Arquivos do Blog

Governo de Minas: Circuito Mineiro de Cafeicultura 2012 começa em 15 de março

A previsão é de que esta primeira etapa tenha participação de cerca de 500 representantes da cafeicultura regional, estadual e nacional

A abertura do Circuito Mineiro de Cafeicultura 2012 será realizada em 15 de março, às 9h, no município São Sebastião do Paraíso. A previsão dos organizadores é de que esta primeira etapa tenha participação de cerca de 500 representantes da cafeicultura regional, estadual e nacional e de representações das cooperativas, sindicatos, universidades e demais órgãos e entidades do setor.

Por ser um ano com eleições municipais, o circuito, reconhecido como oportunidade de integração e troca de conhecimento para os cafeicultores do Estado, terá sua programação antecipada e reduzida. Serão realizados eventos em 12 municípios do Sul de Minas, a principal região produtora de café do Estado. A última etapa será em Campo Belo, no dia 17 de maio. A mudança atende a legislação eleitoral, que determina restrições à realização de eventos com participação de prefeituras.

O Circuito Mineiro de Cafeicultura é realizado em parceria entre a Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado de Minas Gerais (Emater-MG) e a Universidade Federal de Lavras, com colaboração de diversos parceiros públicos e da iniciativa privada. Atualmente, integra as ações do Programa Estruturador do Governo do Estado, o Certifica Minas Café, de certificação em nível internacional das propriedades cafeeiras participantes.

“Este ano, apesar da redução no número de etapas, estamos trabalhando para aumentar a participação de público. Tivemos uma redução de 60% nas etapas do circuito deste ano, mas a expectativa é compensar com aumento de 40% na média de participantes por evento. Em 2011, foram 26 municípios-sede, com a participação de cerca de 7,5 mil participantes, entre produtores, técnicos do setor e lideranças, o que resultou numa média de 288 pessoas por evento”, explica o coordenador de Cafeicultura da Emater-MG, Marcos Antônio Fabri.

Durante as 36 palestras previstas para todo o Circuito, produtores e técnicos do setor vão debater as novidades e experiências para melhorar a qualidade, produtividade, competitividade do café e a renda obtida com o produto. Os temas específicos que compõem a programação das etapas são definidos em função da demanda apresentada pelos produtores e técnicos de cada município.

Agenda do Circuito Mineiro de Cafeicultura 2012:

Março

Dia 15 – São Sebastião do Paraíso

Dia 22 – Nepomuceno

Dia 29 – Boa Esperança

Abril

Dia 3 – Santo Antônio do Amparo

Dia 12 – Passos

Dia 18 – Andradas

Dia 19 – Guapé

Dia 25 – Nova Resende

Dia 27 – Cordislândia

Maio

Dia 3 – Paraguaçu

Dia 10 – Ouro Fino

Dia 17 – Campo Belo

Fonte: Agência Minas

Governo de Minas assina contrato para obras de saneamento do PAC 2

BRASÍLIA (21/12/11) – O secretário de Estado de Desenvolvimento Regional e Política Urbana, Bilac Pinto, representou o governador Antonio Anastasia na cerimônia de contratação das obras de saneamento do PAC 2 em municípios de até 50 mil habitantes, que aconteceu nesta quarta-feira (21), em Brasília, com a presença da Presidente da República, Dilma Rousseff. Na oportunidade o secretário assinou o contrato de obras de esgotamento sanitário em 10 municípios da região do lago de Furnas.

Estes empreendimentos são resultados de projetos elaborados pela Secretaria de Estado de Desenvolvimento Regional e Política Urbana (Sedru), em parceria com a Copasa, Fundação Nacional de Saúde (Funasa) e a Associação dos Municípios do Lago de Furnas (Alago) e vão render aos municípios, um total de R$ 40 milhões para a execução das obras.

As futuras instalações sanitárias vão propiciar a universalização do serviço de esgoto, 100% da população destas cidades atendidas com serviço de tratamento de esgoto, e a diminuição da emissão de esgoto sem tratamento no lago de Furnas, melhorando a qualidade d’água da represa que atinge 34 cidades mineiras.

Para o secretário da Sedru, Bilac Pinto, a realização destas obras será de extrema importância para o desenvolvimento sustentável da região e vai beneficiar um patrimônio natural de Minas que é a represa de Furnas. “A represa de Furnas, um dos mais belos patrimônios naturais de Minas Gerais, é fundamental para o turismo e para o desenvolvimento econômico e regional do Estado. Com a execução destes 10 projetos vamos conseguir tratar parte do esgoto que é lançado no lago melhorando assim a qualidade de vida de milhões de mineiros que dependem das águas de Furnas”, disse.

Municípios atendidos

O recurso será destinado aos municípios de Alterosa, Conceição da Aparecida, Cristais, Espírito Santo do Dourado, Ilicinea, Juruaia, Muzambinho, Nova Resende, Ouro Fino e São José da Barra.

Fonte: Agência Minas