Arquivos do Blog

Governo de Minas: Bombeiros de Muriaé priorizam vistorias e boletins de ocorrência após chuvas

MURIAÉ (12/01/12) – O Corpo de Bombeiros Militar do Estado de Minas Gerais em Muriaé, após um período crítico de chuvas na cidade, está priorizando vistorias às áreas de risco e os boletins de ocorrência para a população mais afetada. Foram realizadas vistorias em cinco bairros: Aeroporto, Patrocínio São José, São Cristovão, Encoberta e Santa Teresinha.

O objetivo foi avaliar o risco de deslizamentos, que ainda podem ocorrer. Segundo o tenente Tassi, comandante do Corpo de Bombeiros de Muriaé, é importante que as pessoas que residem próximas a barrancos fiquem atentas caso volte a chover. “Os moradores de locais próximos a encostas estão orientados a saírem de suas casas, caso haja alguma alteração. Orientamos também o isolamento de cômodos em que possa haver risco”, destaca.

Segundo ele, foi feito também um cadastro das pessoas que precisarão do boletim de ocorrência e as equipes estão dando continuidade a esse procedimento. “O bairro Barra, por exemplo, um dos pontos que foi alagado, tem muitas lojas comerciais, então os proprietários precisarão do boletim de ocorrência para solicitar o seguro”, relata. Até o momento, já foram feitos cerca de 50 boletins.

O Corpo de Bombeiros em Muriaé resgatou, durante as chuvas, mais de 500 pessoas ilhadas, com o auxílio de quatro embarcações da corporação. De acordo com o cabo Eduardo, a principal função foi mesmo de busca e salvamento. “Trabalhei das 8h às 20h, retirando gente das casas, inclusive do segundo pavimento das residências”, afirma. Segundo ele, com as chuvas, o rio Muriaé subiu cerca de seis metros acima do nível normal. Nessa quinta-feira (12), o rio está apenas dois metros acima do nível normal.

Mobilização

Em todas as cidades mais afetadas pelas chuvas no restante do Estado, o Corpo de Bombeiros também foi mobilizado e está apoiando a Defesa Civil no resgate de pessoas ilhadas e na distribuição de medicamentos, cestas básicas, água, colchões, cobertores e roupas.

Para Além Paraíba, que se encontra em situação crítica, o governador Antonio Anastasia, após visita à cidade, determinou novas medidas emergenciais nas áreas de transportes e obras públicas, saúde e abastecimento de água, para o retorno imediato à normalidade.

Além disso, 15 toneladas de donativos e materiais de ajuda humanitária foram encaminhados, nessa quarta-feira (11), a famílias atingidas pelas chuvas no Estado. A primeira entrega de doações, arrecadadas pelo Movimento Minas Solidária, lançado no último dia 6 pelo Governo de Minas e executado pela Coordenadoria Estadual de Defesa Civil (Cedec), em parceria com o Serviço Voluntário de Assistência Social (Servas), saiu de Belo Horizonte, levando alimentos, leite em pó, roupas, calçados, material de higiene e limpeza e fraldas descartáveis para os municípios de Jeceaba, Juatuba, Ponte Nova e São João del-Rei.

Fonte: Agência Minas

Governo de Minas anuncia ações de combate à dengue em 2012

BELO HORIZONTE (13/12/11) – O governador Antonio Anastasia anunciou nesta terça-feira (13), no Palácio Tiradentes, as ações do Governo de Minas para o enfrentamento à dengue em 2012. As novas medidas darão continuidade ao trabalho que vem sendo realizado com sucesso pela Força Tarefa de combate à doença, formada por integrantes do Exército e por agentes de saúde. O número de casos notificados em Minas caiu 77% em 2011, em relação ao ano anterior, resultado Programa Estadual de Controle Permanente da Dengue, criado pelo Estado, em 2010.

Durante a solenidade, o governador alertou para a gravidade da doença e pediu que a população continue em alerta para que ela seja erradicada. “É fundamental que cada cidadão, no âmbito de sua residência, de sua casa, consiga combater a dengue, diminuindo ou eliminando os focos do mosquito. Só assim a dengue será vencida de maneira absoluta. Então é fundamental que haja essa mobilização, para a qual a imprensa é fundamental, mas que cada pessoa, na sua casa, consiga a reversão e acabar com o foco do mosquito dentro de casa”, afirmou o governador em entrevista.

Reforço

O governador entregou, durante a solenidade, 44 veículos às equipes da Força Tarefa, sendo 31 caminhonetes Strada, dez micro-ônibus e três caminhões. Também foram entregues equipamentos de segurança para o uso dos profissionais durante a aplicação de inseticida – máscara, luvas, capacete, protetor de ouvido, óculos de segurança, avental impermeável – e bombas costais para pulverização.

A Força Tarefa é formada por 432 pessoas, sendo 200 soldados do Exército, 40 da Aeronáutica e 192 agentes de saúde. Para eliminar os possíveis focos do mosquito, são feitas varreduras nas áreas consideradas de risco, como casas, lojas e lotes baldios. Atualmente são utilizados dez ônibus; 70 carros fumacê; 600 bombas costais; nove caminhões (Dengue móvel) e 20 Dengômetros (estandes onde as pessoas têm acesso às informações sobre a doença).

“Nesta ação permanente, estamos intensificando aquilo que geramos e que deu resultado positivo. Acho que o resultado mais positivo foi a participação da sociedade. Então continuamos obsessivamente intensificando a mobilização das pessoas. Os focos estão nos domicílios, a maior parte dos criadouros são gerados por lixo doméstico. Precisamos, então, de fato ganhar essa guerra com uma grande adesão da sociedade. Essa não é uma inovação, é uma segurança de que continuamos no caminho certo”, afirmou o secretário de Saúde, Antônio Jorge, que apresentou o Programa Estadual de Controle Permanente da Dengue.

Mobilização

Os dois municípios mineiros que apresentaram as melhores experiências no combate à dengue, a partir dos critérios epidemiológicos e de dados da área de mobilização social da Secretaria de Saúde, foram premiados pelo governador.

Primeira colocada, a Prefeitura de Conselheiro Lafaiete recebeu um Fiat Fiorino caracterizado para o combate à dengue na cidade. Representando todos os municípios mineiros que lutam contra a doença, o prefeito do município, José Milton de Carvalho Rocha, falou da importância da união e conscientização. “Essa mobilização fez com que os prefeitos de todas as comunidades de Minas Gerais despertassem para o seu dever, para a sua participação efetiva nesse esforço comum de controle da dengue no Estado”, reconheceu.

A Prefeitura de Patos de Minas recebeu um tablet (Samsung Galaxy Tablet), doado pela operadora Vivo. O equipamento será utilizado na coleta e formatação das informações sobre a doença na cidade. O prêmio foi entregue à secretária de saúde do município, Janaína Maria Silva Araújo Souza.

Durante o lançamento foi apresentado, pelo grupo de teatro Saúde em Cena, o espetáculo “Um por todos e todos contra a Dengue”. Na montagem, os personagens Athos, Porthos e Aramis têm o desafio de acabar com a Milady Gaga Dengue. A peça, uma adaptação contemporânea do texto Os Três Mosqueteiros, de Alexandre Dumas, conta a história da mosquita da espécie Aedes aegypti que deseja contaminar as pessoas com a doença e se tornar uma cantora lírica.

Cenário 2010/2011

Em 2010, o número de notificações da dengue foi de 261.915 mil casos. Em 2011, esse número caiu para 60.357 mil casos registrados (até novembro). O número de internações também diminuiu de 3.783, em 2010, para 1.227, em 2011. A Força Tarefa de combate à dengue percorreu os 42 municípios do Estado com maior incidência do Aedes aegypti, mosquito transmissor da dengue, e visitou 180 mil residências. Mais de 1 milhão de recipientes com potencial para o desenvolvimento do mosquito foram eliminados.

Os municípios com maior número de casos notificados em 2011 foram Belo Horizonte (7.858), Juiz de Fora (2.935), Governador Valadares (2.750), Uberaba (2.585) e Contagem (1.999). Eles representam 30% dos casos.

Ações previstas para 2012:

• Avaliação da semana epidemiológica;

• Regulação de acesso às internações de média e alta complexidades;

• Disponibilidade de leitos contingenciais para dengue em instituições Pro-Hosp: 803 leitos pediátricos e 1.059 leitos clínica médica;

• Transporte aéreo para casos críticos;

• Videoconferências para Centrais de Regulação Assistencial: educação continuada;

• Possibilidade de registro de denúncias via celular, por meio de aplicativo desenvolvido para o iPhone;

• Parceria com os catadores de lixo;

• Orientação quanto ao acolhimento rápido com hidratação, dados vitais e hemograma;

• Nova proposta de treinamento rápido: Modelo Recife – 10 minutos de treinamento, com alcance de 80% das equipes de saúde;

• Médicos Regionais: contratação de 50 médicos para monitoramento assistencial e apoio aos gestores municipais;

• Contratação de containers (em desenvolvimento), como local de hidratação, em caso de epidemia: seis containers equipados para serem disponibilizados para os municípios em crise.