Arquivos do Blog

Gestão Anastasia: Montes Claros recebe reuniões do Comitê e Fórum Regional do Norte de Minas

As reuniões têm como objetivo identificar prioridades estratégicas governamentais e achar soluções intersetoriais para as demandas regionais

Paulo Boa Nova / Seplag
O encontro anterior, reunindo governo e sociedade, foi realizado em março passado
O encontro anterior, reunindo governo e sociedade, foi realizado em março passado

O município de Montes Claros recebe quarta-feira (13) e quinta-feira (14), mais uma etapa do programa Estado em Rede. No primeiro dia de encontro, será realizada a 5ª reunião do Comitê Regional do Norte de Minas, com a presença dos agentes de diversas secretarias e órgãos estaduais que possuem unidades na região. Os representantes governamentais locais irão debater os principais pontos dos planos de ação elaborados nas reuniões anteriores, além de compartilhar conteúdos de algumas das secretarias presentes, que geram impactos diretos no desenvolvimento da região.

No dia seguinte, será realizado o 3º Fórum Regional do Norte de Minas, que reúne, além dos integrantes do comitê, os representantes da sociedade civil da região, eleitos no encontro em outubro passado. Pela manhã, a equipe técnica da Seplag apresentará a algumas entidades convidadas o Projeto Estado em Rede e o desdobramento das cinco estratégias priorizadas na 1ª reunião do Fórum. À tarde, os membros do governo e da sociedade civil organizada serão informados sobre o andamento de programas e projetos relacionados às estratégias priorizadas.

O Estado em Rede trabalha a regionalização da gestão governamental, uma das principais metas do governo Antonio Anastasia. O objetivo dos comitês é identificar prioridades para implementar as estratégias governamentais de acordo com as metas traçadas no Plano Mineiro de Desenvolvimento Integrado (PMDI 2011-2030) e também propor soluções intersetoriais para as demandas regionais.

A reunião em Montes Claros conta com a participação de representantes da Secretaria de Estado de Planejamento e Gestão (Seplag); Secretaria de Estado de Casa Civil e Relações Institucionais (Seccri); Secretaria de Estado de Governo (Segov) e Ouvidoria-Geral do Estado (OGE). Seplag, Seccri, Segov e Ouvidoria Geral também compartilham a coordenação técnica dos comitês regionais, a elaboração da metodologia de trabalho e a condução da experiência-piloto.

Serviço

Evento: 5ª reunião do Comitê Regional e 3ª reunião do Fórum do Norte de Minas

Data e local: 13 e 14/06/12, na sede da 11ª Região Integrada de Segurança Pública – Av. Major Alexandre Rodrigues, 301. Bairro Ibituruna – Montes Claros

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/montes-claros-recebe-reunioes-do-comite-e-forum-regional-do-norte-de-minas/

Governo de Minas: Comitê e Fórum Regional avançam nas estratégias para o Rio Doce

Encontros integram o Estado em Rede, programa criado para trabalhar a regionalização da gestão governamental

Paulo Boanova
Fórum e Comitê Regional do Rio Doce discutiram estratégias de desenvolvimento para a região
Fórum e Comitê Regional do Rio Doce discutiram estratégias de desenvolvimento para a região

Duas reuniões realizadas em Governador Valadares, no Vale do Rio Doce, discutiram as estratégias de desenvolvimento para a região: a 5ª reunião do Comitê Regional do Rio Doce e o 3º Fórum Regional do Rio Doce, na quarta-feira (30) e quinta-feira (31). Os encontros integram o Estado em Rede, um programa criado para trabalhar a regionalização da gestão governamental, uma das prioridades do governo Antonio Anastasia.

O Comitê conta com a participação dos agentes de diversas secretarias e órgãos estaduais que possuem unidades na região. O Fórum reúne, além dos integrantes do comitê, os representantes da sociedade civil da região, eleitos no encontro em agosto passado.

No primeiro dia do evento, a equipe da técnica da Secretaria de Estado de Planejamento e Gestão (Seplag) apresentou uma síntese dos assuntos discutidos na reunião anterior e os encaminhamentos da última reunião da Câmara Multissetorial, em 4 de abril passado, com destaque para o incremento  da qualificação profissional,  tema debatido na reunião anterior do Comitê do Rio Doce.

Em seguida, alguns membros do comitê fizeram apresentações sobre temas relacionados às discussões regionais: desenvolvimento sustentado dos municípios; campanha de proteção à criança e adolescente; mão-de-obra para a cadeia produtiva da região e cursos profissionalizantes em parceria com universidades locais.

Na abertura do Fórum Regional, na quinta-feira (31), a Ouvidora Geral do Estado, Celia Barroso, ressaltou a interlocução frequente desenvolvida com a sociedade civil, para que as políticas públicas sejam implementadas. “Queremos refinar esse processo democrático, para que as pessoas sintam que os seus anseios estão sendo cumpridos pelo governo. Historicamente, isso representa um grande avanço. Essa nova forma de governança tem uma impressão digital, que é a cidadania”, disse ela.

As reuniões contaram com a presença de representantes da Secretaria de Estado de Planejamento e Gestão (Seplag); Secretaria de Estado de Casa Civil e Relações Institucionais (Seccri); Secretaria de Estado de Governo (Segov), Governadoria e Ouvidoria-Geral do Estado (OGE).

Região-síntese

No Fórum, o subsecretário de Planejamento, Orçamento e Qualidade do Gasto, André Reis, destacou a importância do estabelecimento deste canal de comunicação com a sociedade civil organizada. “Temos bastante expectativa no fortalecimento dessa rede, para que possamos construir um futuro melhor para o Rio Doce. A região é uma síntese de Minas, por suas dificuldades e potencialidades. Nossa meta é trazer para o planejamento governamental propostas construídas em conjunto com a sociedade, que é de grande importância para o amadurecimento institucional do governo”.

A mediadora do programa na região apresentou a metodologia do projeto, destacando seus principais objetivos: vencer os desafios de um estado tão grande e diversificado, percebendo as características de cada região para implementar as estratégias, ampliando a participação cidadã em todo o território mineiro.

Em seguida, vários representantes eleitos pela sociedade civil organizada falaram ao público, lembrando anseios históricos dos moradores de regiões diversas do Rio Doce: O trabalhador rural, o homem urbano, as mulheres, os jovens e adolescentes, os idosos.

Integrantes de empresas convidadas, como a Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais (Fiemg), Ministério Público, Universidade Vale do Rio Doce (Univale) e Celulose Nipo-Brasileira S/A (Cenibra), elogiaram a iniciativa do Governo de Minas, destacando ações corporativas que vêm contribuindo para o desenvolvimento da região. A participação desses representantes incrementou as discussões neste encontro.

Um bom exemplo da afinidade do trabalho governamental no Rio Doce com as prioridades eleitas pela sociedade civil da região é a construção do Hospital Regional – em consonância com a estratégia “fortalecimento dos hospitais regionais” – anunciada pelo governador Antonio Anastasia em 24 de fevereiro passado. O projeto contará com investimentos de cerca de R$ 80 milhões e terá capacidade para atender a uma população estimada em 1,5 milhão de habitantes, instalada em 85 municípios da região. O terreno do hospital já foi definido e a terraplanagem iniciada para permitir o início das obras este ano.

Política diferenciada

O superintendente regional de Saúde do Vale do Aço, Anchieta Poggeali, reforça o cumprimento dos compromissos assumidos no encontro regional por parte do Governo de Minas. “As prioridades estabelecidas pela sociedade estão em execução e as ações na saúde são uma demonstração clara disso. Além da construção do hospital, outra prioridade eleita, que foi o aumento das equipes de PSF (Programa de Saúde da Família), já acontece em toda a região”, afirmou.

O desenvolvimento das ações governamentais no nível intersetorial é destacado pelo diretor regional da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social em Timóteo, Mauro Nunes. “Essas reuniões têm feito com que várias ações do governo sejam ampliadas, a partir do envolvimento de mais órgãos e secretarias. Eu cito como exemplo a campanha pela Defesa dos Direitos da Criança e do Adolescente, cujos resultados em 2012 foram melhores que nos anos anteriores. Começamos a construir uma política diferenciada, mais eficaz e com os pés no chão. Isso pra mim é um grande avanço”, definiu.

As reuniões dos comitês e dos fóruns acontecem com periodicidade trimestral em outras cinco regiões do Estado, além do Rio Doce: Norte de Minas, Jequitinhonha/ Mucuri; Mata; Sul de Minas e Triângulo. No dia 22 de junho tomam posse na Cidade Administrativa os representantes de mais quatro comitês: Centro-Oeste, Noroeste, Alto Paranaíba e Central, completando a regionalização da estratégia governamental nas dez regiões de planejamento do Estado.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/comite-e-forum-regional-avancam-nas-estrategias-para-o-rio-doce/