Arquivos do Blog

Gestão Eficiente: Governador Anastasia anuncia instalação de Condomínio das Águas Unesco-HidroEX

Unidade, em Frutal, no Triângulo Mineiro, atenderá países da América Latina e da Comunidade de língua portuguesa
Wellington Pedro/Imprensa MG
Unesco HidroEX / Divulgação
Condomínio Temático da Cidade das Águas é composto por 16 universidades e organismos oficiais
Condomínio Temático da Cidade das Águas é composto por 16 universidades e organismos oficiais

O governador Antonio Anastasia anunciou, nesta terça-feira (19), durante solenidade no Palácio Tiradentes, a instalação oficial do “Condomínio Temático de Instituições de Ensino Superior e de Pesquisa de Desenvolvimento em Águas”, a Cidade das Águas Unesco-HidroEX, em Frutal, no Triângulo Mineiro.  O evento teve a participação da diretora geral da Unesco,  Irina Georgieva Bokova.

“Nós, mineiros, somos extremamente orgulhosos e ciosos das nossas riquezas, não só do minério de ferro, do ouro, das pedras preciosas, da nossa riqueza industrial, do capital humano tão diferenciado, mas fundamentalmente somos orgulhosos das nossas águas. As águas de Minas Gerais são conhecidas em todo o mundo. Somos igualmente apelidados ou intitulados como o estado caixa d’água do Brasil. Fora da Bacia Amazônica temos o nascimento das maiores bacias hidrográficas do país. Temos águas minerais conhecidas e aplaudidas pela sua qualidade e por isso mesmo sabemos da riqueza, do que é, e do que são as águas de Minas Gerais”, destacou o governador.

Durante a solenidade, foi firmada parceria entre o Governo de Minas e o Centro Internacional de Excelência em Acidentes Naturais e Gestão de Riscos (Icharm), entidade japonesa especializada no enfrentamento de situações de risco e representada pelo diretor Kuniyoshi Takeuchi. O objetivo é ampliar a base de conhecimento para o uso sustentável da água, a gestão dos recursos hídricos e a prevenção e gestão de desastres urbanos. O Icharm, vinculado à Unesco, sediado em Sukuba (Japão) e considerado um dos mais avançados do mundo, desenvolve estudos e contribui de maneira significativa para o enfrentamento de situações de risco ocorridas no Japão e em outros lugares do mundo.

Cidade das Águas

A diretora geral da Unesco, Irina Georgieva Bokova, falou sobre o HidroEx. “Temos um grande orgulho desta parceria com os governos de Minas e federal. Acreditamos no desenvolvimento sustentável que não pode ocorrer sem a água. Á água é social, é política, é vida, é paz. Sabemos que o HidroEx aborda essa questão da mesma forma e o vemos como o nosso projeto”, disse.

Para o governador Anastasia, as pesquisas que serão desenvolvidas na Cidade das Águas e nos centros congêneres espalhados pelo mundo, servirão para garantir o futuro da humanidade. “Tenho certeza de que a Unesco ao se associar, ao apadrinhar, ao albergar, ao nos dar a guarida da sua respeitabilíssima instituição para esse trabalho do HidroEX, certamente está permitindo que Minas Gerais e o Brasil avancem mais na questão tão delicada que é gestão das águas”, afirmou Anastasia.

Condomínio Temático

O condomínio é composto por 16 universidades e organismos oficiais voltados para o tema.  Nele estão oito universidades federais de Minas Gerais (UFMG), Lavras (Ufla), Viçosa (UFV), Ouro Preto (Ufop), Uberlândia (UFU), Uberaba (UFTM),  Itajubá (Unifei) e  Alfenas (Unifal), as estaduais Unimontes e Uemg, e a PUC Minas. Também estarão lá a Agência Nacional de Águas (ANA), Embrapa, por meio do Núcleo de Irrigação (NURII) e Instituto Mineiro de Gestão das Águas (Igam), Emater e Fundação Centro Tecnológico de Minas Gerais (Cetec).

A Cidade das Águas é um dos 20 centro de categoria II reconhecidos pela Unesco, criado pelo Governo de Minas, por meio da Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior (Sectes), com apoio da Unesco e ancorado no Centro Internacional de Educação, Capacitação e Pesquisa Aplicada em Água (Unesco-HidroEX).

Ocupa uma área de 374.400 m², onde estão instalados a sede do Centro e os dois primeiros prédios do campus da Uemg, com 66 salas de aula, seis laboratórios e um anfiteatro. Na semana passada, a equipe do arquiteto e urbanista Jaime Lerner concluiu a concepção do projeto urbanístico e paisagístico da Cidade das Águas, que terá perfeita integração com a cidade de Frutal.  O Governo de Minas e o Governo Federal já investiram R$ 50 milhões na consolidação do conglomerado, com a previsão de mais R$ 80 milhões nos próximos dois anos, totalizando R$ 130 milhões.

“A previsão é de que possamos entregar a estrutura física do Unesco HidroEX no final de 2014. Já temos cerca de 30% da estrutura feita. Contratamos mais R$ 62 milhões em obras que incluem os alojamentos, o centro de educação à distância, os laboratórios, que vão permitir o início das atividades do Unesco HidroEX”, explicou secretário de Estado de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Nárcio Rodrigues.

Todas as instituições presentes no complexo terão como eixo central a gestão, preservação e recuperação das águas, superficiais e subterrâneas. Outro objetivo será a formação de uma nova geração de líderes na gestão da água. Além de atender ao Brasil, a Cidade das Águas tem suas atividades voltadas para os países da América Latina e da África de Língua Portuguesa, promovendo a transferência de tecnologia em gestão de águas para a produção de alimentos.

Além de protocolo de cooperação com o Centro Unesco ICCE, o Unesco-HidroEX já assinou acordos de cooperação com o Centro de Dundee (na Escócia, voltado para a legislação ligada à gestão hídrica) e com o Icharm (no Japão, que estuda e prevê catástrofes). Estão em estudo parcerias com o Centro de Cinara (Colômbia) e o Iciwarm (Estados Unidos). No Brasil, mantém uma estreita ligação com o Centro de Itaipu, especializado em Hidroinformática.

Espaço Cousteau

A Cidade das Águas vai abrigar o Espaço Cousteau para as águas, projeto a ser desenvolvido em parceria com o Instituto Federal do Triângulo Mineiro (IFTM). Trata-se de moderna estrutura arquitetônica, com padrão internacional, para abrigar um amplo espaço de visitação com a exposição das atividades de pesquisa desenvolvidas pelo Comandante Cousteau pelos rios e mares do mundo, incluindo o material de expedição pela Amazônia.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/governador-anastasia-anuncia-instalacao-de-condominio-das-aguas-unesco-hidroex/

Gestão Anastasia: Governo de Minas envia jovens para capacitação em instituto aeronáutico na França

Estudantes participam da 9ª edição do programa Jovens Mineiros Cidadãos do Mundo

Wellington Pedro/Imprensa MG
Os alunos selecionados para o Jovens Mineiros Cidadãos do Mundo retornam ao Brasil no dia 14 de julho
Os alunos selecionados para o Jovens Mineiros Cidadãos do Mundo retornam ao Brasil no dia 14 de julho

Os 20 estudantes de diversas áreas de engenharia de universidades mineiras selecionados para participar da 9ª edição do programa do Governo do Estado “Jovens Mineiros Cidadãos do Mundo” começaram, nesta segunda-feira (18), no Institut Aéronautique et Spatial (IAS), em Toulouse (França), capacitação em Engenharia Aeronáutica e Aeroespacial. Os alunos embarcaram no sábado (16) e retornam no próximo dia 14 de julho.

O programa estratégico do Governo de Minas tem o objetivo de capacitar mão de obra para suprir a diversificação da economia do Estado. No mercado de trabalho potencial, destacam-se os polos de aviação civil do Vetor Norte da Região Metropolitana de Belo Horizonte (RMBH) e de Itajubá, no Sul de Minas.

O Jovens Mineiros Cidadãos do Mundo está inserido no contexto das ações de internacionalização de Minas Gerais, sendo uma iniciativa voltada para o ganho de competitividade, por meio de capacitação e valorização dos profissionais. Durante o período de treinamento, os estudantes participarão de cursos e visitas técnicas em universidades, centros de excelência, empresas e órgãos governamentais na França.

O projeto é coordenado pela Secretaria Geral da Governadoria do Estado de Minas Gerais, através da Assessoria de Relações Internacionais, com apoio da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais (Fapemig) e patrocínio da Helibras.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/governo-de-minas-envia-jovens-para-capacitacao-em-instituto-aeronautico-na-franca/

Governo de Minas: Parque Tecnológico de Belo Horizonte é o tema do Palavra do Governador

Anastasia diz que Minas Gerais está diversificando sua economia e que parques tecnológicos são instrumentos fundamentais para a prosperidade do Estado

No Palavra do Governador desta semana Antonio Anastasia destaca o Parque Tecnológico de Belo Horizonte (BHTec), inaugurado recentemente. Fruto de uma parceria com a Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) e com a Prefeitura de Belo Horizonte, o BHTec está numa área de 535 mil metros quadrados e vai abrigar empresas de tecnologia. A Federação das Indústrias de Minas Gerais (Fiemg) e o Sebrae-MG dão apoio estratégico à iniciativa.

“São mais de R$ 65 milhões de investimentos exatamente com o objetivo de termos um local para recebermos uma incubadora de empresas de tecnologia, da área de ciências biológicas, da área de inovação. Nós vamos usar o conhecimento que é desenvolvido na universidade para gerar empregos e riqueza”, afirma o governador.

Dezesseis empresas já estão instaladas no BHTec, com geração inicial de aproximadamente 300 empregos. “Eu tenho dito sempre que a prioridade no meu governo é gerar empregos de qualidade e exatamente nesta área, que vem da universidade, é que nós sabemos da possibilidade de empregos de alto valor agregado”, ressalta Anastasia.

Além do BHTec, já existe o Parque Tecnológico de Viçosa, na Zona da Mata, inaugurado em 2011. O Programa de Apoio aos Parques Tecnológicos, coordenado pela Secretaria de Estado de Ciência e Tecnologia, com o apoio Fapemig, prevê a implantação de mais quatro complexos do gênero em Minas. Eles serão localizados nos seguintes municípios: Itajubá e Lavras (no Sul do estado), Juiz de Fora (na Zona da Mata) e Uberaba (no Triângulo Mineiro).

“Nosso objetivo é atrair empresas inovadoras, porque no século XXI o grande valor é o do conhecimento. Portanto, Minas Gerais está diversificando sua economia e os parques tecnológicos são instrumento fundamental para essa nossa prosperidade”, conclui o governador.

O Palavra do Governador pode ser reproduzido por qualquer veículo de imprensa, sem ônus e de forma espontânea. O programa é disponibilizado todas as quintas-feiras nas modalidades texto (para jornais impressos e online), áudio (para rádio e podcasts/web) e vídeo (em qualidade HD).

Veja aqui a Galeria de Fotos do Palavra do Governador.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/parque-tecnologico-de-belo-horizonte-e-o-tema-do-palavra-do-governador/

Governo de Minas: Secretaria de Educação capacita profissionais que atuam na manipulação de alimentos

Encontro discute práticas de alimentação saudável nas escolas

A alimentação saudável é tema de capacitação realizada esta semana nas Superintendências Regionais de Ensino de Itajubá, no Sul do Estado e Unaí, região Noroeste de Minas. Entre os dias 21 e 25 de maio cantineiras das escolas estaduais localizadas nas sedes das superintendências participam de encontro para discutir a elaboração do cardápio e a importância da merenda escolar. Na Superintendência de Itajubá a capacitação conta a participação de 55 profissionais. Já na Superintendência de Unaí, a capacitação é destinada a 80 cantineiras.

Durante capacitação, dada pelos nutricionistas da Secretaria de Estado de Educação (SEE), também é reforçada a necessidade de se manter uma boa higiene física e mental no ambiente de trabalho. Manter as mãos e uniformes sempre limpos, usar calçados fechados, cabelos aparados e protegidos com toucas ou redes, são algumas ações que nunca devem ser esquecidas. Também são passadas as diretrizes do Plano Nacional de Alimentação Escolar.

“Além das orientações que damos aos profissionais que atuam na manipulação dos alimentos, a equipe de nutricionistas da Secretaria de Estado de Educação realiza visitas técnicas em escolas para observar as áreas de alimentação que são a cozinha, o depósito e o refeitório. Também observamos a questão da higiene, a preparação e a distribuição da merenda”, explica a nutricionistas da SEE, Valéria Monteiro.

Capacitações pelo Estado

Desde 2011, a equipe de nutricionistas da Secretaria de Estado de Educação tem visitado as Superintendências Regionais de Ensino para a capacitação dos profissionais que atuam na manipulação de alimentos nas escolas estaduais localizadas nas sedes das SREs. Até o momento, 2.393 cantineiras foram capacitadas nas 37 Superintendências visitadas.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/secretaria-de-educacao-capacita-profissionais-que-atuam-na-manipulacao-de-alimentos/

Gestão em Minas: Turismo de negócios impulsiona investimentos na rede hoteleira de Divinópolis

O município receberá R$ 6,5 milhões de investimentos com a implantação de unidade hoteleira

Osvaldo Afonso / Imprensa MG
Investimento confirma o fortalecimento da economia mineira e o crescimento do turismo de negócios no Estado
Investimento confirma o fortalecimento da economia mineira e o crescimento do turismo de negócios no Estado

A rede hoteleira de Minas Gerais ganhou novo impulso com o anúncio da construção de 21 hotéis da Emcorp Empreendimentos e Incorporações S.A em várias regiões do Estado. Com investimentos previstos de R$ 236 milhões, o protocolo de intenções foi assinado, nesta terça-feira (15), por intermédio do Instituto de Desenvolvimento Integrado de Minas Gerais (Indi), órgão vinculado à Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico (Sede). Uma das cidades contempladas com a construção de hotéis será Divinópolis, no Centro Oeste.

Além da unidade de Divinópolis, a Emcorp Empreendimentos e Incorporações Ltda. irá construir outras 20 unidades em 19 cidades mineiras: Alfenas, Itajubá, Passos, Pouso Alegre, Varginha, Lagoa Santa, Sete Lagoas, Betim, Uberlândia, Congonhas do Campo, Juiz de Fora, Montes Claros, Governador Valadares, Ipatinga, Ribeirão das Neves, Teófilo Otoni, Barbacena, Araguari e Itabira. Ao todo, serão gerados 870 empregos, sendo 520 diretos e outros 350 indiretos.

Segundo a secretária de Desenvolvimento Econômico, Dorothea Werneck, o anúncio confirma o fortalecimento da economia mineira e o crescimento do turismo de negócios no Estado. “Investimentos como esse que serão realizados no interior do Estado mostram que estamos trabalhando no caminho certo, para desenvolvermos todas as regiões de Minas”, afirma.

Durante a reunião, o vice-presidente da empresa, Gilberto Monteiro Siqueira, explicou que o maior investimento, no valor de R$105 milhões, será feito em Lagoa Santa, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, onde será construído um centro de convenções. Os outros 20 empreendimentos previstos no projeto da Emcorp contarão com 100 unidades habitacionais cada e o investimento previsto para cada hotel é de R$ 6,5 milhões. “O Wyndham Garden terá 480 apartamentos e um centro de convenções para cinco mil pessoas com o objetivo de receber grandes eventos. Os demais hotéis serão construídos dentro do que chamamos de Projeto Super 8, que prioriza a construção dos hotéis nas proximidades de rodovias. Todos eles com o padrão da hotelaria americana”, detalha.

A escolha de Minas Gerais para ser a receber todos os empreendimentos, de acordo com o presidente da empresa, Danilo Gonçalves da Fonseca, pode ser atribuída ao crescimento do turismo de negócios no Estado e pela atuação estratégica do Governo de Minas. “Entendemos que o diferencial de termos nossos empreendimentos próximos às rodovias, impulsiona a demanda de empresários e investidores. Além disso, a visão do Governo de Minas em desenvolver o entorno do Aeroporto Internacional Tancredo Neves e o interior do Estado é muito interessante para o sucesso do nosso negócio”, explica.

Dados do setor

Minas Gerais tem se destacado no cenário nacional do turismo de negócios, atraindo, cada vez mais feiras, congressos e reuniões de diversos setores. Há 43 hotéis em construção e outros vinte e três projetos em fase de licenciamento na prefeitura. O investimento total nesses empreendimentos é quase 2 bilhões de reais e fará, até 2014, dobrar o volume de leitos na metrópole. Hoje, existem 9.000 distribuídos em 107 hotéis, segundo dados da Secretaria de Estado Extraordinária da Copa do Mundo de Minas Gerais (Secopa-MG).

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/turismo-de-negocios-impulsiona-investimentos-na-rede-hoteleira-de-divinopolis/

Gestão Anastasia: Minas Gerais consolida posição de referência nacional na área de inovação tecnológica

Programa de Apoio aos Parques Tecnológicos do Governo de Minas prevê implantação de quatro novos empreendimentos neste ano

Wellington Pedro / Imprensa MG
Parque Tecnológico de Viçosa tem como foco as áreas de agronegócio, biotecnologia e tecnologia da informação
Parque Tecnológico de Viçosa tem como foco as áreas de agronegócio, biotecnologia e tecnologia da informação

Com a implantação do Parque Tecnológico de Belo Horizonte (BH-Tec), no bairro Engenho Nogueira, na região da Pampulha, o Governo de Minas impulsiona ainda mais o Programa de Apoio aos Parques Tecnológicos. Até o fim deste ano, Minas Gerais contará com seis parques tecnológicos, o que consolida a posição do Estado como referência nacional em formação de mão de obra qualificada e desenvolvimento de projetos de inovação.

Além do BH-Tec, o Estado conta, desde 2011, com o Parque Tecnológico de Viçosa, na Zona da Mata. Além destes dois, outros quatro já estão em fase de instalação. Coordenado pela Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior (Sectes), com apoio da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais (Fapemig), o programa prevê a implantação dos parques de Itajubá, no Sul de Minas; Juiz de Fora, na Zona da Mata; Uberaba, no Triângulo Mineiro; e Lavras, também no Sul do Estado.

Parque Tecnológico de Viçosa

Foi inaugurado abril de 2011, tendo como foco as áreas de agronegócio, biotecnologia e tecnologia da informação. O empreendimento está em fase de seleção das empresas. Estão previstos 81 lotes de 2 mil metros quadrados para centros de pesquisa, prédios institucionais e empresas de base tecnológica. O parque abriga o Centro Tecnológico de Desenvolvimento Regional de Viçosa (Centev), eleito por duas vezes como “melhor incubadora de empresas orientadas para o desenvolvimento local e setorial”, pela Associação Nacional de Entidades Promotoras de Empreendimentos Inovadores.

Parque Tecnológico de Juiz de Fora

A previsão é que as obras de infraestrutura e de construção do prédio institucional sejam iniciadas ainda neste ano. O parque da Zona da Mata atuará nas áreas de biotecnologia, saúde humana e animal, eletroeletrônica, leite e derivados, e tecnologias de informação e comunicação. O parque terá 92,2 hectares e estão previstas áreas de serviço e comércio, pesquisa e produção.

Parque Tecnológico de Lavras

Em fase de elaboração de projetos urbanístico e arquitetônico, tem entrega prevista para julho deste ano. O empreendimento vai abrigar empresas nas áreas de saúde animal, tecnologia de alimentos, biotecnologia, tecnologia da informação e engenharias. O plano diretor prevê área de 7 mil metros quadrados para condomínio de empresas, edifício institucional, centro de convivência, parque ecológico, áreas de socialização, de serviços.

Parque Tecnológico de Uberaba

Em Uberaba, o parque tecnológico está em fase de contratação de projetos urbanístico e arquitetônico. Numa área de 160 hectares, deverá atender às áreas de biotecnologia, tecnologia da informação, energia, meio ambiente, design e fármacos.

Parque Tecnológico de Itajubá

Com inauguração prevista para novembro de 2012, a nova unidade do Sul de Minas terá como foco as áreas de bio e nanotecnologia, energia e engenharias.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/minas-gerais-consolida-posicao-de-referencia-nacional-na-area-de-inovacao-tecnologica/

Gestão em Minas: Governador Anastasia inaugura Parque Tecnológico de Belo Horizonte

BH-TEC visa estreitar laços da universidade com setor produtivo para fomentar a geração de empregos. UFMG e Prefeitura são parceiras do empreendimento

Gil Leonardi /Imprensa MG
Anastasia inaugura o Parque Tecnológico de Belo Horizonte (BH-Tec), um dos mais importantes espaços do país para abrigar empresas de tecnologia
Anastasia inaugura o Parque Tecnológico de Belo Horizonte (BH-Tec), um dos mais importantes espaços do país para abrigar empresas de tecnologia

O governador Antonio Anastasia inaugurou, nesta quarta-feira (16), na região da Pampulha, o Parque Tecnológico de Belo Horizonte (BH-Tec), um dos mais importantes espaços do país para abrigar empresas de tecnologia. O principal objetivo do parque é estreitar os laços da universidade com o setor produtivo empresarial por meio da inovação tecnológica, gerando benefícios para toda a sociedade.

“Essa data ficará no registro da história econômica de Minas Gerais e de Belo Horizonte. Esse trabalho, essa inauguração que fazemos aqui do espaço institucional do BH- Tec reflete na plenitude o que nós queremos para o Brasil. Estamos diante de algo que será decisivo para o futuro econômico de Minas Gerais e do Brasil. Os olhos econômicos estão voltados para cá. Tenho certeza que, com o desdobramento nos anos vindouros, vamos ter orgulho de olhar para trás e ver o trabalho feito por toda a equipe, em parceria”, destacou o governador Anastasia.

O BH-Tec está implantado numa área de 535 mil metros quadrados, dos quais 350 mil metros quadrados de Zona de Preservação Ambiental, onde estão incluídas as Áreas de Proteção Permanentes do Córrego do Mergulhão e suas margens, e um brejo e sua margem, e 185 mil metros quadrados de Zona de Grandes Equipamentos (ZPE). Cerca de 93 mil metros quadrados são destinados a lotes.

Os parceiros do Governo de Minas no BH-Tec são a Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) e Prefeitura de Belo Horizonte. A iniciativa tem o apoio estratégico da Federação das Indústrias de Minas Gerais (Fiemg) e do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas de Minas Gerais (Sebrae-Minas).

O reitor da Universidade Federal de Minas Geral (UFMG), Clélio Campolina Diniz, destacou que a inauguração do BH-Tec quebra barreiras ao reunir em um só local o conhecimento da academia e o empreendedorismo da iniciativa privada. “Temos a responsabilidade de construir um modelo que seja capaz de gerar desenvolvimento econômico, com justiça social e fazer uma ponte cada vez maior entre os mundos acadêmico e empresarial”, frisou o reitor.

“No BH-Tec, o capital humano que virá da UFMG irá transbordar em criatividade e genialidade. Não temos pressa. Sabemos que governamos, trabalhamos para o futuro e para as futuras gerações. Não temos o açodamento imediatista a que alguns se submetem porque sabemos que é com planejamento que vamos, de fato, conseguir investir em Minas Gerais e avançar ainda mais no seu desenvolvimento tecnológico”, afirmou Anastasia.

O prefeito de Belo Horizonte, Marcio Lacerda, destacou que, nos últimos anos,  o Governo do Estado tem tido um norte muito claro na questão do desenvolvimento econômico associado à atração de investimentos, à geração do conhecimento, à pesquisa e à inovação. “O crescimento do Produto Interno Bruto de Minas Gerais e da Região Metropolitana de Belo Horizonte tem muito a ver não só com o modelo de gestão claro, determinado e focado em metas e indicadores, mas principalmente em um processo claro de desenvolvimento vinculado à inovação”, afirmou.

Economia do conhecimento

Foram investidos R$ 65 milhões no BH-Tec, incluindo o terreno de 535 mil metros quadrados e a construção do edifício institucional com 7.553 metros quadrados, que abrigará 16 empresas das áreas de Ciências da Vida (bio-tecnologia, saúde humana e animal), tecnologias da informação e comunicação, de materiais e de processos, ambientais e para entretenimento e cultura, além de energias alternativas. Nesta fase estão sendo gerados 300 empregos.

Desses R$ 65 milhões, o Governo de Minas, por meio da Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior (Sectes) e Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais (Fapemig), foi responsável por R$ 35,5 milhões, sendo R$ 28,3 milhões para a construção do edifício institucional. Do governo federal, a contrapartida veio do terreno avaliado em R$ 20 milhões, cedido pela UFMG, em regime de comodato; e pela Financiadora de Projetos (Finep/MCTI), que investiu em R$ 2,5 milhões na rede de telefonia e dados. A Prefeitura Municipal de Belo Horizonte investiu R$ 7 milhões na infraestrutura viária do parque.

O secretário de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Nárcio Rodrigues falou da importância da inauguração do BH-Tec para o fomento da economia do conhecimento.

“A inauguração do parque tecnológico do BH-Tec é um passo decisivo para inserirmos Minas na sociedade do conhecimento. Conseguimos reunir no BH-Tec todos aqueles que pensam em uma Minas moderna e inserida na economia do conhecimento, produzindo conhecimento científico e gerando emprego, uma obsessão do governo mineiro”, ressaltou Nárcio Rodrigues.

A completa implantação do BH-Tec demandará investimentos da ordem de R$ 600 milhões nos próximos anos. O parque será implantado em etapas e terá sua estrutura imobiliária financiada, em grande parte, por investidores privados, que serão selecionados a partir de licitação. O Sebrae e a Fiemg participam de estudos para modelagem de negócio.

Programa

O Programa de Apoio aos Parques Tecnológicos, coordenado pela Sectes e o apoio Fapemig prevê a implantação de quatro parques, além do BH-Tec e o de Viçosa, na Zona da Mata, inaugurado em 2011.  São eles: Itajubá e Lavras no Sul do estado, Juiz de Fora na Zona da Mata e Uberaba no Triângulo.

 

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/governador-anastasia-inaugura-parque-tecnologico-de-belo-horizonte/

Gestão Anastasia: Turismo de negócios impulsiona investimentos na rede hoteleira em várias regiões de Minas

Duas empresas assinaram protocolos de intenções para construir 21 hotéis em 20 cidades de todas as regiões do Estado

A rede hoteleira de Minas Gerais ganhou novo impulso com o anúncio de dois novos investimentos no total de R$ 259,5 milhões feitos pela Emcorp Empreendimentos e Incorporações S.A. e pela Hotelaria Rodrigues da Cunha Ltda. Representantes das duas empresas estiveram, na manhã desta terça-feira (15), na Cidade Administrativa Presidente Tancredo Neves, para assinatura dos protocolos de intenções com o Governo de Minas, por intermédio do Instituto de Desenvolvimento Integrado de Minas Gerais (Indi), órgão vinculado à Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico (Sede).

A Emcorp Empreendimentos e Incorporações Ltda. irá construir 21 unidades hoteleiras em 20 cidades mineiras: Lagoa Santa, Pouso Alegre, Sete Lagoas, Betim, Uberlândia, Congonhas do Campo, Juiz de Fora, Montes Claros, Governador Valadares, Ipatinga, Divinópolis, Ribeirão das Neves, Teófilo Otoni, Barbacena, Varginha, Araguari, Itabira, Passos, Itajubá e Alfenas. Ao todo, serão gerados 870 empregos, sendo 520 diretos e outros 350 indiretos.

Segundo a secretária de Desenvolvimento Econômico, Dorothea Werneck, esses anúncios confirmam o fortalecimento da economia mineira e o crescimento do turismo de negócios no Estado. “Investimentos como esse que serão realizados no interior do Estado mostram que estamos trabalhando no caminho certo, para desenvolvermos todas as regiões de Minas”, afirma.

Durante a reunião, o vice-presidente da empresa, Gilberto Monteiro Siqueira, explicou que o maior investimento, no valor de R$105 milhões, será feito em Lagoa Santa, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, onde será construído um centro de convenções. Os outros 20 empreendimentos previstos no projeto da Emcorp contarão com 100 unidades habitacionais cada. “O Wyndham Garden terá 480 apartamentos e um centro de convenções para cinco mil pessoas com o objetivo de receber grandes eventos. Os demais hotéis serão construídos dentro do que chamamos de Projeto Super 8, que prioriza a construção dos hotéis nas proximidades de rodovias. Todos eles com o padrão da hotelaria americana”, detalha.

A escolha de Minas Gerais para ser a receber todos os empreendimentos, de acordo com o presidente da empresa, Danilo Gonçalves da Fonseca, pode ser atribuída ao crescimento do turismo de negócios no Estado e pela atuação estratégica do Governo de Minas. “Entendemos que o diferencial de termos nossos empreendimentos próximos às rodovias, impulsiona a demanda de empresários e investidores. Além disso, a visão do Governo de Minas em desenvolver o entorno do Aeroporto Internacional Tancredo Neves e o interior do Estado é muito interessante para o sucesso do nosso negócio”, explica.

Triângulo

Já a Hotelaria Rodrigues da Cunha irá investir R$ 23,5 milhões na implantação de um hotel em Uberlândia, Triângulo Mineiro. “Já temos um hotel na cidade, o Executive Inn, que é um sucesso. Acreditamos que outro empreendimento no mesmo local irá gerar uma sinergia muito positiva para o negócio, explica o diretor da empresa, Armando Esteves Rodrigues da Cunha.

Com o novo investimento, que terá capacidade de 150 unidades habitacionais e cinco salas para eventos, serão gerados 130 empregos, sendo 80 diretos e os outros 50 indiretos. De acordo com o cronograma do projeto, a previsão é que as obras se iniciem ainda este ano e que sejam concluídas em 2014.

A empresa Hotelaria Rodrigues da Cunha Ltda. foi constituída em 2001, sendo proprietária do hotel Executive Inn, localizado em Uberlândia, que começou a operar em outubro de 2003, com 80 Unidades Habitacionais. A empresa recebe hóspedes principalmente de Minas Gerais, São Paulo, Goiás, Brasília e Rio de Janeiro. A média da taxa de ocupação registrada nos últimos anos é de 65%.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/turismo-de-negocios-impulsiona-investimentos-na-rede-hoteleira-em-varias-regioes-de-minas/

Governo de Minas: cidades mineiras se preparam para Conferência da Pessoa com Deficiência

Mais de 50 cidades estão envolvidas e vão promover, até 30 de abril, conferências municipais ou regionais

Os municípios mineiros estão se mobilizando, desde março deste ano, para promover melhorias das políticas públicas destinadas às pessoas com deficiência. Mais de 50 cidades estão envolvidas e vão promover, até o dia 30 de abril, conferências municipais ou regionais para discutir e elaborar propostas a serem apresentadas no encontro estadual, marcado para 19 a 21 de junho, em Belo Horizonte.

Com o apoio da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social (Sedese), os municípios provocam discussões divididas em quatro eixos: Educação, esporte, trabalho e reabilitação profissional; acessibilidade, comunicação, transporte e moradia; saúde, prevenção, reabilitação, órteses e próteses; segurança, acesso à justiça, padrão de vida e proteção social adequados.

Os municípios de Varginha, Timóteo, Governador Valadares, São Tomé das Letras, Araguari, Três Corações e Itabira já realizaram suas conferências e apresentaram demandas que podem ser transformadas em políticas públicas em prol das pessoas com deficiência de todo o Estado.

“Com a apresentação das propostas, vamos saber o que os municípios precisam e querem do Estado. Além disso, teremos discussões importantes para a elaboração do Plano Estadual de Políticas para Pessoas com Deficiência”, destacou a coordenadora Especial de Apoio e Assistência à Pessoa com Deficiência, Ana Lúcia Oliveira.

Cada conferência elege delegados para representarem os respectivos municípios na III Conferência Estadual ‘Um Olhar para a Convenção Sobre os Direitos das Pessoas com Deficiência’. O evento será promovido pela Sedese, por meio da Coordenadoria de Apoio e Assistência à Pessoa com Deficiência (Caade), e pelo Conselho Estadual de Defesa dos Direitos da Pessoa com Deficiência (Conped).

O encontro estadual visa o processo de construção e reestruturação das Redes Estadual e Nacional de Proteção e Defesa dos Direitos da Pessoa com Deficiência, além de identificar avanços, desafios e priorizar as demandas no âmbito estadual e federal. A expectativa é que cerca de 40 propostas, oriundas da conferência estadual, sejam levadas à Conferência Nacional, a ser realizada em Brasília, de 3 a 6 de dezembro.

Próximas conferências

24 de abril – Limeira, Rosário de Limeira, Sabará, São Lourenço, Três Marias e Martinho Campos

25 de abril – Itajubá, São Tomé das Letras, Uberlândia.

26 de abril – Araxá, Barbacena, Capelinha, Cássia, Cláudio, Coronel Fabriciano, Lassance, Lavras, Piraúba, Pouso Alegre, Santa Rita do Sapucaí, Uberaba.

27 de abril – Brumadinho, Cataguases, Guarani, Itapecirica, Ouro Preto, Poços de Caldas, Santa Luzia e São João do Paraíso.

28 de abril – Divinópolis, Ipatinga,

30 de abril – Piumhi, São João del-Rei.

Informações sobre as conferências municipais devem ser solicitadas por meio do e-mail: conferenciapcd@social.mg.gov.br.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/cidades-mineiras-se-preparam-para-conferencia-da-pessoa-com-deficiencia/

Gestão Anastasia: Sectes realiza Fórum para discutir a internacionalização do ensino superior em Minas

Objetivo é incentivar a internacionalização do ensino superior e pesquisa de Minas

A Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior (Sectes), juntamente com o Fórum dos dirigentes das Instituições Públicas de Ensino Superior (Ipes) realizam no dia 20 de março, o “I Fórum para Internacionalização do Ensino Superior de Minas Gerais, Missão Group of Eight Austrália”.

O objetivo do evento é incentivar a internacionalização do ensino superior e pesquisa de Minas Gerais através da apresentação dos trabalhos desenvolvidos no Estado às universidades da Austrália que compõem o Group of Eight, criando espaço aberto para a cooperação entre as instituições.

O Group of Eight (Go8) é um consórcio das principais e melhores universidades australianas. Juntas elas representam 70% das pesquisas em universidades australianas, recebendo grandes financiamentos governamentais e da indústria para pesquisa. São componentes do grupo: University of Queensland, The University of Melbourne, The University of Sydney, University of Western Australia, Monash University, Australian National University, The University of Adelaide e The University of New South Wales.

As áreas de excelência das oito universidades são bastante abrangentes. Entre as que convergem com Minas Gerais, pode-se destacar: exploração mineral, tecnologia da informação, biotecnologia (vacinas e estudos com células tronco), meio ambiente, águas, energias limpas.

O seminário destina-se, principalmente, a reitores, pró-reitores, professores acadêmicos e diretores de relações internacionais. A abertura do evento contará com a presença do encontro embaixador da Austrália no Brasil, Brett Hackett, do Diretor Executivo do Group of Eight, Austrália, Michael Gallagher, do Presidente das IPES, Paulo Márcio de Faria e Silva, e do presidente da Fapemig, Mário Neto Borges. O início do Fórum terá por intuito apresentar brevemente a Sectes, a Fapemig e as universidades mineiras, seguida de apresentação das Instituições australianas. Haverá também espaço para apresentação de parcerias de sucesso entre Austrália e Minas Gerais e discussão de possibilidades de novas parcerias.

Diversos reitores de universidades públicas  estarão no evento, como Renato de Aquino da Universidade Federal de Itajubá (Unifei), Dijon Moraes da Universidade do Estado de Minas Gerais (Uemg), João dos Reis da Universidade Estadual de Montes Claros (Unimontes) e Clélio Campolina da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG).

Serviço:

“I Fórum para Internacionalização do Ensino Superior de Minas Gerais, Missão Group of Eight Austrália”

Dia 20 de março, às 9h no 9° andar do prédio Gerais da Cidade Administrativa de Minas Gerais (CAMG).

Confira a programação: http://www.tecnologia.mg.gov.br/images/stories/forum.jpg

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/sectes-realiza-forum-para-discutir-a-internacionalizacao-do-ensino-superior-em-minas/