Arquivos do Blog

Governo de Minas: Hemominas organiza passeio para lembrar o Dia do Paciente

A ação teve a finalidade de promover a interação e socialização entre os pacientes.

Adair Gomez / Hemominas
Rosalina de Jesus, uma das pacientes mais antigas da Hemominas aproveita o Dia do Paciente em visita ao zoológico de Belo Horizonte
Rosalina de Jesus, uma das pacientes mais antigas da Hemominas aproveita o Dia do Paciente em visita ao zoológico de Belo Horizonte

A Fundação Hemominas realizou, nesta sexta-feira (22), um passeio com pacientes na Fundação Zoo-Botânica de Belo Horizonte para lembrar o Dia do Paciente da instituição, comemorado no 24 de junho. A ação, organizada pela equipe interdisciplinar do ambulatório do Hemocentro de Belo Horizonte, teve a finalidade de promover a interação e socialização entre os pacientes.

Para Rosângela de Castro, assistente social da Hemominas, o retorno é positivo, pois muitos dos pacientes têm nessas atividades a possibilidade do acesso ao lazer. “Nossos pacientes ficam ansiosos, aguardando e nos perguntando quando haverá novas ações”, afirma Rosângela.

Para muitos pacientes, essa foi uma oportunidade de conhecer o local pela primeira vez. Gabriel Marcos de Oliveira, 10, paciente da Hemominas desde o primeiro ano de vida, nunca havia ido ao zoológico. “Essa foi uma oportunidade de realizar um passeio divertido. Ele nunca havia conhecido o zoológico devido à dificuldade de locomoção e graças à Hemominas, eu pude trazê-lo”, destaca Aparecida do Rosário Fernandes, mãe de Gabriel.

Rosalina de Jesus, 65, é uma das pacientes mais antigas da Fundação Hemominas. Fazendo acompanhamento e tratamento para anemia falciforme há aproximadamente 50 anos, ela não perde o humor e brinca dizendo que “a Hemominas cuida do corpo e da alma”.

Referência

A Fundação Hemominas é referência no diagnóstico e tratamento de pacientes portadores de coagulopatias e hemoglobinopatias em Minas Gerais, atendendo uma média diária de 120 pacientes no Hemocentro de Belo Horizonte. A instituição possui cerca de 7 mil pacientes em todo o Estado.

Na busca constante pela qualidade de vida do paciente, os ambulatórios da Fundação Hemominas investem em atividades lúdicas, como pintura, leitura de contos e brincadeiras, promovendo assim o bem-estar daqueles que procuram o ambulatório para tratamentos.

“A Fundação tenta amenizar da melhor forma as dificuldades que nossos pacientes encontram na sua vida”, ressalta Davidson de Oliveira Correa, pedagogo da Fundação Hemominas.

Atualmente, das 24 unidades que integram a rede Hemominas, 16 possuem atendimento ambulatorial para os pacientes, sendo elas: Belo Horizonte, Montes Claros, Governador Valadares, Divinópolis, Sete Lagoas, Juiz de Fora, Pouso Alegre, Patos de Minas, Uberaba, Uberlândia, Manhuaçu e Diamantina. As unidades que atendem, exclusivamente, os portadores de coagulopatias hereditárias são Ponte Nova, Ituiutaba, São João del-Rei e Passos.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/hemominas-organiza-passeio-para-lembrar-o-dia-do-paciente/

Gestão Anastasia: Rodovias estaduais de Passos, no Sul de Minas, terão segundo contrato do ProMG

Investimentos somam R$ 107 milhões e beneficiarão, diretamente, 23 municípios sob jurisdição do DER na região

Setop / Divulgação
Subsecretário Renato Andrade, secretário Carlos Melles,  José Elcio Monteze e demais autoridades e lideranças
Subsecretário Renato Andrade, secretário Carlos Melles, José Elcio Monteze e demais autoridades e lideranças

Por meio do Programa de Recuperação e Manutenção Rodoviária do Estado de Minas Gerais (ProMG), trezentos e noventa e seis quilômetros de rodovias estaduais da região de Passos, no Sul de Minas, serão recuperados e mantidos neste que já é o segundo contrato.

Com a assinatura da Ordem de Início, que aconteceu nesta quinta-feira (14), o secretário de Estado de Transportes e Obras Públicas, Carlos Melles, e o diretor-geral do Departamento de Estradas de Rodagem do Estado de Minas Gerais (DER/MG), José Elcio Santos Monteze, autorizaram o Consórcio Tamasa – Pavidez a iniciar os serviços.

Os recursos somam R$ 107 milhões, incluindo material betuminoso, e beneficiarão, diretamente, 23 municípios sob jurisdição da 24ª Coordenadoria Regional do DER em Passos: Alpinópolis, Alterosa, Arceburgo, Areado, Capetinga, Capitólio, Carmo do Rio Claro, Cássia, Claraval, Conceição da Aparecida, Delfinópolis, Fortaleza de Minas, Guaranésia, Guaxupé, Ibiraci, Itamoji, Itaú de Minas, Passos, Pratápolis, São João Batista do Glória, São José da Barra, São Sebastião do Paraíso e São Tomás de Aquino.

“Este modelo de programa de recuperação e manutenção de rodovias que temos em Minas Gerais é inovador e reconhecido internacionalmente. Com as renovações dos contratos, como hoje está acontecendo aqui em Passos, a tendência é de que sempre ampliemos a quilometragem da rede contemplada, já que com as conclusões das pavimentações dos trechos de ProAcesso e Caminhos de Minas, os mesmos serão incluídos futuramente no ProMG”, destacou o secretário Carlos Melles.

Para o diretor-geral do DER/MG, José Elcio Monteze, o ProMG vai muito além da recuperação e melhoria das condições do pavimento. “Estamos preocupados em aumentar a segurança e o conforto dos usuários que trafegam em nossas estradas e com isso, ainda, estimulamos o crescimento econômico e diminuímos os custos dos transportes”, finalizou.

Região de Passos

Em 2007 foi assinado o primeiro contrato de quatro anos para execução de obras pelo ProMG, na região de Passos, através do qual foram investidos R$ 64 milhões na recuperação e manutenção rodoviária de 355 quilômetros de rodovias pavimentadas.

ProMG

A meta do ProMG para 2012 é recuperar 580 quilômetros, totalizando 6.010 quilômetros desde o início do Programa. Atualmente, nove Coordenadorias Regionais do DER/MG – Belo Horizonte, Barbacena, Ubá, Varginha, Oliveira, Ponte Nova, Formiga, Passos e Juiz de Fora – estão sob o regime de manutenção permanente.

De toda a malha rodoviária pavimentada de Minas Gerais, num total de 28.593 quilômetros, 20.301 quilômetros estão sob circunscrição estadual, o que corresponde a, aproximadamente, 70% das rodovias que cortam o Estado.

Estiveram presentes à solenidade, o deputado estadual, Antônio Carlos Arantes; o subsecretário de Política Urbana, Renato Andrade; representantes da Polícia Militar da região; prefeitos beneficiados e autoridades locais; funcionários do DER/MG e diretores do Consórcio que executará as obras.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/rodovias-estaduais-de-passos-no-sul-de-minas-terao-segundo-contrato-do-promg/

Gestão Anastasia: Setop assina nesta quinta-feira ordem de serviço do ProMG no Sul de Minas

Contrato prevê investimento de R$ 107 milhões para manutenção de quase 400km de rodovias na região

 A Secretaria de Estado de Transportes e Obras Públicas (Setop) e o Departamento de Estradas de Rodagem do Estado de Minas Gerais (DER/MG) assinam, nesta quinta-feira (14), Ordem de Início das obras do segundo contrato do Programa de Recuperação e Manutenção Rodoviária do Estado de Minas Gerais (ProMG), na região Sul, onde se localiza a 24ª Coordenadoria Regional do DER/MG, com sede em Passos.

Com duração de quatro anos, o contrato de manutenção do ProMG prevê investimento de R$ 107 milhões destinados à recuperação e manutenção de 396,8 quilômetros de rodovias estaduais pavimentadas. Atualmente, nove Coordenadorias Regionais do DER/MG – Belo Horizonte, Barbacena, Ubá, Varginha, Oliveira, Ponte Nova, Formiga, Passos e Juiz de Fora – estão sob o regime de manutenção continuada.

 

Ordem de Início ProMG de Passos

Dia: 14/06/2012 (quinta-feira)

Horário: 11 horas

Local: Sede do DER de Passos (Rua Doutor Carvalho, 1395, Bairro Belo Horizonte)

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/setop-assina-nesta-quinta-feira-ordem-de-servico-do-promg-no-sul-de-minas/

Gestão Anastasia: Educação Fiscal chega a mais escolas de Minas Gerais

Conselheiro Lafaiete, região Central, é a segunda cidade de Minas a concluir a primeira fase do Programa Estadual de Educação Fiscal. A primeira foi Divinópolis, na região Centro-Oeste

Divulgação SEF
Conselheiro Lafaiete conclui a segunda etapa do Programa Educação Fiscal
Conselheiro Lafaiete conclui a segunda etapa do Programa Educação Fiscal

A primeira etapa da capacitação em Educação Fiscal em Conselheiro Lafaiete e região foi concluída. Educadores da rede estadual, municipal e particular dos dezoito municípios que compõem a Superintendência Regional de Ensino (SER) de Conselheiro Lafaiete participaram de encontros temáticos e de oficinas.

O Programa Estadual de Educação Fiscal (PROEFE) foi apresentado aos participantes e aspectos como: Tributação, Noções de Administração Pública, Orçamento Público, Lei de Responsabilidade Fiscal, Controles Interno e Social da Administração Pública, Ética, Pirataria, Temas Transversais e Motivação.  As oficinas deram início à formatação do Caderno de Referência de Educação Fiscal da Regional.

Integra também o processo o curso a distância, oferecido pela Escola de Administração Fazendária do Ministério da Fazenda (ESAF/MF), em que o educador tem acesso a informações que irão favorecer a inserção transversal da Educação Fiscal nas disciplinas tradicionais.

A iniciativa compõe a vertente de conscientização do Minas Legal, Programa que tem o objetivo de integrar Governo e Sociedade na tarefa de informar o cidadão sobre a função socioeconômica do tributo, combater a pirataria e a sonegação, conferir maior transparência à gestão dos recursos públicos, além de premiar boas práticas de cidadania fiscal.

O objetivo é contar com disseminadores em Educação Fiscal em todas as cidades de Minas, desenvolvendo projetos pedagógicos e alcançando todas as escolas e bibliotecas do nosso Estado. O desafio de levar a Educação Fiscal a todas as regionais de ensino de Minas, que está registrado na Carta de Missão do Governo, deverá ser alcançado até 2015.

As Secretarias de Estado de Fazenda (SEF) e Educação (SEE) são as promotoras dessa capacitação, que conta com o apoio e participação da Controladoria Geral do Estado (CGE), além dos parceiros institucionais do Programa de Educação Fiscal em Minas.

No segundo semestre de 2012, está previsto o desenvolvimento do Programa nas Regionais de Ensino de Pará de Minas e de Ponte Nova, além da continuidade em Divinópolis e Conselheiro Lafaiete.

Informação, conhecimento e mudança formam o tripé da Educação Fiscal no fortalecimento da cidadania fiscal.

Conheça mais sobre o Programa Minas Legal e a Educação Fiscal no site www.minaslegal.mg.gov.br.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/educacao-fiscal-chega-a-mais-escolas-de-minas-gerais/

Governo de Minas: operação fiscaliza setor de suinocultura na Zona da Mata

Além dos empreendimentos levantados pelo Siam e de dados fornecidos pela SEF, as equipes de fiscalização atenderam as denuncias do MPE.

Uma operação especial de fiscalização na Zona da Mata começou nesta segunda-feira (28), coordenada pela Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (Semad) em parceria com a Polícia Militar de Minas Gerais (PMMG). Com o objetivo de verificar as regularizações ambientais e ações predatórias ao meio ambiente, do setor suinocultor a fiscalização vai até o dia 1º de junho.

A atividade de suinocultura foi considerada, por meio de levantamento realizado pela Subsecretaria de Controle e Fiscalização Ambiental Integrada, como um fator de forte pressão na região da Zona da Mata. Serão fiscalizados empreendimentos em 14 municípios que são: Amparo da Serra, Catas Altas da Noruega, Coimbra, Guaraciaba, Jequeri, Oratórios, Piedade de Ponte Nova, Piranga, Ponte Nova, Porto Firme, Raul Soares, Rio Casca, São Pedro dos Ferros e Urucânia.

Além dos empreendimentos levantados pelo Sistema de Informações Ambientais (Siam) e de dados fornecidos pela Secretaria de Estado da Fazenda (SEF), as quatro equipes de fiscalização atenderão também denúncias do Ministério Público Estadual (MPE). Ao todo serão fiscalizados cerca de 50 empreendimentos.

Penalidades

De acordo com o diretor de Estratégia e Fiscalização, Heitor Soares, serão verificadas, além da documentação ambiental, irregularidades referentes à captação, utilização ou intervenções em recursos hídricos sem a devida autorização. Os empreendimentos irregulares estarão sujeitos às penalidades previstas na legislação ambiental aplicável a cada caso, tais como multas, suspensão da atividade e apreensão de instrumentos e/ou equipamentos.

O coordenador técnico da operação, Alessandro Albino, ressaltou que os técnicos estarão atentos também, durante a fiscalização, nas intervenções em Área de Preservação Permanente (APP). Os empreendimentos onde forem constatadas irregularidades como exploração, desmatamento, supressão, extração, corte ou dano de vegetação em área de APP, sem autorização, estarão sujeitos à multa, que varia de R$ 900,00 a R$ 2.700,00 por hectare, além da suspensão ou embargo da atividade e outras penalidades previstas no Decreto 44.844/2008.

Balcão de regularização

Durante a operação estará disponível, no Sindicato dos Produtores Rurais de Ponte Nova, situado na Rua João Vidal de Carvalho, 295, Bairro Guarapiranga em Ponte Nova, um balcão para regularização ambiental.

Os empreendedores que tiverem alguma pendência referente à documentação e à regularização ambiental poderão procurar o balcão, montado pela Superintendência de Regularização Ambiental da Zona da Mata, nos dias da operação.

Contexto do setor

A suinocultura representa uma atividade importante para a economia brasileira, gerando emprego e renda para cerca de 2 milhões de propriedades rurais no Brasil, com faturamento de mais de R$ 12 bilhões por ano.

A produção suína brasileira está mais concentrada nos estados de Santa Catarina com 331,2 mil matrizes; Paraná com 277,0 mil matrizes e Rio Grande do Sul com 267,5 mil matrizes. Minas Gerais é o quarto produtor brasileiro com 194.899 mil matrizes produtivas e rebanho de 2.036,8 mil cabeças, em 1.417 granjas presentes em 365 municípios. A produção Mineira está mais concentrada no Triângulo Mineiro, Zona da Mata e Região Metropolitana de Belo Horizonte, com participação expressiva do Oeste e Sul/Sudoeste.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/operacao-fiscaliza-setor-de-suinocultura-na-zona-da-mata/

Gestão Eficiente: Educação Fiscal chega às escolas de Minas

Tributação, orçamento público, lei de responsabilidade fiscal são alguns dos temas que serão abordados no PROEFE

divulgação SEF
Programa Estadual de Educação Fiscal invade as escolas de Divinópolis e região
Programa Estadual de Educação Fiscal invade as escolas de Divinópolis e região

Educadores das redes estadual, municipal e particular das cidades que compõe a Superintendência Regional de Ensino (SER) de Divinópolis darão início ao processo de capacitação em Educação Fiscal na terça-feira (8).

Mais de 200 professores e técnicos educacionais participarão do Encontro Temático, onde conhecerão o Programa Estadual de Educação Fiscal (PROEFE) e discutirão aspectos relacionados ao exercício da cidadania fiscal, como tributação, orçamento público, lei de responsabilidade fiscal, controles interno e social da administração pública, ética e motivação. O programa integra a realização de oficinas que darão início à formatação do Caderno de Referência de Educação Fiscal da Regional.

A maioria dos profissionais que estarão reunidos no encontro já participou ou irão participar, nos próximos meses, do curso a distância oferecido pela Escola de Administração Fazendária do Ministério da Fazenda (ESAF/MF). O curso visa desenvolver habilidades para a inserção transversal da Educação Fiscal nas escolas de Minas Gerais, desafio constante de Carta de Missão do Governo de Minas.

A iniciativa compõe a vertente de conscientização do Programa Minas Legal, que tem o objetivo de integrar Governo e Sociedade na tarefa de informar o cidadão sobre a função socioeconômica do tributo, combater a pirataria e a sonegação, conferir maior transparência à gestão dos recursos públicos, além de premiar boas práticas de cidadania fiscal.

As Secretarias de Estado de Fazenda (SEF) e Educação (SEE) e a Secretaria Municipal de Educação de Divinópolis (SEMED) são as promotoras do Evento, que conta com o apoio e participação da Controladoria Geral do Estado (CGE), além dos parceiros institucionais do Programa de Educação Fiscal em Minas.

O objetivo é contar com disseminadores em Educação Fiscal em todas as cidades da regional, desenvolver projetos pedagógicos e alcançar todas as escolas e bibliotecas com um Kit do Programa.

Em 2012, está previsto o desenvolvimento do Projeto nas Regionais de Conselheiro Lafaiete, Pará de Minas, Ponte Nova e Divinópolis.

Informação, conhecimento, mudança formam o tripé da Educação Fiscal no fortalecimento da cidadania fiscal.

Para conhecer mais sobre o Programa Minas Legal e a Educação Fiscal acesse o site www.minaslegal.mg.gov.br.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/educacao-fiscal-chega-as-escolas-de-minas/

Governo de Minas: Zona da Mata é beneficiada com a entrega de 14 veículos para vigilância sanitária animal e vegetal

Os veículos auxiliarão os trabalhos de fiscalização nos municípios e entornos de Bicas, Cataguases, Juiz de Fora, Lima Duarte, Muriaé, Ponte Nova, Rio Pomba, Ubá, Viçosa e Visconde do Rio Branco

Governo de Minas doou, nessa quinta-feira (22), 135 veículos para o Instituto Mineiro de Agropecuária (IMA) para serem utilizados pelas coordenadorias regionais e escritórios seccionais do órgão. O objetivo é fortalecer os sistemas de vigilância sanitária animal e vegetal do Estado. O governador Antonio Anastasia fez a entrega simbólica da chave de um dos veículos ao diretor-geral do IMA, Altino Rodrigues Neto.

Para a Zona da Mata são 14 veículos. Eles auxiliarão os trabalhos de fiscalização nos municípios e entornos de Bicas, Cataguases, Juiz de Fora, Lima Duarte, Muriaé, Ponte Nova, Rio Pomba, Ubá, Viçosa e Visconde do Rio Branco. “Vamos, cada vez mais, levar infraestrutura para atuação dos órgãos estaduais no interior. Minas é um Estado muito vasto, com muitos municípios e a atuação do IMA é exemplar, por isso o instituto precisa de boa infraestrutura. Agradeço a parceria do governo federal e vamos trabalhar integrados exatamente para melhorar a qualidade do nosso rebanho e também da nossa produção vegetal”, ressaltou o governador.

Foram investidos R$ 6 milhões na aquisição de todos os veículos, sendo R$ 1,2 milhão do Governo de Minas e R$ 4,8 milhões do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento.  Dos 135 veículos, 106 serão utilizados nos trabalhos do sistema de vigilância animal do IMA. Os demais serão destinados à área vegetal. Os veículos estão sendo distribuídos para todas as 20 coordenadorias regionais do IMA.

O Sistema de Vigilância Sanitária Animal do instituto tem o objetivo de prevenir, controlar e erradicar as doenças animais. São combatidas enfermidades como febre aftosa, peste suína clássica, brucelose e tuberculose, influenza aviária e raiva. Já o Sistema de Vigilância Sanitária Vegetal é responsável pela prevenção e controle de pragas, fazendo, também, a vigilância e fiscalização do trânsito interestadual de vegetais.

Municípios e veículos:

Coordenadoria de Juiz de Fora: Meriva / 2 Unos 1.4 / Ranger 4×4

Escritório Cataguases: Uno 1.4

Escritório Bicas: Uno 1.4

Escritório Lima Duarte: Uno 1.4

Escritório Ubá: Uno 1.4

Escritório Visconde do Rio Branco: Uno 1.4

Escritório Rio Pomba: Uno 1.4

Escritório Viçosa: 2 Unos 1.4

Escritório Muriaé: Ranger 4×4

Escritório Ponte Nova: Uno 1.4

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/zona-da-mata-e-beneficiada-com-a-entrega-de-14-veiculos-para-vigilancia-sanitaria-animal-e-vegetal/

Governo de Minas: Conselho de Segurança Alimentar apoia projeto de piscicultura em Teófilo Otoni

Parceria com Secretaria de Defesa Social visa garantir ressocialização de detentos

Divulgação/Consea-MG
Detentos de Teófilo Otoni participam de diversas atividades profissionais, como a produção de hortaliças
Detentos de Teófilo Otoni participam de diversas atividades profissionais, como a produção de hortaliças

Conselho de Segurança Alimentar e Nutricional Sustentável de Minas Gerais (Consea-MG), em parceria com a Secretaria de Estado de Defesa Social (Seds), está elaborando um levantamento sobre as entidades carentes beneficiadas pelo projeto de piscicultura, que será instalado na Penitenciária de Teófilo Otoni, no Vale do Mucuri.

Nos dias 26 e 27 de março, os técnicos da Seds e do Conselho de Segurança Alimentar deverão fazer nova visita à penitenciária para dar continuidade aos estudos para a implantação do projeto de piscicultura. A primeira visita aconteceu em 29 de fevereiro, com a participação de representantes do Consea-MG, do Ministério da Pesca Aquicultura, Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), Emater, além da Seds.

Com esse sistema, cerca de 200 presos deverão ser beneficiados, tanto com a capacitação – que será oferecida pela UFMG – quanto para remissão de sua pena. A cada dia trabalhado, será descontado um dia de sua pena. Com mais de 30 anos de funcionamento, a Penitenciária de Teófilo Otoni é uma das unidades prisionais mais antigas do Estado e abriga, hoje, cerca de 300 detentos.

O assessor técnico do Consea-MG Gildázio Santos lembra que a parceria com a Penitenciária de Teófilo Otoni é baseada na lei 15.982/2006, que trata do apoio às ações integradas dos órgãos governamentais e das organizações da sociedade civil envolvidos na promoção da alimentação saudável e de combate à fome e à desnutrição.

“A nossa visita à penitenciária, juntamente com as instituições parceiras, reflete o compromisso com o fortalecimento das políticas de segurança alimentar e nutricional sustentável. É uma experiência exitosa e que beneficia não só os sentenciados, mas também pessoas carentes da região, dando a eles o direito humano à alimentação adequada”, acrescentou.

De acordo com o diretor-geral da unidade, Ademílson Rodrigues Jardim, a instituição oferece uma série de atividades com o intuito de ressocialização dos sentenciados. “Nosso objetivo é prepará-los para a reintegração à sociedade. Para isso, oferecemos oficinas de artesanato, alfaiataria, horticultura, jardinagem, bovinocultura, suinocultura, assim como trabalhos na lavanderia e serviços gerais. Queremos oferecer oportunidades a eles”, explicou Ademílson.

Nessas atividades, cerca de 250 crianças e 25 idosos são beneficiados. É que toda a produção da penitenciária é doada a quatro instituições de caridade de Teófilo Otoni. Já os artesanatos são entregues às famílias dos presos para que possam ser vendidos, o que representa um importante meio de complemento de renda.

Além dos setores de trabalho e produção, a Penitenciária de Teófilo Otoni possui ainda uma escola com capacidade para atender a 150 presos, com a aplicação do Sistema de Educação de Jovens e Adulto (EJA), voltado ao ensino fundamental e médio.

Abrangência

Atualmente, cerca de 12 mil presos trabalham em diversas atividades em todo o Estado nas oficinas de marcenaria, fabricação de produtos eletrônicos, piscicultura, hortas, caprinocultura, suinocultura, artesanatos, entre outros. O objetivo, segundo o diretor de trabalho e produção da Sape, Guilherme Augusto Alves Lima, é retirar o detento da ociosidade, incentivando atividades profissionais que irão favorecê-lo, tanto no cumprimento da pena quanto na reinserção social.

“Além disso, há uma preocupação com a questão social. Toda a produção de alimentos é doada às entidades carentes da região onde estão localizadas as penitenciárias. Nesse sentido, o Consea-MG tem papel fundamental para articular e apontar as instituições e entidades que receberão os produtos”, comentou.

Segundo Guilherme, após a implantação dessas oficinas, pôde-se observar que uma mudança de comportamento. “Os sentenciados têm buscado uma profissionalização, não ficam utilizando seu tempo para planejar fugas. Tivemos também uma queda considerável de utilização de medicamentos e de atendimentos psicológicos”, explicou.

Essas oficinas, de acordo com Guilherme, não oneram o Estado, já que o custo dos produtos é baixo. “Na piscicultura, por exemplo, o governo doa a ração e os alevinos. A UFMG oferece a capacitação e temos outros parceiros que também nos auxiliam nesses programas”, ressaltou.

Piscicultura

Minas Gerais é o primeiro Estado do país a produzir peixes dentro de uma unidade prisional. A iniciativa começou no ano passado, no Presídio Antônio Dutra Ladeira, em Ribeirão das Neves. A previsão é de que outras penitenciárias serão beneficiadas com o projeto, dentre elas Governador Valadares, duas em Ribeirão das Neves e uma em Ponte Nova.

Nos dias 29 e 30 de março será realizada uma reunião, em Governador Valadares, para discutir a implantação do programa de piscicultura, com o intuito de beneficiar mais de 200 sentenciados. Os pescados são mantidos em criatórios, localizados dentro das áreas de responsabilidade das unidades prisionais. Quando os peixes atingem o peso ideal para pesca, são doados a instituições indicadas pelo Consea-MG.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/conselho-de-seguranca-alimentar-apoia-projeto-de-piscicultura-em-teofilo-otoni/

Governo de Minas: Programa de Educação Profissional abre portas para jovens da Zona da Mata

Governo de Minas já formou mais de 9.500 alunos na região

Divulgação/Senac Juiz de Fora
O programa tem como objetivo principal oferecer educação profissionalizante gratuita de qualidade
O programa tem como objetivo principal oferecer educação profissionalizante gratuita de qualidade

Dival Ribeiro Netto Rezende, de 26 anos, hoje é técnico em enfermagem, concursado da Fundação Hospitalar do Estado de Minas Gerais (Fhemig), e trabalha em uma unidade da rede, o Hospital Regional João Penido, em Juiz de Fora. A carreira na área da saúde teve início quando ele se inscreveu para o Programa de Educação Profissional (PEP) e passou na prova.“Um amigo me falou sobre o PEP. Antes mesmo de eu terminar o curso, fiz o concurso da Fhemig e passei. Depois que me formei, fui chamado para o Hospital João Penido”, conta.

Dival classificao papel do curso como determinante para seu direcionamento profissional. “O programa é muito bom, incentivador. Para as pessoas jovens, que não têm condições de pagar, é uma oportunidade para a conquista do emprego. Aprendi bastante, fiz estágio pelo curso, trabalhei em uma casa de idosos. A prática leva a uma maior experiência. Com certeza foi um dos pontos que me ajudou a passar no concurso”, avalia.

Segundo o coordenador do programa, Roberto Guerra, “o PEP potencializa o desenvolvimento do Estado, buscando promover formação profissional, atendendo a demandas regionais, necessidades de mão de obra, qualificando o cidadão, formando técnicos em vários segmentos e contribuindo para o desenvolvimento”.

Tânia Maria Fonseca Hermes Zuquin Alves, diretora do Centro Educacional Conceição Ferreira Nunes (Cecon), que oferece cursos do PEP em Juiz de Fora, destaca o papel transformador do programa. “Para vários alunos ocorreram mudanças radicais. Muitos chegaram aqui perdidos, sem expectativas, e hoje estão atuando no mercado de trabalho, bem empregados”, destaca.

O PEP é um programa mantido pelo Governo de Minas, por meio da Secretaria de Estado de Educação (SEE), e tem como objetivo principal oferecer educação profissionalizante gratuita de qualidade, criando, para seus participantes, oportunidades reais no mercado de trabalho. Criado em 2007, o programa é desenvolvido em todas as regiões do Estado. Na Zona da Mata, já foram beneficiados 9.553 alunos.

Da eletromecânica para a enfermagem

MarceloGonçalves, de 27 anos,também se formou técnico em enfermagem pelo PEP em Juiz de Fora, no Cecon. A primeira opção era a eletromecânica, mas o curso não era ministrado no período noturno. “Eu precisava continuar trabalhando, então fui para a minha segunda opção, a enfermagem, gostei e não me arrependo. Tudo que tenho foi a enfermagem que me deu”, afirma.

Ele lembra o primeiro estágio, indicado pelo curso. “Fui encaminhado pelo PEP para uma clínica, me destaquei e fui contratado antes mesmo de me formar”, comenta.

Hoje, Marcelo possui dois empregos como técnico em enfermagem e só tem boas referências do programa. “Não tenho do que reclamar, ao contrário, o curso me encaminhou para um bom estágio, os professores foram muito bons, assim como a estrutura. A minha turma era grande e posso dizer que, hoje, 90% dos colegas estão empregados na área”, ressalta.

Contratação garantida

De atendente de telemarketing para técnica em contabilidade. Steicy da Silva Pandolfi, de 19 anos,ainda não concluiu o curso do PEP ministrado no Senac, mas já faz estágio em um escritório de contabilidade em Juiz de Fora. Ela foi informada de que será contratada assim que se formar, em junho próximo. “Saí do telemarketing e estou gostando muito do trabalho, pois complementa o curso. Está sendo tão bom que vou também fazer vestibular no final do ano na mesma área”, afirma.

Wagner Isaías Toledo de Oliveira, de 20 anos, é mais um aluno do PEP no Senac e que pretende cursar o nível superior. Da turma de técnico em contabilidade, ele faz estágio remunerado em um banco de crédito popular, vaga conquistada por meio do curso. “Fiz a inscrição no último dia, fiz a prova e passei. Estou adorando, o estágio ajuda muito no entendimento das disciplinas, a prática é importante”, frisa ele, que recomenda o PEP para amigos e familiares sempre que fica sabendo que as inscrições estão abertas.

Sexta edição do programa deve ter início ainda neste mês

Ainda em março, está previsto o início das aulas da sexta edição do Programa de Educação Profissional nos municípios de Além Paraíba (60 vagas), Cataguases (140), Juiz de Fora (410), Leopoldina (90), Muriaé (195), Pirapetinga (70), Ponte Nova (70), Santos Dumont (60), Ubá (275) e Viçosa (350), totalizando 1.720 vagas na região.

Os alunos da Zona da Mata terão acesso aos seguintescursos técnicos: Automação Industrial, Comércio, Design de Móveis, Eletromecânica, Eletrônica, Eletrotécnica, Enfermagem, Farmácia, Higiene Dental, Informática, Logística, Mecânica, Meio Ambiente, Nutrição e Dietética, Radiologia e Segurança do Trabalho.

Em todo o Estado, são 30 mil vagas apenas neste ano. Desde o início do programa, mais de 200 mil alunos já foram atendidos e o investimento total do Estado chega a R$ 569 milhões.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/programa-de-educacao-profissional-abre-portas-para-jovens-da-zona-da-mata/

Governo de Minas: Conselho de Segurança Alimentar realiza seminários para o planejamento de 2012

Encontros ocorrem em Teófilo Otoni, Juiz de Fora, Governador Valadares e Varginha

Divulgação/Consea-MG
Presidente do Consea-MG, Dom Mauro Morelli, visita cidades do interior para discutir a segurança alimentar
Presidente do Consea-MG, Dom Mauro Morelli, visita cidades do interior para discutir a segurança alimentar

O Conselho de Segurança Alimentar e Nutricional Sustentável de Minas Gerais (Consea-MG) realiza, nesta semana, encontros regionais para a preparação do seu planejamento anual. Neste ano, as ações estão sendo descentralizadas e cada região contribuirá com sugestões e ações. Esta medida vai de encontro a uma das prioridades da administração do governador Antonio Anastasia, que é a regionalização da estratégia governamental, em conformidade com o modelo de Gestão Para a Cidadania. Todas as propostas apresentadas durante os encontros regionais serão sistematizadas e inseridas no planejamento do Consea-MG.

Os seminários têm como objetivos proporcionar a integração das coordenações das Comissões Regionais de Segurança Alimentar e Nutricional Sustentável (CRSANS), realizar a análise da atual conjuntura de cada região, apresentar o orçamento do Consea-MG para 2012, planejar as ações que serão realizadas pelas comissões ao longo do ano, indicar propostas de metodologias de monitoramento dos programas e ações de Segurança Alimentar e Nutricional Sustentável (Sans) e, ainda, debater temas para o curso de formação dos agentes de Sans.

Nesta segunda-feira (27), o Seminário Regional de Coordenações das Comissões Regionais de Sans será realizado em Teófilo Otoni, no Vale do Mucuri. O encontro terá a participação das CRSANS de Teófilo Otoni, de Diamantina e de Pedra Azul, compreendendo, assim, os Vales do Jequitinhonha e do Mucuri. Já nesta terça-feira (28), as Coordenações das Comissões Regionais de Sans se reunirão em Juiz de Fora, na Zona da Mata, com a participação de representantes de Ubá, Ponte Nova, Manhumirim e Barbacena.

Na última sexta-feira (24), o encontro foi realizado em Governador Valadares, no Leste de Minas, onde estiveram presentes comissões de Coronel Fabriciano e Januária. No sábado (25), a reunião ocorreu em Varginha, no Sul do Estado, com participação de representantes de Lavras, Itaú de Minas, Pouso Alegre e Alfenas. No início deste mês, entre os dias 9 e 11 de fevereiro, o presidente do Consea-MG, Dom Mauro Morelli, visitou os municípios de Ouro Branco, Barbacena, Santos Dumont e Juiz de Fora. As visitas tiveram o objetivo de promover a aproximação do Consea-MG com as comissões regionais e os conselhos municipais de Segurança Alimentar e Nutricional Sustentável de cada região de Minas.

Fonte: Agência Minas