Geral do Estado, Célia Barroso, “a alma do Estado em Rede é essa: ouvir a sociedade civil, com humildade, reflexão e ação. Este é um momento muito importante, que vai mudar a face de Minas Gerais”.

Em seguida, os representantes dos comitês assinaram o termo de posse e posaram para fotos com os dirigentes governamentais. Após o encerramento do evento, alguns deles falaram das expectativas em relação ao início dos trabalhos nas regiões. O representante da Secretaria de Desenvolvimento Regional e Política Urbana (Sedru) no Alto Paranaíba, Wesley Cantelmo, disse que os anseios regionais são enormes. “Nossa secretaria já trabalha com o planejamento e desenvolvimento regional e para nós essa é uma grande oportunidade no sentido de facilitar a articulação da política do Estado”, explicou.

Para o diretor regional da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social (Sedese) em Paracatu, Erasmo Neiva, trata-se de uma oportunidade única de criar essa interação entre governo e sociedade. “Vamos trabalhar nessa aproximação e interação da várias regionais, cada um conhecendo o trabalho do outro, para montarmos esse processo e depois chamarmos a sociedade para discutir as estratégias”, disse ele, que integra o comitê do Noroeste.

Soluções integradas

De acordo com Elbert Araújo Santos, representante da Sedru no Centro-Oeste, alinhar as expectativas regionais dos representantes do comitê com as demandas da sociedade é um desafio muito interessante. “O melhor caminho para se avançar nesse objetivo é unir diversas secretarias na busca de soluções integradas”, enfatizou.

O membro da Secretaria de Estado de Trabalho e Emprego (Sete) do Comitê Central, Alexandre do Carmo e Silva, disse estar orgulhoso de integrar essa equipe de trabalho. “Temos grande expectativa de implementar nossos projetos de estímulo ao trabalho e emprego na região. Eu creio nesse projeto e acredito que será de grande importância para Minas Gerais fazer essa integração entre secretarias”.

Os trabalhos dos novos comitês terão início em agosto, quando serão realizadas as reuniões dos comitês do Noroeste, Alto Paranaíba e Centro-Oeste. Em outubro será a vez do Comitê Regional Central. As reuniões são realizadas a cada três meses.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/novos-comites-regionais-tomam-posse-na-cidade-administrativa/

Governo de Minas: qualificação profissional faz toda a diferença

A Secretaria do Trabalho tem, hoje, cerca de 1.400 vagas abertas em cursos de qualificação profissional, em todo Estado, para que os trabalhadores possam se candidatar

Qualificação profissional. Esse termo tem sido usado, nos últimos tempos, como sinônimo do sucesso de muitos trabalhadores. Para alavancar a vida dos mineiros que não possuem condições de realizar cursos para competirem no mercado, a Secretaria de Estado de Trabalho e Emprego (SETE) oferece cursos gratuitos, nas mais diversas áreas.

Os cursos, que tem por objetivo possibilitar iguais condições de trabalho a todos, fazem parte das ações de qualificação da SETE e estão com suas inscrições abertas. Para conhecer as oportunidades para cada município acesse: http://www.trabalho.mg.gov.br/cursos-qualificacao.html. As inscrições devem ser feitas em uma unidade do Sine. Caso seu município não possua unidade do Sine procure a Prefeitura ou o Centro de Referência de Assistência Social (CRAS).

Os candidatos selecionados recebem material didático, vale-transporte, se necessário, lanche e certificado de conclusão do curso, que tem duração média de um mês. A idade mínima para participação nos cursos é de 16 anos, sendo que alguns podem exigir mínimo de 21 anos. As inscrições se encerram com a lotação das turmas, de acordo com o número de vagas disponíveis em cada curso.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/qualificacao-profissional-faz-toda-a-diferenca/

Governo de Minas: população itabiritense comemora reconstrução do Sine no município

Posto de atendimento ao trabalhador do município havia sido destruído pelos temporais do início deste ano

Gabriela Santos / Sete
Autoridades e a população local prestigiaram a solenidade de reinauguração do Sine
Autoridades e a população local prestigiaram a solenidade de reinauguração do Sine

A população de Itabirito, na região Central de Minas, tem muito o que comemorar. Já está em funcionamento a unidade do Sistema Nacional de Emprego (Sine), coordenada pela Secretaria de Estado de Trabalho e Emprego (Sete). O local, que havia sido destruído pelas chuvas ocorridas no mês de janeiro, foi reinaugurado na última segunda-feira (04).

Os trabalhadores terão, novamente, a disposição os serviços gratuitos prestados nas unidades do Sine, como: de intermediação de mão de obra, ações de seguro-desemprego, qualificação social e profissional, fomento às atividades empreendedoras e informações sobre o mercado de trabalho. A unidade do Sine fica na Praça Doutor Guilherme, 169 – Centro, e funciona de segunda a sexta-feira, das 8h ás 17h.

“Sinto-me muito honrado, pois agora os trabalhadores itabiritenses, que tanto já perderam com a destruição das chuvas, terão, novamente, a casa do trabalhador, a referência do trabalho e emprego em Itabirito. O trabalho dignifica a pessoa e é com essa marca que pretendemos, junto ao governador Anastasia, fazer com que Minas cresça cada dia melhor”, afirmou o secretário de Estado de Trabalho e Emprego, Hélio Rabelo.

Para o prefeito Manoel da Mota Neto, a reinauguração do Sine representa um recomeço ao município e levará muitos benefícios. “Graças ao trabalho conjunto da Secretaria do Trabalho com a prefeitura o trabalhador itabiritense tem, novamente, a unidade do Sine. Itabirito vive um momento de acessão, por isso a preocupação em sempre aprimorar nossas instalações para melhor atender a população e os empresários”, afirmou.

De acordo com dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), de janeiro a abril deste ano, os setores da Construção Civil (87,5%), Indústria (5,3%) e Serviços (5%) são os que estão regendo a economia do município e que mais estão colocando trabalhadores em empregos com carteira de trabalho assinada.

Sine

O Sistema Nacional de Emprego (Sine) é coordenado em Minas Gerais pela Secretaria de Estado de Trabalho e Emprego (Sete). As unidades oferecem aos trabalhadores a oportunidade de encontrarem uma ocupação no mercado, emitirem carteira de trabalho, dar entrada no benefício do seguro-desemprego, além do acesso a diversos cursos de qualificação profissional.

Para que um município possa receber a unidade do Sine, é preciso seguir alguns critérios estabelecidos pelo MTE, como, por exemplo, possuir uma População Economicamente Ativa (PEA) acima de 10 mil habitantes. A demanda é levada ao Conselho Estadual do Trabalho, Emprego e Geração de Renda (Ceter) que, após aprovação, encaminha a solicitação ao Ministério do Trabalho e Emprego.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/populacao-itabiritense-comemora-reconstrucao-do-sine-no-municipio/

Governo de Minas: Utramig destaca importância da qualificação profissional para entrada no mercado de trabalho

O Governo de Minas, por meio da Secretaria de Estado de Trabalho e Emprego, promove a qualificação profissional com os cursos da Fundação Utramig e do Sine Utramig

Divulgação/Utramig
O presidente da Utramig, José Murilo Resende, destacou o papel transformador da educação
O presidente da Utramig, José Murilo Resende, destacou o papel transformador da educação

A educação para o trabalho é a maneira mais eficiente de promover a igualdade social e diminuir as discrepâncias na batalha por um espaço no mercado de trabalho. Por isso, o Governo de Minas e a Secretaria de Estado de Trabalho e Emprego (Sete) promovem a qualificação profissional por meio dos cursos da Fundação de Educação para o Trabalho de Minas Gerais (Utramig), dos programas do Sistema Nacional de Emprego (Sine) e de outros importantes projetos. Nesse sentido, a Fundação Utramig, que também conta com uma unidade do Sine, está com as matrículas abertas para diversos cursos técnicos.

Para o presidente da Utramig, José Murilo Resende, o Governo de Minas e os empresários têm ciência do papel transformador da educação como fator essencial na superação da pobreza e no aumento da competitividade dos países periféricos no cenário internacional. “Um exemplo disso foi o rápido desenvolvimento da Coréia do Sul que, nos últimos 30 anos, investiu pesado na educação dos cidadãos e projetos de pesquisa e desenvolvimentos (P&D)”, diz.

No Brasil, ainda é intensa a cultura do bacharel. Existe a impressão de que um diploma de curso superior, qualquer que seja, irá resultar em muito mais oportunidades do que um curso técnico. “A realidade é que estão sobrando candidatos com curso superior e faltando candidatos de nível técnico. Estamos em pleno crescimento econômico e produtivo, sendo assim, empresários e indústrias estão investindo e contratando mais profissionais de nível técnico”, explica.

A Sete trabalha com três principais frentes. A primeira é a geração de emprego formal, por meio do Sine. A segunda é o programa de geração de renda para trabalhadores autônomos, fomentando a Economia Popular Solidária, o microcrédito e a inclusão produtiva. O terceiro pilar é a qualificação profissional. “Além disso, a qualificação é a porta de entrada para o mercado de trabalho, pois promove uma aquisição sistemática de conhecimentos que, em curto prazo, provocam uma mudança significativa na maneira de ser do aluno, por meio de novos conceitos e valores e com o desenvolvimento de novas habilidades”, informa José Murilo.

A fundação, como ferramenta estratégica da Sete nos processos de qualificação do trabalhador, oferece cursos técnicos de Análises Clínicas, Eletrônica, Enfermagem, Informática, Mecânica, Mecatrônica, Meio Ambiente, Segurança do Trabalho e Especialização em Instrumentação Cirúrgica para Técnicos de Enfermagem.

Aumento da demanda por profissionais de nível técnico

O ensino técnico, além de ser um facilitador para o ingresso no mercado de trabalho, também funciona como entrada no ensino superior para aquelas pessoas que, ao saírem do ensino médio, não apresentariam condições financeiras de custear um curso superior. Segundo José Murilo, há um descompasso entre a necessidade de se empregar e a disponibilidade do mercado, ou seja, o sistema econômico não prima pela empregabilidade e sim pela a competição. “Essa competitividade exige dos jovens uma formação cada vez mais sofisticada, mas o mercado só vai absorver os profissionais à medida que existirem vagas”.

A falta de técnicos é bastante acentuada no cenário profissional. Muitas empresas estão fazendo parceiras com escolas profissionalizantes procurando preencher a lacuna existente na qualificação. Pensando em suprir essa carência, a Fundação Utramig oferece também cursos customizados para as instituições privadas, aumentando a oferta desse capital intelectual, considerado hoje em dia como o principal ativo para o desenvolvimento das empresas.

Segundo José Murilo, Minas Gerais tem apresentado uma das menores taxas de desemprego do país. “Assim, temos hoje condições de aumentar o aproveitamento das vagas e atender a um número de estudantes ainda maior quando – a partir do segundo semestre de 2012 – iniciarmos a qualificação profissional na modalidade de ensino a distância (EAD). Esse sistema oferece uma aprendizagem não presencial, e a ausência da rigidez do ensino tradicional certamente fará crescer o numero de estudantes interessados nessa nova modalidade”.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/utramig-destaca-importancia-da-qualificacao-profissional-para-entrada-no-mercado-de-trabalho/

Governo de Minas: Secretaria de Estado de Trabalho e Emprego reinaugura unidade do Sine em Itabirito

O antigo prédio havia sido atingido pelas chuvas no mês de janeiro

A Secretaria de Estado de Trabalho e Emprego (SETE), em parceria com a Prefeitura Municipal, reinaugura, nesta segunda-feira (04), a unidade do Sistema Nacional de Emprego (Sine), em Itabirito.  A unidade, que vai funcionar na Praça Doutor Guilherme, nº 169, no Centro, havia sido atingida pelas chuvas ocorridas no final do ano passado e início de 2012.

A unidade do Sine irá prestar serviços gratuitos de intermediação de mão de obra (cadastro de empresas para oferta de vagas e cadastro e encaminhamento de trabalhadores para oportunidades de trabalho); habilitação e postagem do seguro-desemprego; cadastro e encaminhamento do trabalhador para programas de qualificação profissional e também de competências básicas para o trabalho; emissão das Carteiras de Trabalho e Previdência Social.

O evento vai contar com a participação do secretário de Estado de Trabalho e Emprego, Hélio Rabelo, e do o prefeito de Itabirito, Manuel da Mota Neto.

Serviço: Inauguração Sine Itabirito

Quando: segunda-feira, 04 de junho de 2012

Horário: 15h

Local: Praça Doutor Guilherme, nº 169 – Centro

Informações: Assessoria de Comunicação da SETE – Telefone: (31) 3916-9061 / 9066

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/secretaria-de-estado-de-trabalho-e-emprego-reinaugura-unidade-do-sine-em-itabirito/