Arquivos do Blog

Governo de Minas: delegações da Bolívia e Peru buscam conhecimentos da Emater-MG

Membros da missão técnica irão visitar cinco propriedades certificadas pelo Certifica Minas Café na região da Zona da Mata

Paulo Correa / Emater-MG
Missão técnica peruana visita propriedades cafeeiras na região mineira da Zona da Mata
Missão técnica peruana visita propriedades cafeeiras na região mineira da Zona da Mata

Entre os dia 24 e 29 de junho, a Emater-MG recebe a visita de técnicos e cafeicultores peruanos. O grupo visita municípios da Zona da Mata mineira e do Sul de Minas. O objetivo é conhecer o trabalho desenvolvido pela empresa no setor de cafeicultura. Já no início de julho, a Empresa recebe seis técnicos da Bolívia. A visita vai ajudar no desenvolvimento do serviço de Assistência Técnica e Extensão Rural (Ater) da Bolívia.

A missão técnica peruana está cumprindo a última etapa do termo de cooperação assinado entre Brasil e Peru. A iniciativa visa a troca de conhecimentos entre os dois países. O grupo é formado por sete cafeicultores, dois engenheiros agrônomos e um técnico agrícola. Durante a missão, eles acompanharão as diversas ações da Emater-MG voltadas para o desenvolvimento da cafeicultura como sistema de produção, comercialização, tecnologias e cultivares utilizadas.

Os membros da missão técnica irão visitar cinco propriedades certificadas pelo Certifica Minas Café. O programa é uma iniciativa do Governo de Minas e é executado pela Secretaria de Agricultura, Pecuária e Abastecimento de Minas Gerais (Seapa), por meio da Emater-MG e do Instituto Mineiro de Agropecuária (IMA). O Certifica Minas Café estimula os produtores a adotarem boas práticas de produção, uma gestão moderna da propriedade e incentiva a preservação ambiental.

Para o diretor Técnico da Emater-MG, José Rogério Lara, esse é um momento importante para a troca de informações e para o crescimento da cafeicultura nos dois países. “Nós temos o cuidado de sugerir tecnologias e ações que possam ser aplicadas de acordo com a realidade deles. Da mesma maneira, eles estão observando como o feito o trabalho aqui para levar o que é condizente com a região deles”, diz José Rogério Lara.

Missão Técnica da Bolívia

De 02 a 06 de julho, a Emater-MG recebe uma missão técnica da Bolívia formada por técnicos do Instituto Nacional de Inovação Agropecuária e Florestal (Iniaf). A visita é a primeira atividade do termo de cooperação entre os dois países, que tem duração de 16 meses. O convênio tem como objetivo de apoiar a implantação de um modelo piloto integral de Assistência Técnica e Extensão Rural (Ater).

Os técnicos visitarão a unidade central da Emater-MG, em Belo Horizonte. Serão apresentados a eles, o modelo de gestão e as principais ações e programas da Empresa. “O Governo do Estado sempre tem apoiado essas iniciativas. Além de podermos ajudar, é também uma oportunidade para aprendermos e enriquecer o nosso trabalho”, afirma José Rogério Lara.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/delegacoes-da-bolivia-e-peru-buscam-conhecimentos-da-emater-mg/

Anúncios

Gestão Eficiente: Minas é o Estado que mais fiscaliza uso de agrotóxicos no país

Mais de 5.000 inspeções foram realizadas em propriedades rurais mineiras, o que corresponde a 41% do total de ações realizadas no Brasil

Minas Gerais, por meio do Instituto Mineiro de Agropecuária (IMA), é o Estado que mais fiscalizou o comércio e o uso de agrotóxicos no ano de 2011. Foram realizadas 3.378 fiscalizações em estabelecimentos comerciais, o que correspondem a 18% do total nacional. Além disso, mais 5.472 fiscalizações do uso de agrotóxicos foram feitas em propriedades rurais, correspondendo a 41% do total de ações realizadas em todo o país.

Os dados foram divulgados durante o 10º Encontro Nacional de Fiscalização e Seminário sobre Agrotóxicos (Enfisa), que aconteceu em Curitiba, de 18 a 22 de junho. O evento é o principal fórum de discussão técnica sobre o assunto e tem por objetivo alinhar os procedimentos de cadastro e fiscalização do comércio e do uso do produto no Brasil.

O diretor-geral do IMA, Altino Rodrigues Neto, ressalta que eventos como o Enfisa promovem a interlocução entre os órgãos de defesa sanitária de todo o país com discussões e dados sobre a regulamentação dos agrotóxicos. “Este é um tema atual e de suma importância para os brasileiros”, completa.

Todos os estados envolvidos participaram na elaboração da “Carta de Curitiba”, com encaminhamentos visando à melhoria contínua nos processos de fiscalizações de agrotóxicos em todo o país. Algumas das propostas é a criação de um fundo para ações ligadas ao setor e a realização de diagnósticos para identificar o nível do uso do produto em cada estado.

De acordo com o relatório do Enfisa, Minas é o terceiro estado que mais realizou análises de resíduos de agrotóxicos em espécies agrícolas, preferencialmente frutas, legumes e verduras, como morango, tomate e outros, sendo o que apresentou maiores índices de amostras conformes (92,35%). Espírito Santo é estado que mais realizou ações neste setor, seguido de Pernambuco.

Minas Gerais é ainda, o estado que mais executou ações de educação sanitária, através de palestras e reuniões com a população rural sobre o uso correto de agrotóxicos e afins. Tais ações atingiram 19 mil pessoas em todo o território mineiro. Já o Paraná é o segundo estado a praticar programas educativos, abrangendo 13 mil pessoas.

Ações

Cabe ao IMA fiscalizar o comércio, transporte, armazenamento e uso de agrotóxicos, além da devolução de embalagens vazias desses produtos em Minas. Esse conjunto de ações tem o objetivo de assegurar, além do uso seguro, os cuidados com a saúde dos aplicadores, com o meio ambiente e com a segurança alimentar, através da oferta de produtos mais saudáveis na mesa do consumidor mineiro.

Além das fiscalizações do comércio e seu uso em Minas, o IMA também atua na verificação das condições de armazenamento das embalagens de agrotóxicos e se a comercialização é feita com receituário agronômico exigido por lei. A fiscalização prossegue em todo o estado, nas etapas do transporte e da devolução das embalagens vazias.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/minas-e-o-estado-que-mais-fiscaliza-uso-de-agrotoxicos-no-pais/

Gestão Eficiente: Pró-Genética chega ao Mucuri e Centro-Oeste de Minas

Venda de tourinhos vai contribuir para a melhoria de rebanho superior a 170 mil animais

Os agricultores familiares de Ataleia, na região do Mucuri, e de Medeiros, no Centro-Oeste de Minas, terão neste sábado (16) a oportunidade de adquirir, em condições especiais de pagamento, touros de genética superior para melhorar a qualidade de seus rebanhos de corte e de leite.  Nos dois municípios será realizada pela primeira vez a feira de touros do Programa de Melhoria da Qualidade Genética do Rebanho Bovino Estado de Minas Gerais (Pró-Genética), criado pela Secretaria de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Seapa).

No Parque de Exposição de Ataleia serão oferecidos 50 animais com genética comprovada pela Associação Brasileira de Criadores de Zebu (ABCZ), predominando exemplares da raça Guzerá. A informação é do extensionista da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural de Minas Gerais (Emater-MG), Mário Souza Silva. Com base nos contatos realizados com os compradores potenciais, a maioria dedicada à produção de leite, todo o lote de touros colocado no parque será vendido.

“Será um passo importante para a valorização do rebanho de Ataleia, que soma atualmente 140 mil cabeças”, observa Silva. Ele diz que os pecuaristas estão bem informados sobre a necessidade de introdução de reprodutores de qualidade em suas propriedades e apostam em bons negócios com a facilidade de obtenção do crédito específico para a agricultura familiar por meio do Banco do Brasil, Bradesco, e Sicoob/Credivale.

“A Emater faz o levantamento da demanda de touros, orienta o produtor para comprar os animais adequados ao seu plantel e dá assistência em todos os estágios para a obtenção do financiamento”, ressalta o extensionista.

Em Medeiros, o lote de animais colocado à venda no Parque de Exposição será composto de 33 animais das raças Gir leiteiro, Brahman, Tabapuã e Girolando. Segundo o gerente de Fomento da ABCZ, Lauro Fraga, a demanda prevista é de 30 animais.

“Neste ano já foram realizados seis feiras do Pró-Genética e a meta do programa é realizar 20 eventos para facilitar o acesso dos produtores, sobretudo da agricultura familiar, a touros de alta genética”, acrescenta Fraga. “A introdução de reprodutores de qualidade nos estabelecimentos de agricultura familiar tem grande importância, porque ajuda a transformar a economia do segmento”, finaliza.

Boas perspectivas

A difusão dos resultados das feiras do Pró-Genética estimula a adesão de produtores de outros municípios. Além disso, os pecuaristas passam a fazer a programação de compras de animais de qualidade para renovar seus rebanhos. O extensionista da Emater em Campina Verde, no Triângulo Mineiro, Pedro Paulo Bonacci  informa que foram realizados seis eventos do programa na cidade, o último no início do mês. “Dessa vez foram vendidos 11 touros da raça Nelore ao preço médio de R$ 4,5 mil por cabeça. Esses animais vão ajudar a fortalecer principalmente a produção de carne no município”, afirma. Ele ainda observa que os touros adquiridos pelos agricultores na primeira feira, realizada em 2007, ainda permanecem no município ajudando a melhorar a qualidade dos rebanhos.

Em Varzelândia, no Norte de Minas, a primeira edição da Feira de Touros do Pró-Genética foi realizada em maio deste ano e também mostrou o potencial de adesão dos agricultores familiares ao programa. Foram vendidos 29 touros das raças Nelore, Gir e Brahman, preços entre R$ 4,3 mil e R$ 5,5 mil. De acordo com a Emater, a maioria das aquisições, 86 % do total de animais vendidos, foi feita por agricultores do município de Varzelândia.

O Pró-Genética é executado por meio da Emater-MG e Instituto Mineiro de Agropecuária (IMA), vinculados à Secretaria da Agricultura. As ações são desenvolvidas em parceria com a Associação Brasileira de Criadores de Zebu (ABCZ), Associação Brasileira de Criadores de Girolando, sindicatos rurais, prefeituras, cooperativas, Bancos do Brasil e do Nordeste e Sistema das Cooperativas de Crédito do Brasil (Sicoob).

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/pro-genetica-chega-ao-mucuri-e-centro-oeste-de-minas/

Governo de Minas: Superagro 2012 recebeu público de 70 mil pessoas em oito dias de feira

A feira é uma promoção do Governo de Minas, por meio da Seapa e do IMA, da Faemg e do Sebrae-MG

Terminou, no último domingo (10), uma das edições mais diversificadas da Superagro, que contou com a presença de diversos segmentos do agronegócio. Em oito dias, a 8ª edição da feira recebeu público de cerca de 70 mil pessoas.

A Superagro é uma promoção do Governo de Minas, por meio da Secretaria de Estado de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Seapa) e do Instituto Mineiro de Agropecuária (IMA), da Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Minas Gerais (Faemg) e Sebrae-MG.

O secretário de Agricultura de Minas Gerais, Elmiro Nascimento, lembrou que a Superagro mostrou mais uma vez a diversidade do agronegócio mineiro. “O evento já se consolidou como sinônimo de sucesso, devido à variedade de atrativos que é oferecida ao público que visita a feira e pela oportunidade de realização de bons negócios. Minas se destaca tanto na agricultura familiar quanto na agricultura empresarial”, enfatizou.

Para o presidente da Faemg, Roberto Simões, “o evento foi um sucesso. Fui informado que houve expositores que precisaram sair para buscar mais mercadorias”, disse.

Neste ano, cerca de 4 mil pessoas trabalharam na Superagro, o que confirma o evento como importante gerador de empregos em Belo Horizonte.

Leilões

Neste ano, a Superagro realizou sete leilões e o faturamento chegou a cerca de R$ 5 milhões. “Esse desempenho mostra que obtivemos bons resultados. Mais uma vez a Superagro se confirmou como um evento de sucesso. Além dos negócios que propicia entre empresas e produtores, a Superagro é também uma festa popular”, ressaltou diretor-geral do IMA, Altino Rodrigues Neto.

O ranking dos sete pregões realizados na Superagro teve como líder o Leilão São Judas Tadeu e Atalho, da raça campolina, que faturou R$ 1,120 milhão, com a venda de 35 lotes de animais. Em seguida vieram o Leilão Guzerá Villefort e Convidados, com faturamento de R$ 1,075 milhão e venda de 32 lotes de animais, e o Leilão Pampa, que rendeu R$ 800 mil com a venda de 40 animais vendidos.

PUCVET e Minas Leite

A Oitava edição da Superagro trouxe muitas novidades. Entre elas o PUCVET, evento técnico-científico sobre odontologia equina, bovinocultura de leite e pequenos animais, realizado pela PUC Minas (Unidade Betim). As palestras reuniram cerca de 1800 inscritos em 20 atividades realizadas, entre debates, mesas-redondas, palestras e minicursos. “Ficou evidenciada a importância da parceria entre as instituições ligadas à produção de conhecimento com uma feira de negócios”, afirmou a coordenadora do PUCVet, Maria Coeli Gomes Reis Lage.

Novidade também com o Seminário do Programa Minas leite, que reuniu cerca de 600 produtores de várias regiões do Estado, além de estudantes de medicina veterinária e profissionais com atuação no setor. “O Seminário teve um impacto bastante positivo junto aos produtores, principalmente porque foram escolhidos temas próximos à realidade, ao dia a dia do pecuarista”, avaliou a assessora Técnica da Seapa e coordenadora do seminário, Alessandra Félix Sena Botelho.

Durante a Superagro, foram premiados os vencedores do segundo concurso de redação com o tema “O leite nosso de cada dia”. O concurso foi promovido pelo Programa Minas Leite, da Secretaria de Estado de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Seapa), com o apoio das secretarias de Estado de Educação e de Defesa Social e do Sindicato da Indústria de Laticínios do Estado de Minas Gerais (Silemg). O objetivo do concurso foi despertar a conscientização dos alunos das escolas estaduais mineiras sobre a importância do leite e derivados na alimentação diária.

Pratos sofisticados

Outra novidade que agradou ao público foi a cozinha experimental do Senac-MG, que realizou oficinas em que os participantes aprenderam o preparo de receitas com produtos da agricultura familiar. Foram 12 oficinas, com público total de 364 pessoas. “Esta iniciativa propiciou aos alunos do Senac-MG a oportunidade de exercitar a criatividade e de se informar a respeito de nossa cultura, utilizando novos insumos. O público teve acesso a novas receitas e aos produtos, o que incrementou as vendas nos estandes. Por outro lado, o agricultor pôde ver seu produto transformando numa prato saboroso e sofisticado”, avaliou a coordenadora de Apoio às Organizações Rurais da Superintendência de Agricultura Familiar da Secretaria de Agricultura de Minas e da Cozinha Experimental, Giselle Renault.

Bicampeonato e agricultura familiar

Pelo segundo ano consecutivo, o produtor José Baltazar da Silva, do município de São Roque de Minas (Região da Canastra) venceu o Concurso Estadual do Queijo Minas Artesanal que, neste ano, realizou sua quinta edição. “Eu não esperava acontecer de novo, e não estou nem acreditando. Fiquei muito feliz com o resultado”, afirmou o produtor, conhecido na região como Zé Mário. A agricultura familiar também esteve presente, com 42 estandes trazendo diversos produtos. “Os produtos tiveram boa saída, especialmente o queijo, mas todos os outros como mel, artesanato e aqueles do agroextrativismo tiveram boa receptividade junto ao público”, informou a assessora Técnica da Secretaria de Agricultura e coordenadora da Vila da Agricultura Familiar, Ignes Botelho Figueiredo Matias.

Expovet

Na sua terceira edição consecutiva, a Expovet – Feira de Negócios, Serviços e Produtos Pet e Veterinários – registrou a participação de 85 expositores. “O aumento foi de 20% em relação ao número de participantes do ano passado”, afirmou a organizadora do evento, Fabiana Braz. Ela ainda disse que a feira recebeu a visita de pessoas de 310 cidades mineiras.

Expocachaça

Parte do calendário cultural de Minas Gerais há 15 anos, a Expocachaça encerrou sua 20ª edição se consagrando, mais uma vez, como a principal feira nacional do setor. O evento apresentou aos visitantes, empresários e apreciadores, aproximadamente 450 rótulos de cachaças de todo o país, além da participação do Mercadão de São Paulo, com a Família Mendonça. Outro diferencial desta edição foram as apresentações culturais.

Para o diretor de Marketing da Expocachaça, José Lúcio Mendes, esta edição foi inesquecível. “Conseguimos oferecer ao público um evento coletivo, onde negócios e entretenimento cultural foram os grandes aliados”, disse.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/superagro-2012-recebeu-publico-de-70-mil-pessoas-em-oito-dias-de-feira/

Governo de Minas: Vice-governador Alberto Pinto Coelho participa de abertura oficial da Superagro 2012

Eventos simultâneos, como a Expocachaça, a Vila da Agricultura Familiar e a Epovet, são realizados no Parque da Gameleira e no Expominas

O vice-governador de Minas Gerais, Alberto Pinto Coelho, participou, nesta quinta-feira (07), da solenidade de abertura oficial da Superagro 2012, que se estende até o próximo domingo (10), com eventos simultâneos no Parque da Gameleira e no Expominas, em Belo Horizonte. Ele destacou que a Superagro é um evento do agronegócio compatível com a expressão, as tradições e a grandeza da posição de vanguarda que o Estado ocupa em várias áreas do agronegócio brasileiro e mundial.

“Temos, aqui, a mais viva manifestação das verdadeiras forças que sustentam e impulsionam o crescimento e o desenvolvimento de Minas, fortalecendo e expandindo a ‘economia verde’ de nosso país”, afirmou o vice-governador.

Alberto Pinto Coelho ressaltou, também, a decisão do Governo de Minas de não transferir o Parque de Exposições Bolívar de Andrade (Gameleira) para outra região. “Desde o início, trabalhamos com dois princípios – o de ouvir todos os segmentos envolvidos e tentar associar o setor de turismo de negócios ao complexo do parque e do Expominas”, esclarece. Segundo o vice-governador, o parque não será transferido e já existem empresas interessadas em examinar as condições de uma Parceria Público-Privada (PPP) para a concepção do novo projeto, com a modernização do parque e a integração dos espaços, atendendo à  necessidade de novos locais para realização de eventos e convenções.

O secretário de Estado de Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Elmiro Nascimento, ressaltou a importância da exposição e destacou o setor agropecuário do Estado, um dos principais do país. “A Superagro se realiza dentro de um cenário próspero, quando o PIB mineiro registrou índice recorde, no ano passado, de R$ 118 bilhões, respondendo por aproximadamente 30% de toda a riqueza produzida no Estado”, afirmou. Elmiro Nascimento destacou, ainda, a versatilidade e a variedade de atrativos que são oferecidos, e que garantem o sucesso do evento.

Também presente na solenidade oficial de abertura, o presidente da Federação da Agricultura, e Pecuária de Minas Gerais (Faemg), Roberto Simões, lembrou a vocação de Minas para o agronegócio, e a importância da diversidade do setor. “Essa diversidade nos coloca em posição de menor risco em relação aos outros estados que se especializaram em algum ramo da atividade”, disse. Segundo ele, “a Superagro representa a força, o exemplo e a coragem dos nossos produtores”, que realizam um evento diferenciado de outras feiras nacionais.

A tradicional parceria do Sebrae-MG com o sistema operacional da Agricultura do Estado, e suas instituições vinculadas, para a realização de evento de grande porte como a Superagro, e outras atividades realizadas pelo Estado, foi enaltecida pelo presidente do Sebrae-MG e do Sistema Fecomércio Minas, Lázaro Luiz Gonzaga.

A Superagro iniciou suas atividades no domingo (03) com a 52ª Exposição Estadual Agropecuária. Tradicionalmente, a exposição registra a participação de animais de várias raças entre bovinos, equinos, caprinos, ovinos e bubalinos. A exposição abriga diversos leilões e julgamento de animais.

A Superagro é uma promoção do Governo de Minas, por meio da Secretaria de Estado de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Seapa) e do Instituto Mineiro de Agropecuária (IMA), em parceria com a Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Minas Gerais (Faemg) e o Sebrae-MG.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/vice-governador-alberto-pinto-coelho-participa-de-abertura-oficial-da-superagro-2012/

Governo de Minas: Vice-governador Alberto Pinto Coelho participa da abertura oficial da Superagro

A expectativa dos organizadores é receber mais de 70 mil visitantes no Expominas

A Superagro Minas realiza amanhã (07), às 11h, no auditório do Expominas de Belo Horizonte, a solenidade de abertura oficial da feira. A cerimônia será presidida pelo vice-governador Alberto Pinto Coelho, com a presença de autoridades e lideranças do agronegócio mineiro.

Após a solenidade, terão início os eventos da Superagro nos pavilhões do Expominas, como a Expocachaça, trazendo entre as novidades o festival, e a Expovet com um variado leque de produtos para nutrição, saúde e bem-estar animal, como ofurôs para relaxamento. Terá início também a Vila da Agricultura Familiar, com a venda direta de produtos do campo para consumidores como queijos, temperos, doces, biscoitos e um rico artesanato rural. Outra novidade que terá início amanhã é a Cozinha Experimental do Senac,  com oficinas gratuitas para o público, ensinando o preparo de receitas com os  produtos da agricultura familiar. O Seminário Minas Leite também começa  com  participação de produtores de diversas regiões do Estado.

A Superagro iniciou suas atividades no domingo (3), com a 52ª Exposição Estadual Agropecuária. Tradicionalmente, a exposição registra a participação de animais de várias raças entre bovinos, equinos, caprinos, ovinos e bubalinos.  Os dois leilões já realizados este ano (gir leiteiro e guzerá) somaram  R$ 1,8 milhão.

Nesta quarta (6), teve início a PUCVET, iniciativa da PUC Minas – Unidade Betim, com um ciclo de palestras sobre odontologia equina, bovinocultura de leite e pequenos animais.

A Superagro prossegue até o próximo domingo (10). Os organizadores estimam público superior ao de 2011, que foi aproximadamente de 70 mil pessoas.

A Superagro é uma promoção do Governo de Minas, por meio da Secretaria de Estado de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Seapa), Instituto Mineiro de Agropecuária (IMA), Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Minas Gerais (Faemg) e Sebrae-MG.

Serviço:

Solenidade de abertura oficial da Superagro Minas 2012

Data: 7 de junho (quinta-feira)

Horário: 11 horas

Local: Auditório do Expominas – Avenida Amazonas – 6030 – Belo Horizonte

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/vice-governador-alberto-pinto-coelho-participa-da-abertura-oficial-da-superagro/

Gestão Anastasia: leite e queijo minas artesanal são atrações na Superagro 2012

Emater-MG participa do Encontro Estadual Minas Leite e Concurso Estadual de Queijo Minas

Emater-MG / Arquivo
Minas Leite, lançado em 2005 pelo Governo de Minas, já beneficiou 1.076 produtores, em 338 municípios
Minas Leite, lançado em 2005 pelo Governo de Minas, já beneficiou 1.076 produtores, em 338 municípios

O leite e o queijo minas artesanal, dois produtos bem típicos da agricultura familiar mineira, ganham mais destaque na Superagro 2012, a partir desta quinta-feira (07). Até sexta-feira (08), será realizado o Encontro Estadual Minas Leite. O evento, destinado a produtores rurais, técnicos do segmento e acadêmicos de ciências agrárias, vai apresentar diversas palestras relativas ao Programa de Qualificação Gerencial e Técnica dos Sistemas de Produção Pecuária Bovina do Estado de Minas Gerais (Minas Leite).

Também está programado para esta sexta, o 5º Concurso Estadual do Queijo Minas Artesanal, com a participação dos cinco primeiros classificados da cada região produtora (Cerrado, Araxá, Canastra, Serro e Campo das Vertentes).

A Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado de Minas Gerais (Emater-MG), vinculada à Secretaria de Estado de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Seapa), é a executora dos programas Minas Leite e Queijo Minas Artesanal.

Minas Leite

O Minas Leite, lançado no final de 2005 pelo Governo de Minas, por meio da Seapa, já beneficiou 1.076 produtores, em 338 municípios. O programa tem por objetivo promover a qualidade de vida dos pecuaristas familiares, a partir da construção técnica, organização e gestão dos sistemas de produção na pecuária bovina, propiciando integração nas cadeias produtivas vinculadas à atividade. “São implementadas técnicas simples, geralmente de baixo custo para garantir retorno e aumento das receitas”, explica o coordenador técnico Marcos Meokarem.

Queijo Minas Artesanal

Já no Programa Queijo Minas Artesanal o foco é o aprimoramento da qualidade do produto. Para tanto, a Emater-MG incentiva a capacitação dos produtores em boas práticas de fabricação, com vistas ao cadastramento das queijarias no Instituto Mineiro de Agropecuária (IMA), órgão estadual responsável pela inspeção sanitária do produto. A coordenadora técnica da Emater-MG, Marinalva Soares, informa que atualmente há 213 produtores cadastrados no IMA e que a expectativa para o decorrer deste ano é cadastrar outros cem.

Na Superagro, o queijo minas artesanal ocupa cinco estandes na Vila da Agricultura Familiar, espaço destinado à mostra e comercialização de produtos deste segmento rural. A seleção dos melhores queijos no Estado, durante a realização do Concurso Estadual de Queijo Minas Artesanal, começará às 14h, nesta quinta-feira. A premiação dos vencedores, com a entrega de troféus, está prevista para as 18h. Segundo Marinalva Soares, o queijo premiado pelo concurso ganha mais visibilidade no mercado. “Isso agrega mais valor na comercialização e faz com que o produto premiado assegure mais espaço no comércio diferenciado como casas de vinho e delicatessens”, acentua.

Em todo Estado, existem cerca de 30 mil produtores de queijo minas artesanal. Destes, aproximadamente 10 mil estão nas regiões caracterizadas como tradicionais produtoras. A Emater-MG incentiva o cadastramento das queijarias no IMA. O cadastramento é a comprovação oficial das boas qualidades do queijo, no aspecto sanitário, uma vez que traz segurança alimentar ao consumidor. Também abre portas de novos mercados para o produto.

Historicamente, Minas Gerais se destaca como o maior produtor de leite do país. Segundo dados do IBGE, trabalhados pela Embrapa Gado de Leite, em 2010 o Estado produziu 8,3 bilhões de litros, representando 27,3% da produção nacional. Minas possui o maior rebanho de vacas ordenhadas, com 5.447.005 cabeças e uma produtividade expressa de leite de vaca, por ano, de 1.540 litros. O IBGE, por meio do Censo Agropecuário 2006, registra que em Minas Gerais, a bovinocultura é encontrada em 352.726 estabelecimentos rurais, ou seja, 64% do total de 551.617 existentes no Estado.

A Superagro Minas 2012 segue até o domingo (10), no complexo Parque de Exposições da Gameleira / Expominas, em Belo Horizonte. A realização é do Governo de Minas, por meio da Secretaria de Estado de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Seapa) e Instituto Mineiro de Agropecuária (IMA), da Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Minas Gerais (Faemg) e Sebrae-MG.

Clique aqui e veja a programação completa do Encontro Estadual Minas Leite (arquivo PDF).

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/leite-e-queijo-minas-artesanal-sao-atracoes-na-superagro-2012/

Governo de Minas: convênio firmado pelo IMA vai beneficiar e incentivar agroindústrias mineiras

Expectativa é atender diretamente a pelo menos 600 agroindústrias familiares no Estado

Acontece nesta segunda-feira (11), em Simão Pereira, município localizado na região da Zona da Mata, o lançamento do Projeto de Educação Sanitária e Apoio a Agroindústria Familiar, que será executado pelo Instituto Mineiro de Agropecuária (IMA) em todo o Estado, por meio de um convênio firmado com o Ministério do Desenvolvimento Agrário.

A parceria tem como objetivo apoiar a inclusão dos agricultores familiares aos processos de agro-industrialização da produção, gerando mais emprego e rentabilidade, a partir da oferta de produtos de origem animal inspecionados pelos sistemas de Inspeção Municipal e Estadual e Sistema Brasileiro de Inspeção.

Os produtos da agroindústria familiar mineira serão destinados a mercados específicos ligados ao Programa de Aquisição de Alimentos e ao Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE), abrangendo os cenários municipal, estadual e nacional. A expectativa é beneficiar diretamente, pelo menos 600 agroindústrias familiares de Minas.

Para o diretor-geral do IMA, Altino Rodrigues Neto, é importante dar credibilidade e legitimar a situação dos estabelecimentos rurais através da  Lei Estadual 19.476/2011 – que trata da habilitação sanitária de estabelecimentos agroindustriais rurais de pequeno porte no Estado. “Regularizar a situação das agroindústrias através do exercício da defesa sanitária e da inspeção de seus produtos vai colaborar com o desenvolvimento desses estabelecimentos, proporcionando ainda, maior inclusão social do produtor rural”, comenta.

Altino Rodrigues Neto ressalta, ainda, que para cumprir a legislação, o IMA está se estruturando através de uma equipe exclusiva, que iniciará o  diagnóstico e cadastro das agroindústrias, a fim de adotar no estado, uma regularização sanitária  eficiente, gradual e progressiva.

Capacitações

Cerca de 30 profissionais do IMA, da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado de Minas Gerais (Emater-MG), da Secretaria de Estado de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Seapa) e órgãos de Defesa Agropecuária de outros estados serão capacitados entre os dias 12 de junho a 6 de julho, em Simão Pereira.

Serão abordados conteúdos referentes à agricultura familiar, como: inspeção, formação de serviços de inspeção municipal e consórcios de municípios. O treinamento tratará ainda, de temas como boas práticas de fabricação de produtos alimentícios, legislação de defesa sanitária (animal e vegetal), empreendedorismo, meio ambiente, agroecologia, regularização da agroindústria de produtos de origem vegetal e animal, recursos humanos e educação sanitária.

Após o treinamento, será desenvolvido um processo educativo para promover mudanças de conduta na agroindústria familiar beneficiando diretamente a saúde pública. O lançamento será no dia 11 de junho, às 15 horas, no Hotel Fazenda Santa Helena, em Simão Pereira.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/convenio-firmado-pelo-ima-vai-beneficiar-e-incentivar-agroindustrias-mineiras/

Governo de Minas: primeiro leilão da Superagro 2012 fatura R$ 737 mil

Cerca de 400 pessoas participaram do pregão que negociou a venda de 32 animais

Evandro Fiuza / Divulgação
Animais negociados são de grande valor para a produção leiteira
Animais negociados são de grande valor para a produção leiteira

O primeiro dia de leilões da Superagro 2012, nesta segunda-feira (04), no Parque de Exposições da Gameleira, movimentou cerca de R$ 737 mil com a venda de 32 animais gir leiteiro. O lote mais caro foi arrematado por R$ 105 mil, com a venda de metade da fêmea “Imaginação de Silvânia”.  Conforme Virgílio Villefort, promotor do evento, o gir leiteiro passa por um período de acelerado desenvolvimento. “Os animais desta raça se adaptam muito bem ao clima tropical por serem rústicos,” explicou. Até o sábado (09), serão realizados mais seis leilões de exemplares de bovinos e equinos.

Nesta terça-feira (05), no Parque da Gameleira, continuaram os julgamentos de bovinos (gir leileiro e guzerá) e de equinos (pôneis e mangalarga marchador). Nesta quarta (6), terá início o PUCVET, com palestras sobre odontologia equina, bovinocultura de leite e pequenos animais. Na quinta-feira (7), terão início as atrações do Expominas (Expovet, Expocachaça e Vila da Agricultura Familiar, entre outros).

A Superagro Minas 2012 vai até o domingo, 10,  no complexo Parque de Exposições da Gameleira /Expominas, em Belo Horizonte.  A realização é do Governo de Minas, por meio da Secretaria de Estado de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Seapa) e Instituto Mineiro de Agropecuária (IMA), da Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Minas Gerais (Faemg) e Sebrae-MG.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/primeiro-leilao-da-superagro-2012-fatura-r-737-mil/

Governo de Minas: Exposição Estadual Agropecuária, na Superagro, começa premiando raças leiteiras

Minas Gerais lidera a produção nacional de leite e possui o segundo maior rebanho de bovinos do país.

Divulgação SEAPA
Girolanda é destaque no julgamento
Girolanda é destaque no julgamento

A Superagro Minas iniciou ontem no domingo (3) a sua oitava edição, com a inauguração da Exposição Estadual Agropecuária, primeiro evento da programação da feira.  Até o domingo (10), a Exposição vai apresentar  os melhores exemplares de diversas raças de bovinos e equídeos, além dos caprinos,  ovinos e búfalos.

Entre os destaques dos julgamentos realizados nesta segunda (4), está a premiação da fêmea girolando Barbie, da fazenda Girolando Atual, de Paraopeba, região Central de Minas Gerais.  O animal venceu na categoria três quartos: Cruzamento do meio sangue girolando com o holandês puro.  O exemplar foi eleito entre 29 animais com os melhores sistemas  mamário, de úbere, estrutura corporal e aprumos. “Estou satisfeito em receber o prêmio, pois significa o reconhecimento ao nosso trabalho”, disse o criador e proprietário do animal, Rangel Queiróz, que mantém 250 animais da raça em sua fazenda em Paraopeba.

A fêmea Barbie apresentou média de 4.500 kg de leite por lactação no ano passado. Além de produtiva, esta fêmea possui alta eficiência reprodutiva. De acordo com o zootécnico da Associação Brasileira dos Criadores do Girolando, Jesus Lopes Junior, a eficiência reprodutiva da raça é seu ponto forte. “A fertilidade é melhor quando o animal está em seu clima ideal. Além disso, o aparelho reprodutivo das matrizes é perfeito, corrigindo até os problemas que são notados nas raças puras”, explicou o zootécnico, destacando também o potencial reprodutivo do touro girolando.

A origem do primeiro Girolando no Brasil ocorreu em 1940, com o cruzamento das raças gir e holandês. “O objetivo dos criadores era que as duas raças se complementassem com rusticidade e produtividade.  A multiplicação desses animais foi acelerada  e a raça é encontrada em todo o país. Hoje, há cerca de 1 milhão de cabeças registradas pela Associação”, informou Lopes.

Além dos exemplares girolando, o segundo dia da Superagro realizou julgamentos também de animais da raça gir leiteiro e pônei.

Liderança Mineira

Minas Gerais lidera a produção nacional de leite, com 8,4 bilhões de litros/ano, o que equivale a mais ou menos 27% da produção nacional. O Estado possui o segundo maior rebanho de bovinos do país, com 23,8 milhões de cabeças. Na Exposição Agropecuária os produtores apresentam os resultados dos investimentos realizados para a melhoria genética dos rebanhos, o que se verifica por meio dos julgamentos dos animais em várias categorias, entre jovens e adultos. A Exposição Estadual Agropecuária é realizada pela Secretaria de Estado de Agricultura, Pecuária e Abastecimento de Minas (Seapa) e pelo Instituto Mineiro de Agropecuária (IMA).

Pavilhão Expominas

Na quinta-feira (7) terão início os demais eventos da Superagro no Pavilhão Expominas, com as feiras Expovet,  Expocachaça e  Vila da Agricultura Familiar, além do Concurso Estadual do Queijo Minas Artesanal e da Cozinha Experimental do Senac ,com o preparo de pratos com produtos da  agricultura familiar.

A Superagro é uma promoção do Governo de Minas, por meio da Secretaria de Estado de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Seapa) e Instituto Mineiro de Agropecuária (IMA), Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Minas Gerais (Faemg) e Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae-MG).

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/exposicao-estadual-agropecuaria-na-superagro-comeca-premiando-racas-leiteiras/