Arquivos do Blog

Gestão Anastasia: seminário reúne especialistas para avaliar a proteção dos direitos humanos em Minas

Encontro na cidade de Itabirito reúne, até esta sexta-feira, representantes de governos, ONGs e especialistas na defesa dos direitos humanos.

Representantes do Governo de Minas estão reunidos com especialistas e profissionais envolvidos com a proteção e a defesa dos direitos humanos, no município de Itabirito, na Região Central do Estado, para avaliar e discutir a segurança e os direitos de pessoas que sofrem ameaças, intimidações ou são vítimas de crimes violentos. O I Seminário da Rede Estadual de Proteção de Direitos Humanos é promovido pela Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social (Sedese) e termina nesta sexta-feira (15).

Cerca de 190 pessoas participam do encontro, entre promotores, defensores, gestores públicos, juízes, estudantes, defensores de direitos humanos, funcionários de ONGs, técnicos dos programas de proteção, dos Centros de Referência de Assistência Social (Cras), dos conselhos tutelares e das varas de infância e juventude.

Os participantes estão envolvidos em palestras alternadas com grupos de trabalho dos Programas de Proteção a Vítimas e Testemunhas Ameaçadas (Provita), Programa de Proteção a Crianças e Adolescentes Ameaçados de Morte (PPCAAM), do Programa de Proteção a Defensores de Direitos Humanos (PPDDH) e do Núcleo de Atendimento a Vítimas de Crimes Violentos (NAVCV).

Desde 2000, o governo executa, por meio da Sedese, programas de proteção dos direitos humanos para atender a população de vários municípios do Estado. Só em 2011, mais de 1.600 pessoas foram incluídas na iniciativa.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/seminario-reune-especialistas-para-avaliar-a-protecao-dos-direitos-humanos-em-minas/

Governo de Minas: Secretaria de Estado de Trabalho e Emprego reinaugura unidade do Sine em Itabirito

O antigo prédio havia sido atingido pelas chuvas no mês de janeiro

A Secretaria de Estado de Trabalho e Emprego (SETE), em parceria com a Prefeitura Municipal, reinaugura, nesta segunda-feira (04), a unidade do Sistema Nacional de Emprego (Sine), em Itabirito.  A unidade, que vai funcionar na Praça Doutor Guilherme, nº 169, no Centro, havia sido atingida pelas chuvas ocorridas no final do ano passado e início de 2012.

A unidade do Sine irá prestar serviços gratuitos de intermediação de mão de obra (cadastro de empresas para oferta de vagas e cadastro e encaminhamento de trabalhadores para oportunidades de trabalho); habilitação e postagem do seguro-desemprego; cadastro e encaminhamento do trabalhador para programas de qualificação profissional e também de competências básicas para o trabalho; emissão das Carteiras de Trabalho e Previdência Social.

O evento vai contar com a participação do secretário de Estado de Trabalho e Emprego, Hélio Rabelo, e do o prefeito de Itabirito, Manuel da Mota Neto.

Serviço: Inauguração Sine Itabirito

Quando: segunda-feira, 04 de junho de 2012

Horário: 15h

Local: Praça Doutor Guilherme, nº 169 – Centro

Informações: Assessoria de Comunicação da SETE – Telefone: (31) 3916-9061 / 9066

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/secretaria-de-estado-de-trabalho-e-emprego-reinaugura-unidade-do-sine-em-itabirito/

Gestão Anastasia: Governo de Minas inaugura unidade do Centro Viva Vida em Ribeirão das Neves

Centro de atenção integral à saúde sexual recebeu mais de R$ 1,2 milhão em investimentos do Estado

Nesta quarta-feira (16), o Governo de Minas, por meio da Secretaria de Estado de Saúde, inaugura o 27º Centro Viva Vida de Referência Secundária (CVVRS), desta vez na cidade de Ribeirão das Neves, na Região Metropolitana de Belo Horizonte.

O Governo do Estado investiu R$ 1.291.961,68 no Centro Viva Vida “Cenira Gurgel de Carvalho”. Na unidade, que possui 605 metros quadrados, a Secretaria Estadual de Saúde vai investir, mensalmente, R$ 107.657,00, para manutenção e custeio da unidade.

O Centro terá como objetivos oferecer atenção integral à saúde sexual e reprodutiva da população, melhorar a qualidade de vida de doentes crônicos, oferecer atendimento especializado na área de saúde reprodutiva principalmente para mulheres e gestantes, atuando diretamente na redução da mortalidade infantil e materna.

Os usuários do SUS de Ribeirão das Neves poderão usufruir também de atendimento em planejamento familiar, pediatria, ginecologia, obstetrícia, mastologia, urologia, fisioterapia, nutrição e psicologia, com atendimento estimado em aproximadamente 30 mil pessoas por ano.

Participam da solenidade o secretário de Estado de Saúde, Antônio Jorge de Souza Marques, o prefeito de Ribeirão das Neves, Wallace Ventura Andrade, e o superintendente Regional de Saúde de Belo Horizonte, Paulo de Tarso Machado Auais, dentre demais autoridades das cidades do entorno.

Centro Viva Vida de Referência Secundária

Desde 2007 já foram inaugurados 27 Centros Viva Vida no Estado, nas cidades de Brasília de Minas, Itabirito, Santo Antônio do Monte, Janaúba, Capelinha, Frutal, Governador Valadares, Sete Lagoas, São Lourenço, Taiobeiras, Januária, Juiz de Fora, São João Del Rei, Leopoldina, Santa Luzia, Patrocínio, Campo Belo, Campo Bel, Manhuaçu, Teófilo Otoni, Diamantina, Itabira, Viçosa, Pirapora e Patos de Minas.

Serviço:

Inauguração do Centro Viva Vida de Referência Secundária “Cenira Gurgel de Carvalho”

Data: 16/05/2012 (quarta-feira)

Horário: 10h

Local: Rua Geraldino Rocha nº 180, bairro Felixlândia, Ribeirão das Neves

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/governo-de-minas-inaugura-unidade-do-centro-viva-vida-em-ribeirao-das-neves/

 

Gestão da Saúde: SES promove pesquisa para mapear a saúde bucal da população do Estado

Exames clínicos e questionários vão permitir a caracterização do nível de utilização de serviços odontológicos e dos riscos à Saúde Bucal dos mineiros

links relacionados
Pedro Cisalpino
SB Minas Gerais mapeia a condição da saúde bucal da população mineira
SB Minas Gerais mapeia a condição da saúde bucal da população mineira

A Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG) está realizando uma pesquisa que tem como objetivo mapear as condições de saúde bucal da população mineira, o SB Minas Gerais. Por meio do projeto, a SES-MG pretende identificar os problemas bucais mais frequentes na população, a fim de diagnosticar as necessidades e, formular ações que contemplem prevenção, tratamentos e reabilitação adequados à realidade das comunidades.

Desde o final de abril, moradores de 60 municípios mineiros estão participando do inquérito epidemiológico. Em cada município serão feitos cerca de 100 exames, totalizando, aproximadamente, seis mil exames no Estado. De acordo com a diretora de Saúde Bucal da SES-MG, Daniele Lopes Leal, a pesquisa vai fortalecer a Política de Saúde Bucal, que vem sendo delineada no estado.

“O SB Minas Gerais vai trazer como resultado o diagnóstico epidemiológico de Saúde Bucal da população mineira, a partir do qual serão formuladas ações que contemplem esta população com o desenvolvimento de programas de âmbito estadual”, explica.

Durante a pesquisa, além dos índices tradicionais de medição dos agravos bucais, será aplicado, também, um questionário aos indivíduos examinados.  Dessa forma, serão analisadas as condições de problemas como cárie, doença periodontal, oclusopatias, fluorose (intoxicação pelo flúor e seus derivados), dentre ouras, no sentido de se verificar, além da prevalência, a extensão da gravidade das doenças bucais.

Segundo a diretora, Daniele Leal, a Política Nacional de Saúde Bucal determina a realização de estudos epidemiológicos desse porte como parte componente da Vigilância em Saúde. “A nossa proposta é realizar pesquisas desse tipo a cada 10 anos, com o intuito de avaliar as alterações no quadro epidemiológico da população”, afirma.

O projeto terá financiamento da SES-MG, através da Diretoria de Saúde Bucal, no valor de R$168 mil, sendo que cada município participante vai receber R$ 2.800,00 para pagamento de pessoal e ressarcimento de despesas de deslocamento, além de receber todo o material para realização dos exames.

“Os municípios investem disponibilizando os profissionais para a pesquisa. E o Ministério da Saúde é parceiro no processo, uma vez que toda a metodologia do projeto é do Ministério”, acrescenta a diretora de Saúde Bucal, Daniele Leal.

Participação dos municípios

Para que houvesse representatividade em todo o território do estado de Minas Gerais, os municípios participantes do projeto SB Minas Gerais foram sorteados, seguindo um processo de amostragem probalística.

Nesse processo, foram considerados os grupos etários e o fator de alocação dos municípios, definidos a partir da associação dos índices de necessidade em saúde e de porte econômico, que levam em conta variáveis epidemiológicas e socioeconômicas, além da capacidade do município financiar, com recursos próprios, os cuidados com a saúde dos cidadãos.

Para execução do projeto, os municípios participantes contam com um examinador, um anotador e um coordenador municipal, sendo que os exames são realizados por Cirurgiões Dentistas e os anotadores são profissionais de nível médio, geralmente técnico em Saúde Bucal (TSB) ou auxiliar em Saúde Bucal (ASB), das Secretarias Municipais de Saúde dos próprios municípios.

“As equipes de campo foram treinadas, em oficina com duração de 24 horas, onde foi possível discutir a operacionalização das etapas do trabalho e as atribuições de cada participante, a fim de assegurar um grau aceitável de uniformidade nos procedimentos”, esclarece a diretora de Saúde Bucal da SES-MG.

Metodologia de pesquisa

Durante a pesquisa, o cirurgião dentista vai percorrer a cidade e examinar, em domicílio, o morador que se interessar em participar voluntariamente do Projeto, sendo aptas a participar da pesquisa, pessoas com idades de 05 e 12 anos, 15 a19 anos, 35 a 44 anos e 65 a74 anos.

O voluntário deverá, também, responder um questionário, composto por perguntas subjetivas que vão ajudar na compreensão do processo saúde/doença bucal. “O questionário vai contribuir para a avaliação das condições socioeconômica e de utilização dos serviços, sendo fundamental para a estruturação da Rede Assistencial em Saúde Bucal”, afirma Daniele Leal.

O projeto segue a metodologia do SB Brasil 2010, do Ministério da Saúde, e conta com a colaboração da Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais (PUC-MG), que vai avaliar os resultados através do Conselho de Ética em Pesquisa. Outra instituição a avaliar o resultado da pesquisa será o Comitê de Ética em Pesquisa cadastrado junto à Comissão Nacional de Ética em Pesquisa (CONEP).

Municípios Participantes

Guaxupé, Conselheiro Lafaiete, Capela Nova, Betim, Contagem, Itabirito, Sabará, Igarapé, Coronel Fabriciano, Pingo-D’água, Naque, Diamantina, Jenipapo de Minas, Serro, Divinópolis, Lagoa da Prata, Onça de Pitangui, Governador Valadares, Central de Minas, Peçanha, São José da Safira, João Monlevade, Virginópolis, Centralina, São Romão, Varzelândia, Juiz de Fora, Arantina, Cataguases, Simonésia, Pedra Bonita, Montes Claros, Janaúba, Monte Azul, Capitão Enéas, Padre Carvalho, Rio Pardo de Minas, Piumhi, Patos de Minas, João Pinheiro, Águas Vermelhas, Santa Maria do Salto, Santa Fé de Minas, Paula Cândido, Santa Rita do Sapucaí, Turvolândia, Piedade do Rio Grande, Sete Lagoas, Teófilo Otoni, Machacalis,Crisólita,Malacacheta, Ubá, Rosário da Limeira, Araxá, Perdizes, Uberlândia, Unaí, Boa Esperança e Varginha.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/ses-promove-pesquisa-para-mapear-a-saude-bucal-da-populacao-do-estado/

Gestão Anastasia: Governo de Minas destinará materiais de construção a municípios do Alto Paraopeba

Doação de vigas foi anunciada em Entre Rios de Minas pelo secretário Carlos Melles

Bernadete Amado
Setop busca realizar o atendimento das demandas apresentadas pelos municípios, diz Carlos Melles
Setop busca realizar o atendimento das demandas apresentadas pelos municípios, diz Carlos Melles

O Governo de Minas, por meio da Secretaria de Estado de Transportes e Obras Públicas (Setop), oficializou a entrega de 10 conjuntos de vigas para construção de pontes, para os municípios de Casa Grande, Brás Pires, Catas Altas da Noruega, Cristiano Otoni, Desterro de Entre Rios, Entre Rios de Minas, Itaverava, Piranga, Queluzito e Senhora de Oliveira.

As doações foram anunciadas durante a realização da última Assembleia Ordinária da Associação dos Municípios do Alto Paraopeba (Amalpa), que aconteceu em Entre Rios de Minas, na região Central do Estado, nesta sexta-feira (27).

Os termos de transferência gratuitas de bens tem como finalidade fornecer elementos estruturais aos municípios visando a melhoria das vias públicas, de forma a otimizar o escoamento de bens e serviços e a movimentação de pessoas, bem como apoiar o município em obras de infraestrutura para o desenvolvimento e crescimento sustentável.

Segundo o secretário de Transportes e Obras Públicas, Carlos Melles, “a Setop busca realizar o atendimento das demandas apresentadas pelos municípios com o objetivo de melhorar a infraestrutura local”. “É fundamental que as prefeituras tenham atenção ao cumprimento de toda a documentação exigida durante processo para a transferência dos bens”, concluiu o secretário Melles.

Transferência de materiais

Depois das assinaturas dos termos de transferências dos materiais, a entrega das vigas para as pontes dependerá do encaminhamento de documentação pelos municípios e de publicação no jornal “Minas Gerais“, diário oficial dos Poderes do Estado.

“Por estas pontes que serão reconstruídas passam o desenvolvimento de nossas cidades. É a educação, a saúde e a produção agrícola se deslocando em nossas estradas municipais”, disse o presidente da Amalpa e prefeito de Senhora de Oliveira, Sebastião Araújo de Oliveira.

O prefeito de Entre Rios de Minas, Mário Augusto Alves de Andrade, explicou a importância da liberação deste conjunto de vigas para o município. “Com as fortes chuvas de janeiro deste ano, a ponte que liga as comunidades de Brumadinho e Coelhos foi interditada e as cerca de 600 pessoas que transitam pela região têm que fazer um desvio de aproximadamente 14 quilômetros”, destacou o prefeito.

Mário Augusto avaliou como “muito produtiva” a presença do secretário Carlos Melles na cidade, já que além das assinaturas dos convênios de doações de materiais, foram apresentados todos os investimentos do Governo de Minas na região. Um dos exemplos é o detalhamento das obras de duplicação da MG-383, nos trechos entre Jeceaba, São Brás do Suaçuí e o entroncamento com a BR-040, que estão em fase de execução. O secretário também reiterou que, em breve, será executada a pavimentação do trecho que liga Passa Tempo a Desterro de Entre Rios, na MG-270.

Ações na região

Na região Central, há 517 quilômetros de estradas, divididos em 26 trechos, beneficiados pelo Programa Proacesso, sendo que vinte e duas obras já estão concluídas. Na região da Amalpa, duas obras do Proacesso estão concluídas, somando 52 quilômetros; são trechos da MG-270, ligando Desterro de Entre Rios a Entre Rios de Minas, com 34,1 km, e a rodovia de acesso, entre Santana dos Montes e o entroncamento BR 040, com 15,1 km.

Pelo ProMG estão contratados 1.511,2 quilômetros de rodovias na região Central, totalizando 110  trechos, gerenciados pelas Coordenadorias Regionais do Departamento de Estradas de Rodagem do Estado de Minas Gerais (DER-MG), de Belo Horizonte, Barbacena e Pará de Minas. Somente na região da Amalpa são cerca de 150 quilômetros, beneficiando 11 trechos e as cidades de Moeda, Itabirito, Santana dos Montes, Rio Espera, Lamim, Senhora de Oliveira, Catas Altas da Noruega, Jeceaba, Ouro Branco, Conselheiro Lafaiete, Itaverava e Casa Grande.

Por meio do Programa Caminhos de Minas, está prevista a pavimentação de sete trechos na região, que somam aproximadamente 250 quilômetros, beneficiando as cidades de Belo Vale, Bonfim, Brás Pires, Cipotânea, Rio espera, Congonhas, Jeceaba, Itabirito, São Brás do Suaçui, São João Del Rei. Um deles já está com obras em andamento, que é o da MG-383 e MG 155, que passa por Jeceaba, São Brás do Suaçui e o entroncamento da BR-040.

De 2003 a 2007 foram celebrados 170 convênios com municípios da Amalpa, com um valor médio de repasse de recursos por parte do Governo de Minas de R$ 25 milhões. De 2007 a 2011 foram doados 262 metros de bueiros metálicos e 26 conjuntos de vigas metálicas.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/governo-de-minas-destinara-materiais-de-construcao-a-municipios-do-alto-paraopeba/

Gestão em Minas: Departamento de Estradas de Rodagem inicia obras em trecho da MG-030

Os trabalhos estão previstos para serem executados em 120 dias aproximadamente

O Departamento de Estradas de Rodagem (DER/MG) inicia nesta sexta-feira (2) as obras no quilômetro 14 da MG-030. O problema no local foi provocado pelo período de chuvas intensas do mês de janeiro. A infiltração de água em excesso no lençol freático provocou o rompimento do aterro e, consequentemente, o abatimento da pista direita, o que obrigou desvio do tráfego para a pista da esquerda, sentido Nova Lima/Belo Horizonte.

Estudos técnicos – topográficos e geotécnicos – foram realizados por especialistas do DER/MG, que apontaram como melhor forma de resolver o problema a contenção do maciço empregando a técnica de cortina atirantada, que é um muro de contenção fixado no terreno através de tirantes de aço. Os trabalhos estão previstos para serem executados em 120 dias aproximadamente.

Os tapumes que foram colocados no quilômetro 14 têm como objetivo dar mais segurança aos trabalhadores e aos motoristas. As obras serão realizadas com recursos destinados ao Programa de Recuperação e Manutenção Rodoviária de Minas Gerais (ProMG), que gerencia na Região Metropolitana de Belo Horizonte (RMBH), 524,3 km de rodovias, em um investimento total de R$ 148,6 milhões, nos quatro anos de contrato, iniciado em agosto do ano passado. Esse contrato do ProMG beneficia 30 municípios e 31 trechos rodoviários, onde se inclui a MG-030, com três trechos que somam 34,4 quilômetros: viaduto da rede ferroviária (Águas Claras) até o entroncamento para Nova Lima (8,8 quilômetros), Rio Acima até Nova Lima (20,1 quilômetros) e Itabirito a São Gonçalo do Bação (5,5 quilômetros).

Em 2011, no trecho da MG-030 entre o viaduto da rede ferroviária (Águas Claras) até o entroncamento para Nova Lima, merece destaque a recuperação do quilômetro 11,6, na pista esquerda, sentindo Nova Lima/Belo Horizonte, próximo ao Shopping Serena Mall. No local foi construído um novo bueiro e aterro para receber nova pavimentação.

No quilômetro 27, houve o rompimento de um aterro. O local está em meia pista e já foram concluídos os estudos técnicos para elaboração de projeto de engenharia que se encontra em andamento e, tão logo seja concluído, as obras entram em execução. No quilômetro 18, o abatimento da pista do lado direito deixou o tráfego em meia pista e as obras de recuperação já foram iniciadas.

Fonte: Agência Minas

Governo de Minas: carnaval aquece a economia das cidades históricas mineiras

Municípios contabilizaram bons resultados de ocupação hoteleira, movimentação financeira e fluxo de visitantes

Divulgação
Em Tiradentes, famílias encheram as ruas do centro histórico
Em Tiradentes, famílias encheram as ruas do centro histórico

As cidades históricas de São João del-Rei, Diamantina, Ouro Preto, Tiradentes, Mariana e Sabará comemoram o aquecimento da economia durante o Carnaval 2012.  Em uma parceria entre Governo de Minas e as prefeituras foi realizada a quarta edição do Carnaval das Cidades Históricas, entre 17 e 21 de fevereiro. O evento, além de movimentar a cadeia produtiva do turismo e gerar ocupação e renda para as comunidades locais, atraiu milhares de foliões de todas as partes do Brasil, garantindo a alegria e o divertimento durante os dias de folia.

Ralph Justino, um dos coordenadores do projeto Carnaval das Cidades Históricas, avalia os bons resultados. De acordo com ele, o evento atraiu 350 mil foliões nas seis cidades, possibilitou 3,5 mil postos de trabalho e a movimentação financeira de R$ 6 milhões nos seis municípios e, ainda, uma média geral de ocupação hoteleira de 85%. “Foi um resultado muito positivo para Minas Gerais. Pretendemos que esses números cresçam a cada ano”, enfatizou.

O secretário de Estado de Turismo, Agostinho Patrus Filho, ressalta que a união conjunta dos municípios no planejamento do Carnaval favorece a atração de turistas e possibilita uma programação integrada, onde um folião pode curtir as atrações e desfrutar da diversidade de Minas Gerais. “Estamos muito felizes, pois conseguimos alcançar um número expressivo de público, movimentar a cadeia produtiva do turismo das localidades e ainda propiciar um Carnaval tranqüilo e seguro para nossa população e visitantes”, disse.

Em São João del-Rei, os turistas, estimados entre 50 e 60 mil pessoas, ocuparam 100% da hotelaria, de acordo com a secretária municipal de Turismo, Nina Capel. “Principalmente com as dificuldades que nosso município sofreu após as enchentes, nosso Carnaval surpreendeu. Recebemos um número significativo de foliões. Foi um Carnaval diversificado, com matinês, marchinhas e desfile de escolas de samba. Em todos os momentos e em todos os blocos, sempre muita gente e muita alegria”, enfatizou Capel.

Felipe Barbosa, secretário municipal de Turismo de Tiradentes, afirma que o balanço do Carnaval foi muito positivo e que a ocupação da rede hoteleira da cidade histórica girou em torno de 85%. “Tivemos em nossa cidade um Carnaval super tranqüilo, muitas crianças e famílias encheram as ruas de nosso centro histórico”, disse Barbosa. O secretário lembrou, também, que a grande aposta para o Carnaval 2012 foram os blocos caricatos, que movimentaram mais de 10 mil foliões durante os festejos do Momo.

Em Diamantina, a animação ficou por conta dos desfiles dos blocos caricatos. Destaque para os blocos Sapo Seco, Rato Seco e As Domésticas Aposentadas. O som da percussão das bandas Bat-Caverna e Bartucada animou a noite da moçada. A secretária municipal de Turismo de Diamantina, Márcia Betânia Horta, estima que cerca de 100 mil pessoas passaram pela cidade durante todo o Carnaval, o que possibilitou uma ocupação hoteleira em torno de 80% e a geração de 2,5 mil postos de trabalho durante o festejo. “Tivemos em Diamantina um Carnaval tranqüilo. O projeto Carnaval das Cidades Históricas é uma parceria muito estratégica com outros municípios mineiros. Queremos que Minas Gerais alcance uma evidência no Carnaval do Brasil, assim como outros estados brasileiros”, destacou a secretária.

Em Ouro Preto, um dos mais tradicionais e procurados destinos turísticos de Minas, conhecido internacionalmente por sua riqueza e arquitetura colonial de estilo Barroco, bonecos gigantes e blocos caricatos, como da Praia, Caixão, e Zé Pereira dos Lacaios, deram o tom do Carnaval 2012. No decorrer do feriadão, houve também desfile de escolas de samba, shows com bandas locais e baile carnavalesco. O prefeito de Ouro Preto, Ângelo Oswaldo, comemora o movimento do Carnaval e diz que a festa marcou a retomada do fluxo turístico após as chuvas que atingiram a cidade em janeiro. “Tivemos um dos melhores carnavais dos últimos anos e recebemos turistas de diversos lugares do Brasil e do exterior. Sem dúvida, o Carnaval em Ouro Preto e nas cidades históricas mineiras é uma das melhores opções para o turista no país”.

Carnaval das Cidades Históricas

Lançado em 2009, o evento tem atingido números expressivos de visitantes, com foliões de diversas idades e regiões, que buscam vivenciar a festividade com segurança e conforto nessas cidades que têm patrimônio histórico, artístico e cultural privilegiados. A Secretaria de Estado de Cultura (SEC), em parceria com a Promotoria Estadual de Defesa do Patrimônio Cultural e Turístico de Minas Gerais, promoveu uma cartilha com orientações e cuidados para assegurar a integridade do patrimônio cultural e histórico de Minas.

Outras ações

Durante o Carnaval, o Governo de Minas, por meio da Secretaria de Estado de Saúde (SES), distribuiu quatro milhões de preservativos masculinos em todo o Estado, com apoio de entidades civis cadastradas junto à SES.

A campanha teve o slogan “Curta o Carnaval com camisinha”. Materiais informativos, como cartazes e folderes, foram distribuídos para as 28 regionais de Saúde e para entidades civis nos municípios. Outra ação importante foi o ônibus “Expresso Folia”, uma parceria com a Subsecretaria de Políticas Sobre Drogas, que circulou por mais de 60 cidades distribuindo folderes e preservativos. A SES também distribuiu material informativo em hotéis e pousadas, principalmente nas cidades históricas, onde o número de foliões foi maior.

Saúde

A Secretaria de Estado de Saúde promoveu uma campanha de prevenção aos focos de dengue em Minas. A ação fez parte das atividades do Carnaval nas Cidades Históricas e contou com a parceria de prefeituras, que mobilizaram as pessoas por meio de carros de som, avisos e nos principais pontos de comércio. Ao longo do mês de fevereiro, a SES levou até as cidades mineiras o Dengômetro e o Dengue Móvel. O Dengômetro é um espaço para troca de informações e experiências no combate à dengue, e o Dengue Móvel, veículo que percorre os bairros trocando objetos que poderiam se tornar foco do mosquito por material escolar. Estiveram em São João del-Rei, Pompéu, Pirapora, Sabará, Ouro Preto, Itabirito, Mariana, Abaeté e Diamantina – municípios que receberam grande número de turistas neste Carnaval.

DER

O Departamento de Estradas de Rodagem de Minas Gerais (DER-MG), em conjunto com Polícia Militar, Corpo de Bombeiros, Polícia Civil, Polícia Rodoviária Federal (PRF), BHTrans e Agência Nacional de Transporte Terrestre (ANTT), obteve resultado positivo em balanço parcial nas blitze de combate ao transporte clandestino no Estado. Nesse Carnaval, foram abordados 14 mil veículos e lavrados 1005 autos de infração nas 350 blitze realizadas. O número de veículos autuados diminuiu em relação ao Carnaval de 2011, quando foram abordados 13.046 veículos e lavrados 2.556 autos de infração.

A repressão aos motoristas alcoolizados também foi intensificada nas blitze, já que além dos 383 etilômetros das policiais Civil e Militar, os condutores sob suspeita foram submetidos ao teste do bafômetro nos 140 aparelhos da PRF. A ação conjunta permitiu colocar ao mesmo tempo, em diferentes pontos das estradas mineiras, 33 radares móveis, sendo 15 da PRF e os 18 da Polícia Militar, reforçando o papel dos 211 radares fixos já instalados na malha rodoviária sob jurisdição do DER/MG.

Fonte: Agência Minas

Gestão em Minas: DER dá dicas para motoristas que vão pegar estrada no Carnaval

Motoristas devem ficar atentos às condições das estradas para checar se há alguma interrupção ou obra
Bernadete Amado
A MG-010, que vai até a Serra do Cipó, está com tráfego normal
A MG-010, que vai até a Serra do Cipó, está com tráfego normal

Os motoristas que vão pegar a estrada no feriadão devem ficar atentos às condições das estradas para checar se há alguma interrupção ou obra. O Departamento de Estradas de Rodagem de Minas Gerais (DER-MG) disponibiliza três canais para os usuários consultarem sobre as vias sob sua jurisdição, as MGs: o site http://www.der.mg.gov.br; o telefone 155, opção 6, para quem ligar de telefone fixo, e o número (31) 3303-7999, para quem fizer a ligação de um aparelho celular ou de outros estados.

Com o objetivo de proporcionar segurança aos motoristas e passageiros nas rodovias estaduais mineiras, o DER-MG vai restringir, no feriado de Carnaval, a circulação nos trechos rodoviários de pistas simples das Combinações de Veículos de Carga (CVC), das Combinações de Transporte de Veículos (CTV) e das cargas indivisíveis, nos dias 17 (sexta-feira) e 21 (terça-feira) de 16 às 24 horas e nos dias 18 (sábado) e 22 (quarta-feira) de 6 às 12 horas.

Durante o feriado, o DER-MG permanecerá em regime de plantão em suas 40 coordenadorias regionais, com técnicos mobilizados para deslocamento ao local o mais rapidamente possível. Em no máximo 24 horas, dependendo do tipo de ocorrência, homens e máquinas vão providenciar a liberação do tráfego, removendo obstáculos, implantando desvios ou sinalizando rotas alternativas.

Rodovias estaduais

O acesso ao Sul da Bahia, um dos muitos destinos procurados por quem quer curtir o Carnaval, principalmente para os mineiros que partem das regiões metropolitanas de Belo Horizonte, Rio Doce, Jequitinhonha e Mucuri -, a BR-418, atualmente delegada ao DER-MG, exige a atenção dos motoristas nos quilômetros 12, 24, 70 e 91, onde o tráfego está em meia pista.

Para quem tem como destino Ouro Preto, o trecho da MG-262, que liga a cidade a Ponte Nova, nos quilômetros 46 e 47 o trânsito está em meia pista devido a erosões no aterro, mas os locais estão sinalizados e o tráfego está fluindo normalmente. No segmento Ouro Branco – Ouro Preto, na chegada de Saramenha, existem algumas quedas de barreira, mas elas já estão sendo retiradas e o tráfego está normal.

Na MG-050, que dá acesso ao Sudoeste do Estado e à represa de Furnas, e na BR-383, rodovia federal delegada ao DER-MG, que dá acesso, pela BR-040, a São João del-Rei e Tiradentes, o trânsito está normal. As rodovias estaduais que dão acesso à Diamantina também estão em boas condições de tráfego. Na Zona da Mata, área muito atingida pelas últimas chuvas, a MG-285, que liga Cataguases ao entroncamento da BR-120, sentido Leopoldina, a Ponte Camargos, sobre o Rio Pomba, está interditada. O DER-MG já iniciou os trabalhos de recuperação e o tráfego está sendo feito a partir do entrocamento da MG-285, passando pela MGC-120, entroncamento com a MG-447 até Cataguases.

RMBH

Na Região Metropolitana de Belo Horizonte (RMBH), as MGs 010, 020 e 030 vão exigir a atenção dos motoristas. A MG-010, que vai até a Serra do Cipó, está com tráfego normal. O único ponto de ocorrência é próximo a Vespasiano, na pista lateral, sem haver interferência no trânsito da pista principal da rodovia. No acesso a Santa Luzia, pela MG-020, Km 13,5, há uma erosão na pista, que se encontra sinalizada e com as obras de recuperação já em fase de execução.

Na rodovia MG-030, no trecho entre o viaduto da rede ferroviária (Belo Horizonte) até Nova Lima, os problemas atuais, nos quilômetros 14, 18 e 27, foram provocados pelo período de chuvas intensas, ocorridas em janeiro deste ano. Desde 2002, o trânsito neste segmento foi beneficiado e ganhou mais qualidade com a obra de duplicação executada pela Prefeitura de Nova Lima. Em 2010, o trecho foi incluído dentro do Programa de Recuperação e Manutenção Rodoviária (Pro-MG) do DER-MG.

No quilômetro 14 houve o abatimento da pista direita, provocado por infiltração de água do lençol freático, ocasionando o rompimento de aterro e a necessidade de desviar o tráfego para a pista da esquerda, sentindo Belo Horizonte. O DER-MG já concluiu os estudos de campo – topográficos e geotécnicos -, e, no momento, realiza projeto de engenharia. A expectativa da conclusão desta fase é para o dia 29 de fevereiro.

No quilômetro 27, houve o rompimento de um aterro provocado. O local está em meia pista e já foram concluídos os estudos técnicos para elaboração de projeto de engenharia que se encontra em andamento. No quilômetro 18, o abatimento da pista do lado direito deixou o tráfego em meia pista e as obras de recuperação já foram iniciadas no dia 13 deste mês.

Fonte: Agência Minas

Governo de Minas Gerais prepara Diamantina para um Carnaval sem dengue

Turistas estão surpresos com as ações do combate à dengue realizadas pela Secretaria de Estado de Saúde

Alessandra Maximiano
Luana Pinheiro Gomes, 12 anos, trocou pneus por cadernos
Luana Pinheiro Gomes, 12 anos, trocou pneus por cadernos

Diamantina já está recebendo os turistas de várias regiões do Brasil para o Carnaval que, além se informarem sobre a cidade, estão surpresos com as ações do combate à dengue realizadas pela Secretaria de Estado de Saúde (SES-MG) nos últimos dias.

Nesta quinta-feira (16), último dia da ação, muitos turistas que chegavam se aproximavam do Dengômetro para obter informações. Ana Carolina Guedes chegou de Belo Horizonte e se surpreendeu. “Já tinha visto essas atividades em alguns bairros de Belo Horizonte, mas não sabia que no interior também eram realizadam. Acho muito interessante, pois a dengue deve ser combatida por todos e em todos os lugares”, afirmou.

Outra ação foi um pequeno laboratório que mostra o ciclo do mosquito da dengue. Crianças e adultos se aproximavam do local onde técnicos da Superintendência de Saúde de Diamantina explicavam as fases do mosquito e os sintomas da doença.

Luana Pinheiro Gomes, 12 anos, passou pela segunda vez pelo Dengômetro. No primeiro dia de atividade, na quarta-feira (15), entregou 30 garrafas pet e hoje voltou ao mesmo local e, com a ajuda do pai, levou oito pneus. Os pneus foram trocados por cadernos que serão usados por Luana no início das aulas. “A iniciativa é ótima. Estes pneus estavam ocupando espaço no quintal de casa e é bom saber que estamos fazendo uma boa ação e livrando a nossa família desta doença”, afirmou José Antônio  Pinheiro, pai de Luana.

Desde quarta-feira, os moradores e visitantes estão se dirigindo à Praça do Seminário, localizada próxima à rodoviária da cidade, para trocar objetos. A ação faz parte das atividades do “Carnaval nas cidades históricas” e conta com a parceria da prefeitura, que mobiliza as pessoas por meio de carros de som, avisos nas igrejas e nos principais pontos de comércio. Todo o material recolhido será doado para a Cooperativa de Catadores de Material Reciclável de Diamantina.

Nove cidades já receberam o Dengômetro e o Dengue Móvel neste período pré-carnaval: São João del-Rei, Pompéu, Pirapora, Sabará, Ouro Preto, Itabirito, Mariana, Abaeté e Diamantina.

Fonte: Agência minas

Gestão em Minas: defesa social inicia ações de segurança para o Carnaval com blitz educativa contra drogas

Em todo o Estado, mais de 33 mil policiais militares, civis e bombeiros trabalharão durante o feriado, com foco na proteção ao cidadão, fiscalização e investigação de crimes e prevenção de acidentes em estradas e rodovias
Divulgação/Seds MG
Campanhas de conscientização e fiscalização serão reforçadas em Minas
Campanhas de conscientização e fiscalização serão reforçadas em Minas

As ações de segurança elaboradas pela Secretaria de Estado de Defesa Social (Seds) para o Carnaval 2012 começaram nesta quarta-feira (15), com o lançamento da campanha “Expresso legal, carnaval sem drogas”, em Belo Horizonte. A ação, realizada pela da Subsecretaria de Políticas Sobre Drogas (Supod) da Seds, em parceria com a Polícia Militar (PMMG) e com as Secretarias de Estado de Saúde, Desenvolvimento Social e Turismo, contou com uma blitz educativa próxima ao BH Shopping, no bairro Belvedere. Motoristas foram abordados e receberam preservativos, leques e materiais informativos alertando sobre as consequências do uso das drogas e os cuidados que devem ser tomados para evitar doenças sexualmente transmissíveis (DST’s).

Depois da ação na capital, dois ônibus plotados saíram nos sentidos Norte e Sul de Minas Gerais. Até o dia 22 de fevereiro, eles passarão por mais de 80 cidades e irão parar em pelo menos 33, para conscientizar os foliões. No total, serão mais de três mil quilômetros rodados. Entre os municípios contemplados estão as cidades históricas, destinos de grande número de turistas durante o Carnaval. Além das drogas e DST´s, os agentes alertarão sobre cuidados no trânsito e contra a exploração sexual de crianças e adolescentes.

Está prevista a distribuição de 100 mil preservativos e 450 mil kits de prevenção, com leques, adesivos e materiais informativos. Haverá, ainda, grupos de animação e folia de carnaval, formados por jovens que participam do projeto Juventude e Polícia, da Polícia Militar.

De acordo com o subsecretário de Políticas Sobre Drogas, Cloves Benevides, o objetivo da campanha é aproximar as ações de prevenção às pessoas nessa época carnavalesca, com enfoque também no interior do Estado. “O Expresso Legal vai percorrer as cidades levando essa mensagem, de que o importante é curtir a folia com responsabilidade e consciência, sem uso de drogas”, disse. O subsecretário ressalta que, além das cidades que receberão a equipe da Supod, a campanha será potencializada por uma parceria com os conselhos municipais antidrogas, que distribuirão os materiais em 100 blitz educativas.

Os ônibus passarão pelos municípios de Belo Horizonte, Lagoa Santa, Jaboticatubas, Sabará, Itabira, Timóteo, Ipatinga, Governador Valadares, Guanhães, Teófilo Otoni, Serro, Diamantina, Bocaiúva, Montes Claros, Pirapora, Três Marias, Curvelo e Corinto, Nova Lima, Rio Acima, Itabirito, Ouro Preto, Mariana, Ouro Branco, Congonhas, Conselheiro Lafaiete, Carandaí, Barbacena, Tiradentes, São João del-Rei, Oliveira, Cláudio e Divinópolis.

Efetivo

Além da campanha de conscientização, a Seds elaborou uma série de ações para o Carnaval, que vão desde o aumento do efetivo até o maior rigor na fiscalização das estradas. Em todo o Estado, mais de 33 mil policiais militares, civis e bombeiros trabalharão durante o Carnaval, com foco na proteção ao cidadão, fiscalização e investigação de crimes e prevenção de acidentes em estradas e rodovias. As ações repressivas e preventivas terão como foco as cidades históricas de Minas que recebem o maior número de visitantes nos quatro dias de folia, além de Belo Horizonte e Região Metropolitana (RMBH).

Nas cidades de Ouro Preto, Mariana, Sabará, Tiradentes, São João del-Rei e Diamantina a Polícia Militar terá 405 homens a mais nas ruas, o que representa um aumento de 43%. Estes municípios também terão aumentos que variam de 50% a 70% no efetivo da Polícia Civil (PCMG) e delegacias de plantões 24 horas. Na região metropolitana, haverá 19 mil policiais militares em atuação, sendo 7 mil apenas em Belo Horizonte.

As rodovias estaduais e federais também ganharão reforço de fiscalização entre a sexta-feira (17) e a quarta-feira de cinzas (22), principalmente nos trechos que levam aos destinos mais visados. Para garantir a segurança no trânsito, foi elaborado o “Plano Operacional Integrado Carnaval 2012”, com definições de ações conjuntas entre a Seds, a PMMG, a Polícia Civil e o Corpo de Bombeiros (CBMMG), além do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT), o Departamento de Estradas de Rodagem (DER), a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), a BHTrans, a Guarda Municipal de Belo Horizonte (GMBH) e a Coordenadoria Municipal de Defesa Civil (Comdec).

As rodovias estaduais ganharão o reforço de 800 policiais militares e de policiais rodoviários federais, que participaram da elaboração do Plano Integrado. As principais áreas de atuação e atenção são a BR 356 e MGT 383 (região de Ouro Preto); BR 356, MG 262 e MG 129 (região de Mariana); BR 494, BR 383, BR 265, MG 494 (região de São João del-Rei); BR 265 (na altura de Tiradentes); BR 367, MG 367 e MG 259 (região de Diamantina); e BR 262 e MG 262 (Sabará). A RMBH e as rodovias de acesso aos litorais capixaba e fluminense também terão reforço. Além das blitz repressivas, serão distribuídos, em todo o Estado, panfletos com dicas para segurança no trânsito.

Álcool e excesso de velocidade

Todos os 383 etilômetros da polícia militar serão utilizados para repressão ao trânsito de motoristas alcoolizados, além de outros 140 aparelhos da Polícia Rodoviária Federal (PRF), que serão distribuídos por pontos estratégicos das rodovias.

Em Belo Horizonte, a “Campanha Sou pela Vida. Dirijo sem Bebida”, terá 12 blitze repressivas durante o Carnaval para evitar excessos na capital. Belo Horizonte, especificamente, contará com 330 policiais militares na fiscalização do trânsito.

Para coibir o excesso de velocidade, serão colocados em ação 18 radares móveis da PM e quatro da PRF, reforçando o papel dos radares fixos já instalados na malha rodoviária.

Os bombeiros desenvolverão atividades preventivas em 150 municípios, com um efetivo de aproximadamente 1.500 militares. Nas cidades históricas, haverá reforço de 88 homens. Serão montados 61 pontos base em rodovias, 85 equipes em balneário e 66 equipes em eventos, para prevenção contra incêndio e acidentes. Para a operação, serão disponibilizadas 340 viaturas.

Além disso, o Batalhão de Operações Aéreas (BOA) disponibilizará duas equipes por dia para operação com helicópteros e uma equipe de sobreaviso para atuação em casos de emergência. Como no ano passado, em um dos helicópteros haverá uma equipe médica do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) para realizar atendimento pré-hospitalar.

Transporte clandestino

O DER, por sua vez, contará com 256 fiscais durante o carnaval e 103 veículos caracterizados com acesso remoto à internet, para fiscalização dos condutores e dos transportadores regulares e clandestinos e para a verificação preventiva da situação das vias. Também haverá 22 pontos onde serão desenvolvidas ações educativas, com orientação e distribuição de materiais informativos.

As blitze acontecerão, principalmente, nos acessos às regiões mais procuradas nesse período: Serrra do Cipó, Diamantina, Pirapora, Ouro Preto, Mariana, São João del-Rei, RMBH e outros pontos mais regionalizados.

Já o transporte de cargas e passageiros será fiscalizado pela Agência Nacional de Transportes Terrestres, que empregará 36 servidores nos terminais rodoviários de Belo Horizonte (15), Juiz de Fora (7), Montes Claros (2), Pouso Alegre (3), Uberlândia (4), Uberaba (3) e Teófilo Otoni (2).

O foco do trabalho da ANTT é o transporte interestadual de passageiros e o reforço na operação começa nos dias anteriores ao carnaval, quando um número maior de pessoas utiliza o transporte rodoviário. São dadas orientações ao passageiros e feitas fiscalizações dos veículos, verificando, por exemplo, as condições dos pneus, retrovisores, entre outros aspectos que atestam a condição de fazer a viagem.

Fonte: Agência Minas