Arquivos do Blog

Gestão da Educaçao: Poupança Jovem concede bolsas a 1.438 estudantes de Governador Valadares

Processo de adesão para participar do programa está aberto até o próximo dia 29 de junho

Imprensa MG
Lays Kellem está entre os 1.438 estudantes de Valadares beneficiados pelo Poupança Jovem
Lays Kellem está entre os 1.438 estudantes de Valadares beneficiados pelo Poupança Jovem

Lays Kellem Rezende Souza Silva, 19 anos, está entre os 1.438 estudantes de Governador Valadares beneficiados pelo programa Poupança Jovem, do Governo de Minas. Ela aderiu à iniciativa em 2009 e comemora a bolsa e os resultados já alcançados, como o emprego que conquistou.

O Poupança Jovem é destinado a estudantes do ensino médio matriculados nas escolas estaduais de municípios com alto índice de evasão escolar e vulnerabilidade social. A proposta do Estado é estimular a capacidade de planejar o futuro e criar melhores condições para os jovens ingressarem no mercado de trabalho.

“Participando do Poupança Jovem tive aulas de inglês voltado para o mercado de trabalho e informática, o que ajudou no processo de seleção, pois trabalho com telemarketing, um serviço que depende do computador”, relata Lays, que estudou na Escola Estadual Prefeito Joaquim Pedro Nascimento.

Cada aluno que adere ao programa, ao final dos três anos do ensino médio recebe a quantia de R$ 3 mil, depositados nominalmente pelo Governo de Minas. Para ser contemplado, o jovem precisa cumprir todas as metas e obrigações estipuladas pelo Poupança Jovem.

Romário Soares Araújo é ex-aluno da Escola Estadual Marcos Geber Sírio e também vai receber a bolsa do programa. Assim como Lays, ele vai investir na formação profissional. “Vou fazer um curso profissionalizante de técnico em eletromecânica. Penso também em tentar uma faculdade, nessa área de exatas, e fazer inglês”, diz.

Atualmente, o programa está em andamento em outras 29 escolas de Governador Valadares, atendendo a mais 10.491 jovens. Até o dia 29 de junho também está aberto o processo de adesão para escolas e alunos que tenham interesse em participar do programa.

Pagamento de bolsas

O pagamento das bolsas do Poupança Jovem começou a ser feito no início deste mês, contemplando alunos de mais sete cidades além de Governador Valadares que concluíram o ensino médio: Esmeraldas, Ibirité, Juiz de Fora, Montes Claros, Ribeirão das Neves, Sabará e Teófilo Otoni. No total, os recursos do Governo do Estado somam R$ 28,7 milhões, distribuídos para 9.569 jovens.

O governador Antonio Anastasia entregou, na Cidade Administrativa em Belo Horizonte, certificados de conclusão das atividades do programa. Para um público de 450 jovens, que representaram todos os beneficiados, o governador ressaltou a importância do programa para o futuro dos jovens mineiros.

“O papel do Poupança Jovem, muito mais importante do que ter ao final o prêmio, é estimular a formação do patrimônio cidadão e moral de cada jovem e o sentimento do seu próprio valor. Isso não tem preço. O Poupança Jovem é um instrumento de transformação. Isso demonstra que acertamos em identificar uma necessidade, conceber um projeto, colocá-lo em funcionamento, receber o apoio dos municípios e o resultado é esse”, destacou. Ainda durante a solenidade, Anastasia assinou o novo Plano de Metas, um instrumento gerencial de monitoramento das ações do Poupança Jovem nos municípios atendidos.

Desde que foi criado, o programa já beneficiou 85.131 jovens de 185 escolas de nove municípios participantes, com investimentos de R$ 278 milhões. Em 2011, alunos das escolas estaduais de Pouso Alegre, no Sul de Minas, também passaram a integrar a iniciativa, que é coordenada pela Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social (Sedese).

Nova metodologia

O Poupança Jovem adotou, em 2012, uma nova metodologia, na qual os estudantes são envolvidos em quatro eixos estruturadores de formação: escolar, profissional, cidadã e cultural. A nova metodologia propõe que os estudantes participem de atividades que envolvam três temas transversais: territorialidade, participação social e mundo do trabalho.

Nesse novo formato, o programa oferece aos alunos formação complementar, por meio da realização de atividades individuais e coletivas. As atividades coletivas contam com a orientação de um educador de referência do Poupança Jovem.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/poupanca-jovem-concede-bolsas-a-1438-estudantes-de-governador-valadares/

Anúncios

Gestão da Educação: Implantação de Organizações de Procura de Órgãos e Tecidos promete alavancar doações em Minas

As organizações irão atuar diretamente no auxílio ao Complexo MG Transplantes

Henrique Chendes/SES MG
Evento de lançamento das Organizações de Procura de Órgãos e Tecidos
Evento de lançamento das Organizações de Procura de Órgãos e Tecidos

A Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG) anunciou, nesta segunda-feira (25), a criação de dez unidades de Organizações de Procura de Órgãos e Tecidos (OPOs) que irão atuar diretamente no auxílio ao Complexo MG Transplantes, integrante da rede Fhemig.

O processo de doações de órgãos no Estado, que vem crescendo e salvando vidas consideravelmente, funciona por meio de seis Centrais de Notificação e Distribuição de Órgãos e Tecidos (CNCDOs), que agora passaram a contar com mais dez unidades de OPOs. Além de uma equipe de profissionais, carros com motoristas e cinco aeronaves já estão disponibilizados para captação e transporte de pacientes e órgãos.

Essas OPOs, por sua vez, terão o objetivo de captar um número maior de doações, além de agilizar e humanizar o processo de doação e transplante, que, só em 2011, chegou a beneficiar cerca de 500 mil pacientes em todo o país. Cerca de 90% das cirurgias de transplante foram custeadas pelo sistema público de saúde.

Participaram do lançamento do projeto, o secretário de Estado de Saúde, Antônio Jorge de Souza Marques; o coordenador do Sistema Nacional de transplantes, Heder Murari Borba; o presidente da Fhemig, Antônio Carlos de Barros Martins; o diretor do Complexo MG Transplante, Charles Simão Filho; o secretário Municipal de Saúde de Betim, Pedro de Oliveira Pinto; dentre outras autoridades.

De acordo com secretário Antônio Jorge, as unidades operacionais (OPOs) foram criadas inicialmente em dez macro-cidades, levando em consideração a população de cada região, o número de hospitais, número de leitos de UTI e a própria regionalização, segundo o Plano Diretor de Regionalização (PDR) adotada pela SES. “As cidades que receberão as Organizações de Procura foram selecionadas com o intuito de suprir vazios assistenciais maiores, possibilitando traçar um novo panorama para a realização de transplantes no Estado, por meio da assistência integrada e qualificada”, disse o secretário.

Captação e assistência

Como o próprio nome diz, as Organizações de Procura de Órgãos e Tecidos (OPOs) funcionam como uma unidade de busca que, ladeadas pelas Centrais de Notificação e pelas Comissões Intra-hospitalares de Doação de Órgãos e Tecidos (CIHDOTT) já existentes, objetivam aumentar o volume de órgãos transplantados. Tais unidades são caracterizadas pela atuação pontual, na qual cada OPO torna-se responsável por um grupo de hospitais regionais pré-selecionados, buscando aumentar e aprimorar o processo de captação de doações, bem como efetivar e sensibilizar o número de doadores em cada hospital.

Cada Organização de Procura de Órgãos contará com dois médicos, cinco enfermeiros e um administrador, que após capacitação, atuarão em conjunto com cada equipe hospitalar nos serviços de coleta e transplantes.

Aumento de doadores

Com um dos maiores programas públicos de saúde do mundo, o Brasil figura entre os países que mais realizam, em números absolutos, transplantes de órgãos e tecidos. Em Minas Gerais, existem 36 instituições habilitadas para a realização de busca ativa e captação de órgãos, além de 54 instituições habilitadas para a realização de transplantes.

De 2006 a 2012, o quadro de evolução das doações de órgãos múltiplicou no Estado, saltou de 3% para 12%, segundo dados divulgados pelo Sistema Nacional de Transplantes (SNT). Com relação ao aumento das doações de órgãos e tecidos nos últimos anos, Minas sai na frente de estados como Rio de Janeiro, Paraná e Distrito Federal.

Após a instalação das OPOs, os processos de adesão, informação ao paciente, agilidade e ampliação das notificações serão reformulados, a fim de que o ato da doar órgãos seja encorajado cada vez mais em toda a sociedade.  “Atualmente, existe uma fila de espera para transplante de córnea equivalente a 300 pessoas. Num passado não muito distante essa fila chegava à marca de 1.500 pacientes. A melhora no quadro é uma realidade alcançada pelo sistema de saúde pública, que pretende em até oito meses atender a todos os pacientes, avançando e qualificando cada vez mais as doações”, declarou Antônio Jorge.

Mobilização e avanço

De acordo com o coordenador do Sistema Nacional de transplantes, Heder Murari Borba, as novas políticas públicas adotadas com o intuito de fortalecer e aprimorar o Sistema Nacional de Transplantes (SNT) buscam traçar, em todo o pais, um novo panorama no que diz respeito aos transplantes de órgãos e tecidos. Ele também ressalta a atuação da população nessa nova perspectiva. “Estamos melhorando a assistência e a informação sobre os procedimentos de transplante para toda a sociedade. Contudo, faz-se necessário que as pessoas estejam dispostas a atuar em prol dos demais. Para que a doação ocorra, basta que o paciente comunique junto a sua família sobre a concessão de órgãos. Um gesto nobre e enaltecedor que salva milhares de vidas todos os anos”, finalizou.

As dez Organizações de Procura de Órgãos e Tecidos estão sendo instaladas nos hospitais João XXIII, Risoleta Tolentino Neves e Hospital Municipal de Betim, e nas cidades de Montes Claros, Governador Valadares, Juiz de Fora, Pouso Alegre, Ipatinga, Uberaba e Uberlândia.Em uma segunda etapa, serão instaladas unidades em Divinópolis, Sete Lagoas, Patos de Minas, Barbacena, Teófilo Otoni, Varginha e Alfenas.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/implantacao-de-organizacoes-de-procura-de-orgaos-e-tecidos-promete-alavancar-doacoes-em-minas/

Gestão da Saúde: Governo de Minas lança projeto para aumentar a captação de órgãos e tecidos

Serão criadas dez Organizações de Procura de Órgãos e Tecidos em Minas Gerais

Nesta segunda-feira (25), às 10h, o secretário de Estado de Saúde de Minas Gerais, Antônio Jorge de Souza Marques, o coordenador do Sistema Nacional de Transplantes, Heder Murari Borba, o presidente da Fundação Hospitalar do Estado de Minas Gerais (Fhemig), Antônio Carlos de Barros Martins, e o diretor do Complexo MG Transplantes, Charles Simão Filho, anunciam a criação de dez Organizações de Procura de Órgãos e Tecidos (OPOs) em Minas Gerais. Cada OPO terá dois médicos, cinco enfermeiros e um administrador.

Os OPOs são unidades operacionais das Centrais de Notificação e Distribuição de Órgãos e Tecidos (CNCDOs), que irão coordenar grupos de hospitais por meio de suas Comissões Intra Hospitalares de Doação de Órgãos e Tecidos (CIHDOTT). Foram criadas levando-se em consideração a população, o número de hospitais, número de leitos de UTI, logística de transporte, distâncias de centros transplantadores e o Plano Diretor de Regionalização. O objetivo das OPOs é aumentar a captação de órgãos e tecidos.

As dez Organizações de Procura de Órgãos e Tecidos serão instaladas nos hospitais João XXIII, Risoleta Tolentino Neves e Hospital Municipal de Betim, e nas cidades de Montes Claros, Governador Valadares, Juiz de Fora, Pouso Alegre, Ipatinga, Uberaba e Uberlândia.

Numa segunda etapa, deverão ser criadas OPOs em Divinópolis, Sete Lagoas, Patos de Minas, Barbacena, Teófilo Otoni, Varginha e Alfenas.

Coletiva à imprensa

Data: 25 de junho Segunda-feira

Horário:10h

Local: Cidade Administrativa Presidente Tancredo Neves – Prédio Minas – 12º andar – sala de reunião do Gabinete do secretário de Estado de Saúde

Tema:Lançamento de dez Organizações de Procura de Órgãos e Tecidos em Minas Gerais – OPOs

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/governo-de-minas-lanca-projeto-para-aumentar-a-captacao-de-orgaos-e-tecidos/

Governo de Minas: Hemominas organiza passeio para lembrar o Dia do Paciente

A ação teve a finalidade de promover a interação e socialização entre os pacientes.

Adair Gomez / Hemominas
Rosalina de Jesus, uma das pacientes mais antigas da Hemominas aproveita o Dia do Paciente em visita ao zoológico de Belo Horizonte
Rosalina de Jesus, uma das pacientes mais antigas da Hemominas aproveita o Dia do Paciente em visita ao zoológico de Belo Horizonte

A Fundação Hemominas realizou, nesta sexta-feira (22), um passeio com pacientes na Fundação Zoo-Botânica de Belo Horizonte para lembrar o Dia do Paciente da instituição, comemorado no 24 de junho. A ação, organizada pela equipe interdisciplinar do ambulatório do Hemocentro de Belo Horizonte, teve a finalidade de promover a interação e socialização entre os pacientes.

Para Rosângela de Castro, assistente social da Hemominas, o retorno é positivo, pois muitos dos pacientes têm nessas atividades a possibilidade do acesso ao lazer. “Nossos pacientes ficam ansiosos, aguardando e nos perguntando quando haverá novas ações”, afirma Rosângela.

Para muitos pacientes, essa foi uma oportunidade de conhecer o local pela primeira vez. Gabriel Marcos de Oliveira, 10, paciente da Hemominas desde o primeiro ano de vida, nunca havia ido ao zoológico. “Essa foi uma oportunidade de realizar um passeio divertido. Ele nunca havia conhecido o zoológico devido à dificuldade de locomoção e graças à Hemominas, eu pude trazê-lo”, destaca Aparecida do Rosário Fernandes, mãe de Gabriel.

Rosalina de Jesus, 65, é uma das pacientes mais antigas da Fundação Hemominas. Fazendo acompanhamento e tratamento para anemia falciforme há aproximadamente 50 anos, ela não perde o humor e brinca dizendo que “a Hemominas cuida do corpo e da alma”.

Referência

A Fundação Hemominas é referência no diagnóstico e tratamento de pacientes portadores de coagulopatias e hemoglobinopatias em Minas Gerais, atendendo uma média diária de 120 pacientes no Hemocentro de Belo Horizonte. A instituição possui cerca de 7 mil pacientes em todo o Estado.

Na busca constante pela qualidade de vida do paciente, os ambulatórios da Fundação Hemominas investem em atividades lúdicas, como pintura, leitura de contos e brincadeiras, promovendo assim o bem-estar daqueles que procuram o ambulatório para tratamentos.

“A Fundação tenta amenizar da melhor forma as dificuldades que nossos pacientes encontram na sua vida”, ressalta Davidson de Oliveira Correa, pedagogo da Fundação Hemominas.

Atualmente, das 24 unidades que integram a rede Hemominas, 16 possuem atendimento ambulatorial para os pacientes, sendo elas: Belo Horizonte, Montes Claros, Governador Valadares, Divinópolis, Sete Lagoas, Juiz de Fora, Pouso Alegre, Patos de Minas, Uberaba, Uberlândia, Manhuaçu e Diamantina. As unidades que atendem, exclusivamente, os portadores de coagulopatias hereditárias são Ponte Nova, Ituiutaba, São João del-Rei e Passos.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/hemominas-organiza-passeio-para-lembrar-o-dia-do-paciente/

Governo de Minas: Semana Estadual de Prevenção às Drogas promove ações em todo o Estado

Ações se estendem até 26 de junho, data instituída pela ONU como o Dia Internacional Contra o Abuso e o Tráfico Ilícito de Drogas

Começa nesta terça-feira (19),a Semana Estadual de Prevenção às Drogas, que reúne ações de combate ao uso de entorpecentes em todo o Estado de Minas Gerais. Ao longo da semana, serão mais de 200 eventos, em várias cidades, coordenados pela Subsecretaria de Políticas sobre Drogas (Supod) da Secretaria de Estado de Defesa Social (Seds). As ações se estendem até 26 de junho, data instituída pela ONU como o Dia Internacional Contra o Abuso e o Tráfico Ilícito de Drogas.

Em 2012, o tema da Semana Estadual de Prevenção às Drogas é “Superação”. As iniciativas estão sendo realizadas em parceria com outras secretarias estaduais, como as secretarias de Estado de Desenvolvimento Social (Sedese) e de Saúde (SES), além de conselhos municipais de políticas sobre drogas e entidades da sociedade civil.

Para o subsecretário de Políticas sobre Drogas, Cloves Benevides, a semana é estratégica porque representa um marco na discussão de temas importantes. “A cada ano temos um novo tema e todas as políticas públicas sobre drogas são aprimoradas a partir desse tema. Este ano, vamos discutir como famílias, pessoas e projetos conseguiram superar problemas encontrando caminhos para devolver aos usuários os vínculos sociais que as drogas tiraram”. Ainda segundo o subsecretário, esses casos são exemplos para quem está vivenciando problemas com drogas. “A semana é também uma ferramenta de reforço às ações de prevenção desenvolvidas em todo o Estado”, completou.

Programação

Dentre as programações para a Semana Estadual de Prevenção às Drogas está a oficina “Território Aliança”, um desdobramento do programa Rua Livre que visa instruir os municípios para interiorizar as ações de acolhimento a usuários de drogas. A oficina começou nesta terça-feira e se estende até a próxima sexta (22).

No próximo sábado (23), será realizada a Marcha Contra o Crack e Outras Drogas, em Belo Horizonte. A concentração para a caminhada será às 9h, em frente ao Colégio Estadual Central, no Lourdes, com deslocamento até a Praça da Assembleia Legislativa. Os municípios de Lagoa Santa, Nova Lima, São Gonçalo do Rio Abaixo, Alto Caparaó, Governador Valadares, Santo Antônio do Monte, entre outros, também realizarão ações durante a semana.

O evento

A Semana Estadual de Prevenção às Drogas é promovida anualmente, sempre entre os dias 19 e 26 de junho. O projeto foi instituído pela Lei 16.514/06, que altera o art. 1º da Lei 12.615, e tem como objetivo a mobilização e sensibilização de todos os atores sociais em ações voltadas para a prevenção do uso abusivo de drogas e para a promoção de saúde e qualidade de vida dos mineiros.

A programação completa do evento pode ser lida em www.omid.mg.gov.br.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/semana-estadual-de-prevencao-as-drogas-promove-acoes-em-todo-o-estado/

Governo de Minas: Poupança Jovem certifica mais de 600 formandos em Sabará

Alunos de dez escolas estaduais do municípío já estão recebendo a bolsa de R$ 3 mil do Governo do Estado.

O programa Poupança Jovem concluiu mais uma etapa em Sabará, Região Metropolitana de Belo Horizonte (RMBH), e entregou o certificado de conclusão das atividades do processo estratégico para 616 alunos de dez escolas estaduais do município. No final de 2011, os estudantes concluíram o ensino médio e já estão recebendo a bolsa de R$ 3 mil, paga pelo Governo de Minas. A cerimônia foi realizada nessa segunda-feira (18), na Praça de Esportes da cidade.

O estudante Paulo Roberto Goncalves, 17 anos, representou os colegas e deixou uma mensagem de incentivo aos demais alunos. “Participar do Poupança Jovem foi um diferencial em minha vida. Recebi várias instruções na área profissional e pessoal, o que contribuiu muito para o meu crescimento. Com as atividades protagônicas realizadas durante o 1º ano, aprendi a não só pensar em mim, mas também na comunidade em geral e em formas de como ajudar as pessoas. Hoje, aprovado no vestibular da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) para o curso de jornalismo e estar aqui recebendo este certificado, é uma demonstração do quanto é importante acreditarmos em nós mesmos, na busca de nossos objetivos”, declarou o ex-aluno da Escola Estadual Zoroastro Viana Passos.

Durante a cerimônia, o prefeito William Borges destacou o compromisso que cada estudante deve ter com o futuro da sociedade. “Em 2009, o Poupança Jovem, este projeto desafiador, chegou a Sabará trazendo muita expectativa para nossos jovens. Não só pelo benefício dos R$ 3 mil, mas também pela perspectiva de mudanças que ele propõe. Chegar até aqui foi um caminho de muita luta e conquistas. Por isso, parabenizo cada aluno e desejo a todos muito sucesso, lembrando que a jornada está apenas no começo. Contamos com vocês na transformação da nossa sociedade, na qual muitos jovens têm trilhado caminhos errados e até mesmo sem volta”, afirmou.

O secretário de Estado de Regularização Fundiária, Wander Borges, a subsecretária de Assistência Social da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social (Sedese), Nívia Soares, e o gerente estadual do Poupança Jovem, José Celso Graize Magalhães, também prestigiaram o evento.

Pagamentos

Mais de 9.600 estudantes, de oito municípios (Esmeraldas, Governador Valadares, Ibirité, Juiz de Fora, Montes Claros, Ribeirão das Neves, Sabará e Teófilo Otoni) estão recebendo, desde o último dia 4, o pagamento da bolsa de R$ 3 mil, totalizando um investimento de R$ 28,7 milhões. Coordenado pela Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social (Sedese), o Poupança Jovem é destinado a alunos do ensino médio matriculados em escolas estaduais de municípios com alto índice de evasão escolar e vulnerabilidade social. A proposta do Governo de Minas é estimular a capacidade de planejar o futuro e criar melhores condições para os jovens ingressarem no mercado de trabalho.

Para receber o dinheiro, o jovem deve freqüentar regularmente as aulas, concluir o ensino médio e realizar atividades de formação cidadã, escolar, cultural e profissional. Além dos oito municípios em que os alunos já estão recebendo as bolsas, o Poupança Jovem também está em funcionamento em Pouso Alegre, no Sul de Minas.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/poupanca-jovem-certifica-mais-de-600-formandos-em-sabara/

 

Governo de Minas: blitze da Lei Seca serão diárias a partir de julho

Campanha “Sou pela Vida Dirijo sem Bebida” vai intensificar ainda mais a fiscalização a motoristas da capital mineira.

Renato Cobucci / Imprensa MG
Campanha abordou mais de 20 mil motoristas desde sua implantação
Campanha abordou mais de 20 mil motoristas desde sua implantação

Minas Gerais se prepara para um aperto na fiscalização da Lei Seca, cujos quatro anos de criação são comemorados nesta terça-feira (19). As blitze da campanha “Sou pela Vida. Dirijo sem Bebida”, que há quase um ano fazem parte da rotina dos belorizontinos de forma permanente e com regras de abordagem mais rígidas, serão realizadas diariamente a partir do mês de julho. O objetivo da medida é reduzir ainda mais os acidentes de trânsito, que já caíram 15,9% na capital desde o lançamento da campanha.

Antes do lançamento da campanha, era registrado média de 18,96 acidentes com vítima por mês no município. De julho do ano passado até agora, a média mensal caiu para 15,94 acidentes com vítima por mês, uma redução de 15,9%. Entre os acidentes de trânsito sem vítima também houve redução de 5,9%, passando de uma média de 41,52 acidentes por mês, antes do lançamento da campanha, para 39,08.

Desde que foi lançada, em agosto de 2008, a Lei Seca já levou ao recolhimento de 3.322 carteiras de habilitação por embriaguez e à prisão de 1.123 condutores em Minas Gerais, contabilizadas em ações específicas da Polícia Militar e nas blitze integradas da “Sou pela Vida”. Somente a partir de julho de 2011, com lançamento da campanha em Belo Horizonte, 20.390 veículos já foram abordados na capital mineira.

O subsecretário de Integração e Promoção da Qualidade Operacional do Sistema de Defesa Social, Robson Lucas da Silva, lembra que a fiscalização do cumprimento da Lei Seca sempre existiu. “A fiscalização sempre foi realizada pelo Batalhão de Trânsito da Polícia Militar. Depois de julho de 2011, foi reforçada com a integração de outros órgãos do sistema de Defesa Social, especialmente o Detran, resultando em maior eficiência e celeridade no que se refere à aplicação das penalidades administrativas”, explicou.

Dos mais de 20 mil motoristas abordados desde 14 de julho do ano passado, 451 foram processados por crime de trânsito, por terem apresentado nível de álcool no sangue acima de 0,34 mg/l. Eles também perderam o direito de dirigir por um ano e pagaram multa de R$957,70.

Outros 1.229 motoristas foram autuados por infração de trânsito. Nesse caso, eles perderam o direito de dirigir e pagaram a multa, sem responder a processo criminal. A infração acontece quando os condutores sopram o bafômetro e é detectado nível de álcool entre 0,14 e 0,33 mg/l ou, a partir do dia 5 de agosto, quando os motoristas se recusam a fazer o teste.

Ampliação

No segundo semestre de 2012, a campanha “Sou pela Vida. Dirijo sem Bebida” chegará a outras cidades da Região Metropolitana e aos municípios de Uberlândia, Juiz de Fora, Montes Claros e Governador Valadares. A ampliação foi anunciada pelo secretário de Estado de Defesa Social (Seds), Rômulo Ferraz, no lançamento do Plano Integrado de Enfrentamento à Violência. O plano também prevê, para os próximos meses, a aquisição de um micro-ônibus que funcionará como um Posto Integrado itinerante nas blitze da campanha.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/blitze-da-lei-seca-serao-diarias-a-partir-de-julho/

Gesão da Saúde: Caravana Mães de Minas encerra suas atividades em Governador Valadares

Durante três dias, gestantes e mães do município e da região receberam orientações sobre a saúde durante a gravidez e nos primeiros meses de vida da criança.

Frederico Bussinger / SES
Mães e gestantes receberam orientações de profissionais de saúde e participaram de oficinas
Mães e gestantes receberam orientações de profissionais de saúde e participaram de oficinas

O Governo de Minas, por meio da Secretaria de Estado da Saúde (SES), encerrou neste domingo (18) as atividades da Caravana Mães de Minas em Governador Valadares, na região do Rio Doce. A iniciativa, que começou na sexta-feira (15), é parte integrante do programa Mães de Minas – conjunto de ações voltadas para a proteção e cuidado da gestante e da criança, que visa a redução da mortalidade materna e infantil no Estado.

Foram oferecidas oficinas e palestras de sensibilização para gestantes, mães com filhos até um ano e familiares, sobre temas como parto normal, dicas pra uma gravidez saudável, cuidados com o bebê e aleitamento materno. Durante todo o evento, elas também puderam se cadastrar no Sistema de Identificação da Gravidez, por meio do call center (155), que acompanhará o desenvolvimento da gravidez, o nascimento e o desenvolvimento da criança, através de uma interlocução direta com a gestante, sua família e serviços de saúde.

Outras atividades que também atraíram mães e familiares foram as oficinas de confecção de brinquedos e objetos para bebê com material reciclável, de registro de momentos  através de cabine de vídeo e foto, de  troca de experiências  com roda de memória e da exposição “Túnel da vida”,  onde foi possível através de painéis luminosos, ver fotos e ouvir áudios explicativos sobre cada fase do período da gestação.

Durante a Caravana, o superintendente interino da Superintendência Regional de Saúde de Governador Valadares (SRS-GV), Nárcelio Alves Costa, ressaltou o sucesso da iniciativa na cidade. “A Caravana vem se somar às ações do programa Mães de Minas, conscientizando e sensibilizando as mães e familiares com informações preciosas e úteis sobre como se precaver sobre possíveis problemas na gravidez e na a saúde do bebê ”, concluiu.

Participação

Durante os três dias, o evento contou com a presença de caravanas de cidades da jurisdição da Superintendência Regional de Saúde de Governador Valadares, com destaque para os municípios de Itueta, Santa Rita do Itueto, São José do Safira e  Resplendor. Um ônibus da SES-MG transportou também moradoras dos bairros mais distantes que foram mobilizadas pelas equipes dos postos de Saúde e através de carros de som. Ao todo, 137 mães foram cadastradas no Call Center 155 para receberem acompanhamento.

O enfermeiro Emanuel Miranda, que trouxe um grande grupo de participantes do Bairro Mãe de Deus, em Governador Valadares, elogiou a iniciativa do Governo de Minas. “O programa possibilita as mães terem um maior conhecimento sobre como cuidar de sua gestação e principalmente de como elas e a família podem  acolher e cuidar  do bebê da melhor forma possível, para que se tenha uma criança saudável, feliz, num ambiente com carinho e amor”,comentou.

Maria Helena Januth Ortlieb, do município de Itueta, participou das oficinas de cuidados com o bebê, aleitamento materno e da atividade de Roda da Memória, deixando seu depoimento em vídeo. Maria Helena afirmou que, apesar de estar na sua terceira gestação, nunca deixa de se atualizar  sobre os cuidados na gravidez. ”Na caravana, pude aprender muita coisa nova e interessante sobre os cuidados com minha gestação e a saúde do bebê. As oficineiras foram muito prestativas e fomos tratadas com muita atenção”, analisou.

Os participantes da Caravana, também tiveram acesso a serviços gratuitos que foram oferecidos por instituições parceiras, como a Universidade Vale do Rio Doce (Univale),que  além da participação de seus alunos do curso de Enfermagem nas oficinas, ofereceu aferição  de pressão arterial e de taxa de glicemia e pintura de pele infantil; o Instituto Embelleze de  Governador Valadares, com corte de cabelo, design de sobrancelhas e maquiagem; e a secretaria de Saúde Municipal que disponibilizou técnicos de apoio e ambulância para qualquer situação adversa, além da apresentação especial da Banda da 8ªRPM da Polícia Militar e sorteio de brindes.

Mães de Minas

O Programa Mães de Minas é um recorte da rede Viva Vida de Atenção Integral à Saúde da Mulher e da Criança que está monitorando e acompanhando gestantes e mães com filhos de até um ano de idade, pelo sistema telefônico. Para ser acompanhada e garantir uma gravidez saudável, a gestante assistida pela rede pública e particular deve ligar para o call center 155 e se cadastrar.

A equipe de atendentes é formada por avós e mães treinadas para oferecer atendimento humanizado. Elas checam se a gestante foi à consulta agendada; ligam para saber sobre o parecer médico e resultado de exames e se foram diagnosticadas com gravidez de alto risco.  A expectativa é realizar 250 mil cadastros/ano.

Fonte:  http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/caravana-maes-de-minas-encerra-suas-atividades-em-governador-valadares/

Gestão Eficiente: Minas Gerais cresce mais que a média nacional em índice de competitividade do turismo

Secretário de Turismo, Agostinho Patrus Filho, atribui o bom resultado ao trabalho integrado realizado no Estado

Valter Campanato/ABr
Cidades históricas de Minas impulsionam Índice de Competitividade do Turismo Nacional
Cidades históricas de Minas impulsionam Índice de Competitividade do Turismo Nacional

Os destinos turísticos mineiros cresceram mais do que a média nacional, de acordo Índice de Competitividade do Turismo Nacional, divulgado pelo Ministério do Turismo e pelo Sebrae. Em 2011, o índice médio dos municípios mineiros pesquisados foi 10,3% maior do que a média nacional (57,5), atingindo o valor de 63,4.

De acordo como o estudo, a capital mineira, Belo Horizonte, obteve uma média de 75,5. Este número é 15,3% maior do que a média das outras capitais nacionais pesquisadas que obtiveram uma média de 65,5. Os demais municípios mineiros pesquisados, além da capital mineira, Diamantina, Ouro Preto e Tiradentes, obtiveram um índice médio de 59,4, ou seja, 14,7% acima dos municípios nacionais considerados como não capitais que atingiram o valor médio de 51,8. A cidade histórica de Tiradentes também foi considerada destaque em 2011 como não capital que mais evoluiu no indicador referente à capacidade empresarial com um aumento de 63,2% em relação ao valor alcançado em 2010.

O secretário de Estado de Turismo, Agostinho Patrus Filho, comentou o crescimento do turismo mineiro atribuindo o bom resultado ao trabalho integrado realizado no Estado. “O Índice de Competitividade nos fornece informações que subsidiam o planejamento estratégico do Governo de Minas na atividade turística. Por meio dele, podemos monitorar a evolução da atividade nos destinos e no país para melhor atender o turista e planejarmos as nossas Políticas Públicas”, afirmou.

Índice de Competitividade

O Índice de Competitividade é uma ferramenta de gestão que tem como finalidade identificar pontos fortes e a serem desenvolvidos nos destinos turísticos. O Índice é apurado anualmente, desde 2008, em pesquisas de campo realizadas pela Fundação Getúlio Vargas (FGV) nos 65 Destinos Indutores do Desenvolvimento Turístico Regional, priorizados pelo Ministério do Turismo. Em Minas Gerais, os municípios pesquisados foram Belo Horizonte, Diamantina, Ouro Preto e Tiradentes. O estudo avalia 13 dimensões, como infraestrutura turística, serviços e equipamentos, atrativos, aspectos sociais e ambientais, dentre outros.

Em uma iniciativa inédita no Brasil, o Governo de Minas, através da Secretaria de Estado de Turismo ampliou este estudo para outras 17 cidades mineiras que também, periodicamente, recebem pesquisa da Fundação Getúlio Vargas para analisar a sua evolução e competitividade. Integram esta política os seguintes municípios: Sete Lagoas, Santana do Riacho (Serra do Cipó), Poços de Caldas, São Lourenço, Juiz de Fora, Camanducaia (Monte Verde), Caxambu, Maria da Fé, Caeté, Araxá, Capitólio, Brumadinho, Montes Claros, Ipatinga, Uberlândia, Governador Valadares e Itabira.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/minas-gerais-cresce-mais-que-a-media-nacional-em-indice-de-competitividade-do-turismo/

Gestão da Saúde: Caravana Mães de Minas inicia atividades em Governador Valadares

Até domingo, diversas oficinas e momentos de sensibilizaçaõ são oferedidos a gestantes e mães com filhos até um ano.

Frederico Bussinger / SES
Gestantes participam de atividades interativas oferecidas pela caravana
Gestantes participam de atividades interativas oferecidas pela caravana

 

A Caravana Mães de Minas, iniciativa do Governo de Minas, por meio da Secretaria de Estado da Saúde de Minas Gerais (SES), iniciou suas atividades nesta sexta-feira (15), no Ginásio Coberto da Praça de Esportes, no centro de Governador Valadares, na região do Rio Doce. Até domingo (17), diversas oficinas e momentos de sensibilização serão oferecidos a gestantes, mães com filhos até um ano e familiares. Os temas são parto normal, dicas pra uma gravidez saudável, cuidados com o bebê e aleitamento materno.

Ainda durante o evento, as gestantes estão sendo cadastradas no Sistema de Identificação da Gravidez, pelo número 155 – call center que acompanhará o desenvolvimento da gravidez, o nascimento e o desenvolvimento da criança, através de uma interlocução direta com a gestante, sua família e serviços de saúde.

Além disso, são oferecidos serviços como aferição de pressão e da taxa de glicemia, corte de cabelo, design de sobrancelha e maquiagem pelo e sorteio de brindes para gestantes. As atividades têm como parceiros a Universidade Vale do Rio Doce (Univale), e Secretaria Municipal de Saúde de Governador Valadares, o Instituto Embelleze, e diversos lojistas da cidade.

O superintendente interino da Superintendência Regional de Saúde de Governador Valadares (SRS-GV), Narcélio Alves Costa, destacou a importância do Mães de Minas no Estado. “O programa tem como meta principal a redução da mortalidade materna e infantil em todo o Estado. Isso vem trazer melhoria na saúde das gestantes, através do Call Center 155 que vai  acompanhar as consultas do pré-natal e também  monitorar o  desenvolvimento da saúde do bebê até um ano de idade, fortalecendo-o para que ele possa ser, posteriormente, um adulto saudável”, afirmou.

A secretária adjunta de Saúde de Governador Valadares, Kátia Diniz, louvou a iniciativa do Estado. “A Caravana e o Programa Mães de Minas vêm fortalecer as diversas ações de assistência às gestantes que estamos desenvolvendo na cidade, através do Centro Viva Vida e das Unidades de Saúde, garantindo que as mães façam um pré-natal de forma adequada, para que tenhamos o nascimento de crianças saudáveis”, frisou.

Mobilização

Desde o início do evento, já era grande o movimento de participantes  principalmente com as  caravanas que chegavam de municípios da região. Vânia Machado Araújo, 30 anos, do município de Resplendor, está na sua segunda gestação. Ela achou as oficinas proveitosas. “Apesar de não ser mãe de primeira viagem pude tirar muitas dúvidas na oficina de amamentação. Já estou aguardando  ansiosa para participar das outras”, disse.

Já a gestante Raquel Siqueira de Moura, do Bairro Turmalina, em Governador Valadares, procurou participar ao máximo das atividades. “Fui muito bem esclarecida sobre o parto normal. Também achei muito interessante a Roda da Memória, onde gravei em vídeo um depoimento sobre minha gravidez. A equipe do Estado está de parabéns pela organização do evento”, avaliou.

Mães de Minas

O Programa Mães de Minas é um recorte da rede Viva Vida de Atenção Integral à Saúde da Mulher e da Criança que está monitorando e acompanhando gestantes e mães com filhos de até um ano de idade, pelo sistema telefônico. Para ser acompanhada e garantir uma gravidez saudável, a gestante assistida pela rede pública e particular deve ligar para o call center 155 e se cadastrar.

A equipe de atendentes é formada por avós e mães treinadas para oferecer atendimento humanizado. Elas checam se a gestante foi à consulta agendada; ligam para saber sobre o parecer médico e resultado de exames e se foram diagnosticadas com gravidez de alto risco.  A expectativa é realizar 250 mil cadastros/ano.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/caravana-maes-de-minas-inicia-atividades-em-governador-valadares/