Arquivos do Blog

Gestão da Saúde: Bloco Cirúrgico do Hospital Municipal de Januária é reaberto

A reabertura da unidade e a inauguração do Pronto Atendimento devolvem a estrutura hospitalar para os cidadãos da microrregião

Depois de quase cinco anos sem realizar cirurgias eletivas, o Bloco Cirúrgico do Hospital Municipal de Januária, no Norte de Minas, foi reaberto, na manhã desta terça-feira (26), pelo secretário de Estado de Saúde de Minas Gerais, Antônio Jorge de Souza Marques. Durante a solenidade de reabertura da unidade, também foi inaugurado o Pronto Atendimento Municipal, que tem capacidade para realizar 250 atendimentos por dia no âmbito da urgência e emergência.

Segundo o secretário Antônio Jorge, as obras do hospital municipal são fruto do esforço e trabalho sinérgico da Secretaria de Estado de Saúde e do município. “Estamos no início de uma grande reforma do hospital. Neste primeiro momento, foram investidos recursos do Tesouro Estadual da ordem de mais de R$ 1 milhão e já foram liberados mais R$ 6 milhões para construção de novas instalações e da unidade de terapia intensiva. Mas essa reforma e ampliação só estão sendo possíveis porque o município tem sido parceiro do Governo de Minas, organizando o serviço e mantendo a equipe técnica qualificada e pronta para trabalhar”, observa Antônio Jorge.

Além do serviço de urgência e emergência, o Hospital Municipal de Januária também realiza atendimento clínico, pediátrico, cardiológico e obstétrico, beneficiando os municípios de Bonito de Minas, Cônego Marinho, Itacarambi e Pedras de Maria da Cruz, com uma população estimada em 150 mil habitantes.

“A construção do Pronto Atendimento e reabertura do Bloco Cirúrgico são a primeira etapa do projeto de ampliação do hospital, mas, também, representam o cumprimento da etapa mais difícil, que era tornar o atendimento mais humanizado, mais digno. O hospital agora dispõe de espaço e instalações adequadas para o atendimento aos pacientes e isso é resultado de um esforço enorme. Essa inauguração é uma grande conquista não só para a população de Januária, mas para toda a microrregião”, comemora o prefeito de Januária, Maurílio Arruda.

UBS Modelo

Durante sua estada em Januária, o secretário Antônio Jorge também visitou as obras da Unidade Básica de Saúde do bairro São Vicente, que vai abrigar duas equipes do Programa Saúde da Família e já está pronta para funcionar. “A proposta do Governo de Minas é que, a partir de agora, todas as unidades básicas de saúde que forem construídas sejam padronizadas. Aproveito para anunciar em primeira mão que a primeira unidade do Estado a seguir esse padrão será construída em Januária, no bairro Jussara. As obras devem começar no final do mês de outubro”, anuncia o secretário.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/bloco-cirurgico-do-hospital-municipal-de-januaria-e-reaberto/

Governo de Minas: concurso estimula o empreendedorismo digital nos jovens mineiros

Jovens desenvolveram redes que permitem a interação com a realidade da região onde vivem

Divulgação SECTES
Jovens vencedores do desafio exibem o certificado de participação
Jovens vencedores do desafio exibem o certificado de participação

O programa Teia MG tem como principal objetivo criar desafios para estimular os agentes do projeto a utilização consciente das ferramentas gratuitas da WEB 2.0 como instrumentos de inovação e empreendedorismo para atender as demandas dos Polos de Inovação das cidades Almenara, Araçuaí, Diamantina, Janaúba, Januária, Pirapora, Salinas e Teófilo Otoni. O secretário de Estado de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Narcio Rodrigues, participou, nesta sexta-feira (21), na Cidade Administrativa Presidente Tancredo Neves, da premiação do Desafio Empreendedorismo Digital – Teia MG, pelo qual os jovens receberam um certificado.

Os oito jovens, um de cada polo, entre 14 e 21 de idade também receberam com o apoio da Fapemig,  o prêmio para participar do Evento Pitch: Empreendedorismo Digital, que será realizado em 23 de junho, no Museu de Arte Contemporânea Inhotim. O concurso visa avaliar a melhor proposta de elaboração de rede social ou startup destinada a atender a demanda de cada Polo de Inovação. O produto de Web proposto também pode ser destinado a uma pessoa física ou jurídica de negócio formal ou informal ou destinar-se a um projeto social ou de cunho cultural da região norte/nordeste de Minas Gerais.

Para o secretário Narcio, é muito importante que iniciativas como essas sejam colocadas em prática e multiplicadas, para que as boas ideias da juventude sejam mostradas e possam se tornar realidade. “Cumprimento cada um desses jovens que receberam a premiação, na certeza de que temos muito a fazer e de que estamos no caminho certo. Principalmente, ao ver projetos que sinalizem o desenvolvimento sustentável, que é o caminho onde devemos seguir”, comenta.

Os jovens desenvolveram redes que permitem a interação com a realidade de sua região, como por exemplo: Rede de cultura local, da Sâmara Maria Prates, de Almenara; meio ambiente e sustentabilidade, do Mailson Silva, de Araçuaí; de empreendedorismo estudantil universitário, do Heverton de Paula, de Diamantina; de ongs de Januária, Claysse Aparecida Alves Machado, de Januária; projeto regional de empreendedorismo, do Willian Douglas Lopes Guimarães, de Janaúba; empresas da assistência comercial e industrial, do Lucas Miranda Nunes de Araújo, de Pirapora; meio ambiente e sustentabilidade, do Antonio Bandeira Neto, de Salinas; e dicas sobre internet e tecnologia, desenvolvido por, Leonardo Rodrigues de Jesus, de Malacacheta, que pertence ao Polo de Teófilo Otoni.

Pitch: Empreendedorismo Digital 

Com o apoio do Governo de Minas, por meio da Secretaria de Estado de Esportes e da Juventude (SEEJ), será realizado amanha (23) a 3ª edição do Pitch Digital. O evento, que acontecerá no Inhotim, em Brumadinho, é uma oportunidade para novos empreendedores apresentarem suas ideias a investidores nacionais e estrangeiros e um ambiente propício à discussão de novas tecnologias digitais.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/concurso-estimula-o-empreendedorismo-digital-nos-jovens-mineiros/

Gestão Eficiente: combate ao transporte ilegal bate recorde de apreensões no Norte de Minas

Operação realizada pelo DER-MG para coibir a clandestinidade do transporte rodoviário apreende mais de 60 veículos

Mário Chrispim / DER-MG
Em cinco dias de abordagens, foram apreendidos 66 veículos em situação irregular
Em cinco dias de abordagens, foram apreendidos 66 veículos em situação irregular

O Departamento de Estradas de Rodagem de Minas Gerais (DER-MG), por meio de sua Diretoria de Fiscalização, vem realizando, na região do Norte de Minas, uma série de blitze para combater o transporte clandestino de passageiros. As blitze que começaram domingo (17) bateram um recorde de apreensões de transportadores clandestinos no interior do Estado. O recorde de apreensões, que antes era de 21 apreensões de veículos realizando transporte ilegal, em cinco dias de abordagens e passou a ser de 66.

Denominada pelo DER-MG de “Operação Catedral” por fazer referência à praça de onde parte o maior volume de veículos clandestinos na cidade de Montes Claros, para alcançar o expressivo número de apreensões, começou a ser planejada em fevereiro desde ano com realizações de diversas reuniões entre promotores, juízes, Polícia Rodoviária Federal, Polícia Militar Rodoviária, prefeituras e Agência Nacional de Transportes Terrestres.

Para o diretor de Fiscalização do DER-MG, João Afonso Baeta Costa Machado, “mais importante do que a quebra de recorde de apreensões, é a migração dos usuários do transporte clandestino para o regular, pois segundo levantamentos feitos por nós, a operação refletiu em um aumento de 40% no volume de usuários do sistema regular”. Segundo Baeta, isto demonstra o quanto o sistema irregular está prejudicando aqueles que trabalham dentro da legalidade.

Operação Catedral

Agentes a paisana de diversas instituições passaram três meses utilizando os serviços dos transportadores ilegais para mapear os hábitos desde o primeiro passo que é o aliciamento de cidadãos para a venda de passagens ilegais até as possibilidades de rotas de fuga das blitze, e até mesmo a criação de pontos de embarque e desembarque proibidos.

“Quando estes veículos começam a sair para as viagens já temos em nossas mãos suas placas características, volume de passageiros, enfim, uma gama de informações que os impossibilitem uma fuga de nossa fiscalização, o que proporciona aos nossos fiscais abordarem, multarem e apreenderem os clandestinos com a máxima precisão” detalhou Baeta. “Até mesmo, membros da nossa equipe de fiscalização, só fica sabendo onde atuarão minutos antes de iniciar as blitze daquele horário, como forma de preservar a segurança dos participantes e métodos de operação semelhante ao da guerrilha”, acrescentou o diretor.

Sem data para encerrar, a “Operação Catedral” já conseguiu causar impacto negativo na rede de transportadores clandestinos de 165 cidades da região do Norte de Minas. Dados do DER-MG estimam que em toda Minas Gerais existam cerca de 20 mil transportadores irregulares, e que 40% atuem na área de influência de Montes Claros, Pirapora, Salinas, Januária, Janaúba, Brasília de Minas, Diamantina e Curvelo.

Até o momento foram realizados aproximadamente mais de 550 transbordos de passageiros de veículos apreendidos no transporte ilegal, para ônibus do sistema regular. “Nosso objetivo com este tipo de operação não é prejudicar o cidadão que inadvertidamente optou por um meio de deslocamento que coloca em risco sua vida, por isto eles são encaminhados para realizarem o restante de sua viagem em ônibus do sistema regular sem que ele tenha que arcar com qualquer custo” explicou Baeta.

Legislação e multas

Quando os veículos utilizados pelos transportadores clandestinos são surpreendidos pela fiscalização do DER-MG, são aplicadas as penalidades da Lei 19.445/11, que prevê multa de R$ 1.164,55 e cobrança em dobro do valor no caso de reincidência; apreensão do veículo; liberação do veículo apenas após o pagamento de todas as despesas relativas ao guincho, diárias de apreensão, além de todas as multas pendentes do infrator; abertura de processo administrativo e até mesmo o enquadramento do infrator no Art. 301 do Código de Processo Penal para quem é flagrado realizando transporte clandestino.

No caso do transporte clandestino ser realizado por táxi, é utilizado o Decreto nº 44.035/05, pois a instituição não pode autorizar viagens intermunicipais regulares por taxi, em virtude de não estar incluído no, que normatiza a matéria. Outra questão também observada é o transporte remunerado realizado por veículos particulares, pois estes ao não serem habilitados a cobrar por qualquer transporte, o condutor pode ser enquadrado por exercício ilegal da profissão.

Educação do usuário do transporte clandestino

O trabalho da Diretoria de Fiscalização do DER/MG não se limita apenas as ações de coibição do transporte clandestino, mas, também, realiza eventos de conscientização da população alertando que este tipo de deslocamentos irregulares coloca em risco a vida do cidadão ao não oferecer viagens com qualidade e garantias de seguridade. Baeta afirma que já foram detectados e apreendidos transportadores clandestinos dirigindo depois de terem consumido bebidas alcoólicas, inabilitados, e mais grave, com vínculo junto ao contrabando, lavagem de dinheiro e tráfico de drogas.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/combate-ao-transporte-ilegal-bate-recorde-de-apreensoes-no-norte-de-minas/

Gestão da Educação: Unimontes realiza, em oito cidades de Minas, as provas do Processo Seletivo de 2012

Segundo processo seletivo tem abstenção geral de 10,85%; Exames foram realizados em Montes Claros, Belo Horizonte, Almenara, Janaúba, Januária, Paracatu, Pirapora e Unaí

Unimontes / Divulgação
No total, 6.321 candidatos se candidataram ao processo seletivo da Unimontes
No total, 6.321 candidatos se candidataram ao processo seletivo da Unimontes

A Universidade Estadual de Montes Claros (Unimontes) realizou neste domingo (03), em oito cidades de Minas Gerais, as provas do segundo Processo Seletivo de 2012. Dos 6.321 inscritos, 686 não compareceram – índice de abstenção de 10,85%, conforme a Comissão Técnica de Concursos (Cotec), responsável pelo vestibular. O resultado final com a relação dos aprovados para as 661 vagas disponíveis em 27 cursos será divulgado no dia 6 de julho.

Os exames foram realizados em quatro prédios do campus-sede da Unimontes, no Colégio Estadual Governador Milton Campos (Belo Horizonte) e nos campi de Almenara, Janaúba, Januária, Paracatu, Pirapora e Unaí. São distribuídos 230 pontos – 210 nas provas objetivas (múltipla escolha) e 20 na de redação. Quatro candidatos foram eliminados pelo porte de telefone celular dentro da sala, o que é terminantemente proibido conforme edital.

Pela manhã e início da tarde, foram realizadas as provas para 3.587 candidatos aos 14 cursos relacionados no Grupo 1. A prova de redação teve como tema as formas saudáveis de aplicação da visão, audição e fala, de autoria da especialista Betty Milan, colunista da revista “Veja”. “Um texto muito interessante. Não tive dificuldades em discorrê-lo. As demais provas, como de Biologia e de Português, estavam tranqüilas”, disse Ana Paula Morais Corrêa Machado, de 17 anos, candidata ao curso de Educação Física/Bacharelado. Ainda treinante, a estudante vê no 2º Processo Seletivo 2012 a oportunidade de “ganhar experiência e se acostumar ao estilo da prova da Unimontes” para, mais tarde, concorrer a uma vaga no curso de Direito ou no de Medicina, provavelmente no vestibular de final de ano.

À tarde e à noite foram aplicadas as provas para os 2.048 candidatos aos 13 cursos do Grupo 2. Na prova de redação, os estudantes fizeram opção por um dos temas apresentados: “Bullying” ou “como conviver com as diferenças”. “São temas do nosso dia a dia. Escolhi redigir sobre o bullying e não tive problemas”, disse Oliver Braga, de 18 anos, que já é acadêmico do curso de Administração da Unimontes, mas está na tentativa de mudar de área e chegar ao curso de Engenharia Civil.

Para mais informações sobre as provas do segundo Processo Seletivo de 2012 acesse www.unimontes.br.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/unimontes-realiza-em-oito-cidades-de-minas-as-provas-do-processo-seletivo-de-2012/

Gestão anastasia: Programa do Governo de Minas para a qualidade do leite chega ao Norte e Nordeste do Estado

Parceria entre o Polo de Excelência do Leite e os polos de inovação do Norte e Nordeste de Minas vai contribuir para a expansão do Sistema Mineiro de Qualidade do Leite

Divulgação/Sectes MG
A higienização dos utensílios utilizados na ordenha é um dos padrões de qualidade aprimorados pelo projeto
A higienização dos utensílios utilizados na ordenha é um dos padrões de qualidade aprimorados pelo projeto

O setor leiteiro do Norte e Nordeste do Estado vai ganhar um novo estímulo. Com o objetivo de alcançar padrões nacionais e internacionais de exigência, a partir de junho, laticínios e cooperativas dessas regiões receberão instruções sobre como melhorar as práticas de produção. A ação faz parte do programa Sistema Mineiro de Qualidade do Leite (SMQL), desenvolvido pelo Polo de Excelência do Leite e Derivados, da Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior (Sectes), em parceria com a empresa neozelandesa QConz.

O projeto, iniciado em 2011, atendeu a cerca de 100 indústrias das regiões da Zona da Mata, Sul de Minas e Campo das Vertentes. Após serem capacitadas, essas instituições repassaram, por meio de técnicas simples e de baixo custo – como o Cinturão de Qualidade -, os ensinamentos para os seus produtores rurais.

Com espaços reservados para produtos higienizantes e papel-toalha, o cinturão auxilia o produtor no momento da ordenha, contribuindo para a redução no número de Contagem Bacteriana Total (CBT) e Contagem de Células Somáticas (CCS) presentes no leite. Ao todo, 1,5 mil produtores rurais já foram beneficiados. “No primeiro laticínio, aplicamos o programa junto a 15 produtores. Hoje, são 600 atendidos”, destaca o coordenador do projeto, Abel Fernandes.

Além de atender às necessidades dos produtores, laticínios e consumidores, o treinamento aborda as normas de produção e qualidade do leite presentes na Instrução Normativa nº 62 – documento do Ministério da Agricultura que oficializa os métodos para análises microbiológicas para controle de produtos de origem animal e água. Assim, o consumidor adquire um produto com maior qualidade, os laticínios passam a ter um ganho na produtividade e é possível aumentar a renda dos produtores, que recebem mais pelo litro de leite.

Parceria fundamental da Emater e dos Polos de Inovação

Na segunda etapa do programa SMQL, 24 unidades processadoras de produtos lácteos do Norte e Nordeste de Minas serão capacitadas em um período de sete meses, que tem início em junho. “Em média, dez a 15 produtores serão capacitados por laticínio, o que significará cerca de 300 produtores rurais beneficiados”, esclarece Fernandes.

Para isso, técnicos dos laticínios locais e da Emater regional serão habilitados pelo programa para realizarem os treinamentos nas cooperativas e laticínios da região. O trabalho da equipe da Emater consistirá, principalmente, na divulgação do programa para os produtores rurais, enquanto os técnicos dos laticínios vão atuar na capacitação dos mesmos. A ação também tem o apoio dos Polos de Inovação, programa da Sectes que busca fortalecer vocações e promover cidadania nas regiões do Norte de Minas, Vale do Jequitinhonha e Mucuri. Os agentes dessas unidades divulgaram o programa na região com a finalidade de conquistar parcerias, definir estratégias e contratar empresas.

As microrregiões a serem contempladas com o programa são: Araçuaí, Almenara, Janaúba, Januária, Salinas, Teófilo Otoni, Montes Claros e Diamantina.

Nessa nova etapa do projeto, serão investidos pela Sectes e pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais (Fapemig) R$ 120 mil. Uma contrapartida do mesmo valor também será invetida pelos laticínios. Na primeira fase, as mesmas instituições liberaram, ao todo, mais de R$ 1 milhão.

Como funciona o programa

O projeto-piloto foi baseado em uma metodologia neozelandesa que reúne técnicas simples e econômicas, tanto para a implantação quanto para sua manutenção. Essas experiências foram trazidas pela QConz, que elaborou, em parceria com o Polo do Leite, o sistema de qualidade. O trabalho é realizado em oito dias em cada laticínio, sendo dois dias de consultoria para definir e implantar a infraestrutura de qualidade, três dias de formação em CBT, CCS e antibióticos para ambos os sistemas de ordenha e três dias acompanhando os técnicos do laticínio nas fazendas.

Polo de Excelência do Leite

Ancorado na Embrapa Gado de Leite, o Polo atua desde 2007 na articulação de competências para promover inovações tecnológicas, atender a demandas e atrair negócios para o desenvolvimento sustentável do sistema agroindustrial do leite. O Polo ainda transformou a região em referência nacional e internacional para o setor.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/programa-do-governo-de-minas-para-a-qualidade-do-leite-chega-ao-norte-e-nordeste-do-estado/

Governo de Minas: Unimontes divulga Edital do PAES

Serão abertas 641 vagas em 57 cursos

Foi divulgado segunda-feira (28), pela Comissão Técnica de Concursos (Cotec) da Universidade Estadual de Montes Claros (Unimontes), o edital do Programa de Avaliação Seriada para o Acesso ao Ensino Superior – PAES – triênios 2012/2014 (1ª etapa), 2011/2013 (2 ª etapa) e 2010/2012 (3ª etapa). Serão preenchidas 641 vagas em 57 cursos ministrados no campus-sede e nos demais campus do Norte e Noroeste de Minas e do Vale do Jequitinhonha.

As inscrições serão recebidas no período de 23 de julho a 31 de agosto e deverão ser feitas exclusivamente pela internet, através do portal eletrônico www.cotec.unimontes.br, no qual também pode ser conferido o edital completo.

As provas do PAES/2012 estão marcadas para o dia 25 de novembro, em Montes Claros, Belo Horizonte e nos campus de Almenara, Bocaiúva, Brasília de Minas, Espinosa, Janaúba, Januária, Paracatu, Pirapora, Salinas e São Francisco.

Para os inscritos na 1ª etapa (1ª série do ensino médio), os exames serão aplicados das 8 às 12 horas. Os candidatos das 2ª e 3ª etapas realizam as provas das 15 às 19 horas. Somente os candidatos que cursam atualmente a terceira série do ensino médio (ou ensino profissionalizante de nível médio), que obrigatoriamente devem se inscrever na 3ª etapa, podem optar por cursos para concorrer às vagas oferecidas.

A Unimontes disponibiliza o programa socioeconômico do PAES para que os candidatos carentes possam pleitear desconto ou mesmo isenção das taxas de inscrição. A pré-inscrição para o sistema deverá ser feita no período de 23 de julho a 13 de agosto, também pelo portal eletrônico http://www.cotec.unimontes.br.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/unimontes-divulga-edital-do-paes/

Gestão Anastasia: Feira do Pró-Genética no Norte de Minas terá 45 touros

Produtores familiares do município de Varzelândia têm oportunidade de melhorar seu gado de corte

Um lote de 45 tourinhos de alta genética será colocado à venda neste sábado (26), no município de Varzelândia, Norte de Minas, sendo compradores preferenciais os agricultores familiares. É a primeira feira do Programa de Melhoria da Qualidade Genética do Rebanho Bovino do Estado de Minas Gerais (Pró-Genética), criado pela Secretaria de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Seapa).

Está prevista a demanda de pelo menos 35 animais, que serão integrados principalmente aos rebanhos das propriedades de agricultura familiar com o objetivo de gerar bovinos de qualidade.

O Pró-Genética é executado por meio da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado de Minas Gerais (Emater-MG) e Instituto Mineiro de Agropecuária (IMA). As ações são desenvolvidas em parceria com a Associação Brasileira de Criadores de Zebu (ABCZ), Associação Brasileira de Criadores de Girolando, sindicatos rurais, prefeituras, cooperativas, Bancos do Brasil e do Nordeste e Sistema das Cooperativas de Crédito do Brasil (Sicoob).

De acordo com a Emater local, a feira de Varzelândia será realizada a pedido dos produtores, que nos últimos três anos compraram animais melhoradores em feiras realizadas nos municípios de Januária e Janaúba, no Norte do Estado. O extensionista André Rodrigues Bezerra diz que os pecuaristas, em sua maioria do setor de gado de corte, estão muito satisfeitos com os resultados obtidos mediante a introdução dos tourinhos nas fazendas.

André Bezerra acrescenta que, nos encontros com os produtores do município e região para identificar os tourinhos de sua preferência, predominou a raça Nelore, seguida do Gir, Tabapuã, Guzerá e Brahma.  Os extensionistas sugerem a raça mais adequada para a situação de cada propriedade. A exemplo do trabalho realizado nas demais feiras do Pró-Genética, os extensionistas  ajudam também os produtores em todos os estágios necessários para a obtenção do crédito do Pronaf. Na feira de Varzelândia, o crédito será concedido por intermédio do Banco do Brasil e Siccob-CrediNorte.

Já os produtores não cadastrados como agricultores familiares terão acesso a outras linhas de crédito, mas também poderão recorrer à orientação dos extensionistas.

Nova realidade

Para o secretário da Agricultura, Elmiro Nascimento, o Pró-Genética está correspondendo ao objetivo de facilitar o acesso dos estabelecimentos da agricultura familiar (plantel de até 160 cabeças) aos touros de alta genética. “Esses animais podem ajudar na transformação da realidade dos rebanhos de Minas”, explica. Em 2011 foram realizadas, no Estado, 12 feiras que resultaram na venda de 254 reprodutores. Para este ano, o programa tem a previsão de 30 feiras e leilões de tourinhos.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/feira-do-pro-genetica-no-norte-de-minas-tera-45-touros/

Gestão Anastasia: Governo de Minas inaugura unidade do Centro Viva Vida em Ribeirão das Neves

Centro de atenção integral à saúde sexual recebeu mais de R$ 1,2 milhão em investimentos do Estado

Nesta quarta-feira (16), o Governo de Minas, por meio da Secretaria de Estado de Saúde, inaugura o 27º Centro Viva Vida de Referência Secundária (CVVRS), desta vez na cidade de Ribeirão das Neves, na Região Metropolitana de Belo Horizonte.

O Governo do Estado investiu R$ 1.291.961,68 no Centro Viva Vida “Cenira Gurgel de Carvalho”. Na unidade, que possui 605 metros quadrados, a Secretaria Estadual de Saúde vai investir, mensalmente, R$ 107.657,00, para manutenção e custeio da unidade.

O Centro terá como objetivos oferecer atenção integral à saúde sexual e reprodutiva da população, melhorar a qualidade de vida de doentes crônicos, oferecer atendimento especializado na área de saúde reprodutiva principalmente para mulheres e gestantes, atuando diretamente na redução da mortalidade infantil e materna.

Os usuários do SUS de Ribeirão das Neves poderão usufruir também de atendimento em planejamento familiar, pediatria, ginecologia, obstetrícia, mastologia, urologia, fisioterapia, nutrição e psicologia, com atendimento estimado em aproximadamente 30 mil pessoas por ano.

Participam da solenidade o secretário de Estado de Saúde, Antônio Jorge de Souza Marques, o prefeito de Ribeirão das Neves, Wallace Ventura Andrade, e o superintendente Regional de Saúde de Belo Horizonte, Paulo de Tarso Machado Auais, dentre demais autoridades das cidades do entorno.

Centro Viva Vida de Referência Secundária

Desde 2007 já foram inaugurados 27 Centros Viva Vida no Estado, nas cidades de Brasília de Minas, Itabirito, Santo Antônio do Monte, Janaúba, Capelinha, Frutal, Governador Valadares, Sete Lagoas, São Lourenço, Taiobeiras, Januária, Juiz de Fora, São João Del Rei, Leopoldina, Santa Luzia, Patrocínio, Campo Belo, Campo Bel, Manhuaçu, Teófilo Otoni, Diamantina, Itabira, Viçosa, Pirapora e Patos de Minas.

Serviço:

Inauguração do Centro Viva Vida de Referência Secundária “Cenira Gurgel de Carvalho”

Data: 16/05/2012 (quarta-feira)

Horário: 10h

Local: Rua Geraldino Rocha nº 180, bairro Felixlândia, Ribeirão das Neves

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/governo-de-minas-inaugura-unidade-do-centro-viva-vida-em-ribeirao-das-neves/

 

Governo de Minas: Anastasia lança Plano de Ação de Combate a Incêndios Florestais

Seis programas operacionais divididos em prevenção e controle, capacitação, combate, infraestrutura e logística, comunicação, fiscalização e investigação integram a proposta

Osvaldo Afonso / Imprensa MG
Segundo Anastasia, plano envolve o poder público, os cidadãos e a sociedade civil nas ações de prevenção
Segundo Anastasia, plano envolve o poder público, os cidadãos e a sociedade civil nas ações de prevenção

O governador Antonio Anastasia lançou, nesta quarta-feira (02), no Palácio Tiradentes, o Plano de Ação 2012 de Prevenção e Combate a Incêndios Florestais, que irá receber investimentos de R$ 26 milhões. O objetivo do Plano é diminuir o número de ocorrências de queimadas nas Unidades de Conservação (UCs) de Minas e dar respostas rápidas no combate ao fogo, além de envolver cidadãos e sociedade civil nas ações de prevenção.

“Estamos chamando toda Minas Gerais para em conjunto combatermos a essa questão do fogo descontrolado no período da seca. Vamos trabalhar duplicado, triplicado, quadriplicado, quintuplicado de maneira muito enfática durante este ano para diminuirmos os efeitos do fogo e seus prejuízos. Peço, não só aos presentes, às instituições presentes, mas a todos os mineiros, para que tenham muita cautela. Vamos trabalhar na prevenção para que, em 2012, tenhamos um ano menos sofrido”, afirmou o governador Antonio Anastasia.

O secretário de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável, Adriano Magalhães, destacou os investimentos para 2012, inclusive em parceria com entidades privadas.

“Saímos de um orçamento de R$ 4 milhões para um orçamento direto de R$ 26 milhões, ou seja, quase sete vezes mais. Além das parcerias com as empresas, que representam mais R$ 9 milhões e a contratação de pessoal para as nossas unidades de conservação, que são 75 ao todo no Estado. Com isso, somamos um investimento superior a R$ 50 milhões, o que mostra a relevância e a preocupação do Estado com o tema”, disse Magalhães.

Plano

Levantamentos da Secretaria de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (Semad) apontam que 90% das queimadas nas unidades de conservação estaduais têm origem criminosa. Integram o Plano de Ação 2012 de Prevenção e Combate a Incêndios Florestais seis programas operacionais divididos em Prevenção e Controle, Capacitação, Combate, Infraestrutura e Logística, Comunicação, Fiscalização e Investigação.

“Orientei ao secretário Adriano Magalhães a sermos, neste ano, mais cautelosos, mais empreendedores e mais prevenidos em relação ao que fomos no passado e prepararmos um projeto mais amplo, ambicioso e abrangente para não permitirmos que, em 2012, tenhamos a repetição do que ocorreu em anos anteriores quando os incêndios grassaram nosso Estado”, afirmou Anastasia.

Combate a incêndios

O governador assinou decreto que define diretrizes para a Força Tarefa do Programa de Prevenção e Combate a Incêndios Florestais de Minas Gerais (Previncêndio), voltado para a proteção das Unidades de Conservação (UCs) sob responsabilidade do Estado, seus entornos e áreas de relevante interesse ecológico.

O decreto cria, ainda, uma sub-base da Força Tarefa, que será instalada na estrutura da Adjuntoria de Emergência Ambiental do Corpo de Bombeiros Militar de Minas Gerais, instalada no Parque Estadual Serra do Rola Moça. Com isso, serão intensificadas as ações de prevenção e combate dentro de uma das mais importantes unidades de conservação estaduais da Região Metropolitana de Belo Horizonte. Além da sede do Previncêndio em Curvelo, estão em funcionamento sub-sedes em Januária e Viçosa.

A Diretoria de Meio Ambiente e Trânsito (DMAT) da Polícia Militar de Minas Gerais (PMMG) recebeu 28 viaturas que reforçarão a frota que atua dentro das UCs estaduais e nas rodovias que cortam essas áreas protegidas. São 16 blazers e 12 caminhonetes, nos quais foram investidos R$ 2,5 milhões.

Depois da solenidade, a Força Tarefa Previncêndio (FTP) fez uma simulação de combate a incêndio na Praça Cívica da Cidade Administrativa. Foram usados helicópteros do Comando de Radiopatrulhamento Aéreo (Corpaer) da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros no combate aéreo e equipes de brigadistas simularam o combate em solo. Uma exposição apresentou os equipamentos e veículos usados no combate às chamas.

Força Tarefa Previncêndio

A Força Tarefa (FTP) do Programa de Prevenção e Combate a Incêndios Florestais de Minas Gerais (Previncêndio) foi criada em 2005, para aperfeiçoar o trabalho de combate a incêndios florestais no Estado. É a primeira do gênero na América Latina e integrada pela Semad, Instituto Estadual de Florestas, o Corpo de Bombeiros Militar, as Polícias Militar e Civil e a Coordenadoria Estadual de Defesa Civil (Cedec). Integra a estrutura da Semad.

O objetivo da FTP é apoiar as ações de prevenção e coordenar o combate a incêndios florestais nas unidades de conservação sob responsabilidade do Estado. A equipe da Força Tarefa está de prontidão 24 horas por dia para atendimento às ocorrências e denúncias pelo telefone 0800 28 32323.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/anastasia-lanca-plano-de-acao-de-combate-a-incendios-florestais/

Governo de Minas: Anastasia participa de lançamento do livro “A Execução Penal à Luz do Método Apac”

Para governador, resultados da metodologia de recuperação são muito melhores do que os alcançados pelas instituições prisionais tradicionais

Omar Freire/Imprensa MG
Anastasia recebe livro das mãos do presidente do TJMG, desembargador Cláudio Costa
Anastasia recebe livro das mãos do presidente do TJMG, desembargador Cláudio Costa

O governador Antonio Anastasia participou, nesta sexta-feira (16), no auditório da Unidade Raja Gabaglia do Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG), do lançamento do livro A Execução Penal à Luz do Método APAC. Organizado pela desembargadora Jane Ribeiro Silva, a publicação tem prefácio do governador Anastasia, posfácio do desembargador Joaquim Alves de Andrade e artigos de 23 advogados, juízes, procuradores e desembargadores de Justiça.

O objetivo do livro é divulgar o método da Associação de Proteção e Assistência aos Condenados (Apac) para recuperar e ressocializar presos que cumprem pena nas penitenciárias do país e que se tornou referência para a Lei de Execução Penal brasileira. As Apacs se tornaram importantes instrumentos para desafogar o sistema prisional.

O presidente do TJMG, desembargador Cláudio Costa, entregou um exemplar do livro ao governador Anastasia. Também participaram da solenidade, o presidente do Conselho da Apac, juiz Paulo Antônio de Carvalho, o segundo vice-presidente do TJMG, Joaquim Herculano Rodrigues, entre outras autoridades.

Antonio Anastasia classificou como fato memorável a organização e publicação do livro. “Há alguns anos, muitos duvidavam das ações do método Apac. Hoje, pelo esforço da doutora Jane e dos autores deste livro, já temos uma doutrina do método Apac. Temos de apostar e investir em uma metodologia muito mais racional, com resultados muito melhores de recuperação do que os das instituições prisionais tradicionais. A publicação desta obra é o reconhecimento publico de que estamos no caminho certo com reconhecimento judicial e da sociedade”, afirmou.

Apac

As unidades Apac funcionam como albergues, em que os condenados são mantidos em regime semiaberto. As ações de recuperação e ressocialização são baseadas na participação da comunidade, no trabalho, religião, na assistência jurídica e de saúde, na valorização humana e no apoio da família.

Em Minas, existem 36 unidades Apac. A primeira experiência foi implantada em 1986, em Itaúna, e hoje é reconhecida nacionalmente como modelo na recuperação de condenados. Desde 2003, o Governo de Minas celebrou 36 convênios com as Apacs, sendo nove para construção e 27 para manutenção e despesas, totalizando 2.164 vagas mantidas com verbas do Estado. Cumprem pena em Apacs 1.556 recuperandos. Em 2011, o Governo de Minas investiu R$ 15,2 milhões na manutenção e construção de unidades. Este ano, a previsão de investimentos é de R$ 16 milhões.

As Apacs conveniadas estão localizadas nos municípios de Alfenas, Araxá, Arcos, Campo Belo, Caratinga, Frutal, Governador Valadares, Inhapim, Itajubá, Itaúna, Ituiutaba, Januária, Lagoa da Prata, Leopoldina, Machado, Manhuaçu, Nova Lima, Paracatu, Passos, Patrocínio, Perdões, Pirapora, Pouso Alegre, Rio Piracicaba, Sacramento, Santa Bárbara, Santa Luzia, Santa Maria do Suaçuí, São João del-Rei, Sete Lagoas, Uberlândia e Viçosa.

Fonte: Agência Minas