Arquivos do Blog

Gestão Anastasia: festa histórica de torcedores marca reabertura do Independência

Nova arena recebeu várias famílias de torcedores curiosos para conhecer a nova casa do futebol mineiro

Divulgação/Secopa
Torcedores do América durante a reinauguração do Independência
Torcedores do América durante a reinauguração do Independência

A entrega do primeiro estádio da Copa de 2014 do país, na noite desta quarta-feira (25), foi uma festa histórica. A nova arena Independência recebeu várias famílias de torcedores curiosos para conhecer a nova casa do futebol mineiro – em ambiente moderno, seguro e confortável – e para acompanhar a partida de abertura do estádio entre América-MG e Argentinos Juniors. O jogo marcou também os 100 anos do clube mineiro e a despedida do jogador Euller.

Alexandre Teixeira trouxe a filha Júlia, de 8 anos, que frequenta estádios desde os 9 meses de idade. “Estou emocionado de retornar ao Independência. A última vez que estive aqui, o cenário era outro. É impressionante a nova estrutura”, disse. Opinião semelhante compartilhou o aposentado Elmo Cordeiro, visitante ilustre, que trabalhou como gandula durante a Copa de 1950. “Isso é coisa de primeiro mundo. A torcida do América tem mais um motivo para prestigiar o time”, comentou.

O casal Paulo César Ribas e Milene Bello chegou mais cedo para descontrair nos bares da vizinhança. Na calçada, se encantava com o fluxo de torcedores que chegavam pela rua Pitangui. “Isso aqui é uma festa. É uma alegria e um momento histórico fazer parte desta noite tão especial. O estádio estava caindo aos pedaços. Nem tinha assento direito. Agora está mais moderno e com maior capacidade de público”, comemorava Ribas.

A noite também foi especial para o presidente da Associação São Vicente de Paula, Marcelo Emediato, que acompanhou as obras de modernização do estádio, por meio das reuniões mensais com representantes da comunidade realizadas pelo Governo de Minas. “Vim com minha noiva e meu enteado de 11 anos comemorar a abertura do Independência. Essa festa vai ficar gravada em nossos corações”.

O estudante Rafael Campos, de 15 anos, se cobriu emocionado com a bandeira do América na arquibancada ao lado do pai e do irmão. “Virei ao Independência em todos os jogos do América até os últimos dias de minha vida. O estádio ficou bem mais bonito do que era antes. Estamos em festa, estou muito emocionado”, revelou o garoto.

Em todos os ângulos do novo estádio era possível ouvir o canto da torcida, embalada pela banda da Polícia Militar de Minas Gerais. Este 25 de abril será eternizado pelos milhares de torcedores que protagonizaram a grande festa de reabertura do estádio Independência.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/festa-historica-de-torcedores-marca-reabertura-do-independencia/

Gestão em Minas: governador Anastasia entrega a Arena Independência

Estádio de padrão internacional tem caráter multiuso e poderá ser usado como centro de treinamento durante a Copa do Mundo de 2014

Carlos Alberto/Imprensa MG
Antonio Anastasia durante entrega do Independência
Antonio Anastasia durante entrega do Independência

O governador Antonio Anastasia participou, na noite desta quarta-feira (25),  da reinauguração do Estádio Raimundo Sampaio, o Independência, em Belo Horizonte. Durante o ato, Anastasia entregou ao presidente da BWA Arena, Bruno Balsimelli, representante do Consórcio Arena Independência, que irá gerir o Novo Independência, as “chaves” do estádio.

Reconstruído com recursos do Governo de Minas, o Novo Independência teve capacidade ampliada de 10 mil para 25 mil pessoas e toda a obra foi custeada pelo Governo do Estado, que investiu R$ 149 milhões. Esse valor equivale a R$ 6 mil por assento – o mais baixo entre os estádios em obra para a Copa do Mundo de 2014. Nos estádios em obras para a Copa essa média é de R$ 10 mil por assento.

Antonio Anastasia lembrou que o Independência é um estádio que está na história das Copas do Mundo e também poderá ser utilizado durante o Mundial de 2014, como centro de treinamento.

“O estádio, que agora está sendo entregue, foi reconstruído dentro dos requisitos da Fifa. Portanto, é um estádio de padrão internacional, com todo  conforto necessário, gramado de excepcional qualidade, todo coberto, iluminação de primeira grandeza. Tenho certeza de que Belo Horizonte estará muito bem servida com o Independência e, dentro em pouco, com o Mineirão”, afirmou o governador.

De acordo com o governador, o espaço não foi modernizado apenas para um momento, mas para ser referência e orgulho da gente mineira, ao se tornar uma arena multiuso. “Certamente, o investimento realizado terá reflexos não apenas em seu entorno, valorizando uma das mais tradicionais áreas de Belo Horizonte, mas em toda a cidade. O novo Independência é, antes de mais nada, compromisso de Minas com o futuro. Um compromisso dos mineiros com o cultivo de suas melhores tradições e o olhar visionário no porvir. Um futuro tão grande quanto os mineiros”, completou.

O vice-governador Alberto Pinto Coelho lembrou ser o futebol um valor cultural dos mineiros e o “novo Estádio Independência volta a ser, como foi no passado, palco privilegiado da história futebolística de Minas e do país”. Ele lembrou que, “com sua modernidade e beleza arquitetônica, o novo Independência projeta-se como importante patrimônio esportivo e cultural de Minas Gerais”.

O secretário extraordinário para a Copa do Mundo, Sergio Barroso, disse que “a inauguração do Independência é a prova indelével da quebra de paradigmas. Vamos construir um novo tempo para o futebol através do profissionalismo. Vamos trazer de volta ao campo as famílias para que elas possam exercer esse direito importantíssimo que é o de torcer para os times de futebol de Minas Gerais”.

Além do vice-governador Alberto Pinto Coelho e do secretário Sergio Barroso, entre outras autoridades, participaram do evento, secretários de Estado, parlamentares e representantes do futebol mineiro.

O estádio

As obras de reconstrução do Independência foram iniciadas em 2010, tendo consumido três mil toneladas de aço, 30 mil metros cúbicos de concreto, mil toneladas de cobertura metálica. A área construída é de 40 mil metros quadrados e, em fevereiro último, cerca de 1,1 mil operários trabalhavam na obra.

A nova cobertura abrange 100% dos assentos e é feita com material que reduz a emissão de som para a área externa. A iluminação evita sombras nas transmissões de jogos noturnos e o novo gramado possui sistemas de drenagem e de irrigação recomendados pela Fifa.

Foram construídas duas torres de serviços, que abrigam a administração, posto médico, central de monitoramento de vídeo, central de comando do estádio, áreas de hospitalidade e áreas de segurança pública. O espaço para camarotes é flexível com capacidade para aproximadamente 2,2 mil pessoas. Para assegurar acessibilidade, existem dois elevadores e uma plataforma, além de rampas para acesso a todos os níveis.

Os vestiários foram modernizados e contam com auditório para entrevistas coletivas. Haverá duas lojas e 32 bares e lanchonetes nos diferentes setores do estádio. A área de imprensa inclui 16 cabines de rádio e TV e 72 postos de trabalho para a imprensa escrita.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/governador-anastasia-entrega-a-arena-independencia/