Arquivos do Blog

Gestão Anastasia: Governo de Minas inaugura Agência Avançada de Meio Ambiente no Sul do Estado

Unidade será em São Lourenço e sediará, além do Escritório Regional do IEF, o 3º Pelotão da Polícia Militar de Meio Ambiente e o 3º Grupamento de Polícia Rodoviária Estadual

O Instituto Estadual de Florestas (IEF), em parceria com a Prefeitura de São Lourenço, inauguram, nesta sexta-feira (22), a Agência Avançada de Meio Ambiente do município. A solenidade será realizada às 10h, na Via Ramom, 854, ao lado da ponte do Rio Verde e da Motopista.

O espaço sediará, além do Escritório Regional do IEF, o 3º Pelotão da Polícia Militar de Meio Ambiente e o 3º Grupamento de Polícia Rodoviária Estadual. A união em um mesmo espaço beneficiará o atendimento ao cidadão, além de proporcionar melhoria nas condições de trabalho dos servidores e maior eficiência na prestação de serviços.

Os Escritórios Regionais do IEF têm por finalidade planejar, supervisionar, orientar e executar, no âmbito da respectiva região, as atividades relativas à política florestal do Estado, à preservação da flora e da fauna, ao desenvolvimento sustentável da pesca e dos recursos naturais renováveis.

A Agência prestará, também, apoio a dois importantes Parques Estaduais na região, Serra do Papagaio e Nova Baden, além de executar todas as atribuições inerentes ao IEF. No Sul de Minas, o Instituto está representado por um Escritório Regional, localizado em Varginha, quatro unidades de conservação, 15 Agências Avançadas de Meio Ambiente e 10 Viveiros Florestais.

IEF

O IEF mantém sua atuação na região do Sul de Minas, com foco na proposição e execução das políticas florestais, de pesca e de aqüicultura sustentável. Ele é a autarquia vinculada à Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (Semad), responsável pela preservação e conservação da vegetação; pelo desenvolvimento sustentável dos recursos naturais renováveis; pela pesquisa em biomassas e biodiversidade; pelo inventário florestal e o mapeamento da cobertura vegetal do Estado. Além disso, administra as unidades de conservação estaduais e as áreas de proteção ambiental destinadas à conservação e preservação.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/governo-de-minas-inaugura-agencia-avancada-de-meio-ambiente-no-sul-do-estado/

Gestão Eficiente: Minas Gerais cresce mais que a média nacional em índice de competitividade do turismo

Secretário de Turismo, Agostinho Patrus Filho, atribui o bom resultado ao trabalho integrado realizado no Estado

Valter Campanato/ABr
Cidades históricas de Minas impulsionam Índice de Competitividade do Turismo Nacional
Cidades históricas de Minas impulsionam Índice de Competitividade do Turismo Nacional

Os destinos turísticos mineiros cresceram mais do que a média nacional, de acordo Índice de Competitividade do Turismo Nacional, divulgado pelo Ministério do Turismo e pelo Sebrae. Em 2011, o índice médio dos municípios mineiros pesquisados foi 10,3% maior do que a média nacional (57,5), atingindo o valor de 63,4.

De acordo como o estudo, a capital mineira, Belo Horizonte, obteve uma média de 75,5. Este número é 15,3% maior do que a média das outras capitais nacionais pesquisadas que obtiveram uma média de 65,5. Os demais municípios mineiros pesquisados, além da capital mineira, Diamantina, Ouro Preto e Tiradentes, obtiveram um índice médio de 59,4, ou seja, 14,7% acima dos municípios nacionais considerados como não capitais que atingiram o valor médio de 51,8. A cidade histórica de Tiradentes também foi considerada destaque em 2011 como não capital que mais evoluiu no indicador referente à capacidade empresarial com um aumento de 63,2% em relação ao valor alcançado em 2010.

O secretário de Estado de Turismo, Agostinho Patrus Filho, comentou o crescimento do turismo mineiro atribuindo o bom resultado ao trabalho integrado realizado no Estado. “O Índice de Competitividade nos fornece informações que subsidiam o planejamento estratégico do Governo de Minas na atividade turística. Por meio dele, podemos monitorar a evolução da atividade nos destinos e no país para melhor atender o turista e planejarmos as nossas Políticas Públicas”, afirmou.

Índice de Competitividade

O Índice de Competitividade é uma ferramenta de gestão que tem como finalidade identificar pontos fortes e a serem desenvolvidos nos destinos turísticos. O Índice é apurado anualmente, desde 2008, em pesquisas de campo realizadas pela Fundação Getúlio Vargas (FGV) nos 65 Destinos Indutores do Desenvolvimento Turístico Regional, priorizados pelo Ministério do Turismo. Em Minas Gerais, os municípios pesquisados foram Belo Horizonte, Diamantina, Ouro Preto e Tiradentes. O estudo avalia 13 dimensões, como infraestrutura turística, serviços e equipamentos, atrativos, aspectos sociais e ambientais, dentre outros.

Em uma iniciativa inédita no Brasil, o Governo de Minas, através da Secretaria de Estado de Turismo ampliou este estudo para outras 17 cidades mineiras que também, periodicamente, recebem pesquisa da Fundação Getúlio Vargas para analisar a sua evolução e competitividade. Integram esta política os seguintes municípios: Sete Lagoas, Santana do Riacho (Serra do Cipó), Poços de Caldas, São Lourenço, Juiz de Fora, Camanducaia (Monte Verde), Caxambu, Maria da Fé, Caeté, Araxá, Capitólio, Brumadinho, Montes Claros, Ipatinga, Uberlândia, Governador Valadares e Itabira.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/minas-gerais-cresce-mais-que-a-media-nacional-em-indice-de-competitividade-do-turismo/

Governo de Minas: presídio de São Lourenço inaugura anexo com 80 vagas

O local não tem grades e sim portas de madeira e nele não serão colocadas camas de alvenaria, mas beliches convencionais

SEDS / Divulgação
Durante a solenidade, o secretário Rômulo Ferraz anunciou a retomada das assunções das cadeias públicas a partir de julho
Durante a solenidade, o secretário Rômulo Ferraz anunciou a retomada das assunções das cadeias públicas a partir de julho

Detentos que estão cumprindo pena no regime aberto no Presídio de São Lourenço, na região Sul de Minas Gerais, contam, a partir desta sexta-feira (15), com um alojamento destinado exclusivamente a eles. A Secretaria de Estado de Defesa Social (Seds) inaugurou, em parceria com a Prefeitura Municipal, um anexo com 80 vagas, que funcionará como uma espécie de casa do albergado. O local não tem grades e sim portas de madeira e nele não serão colocadas camas de alvenaria, mas beliches convencionais.

Para inauguração do anexo foi feito um investimento de R$ 35.000,00 da Prefeitura Municipal e do Governo de Minas. A obra foi iniciada no dia 15 de abril e finalizada em 10 de junho. Os presos que ocuparão o espaço têm autorização para passar o dia fora (6h às 18h) e apenas retornar à unidade para dormir. Antes da inauguração, eles ficavam em celas no próprio pavilhão da unidade.

O subsecretário de Administração Prisional, Murilo Andrade de Oliveira, e o diretor-geral interino do presídio, Rafael Barbosa, ressaltaram a importância da sinergia na realização de ações como esta. “Em São Lourenço todos trabalham com o mesmo fim: a melhoria do sistema prisional da comarca”, disse o subsecretário.

Além do subsecretário Murilo Andrade de Oliveira, participaram da solenidade de inauguração o secretário de Estado de Defesa Social, Rômulo Ferraz; o prefeito de São Lourenço, José Sacido Barcia Neto; o presidente da Câmara Municipal, João Bosco de Carvalho; o comandante da 17ª Região da Polícia Militar, coronel Vargner Mutti Tavares; e o chefe do 17º Departamento de Polícia Civil, delegado João Euzébio da Cruz.

Ressocialização

Além da ampliação de vagas, o Presídio de São Lourenço realiza diversas atividades de ressocialização. Noventa e seis presos estudam e trabalham enquanto estão na unidade. Pelas atividades, eles recebem remição de pena – a cada três dias trabalhados ou 12 horas de estudo têm a sentença reduzida em um dia.

Desde que foi assumido pela Suapi, em 2006, muitas mudanças foram implementadas no presídio. Foram criadas salas de atendimento, canil, escola e horta. Entre as oportunidades de exercício profissional há, por exemplo, uma fábrica de blocos em frente à unidade e convênios com a Prefeitura Municipal, por meio dos quais os detentos trabalham na limpeza e manutenção de obras públicas. “O objetivo maior é e sempre será a ressocialização do indivíduo privado de liberdade”, concluiu o diretor-geral da unidade, Carlos Alfredo Sales.

Durante a solenidade, o secretário Rômulo Ferraz anunciou a retomada das assunções das cadeias públicas a partir de julho. “Até dezembro, cinco unidades serão assumidas. A assunção de cadeias é um processo recente, mas irreversível”, ressaltou.

Coral de São Lourenço

Na solenidade de inauguração do presídio também foram comemorados os quatro anos do Coral Vozes da Cela. O grupo é composto, hoje, por 12 presos, que ensaiam sob a regência do maestro, violista e funcionário da unidade, José Henrique Martins.

Desde que foi inaugurado, o coral já se apresentou na abertura da Conferência Nacional de Segurança Pública – Etapa MG, na 31ª Reunião Ordinária do Colégio Nacional de Secretários de Segurança Pública e no festival internacional de corais.

O currículo do grupo também conta com apresentações para o ex-presidente do Supremo Tribunal Federal, ministro Gilmar Mendes, e para o governador Antonio Anastasia.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/presidio-de-sao-lourenco-inaugura-anexo-com-80-vagas/

Gestão Eficiente: presídio de São Lourenço, no Sul de Minas, receberá anexo com 80 novas vagas

Para a construção foi realizado investimento de R$ 35.000,00 do Governo do Estado em parceria com o municípios

Será inaugurado, nesta sexta-feira (15), um anexo com 80 vagas no Presídio de São Lourenço, na região Sul de Minas Gerais. O local será ocupado por presos do sexo masculino, que estão cumprindo regime aberto, ou seja, têm autorização judicial para passar o dia fora e apenas retornar à unidade para dormir. Para a construção foi realizado investimento de R$ 35.000,00 do Governo do Estado e da Prefeitura Municipal.

Participarão da solenidade de inauguração o secretário de Estado de Defesa Social, Rômulo Ferraz, o subsecretário de Administração Prisional, Murilo Andrade de Oliveira, o prefeito de São Lourenço, José Sacido Barcia Neto, e o presidente da Câmara Municipal, João Bosco de Carvalho. Na ocasião, também serão comemorados os quatro anos do Coral Vozes da Cela. O grupo é composto, hoje, por 12 presos, que ensaiam sob regência do maestro, violista e funcionário da unidade José Henrique Martins.

Serviço:

Inauguração do anexo do Presídio de São Lourenço e comemoração dos quatro anos do Coral Vozes da Cela

Local: Presídio de São Lourenço, Rua Ipiranga, 170 – Bairro Federal – São Lourenço, MG

Data: Sexta-feira, 15/06/12

Horário: 15h30

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/presidio-de-sao-lourenco-no-sul-de-minas-recebera-anexo-com-80-novas-vagas/

Governo de Minas: Secretaria de Regularização Fundiária treina agentes municipais para ação urbana

Representantes de prefeituras estão aptos para regularizar da forma correta imóveis das áreas urbana e rural

Divulgação / Seerf
Secretário Wander Borges participou da capacitação de gestores municipais
Secretário Wander Borges participou da capacitação de gestores municipais

O Governo de Minas, por meio da Secretaria de Estado Extraordinária de Regularização Fundiária (Seerf) e do Instituto de Terras do Estado de Minas Gerais (Iter-MG), realizou nesta sexta-feira (25) mais uma rodada do ciclo de treinamento e capacitação de agentes municipais para o trabalho de cadastro e medição de imóveis para regularização fundiária urbana. O curso, realizado na Cidade Administrativa, teve a participação de 46 pessoas, dentre engenheiros, técnicos e auxiliares de 24 municípios mineiros.

Desde setembro de 2011, o Iter-MG vem reestruturando o fluxo de regularização fundiária, com a adoção de novos formulários e a consolidação de um modelo para os processos de legitimação de posse. Com o objetivo de tornar o procedimento ainda mais seguro e ágil, foi adotada a metodologia de parceria com as prefeituras municipais, que ficam responsáveis pelo cadastramento e medição dos imóveis identificados como passíveis de regularização, além do acompanhamento do processo e das possíveis diligências.

Para o secretário de Estado de Regularização Fundiária, Wander Borges, a contribuição dos municípios é fundamental na execução das ações propostas. “O trabalho conjunto entre o Estado e as administrações municipais dinamiza o procedimento, garantindo ao cidadão o acesso rápido ao programa e ao documento definitivo da propriedade”, ressalta.

De acordo com o prefeito de Camacho, no Centro-Oeste de Minas, Geraldo Cardoso Lamounier, a retomada da legitimação em Minas Gerais demonstra a preocupação do Governo de Minas com o desenvolvimento das cidades. “A população camachense está ansiosa, aguardando uma solução para os imóveis devolutos. Com certeza será de grande valia para o povo, principalmente para aquelas pessoas que querem contrair financiamento para melhorias e construções”, explica.

Para Carlos Gomes, técnico em Meio Ambiente da Prefeitura de Capelinha, no Vale do Jequitinhonha, o treinamento para a montagem dos processos foi bastante esclarecedor. “Agora ficou muito mais criterioso, o que garantirá uma segurança para os beneficiários do programa. A nossa expectativa é regularizar, em um curto período de tempo, as cerca de 3.000 áreas irregulares”, afirma.

Segundo a Prefeitura de Almenara, também no Vale do Jequitinhonha, cerca de 70% dos imóveis na zona urbana e de expansão urbana ainda necessitam de regularização. Normanias Silva Neto, projetista, conta que acompanha o trabalho de legitimação há 22 anos. “Agora, com essa nova experiência, o trabalho alcançará o propósito definido. Hoje, a zona rural já está se transformando em expansão urbana, o que aumenta o número de áreas na sede. Por isso, junto com o Estado, vamos intensificar essa ação, promovendo também uma maior circulação de recursos na cidade”, conclui.

Participaram do treinamento nesta sexta-feira (25) profissionais de Almenara, Baldim, Camacho, Capelinha, Carmo do Paranaíba, Caxambu, Congonhas do Norte, Cristina, Elói Mendes, Estrela do Sul, Mantena, Minas Novas, Monte Azul, Muriaé, Pará de Minas, Pompéu, São Miguel do Anta, Setubinha, Curral de Dentro, Varginha, Jesuânia, Japaraíba, Simonésia e Turmalina.

Na semana passada, firmaram parceria com a Seerf/Iter-MG: Barbacena, Buritizeiro, Campos Gerais, Caxambu, Conceição da Barra de Minas, Congonhas, Conselheiro Lafaiete, Corinto, Cruzília, Curvelo, Diamantina, Divinópolis, Guanhães, Ibiá, Igaratinga, Ipatinga, Itaobim, João Pinheiro, Lagoa dos Patos, Lavras, Malacacheta, Mantena, Mateus Leme, Morada Nova de Minas, Nova Belém, Ouro Preto, Paineiras, Patos de Minas, Patrocínio, Pedra do Indaiá, Pirapora, Rio Manso, São Gonçalo do Abaeté, São Gonçalo do Pará, São José do Goiabal, São Lourenço, Tarumirim, Teófilo Otoni, Uberaba e Veríssimo.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/secretaria-de-regularizacao-fundiaria-treina-agentes-municipais-para-acao-urbana/

Governo de Minas: Cardápio de produtos da Região das Águas é lançado durante Salão Mineiro do Turismo

Material oferece 46 novos produtos e sugestões de roteiros para incentivar e incrementar a venda de produtos inovadores nesta tradicional região de Minas

Gil Leonardi/Imprensa MG
Secretário de Estado de Turismo, Agostinho Patrus, durante o 4º Salão Mineiro de Turismo Mineiro
Secretário de Estado de Turismo, Agostinho Patrus, durante o 4º Salão Mineiro de Turismo Mineiro

Com objetivo de aumentar a competitividade da região do Circuito Turístico das Águas, foi lançado nesta sexta-feira (18), durante a programação do 4° Salão Mineiro do Turismo, o Cardápio de Produtos da Região das Águas. O material apresenta 46 produtos inovados e dicas de roteiros pelos municípios de Caxambu, Cambuquira, São Lourenço, Carmo de Minas, Baependi e Lambari.

O cardápio de produtos turísticos traz o resultado de um trabalho realizado em parceria pelo Governo de Minas, por meio da Secretaria e Estado de Turismo com o Sebrae-MG, que visou fortalecer o destino a partir de uma identidade regional revigorada, destacando o alto valor agregado das águas em roteiros turísticos voltados para o bem estar, á longevidade, á beleza, e não apenas à cura de doenças.

De acordo com Agmar Campos, gerente da Unidade de Comércio, Serviços e Artesanato do Sebrae-MG, “o catálogo faz parte das ações do Sebrae-MG para reforçar a competitividade do setor de turismo na região das Águas”. “O objetivo é fortalecer as micro e pequenas empresas e posicionar a região como um destino turístico de bem-estar em Minas Gerais”, afirmou.

O cardápio de produtos turísticos da região das águas será distribuído para publico final, operadoras e agências de viagem. Em destaque, estão os produtos turísticos associados às águas, aos cafés especiais da região premiados internacionalmente, e à natureza exuberante da Serra da Mantiqueira com suas montanhas, Mata Atlântica e parques estaduais e municipais – identidade redefinida através da metodologia do Projeto com os empresários da região e materializada pelo Cardápio.

Dados da Pesquisa de Demanda Turística, realizada pela Setur em 2011, apontam que 38% do fluxo de visitantes da região do Circuito das Águas são do Rio de Janeiro, 33% de Minas Gerais e 25 % de São Paulo. Desses, 63% buscam o lazer e 16% viajam em busca de tratamento voluntário ou SPAs. De acordo com o secretário de Estado de Turismo, Agostinho Patrus Filho, o foco da Setur com este novo cardápio é inovar a oferta de produtos e ampliar a visitação de turistas na região. “Queremos aliar o bem estar e a saúde com atrativos de natureza, valorizando também produtos característicos da região da Mantiqueira”, ressaltou.

Salão Mineiro do Turismo

O 4º Salão Mineiro do Turismo é uma realização do Governo de Minas, por meio da Secretaria de Estado de Turismo, em parceria com o Sistema Fecomércio Minas, Sesc, Senac e Sindicatos, Ministério do Turismo, Federação dos Circuitos Turísticos de Minas Gerais, Azul Linhas Aéreas, Sebrae-MG, Mercado Central, Confederação Nacional do Comércio, Fiemg, Programa Turismo de Negócios, por meio do Fundo BID Fumin, Companhia Mineira de Promoções, Master Turismo e Pampulha Turismo.

O evento é considerado um dos mais importantes do setor turístico do Estado e é um convite para que o mineiro escolha opções de viagens e roteiros turísticos por todas as regiões do Estado e, ainda, um espaço para a preparação e qualificação da cadeia produtiva para os grandes eventos que o Brasil e Minas Gerais passarão a receber nos próximos anos.

A feira acontece nos dias 18 e 19 de maio, no Minascentro, e é gratuita e aberta ao público, das 10h às 20h. Para mais informações, acesse: http://www.salaomineirodoturismo.com.br.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/cardapio-de-produtos-da-regiao-das-aguas-e-lancado-durante-salao-mineiro-do-turismo/

Governo de Minas: Instituto de Terras capacita agentes municipais para regularização fundiária urbana

Foram capacitados agentes de 40 municípios para o cadastro e medição de imóveis devolutos urbanos

Divulgação/Seerf

O Governo de Minas, por meio da Secretaria de Estado Extraordinária de Regularização Fundiária (Seerf) e do Instituto de Terras do Estado de Minas Gerais (Iter-MG), retomou os trabalhos de regularização de áreas urbanas nos municípios mineiros. Nesta sexta-feira (18) foram capacitados 85 agentes municipais, de 40 municípios, para os trabalhos de cadastro e medição de imóveis devolutos urbanos.

Após a reestruturação da metodologia e adoção de um novo fluxo para os processos de regularização, as prefeituras foram convidadas para assinarem um Termo de Cooperação Técnica com a Seerf/Iter-MG, que objetiva a dinamização do processo e a execução de ações que proporcionem o desenvolvimento urbano, social e econômico nos municípios.

Na parceria, a Secretaria de Regularização Fundiária apoia, orienta e supervisiona as atividades do Instituto de Terras no cumprimento do objeto pactuado. O Iter, por sua vez, se responsabiliza pelo treinamento específico dos profissionais, fiscalização do trabalho nos municípios, abertura dos processos, aprovação das fases cadastrais e técnicas, emissão de pareceres e entrega do título de propriedade. Ao município, cabe a realização do cadastramento e da medição dos imóveis identificados como passíveis de regularização, além do acompanhamento do processo e das possíveis diligências.

Para o secretário de Estado de Regularização Fundiária, Wander Borges, o trabalho está sendo retomado com o intuito principal de beneficiar o cidadão mineiro. “A legitimação das terras devolutas é fator fundamental no desenvolvimento socioeconômico dos municípios, uma vez que permite às famílias serem incluídas em programas públicos. Contudo, esse passa a ser o grande compromisso da Secretaria e do Iter com a população de Minas”, explica.

O evento foi realizado na Cidade Administrativa. Participaram do treinamento profissionais de Barbacena, Buritizeiro, Campos Gerais, Caxambu, Conceição da Barra de Minas, Congonhas, Conselheiro Lafaiete, Corinto, Cruzília, Curvelo, Diamantina, Divinópolis, Guanhães, Ibiá, Igaratinga, Ipatinga, Itaobim, João Pinheiro, Lagoa dos Patos, Lavras, Malacacheta, Mantena, Mateus Leme, Morada Nova de Minas, Nova Belém, Ouro Preto, Paineiras, Patos de Minas, Patrocínio, Pedra do Indaiá, Pirapora, Rio Manso, São Gonçalo do Abaeté, São Gonçalo do Pará, São José do Goiabal, São Lourenço, Tarumirim, Teófilo Otoni, Uberaba e Veríssimo.

Para a próxima semana está previsto um outro encontro de capacitação para a consolidação da atuação do Iter no Programa de Regularização Fundiária Urbano no Estado.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/instituto-de-terras-capacita-agentes-municipais-para-regularizacao-fundiaria-urbana/

Gestão Anastasia: Governo de Minas inaugura unidade do Centro Viva Vida em Ribeirão das Neves

Centro de atenção integral à saúde sexual recebeu mais de R$ 1,2 milhão em investimentos do Estado

Nesta quarta-feira (16), o Governo de Minas, por meio da Secretaria de Estado de Saúde, inaugura o 27º Centro Viva Vida de Referência Secundária (CVVRS), desta vez na cidade de Ribeirão das Neves, na Região Metropolitana de Belo Horizonte.

O Governo do Estado investiu R$ 1.291.961,68 no Centro Viva Vida “Cenira Gurgel de Carvalho”. Na unidade, que possui 605 metros quadrados, a Secretaria Estadual de Saúde vai investir, mensalmente, R$ 107.657,00, para manutenção e custeio da unidade.

O Centro terá como objetivos oferecer atenção integral à saúde sexual e reprodutiva da população, melhorar a qualidade de vida de doentes crônicos, oferecer atendimento especializado na área de saúde reprodutiva principalmente para mulheres e gestantes, atuando diretamente na redução da mortalidade infantil e materna.

Os usuários do SUS de Ribeirão das Neves poderão usufruir também de atendimento em planejamento familiar, pediatria, ginecologia, obstetrícia, mastologia, urologia, fisioterapia, nutrição e psicologia, com atendimento estimado em aproximadamente 30 mil pessoas por ano.

Participam da solenidade o secretário de Estado de Saúde, Antônio Jorge de Souza Marques, o prefeito de Ribeirão das Neves, Wallace Ventura Andrade, e o superintendente Regional de Saúde de Belo Horizonte, Paulo de Tarso Machado Auais, dentre demais autoridades das cidades do entorno.

Centro Viva Vida de Referência Secundária

Desde 2007 já foram inaugurados 27 Centros Viva Vida no Estado, nas cidades de Brasília de Minas, Itabirito, Santo Antônio do Monte, Janaúba, Capelinha, Frutal, Governador Valadares, Sete Lagoas, São Lourenço, Taiobeiras, Januária, Juiz de Fora, São João Del Rei, Leopoldina, Santa Luzia, Patrocínio, Campo Belo, Campo Bel, Manhuaçu, Teófilo Otoni, Diamantina, Itabira, Viçosa, Pirapora e Patos de Minas.

Serviço:

Inauguração do Centro Viva Vida de Referência Secundária “Cenira Gurgel de Carvalho”

Data: 16/05/2012 (quarta-feira)

Horário: 10h

Local: Rua Geraldino Rocha nº 180, bairro Felixlândia, Ribeirão das Neves

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/governo-de-minas-inaugura-unidade-do-centro-viva-vida-em-ribeirao-das-neves/

 

Governo de Minas: cidades mineiras se preparam para Conferência da Pessoa com Deficiência

Mais de 50 cidades estão envolvidas e vão promover, até 30 de abril, conferências municipais ou regionais

Os municípios mineiros estão se mobilizando, desde março deste ano, para promover melhorias das políticas públicas destinadas às pessoas com deficiência. Mais de 50 cidades estão envolvidas e vão promover, até o dia 30 de abril, conferências municipais ou regionais para discutir e elaborar propostas a serem apresentadas no encontro estadual, marcado para 19 a 21 de junho, em Belo Horizonte.

Com o apoio da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social (Sedese), os municípios provocam discussões divididas em quatro eixos: Educação, esporte, trabalho e reabilitação profissional; acessibilidade, comunicação, transporte e moradia; saúde, prevenção, reabilitação, órteses e próteses; segurança, acesso à justiça, padrão de vida e proteção social adequados.

Os municípios de Varginha, Timóteo, Governador Valadares, São Tomé das Letras, Araguari, Três Corações e Itabira já realizaram suas conferências e apresentaram demandas que podem ser transformadas em políticas públicas em prol das pessoas com deficiência de todo o Estado.

“Com a apresentação das propostas, vamos saber o que os municípios precisam e querem do Estado. Além disso, teremos discussões importantes para a elaboração do Plano Estadual de Políticas para Pessoas com Deficiência”, destacou a coordenadora Especial de Apoio e Assistência à Pessoa com Deficiência, Ana Lúcia Oliveira.

Cada conferência elege delegados para representarem os respectivos municípios na III Conferência Estadual ‘Um Olhar para a Convenção Sobre os Direitos das Pessoas com Deficiência’. O evento será promovido pela Sedese, por meio da Coordenadoria de Apoio e Assistência à Pessoa com Deficiência (Caade), e pelo Conselho Estadual de Defesa dos Direitos da Pessoa com Deficiência (Conped).

O encontro estadual visa o processo de construção e reestruturação das Redes Estadual e Nacional de Proteção e Defesa dos Direitos da Pessoa com Deficiência, além de identificar avanços, desafios e priorizar as demandas no âmbito estadual e federal. A expectativa é que cerca de 40 propostas, oriundas da conferência estadual, sejam levadas à Conferência Nacional, a ser realizada em Brasília, de 3 a 6 de dezembro.

Próximas conferências

24 de abril – Limeira, Rosário de Limeira, Sabará, São Lourenço, Três Marias e Martinho Campos

25 de abril – Itajubá, São Tomé das Letras, Uberlândia.

26 de abril – Araxá, Barbacena, Capelinha, Cássia, Cláudio, Coronel Fabriciano, Lassance, Lavras, Piraúba, Pouso Alegre, Santa Rita do Sapucaí, Uberaba.

27 de abril – Brumadinho, Cataguases, Guarani, Itapecirica, Ouro Preto, Poços de Caldas, Santa Luzia e São João do Paraíso.

28 de abril – Divinópolis, Ipatinga,

30 de abril – Piumhi, São João del-Rei.

Informações sobre as conferências municipais devem ser solicitadas por meio do e-mail: conferenciapcd@social.mg.gov.br.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/cidades-mineiras-se-preparam-para-conferencia-da-pessoa-com-deficiencia/

Governo de Minas investe R$ 82,7 milhões em hospitais da Macro Sul

Hospitais de 17 municípios da região foram beneficiados pelo Pro-Hosp

André Brant
Ampliação da UTI Neonatal do hospital Vaz Monteiro, em Lavras, foi uma das obras realizadas pelo Pro-Hosp no Sul de Minas
Ampliação da UTI Neonatal do hospital Vaz Monteiro, em Lavras, foi uma das obras realizadas pelo Pro-Hosp no Sul de Minas

Desde 2003, o Governo de Minas investiu cerca de R$ 700 milhões em 132 hospitais, com recursos provenientes do Programa de Fortalecimento e Melhoria da Qualidade dos Hospitais (Pro-Hosp). Do total, R$ 82,7 milhões foram destinados a 20 hospitais de 17 municípios da Macro Sul. Com a ação, foram beneficiados moradores de Alfenas, Guaxupé, Machado, Passos, Piumhi, São Sebastião do Paraíso, Andradas, Itajubá, Poços de Caldas, Pouso Alegre, Baependi, Lavras, São Lourenço, Três Corações, Três Pontas e Varginha.

Apenas em 2011 foram aplicados R$ 115 milhões no programa. Para 2012, a previsão de investimentos do Pro-Hosp é da ordem de R$ 130 milhões. De acordo com o coordenador do programa, Tiago Lucas, a expansão da rede se deu por meio da inclusão de hospitais que exercem papel regional e inter-regional relevante para o Sistema Único de Saúde (SUS), por sua participação imprescindível na resolubilidade de clínicas de especialidades estratégicas, tais como cirurgia neurológica, cirurgia e tratamento em oncologia, cirurgia ortopédica e cirurgia cardiovascular.

Segundo ele, o Pro-Hosp possibilita aos cidadãos mineiros atendimento hospitalar de qualidade e com resolutividade, o mais próximo possível das suas residências. “O objetivo é que o paciente se desloque o mínimo possível de seu município para receber assistência médica necessária, evitando ter que viajar ou ser transportado para os grandes centros ou para Belo Horizonte”, explica Tiago Lucas.

Macro Sul

Situado em Lavras, o Hospital Vaz Monteiro foi uma das unidades a receber recursos do Pro-Hosp. Dentre as melhorias realizadas no hospital está a ampliação da UTI Neonatal e do centro cirúrgico, que passou de quatro para seis salas. Além disso, foram adquiridos materiais e equipamentos para unidade de internação do SUS disponível para recém-nascidos.

Dentre as benfeitorias realizadas pelo Pro-Hosp no hospital das Clínicas Samuel Libânio, em Pouso Alegre, estão a ampliação da Unidade de Terapia Intensiva (UTI), com mais nove leitos adulto, e a construção de um banco de leite e de uma nova área de maternidade, contemplando o Programa Viva Vida, dentre outras melhorias na unidade.

Critérios para o repasse de recursos

A transferência de recursos do Tesouro Estadual para os  hospitais beneficiados pelo Pro-Hosp leva em conta a população das macro e microrregiões (base de cálculo per capita) e também a realidade socioeconômica de cada uma, buscando atender ao princípio da equidade.

Assim, nas áreas mais carentes, como nos vales do Jequitinhonha, Mucuri e Rio Doce, e nas regiões Nordeste e Norte de Minas, as unidades hospitalares recebem um valor per capita diferenciado, o que, ao final, representa um maior volume de investimentos.

O Pro-Hosp se fundamenta em uma parceria entre o Estado e os hospitais públicos e filantrópicos que integram o programa, com a participação dos gestores municipais, Colegiados dos Secretários Municipais de Saúde (Cosems-MG) e Conselhos de Saúde Municipal e Estadual. Por meio da Secretaria de Estado de Saúde (SES), o Governo de Minas faz o repasse dos recursos. E as instituições, por sua vez, se comprometem a cumprir metas assistenciais e gerenciais.

Confira os 20 hospitais beneficiados na Macro Sul, por meio Pro-Hosp:

Alfenas: Casa de Caridade e Hospital Universitário Alzira Velano; Guaxupé: Irmandade de Misericórdia; Machado: Santa Casa de Caridade; Passos: Santa Casa de Misericórdia; Piumhi: Santa Casa de Misericórdia; São Sebastião do Paraíso: Santa Casa de Misericórdia: Andradas: Santa Casa de Misericórdia; Itajubá: Hospital Escola; Ouro Fino: Casa de Caridade; Poços de Caldas: Santa Casa de Misericórdia; Pouso Alegre: Hospital das Clínicas Samuel Libânio; Baependi: Sociedade Caritativa Sagrado Coração de Jesus; Lavras: Hospital Vaz Monteiro e Santa Casa de Misericórdia; São Lourenço: Casa de Caridade; Três Corações: Fundação Hospitalar São Sebastião; Três Pontas: Santa Casa de Misericórdia; Varginha: Hospital Bom Pastor e Hospital Regional do Sul de Minas.

Fonte: Agência Minas