Arquivos do Blog

Gestão em Minas: Setop licita equipamentos de combate a incêndio para aeroportos do interior

Veículos serão destinados inicialmente para Diamantina, São João Del Rei e Patos de Minas

Divulgação / Imprensa MG
Veículos serão semelhantes a este, já em operação no aeroporto regional Presidente Itamar Franco, em Goianá, na Zona da Mata
Veículos serão semelhantes a este, já em operação no aeroporto regional Presidente Itamar Franco, em Goianá, na Zona da Mata

A Secretaria de Estado de Transportes e Obras Públicas de Minas Gerais (Setop) publicou no “Minas Gerais”, diário oficial dos Poderes do Estado, no último sábado (21), o aviso de licitação para a aquisição de onze veículos de combate a incêndio em aeródromos de Minas. Esta medida é uma das ações do Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) apresentado pela Setop e que define critérios para adequação às normas de combate a incêndios nos aeroportos de Patos de Minas, São João Del Rei e Diamantina. O objetivo é atender as exigências da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) e fomentar a aviação comercial no Estado.

Para o secretário de Estado de Transportes e Obras Públicas, Carlos Melles, a questão de segurança é primordial. “Estamos realizando uma série de entendimentos junto à ANAC para manter a qualidade, conforto e a segurança nos aeroportos de Minas. Primeiro, por meio do Proaero, temos providenciado a reforma e melhoria de diversos aeroportos, e agora, ao licitar os equipamentos de combate a incêndio, vamos auxiliar as prefeituras oferecendo mais segurança”, explicou.

Modalidade

A licitação ocorrerá na modalidade de registro de preço. A empresa vencedora terá que apresentar à Setop equipamentos com os requisitos técnicos exigidos pela Anac. A modalidade de registro de preço permitirá maior agilidade na aquisição desses equipamentos em função da demanda dos aeroportos. Inicialmente, os equipamentos serão empregados na segurança dos aeroportos de Patos de Minas, São João Del Rei e Diamantina.

A abertura da sessão de lances no processo licitatório de registro de preços vai ocorrer no dia 08/05, às 14 horas, através do site de compras do Governo de Minas. As propostas comerciais deverão ser enviadas ao mesmo site, até a data e horário marcados no edital, que estará disponível para consulta nos sites: www.compras.mg.gov.br e www.transportes.mg.gov.br.

Proaero

Desde 2003, o Governo de Minas realiza, através do Programa Aeroportuário de Minas Gerais (Proaero), consideráveis investimentos nos aeroportos mineiros, visando ampliar a capacidade de operação e aumentar a segurança desses aeródromos. “O valor investido diretamente pelo Estado nos 23 aeroportos já beneficiados pelo Proaero ultrapassa R$ 265 milhões, o que demonstra a importância deste programa para o nosso governo. Esses investimentos abrangem a reforma e ampliação das pistas de pouso e decolagem, construção ou reforma de terminais de passageiros, aquisição de equipamentos de auxílio à navegação e a construção das Seções de Salvamento e Combate a Incêndio”, destacou o secretário Carlos Melles.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/setop-licita-equipamentos-de-combate-a-incendio-para-aeroportos-do-interior/

Gestão em Minas: Alberto Pinto Coelho sanciona leis que homenageiam Itamar Franco

Aeroporto Regional e Centro de Convenções da Zona da Mata passam a partir de agora a levar o nome do ex-presidente da República, falecido ano passado

Wellington Pedro/Imprensa MG
Aeroporto Regional da Zona da Mata passa a levar o nome do ex-presidente Itamar Franco
Aeroporto Regional da Zona da Mata passa a levar o nome do ex-presidente Itamar Franco

O governador em exercício Alberto Pinto Coelho promulgou duas leis que homenageiam o ex-presidente da República e ex-governador do Estado Itamar Franco. As leis foram publicadas na edição desta sexta-feira (9) do Minas Gerais, Diário Oficial dos Poderes do Estado.

A Lei 20.033 dá ao Aeroporto Regional da Zona da Mata, em Goianá, a denominação de Aeroporto Presidente Itamar Franco. O centro de convenções da Zona da Mata, a partir de agora, também ganha o nome do ex-presidente. Pela Lei 20.034, o Expominas de Juiz de Fora passa a se chamar Centro Regional de Convenções e Exposições Presidente Itamar Franco. Ambas as leis foram de autoria do deputado estadual Bruno Siqueira e aprovadas pela Assembleia Legislativa.

“As homenagens fazem justiça ao grande homem público Itamar Franco, que fez tanto pela região da Zona da Mata, pelo nosso Estado e por todo o país. É uma homenagem singela, aquém da sua grandeza, mas que, de alguma forma, registra o legado que ele deixou para todos os mineiros e brasileiros, a quem ele sempre procurou honrar com sua maneira de defender o interesse público”, afirmou Alberto Pinto Coelho.

O aeroporto

O Aeroporto Presidente Itamar Franco foi idealizado pelo ex-presidente, quando governava Minas Gerais e foi oficialmente inaugurado pelo governador Antonio Anastasia em novembro de 2011.

Localizado na divisa entre os municípios de Goianá e Rio Novo, a 30 quilômetros de Juiz de Fora, o aeroporto faz parte das ações do Governo de Minas para a adequação, ampliação e melhoria da malha aeroportuária do Estado. Com a segunda maior pista para pouso implantada no Estado, com 2.530 metros de extensão, o terminal é visto como importante âncora para alavancar ainda mais o desenvolvimento da Zona da Mata.

Foram investidos para implantação e construção do terminal aeroportuário, que já está em operação com vôos regulares, R$ 92,7 milhões. Por meio do Programa Aeroportuário de Minas Gerais (Proaero), foram investidos, nos últimos anos, cerca de R$ 290 milhões na construção e reforma de 23 aeroportos no Estado.

Centro de Convenções

O Centro Regional de Convenções e Exposições Presidente Itamar Franco foi inaugurado em junho de 2006, pelo então governador Aécio Neves. O Estado investiu R$ 47,6 milhões na obra, sendo R$ 40 milhões destinados, a partir de 2003, pela Companhia de Desenvolvimento Econômico de Minas Gerais (Codemig).

Trata-se de um espaço multiuso erguido em um terreno de mais de 125 mil metros quadrados e dotado de completa infraestrutura para receber feiras, convenções, congressos e exposições. A estrutura permite realizar eventos para até 13 mil pessoas simultaneamente, possibilitando ainda a realização de seis eventos distintos.

A construção do centro buscou posicionar Juiz de Fora e a sua área de influência como um dos mais importantes polos de turismo de negócios de Minas Gerais a fim de garantir mais emprego e renda para os mineiros.

Presidente Itamar Franco

Itamar Franco foi presidente da República em um dos momentos mais turbulentos da política e da economia do Brasil. Foi em sua gestão que foi implantado o Plano Real, que deu estabilidade à economia nacional.

Bacharel em engenharia civil eletrotécnica pela Escola de Engenharia da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF) em 1955, foi prefeito de Juiz de Fora, na Zona da Mata, entre 1967 e 1974, ano em que se elegeu senador pelo Movimento Democrático Brasileiro (MDB). Foi reeleito em 1982. Em 1990, foi eleito vice-presidente da República. Com a cassação de Fernando Collor de Mello, assumiu, em dezembro de 1992, a Presidência da República. Em 1998, foi eleito governador de Minas. Em 2011, voltou ao Senado. Faleceu em julho de 2011, depois de diagnosticado com leucemia.

Fonte: Agência Minas

Governo de Minas inicia em março processo para ampliação do aeroporto de Governador Valadares

Recursos sairão do Proaero, programa estadual que já investiu quase R$ 300 milhões nos aeroportos mineiros
Omar Freire/Imprensa-MG
Terminal de passageiros do aeroporto de Governador Valadares receberá R$ 3,4 milhões para ampliação
Terminal de passageiros do aeroporto de Governador Valadares receberá R$ 3,4 milhões para ampliação

O Governo de Minas, por meio da Secretaria de Estado de Transportes e Obras Públicas (Setop), vai iniciar no próximo mês o processo para ampliação e reforma do terminal de passageiros do aeroporto de Governador Valadares, no Leste do Estado. As intervenções fazem parte do Programa Aeroportuário de Minas Gerais (Proaero) e o investimento total da obra, incluindo o projeto de engenharia, será de aproximadamente R$ 3,4 milhões, em parceira com a União.

A primeira etapa para a realização da obra é a elaboração do projeto de engenharia. Para isso, o Departamento Estadual de Obras Públicas do Estado de Minas Gerais (Deop-MG) vai abrir ainda no mês de março a licitação para a contratação da empresa. O investimento somente no projeto de engenharia será de R$ 380 mil, com recursos exclusivos do Tesouro Estadual. A previsão é de que o projeto esteja pronto no mês de julho deste ano e que a licitação das obras seja feita no segundo semestre, criando condições para que o início das obras ocorra ainda em 2012.

“A reforma e ampliação do terminal de passageiros será o último passo de uma parceria entre o Estado e a União, que recebeu até agora cerca de R$ 20 milhões”, afirma o secretário de Transportes e Obras Públicas, Carlos Melles.

Novo terminal pode ajudar cidade a ser subsede da Copa

A ampliação do terminal de passageiros do aeroporto de Governador Valadares é uma das principais reivindicações na sociedade local, principalmente após o crescimento significativo da aviação regional em Minas nos últimos dois anos.

“É o reconhecimento da importância de Governador Valadares como cidade polo, que há muito merecia ter um aeroporto em melhores condições, para receber maior numero de voos, oferecendo conforto, qualidade de serviços e comodidade aos passageiros, o que certamente vai movimentar ainda mais o mercado local e regional”, diz o presidente da Associação Comercial e Empresarial de Governador Valadares, Wellington Braga.

A construção do novo terminal também será importante para os planos de Governador Valadares com relação à Copa do Mundo de 2014. A cidade se candidatou para ser um Centro de Treinamento de Seleções (CTS) e, certamente, o novo terminal será levado em consideração por seleções internacionais para a escolha da cidade do Rio Doce como local de hospedagem e preparação.

Essa não vai ser a primeira intervenção do Governo de Minas no aeroporto de Governador Valadares nos últimos anos. Em 2009, a pista do aeroporto foi reformada e ampliada, dentro do Programa Proaero, com investimentos de cerca de R$ 20 milhões. Desse total, cerca de R$ 3,5 milhões foram repassados pelo governo federal.

Proaero já investiu quase R$ 300 milhões

Desde 2003 até 2011, Governo de Minas investiu, por meio do Proaero, R$ 297 milhões na construção ou reforma de aeroportos de várias regiões do Estado. Do total de recursos aplicados, R$ 242 milhões saíram do Tesouro Estadual e R$ 48 milhões foram repassados pelo governo federal.

Além de Governador Valadares, foram beneficiados os aeroportos de São João del-Rei, Diamantina, Iturama, Ituiutaba, Manhuaçu, Poços de Caldas, Frutal, Guanhães, Araxá, Oliveira, Guaxupé, Curvelo, Ouro Fino, Divinópolis, Capelinha, Passos, Piumhi, Lavras, Cláudio, Ubá, Viçosa e o Aeroporto Regional da Zona da Mata, em Goianá.

Fonte: Agência Minas

Governo de Minas: farmácia de Minas humaniza atendimento a pacientes na Zona da Mata

Região já tem 42 unidades, que disponibilizam 162 tipos de medicamentos
Divulgação/Prefeitura Municipal
A farmacêutica Dhyemila Mantovani, de Patrocínio de Muriaé, hoje consegue dar mais atenção à população
A farmacêutica Dhyemila Mantovani, de Patrocínio de Muriaé, hoje consegue dar mais atenção à população

Ar-condicionado, água gelada, cadeiras confortáveis, ambiente claro e arejado. O espaço, todo em branco e verde, é onde funciona a unidade farmacêutica do programa Farmácia de Minas, que realiza a distribuição de medicamentos para as populações carentes de 42 municípios com até 30 mil habitantes na Zona da Mata. A iniciativa é do Governo de Minas, por meio da Secretaria de Estado de Saúde (SES-MG), e o objetivo do programa é garantir o acesso da população a medicamentos gratuitos voltados para a atenção primária à saúde, melhorando a assistência farmacêutica e incentivando a busca ativa do paciente.

Em Patrocínio do Muriaé, a Farmácia de Minas, inaugurada em setembro de 2011, está ajudando a mudar a vida de muita gente. Dhyemila de Paula Mantovani, farmacêutica responsável da unidade, relata que, hoje, é possível conhecer melhor a pessoa, adequando o atendimento. “Antes eu fazia só a dispensação do medicamento, porque não tinha como dar assistência. A gente trabalhava em um cubículo, abria a metade de cima da porta e fazia as entregas”, conta.

Como exemplo, ela cita uma paciente que sofre de surto psicótico e, constantemente, precisava ser internada. “Depois que abriu a Farmácia de Minas, ela nunca mais foi internada. Descobri que ela conseguia ler e anotei em todas as caixinhas dos medicamentos as orientações de como ela deveria tomar cada um”, lembra. A paciente faz uso de prometazina, clorpromazina, aloperidol e biperideno. “Hoje ela vem mais à farmácia, percebi que ela aderiu ao tratamento com mais facilidade. Isso porque tive a possibilidade de trabalhar mais diretamente com ela”, afirma.

A farmacêutica aponta também o trabalho desenvolvido com os pacientes diabéticos do município. “Antes tínhamos contato apenas com pacientes diabéticos que usavam medicamentos hipoglicemiantes orais. Depois da nova estrutura, pude trazer as insulinas para a farmácia, graças ao refrigerador e, hoje, temos contato também com os pacientes insulino-dependentes. Antes não havia local adequado para armazenamento”, destaca.

Geraldo de Oliveira Martins, diabético há mais de 20 anos, é um dos beneficiados. “Antes os postos eram muito restritos, pela limitação, só era possível fazer a entrega. Agora com as insulinas aqui, melhorou muito a relação humana. O local antes dificultava a interação, o contato. Às vezes o paciente não precisa só pegar o remédio, ele precisa de uma atenção e, com essas farmácias, isso é possível hoje”, conclui.

A Farmácia de Minas de Patrocínio de Muriaé atende a aproximadamente 130 pacientes por dia.

Mais comodidade e acesso facilitado

Em Vieiras, a Farmácia de Minas também foi inaugurada em setembro de 2011 e, atualmente, atende a cerca de 150 pacientes por dia. Walfrido Cristian Cassin de Oliveira, farmacêutico responsável da unidade, considera que a melhoria no atendimento ultrapassou os 100%. “A comodidade para todo mundo melhorou, tanto para quem trabalha, quanto para quem é beneficiado”, ressalta.

Maria das Graças Ferreira Araújo faz uso contínuo de cinco medicamentos e confirma a melhora. “Está sendo muito bom. A gente aqui fica bem atendida. Venho todo mês e, se acaba um remédio antes, uma dipirona, eu venho de novo, porque sei que vai ter. Ficou melhor”, diz. Ela busca na Farmácia de Minas clorpromazina, carbamazepina, glidenclamida, metiodopa e dipirona.

Hipertensa, Sônia do Carmo Silva Souza vai todo mês à Farmácia de Minas na cidade de Presidente Bernardes, e considera que a nova unidade facilitou o acesso. “Achei a nova estrutura muito boa, uma sala bem confortável, duas atendentes, ficou mais fácil buscar o remédio e até uma orientação”, opina.

Christina Cerneiro Faria, farmacêutica responsável da unidade, que foi inaugurada em agosto de 2011, destaca a melhoria para todos os usuários. “Hoje temos mais equipamentos, internet, até mais funcionários. A espera também melhorou, é mais rápido e ninguém fica em pé, não tem mais fila”, conta.

Ela cita também o Sistema Integrado de Gerenciamento da Assistência Farmacêutica (Sigaf), utilizado pela Rede Farmácia de Minas. “Pelo Sigaf fazemos o cadastro dos pacientes, hoje de uma forma bem mais organizada, melhorando nosso controle. Um exemplo são os pacientes de medicamentos excepcionais, antes não havia nenhum cadastrado, agora já temos 18”, comenta. Os medicamentos excepcionais são aqueles para o tratamento da Tuberculose, Hanseníase, Endemias Focais, DST/Aids e tam¬bém Sangue e Hemoderivados.

Rede em expansão

Atualmente, 200 cidades do Estado já têm unidades do Farmácia de Minas e disponibilizam para a população 162 tipos de medicamentos. Apenas em 2011, o governador de Minas Antonio Anastasia inaugurou 32 unidades na Zona da Mata, simultaneamente a outras 168 no restante do Estado.

“A meta do Governo de Minas é chegar a 700 municípios até 2014. É bom dizer que entre 2007 e agora nós já aumentamos em mais de 70% o volume de recursos financeiros do tesouro nesse programa e aumentamos também, consideravelmente, os medicamentos disponibilizados”, afirma a governador.

Confira a lista das 42 unidades do programa Farmácia de Minas localizadas em municípios da Zona da Mata: Acaiaca, Antônio Prado de Minas, Barão do Monte Alto, Barra Longa, Bias Fortes, Bicas, Brás Pires, Cajuri, Dom Silvério, Dores do Turvo, Ervália, Eugenópolis, Goianá, Guarani, Guidoval, Guiricema, Jequeri, Lamim, Laranjal, Miraí, Paiva, Patrocínio do Muriaé, Palma, Paula Cândido, Pedra Dourada, Pedro Teixeira, Piau, Pirapetinga, Presidente Bernardes, Rio Doce, Rio Preto, Rodeiro, Santa Cruz do Escalvado, Santana de Cataguases, Santo Antônio do Grama, São Geraldo, São Miguel do Anta, São Pedro dos Ferros, Senador Cortes, Sericita e Vieiras.

Fonte: Agência Minas