Arquivos do Blog

Gestão Anastasia: para diversificar as exportações, Governo de Minas Gerais busca novos mercados

Central Exportaminas lança o Panorama do Comércio Exterior de Minas Gerais, edição 2012

Leonardo Horta / SEDE
Ivan Barbosa Netto, Dorothea Werneck e Elisabete Serodio, no lançamento do “Panorama do Comércio Exterior de Minas”
Ivan Barbosa Netto, Dorothea Werneck e Elisabete Serodio, no lançamento do “Panorama do Comércio Exterior de Minas”

A secretária de Desenvolvimento Econômico de Minas Gerais, Dorothea Werneck, afirmou nesta quarta-feira (20), em entrevista coletiva, na Cidade Administrativa, durante o lançamento do “Panorama do Comércio Exterior de Minas Gerais”, que o Estado está focado no planejamento para reduzir a dependência das exportações de commodities minerais, a partir da promoção de produtos com maior valor agregado, além da conquista de novos mercados.

“Estamos trabalhando para aproveitar a janela de oportunidades aberta não só para Minas Gerais, mas para o Brasil, que é a exportação de alimentos com valor agregado. Não queremos exportar apenas grãos, mas no caso da soja, por exemplo, precisamos exportar o óleo de soja e outros derivados. Portanto, nossa prioridade é antecipar e consolidar o espaço para a área de alimentos. Trata-se de um setor que está em pleno crescimento em todo o mundo”, destacou.

A estratégia para ampliar a presença de exportadores mineiros no mercado internacional vem sendo alcançada com a participação, cada vez maior, em feiras internacionais. De acordo com o diretor da Central Exportaminas, Ivan Barbosa Netto, apenas neste ano, Minas Gerais já esteve presente em seis eventos internacionais.

Para o segundo semestre a Central Exportaminas irá apoiar a participação de empresários em mais 12 feiras internacionais principalmente para os segmentos de alimentos e bebidas, frutas, café, cosméticos e higiene pessoal em países como África do Sul, Peru, Turquia, Estados Unidos, Canadá, França, Espanha, Itália e China. “O suporte dado ao empresário mineiro é o nosso primeiro desafio para desenvolver a cultura exportadora no Estado e, a partir daí aumentar nossas exportações”, enfatizou Ivan Barbosa.

Dorothea Werneck afirmou ainda que as perspectivas do comércio exterior de Minas estão ligadas à estabilidade do dólar. “Ter clareza e conhecimento do cenário internacional é fundamental no horizonte das decisões dos exportadores e no uso das ferramentas de negócios, pois a crise internacional está exigindo produtos com maior valor agregado e diversificação de mercados. De qualquer forma para o exportador o mais importante é a perspectiva de estabilidade do dólar”, destacou.

Panorama

O Panorama do Comércio Exterior apresenta os principais indicadores do comércio exterior mineiro, com base nos dados consolidados de 2011. A publicação, produzida pela equipe de inteligência comercial da Central Exportaminas, foi desenvolvida de forma a atender à crescente demanda por informações sobre a oferta de produtos e serviços de Minas para o exterior.

A análise demonstra que no ano passado houve um aumento da concentração das exportações. Os dez grupos de produtos com maior valor exportado responderam por 96,1% do total das vendas externas mineiras. Neste contexto, os produtos básicos foram responsáveis por 65,3% das vendas externas, com um aumento de 40,9% em relação ao ano de 2010. Os produtos industrializados (produtos semi-manufaturados e manufaturados) exportaram o total de US$ 14,34 bilhões, ou seja, 34,7% do total exportado.

A publicação também destaca as exportações mineiras por municípios e regiões. Apesar de a região Central ser responsável por mais da metade do total das exportações (62,5%), o maior crescimento relativo (72,3%) foi registrado na região Centro-Oeste, que representa apenas 2,7% das exportações estaduais. Os destaques foram café, açúcar, ferro fundido bruto e ferro gusa.

No ano passado, 261 municípios mineiros de todas as regiões realizaram exportações. Destes, 26 municípios participaram do comércio exterior pela primeira vez ou voltaram a exportar. A liderança ficou com Nova Lima, graças ao aumento de 183,5% das exportações de minérios metalúrgicos. No entanto, merece destaque também o município de São Gonçalo do Rio Abaixo que exportou 1.125,4% a mais de minérios metalúrgicos do que em 2010.

Novos Mercados

A publicação destaca que a conquista de novos mercados tem sido uma característica marcante do comércio exterior de Minas. Em 2011 o Estado atingiu 182 países com a conquista de sete novos destinos, como Palestina, Quirguistão, Uzbequistão, Timor Leste, Malaui, Ilha Wake e Ilhas Virgens. A China continua sendo o principal destino das exportações mineiras, atingindo 32,2%, sendo que 91,3% foram exportações de minério de ferro. Logo a seguir vem o Japão (7,9%), Estados Unidos (7,4%), Argentina (6,7%) e Países Baixos (6,6%). Já o Oriente Médio foi o bloco que apresentou o maior aumento percentual, de 62,6%, e apesar da crise, a União Européia importou US$ 2,01 bilhões a mais do que em 2010. No entanto, a Guiné Equatorial é o país que compra o maior número de produtos mineiros, totalizando 1.008 itens.

Minas Gerais ocupa a segunda posição no ranking dos maiores estados exportadores. Em 2011 foi responsável por 16,2% das exportações brasileiras. Também em relação às importações, o Estado subiu uma posição, passando do sétimo para o sexto lugar no ranking, sendo responsável por 5,8% do total importado pelo Brasil. Outro fato que marcou a balança comercial estadual no ano passado foi a diversificação da pauta exportadora. Em 2011 o Estado exportou 2.953 produtos, com um aumento de 3,2%.

A liderança ainda é mantida pelos minérios metalúrgicos, responsáveis por 47,4% das exportações do Estado em 2011. Os produtos metalúrgicos vieram em segundo lugar com 14,7%. Com um crescimento de 41,6% em relação a 2010, o grupo café e derivados ficou em terceiro lugar com 14% das exportações. Merecem destaque ainda os materiais de transporte e componentes, os metais, pedras preciosas e joalheria, produtos químicos, carnes, produtos florestais e complexo soja.

Além da posição de destaque nas exportações nacionais de produtos da cadeia mínero-metalúrgica, Minas Gerais é o maior exportador brasileiro de ferro-ligas (83,2% do total nacional); de café (66,8%); de ouro em bruto, semifaturado ou em pó (65,2%) e de fio-máquinas e barras de ferro (46,9%).

Destaque

No ano passado, 1.604 empresas mineiras fizeram operações de exportação no Estado, o que significou uma queda de 3,6% em relação a 2010. Já a participação das micro e pequenas empresas apresenta uma singularidade, ao representarem 50% do total de empresas exportadoras, mas com uma participação de apenas 0,5% do total em relação ao de exportação.

A edição 2012 do “Panorama do Comércio Exterior de Minas Gerais”, em versão bilíngüe (português e inglês) acaba de ser lançada pela Central Exportaminas, unidade da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico (SEDE) e será distribuída para empresas nacionais e estrangeiras, embaixadas e consulados no Brasil e no exterior, câmaras de comércio e outras instituições.

Os interessados podem ter acesso ao Panorama também pela internet. A publicação é atualizada por meio de edições eletrônicas mensais disponibilizadas no Portal Exportaminas (www.exportaminas.mg.gov.br).

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/para-diversificar-as-exportacoes-governo-de-minas-gerais-busca-novos-mercados/

Anúncios

Gestão Anastasia: TV Italiana faz cobertura de destinos turísticos em Minas Gerais

Circuito da Praça da Liberdade, Instituto Inhotim e Ouro Preto fazem parte do roteiro de visitas

 Jornalistas da televisão italiana RAI estão em Minas Gerais para a familiarização e cobertura jornalística de alguns dos principais atrativos turísticos do Estado. A iniciativa integra o programa de presstrips realizado pelo Governo de Minas, através da Secretaria de Estado de Turismo (SETUR), que tem como objetivo promover e divulgar os principais destinos turísticos mineiros e ainda maximizar a exposição de Minas Gerais no exterior, de forma a contribuir positivamente para a consolidação da imagem turística do Estado.

Nesta terça-feira (5), eles irão conhecer a Capital mineira e seu entorno. No roteiro, estão visitas ao Circuito Cultural Praça da Liberdade, ao Instituto Inhotim, em Brumadinho, e ainda às cachaçarias Vale Verde, em Betim e Prazer de Minas, em Esmeraldas. Na quinta-feira (7), os jornalistas conhecerão ainda os estandes e os atrativos da Superagro e Expocahaça, que estão sendo realizadas, simultaneamente, no Expominas, em Belo Horizonte.

No ultimo fim de semana, os jornalistas estiveram em Ouro Preto, Patrimônio Cultural da Humanidade onde conheceram a arquitetura colonial do lugar, realizaram o tradicional passeio de Maria Fumaça, visitaram antigas minas de ouro desativadas e também alambiques de cachaça.

A Televisão Rai está entre os principais meios de comunicação da Itália, com mais de cinquenta anos de transmissão para a Europa e para o mundo.

Acesse o Portal do Turismo Mineiro e saiba todas as novidades do turismo no Estado.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/tv-italiana-faz-cobertura-de-destinos-turisticos-em-minas-gerais/

Gestão Eficiente: Antonio Anastasia destaca identidade entre Minas Gerais e Itália

Governador participou da 6ª Festa Tradicional Italiana de Belo Horizonte

Omar Freire/Imprensa MG
Com apoio do Governo de Minas, a Festa Italiana é realizada pela Associação de Cultura Ítalo-Brasileira
Com apoio do Governo de Minas, a Festa Italiana é realizada pela Associação de Cultura Ítalo-Brasileira

O governador Antonio Anastasia participou, neste domingo (03), da 6ª Festa Tradicional Italiana de Belo Horizonte. Anastasia destacou as relações comerciais entre Minas Gerais e a Itália e disse que o Estado está cada vez mais se consolidando como o destino de investimentos importantes para a geração de empregos.

“As relações econômicas entre Minas Gerais e a Itália são muito próximas. Em recente visita oficial à Itália trouxemos a nova fábrica de tratores da Fiat para Montes Claros. Essa festa é a expressão da amizade, da identidade cultural, artística e gastronômica que temos entre a Itália e nosso Estado.”

Com o apoio do Governo de Minas, a Festa Italiana é realizada pela Associação de Cultura Ítalo-Brasileira do Estado de Minas Gerais (Acibra-MG), em parceria com diversas instituições. Anastasia ressaltou a presença dos descendentes de italianos no Estado e disse que o Governo de Minas trabalha com o objetivo de cada vez mais aproximar Minas Gerais de todos os povos.

“Saúdo toda a comunidade italiana em Minas Gerais composta por cerca de dois milhões de descendentes de italianos. Uma das comunidades mais ativas que temos em nosso Estado,” conclui o governador.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/antonio-anastasia-destaca-identidade-entre-minas-gerais-e-italia/

Gestão Anastasia: Governo de Minas firma acordo de cooperação técnica com instituição italiana

O objetivo do acordo é estimular investimentos diretos italianos no Estado

Para estimular o desenvolvimento de negócios entre o estado de Minas Gerais e as empresas italianas, o Governo de Minas, por meio do Instituto de Desenvolvimento Integrado (INDI), firmou nesta quinta-feira (24) um acordo de cooperação técnica com a Società Italiana per Le Imprese all’Estero SpA (SIMEST). A instituição é uma sociedade limitada, controlada pelo Ministério de Desenvolvimento Econômico da Itália, criada para promover investimentos de empresas italianas no exterior e prestar todo o suporte técnico e financeiro a estes projetos.

O acordo é mais um desdobramento da missão empresarial liderada pelo governador Antonio Anastasia à Itália, que foi realizada em março deste ano. Pelos termos firmados, a SIMEST irá cooperar com o INDI com a oferta de linhas de crédito e serviços financeiros para empresas italianas ou joint ventures entre empresas italianas e brasileiras, a fim de apoiar investimentos em Minas Gerais.

“Os contatos com esta instituição foram iniciados quanto estivemos na Itália, há dois meses. Este acordo será fundamental para solucionar uma das grandes questões apresentadas em negociações com empresas, relativos à disponibilidade de linhas de crédito para o financiamento de projetos”, destacou a secretária de Desenvolvimento Econômico, Dorothea Werneck.

Segundo o presidente do INDI, José Frederico Álvares, a parceria será mais um instrumento para garantir a atratividade do Estado. “Este acordo vai permitir que empresas italianas, tanto as já instaladas em Minas e que pretendem se expandir, quanto as que querem vir para o Estado, usem os serviços da instituição”, afirmou.

O termo de cooperação técnica foi assinado durante a programação da visita da Missão Italiana ao Brasil. A comitiva que visita a capital mineira integra a maior missão empresarial do ano ao País e é composta por mais de 40 empresários dos setores automotivo e mecânico. A programação da visita contou com a realização do seminário “As indústrias mecânica e automobilística: motores de desenvolvimento do Brasil”, seguido de rodada de negócios com empresários mineiros, no Hotel Ouro Minas.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/governo-de-minas-firma-acordo-de-cooperacao-tecnica-com-instituicao-italiana/

Gestão Anastasia: Governo de Minas estreita ainda mais as relações diplomáticas com a Itália

Evento com empresários italianos consolida missão empresarial de Minas à Itália, realizada em março

A secretária de Estado de Desenvolvimento Econômico, Dorothea Werneck, participou, nesta terça-feira (22), do Fórum Empresarial Itália-Brasil, na sede da Federação das Indústrias de São Paulo (Fiesp). Durante o evento, a secretária apresentou as principais características de Minas Gerais, lembrou que “o Estado está bem preparado” e mantém uma ampla estrutura capaz de oferecer todo o suporte a potenciais investidores.

O painel ocorreu dois meses após a realização da missão empresarial ao país, liderada pelo governador Antonio Anastasia, e que teve como principal objetivo a apresentação das potencialidades econômicas, tecnológicas e turísticas de Minas Gerais, de forma a atrair investimentos e fortalecer as relações entre o Governo de Minas e as províncias italianas.

“Há dois meses o governador Antonio Anastasia liderou uma missão empresarial à Itália e, desde então, temos procurado identificar setores que possam gerar novas oportunidades de negócios para empresas italianas no Estado”, lembrou a secretária.

A apresentação de Dorothea Werneck compôs a programação da Rodada de Negócios e Fórum Econômico Brasil Itália, promovidos pelos Ministérios Italianos do Desenvolvimento Econômico e das Relações Exteriores, pelo ICE (Departamento para a Promoção de Intercâmbios da Embaixada da Itália) e pela Região Marche.

Boas vindas

Na noite desta terça-feira, o Governo de Minas Gerais, por meio das secretarias de Desenvolvimento Econômico e de Turismo, e a Câmara Italiana de Comércio de Minas Gerais ofereceram um coquetel de boas vindas a cerca de 200 empresários italianos, na Casa de Minas, em São Paulo. O coquetel contou também com as presenças do Embaixador da Itália no Brasil, Gherardo La Francesca e a vice-ministra de Comércio Exterior da Itália, Marta Dassù.

Durante sua apresentação, o secretário de Turismo, Agostinho Patrus Filho, destacou para os empresários a realização de grandes eventos que Minas Gerais e o Brasil passarão a receber nos próximos anos e citou a importância do mercado italiano. “A Itália é o terceiro mais importante emissor de turistas para nosso Estado e para nosso país. Os italianos são os principais visitantes europeus no Brasil e, em 2010, cerca de 250 mil turistas vindos da Itália visitaram o nosso país”, afirmou.

Patrus Filho ressaltou ainda que de acordo com o Airports Council International, o Aeroporto Internacional Tancredo Neves (AITN) foi o sétimo que mais cresceu no mundo se comparados os números de passageiros entre os anos de 2010 e 2011. “O mercado italiano e o relacionamento com empresários deste destino são essencialmente importantes para a divulgação e promoção de Minas Gerais”, completou o secretário.

O presidente da Câmara Italiana de Comércio de Minas Gerais, Giacomo Regaldo, afirmou que “esta missão é de suma importância para o Estado de Minas Gerais, na busca de sua consolidação como principal parceiro comercial da Itália no Brasil e na América Latina, principalmente no que diz respeito aos setores automotivo e mecânico”.

Nesta quinta-feira (24), a Câmara Italiana de Comércio de Minas Gerais promove um seminário em Belo Horizonte, como parte da etapa mineira da missão Brasil-Itália no país. O tema do seminário será “As indústrias mecânica e automobilística: Motores de Desenvolvimento do Brasil” e contará com a presença de diversas autoridades e empresários mineiros e italianos, participantes da missão. A programação irá incluir ainda a realização de rodadas de negócios, no período da tarde. Na sexta-feira (25), os empresários italianos realizarão visitas técnicas a algumas empresas do Estado.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/governo-de-minas-estreita-ainda-mais-as-relacoes-diplomaticas-com-a-italia/

Governo de Minas: Epamig participa do 2º Festival Gastronômico de Maria da Fé

Durante cinco dias, os participantes poderão visitar os olivais da Fazenda Experimental da Epamig

O azeite produzido em Minas Gerais será destaque no 2º Festival Gastronômico de Maria da Fé, no Sul de Minas, entre os dias 4 e 8 de abril. Durante os cinco dias do evento, os participantes poderão visitar os olivais da Fazenda Experimental da Epamig em Maria da Fé, onde conhecerão viveiros de mudas de oliveiras e máquina (importada pela Epamig da Itália) para processamento do azeite virgem extra.

Também integrará a programação do festival o projeto Ciência Móvel Epamig, criado com o objetivo de popularizar a ciência e a tecnologia agropecuária. Trata-se de um ônibus com um pequeno laboratório para demonstração das pesquisas e publicações técnicas desenvolvidas pela empresa. Por meio desse projeto, os participantes poderão degustar o azeite virgem extra que é processado na Fazenda Experimental da Epamig.

A programação do 2º Festival Gastronômico de Maria da Fé ainda inclui praça de alimentação com pratos à base de batata, azeite, pinhão e alimentos orgânicos; espaço do azeite: comercialização de azeite, mudas de oliveiras e cosméticos à base de oliva; feira de artesanato e shows.

Mais informações sobre o evento no site www.mariadafe.mg.gov.brou pelo telefone (35) 3662-1463.

Produção de azeite em Minas

O primeiro processamento de azeite virgem extra em Minas Gerais, em 2008, foi feito pela Epamig em máquina artesanal. Em 2009, o Núcleo Tecnológico Epamig Azeitona e Azeite adquiriu o extrator de azeite, importado da Itália, e passou a processar o óleo em parceira com a Associação de Olivicultores dos Contrafortes da Mantiqueira (Assoolive), constituída em 2009, que reúne 55 produtores de 43 municípios da região.

De acordo com o agrônomo da Epamig, Luiz Fernando de Oliveira, já foram processados no núcleo cerca de sete toneladas de azeitonas, que produziram cerca de mil litros de azeite. Segundo o agrônomo, apenas este ano, foram processadas mais de seis toneladas de azeitona, produzindo cerca de 800 litros de azeite. “O processamento teve rendimento médio de 13%, ou seja, para se extrair um litro de azeite são necessárias 7,40 kg de azeitonas”, disse. Para o engenheiro agrônomo, 2012 será um divisor de águas na produção comercial. “Estamos no pico da colheita e acredito que dobraremos esses valores até o fim da safra”, completa.

O olivicultor Fernando José Soares da Silva, de Maria da Fé, que tem cinco anos de cultivo da oliveira, extraiu azeite pelo terceiro ano consecutivo em pequena escala, mas acredita em boas perspectivas. “Estamos desenvolvendo nossa marca e nos preparando para o mercado”, afirma. O produtor conta que no ano passado teve uma grande perda devido às chuvas de granizo na região, mas que neste ano a produção foi satisfatória. “Ainda não conseguimos colher a metade da nossa produção. Estamos progredindo a cada ano”, destaca.

Fernando cultiva a variedade “Arbequina”, desenvolvida pela Epamig, que tem características favoráveis a produção de azeite. “Adquirimos as mudas na e estamos sempre buscando atualização na pesquisa”, diz. Fernando possui mais de mil plantas em sua propriedade. No ano passado, ele testou o uso de derriçadeira na colheita, mas acredita que precisa de mais conhecimento técnico no assunto. “Neste ano colhemos manualmente”, conta.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/epamig-participa-do-2o-festival-gastronomico-de-maria-da-fe/

Governo de Minas: governador Anastasia encerra missão comercial na Itália

Delegação de empresários italianos estará em Belo Horizonte em maio para concretizar mais negócios com empresas mineiras

Divulgação/Imprensa MG
Anastasia durante encerramento de compromissos oficiais na Itália, na província de Salerno
Anastasia durante encerramento de compromissos oficiais na Itália, na província de Salerno

O governador Antonio Anastasia encerrou, nesta segunda-feira (12), viagem à Itália, onde cumpriu uma série de compromissos oficiais que tiveram como objetivo atrair novos investimentos para Minas Gerais. Nesta segunda, Anastasia se encontrou com o presidente da Província de Salerno, Edmondo Cirielli. Durante o encontro, o governador apresentou informações sobre Minas Gerais e manifestou interesse em estreitar as relações comerciais e turísticas entre o Estado e aquela província.

Anastasia fez um balanço positivo da missão empresarial à Itália, que permitiu conhecer as características da economia italiana, as possibilidades de investimentos e também mostrar aos italianos as inúmeras oportunidades de negócios que Minas Gerais tem a oferecer.

“A missão à Itália foi realizada com muito êxito e coroada com sucesso. Não só tivemos a oportunidade, em diversas cidades italianas e em muitas reuniões, de mostrar Minas Gerais e suas potencialidades de negócios para empresários italianos, mas também pudemos conhecer melhor a economia da Itália, as interfaces de contato entre a economia mineira e a economia italiana e quais são exatamente os nichos onde podemos investir mais. Observa-se que a Itália ainda está passando por uma crise econômica e o Brasil, felizmente, passa por um momento melhor. Então, eles percebem o Brasil como uma região de muitas oportunidades”, avaliou o governador.

A formalização da instalação de uma nova fábrica da Fiat em Montes Claros e a possibilidade de receber a seleção italiana de futebol no período preparatório para a Copa do Mundo de 2014 foram alguns dos resultados positivos da viagem à Itália.

“Tivemos eventos objetivos muito bem sucedidos como, por exemplo, a assinatura do acordo com a Fiat, em Turim, para instalação da fábrica da Case New Holland em Montes Claros. Também tivemos visitas relacionadas às questões de futebol, que irão assumir uma importância cada vez maior a partir deste ano, tendo em vista a realização da Copa das Confederações e da Copa do Mundo em Belo Horizonte, em 2013 e em 2014, bem como a demonstração firme sobre as riquezas do nosso turismo para atrairmos turistas italianos que têm alto poder aquisitivo para conhecerem Minas Gerais”, ressaltou o governador.

Representantes de empresas dos segmentos automotivo, tecnologia, transporte, autopeças, tecnologia da informação, eletroeletrônico, serviços e metalmecânico, liderados pela Câmara de Comércio Italiana de Minas Gerais, com apoio da Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais (Fiemg), também participaram, ao lado do governador Antonio Anastasia e de secretários de Estado, de eventos de negócios com empresários das regiões de Piemonte, Lazio e Campânia.

Missão italiana em Minas

Em maio próximo, o Brasil e Minas Gerais receberão uma delegação de empresários italianos, representantes das 20 regiões da Itália. São esperados 300 empresários em Belo Horizonte, São Paulo, Curitiba e Recife para concretizar negócios com empresas locais.

“Nossa missão à Itália veio em boa hora porque coincide com a ida de uma grandiosa também missão empresarial italiana ao Brasil e a Minas Gerais, no mês de maio”, disse o governador.

Em decorrência dos acordos firmados com a região de Campânia e do interesse dos empresários nos produtos mineiros apresentados durante os encontros realizados nas Câmaras de Comércio de Nápoles e de Salerno, os representantes da região manifestaram ao Governo de Minas o interesse em realizar um evento de Campânia no estado mineiro, semelhante à Semana de Minas em Piemonte, realizada em 2008. Na ocasião, Minas Gerais pôde apresentar à população de Piemonte toda sua diversidade cultural, potencialidade econômica e atrativos turísticos por meio de eventos e rodadas de negócios.

Fonte: Agência Minas

Gestão em Minas: Antonio Anastasia intensifica relações comerciais com Nápoles

Governador assina acordo de parceria com a Região da Campânia e participa de encontro com empresários

O governador Antonio Anastasia apresentou para empresários da região italiana da Campânia, em Nápoles, nesta quinta-feira (8), os avanços e as potencialidades econômicas, tecnológicas e turísticas de Minas Gerais, com o propósito de atrair mais investimentos para o Estado. O encontro entre empresários mineiros e italianos foi realizado na Câmara de Comércio de Nápoles.

Anastasia fez um histórico das relações comerciais entre Minas Gerais e a Região de Campânia e mostrou aos italianos as vantagens de investir no Estado.

“Minas e Campânia têm uma grande identidade econômica e cultural. Minas Gerais responde por 10% do PIB brasileiro, temos agricultura muito avançada, setores de serviços extremamente desenvolvidos. Na indústria, somos o maior produtor mineral do Brasil, entretanto, precisamos agregar valor aos nossos produtos. Para isso, estamos buscando inovação e mais tecnologia. Temos muita potencialidade. É isso que queremos mostrar ao mundo, rompendo nossas fronteiras. Queremos fazer negócios e identificar novas parcerias”, disse o governador.

O presidente da Câmara de Comércio de Nápoles, Maurizio Maddaloni, e o vice, Ricardo de Falco, apresentaram as características econômicas da província e da Região de Campânia. A secretária de Desenvolvimento Econômico, Dorothéa Werneck, e o secretário de Turismo, Agostinho Patrus Filho, também fizeram apresentações sobre Minas. De acordo com Ricardo de Falco, o objetivo é intensificar as relações comerciais com Minas Gerais.

“Buscamos sempre a promoção do desenvolvimento local, a inovação e o estímulo à internacionalização. A performance das relações comerciais entre Minas e Itália é muito boa, mas vamos aumentar ainda mais nossas parcerias e os laços de cooperação entre nossas regiões”, destacou o vice-presidente da Câmara de Comércio de Nápoles.

Bons negócios

Representantes de empresas dos segmentos automotivo, de tecnologia, transporte, autopeças, tecnologia da informação, eletroeletrônico, serviços e metalmecânico participaram do evento de negócios com empresários de Campânia.

“Acredito que este é um novo momento para Minas e para a Itália. Será um mercado excelente, as perspectivas de futuros negócios são muito boas. Vamos trocar experiências com este estado co-irmão, o que poderá ajudar Minas a exportar mais e a vender mais”, disse o presidente da Câmara Ítalo-Brasileira, Giacomo Regaldo.

Para o presidente da Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais, OlavoMachado, firmar parcerias é o primeiro passo para levar mais investimentos para Minas. “Um negócio começa dessa forma. Estamos conhecendo novos empresários, novas oportunidades e novos produtos. Tudo na base da inovação, que poderá agregar valor aos produtos de Minas Gerais. Vejo nos italianos o desejo de conhecer e investir no Brasil. Vamos divulgar Minas Gerais e levar novos investimentos pra lá”, disse Olavo.

“Tenho certeza que estes entendimentos, que estão sendo feitos pelos empresários, através do Governo de Minas, da Câmara Italiana e da Fiemg, irão gerar bons frutos”, finalizou Antonio Anastasia.

Este foi o terceiro encontro entre empresários na Itália. Antes ocorreram em Turim e Roma. O próximo será nesta sexta-feira (9), em Salerno, também na Região de Campânia. A Missão Empresarial de Minas à Itália foi organizada pela Câmara Ítalo-Brasileira de Comércio, Indústria e Agricultura de Minas Gerais, com o apoio da Federação das Indústrias de Minas Gerais (Fiemg).

Parcerias

Em seguida, o governador Antonio Anastasia assinou, na sede do Governo de Campânia, acordo de parceria com a Região. Ele foi recebido pelo presidente de Campânia, Stefano Caldoro; pelo conselheiro diplomático, Francesco Calogero; pela secretária de Cultura, Esporte e Juventude, Caterina Miraglia; e pelo secretário de Pesquisa e Inovação, Guido Lombetti.

“Ver o crescimento do PIB brasileiro e mineiro é um grande incentivo para nós. Com certeza este será o início de uma longa colaboração”, disse o presidente Stefano Caldoro ao governador.

Em maio, o Brasil e Minas Gerais receberão uma delegação com cerca de 300 empresários italianos, que pretendem concretizar negócios com empresas de Belo Horizonte, São Paulo, Curitiba e Recife.

Fonte: Agência Minas

Gestão em Minas: governador apresenta atrações turísticas de Minas para italianos

Workshop busca ampliar a presença de turistas originários da Itália no Estado

Soraya Ursine/Imprensa MG
Governador Antonio Anastasia apresentou Minas como um dos melhores destinos turísticos do Brasil para empresários italianos do segmento
Governador Antonio Anastasia apresentou Minas como um dos melhores destinos turísticos do Brasil para empresários italianos do segmento

O governador Antonio Anastasia, acompanhado do secretário de Estado de Turismo, Agostinho Patrus Filho, participou nessa quarta-feira (7) na sede da Embaixada do Brasil na Itália, em Roma, do segundo evento de apresentação de Minas Gerais como um dos melhores destinos turísticos do Brasil para empresários italianos do segmento. O primeiro foi realizado em Turim, na última segunda-feira. O objetivo é fazer com que os atrativos mineiros sejam ofertados nos catálogos de turísticos da Itália.

O Governo de Minas, por meio da Secretaria de Estado de Turismo (Setur), está realizando na Itália workshop dos principais produtos turísticos de Minas Gerais. O foco é capacitar mais de 200 operadores, agentes de viagens e imprensa especializada em turismo, mostrando os roteiros que poderão ser explorados especialmente durante eventos como Copa das Confederações e a Jornada Mundial da Juventude, em 2013, a Copa do Mundo de 2014 e os Jogos Olímpicos de 2016.

Segundo o governador, Minas está preparada e de portas abertas para receber mais turistas italianos. “Nosso estado é muito rico, não só em riquezas minerais, mas também em hospitalidade. Temos uma gastronomia especial, o turismo ecológico, religioso, mais da metade do patrimônio histórico brasileiro está em Minas e somos conhecidos, felizmente, pelo caráter de boa recepção e da boa hospitalidade. Não temos mar, mas temos rios, lagos e ecoturismo muito forte. Estamos trabalhando em Minas para melhorar cada vez mais o turismo. Todos são muito bem-vindos”, destacou o governador.

A iniciativa integra as ações de Minas Gerais como “Destino do Ano” da Vibrata – Itália (Associação de Operadores especialistas em Brasil), uma parceria com a Embratur que visa ampliar a comercialização de Minas Gerais no mercado italiano. A apresentação dá uma visão ampla e mercadológica das oportunidades de Minas Gerais, com a possível geração de novos negócios, de relacionamentos e troca de conhecimentos.

“O objetivo é divulgar nosso Estado, suas belezas, potencialidades e os seus produtos para serem comercializados no exterior. Apresentamos aos italianos nosso cardápio de opções turísticas. Tivemos a presença muito expressiva daquelas empresas associadas à Vibrata, que é a agência que congrega os operadores de viagem da Europa e comercializa o Brasil e Minas Gerais e espero que rendam frutos e aumentem o fluxo de turistas italianos para Minas Gerais”, explicou o secretário Agostinho Patrus.

A Itália é o terceiro mais importante país emissor de turistas para o Brasil e para Minas Gerais. Segundo o Anuário Estatístico 2011 da Embratur, os italianos foram os principais turistas europeus no Brasil, com cerca de 250 mil turistas, em 2010, dos quais 5,7 mil visitaram Minas. A Setur vai realizar, este ano, uma série de ações com foco na atração de um número maior de turistas italianos para o Estado. Estão previstas capacitação on-line (E-learning) para operadores e agentes de viagens, participação em feiras e eventos e realização de viagens de familiarização para jornalistas e operadores.

O embaixador agradeceu a presença da delegação mineira na Itália. “Sempre estaremos prontos para trabalhar a favor do desenvolvimento das relações entre o Brasil e a Itália, entre Minas Gerais e a Itália. Minas Gerais é o grande orgulho do Brasil. É um dos estados mais tradicionais, mais ricos em cultura, expressões próprias, em recursos naturais e industriais. É uma fonte de admiração para todos nós, brasileiros”, disse o embaixador do Brasil na Itália, José Viegas Filho.

Também participaram do evento o presidente da Câmara de Comércio Italiana de Minas Gerais, Giacomo Regaldo; o presidente da Fiemg, Olavo Machado e os secretários de Desenvolvimento Econômico, Dorothéa Werneck e de Esportes e da Juventude, Bráulio Braz.

Fonte: Agência Minas

Gestão em Minas: Anastasia é recebido em audiência pelo Papa Bento XVI e o convida a visitar Belo Horizonte

Governador presenteou o Sumo Pontífice com a imagem de Nossa Senhora da Piedade, padroeira de Minas Gerais
Servizio Fotografico L’Osservatore Romano
Anastasia foi recebido em audiência pública pelo papa Bento XVI, no Vaticano
Anastasia foi recebido em audiência pública pelo papa Bento XVI, no Vaticano

O governador Antonio Anastasia foi recebido em audiência pública, nesta quarta-feira (7), pelo papa Bento XVI, no Vaticano. O governador entregou convite ao papa para que ele visite Belo Horizonte em 2013, durante a realização da XXVIII Jornada Mundial da Juventude (JMJ), que acontecerá no Rio de Janeiro, entre 23 e 28 de julho.

Anastasia presenteou o Santo Padre com a imagem de Nossa Senhora da Piedade, padroeira de Minas Gerais, o Estado com maior número de católicos do Brasil. O papa também recebeu do governador o mapa de Minas em metal, com pedras que representam as riquezas minerais do Estado.

Após ser abençoado pelo papa, Antonio Anastasia ressaltou sua alegria em representar os mineiros católicos diante da maior autoridade da Igreja Católica. “Temos grande honra e alegria, representando o povo de Minas, de apresentar o respeito dos mineiros à sua Santidade Papa Bento XVI. Levamos uma imagem de Nossa Senhora da Piedade, padroeira do Estado, para deixar de lembrança ao papa e fizemos a ele o convite para que, no próximo ano, quando visitar o Rio de Janeiro na grande jornada mundial dos jovens católicos, ele vá a Belo Horizonte. Ele vai analisar o convite e vamos torcer e rezar para que ele possa aceitá-lo. Levamos o abraço, o respeito e a reverência de todos mineiros cristãos à sua Santidade”, enfatizou.

Jornada Mundial da Juventude

Idealizada pelo papa João Paulo II, a Jornada Mundial da Juventude, semana de eventos da Igreja Católica, reúne jovens do mundo todo para celebrar e construir pontes de amizade e esperança entre continentes, povos e culturas. A primeira jornada foi realizada em Roma, em 1986. A cada dois ou três anos, uma cidade é escolhida para celebrar a grande jornada. Nos anos intermediários, as JMJs são vividas localmente, no Domingo de Ramos. Para cada jornada, o papa sugere um tema.

Em 2013, Belo Horizonte será uma das sedes da pré-jornada, evento que acontece nos dias anteriores à Jornada Mundial da Juventude, nomeado de “Dias nas Dioceses”.  A programação inclui momentos de oração, celebrações nos santuários e peregrinação. Paralelamente, será realizado na capital mineira o II Congresso Mundial de Universidades Católicas (CMUC), entre 18 e 21 de julho de 2013, na PUC Minas, para o qual é esperada a participação de 4 mil pessoas.

O Governo de Minas, por meio da Secretaria de Estado de Esportes e da Juventude (Seej), faz parte da Comissão Organizadora do CMUC. Durante as jornadas acontecem eventos, como catequeses, adorações, missas, momentos de oração, palestras, partilhas e shows, tudo em diversas línguas.

Catedral Cristo Rei

Está sendo erguida, na região Norte da capital mineira, a Catedral Cristo Rei, que abrigará a sede da Arquidiocese Metropolitana de Belo Horizonte e reunirá todas as pastorais, além dos meios de comunicação e o Memorial Arquidiocesano. O investimento pode chegar a R$ 100 milhões. A expectativa é de que a obra seja concluída até 2014. Além de um centro de espiritualidade, cerimônias religiosas e confraternização, será um polo de educação, cultura e promoção social.

Em 40 mil m² de área construída, o templo terá capacidade para 5 mil pessoas sentadas e poderá receber até 20 mil fiéis em um único evento. O prédio terá duas colunas com 100 metros de altura, campanário com 40 metros e sete sinos, além de uma cruz de 20 metros.

Almoço com dirigentes do Grupo AlmavivA

Após a audiência com o papa Bento XVI, o governador Antonio Anastasia participou de almoço com os dirigentes do Grupo AlmavivA, no Palazzo Colonna, em Roma. A Almaviva é uma empresa líder na Itália nos serviços de Gestão de Relacionamento com Clientes e nas soluções de Tecnologia da Informação e possui duas unidades em Minas Gerais: uma em Belo Horizonte e outra em Juiz de Fora. Anastasia foi recebido pelo presidente Alberto Tripi, pelo CEO Mundial do Grupo, Marco Tripi, e pelo diretor da empresa no Brasil, Giulio Salomone.

Em agosto do ano passado, o governador esteve em Juiz de Fora para inauguração de unidade da empresa, na qual foram investidos R$ 14 milhões, com a geração de 3 mil empregos. A unidade da empresa em Belo Horizonte opera desde 2006 e gera cerca de 6 mil postos de trabalho. A sede comercial da AlmavivA do Brasil é na capital paulista, onde possui três unidades.

Em cinco anos de atuação no Brasil, a empresa aumentou em quase oito vezes seu faturamento, sendo reconhecida como uma das empresas que mais cresce no setor de call centers. Seu faturamento em 2011 foi de R$ 250 milhões.

Fonte: Agência Minas