Arquivos do Blog

Gestão da Saúde: Hemominas em Ituiutaba faz coleta de sangue em horário alternativo

A expectativa é atender 50 candidatos à doação

A unidade da Hemominas em Ituiutaba, no Triângulo Mineiro, atenderá nesta quarta-feira (27), os doadores excepcionalmente das 17h às 20h, além de realizar o atendimento no horário normal, das 7h30 às 11h. A expectativa é atender cerca de 50 candidatos à doação de sangue durante o horário alternativo. A unidade está localizada na Avenida 5ª, s/nº, entre as ruas 38 e 40, no bairro Progresso.

Segundo a Portaria 1.353/2011 do Ministério da Saúde, podem doar sangue cidadãos com boa saúde, idade entre 18 e 67 anos. Os candidatos devem pesar acima de 50 quilos, não ter ingerido bebida alcoólica nas últimas 12 horas, não ter tido hepatite após os 11 anos de idade, e que não tenham doença de Chagas. Jovens com 16 e 17 anos, somente poderão se candidatar à doação de sangue com a presença dos responsáveis legais ou autorização dos responsáveis com firma reconhecida em cartório, cujo modelo de autorização está disponível no site www.hemominas.mg.gov.br.

A idade máxima para a primeira doação de sangue é 60 anos. Os candidatos, que já tiverem doado pelo menos uma vez antes dos 60 anos, poderão doar até a idade de 67 anos.

Para mais informações sobre os critérios para doação de sangue acessar http://www.hemominas.mg.gov.br/hemominas/menu/cidadao/doacao/condicoes_doacao ou ligar para o 155.

O hotsite www.projetonaveia.com.br promove interatividade e participação também na divulgação da doação, principalmente para os jovens. Acesse e conheça o Projeto na Veia.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/hemominas-em-ituiutaba-faz-coleta-de-sangue-em-horario-alternativo-2/

Governo de Minas: Hemominas organiza passeio para lembrar o Dia do Paciente

A ação teve a finalidade de promover a interação e socialização entre os pacientes.

Adair Gomez / Hemominas
Rosalina de Jesus, uma das pacientes mais antigas da Hemominas aproveita o Dia do Paciente em visita ao zoológico de Belo Horizonte
Rosalina de Jesus, uma das pacientes mais antigas da Hemominas aproveita o Dia do Paciente em visita ao zoológico de Belo Horizonte

A Fundação Hemominas realizou, nesta sexta-feira (22), um passeio com pacientes na Fundação Zoo-Botânica de Belo Horizonte para lembrar o Dia do Paciente da instituição, comemorado no 24 de junho. A ação, organizada pela equipe interdisciplinar do ambulatório do Hemocentro de Belo Horizonte, teve a finalidade de promover a interação e socialização entre os pacientes.

Para Rosângela de Castro, assistente social da Hemominas, o retorno é positivo, pois muitos dos pacientes têm nessas atividades a possibilidade do acesso ao lazer. “Nossos pacientes ficam ansiosos, aguardando e nos perguntando quando haverá novas ações”, afirma Rosângela.

Para muitos pacientes, essa foi uma oportunidade de conhecer o local pela primeira vez. Gabriel Marcos de Oliveira, 10, paciente da Hemominas desde o primeiro ano de vida, nunca havia ido ao zoológico. “Essa foi uma oportunidade de realizar um passeio divertido. Ele nunca havia conhecido o zoológico devido à dificuldade de locomoção e graças à Hemominas, eu pude trazê-lo”, destaca Aparecida do Rosário Fernandes, mãe de Gabriel.

Rosalina de Jesus, 65, é uma das pacientes mais antigas da Fundação Hemominas. Fazendo acompanhamento e tratamento para anemia falciforme há aproximadamente 50 anos, ela não perde o humor e brinca dizendo que “a Hemominas cuida do corpo e da alma”.

Referência

A Fundação Hemominas é referência no diagnóstico e tratamento de pacientes portadores de coagulopatias e hemoglobinopatias em Minas Gerais, atendendo uma média diária de 120 pacientes no Hemocentro de Belo Horizonte. A instituição possui cerca de 7 mil pacientes em todo o Estado.

Na busca constante pela qualidade de vida do paciente, os ambulatórios da Fundação Hemominas investem em atividades lúdicas, como pintura, leitura de contos e brincadeiras, promovendo assim o bem-estar daqueles que procuram o ambulatório para tratamentos.

“A Fundação tenta amenizar da melhor forma as dificuldades que nossos pacientes encontram na sua vida”, ressalta Davidson de Oliveira Correa, pedagogo da Fundação Hemominas.

Atualmente, das 24 unidades que integram a rede Hemominas, 16 possuem atendimento ambulatorial para os pacientes, sendo elas: Belo Horizonte, Montes Claros, Governador Valadares, Divinópolis, Sete Lagoas, Juiz de Fora, Pouso Alegre, Patos de Minas, Uberaba, Uberlândia, Manhuaçu e Diamantina. As unidades que atendem, exclusivamente, os portadores de coagulopatias hereditárias são Ponte Nova, Ituiutaba, São João del-Rei e Passos.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/hemominas-organiza-passeio-para-lembrar-o-dia-do-paciente/

Gestão Anastasia: Uberlândia é a segunda cidade que mais abre novas empresas em Minas Gerais

Por meio do programa Minas Fácil, 23.658 empresas foram instaladas, em tempo médio de oito dias, no município

As cartilhas são uma parceria do Minas Fácil com o Sebrae, e orientam os empresários sobre abertura e manutenção de uma empresa

Desde 2007, quando foi implantado o serviço Minas Fácil, gerido pela Junta Comercial do Estado de Minas Gerais (Jucemg), em Uberlândia, 23.658 novas empresas foram abertas, trazendo benefícios para a cidade do Triângulo Mineiro. Mensalmente, são cerca de 260 empresas constituídas, com destaque para comércio, serviços e indústria, que fazem de Uberlândia a segunda no ranking em Minas Gerais, atrás apenas de Belo Horizonte.

O Minas Fácil garante aos empreendedores mineiros mais facilidade e agilidade para abrir seu próprio negócio. Em média, a formalização se dá em oito dias. Antes do programa, o prazo médio para constituir o negócio era de 90 dias e o empreendedor tinha que percorrer vários órgãos para finalizar o processo de registro.

De acordo com a coordenadora do Minas Fácil em Uberlândia, Dilvânia Arantes, o bom momento econômico, bem como a facilidade de abertura de empresas, possibilitam a entrada de novos empresários no mercado de trabalho. “Garantimos todo o processo com agilidade e comodidade em apenas oito dias, além de orientarmos os usuários, através de cartilhas, com informações sobre planejamento, abertura, formalização, financiamento e capacitação de empresas, juntos com parceiros como o Sebrae-MG e a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico. Estimulamos a formalidade e, ainda, a possibilidade de mais investimentos para o município através da arrecadação de impostos”, disse.

Empresário e dono de um escritório de contabilidade há 20 anos, Areno Cardoso da Silva constitui mensalmente dez empresas em Uberlândia e municípios vizinhos. Para ele, o Minas Fácil, por reunir em um único espaço órgãos e entidades responsáveis pela abertura de empresa, facilita todo o processo, desde o trabalho no escritório, que conta com a colaboração de 32 funcionários, à satisfação do cliente, que rapidamente está com toda a documentação aprovada.

“Antes, era necessário irmos à Junta Comercial, Receitas Federal e Estadual e outros órgãos, com longos prazos para a consolidação das empresas. Agora, em um único local temos toda a documentação analisada e o melhor, CNPJ e inscrição estadual liberados em, no máximo, oito dias”, comemora o empresário. Areno lembra, ainda, que nove consultas para abertura de empresas estão no Minas Fácil neste momento. “Recentemente, consolidamos uma empresa em apenas três dias, muito ágil”, comentou.

Aumento ano a ano

Dados da Jucemg apontam crescimento ano a ano em Uberlândia e região. Em 2011, foram constituídas 7.516 empresas na cidade, cerca de 30% a mais que no ano anterior, com 5.406 aberturas.

O mesmo crescimento também foi observado nas unidades Jucemg Minas Fácil instaladas em Araguari, Ituiutaba e Uberaba. Na comparação entre os anos de 2010 e 2011, o crescimento foi cerca de 12%, ou seja, 472 novas empresas a mais em toda a região.

Para 2012, a perspectiva também é de aumento, como demonstram os números nos cinco primeiros meses. Em Uberlândia já são 3.377 novos estabelecimentos; Uberaba (1.037); Araguari (347) e Ituiutaba (285).

De acordo com a secretária municipal de Desenvolvimento Econômico e Turismo, Rosalina Vilela, esses números são resultado de políticas públicas voltadas para os micro e pequenos empreendedores, em parceria com o Governo de Minas, para a abertura de negócios realizados de modo simplificado em Uberlândia.

“Desde que aderimos ao Programa Minas Fácil, Uberlândia ratificou a sua competência como cidade ideal para instalação de novos negócios. Passou a reunir todos os requisitos para o sucesso empresarial. São avanços históricos que geram emprego, renda e melhor qualidade de vida à nossa população”, afirmou.

Para o empresário Milton Damasceno Júnior, este ano se torna mais importante, pois a abertura da nova empresa no último mês vai garantir a expansão dos negócios. Em apenas seis dias, sua empresa de locação de maquinário para a construção civil já contava com CNPJ e inscrição estadual. “Me surpreendi com a rapidez para a formalização da empresa. Vamos trabalhar com máquinas importadas da China em Uberlândia e Goiânia, e a agilidade permitiu o início do processo de importação mais rapidamente”, falou.

Minas Fácil

O Minas Fácil, criado pelo Governo de Minas em 2004, é uma iniciativa do Projeto Estruturador Descomplicar, coordenado pela Secretaria de Estado de Planejamento e Gestão (Seplag) e de responsabilidade operacional da Junta Comercial do Estado. Presente atualmente em 91 municípios, tem por objetivo prestar atendimento simplificado, interligar os principais órgãos públicos envolvidos na abertura de empresas e trazer mais agilidade para o empreendedor na formalização de negócios. O passo a passo para abertura da empresa e a lista de todas as unidades está disponível no site da Jucemg.

Atualmente, mais de 60% das empresas no Estado são concebidas por meio do serviço Minas Fácil. Praticamente todo o sistema de abertura é feito por meio da Internet. A simplificação na abertura de um empreendimento pode ser medida pelos números da Junta Comercial. Desde setembro de 2005, quando foi implantado o Minas Fácil, foram abertas no Estado 111.067 novas empresas. Pesquisa de satisfação realizada entre os usuários do Minas Fácil apontou um índice de 91% de ótimo e bom nos serviços de atendimento.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/uberlandia-e-a-segunda-cidade-que-mais-abre-novas-empresas-em-minas-gerais/

Gestão da Saúde: Hemominas faz coleta de sangue em horário alternativo em Ituiutaba

Unidade atenderá os doadores excepcionalmente das 17h às 20h

Nesta quarta-feira (30) a unidade da Hemominas em Ituiutaba atenderá os doadores excepcionalmente das 17h às 20h, além de realizar o atendimento no horário normal, das 7h30 às 11h. A expectativa é atender cerca de 50 candidatos à doação de sangue durante o horário alternativo.

A Fundação Hemominas informa que todos os cidadãos que foram imunizados com a vacina trivalente, que protege contra três vírus diferentes, incluindo gripe sazonal e Influenza A H1N1, devem aguardar um prazo de 48 horas para se candidatarem a doação de sangue.

Segundo a Portaria 1.353/2011 do Ministério da Saúde, podem doar sangue cidadãos com boa saúde, idade entre 18 e 67 anos. Os candidatos devem pesar acima de 50 quilos, não ter ingerido bebida alcoólica nas últimas 12 horas, não ter tido hepatite após os 11 anos de idade, e que não tenham doença de Chagas. Jovens com 16 e 17 anos, somente poderão se candidatar à doação de sangue com a presença dos responsáveis legais ou autorização dos responsáveis com firma reconhecida em cartório, cujo modelo de autorização está disponível no site www.hemominas.mg.gov.br.

A idade máxima para a primeira doação de sangue é 60 anos. Os candidatos, que já tiverem doado pelo menos uma vez antes dos 60 anos, poderão doar até a idade de 67 anos.

Para mais informações sobre os critérios para doação de sangue acessar http://www.hemominas.mg.gov.br/hemominas/menu/cidadao/doacao/condicoes_doacao ou ligar para o 155.

Para os jovens, principalmente, o hotsite www.projetonaveia.com.br promove interatividade e participação também na divulgação da doação. Acesse e conheça o Projeto na Veia.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/hemominas-faz-coleta-de-sangue-em-horario-alternativo-em-ituiutaba/

Gestão da Educação: Governo de Minas dá importante passo rumo à expansão do ensino superior

Grupo Executivo vai trabalhar pela estadualização das seis fundações associadas à Uemg

Divulgação/Sectes
Secretário Narcio Rodrigues assina acordo de resolução da posse do Grupo Executivo Pró-Estadualização
Secretário Narcio Rodrigues assina acordo de resolução da posse do Grupo Executivo Pró-Estadualização

Com os objetivos de promover cada vez mais o ensino, a pesquisa e a extensão, e desenvolver a integração dos setores da sociedade e das regiões do Estado, as secretarias de Estado de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior (Sectes) e de Planejamento e Gestão (Seplag), a Advocacia Geral do Estado (AGE) e a Universidade do Estado de Minas Gerais (Uemg) empossaram o Grupo Executivo Pró-Estadualização para estudo e providências que culminarão na incorporação das seis instituições associadas à Uemg.

O Grupo Executivo foi instituído na Resolução Conjunta Sectes/Seplag/AGE/Uemg nº 01/2012, publicada no Diário Oficial do Estado de Minas Gerais em 26 de maio de 2012. Esse momento marca mais um importante passo do compromisso assumido pelo Governo de Minas para fortalecer as instituições de ensino superior administradas pelo Estado, como a Universidade Estadual de Montes Claros (Unimontes) e a Fundação Helena Antipoff (FHA), além da própria Uemg. O projeto é coordenado pela Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior (Sectes).

Nove servidores públicos integram o Grupo Executivo, são eles: Adriane Ricieri Brito, Fernanda de Siqueira Neves e Renata Couto de Faria, pela Seplag; Liana Portilho Mattos e Sérgio Pessoa de Paula Castro, pela AGE; Giovânio Aguiar e Silvana Regina Paslauski, pela Uemg; Ana Paula Guerra Marques dos Reis, Leandro Alves Lima e Izabela Boaventura Cruz Carvalho, pela Sectes.

O sonho de que a Uemg se torne a terceira maior instituição de ensino superior do Estado foi destacado pelo reitor da universidade, Dijon Moraes Júnior, que também ressaltou o momento como um importante marco para a instituição. “Tenho certeza de que com este grupo, que está sendo empossado hoje, e que foi estrategicamente pensado, teremos mais facilidade no processo de estadualização. Um projeto grande e audacioso, que irá gerar um pacto social muito grande no Estado”, afirma o reitor.

A presidente da Fundação Educacional do Vale do Jequitinhonha (Fevale), Silvana Regina Paslauski, foi empossada coordenadora do Grupo Executivo e destacou o trabalho conjunto em prol de todas as fundações. “A responsabilidade do grupo é redobrada no que diz respeito às expectativas que foram levantadas ao longo dos anos”, disse.

Já para o secretário de Estado de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Narcio Rodrigues, o momento é de fundamental importância para a expansão do ensino superior em Minas. “Pretendemos com este grupo alcançar soluções e alternativas que nos permitam avançar rapidamente, para que o processo de estadualização esteja inteiramente completo até o ano de 2014. Porém, não podemos avançar sem ter um estudo definido em que possamos contribuir para que esse processo seja feito com qualidade”, finaliza Narcio Rodrigues.

Uemg em Minas

Com a estadualização das associadas, a Uemg poderá marcar definitivamente a sua presença nos municípios de Campanha, Carangola, Diamantina, Passos, Ituiutaba e Divinópolis, somando 12 campi no Estado. Estima-se que com a estadualização, a universidade passe a ter cerca de 20 mil alunos, se tornando a terceira maior de Minas Gerais.

O Grupo Executivo vai ser responsável por incorporar seis fundações que hoje são associadas à Uemg, são elas: Fundação Fafile de Carangola; Fundação Educacional de Divinópolis (Funedi); Fundação Educacional do Vale do Jequitinhonha (Fevale), de Diamantina; Fundação Educacional de Ituituaba (Feit); Fundação Cultural Campanha da Princesa (FCCP), de Campanha; e Fundação de Ensino Superior de Passos (Fesp).

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/governo-de-minas-da-importante-passo-rumo-a-expansao-do-ensino-superior/

Gestão em Minas: Consulta Pública subsidia gerenciamento das águas na bacia do Rio Paranaíba

Os encontros acontecem no entre os dias 15 de maio a 29 de maio de 2012 em Minas Gerais

A Agência Nacional das Águas (ANA) e a Cia. Brasileira de Projetos e Empreendimentos (Cobrape), em parceria com o Comitê de Bacia Hidrográfica do Rio Paranaíba e órgãos gestores de recursos hídricos do Distrito Federal e dos estados de Minas Gerais, Goiás e Mato Grosso do Sul, convidam para a consulta pública de apresentação dos cenários prospectivos para as águas da bacia do Rio Paranaíba. As reuniões mineiras acontecem na quarta-feira (16) em Patrocínio, sexta-feira (18) em Uberlândia e terça-feira (29) em Ituiutaba.

O exercício de cenários faz parte da segunda etapa da elaboração do Plano de Recursos Hídricos da Bacia do Rio Paranaíba e tem como objetivo apresentar informações sobre os cenários construídos, além de coletar opiniões e sugestões para o melhor gerenciamento das questões referentes ao Plano.

Conforme determina a Política Nacional de Recursos Hídricos, instituída pela Lei das Águas, é fundamental que seja proporcionado, por intermédio do Plano de Recursos Hídricos, um ambiente favorável para a gestão democrática e descentralizada dos recursos Hídricos. Para isso, é importante a participação dos diferentes atores sociais nas reuniões públicas.

Segue abaixo a programação das reuniões em Minas Gerais:

Data: 16/05/2012

Horário: 9h às 12 horas

Local: Câmara Municipal de Patrocínio

Praça Olímpio Garcia Brandão, 1488

Patrocínio – MG

Data: 18/05/2012

Horário: 9h às 12 horas

Local: Faculdade Católica de Uberlândia

Rua Padre Pio, 300, Osvaldo Rezende

Uberlândia – MG

Data: 29/05/2012

Horário: 9h às 12 horas

Local: Câmara Municipal de Ituiutaba

Praça Cônego Ângelo, s/nº

Ituiutaba – MG

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/consulta-publica-subsidia-gerenciamento-das-aguas-na-bacia-do-rio-paranaiba/

Governo de Minas: educadores formulam criação do Curso de Extensão em Educação Musical

Especialistas e professores de conservatórios estaduais participam de planejamento.

Professores e especialistas dos 12 conservatórios estaduais de música de Minas Gerais iniciaram o planejamento para a criação do Curso de Extensão em Educação Musical. O objetivo é oferecer formação inicial e continuada em educação musical para professores da rede pública de educação básica. As reuniões começaram nesta semana na Escola de Formação e Desenvolvimento Profissional de Educadores (Magistra). O curso está previsto para começar no segundo semestre deste ano.

“Nesse encontro, pegamos as experiências que os Conservatórios Estaduais de Música têm para formular um plano de curso para trabalhar de forma criativa e inovadora com os professores das escolas regulares”, destacou Gilbert Gouvêa, coordenador dos Conservatórios.

Entre os temas discutidos no encontro estão: os componentes curriculares, a ementa, a carga horária, a metodologia, os procedimentos didáticos, as formas de monitoramento e avaliação e a organização do atendimento a partir das demandas dos candidatos. Todo o trabalho será construído a partir de uma articulação entres os conservatórios, a Secretaria de Estado de Educação (SEE) e a Magistra.

Nas reuniões, também foram debatidas as possíveis ferramentas de apoio que os participantes poderão contar durante o curso de formação. O Centro de Referência Virtual do professor (CRV) é uma dessas possibilidades para os educadores durante o curso.

O curso será desenvolvido pelos conservatórios em módulos semestrais e abordará conhecimentos teóricos e práticos da área musical. “Essa será uma retomada em uma das funções das escolas de música que é a da formação musical”, lembra Gilbert Gouvêa.

Em um primeiro momento, os cursos seriam ofertados para professores de arte, supervisores pedagógicos e estudantes dos cursos de Magistério e Pedagogia. Para a primeira fase. estão previstos 50 participantes distribuídos em duas turmas. Até o final do ano, a previsão é que o curso de extensão atenda a 600 cursistas.

 Conservatórios

Minas é o único estado do Brasil que conta com escolas de música na rede pública de ensino. São 12 Conservatórios de Música mantidos pela Secretaria de Estado de Educação. Com o objetivo de atender a diversas regiões do estado, Minas conta com escolas nas cidades de Araguari, Ituiutaba, Uberaba e Uberlândia, no Triângulo Mineiro, em São João Del Rei, Juiz de Fora, Leopoldina e Visconde do Rio Banco, cidades da Zona da Mata, em Montes Claros no Norte de Minas, Diamantina no Vale do Jequitinhonha, e em Pouso Alegre e Varginha, cidades do Sul do Estado. As escolas de música atendem cerca de 30 mil alunos com a oferta de cursos técnicos.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/educadores-formulam-criacao-do-curso-de-extensao-em-educacao-musical/

Governo de Minas: Anastasia participa de lançamento do livro “A Execução Penal à Luz do Método Apac”

Para governador, resultados da metodologia de recuperação são muito melhores do que os alcançados pelas instituições prisionais tradicionais

Omar Freire/Imprensa MG
Anastasia recebe livro das mãos do presidente do TJMG, desembargador Cláudio Costa
Anastasia recebe livro das mãos do presidente do TJMG, desembargador Cláudio Costa

O governador Antonio Anastasia participou, nesta sexta-feira (16), no auditório da Unidade Raja Gabaglia do Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG), do lançamento do livro A Execução Penal à Luz do Método APAC. Organizado pela desembargadora Jane Ribeiro Silva, a publicação tem prefácio do governador Anastasia, posfácio do desembargador Joaquim Alves de Andrade e artigos de 23 advogados, juízes, procuradores e desembargadores de Justiça.

O objetivo do livro é divulgar o método da Associação de Proteção e Assistência aos Condenados (Apac) para recuperar e ressocializar presos que cumprem pena nas penitenciárias do país e que se tornou referência para a Lei de Execução Penal brasileira. As Apacs se tornaram importantes instrumentos para desafogar o sistema prisional.

O presidente do TJMG, desembargador Cláudio Costa, entregou um exemplar do livro ao governador Anastasia. Também participaram da solenidade, o presidente do Conselho da Apac, juiz Paulo Antônio de Carvalho, o segundo vice-presidente do TJMG, Joaquim Herculano Rodrigues, entre outras autoridades.

Antonio Anastasia classificou como fato memorável a organização e publicação do livro. “Há alguns anos, muitos duvidavam das ações do método Apac. Hoje, pelo esforço da doutora Jane e dos autores deste livro, já temos uma doutrina do método Apac. Temos de apostar e investir em uma metodologia muito mais racional, com resultados muito melhores de recuperação do que os das instituições prisionais tradicionais. A publicação desta obra é o reconhecimento publico de que estamos no caminho certo com reconhecimento judicial e da sociedade”, afirmou.

Apac

As unidades Apac funcionam como albergues, em que os condenados são mantidos em regime semiaberto. As ações de recuperação e ressocialização são baseadas na participação da comunidade, no trabalho, religião, na assistência jurídica e de saúde, na valorização humana e no apoio da família.

Em Minas, existem 36 unidades Apac. A primeira experiência foi implantada em 1986, em Itaúna, e hoje é reconhecida nacionalmente como modelo na recuperação de condenados. Desde 2003, o Governo de Minas celebrou 36 convênios com as Apacs, sendo nove para construção e 27 para manutenção e despesas, totalizando 2.164 vagas mantidas com verbas do Estado. Cumprem pena em Apacs 1.556 recuperandos. Em 2011, o Governo de Minas investiu R$ 15,2 milhões na manutenção e construção de unidades. Este ano, a previsão de investimentos é de R$ 16 milhões.

As Apacs conveniadas estão localizadas nos municípios de Alfenas, Araxá, Arcos, Campo Belo, Caratinga, Frutal, Governador Valadares, Inhapim, Itajubá, Itaúna, Ituiutaba, Januária, Lagoa da Prata, Leopoldina, Machado, Manhuaçu, Nova Lima, Paracatu, Passos, Patrocínio, Perdões, Pirapora, Pouso Alegre, Rio Piracicaba, Sacramento, Santa Bárbara, Santa Luzia, Santa Maria do Suaçuí, São João del-Rei, Sete Lagoas, Uberlândia e Viçosa.

Fonte: Agência Minas

Governo de Minas: museu inaugurado em Ituiutaba conta a história da região do Triângulo

Museu amplia conhecimentos sobre o passado na região

O acervo pertence a uma família que juntou mais de mil objetos e equipamentos ao longo dos anos.

Veja a matéria completa no site do G1

Fonte: Agência Minas

Governo de Minas: CVTs profissionalizam jovens para o mercado de trabalho no interior

As capacitações foram realizadas de acordo com a demanda de cada região

Divulgação/Sectes
Alunas do cursos de vendas e telemarketing recebem certifcados em Ituiutaba
Alunas do cursos de vendas e telemarketing recebem certifcados em Ituiutaba

O mercado de trabalho no Brasil, e especialmente em Minas Gerais, continua oferecendo oportunidades. Contudo, as exigências de profissionais qualificados são cada vez maiores. Por isso, o Governo de Minas trabalha em várias frentes para oferecer ao cidadão, a oportunidade de se qualificar. A Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior (Sectes), por meio da Rede CVT, oferece muitas possibilidades de se preparar gratuitamente.

No mês de fevereiro, o Centro Vocacional Tecnológico de Ituiutaba (CVT) finalizou os cursos de vendas e telemarketing para 20 pessoas. As atividades, que tiveram início em novembro de 2011, são resultado da parceria com o Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac). “O objetivo principal das aulas foi priorizar a qualidade e o bom atendimento ao cliente”, esclareceu a coordenadora de laboratório do CVT, Gilca Silva.

Garrafas pets descartadas pela comunidade foram os ingredientes principais do curso de Puffs promovido pelo CVT de Santa Rita do Sapucaí. Após conseguir recolher um grande número de pets, a equipe da unidade organizou a primeira turma para a capacitação. Os interessados foram os alunos do Centro de Apoio Psicossocial (CAPS) e do Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) do município. “O curso foi um sucesso, pois além de ensinarmos os participantes a produzirem puffs a partir de garrafas pets, mostramos a importância da reciclagem”, destacou a coordenadora do CVT, Mariney de Oliveira.  Ela ainda ressaltou que antes das aulas começarem, a unidade já havia recebido uma lista de espera com mais de 18 nomes para fazerem a próxima capacitação.

Já o CVT de Três Pontas realizou o curso de classificação e degustação de café para 10 pessoas. As aulas foram ministradas pelo coordenador da unidade e também especialista no assunto, Paulo José da Silva. Segundo Paulo, esse tipo de capacitação sempre é necessário na região, pois o município possui alta produção de café.

Durante as aulas, os alunos aprenderam a identificar os diferentes tipos de bebida, a partir da cor, aspecto e aroma, além de entenderem a importância de um bom manejo pós-colheita para a boa qualidade do café. “As aulas também mostram como a cafeicultura é importante para o crescimento econômico da cidade, e que é possível o crescimento da atividade, respeitando meio ambiente”, finalizou Paulo José.

Para saber quais os cursos que os CVTs de sua região estão oferecendo, acesse o site www.inclusaodigital.mg.gov.br/agenda

Fonte: Agência Minas