Arquivos do Blog

Gestão Anastasia: ano letivo de 2012 começa na rede estadual de ensino de Minas Gerais

Mais de 90% das 3.779 escolas estaduais iniciam as aulas nesta segunda-feira (6)
Ivanir Diniz
Por causa das chuvas, foram liberados R$ 947 mil adicionais para reparos e obras em 13 escolas
Por causa das chuvas, foram liberados R$ 947 mil adicionais para reparos e obras em 13 escolas

Começa nesta segunda-feira (6) o ano letivo de 2012 para mais de 90% das 3.779 escolas da rede estadual de ensino. Cerca de 2,4 milhões de estudantes de todas as regiões do Estado se preparam para retomar os estudos e os compromissos com os livros, pesquisas e bibliotecas e, principalmente, com os professores.

De acordo com a subsecretária de Educação Básica, Raquel Elizabete, as fortes chuvas que caíram sobre Minas Gerais no início deste ano foram motivo de preocupação para o início do ano letivo. “Os estragos, em todo o Estado, foram grandes, mas a Secretaria de Estado de Educação articulou um esquema especial para fazer reparos e obras de emergências nas unidades escolares atingidas pelas fortes chuvas”, destaca Raquel Elizabete. Ao todo, foram liberados R$ 947 mil adicionais para 13 escolas.

A subsecretária está otimista. Para ela, o ano de 2012 já começa com grandes desafios. “Logo no primeiro semestre, os estudantes terão a oportunidade de conferir os resultados obtidos no Programa de Avaliação da Rede Pública da Educação Básica (Proeb)”, informa Raquel Elizabete.  Em 2011, foi aplicado R$ 1,9 milhão de provas no Estado e a previsão é que os resultados sejam divulgados em março. O Proeb avalia os níveis de conhecimento dos estudantes do 5º e 9º anos do ensino fundamental e do 3º ano do ensino médio, em Português e Matemática.

A expectativa é de que os resultados do Proeb sigam a tendência de crescimento observada nos últimos números do Programa de Avaliação da Alfabetização (Proalfa), divulgados no ano passado. Os resultados do Proalfa 2011 apontaram que 88,9% dos estudantes do 3º ano do ensino fundamental no Estado sabem ler, escrever e interpretar em um nível considerado recomendável de acordo com padrões internacionais. “Em 2006, quando o Proalfa foi aplicado pela primeira vez, esse índice era de 48,6%”, lembra a subsecretária. As provas da próxima edição do Proalfa estão prevista para o segundo semestre.

Alunos campeões

O mês de reinício do ano letivo de 2012 marca também a divulgação dos resultados da última Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas (Obmep). As provas, realizadas em agosto e novembro de 2011, envolveram alunos de todos os 853 municípios mineiros e esses jovens estão na expectativa dos próximos resultados. Minas foi o primeiro estado em número de medalhas de ouro nas últimas quatro edições da competição, cujos resultados já foram divulgados. As inscrições para a 8ª edição da Obmep devem acontecer logo no início do ano letivo.

Para quem começa o 3º ano do ensino médio este ano, o foco certamente será o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). O exame é porta de entrada para as principais universidades do país. Os estudantes da rede pública estadual deram exemplo, em 2011, de como o esforço na escola pode recompensar. No último vestibular da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), de acordo com a Comissão Permanente do Vestibular da Universidade, 32% dos aprovados são estudantes da rede estadual de ensino.

“Temos conquistado um índice de aprovação em vestibulares, em todo o Estado, muito significativo, e o resultado alcançado na UFMG, a maior universidade de Minas Gerais, reflete a permanente melhoria de qualidade de nossa educação. Alunos, professores, pais e técnicos, enfim, todo o sistema, estão fazendo um ótimo trabalho”, destaca Raquel Elizabete.

A subsecretária lembra, ainda, que 2012 será um ano decisivo para o Ensino Médio na rede estadual. A partir desta segunda-feira começa o projeto “Reinventando o Ensino Médio”, realizado como projeto piloto em 11 escolas da região Norte da capital. Novas opções de formação começarão a ser oferecidas aos 6 mil alunos dessas escolas, com foco em Comunicação Aplicada, Tecnologia da Informação e Turismo”, explica. “Nossa expectativa é tornar o ensino médio mais instigante, desafiador”, completa Raquel Elizabete.

Nos esportes, os estudantes da rede estadual terão a oportunidade de participar dos Jogos Escolares de Minas Gerais (Jemg).  Em 2011, alunos de mais de 20 escolas da rede estadual de ensino foram classificados para participar da etapa nacional dos Jogos Escolares. Está prevista para fevereiro a divulgação das sedes dos jogos em 2012.

Reposição de aulas

Do total de 3.779 escolas estaduais, 271 unidades escolares continuam a reposição das aulas e vão dar início ao calendário letivo após o dia 6 de fevereiro. As escolas que fizerem a reposição em fevereiro e março devem dar, ao fim da reposição, ao menos uma semana de recesso antes do início do ano letivo de 2012

Fonte: Agência Minas

Gestão da educação: testes do Proeb já estão sendo corrigidos e resultados devem sair no mês de março

BELO HORIZONTE (03/01/12) – As provas do Programa de Avaliação da Rede Pública da Educação Básica (Proeb) já estão sendo corrigidas. Aplicada em novembro para todos os estudantes de 5º e 9º anos do ensino fundamental e do 3º ano do ensino médio, a prova testa os conhecimentos dos alunos em português e matemática. Foram aplicadas aproximadamente 1,9 milhão de provas no Estado e a previsão é que os resultados sejam divulgados em março.

O resultado do Proeb permite avaliar todo o percurso educacional do aluno, já que é aplicado em momentos-chave da trajetória estudantil: ao fim dos anos iniciais e finais do ensino fundamental, e no ano de conclusão do ensino médio. Após a aplicação das avaliações, as provas são lacradas pelas escolas e recolhidas pelas Superintendências Regionais de Ensino (SREs). Uma empresa contratada pela Secretaria de Estado de Educação (SEE) faz o transporte dos malotes para o Centro de Políticas Públicas e Avaliação da Educação (Caed), em Juiz de Fora. Chegando no Caed, é feita uma conferência para saber se todos os malotes foram entregues.

Após a conferência, é feita a digitalização dos testes dos alunos e os resultados são transformados em uma base de dados. Essa base é entregue ao departamento estatístico do Caed. É nessa etapa que os gráficos são gerados e que se define a proficiência média dos alunos e das escolas. O próximo passo fica por conta de uma equipe pedagógica do Caed que, juntamente com o departamento estatístico, faz a análise dos itens e define os padrões de desempenho dos alunos, analisando assim se os estudantes estão no nível baixo, intermediário ou recomendado.

A partir das análises, são elaborados os boletins de resultados e pedagógicos, que são enviados a todas as unidades escolares que participaram do Proeb.

Proeb 2011

Em 2011, as provas do Proeb foram aplicadas para 1,9 milhão de estudantes em todos os 853 municípios do Estado. Os testes são aplicados na própria escola, sendo que os professores trocam de turmas durante a aplicação. Há um caderno para português e outro para matemática, cada um com 39 questões. Cada prova é aplicada em um dia e os alunos têm duas horas e meia para completar o teste. O exame é aplicado também em alunos das redes municipais de ensino.

Os testes do Programa de Avaliação da Rede Pública da Educação Básica estão sob a coordenação da Superintendência de Avaliação Educacional da Secretaria de Educação.

Agência Minas