Arquivos do Blog

Governo de Minas: Convênio vai expandir comércio entre municípios de Campos das Vertentes

Acordo de cooperação vai permitir que pequenos produtores vendam seus produtos em outras cidades da região

O Instituto Mineiro de Agropecuária (IMA) assina nesta quarta-feira (16), em São João Del Rei, convênio de cooperação técnica com a Associação Regional de Produtores Associados do Campo das Vertentes (Arpa) e 17 municípios da região. A parceria vai implantar um sistema unificado de cadastro, certificação e inspeção de estabelecimentos que comercializam produtos de origem animal, como queijo, leite, iogurte, mel, dentre outros.

O objetivo é proporcionar aos produtores rurais que já são cadastrados no Serviço de Inspeção Municipal (SIM) uma equivalência ao Serviço de Inspeção Estadual (SIE), incentivando a melhoria da qualidade dos produtos, estimulando o aumento da produção, tendo em vista a preocupação com a saúde do consumidor.

O IMA irá auditar os serviços de inspeção dos municípios conveniados, determinando que eles adotem um sistema de controle interno de serviços de inspeção sanitária, para viabilizar a comercialização intermunicipal entre eles. E havendo condições, estenderá a chancela de comercialização para todo o território estadual.

Tais ações atendem a demanda proposta pela Lei Estadual 19.476/2011 – que trata da habilitação sanitária de estabelecimentos agroindustriais rurais de pequeno porte no Estado. E propiciam ao produtor rural um incentivo ao aumento da produção com a quebra de barreiras comerciais, gerandoum aumento de renda do produtor, além da oferta de produtos de mais qualidade.

O diretor-geral do IMA, Altino Rodrigues Neto, esclarece que o convênio é uma ação conjunta que contribuirá para a evolução do processo de produção e venda dos produtos de origem animal devidamente inspecionados e fiscalizados. “Acreditamos que as ações estabelecidas irão colaborar para a implantação de procedimentos que garantam e valorizam a qualidade dos produtos, organizando melhor a distribuição da produção dos estabelecimentos agroindustriais de pequeno porte”, explica.

Minas Gerais é o primeiro Estado a realizar este tipo de acordo. Para o Governo de Minas essa ação dará oportunidade às agroindústrias rurais de comercializar seus produtos e expandir a área de comercialização, inclusive para fora dos limites do município onde estão instaladas.

As cidades participantes do convênio são Tiradentes, Madre de Deus, Piedade do Rio Grande, Ibituruna, Dores Campos, Conceição da Barra de Minas, São Tiago, Prados, Resende Costa, Ritapolis, São João Del Rei, Santa Cruz de Minas, Lagoa Dourada, Coronel Xavier Chaves, Carrancas, Nazareno e Barroso.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/convenio-vai-expandir-comercio-entre-municipios-de-campos-das-vertentes/

Gestão Antonio Anastasia: ação inédita do Governo de Minas vai beneficiar Apaes da região das Vertentes

Centros Tecnológicos de Capacitação serão implantados em 148 municípios

O censo de 2010 mostrou que o Brasil possui 45 milhões de pessoas com deficiência, o que representa 24% da população. Diante desse cenário, o Governo de Minas tem atuado diretamente em políticas que possibilitem a inclusão social. Para isso, a Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior (Sectes) iniciou em 2011, a implantação dos Centros Tecnológicos de Capacitação nas Associações de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apaes) de Minas Gerais.

O Centro vai facilitar o acesso de cada  Apae à internet e às redes sociais, criando uma rede tecnológica de integração das unidades. Será formado por centros de inclusão social e oficinas de capacitação profissional que irão funcionar em 148 municípios mineiros, sendo oito da região do Campo das Vertentes: Conceição da Barra de Minas, Entre Rios de Minas, Lagoa Dourada, Madre de Deus de Minas, Nazareno, Prados, Resende Costa e Ritápolis. Cada centro de inclusão social terá cinco computadores adaptados com aparelhos que possibilitam atender diferentes tipos de deficiência. Já as oficinas de capacitação profissional serão inseridas em 103 municípios, sendo 54 relacionadas à culinária e 49 à produção de picolé.  O objetivo é melhorar a qualificação da mão de obra de pessoas com deficiência, possibilitando melhores oportunidades no mercado de trabalho.

Para o secretário de Estado de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Narcio Rodrigues, a ação evidencia como a ciência e tecnologia podem se converter em espaço para construção da cidadania e ser um instrumento para valorizar o ser humano. De acordo com ele, a previsão é de que no ano de 2012, todos os centros tecnológicos sejam instalados. O projeto é resultado da parceria entre o Governo de Minas, a Federação Nacional das Apaes (Fenapaes) e a Federação das Apaes do Estado de Minas Gerais, com recursos que somam R$ 5,4 milhões divididos igualmente entre o Governo de Minas e o Governo Federal, por meio de emenda do deputado federal Eduardo Barbosa, que preside a Fenapaes.

Fonte: Agência Minas

Leia mais:

Ação inédita do Governo de Minas vai beneficiar Apaes da Zona da Mata

Ação inédita do Governo de Minas vai beneficiar Apae de Ouro Preto