Arquivos do Blog

Gestão Anastasia: Rede Minas cobre a Rio+20

Uma programação especial que leva o telespectador a pensar verde

A mais importante conferência da Organização das Nações Unidas (ONU) das últimas décadas, a Rio+20, começou essa semana no Rio de Janeiro. Até sexta-feira (22), mais de 186 países participam do evento. A Rede Minas, com o objetivo de manter o telespectador sempre atualizado em tudo o que acontece durante a conferência, irá transmitir reportagens produzidas em parceria com a TV Brasil. Os jornalistas irão trazer informações sobre autoridades participantes, debates e todas as novidades dos encontros. As matérias vão ao ar durante o Jornal Minas 1ª e 2ª edições, às 12h e 19h, respectivamente.

O consultor de meio ambiente da emissora, Milton Nogueira traz as notícias do evento, durante os três dias de encontro dos chefes de estado, por telefone. Milton também acompanha os debates, gravando depoimentos com os resultados destas discussões. O programa Palavra Cruzada fará um programa especial para falar do tema. O jornalista Luciano Correia recebe o consultor, na quarta-feira (27), às 22 horas, para um balanço do encontro.

A jornalista Simone Rêgo viajou, com uma equipe técnica da TV dos Trabalhadores (TVT), de São Paulo, para cobrir a Rio+20. A equipe deve entrevistar personalidades brasileiras, da Índia, França, Estados Unidos, entre outros países, para mostrar as diferentes soluções encontradas, ao redor do mundo, para a preservação do meio ambiente.

A cobertura do evento irá integrar o conteúdo de cinco documentários sobre a relação do homem com o planeta, uma co-produção entre a Rede Minas e a TVT. Essa série dá o pontapé inicial na parceria entre a emissora e a TVT.

Na sexta-feira (22), às 22h, o programa Planeta exibe sua série sobre a Rio+20, em uma maratona. São cinco episódios que passam pelos temas como economia verde, sustentabilidade, erradicação da pobreza, entre outros.

Interprogramação “verde”

O telespectador já pode assistir às chamadas especiais para o evento, durante a programação da Rede Minas. São vídeos curtos que destacam a importância de se informar, refletir e agir, em favor do planeta. As chamadas convidam o telespectador a pensar “verde”.

O Núcleo de Artes e Chamadas da emissora produziu, também, pílulas e chamadas com o slogan Pense nisso. O planeta é seu. Cuide dele. Os temas envolvem cinco assuntos debatidos na Rio+20, como a economia verde, erradicação da pobreza, escassez de água, governança e desperdício de alimentos. Nas chamadas, dicas e curiosidades que fazem o telespectador refletir sobre o desenvolvimento sustentável.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/rede-minas-cobre-a-rio20/

Anúncios

Governo de Minas: atividades educativas e culturais marcam o mês da Mulher em Minas

Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social realiza, ao longo deste mês, várias atividades para lembrar o Dia Internacional da Mulher

Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social (Sedese), por meio da Coordenadoria Especial de Políticas Públicas para Mulheres (Cepam) e do Conselho Estadual da Mulher (Cem), realiza, ao longo deste mês, várias atividades para lembrar o Dia Internacional da Mulher. Muitos avanços foram alcançados, porém especialistas reconhecem que a luta contra a violência e desvantagens na carreira profissional em relação aos homens são alguns dos desafios a serem superados.

Para a subsecretária de Direitos Humanos, Carmen Rocha, é preciso focar as ações de promoção, proteção e restauração dos direitos humanos para superar os desafios.  É justamente buscando esse foco que a Sedese está promovendo atividades também no interior. “Essas ações servem como momento de reflexão sobre os avanços e desafios da questão da garantia dos direitos da mulher”, ressaltou.

Entre as ações previstas está o lançamento da Rede de Educação em Direitos Humanos, nesta quinta-feira (8), às 14h, na Cidade Administrativa (Palácio Tiradentes, Sala Cláudio Manoel, 3° andar). A iniciativa vai levar, por exemplo, a Lei Maria da Penha e os direitos da mulher para as escolas públicas de todo o Estado. O intuito é promover ações de efetivação da educação em direitos humanos por meio de cursos, capacitações e campanhas mediadas por recursos didáticos.

Também nesta quinta (8), as mulheres do Presídio Bicas II serão inseridas em atividades para reinserção social, informadas sobre a Lei Maria da Penha e os direitos da mulher. No próximo dia 13, as detentas do Complexo Penitenciário Estevão Pinto, em Belo Horizonte, terão a mesma oportunidade.

Já em Conceição do Pará, no Centro-Oeste de Minas, a Cepam participa da inauguração do Núcleo Produtivo Viva Vida, no dia 27. A unidade será utilizada para o trabalho e geração de renda para costureiras.

Serviços

Um dos caminhos para denunciar os crimes contra mulheres é o Disque Direitos Humanos (0800 031 1119), serviço gratuito e sigiloso do Governo de Minas que, em 2011, recebeu 59 denúncias, sendo 51 para relatar agressão e maus-tratos.

As mulheres também podem recorrer diretamente aos serviços públicos. Um exemplo é o Centro Risoleta Neves de Atendimento (Cerna), que atendeu quase 1.600 mulheres nos 12 meses do ano passado. A unidade, que funciona na Rua Pernambuco, 1000, Savassi, presta atendimento gratuito psicológico, jurídico e social.

8 de março

Há 155 anos, em 8 de março de 1857, operárias de uma fábrica de tecidos, situada na cidade de Nova Iorque, nos Estados Unidos, entraram em greve por melhorias nos salários, diminuição da carga horária e, acima de tudo, igualdade trabalhista entre os sexos. A manifestação foi reprimida com violência e as mulheres foram trancadas dentro da fábrica, que foi incendiada. Cerca de 130 tecelãs morreram carbonizadas. Hoje, mais de um século e meio depois do massacre, a data é lembrada mundialmente como marco na luta pela igualdade de direitos.

No ano de 1910, durante uma conferência na Dinamarca, ficou decidido que o dia 8 de março passaria a ser o Dia Internacional da Mulher, em homenagem às mulheres que morreram em 1857. Somente no ano de 1975, por meio de um decreto, a data foi oficializada pela Organização das Nações Unidas (ONU).

Fonte: Agência Minas

Modelo de gestão pública criado por Aécio Neves em Minas é referência nacional para municípios

Gestão em Minas, Choque de Gestão, Gestão Pública Eficiente

Fonte: Brasil Econômico

“Estamos vivendo uma revolução silenciosa na gestão”

TRÊS PERGUNTAS A…

…ERIK CAMARANO – Diretor-presidente do Movimento Brasil Competitivo (MBC)

Pelo terceiro ano consecutivo, o Movimento Brasil Competitivo (MBC) homenageia os municípios que se destacaram em gestão. Para Erik Camarano, diretor-presidente da instituição, houve uma melhora nos projetos e cumprimento das metas estabelecidas, ao longo desse período.

De onde surgiu a ideia da premiação?

Surgiu com a implantação do modelo de gestão pública por Aécio Neves, em Minas Gerais. Então, fizemos parceria com Microsoft, Intel e Symnetics com o objetivo de estimular os municípios a usar as ferramentas de tecnologia de informação (TI). É baseado na metodologia utilizada pela Organização das Nações Unidas (ONU) e adaptado para o caso brasileiro. Por isso, separamos em 10 blocos de áreas, como saúde, educação, gestão interna, perspectiva de geração de resultados, entre outros.

Houve alguma evolução nesses três anos do Prefeito Inovador?

Percebemos que houve melhora de 2009 para 2010 e, por isso, deixamos a linha de exigências mais difícil, neste ano. Ou seja, aprofundamos o questionário em determinados aspectos. Mesmo assim, o ciclo de 2011 foi mais disputada. As prefeituras estão apresentando práticas mais robustas. Estamos vivendo uma revolução silenciosa na gestão pública brasileira.

Há mudanças para a premiação do ano que vem?

Ainda não está certo, mas devemos antecipar o ciclo de avaliações e a premiação (que ocorre em novembro), por causa do calendário eleitoral no ano que vem.