Arquivos do Blog

Gestão em Minas: touros do Pró-Genética vão reforçar rebanho da região da Serra da Canastra

Produtores querem diversificar plantel introduzindo o gado de corte

Divulgação/IMA
O objetivo do Pró-Genética é possibilitar a melhoria da qualidade do rebanho bovino mineiro
O objetivo do Pró-Genética é possibilitar a melhoria da qualidade do rebanho bovino mineiro

Um lote de 38 touros de alta genética será colocado à venda, neste domingo (11), no Parque de Exposição de São Roque de Minas, na região da Serra da Canastra, no Centro-Oeste do Estado. O evento marca a abertura do calendário anual de feiras do Programa de Melhoria da Qualidade Genética do Rebanho Bovino (Pró-Genética), criado pela Secretaria de Agricultura, Pecuária e Abastecimento de Minas Gerais (Seapa-MG) e executado pela Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado de Minas Gerais (Emater-MG).

O objetivo do Pró-Genética é possibilitar a melhoria da qualidade do rebanho bovino mineiro, facilitando, principalmente para os agricultores familiares, a aquisição de reprodutores selecionados pela Associação Brasileira dos Criadores de Gado Zebu (ABCZ).

“Todos os animais têm qualidade genética garantida (PO), com registro genealógico definitivo, inspecionado pela ABCZ, exame andrológico positivo, teste negativo de brucelose e tuberculose”, informa o extensionista do escritório da Emater de São Roque de Minas, Lívio Múcio de Souza Lima.

De acordo com levantamento realizado pela Emater, os produtores do município estão interessados em adquirir touros Nelore, Gir Leiteiro, Brahman e Guzerá para aprimorar seus rebanhos. “Interessam aos pecuaristas, principalmente, os animais da raça Nelore (15 pedidos)”. Segundo Souza Lima, para atender a diversos produtores de outros municípios da região será oferecido também um lote complementar de 12 tourinhos, e, neste caso, a procura maior também é por touros Nelore.

As compras dos reprodutores na feira de São Roque de Minas podem ser feitas individualmente ou em grupo, com financiamento do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf) e linhas de crédito oferecidas pelo banco cooperativo Sicoob Saromcredi. Como em todas as feiras do Pró-Genética, os técnicos da Emater vão ajudar os pecuaristas na definição do crédito a ser utilizado junto às instituições financeiras. Além disso, os extensionistas poderão orientar os criadores para comprarem animais reprodutores adequados à inclusão em seus rebanhos.

De acordo com Lívio Múcio de Souza Lima, os pecuaristas têm grandes expectativas em relação à primeira feira do Pró-Genética no município. “Eles estão cientes de que se trata de uma grande oportunidade para a melhoria da qualidade do gado, que deve resultar no aumento da receita das propriedades”. O extensionista diz que São Roque de Minas conta com um total de 68,5 mil cabeças de bovinos, sendo 14,9 mil machos e 53,6 mil fêmeas.

Parceiro na realização da feira do Pró-Genética no município, o Sindicato dos Produtores Rurais de São Roque de Minas participou dos trabalhos para definição das raças que podem oferecer melhores resultados no cruzamento com fêmeas do rebanho local. De acordo com o administrador da entidade, Eugênio Pacelli Maciel, a indicação de reprodutores de corte tem por objetivo diversificar os criatórios com a utilização de animais para a produção de carne em áreas ocupadas anteriormente por cafezais.

Em outra oportunidade, acrescenta Maciel, poderão ser indicados touros de raças europeias, destinados a aumentar a qualidade do rebanho leiteiro.

Saldo positivo

Com base nas informações da Emater, o secretário de Agricultura, Pecuária e Abastecimento de Minas Gerais, Elmiro Nascimento, considera animadoras as perspectivas do Pró-Genética no Estado para 2012. “Além da Feira de Touros de São Roque de Minas, estão programados, atualmente, mais 13 eventos. Portanto, o volume incluído no calendário já supera o total do ano passado de 12 feiras, que resultaram na venda de 254 reprodutores”.

Elmiro Nascimento ainda observa que o trabalho dos extensionistas da Emater é de fundamental importância para o desenvolvimento das ações do Pró-Genética, que atendem sobretudo às propriedades de agricultura familiar.

Além da Seapa – com suas vinculadas Emater, IMA e Epamig – e da ABCZ, são também parceiros do programa os Bancos do Brasil e do Nordeste, Sistema das Cooperativas de Crédito do Brasil (Sicoob), sindicatos rurais, cooperativas, prefeituras e entidades dos produtores.

Fonte: Agência Minas

Gestão Anastasia: parceria entre Governo do Estado e União vai levar água para comunidades rurais

 

BELO HORIZONTE (17/01/12) – O Governo de Minas, por meio da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Regional e Política Urbana (Sedru), assinou nesta terça-feira (17), no auditório do Conselho Regional de Engenharia e Arquitetura (Crea-MG), convênios com a Fundação Nacional de Saúde (Funasa) para realização de obras na área de saneamento em 28 cidades do Norte de Minas e dos vales do Jequitinhonha e Mucuri. As obras consistem na implantação de Sistema de Esgotamento Sanitário e de Abastecimento de Água em comunidades com menos de 200 habitantes que, nos últimos anos, sofreram com a falta d’água e de condições sanitárias.

A assinatura desses convênios é resultado de uma parceria entre a Sedru, Copasa e Funasa, que visa assegurar o abastecimento de comunidades, em sua maioria de zonas rurais, com água tratada e acesso a rede de esgoto. Dos 28 convênios assinados, 12 são para a implementação de sistemas de abastecimento de água e 16 são para a construção de sistemas de esgotamento sanitário. Para a realização dessas obras serão investidos R$ 15,8 milhões, sendo R$ 12,7 milhões de recursos da União e R$ 3,1 milhões de contrapartida do Governo de Minas.

“A implementação dos sistemas de saneamento nesses municípios tem o objetivo de melhorar as condições sanitárias e o acesso a água tratada de milhares de famílias, proporcionando a melhoria da qualidade de vida, o aumento dos índices sociais, além de devolver a dignidade para pessoas que não tem em casa água tratada para beber, cozinhar, dar banho nas crianças ou lavar roupa”, destacou o secretário de Estado de Desenvolvimento Regional e Política Urbana, Bilac Pinto.

Resposta ao legislativo

Em setembro do ano passado, foi entregue ao secretário Bilac Pinto um relatório elaborado pela Comissão de Assuntos Municipais da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG), por meio da Caravana do Jequitinhonha, que percorreu cidades no semiárido mineiro, identificando as localidades que mais necessitava de intervenções sanitárias.

Com esse diagnóstico em mãos, a Sedru, juntamente com a Copasa, elaborou uma proposta de ações pontuais nessas comunidades para acabar com os problemas de falta de água e melhora das condições sanitárias. Esta proposta foi apresentada à Funasa, que aprovou a execução de obras em 28 cidades da região.

“Quero destacar a importância da parceria entre o governo federal, Governo de Minas e Poder Legislativo. Foi graças a essa combinação de força política que hoje celebramos a ajuda aos municípios que sofrem com a seca no Estado de Minas Gerais. Uma demanda que surgiu por intermédio de uma caravana da Assembleia na região e que foi passada para o governador Antonio Anastasia, que determinou à Sedru o atendimento a esses municípios detectados. Assim, procuramos a Funasa que, prontamente, atendeu nossa demanda, por meio do presidente Gilson Queiroz”, disse Bilac Pinto.

Municípios atendidos

As cidades que vão receber obras de abastecimento de água são: Araçuaí, Berilo, Catuji, Francisco Badaró, Itaipé, Jenipapo de Minas, Luislândia, Mirabela, Novo Cruzeiro, Ponto dos Volantes e Virgem da Lapa.

Já as obras de esgotamento sanitário serão realizadas nas cidades de: Águas Formosas, Ataléia, Capelinha, Carlos Chagas, Catuji, Chapada do Norte, Delfinópolis, Diamantina, Felisburgo, Frei Gaspar, Grão Mogol, Itambacuri, Ladainha, Minas Novas, Pescador e São Roque de Minas.

Fonte: Agência Minas