Arquivos do Blog

Aécio: governo de MG é pioneiro com PPP para sistema prisional

Aécio Neves participou da inauguração de moderno presídio em Ribeirão das Neves, iniciado em sua gestão como governador de Minas.

Aécio Neves: Parceria Público-Privada

Fonte: Jogo do Poder

 Aécio: pioneiro no governo de MG com PPP para presídio

Aécio: pioneiro no governo de MG com PPP para presídio

Aécio Nevessenador do PSDB-MG e criador do programa Choque de Gestão, participou da inauguração da mais moderna penitenciária do Brasil, em 28/01/2013, no município de Ribeirão da Neves (MG), iniciada quando ainda era governador de Minas Gerais. É a primeira Parceria Público-Privada (PPP) do sistema prisional no país, comprovando a modernização na gestão estadual, como parte de processo iniciado em 2003, quando assumiu o cargo.

Aécio estava ao lado do governador Antonio Anastasia, no ato da inauguração em Ribeirão das Neves, na Região Metropolitana de Belo Horizonte. Ele destacou a obra como uma importante contribuição para o aperfeiçoamento do atual sistema prisional brasileiro. A primeira unidade inaugurada tem capacidade para 608 presos em regime fechado. No total, serão cinco unidades, com 3.040 vagas. Haverá a geração de 3,8 mil empregos diretos e indiretos após a operação plena do complexo.

Aécio Neves afirmou que a parceria com o setor privado irá gerar avanços nas condições dos presídios nacionais, muitos deles em condições precárias. “Mais uma vez Minas Gerais dá exemplos ao Brasil de eficiência, de planejamento e de ousadia, numa área essencial à sociedade brasileira, que é a manutenção da sua segurança”, afirmou o senador. Durante a gestão de Aécio Neves, o número de vagas no sistema prisional de Minas passou de 5 mil para 26 mil, após a construção de 35 unidades.

Aécio Neves contou um pouco da história da PPP em Minas: “Muitos não acreditavam na possibilidade de o setor privado participar desse esforço, lembrou o ex-governador. “Muitos foram radicalmente contrários e estamos aqui dando uma importante contribuição para que o Brasil vire a página daquilo que o ministro da Justiça chamou de cadeias medievais, como regra hoje para as cadeias e penitenciárias públicas. Algo que pode, no futuro, atender a todo o país”, disse Aécio Neves.

Anúncios

Gestão Eficiente: Governo de Minas assina convênio com municípios para gestão dos resíduos sólidos urbanos

 

Objetivo é fazer com que todo lixo gerado no Colar Metropolitano de Belo Horizonte seja eliminado da forma correta, erradicando lixões e aterros irregulares

Omar Freire / Imprensa MG
"É um processo onde todos ganham, a ecologia, a atividade econômica, os municípios, Estado e cidadãos”, disse o governador
“É um processo onde todos ganham, a ecologia, a atividade econômica, os municípios, Estado e cidadãos”, disse o governador

O governador Antonio Anastasia assinou, nesta terça-feira (19), no Palácio Tiradentes, convênio com 46 dos 48 municípios da Região Metropolitana e do Colar Metropolitano de Belo Horizonte (RMBH) para gestão compartilhada dos serviços de transbordo, tratamento e disposição final de resíduos sólidos urbanos. O convênio visa a futura adesão à Parceria Público-Privada (PPP) de Resíduos Sólidos Urbanos, que tem o objetivo de fazer com que 100% dos resíduos sólidos da RMBH sejam eliminados da forma correta.

A competência de gestão de resíduos sólidos é dos municípios. Na RMBH, onde as chamadas manchas urbanas se confundem, o Governo de Minas vai receber dos municípios parte dessa competência e contratar a PPP para o trabalho de transbordo, tratamento e disposição final dos resíduos.

“Estamos dando um exemplo ao Brasil de sermos a primeira Região Metropolitana onde municípios e Estado se irmanam para apresentar uma proposta inovadora de gestão e destinação dos resíduos sólidos. Através de uma parceria público-privada, estamos transformando o lixo em bom negócio em Minas Gerais, associando o interesse privado com a imprescindível adesão dos municípios. A Região Metropolitana de Belo Horizonte será a primeira totalmente sem lixões. Vamos dar também oportunidade de renda para o movimento dos catadores de resíduos sólidos. É um processo onde todos ganham, a ecologia, a atividade econômica, os municípios, Estado e cidadãos”, destacou o governador.

O convênio foi assinado pelo governador, pelo secretário de Gestão Metropolitana, Alexandre Silveira, e pelo prefeito de Florestal e presidente da Assembleia Metropolitana, Derci Alves Ribeiro Filho, que representou os demais prefeitos.

Por meio do Programa de Gestão Metropolitana de Resíduos Sólidos, o Governo de Minas pretende auxiliar as prefeituras a eliminar os lixões a céu aberto. Cerca de 13% dos municípios da RMBH e do Colar Metropolitano ainda dispõem seus resíduos em lixões e 29% em aterros controlados, o que resulta em 42% de municípios (20 municípios) dispondo diariamente seus resíduos de forma incorreta. Juntos, os 46 municípios produzem cerca de 3 mil toneladas de lixo por dia, que corresponde a um terço do lixo produzido no Estado.

PPP resíduos sólidos

A gestão compartilhada entre Governo, municípios e setor privado permitirá reduzir o custo de todo o processo e aumentar a eficiência de vários serviços como a elevação dos índices de reutilização e reciclagem, aproveitamento energético, que pode ser feito por meio de gás metano, incineração, combustível derivado de resíduos, e inclusão socioprodutiva de catadores por meio de suas associações.

Os municípios deverão cumprir algumas exigências do Estado como implantar coleta seletiva e apoiar associações de catadores de papel. O município continuará responsável pela coleta domiciliar. A empresa parceira se responsabilizará pelos investimentos, unidades de transbordo e tratamento e disposição final dos resíduos. A renda adicional, originada do aproveitamento do material tratado como a energia elétrica gerada, ficará com o parceiro privado.

“Temos a expectativa que este projeto gere cerca de R$ 90 milhões de investimentos por ano por parte do Estado e dos 46 municípios. Isso representa 5,3 milhões de habitantes atendidos, ou seja, 25% da população de Minas. Estamos tratando de 1/3 de todo lixo do Estado. A situação que almejamos é a disposição adequada de 100% dos resíduos urbanos”, explicou o diretor-geral da Agência de Desenvolvimento da RMBH, Camilo Fraga Reis.

O primeiro passo desse processo de compartilhamento da gestão dos resíduos sólidos foi apresentar o projeto à iniciativa privada por meio do Procedimento de Manifestação de Interesse (PMI). No PMI, 17 empresas que atuam no setor apresentaram sugestões de melhoria para a proposta da PPP, tornando-a mais próxima da realidade. O PMI foi finalizado em abril de 2011 e contou com participação de 141 municípios.

Pioneirismo

Minas Gerais é o primeiro Estado brasileiro a financiar um projeto de gestão de resíduos sólidos, englobando toda a Região e do Colar Metropolitanos. A RMBH será primeira região metropolitana das Américas a garantir correta destinação desses resíduos, com aproveitamento energético (geração de energia elétrica a partir do lixo), uma das exigências previstas no contrato da PPP. Minas age para cumprir integralmente a Política Nacional de Resíduos Sólidos, que definiu como meta a eliminação dos lixões até 2014.

Belo Horizonte e Sabará não irão aderir à PPP no primeiro momento, pois já possuem sistema de tratamento e contrato de longo prazo para essas atividades. Os convênios entre o Estado e os demais municípios serão viabilizados por meio da Secretaria Extraordinária de Gestão Metropolitana e Agência de Desenvolvimento da Região Metropolitana de Belo Horizonte (ARMBH), com a interveniência do Ministério Público.

Para o secretário Alexandre Silveira, as parcerias com municípios possibilitarão a implantação de um projeto inovador como esse. “Minas dá um passo a frente ao dar início a implantação do maior projeto de saneamento ambiental e tratamento de resíduos sólidos do país. A RMBH será a primeira região metropolitana do Brasíl, quiçá das Américas, a tratar 100% dos resíduos sólidos urbanos de forma ambiental e socialmente correta, com geração de energia renovável. Somente com o trabalho integrado entre os municípios e Estado poderemos trazer soluções para um dos maiores desafios vividos pelas nossas cidades”, disse.

Investimento

No convênio que prevê a gestão associada dos resíduos sólidos urbanos, o município se compromete a pagar cerca de 20% do aporte de recursos para a operação da PPP (80% cabem ao Estado) e, também, a levar o lixo até estações de transbordo. A base da fórmula de cálculo para remuneração do parceiro privado é o volume de lixo gerado no município que é entregue na estação de transbordo.

Com recursos de 195,3 mil libras (mais de R$ 600 mil), captados junto ao Fundo de Prosperidade do Governo Britânico, o Governo de Minas contratou uma empresa de consultoria – a Bain & Company – para fazer as modelagens técnica, econômica e jurídica do projeto da PPP Resíduos Sólidos, visando apresentar as tecnologias possíveis e a viabilidade financeira de cada uma delas.

Mais parcerias

O Governo de Minas assinou, em abril último, convênio com o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) para implantar o Plano Metropolitano de Gestão de Resíduos Sólidos Especiais (Construção Civil e Saúde) na RMBH, estendendo os resultados para a Região Metropolitana do Vale do Aço.

O valor do convênio é de US$ 840 mil, sendo US$ 700 mil em aportes do BID com contrapartida do Governo de Minas, na forma de serviços, que corresponde ao valor de US$ 140 mil. A previsão é que o processo de implantação do Plano dure dois anos.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/governo-de-minas-assina-convenio-com-municipios-para-gestao-dos-re

Governo de Minas: Balanço do Sistema MG-050 não registra acidentes graves no feriado

Melhora do padrão viário, que é gerido por uma PPP, resulta em saldo positivo, mesmo com aumento de fluxo

A Concessionária Nascentes das Gerais, responsável pela administração e operação do Sistema MG-050/BR-265/BR-491, não registrou acidentes graves durante o feriado de Corpus Christi, entre a última quarta-feira (06) e este domingo (10).

Durante o recesso, 168.254 veículos passaram pelos 371,4 quilômetros da estrada, que liga Juatuba, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, a São Sebastião do Paraíso, na divisa entre Minas Gerais e São Paulo.

No período, a Concessionária manteve 150 colaboradores em serviço e também contou com o reforço do efetivo do Corpo de Bombeiros Militar e da Polícia Militar Rodoviária Estadual.

O gestor de operações da Concessionária, Marcelo Aguiar, destaca que mesmo com o aumento de 20% no fluxo de veículos os usuários realizaram a viagem com segurança e conforto. “A melhora do padrão viário do Sistema MG-050 juntamente com campanhas educativas nos permitem ter um saldo extremamente positivo, sem acidentes com vítimas graves na estrada”, diz Aguiar.

O Sistema MG-050

O Sistema MG-050/BR-265/BR-491 é a principal via de ligação entre o Centro-Oeste e o Sudoeste de Minas Gerais e tem 371,4 quilômetros de extensão. Desde junho de 2007 é administrado pela Concessionária Nascentes das Gerais por meio da primeira Parceria Público-Privada (PPP) do setor de infraestrutura rodoviária nacional, desenvolvida pelo Governo de Minas.

A área de influência da rodovia abrange a Região Metropolitana de Belo Horizonte, regiões Sul e Centro-Oeste de Minas Gerais, totalizando 50 municípios, que somam 1.331.075 habitantes (7,4% da população), representando 7,7% do Produto Interno Bruto (PIB) mineiro. O total de investimento em operação e obras de ampliação da estrada em menos de cinco anos é de R$ 367 milhões.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/balanco-do-sistema-mg-050-nao-registra-acidentes-graves-no-feriado/

Governo de Minas: operação especial reforça a segurança no Sistema MG-050 no feriado de Corpus Christi

Cerca de 182 mil veículos devem utilizar a via neste período; efetivos dos Bombeiros e Polícia Militar Rodoviária serão reforçados

Concessionária Nascentes das Gerais
Operação especial de segurança será realizada no Sistema MG-050 no feriado de Corpus Christi
Operação especial de segurança será realizada no Sistema MG-050 no feriado de Corpus Christi

Uma operação especial de segurança será realizada no Sistema MG-050 / BR-265 / BR-491, em Minas, durante o feriado de Corpus Christi. A Concessionária Nascentes das Gerais, parceira do Governo de Minas na administração da via, espera um aumento de aproximadamente 13% no total de veículos que circulam por esta malha viária. Com essa previsão, cerca de 182 mil veículos devem utilizar a estrada, principal ligação entre o Centro-Oeste e o Sudoeste do Estado, entre quarta-feira (06) e domingo (10). Em dias normais 32 mil veículos utilizam a estrada por dia.

Para tornar ainda mais confortável a viagem pelo Sistema MG-050, a Nascentes das Gerais suspenderá a realização do sistema “pare-siga” em obras que exigem o procedimento a partir das 14h de quarta-feira, na quinta-feira e no domingo. “Como haverá o aumento do fluxo, suspenderemos o pare-siga para assegurar o conforto na viagem”, diz Marcelo Aguiar, gestor de operações da concessionária.

Durante o recesso, a concessionária manterá 150 colaboradores na operação de guincho, nas inspeções de tráfego, no atendimento do Centro de Controle Operacional (CCO) e nas praças de pedágio. O Corpo de Bombeiros Militar e a Polícia Militar Rodoviária Estadual também reforçarão os seus efetivos. “Nos preparamos para atender ao usuário da melhor maneira possível. Em caso de incidentes, nosso telefone 0800-282-0505 está pronto para ser acionado a qualquer hora”, declara Aguiar.

Aguiar recomenda aos motoristas que obedeçam a sinalização e só realizem ultrapassagens em trechos permitidos. “Nos quatro primeiros meses do ano, registramos queda de 18,75% nos acidentes com vítimas fatais. A rodovia vem recebendo investimentos importantes e está mais segura com 35 quilômetros de terceiras faixas e 14 de duplicações. Na busca pela paz no trânsito, contamos com a consciência dos motoristas, que só devem ultrapassar em pontos que permitam essa manobra”, afirma o gestor.

O Sistema MG-050

O Sistema MG-050 / BR-265 / BR-491 é a principal via de ligação entre o Centro-Oeste e o Sudoeste de Minas Gerais e tem 371,4 quilômetros de extensão. Desde junho de 2007 é administrado pela Concessionária Nascentes das Gerais por meio da primeira Parceria Público-Privada (PPP) do setor de infraestrutura rodoviária nacional, desenvolvida pelo Governo de Minas.

A área de influência da rodovia abrange a Região Metropolitana de Belo Horizonte, regiões Sul e Centro-Oeste de Minas Gerais, totalizando 50 municípios, que somam 1.331.075 habitantes (7,4% da população), representando 7,7% do Produto Interno Bruto (PIB) mineiro. O total de investimento em operação e obras de ampliação da estrada em menos de cinco anos é de R$ 367 milhões.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/operacao-especial-reforca-a-seguranca-no-sistema-mg-050-no-feriado-de-corpus-christi/

Gestão em Minas: definida a empresa que fará os serviços de sondagem do metrô de Belo Horizonte

Progeo Engenharia foi habilitada pela Metrominas a realizar os serviços de geotecnia para as obras do metrô na Região Metropolitana da capital

CMBH / Sup.Com.Institucional
Orçamento estimado para a execução dos dois editais para o metrô da RMBH é de cerca de R$ 8,3 milhões
Orçamento estimado para a execução dos dois editais para o metrô da RMBH é de cerca de R$ 8,3 milhões

A Comissão de licitação da Trem Metropolitano de Belo Horizonte (Metrominas), empresa pública vinculada a  Secretaria de Estado de Transportes e Obras Públicas (Setop) habilitou, nesta terça-feira (22), a empresa Progeo Engenharia Ltda para realizar os serviços de geotecnia e sondagem, edital 002/2012, para as obras do metrô de Belo Horizonte.

Até o final desta semana será publicada a homologação do resultado do edital. Após a publicação haverá a preparação do contrato e a assinatura deve ocorrer até o final deste mês. A data para ordem de início dos serviços ainda será definida pela Metrominas e o prazo de execução é de três meses, a contar da ordem de início.

Os serviços de sondagem e topografia, previstos nos dois primeiros editais da expansão e modernização do metrô de Belo Horizonte, podem ser executados de forma independente e vão fornecer informações para a elaboração do projeto básico de engenharia.

Topografia

A licitação 001/2012 dos serviços de topografia está dentro do prazo para recurso e complementação de documentação. Nesta quarta-feira (23) termina o prazo para recurso e, na próxima segunda-feira (28), será o último dia para complementação da documentação, com base no artigo 48, parágrafo 3, da lei 8.666/93.

As empresas, Consominas Ltda, Esteio – Engenharia e Aerolevantamentos S/A e Engemap – Engenharia, Mapeamento e Aerolevantamentos S/A., apresentaram propostas e estão participando do certame. O orçamento estimado para a execução dos dois editais é de aproximadamente R$ 8,3 milhões.

Modelagem 

Estão previstas intervenções nas linhas 1, o término da construção e implantação da linhas 2 e a construção e implantação da Linha 3. A linha 1, que liga a estação Eldorado, em Contagem,  até a estação Vilarinho, em Venda Nova, passará por reforma e melhoria, incluindo obras de ampliação de estações, aquisição de novos trens, melhoria de sistemas elétricos e de comunicações e a ampliação de 1,7 quilômetros, até o Novo Eldorado com a criação de mais uma estação neste local.

Na Linha 2, será construído e implantado o trecho entre os bairros do Barreiro e Calafate, em Belo Horizonte; além da construção e implantação da Linha 3, ligando a região da Savassi ao bairro Lagoinha, em Belo Horizonte.

Para a realização deste conjunto de intervenções foram definidos recursos no valor de R$ 3,05 bilhões, cabendo a União participação com R$ 1,00 bilhão do PAC da Mobilidade e autorização para o financiamento de mais R$ 750 milhões. Os recursos restantes, R$ 1,3 bilhão, serão fornecidos pelo Governo de Minas, as Prefeituras de Belo Horizonte e Contagem e pela empresa a ser contratada, por meio de concorrência na modalidade Parceria Público Privada (PPP).

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/definida-a-empresa-que-fara-os-servicos-de-sondagem-do-metro-de-belo-horizonte/

Governo de Minas: obra do Mineirão fica pronta em 21 de dezembro de 2012

Existe um contrato que implica multas caso a obra não esteja concluída até 21 de dezembro de 2012

Sylvio Coutinho/Divulgação
Obras do Mineirão estão na terceira e última etapa
Obras do Mineirão estão na terceira e última etapa

A modernização do Mineirão está na terceira e última etapa. Essa fase é fruto de uma Parceria Público-Privada (PPP). Existe um contrato entre o Governo de Minas e o parceiro privado Minas Arena que implica multas caso a obra não esteja concluída até 21 de dezembro de 2012. A multa é de R$ 100 mil por dia de atraso.

A Minas Arena, constituída pelas construtoras Construcap S.A. Indústria e Comércio, Egesa Engenharia S.A. e Hap Engenharia Ltda, é a empresa responsável pelas obras e, posteriormente, pela operação do estádio por 25 anos e mantém o cronograma rigorosamente em dia.

“A obra do Mineirão está em dia e vai ficar pronta na data marcada, 21 de dezembro de 2012, seis meses antes da Copa das Confederações que começa no em junho de 13. Isso é fundamental, porque o estádio simboliza a Copa e, de certa forma, dita o ritmo das demais obras. Minas estará 100% pronta para a Copa ”, afirma o secretário de Estado Extraordinário da Copa do Mundo, Sergio Barroso.

Mineirão

Metade da obra já está pronta. Atualmente são 1.700 operários, sendo entre eles cerca de 100 mulheres e cerca de 20 detentos. 75% das peças para construção da esplanada (pré-moldados) já estão prontos, e 50% das peças já instaladas; três das quatro gruas previstas já foram instaladas. A montagem dos anéis de arquibancada inferior já começou e, neste mês de março, chegam as treliças (estruturas em aço) da nova cobertura.

O Novo Mineirão, após a reforma, terá 64 mil lugares, esplanada com capacidade para 65 mil pessoas, 80 camarotes, 2.500 vagas para carros, tribuna para quase três mil jornalistas, sete mil m2 para comércio e cobertura que capta energia solar e transforma em elétrica capaz de abastecer 1.200 residências de médio porte.

Hotéis

Estão em construção na capital 34 hotéis, outros 17 empreendimentos estão na reta final do processo de licenciamento e na Região Metropolitana serão mais 24 hotéis até a Copa. Seis novos hotéis já estão em funcionamento na Grande BH. Com isso, BH poderá ter até 75 hotéis a mais que acrescentarão 25.438 leitos até 2014. Atualmente, são 30.194 leitos distribuídos em 314 meios de hospedagem situados a, no máximo, 100 quilômetros de Belo Horizonte. Desses 34 em construção um tem classificação cinco estrelas; 13, quatro estrelas; 18, três estrelas e um de uma estrela. Em fase de licenciamento, há mais cinco hotéis cinco estrelas.

Capacitação

Até o final deste ano, cerca de 5 mil pessoas serão capacitadas para a Copa em projetos que envolvem parcerias do Governo de Minas com a iniciativa privada (cursos de línguas, agentes de informação turística, guia de turismo, auxiliar de cozinha, camareira, garçom, recepcionista, gestão de negócio, planejamento de emergência hospitalar externa e princípios de medicina de catástrofe).

Mobilidade urbana: Belo Horizonte vai ganhar até a Copa de 2014, três corredores exclusivos para ônibus articulados, os chamados Bus Rapid Transit (BRT) que transportarão cerca de 750 mil pessoas e que estarão concluídos em 2013.

Aeroporto

Obra federal em andamento com conclusão prevista para dezembro de 2013. Após a reforma o aeroporto Internacional Tancredo Neves terá capacidade ampliada de 10,2 (2011) para 16,5 milhões de passageiros/ano, sendo 11,6 milhões no do terminal de passageiros 1 e 4,9 milhões no do terminal remoto; nova área de carga e descarga; ampliação da área comercial; substituição de escadas rolantes; instalação de 17 elevadores e reforma dos pontos de check-in. Também está sendo elaborado o projeto executivo para aumento da pista de pouso em 600 m e aumento da área do pátio em 192.400 m².

Fonte: Agência Minas

Gestão em Minas: acidentes diminuem mais de 50% no Sistema MG-050

Também houve queda de 59% no total de vítimas

A Concessionária Nascentes das Gerais, responsável pela administração e operação do Sistema MG-050/BR-265/BR-491, registrou a diminuição de 52% nos acidentes durante o feriado de Carnaval. A operação especial, que teve início na última sexta-feira e terminou nessa quarta-feira (22), também apontou outro dado significativo: queda de 59% no total de vítimas. A comparação é com relação ao mesmo período do ano passado.

O gestor de operações da Concessionária Nascentes das Gerais, Marcelo Aguiar, destaca que a performance é positiva e reflete os investimentos ao longo dos 371,4 quilômetros da malha viária. “São R$ 352 milhões investidos em obras e na operação da via. Além disso, temos o trabalho educativo. Em quase cinco anos de concessão, cerca de 2,5 milhões de pessoas já foram alcançadas”, afirma.

Sistema MG-050

O Sistema MG-050/BR-265/BR-491 é a principal via de ligação entre o Centro-Oeste e o Sudoeste de Minas Gerais e tem 371,4 quilômetros de extensão. Desde junho de 2007 é administrado pela Concessionária Nascentes das Gerais por meio da primeira Parceria Público-Privada (PPP) do setor de infraestrutura rodoviária nacional, desenvolvida pelo Governo de Minas. A área de influência da rodovia abrange a Região Metropolitana de Belo Horizonte, regiões Sul e Centro-Oeste de Minas Gerais, totalizando 50 municípios, que somam 1.331.075 habitantes (7,4% da população), representando 7,7% do Produto Interno Bruto (PIB) mineiro.

Fonte: Agência Minas

Governo de Minas: Operação Carnaval no Sistema MG-050 começa na próxima sexta-feira

Concessionária Nascentes das Gerais montará esquema especial para atender aos usuários no Carnaval

Divulgação
O Sistema MG-050 tem 371,4 quilômetros de extensão, abrangendo RMBH e regiões Centro-Oeste e Sul de Minas
O Sistema MG-050 tem 371,4 quilômetros de extensão, abrangendo RMBH e regiões Centro-Oeste e Sul de Minas

A Concessionária Nascentes das Gerais reforçará seu efetivo de colaboradores ao longo do Sistema MG-050/BR-265/BR-491 para atender aos usuários durante o Carnaval. O esquema especial tem início na próxima sexta-feira (17) e vai até a Quarta-feira de Cinzas (22). Nesse período, a expectativa da empresa é que o fluxo de veículos apresente uma alta de 10%, totalizando cerca de 35 mil por dia – o número em dias normais é de 32 mil. Durante o recesso, a Nascentes das Gerais contará com 150 colaboradores divididos na operação do guincho, nas inspeções de tráfego, no atendimento do Centro de Controle Operacional (CCO) e nas praças de pedágio.

Outro aspecto importante que também é decisivo no aumento da segurança pelo Sistema MG-050 é a parceria da concessionária com o Corpo de Bombeiros e a Polícia Militar Rodoviária Estadual. As corporações também incrementarão seus efetivos durante todo o Carnaval.

O gestor de operações da Nascentes das Gerais, Marcelo Aguiar, informa que os 371,4 quilômetros da malha viária estão em boas condições. “O Sistema MG-050 está pronto para receber os motoristas. A estrada está segura e a concessionária vai estar com equipes reforçadas para garantir uma viagem segura e confortável a todos que passarem pela estrada”, afirma.

Nesse período, Aguiar destaca a importância da cidadania na condução do veículo e reforça a necessidade de não dirigir alcoolizado em hipótese alguma. “O Carnaval é festa e quem consumir bebida alcoólica não deve dirigir em hipótese alguma. A combinação entre álcool e direção é uma irresponsabilidade. O condutor alcoolizado coloca sua vida e a dos outros usuários da via em risco”, diz.

Em caso de qualquer incidente, Aguiar informa que o motorista deverá fazer contato com o CCO pelo telefone 0800 282 0505. “O telefone funciona 24 horas e, em caso de necessidade, a concessionária deve ser acionada pelo usuário”, destaca.

O Sistema MG-050

O Sistema MG-050/BR-265/BR-491 é a principal via de ligação entre o Centro-Oeste e o Sudoeste de Minas Gerais e tem 371,4 quilômetros de extensão. Desde junho de 2007, é administrado pela Concessionária Nascentes das Gerais por meio da primeira Parceria Público-Privada (PPP) do setor de infraestrutura rodoviária nacional, desenvolvida pelo Governo de Minas. A área de influência da rodovia abrange a Região Metropolitana de Belo Horizonte, regiões Sul e Centro-Oeste de Minas Gerais, totalizando 50 municípios, que somam 1.331.075 habitantes (7,4% da população), representando 7,7% do Produto Interno Bruto (PIB) mineiro.

Fonte: Agência Minas

Gestão Anastasia: Nascentes das Gerais promove evento em São Sebastião do Paraíso para incentivar uso de passarelas

Café na Passarela será realizado nesta segunda-feira, no dispositivo que liga os bairros João XXIII e Vila São Pedro, no quilômetro 4,1 da BR-491

Divulgação/Nascentes das Gerais
Passarela construída na BR-491 - Objetivo do evento é conscientizar os pedestres a fazer a travessia com segurança
Passarela construída na BR-491 – Objetivo do evento é conscientizar os pedestres a fazer a travessia com segurança

A Concessionária Nascentes das Gerais promove, nesta segunda-feira (6), mais uma edição do Café na Passarela. O evento acontecerá em São Sebastião do Paraíso, na passarela que liga os bairros João XXIII e Vila São Pedro, no quilômetro 4,1 da BR-491, das 6h às 9h30. Será oferecido lanche e material educativo para a população que passar pelo local. A atividade faz parte do Plano de Gestão Social (PGS) da concessionária, responsável pela administração do Sistema MG-050/BR-265/BR-491, principal via de ligação do Centro-Oeste e do Sudoeste do Estado.

Para o diretor executivo da Nascentes das Gerais, Joselito Castro, o Café na Passarela visa despertar, principalmente nas crianças e jovens, a necessidade de realizar a travessia da rodovia com segurança. “Fizemos o evento neste horário para alcançarmos os alunos que vão para a escola. Nosso objetivo é estimular práticas seguras para os pedestres”, afirma.

Em outubro de 2011, a concessionária entregou a duplicação da BR-491 entre os quilômetros 1,5 e 4,45, um investimento que totalizou R$ 12 milhões. As obras aumentaram a segurança não só dos veículos, mas também dos pedestres, já que nesse trecho existe outra passarela, no quilômetro 1,45, além de mais duas passagens superiores para pedestres. “É preciso que os pedestres estejam conscientes da necessidade de utilizar esses dispositivos”, diz Joselito.

O Sistema MG-050

O Sistema MG-050/BR-265/BR-491 tem 371,4 quilômetros de extensão. Desde junho de 2007 é administrado pela Concessionária Nascentes das Gerais, por meio da primeira Parceria Público-Privada (PPP) do setor de infraestrutura rodoviária nacional, desenvolvida pelo Governo de Minas.

A área de influência da rodovia abrange a Região Metropolitana de Belo Horizonte, regiões Sul e Centro-Oeste de Minas Gerais, totalizando 50 municípios, que somam 1.331.075 habitantes (7,4% da população), representando 7,7% do Produto Interno Bruto (PIB) mineiro.

Fonte: Agência Minas

Governo Anastasia implanta unidade de atendimento integrado (UAI)

Serviço Público Eficiente

Fonte:Agência Minas

Seis Unidades de Atendimento Integrado (UAI) serão implantadas em Minas Gerais pelo regime de Parceria Público-Privada (PPP) em 2011. Foi publicada na edição do Minas Gerais desta quinta-feira (28), a homologação do processo de licitação, realizado pela Secretaria de Estado de Planejamento e Gestão (Seplag), para implantação de UAIs em Betim, Governador Valadares, Juiz de Fora, Montes Claros, Uberlândia e Varginha.

O processo, que começou em abril de 2010 com a realização de consulta pública para elaboração de edital, teve como vencedor o Consórcio Minas Cidadão, além da participação do consórcio Camig e do Grupo UAI.

Inovação

As Unidades de Atendimento Integrado (UAI) foram instituídas pelo Governo Anastasia com o objetivo de melhorar o atendimento ao cidadão, modernizando as instalações e o atendimento dos antigos postos Psiu em algumas cidades e criando novas unidades em outras. Já são 19 unidades no Estado nesse modelo em que o Governo projeta a demanda do município e a MGS executa.

Para aprimorar ainda mais o atendimento ao cidadão, o Governo do Estado optou por adotar, pela primeira vez, a Parceria Público-Privada na operação e manutenção das UAIs nos seis municípios. É um projeto inovador, com um contrato de longo prazo, em que o Estado pode amortizar o investimento, já que não precisa desembolsar todos os custos da implantação dos serviços.

Além da economia, o sistema de PPP vai proporcionar mais qualidade aos serviços, pois quanto maior o ganho de eficiência, maior a taxa de retorno para a prestadora e, principalmente, para o cidadão. Assim, o pagamento se dará por atendimento prestado, desde que observados três indicadores de desempenho: grau de satisfação do cidadão, tempo médio de espera para atendimento e percentual de senhas efetivamente atendidas. O Coeficiente de Eficiência (Coef) será calculado com base nesses indicadores e será aplicado no cálculo da contraprestação pecuniária como forma de associar o desempenho da concessionária à sua remuneração.

A expectativa é que o contrato seja assinado nos próximos 45 dias. Após a assinatura, espera-se que o cronograma seja o seguinte: duas unidades implantadas e em operação em até três meses após a assinatura do contrato – Betim e Montes Claros; outras duas unidades implantadas e em operação em até quatro meses após a assinatura do contrato – Uberlândia e Governador Valadares; e mais duas unidades implantadas e em operação em até cinco meses após a assinatura do contrato – Juiz de Fora e Varginha.

Unidades de Atendimento Integrado em operação no Estado:

1. BARBACENA

2. BELO HORIZONTE (Barreiro)

3. BELO HORIZONTE (Praça Sete)

4. BELO HORIZONTE (Venda Nova)

5. CORONEL FABRICIANO

6. CURVELO

7. DIVINÓPOLIS

8. LAVRAS

9. MURIAÉ

10. PARACATU

11. PASSOS

12. PATOS DE MINAS

13. POÇOS DE CALDAS

14. PONTE NOVA

15. POUSO ALEGRE

16. SÃO JOÃO DEL-REI

17. SETE LAGOAS

18. TEÓFILO OTONI

19. UBERABA