Arquivos do Blog

Gestão Anastasia: Governo de Minas marca participação com estande na Expomontes

Abertura da tradicional feira agropecuária de Montes Claros contou com as presenças dos secretários de Estado Gil Pereira (Sedvan) e Elmiro Nascimento (Seapa)

Sedvan-Idene
Secretários Gil Pereira e Elmiro Nascimento, ao centro, em frente ao estande da Sedvan na Expomontes, em Montes Claros (MG), ladeados por representantes do setor rural
Secretários Gil Pereira e Elmiro Nascimento, ao centro, em frente ao estande da Sedvan na Expomontes, em Montes Claros (MG), ladeados por representantes do setor rural

O Governo de Minas, por meio da Secretaria de Estado de Desenvolvimento dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri e do Norte de Minas (Sedvan), está participando da 38ª Exposição Agropecuária de Montes Claros (Expomontes), até o dia 8 de julho, com um estande que mostra os principais programas institucionais de estímulo e apoio à população dos 188 municípios sob responsabilidade da pasta, no Norte e Nordeste do Estado. A beleza do artesanato do Vale do Jequitinhonha é um dos destaques do espaço.

Na sexta-feira (29), a solenidade de abertura do tradicional evento, que tem grande repercussão econômica regional e atrai visitantes de várias partes de Minas, contou com as presenças dos secretários de Estado Gil Pereira (Desenvolvimento dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri e do Norte de Minas – Sedvan) e Elmiro Nascimento (Agricultura, Pecuária e Abastecimento  Seapa).

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/governo-de-minas-marca-participacao-com-estande-na-expomontes/

Anúncios

Gestão Anastasia: rede de formação de alfabetizadores beneficiará 80 mil alunos no Norte e Nordeste de Minas

Capacitação continuada, que acontece no Sesc Venda Nova, prossegue até esta quarta-feira
Divulgação/Sedvan
Secretário Gil Pereira participa da capacitação continuada da rede de formadores do Travessia Nota Dez
Secretário Gil Pereira participa da capacitação continuada da rede de formadores do Travessia Nota Dez

Foi aberta nesta terça-feira (28), no Sesc Venda Nova, em Belo Horizonte, a capacitação continuada da rede de formadores do Travessia Nota Dez – Por um Brasil Alfabetizado. A execução do programa é de responsabilidade da Secretaria de Estado de Desenvolvimento dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri e do Norte de Minas (Sedvan), que abrange 188 municípios, em parceria com o governo federal.

Oficinas de leitura e escrita e de matemática, além da análise dessas atividades, são os principais itens da programação, que se estende até esta quarta-feira (29). Participam 60 pessoas, entre coordenadores regionais e um orientador de formação de cada núcleo de formação (total de 15), além de técnicos do Instituto de Desenvolvimento do Norte e Nordeste de Minas Gerais (Idene) – órgão operacional da Sedvan.

Educação

O objetivo da capacitação é avaliar os primeiros quatro meses do programa, do total de oito previstos, envolvendo 6 mil alfabetizadores e 80 mil alunos (alfabetizandos), incluindo jovens e adultos. Esta avaliação será multiplicada no interior, com a participação dos demais orientadores de formação, coordenadores de turmas e alfabetizadores.

O secretário de Desenvolvimento dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri e do Norte de Minas, Gil Pereira, destacou ponto fundamental relacionado ao Programa Travessia Nota Dez. “A educação constitui fator decisivo dentro do esforço de promover o desenvolvimento dos municípios do Norte e Nordeste, foco estratégico do Governo de Minas, determinado pessoalmente pelo governador Antonio Anastasia. Trata-se de instrumento-chave para elevar o Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) do Grande Norte”, disse o secretário.

“Os resultados verificados até então têm sido positivos, em especial devido ao envolvimento dos parceiros e da aplicação da metodologia Cooperação com Convivência”, afirmou a coordenadora geral do programa, Rachel Tupynambá Ulhôa.

Censo

De acordo com o Censo 2010, o processo de alfabetização intensiva executado no Norte e Nordeste de Minas, nos últimos 10 anos, reduziu a taxa de analfabetismo regional em 6,7%, contra índice percentual médio de 5% do Brasil.

A redução é considerada significativa, pois em 2000 havia cidades na região que apresentavam índice de analfabetismo de até 45%, o que foi reduzido para 35%.

Entretanto, o desafio prossegue não somente em relação ao combate ao analfabetismo regional, mas também na progressiva continuidade dos estudos entre a população atendida pelo programa.

Também participaram do evento o diretor-geral do Idene, Rúbio de Andrade; o vice-diretor geral, Roberto Grapiuna; os diretores regionais do órgão, Guila Ramos (Norte), Margareth Durães (Jequitinhonha) e Patrícia Rocha (Mucuri e São Mateus); e o diretor administrativo da Fundação Educacional de Montes Claros (Femc), Jackson Prates Oliveira

Fonte: Agência Minas

Governo capacita 70 estudantes para atividades de Interação Social do Universitário Cidadão

DIAMANTINA (22/01/12) – O Governo de Minas, por meio da Secretaria de Estado de Desenvolvimento dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri e do Norte de Minas (Sedvan), capacitou neste domingo (22), em Diamantina, 70 estudantes e 10 professores da Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri (UFVJM) para as ações de Interação Social 2012 do Projeto Universitário Cidadão, no Vale do Jequitinhonha. As atividades do projeto serão realizadas nos municípios de Grão Mogol e Buenópolis, de 22 a 29 de janeiro, e, em Berilo e Corinto, de 29 de janeiro a 05 de fevereiro.

Durante seu pronunciamento, o secretário de Estado de Desenvolvimento dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri e do Norte de Minas, Gil Pereira, lembrou o momento positivo vivido pela região sob abrangência da pasta, transformada em permanente pelo governador Antonio Anastasia. “A nossa região, constituída pelo Norte e pelo Nordeste do Estado, é a bola da vez, no sentido positivo da expressão. Entretanto, a educação e o conhecimento são o passaporte para a consolidação do desenvolvimento deflagrado a partir do investimento governamental diferenciado, feito últimos anos. O Universitário Cidadão é parte fundamental desse suporte educacional”, disse o secretário.

O prefeito de Berilo, Lázaro Pereira, demonstrou satisfação pelo fato de o projeto ser levado a sua cidade. “Vocês, estudantes, vão levar ao sertão o que todas as pessoas precisam: cidadania. Os universitários são o elo entre o saber acadêmico e as comunidades carentes”.

 

Rotas

Nesta versão do Universitário Cidadão, na Rota 2 (Buenópolis e Corinto) participam das atividades estudantes dos cursos de enfermagem, fisioterapia, nutrição, odontologia, ciências biológicas, engenharia florestal, humanidades, turismo e educação física. Na Rota 3 (Grão Mogol e Berilo), participam alunos dos cursos de enfermagem, matemática, ciências contábeis, serviço social, ciência e tecnologia, administração, ciências econômicas, nutrição, turismo, fisioterapia, odontologia, engenharia florestal, educação física e ciências biológicas.

 

Ao agradecer a receptividade dos prefeitos, o vice-reitor da UFVJM, Donaldo Rosa Pires Júnior, falou também sobre a política integradora assumida pelo Estado. “O Governo de Minas faz a articulação com as administrações municipais, deixando de lado de modo lúcido a ideia de que deve haver separação entre os entes governamentais”.

 

Participação

A abertura da capacitação foi encerrada com uma participação especial do compositor, cantor e músico Saldanha Rolim, cujo repertório está ligado à cultura do Vale do Jequitinhonha.

Também participaram da solenidade o secretário-adjunto de Estado, Ronaldo Magalhães; o diretor-geral em exercício do Instituto de Desenvolvimento do Norte e Nordeste de Minas Gerais (Idene), Roberto Grapiuna; a coordenadora do Universitário Cidadão, Rachel Ulhôa; a diretora regional do Idene (Diamantina), Margareth Durães; o prefeito de Buenópolis, Edivaldo Nascimento; a vice-prefeita de Montes Claros, Cristina Pereira; e outras autoridades regionais.

 

Após os elevados níveis de resultados registrados em 2011, o Projeto entra agora na sua segunda etapa com os mesmos objetivos: contribuir para disseminar e consolidar as ações comunitárias desenvolvidas por estudantes, fortalecendo a extensão universitária, e atuar para transformar o cotidiano dos municípios.

 

Instituições de ensino, professores, alunos e poder público unem esforços em torno do processo de formação profissional, por meio de práticas cidadãs e prestação de serviços que contribuem para o desenvolvimento econômico e social das regiões.

Fonte: Agência Minas