Arquivos do Blog

Governo de Minas: Estado promove seminário de fechamento do período chuvoso de 2011/2012

Defesa Civil reúne gestores municipais, com foco na busca pelo aprimoramento das ações de prevenção a desastres naturais

O Gabinete Militar do Governador de Minas Gerais (GMG), por meio da Coordenadoria Estadual de Defesa Civil (Cedec-MG) promoverá, nesta quinta-feira (31), o Seminário de Fechamento do Período Chuvoso de 2011/2012. O evento será realizado a partir de 08h30, no Auditório da Escola de Formação e Aperfeiçoamento de Sargentos, no bairro Prado, em Belo Horizonte.

O seminário tem como objetivo apresentar aos cidadãos e aos gestores envolvidos nas operações de enfrentamento a desastres, o estudo das ações realizadas durante o período de chuva que atingiu o Estado, entre o fim do ano passado e início deste ano. Essa discussão está inserida na constante busca pelo aprimoramento do planejamento futuro.

O período chuvoso de 2011/2012 foi um dos mais intensos dos últimos anos e exigiu, por parte de todos os órgãos envolvidos, sejam eles estaduais ou municipais, muito esforço e trabalho.

Gestão estratégica

Regida pelos princípios da gestão estratégica, a Defesa Civil não atuou apenas emergencialmente, apoiando em campo os municípios afetados, mas também prevenindo e preparando os gestores municipais para o enfrentamento de desastres, por meio de diversos cursos e capacitações aos seus técnicos e voluntários.

Essa iniciativa expressa o interesse da Defesa Civil em promover um conhecimento ampliado e organizado que visa à melhoria constante do seu trabalho, permitindo que seus parceiros e demais envolvidos com as ações de enfrentamento a desastres avaliem as ações de prevenção, mitigação, preparação, resposta e reconstrução do período chuvoso 2011/2012.

Serviço:

Seminário de Fechamento do Período Chuvoso de 2011/2012

Local: Auditório da Escola de Formação e Aperfeiçoamento de Sargentos, rua Dr. Gordiano, 123, Prado, Belo Horizonte.

Data: Quinta-feira, 31 de maio.

Horário: A partir de 08h30.

Informações: faleconosco@defesacivil.mg.gov.br ou (31) 3915-0274.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/estado-promove-seminario-de-fechamento-do-periodo-chuvoso-de-20112012/

Gestão Antonio Anastasia: experiência de Minas na área de saúde é mostrada em Cuba

Curso de Gestão Microrregional foi apresentado pelo secretário Antônio Jorge a representantes de 20 países

O Curso de Gestão Microrregional em Minas Gerais foi apresentado nesta terça-feira (13) pelo secretário de Estado de Saúde, Antônio Jorge de Souza Marques, aos participantes do III Congresso Regional de Medicina Familiar Wonca Iberoamericana e do X Seminário Internacional de Atenção Primária. Os eventos estão sendo realizados no Palácio de Convenções de Havana, Cuba, até sexta-feira (16).

O curso, realizado entre agosto de 2010 e fevereiro de 2012, teve como público inicial mais de 1.800 técnicos e gestores municipais e das unidades regionais da Secretaria de Estado de Saúde (SES-MG). Realizado no formato de Educação a Distância (EaD), o curso teve em sua estrutura curricular um total de nove módulos: Introdução; Diagnóstico e Planejamento Local; Gestão Estratégica, Visão Sistêmica e Liderança; Análise da Situação de Saúde de Minas Gerais e o modelo de atenção; Planejamento e Gestão; Governança; Gestão de Pessoas; Gestão de Processos e um módulo específico para orientação, visando a elaboração dos Trabalhos de Conclusão de Curso que constituirão um “banco de ideias” implementáveis para o SUS em Minas Gerais.

O processo de ensino baseou-se em três pilares: aulas semanais de uma hora realizadas por meio do Canal Minas Saúde; conteúdo disponibilizado através de ambiente virtual de aprendizagem; e encontros presenciais. Espera-se com esta experiência consolidar os avanços na gestão regional, inclusive com o aprimoramento do processo de governança do Sistema Único de Saúde (SUS) nas regiões de saúde.

Intercâmbio científico

O III Congresso Regional de Medicina Familiar Wonca Iberoamericana e o X Seminário Internacional de Atenção Primária têm como tema principal o “Reforço da Medicina de Família e Atenção Primária à Saúde (APS) nos Sistemas de Saúde: Convite para o Século XXI”. A proposta é criar um cenário adequado para o intercâmbio científico entre pessoas de diferentes países, em questões relacionadas à medicina de família e atenção básica, esse último como uma estratégia de cuidados primários em sistemas de saúde.

Participam do evento representantes de organizações não-governamentais (ONGs) e lideranças governamentais e profissionais que atuam nas áreas de medicina familiar e de cuidados de saúde primários de 20 países.

Fonte: Agência Minas

Governo de Minas: Seplag anuncia investimentos para as regiões do Jequitinhonha e Mucuri

Os anúncios foram feitos durante reunião com representantes da bancada parlamentar das regiões
José Carlos Paiva/Imprensa MG
Secretária Renata Vilhena durante reunião com parlamentares
Secretária Renata Vilhena durante reunião com parlamentares

Representantes da bancada parlamentar das regiões do Jequitinhonha e do Mucuri foram recebidos, nesta quinta-feira (9), pela secretária de Estado de Planejamento e Gestão, Renata Vilhena, pelo subsecretário de Planejamento, Orçamento e Qualidade do Gasto, André Reis, e pela subsecretária de Gestão Estratégica, Adriane Ricieri.

Na oportunidade, os deputados Délio Malheiros e Luiz Henrique puderam conhecer os principais investimentos previstos no Plano Plurianual de Ação Governamental (PPAG – 2012-2015) para essas regiões.

A secretária Renata Vilhena esclareceu que com a implementação da terceira fase do Choque de Gestão, a Gestão para a Cidadania, as metas e investimentos governamentais serão priorizados por meio da regionalização da gestão, um dos pilares do projeto Estado em Rede.

Ela citou o projeto-piloto do Estado em Rede, já bastante avançado nas regiões do Norte de Minas e Rio Doce, onde a sociedade civil definiu estratégias e prioridades para as regiões. “Com a gestão regionalizada, já em curso no Norte e no Rio Doce, e em breve no Jequitinhonha e Mucuri, os atores locais priorizam as estratégias e metas que serão acompanhadas e monitoradas pelo Acordo de Resultados. Dessa forma, o governo busca soluções para problemas locais e regionais em conjunto com a sociedade civil”, declarou a secretária.

Investimentos

A subsecretária Adriane Ricieri destacou o investimento do governo nas áreas de saúde, defesa e segurança, desenvolvimento social e educação para as regiões do Jequitinhonha e do Mucuri.

Para a área de saúde, entre outros investimentos, está previsto para 2012 a implantação de um Centro Hiperdia, no valor de R$ 3,5 milhões, voltado para atendimento secundário de pacientes com hipertensão e diabetes. Para reduzir a mortalidade infantil e materna, nos próximos quatro anos, R$ 9,4 milhões serão dedicados ao programa Viva Vida – Mães de Minas, por meio da implantação de cinco pontos de atenção. Para o mesmo período, o Governo de Minas dedicará R$ 33,5 milhões para construção e reforma de Unidades Básicas de Saúde.

Para universalizar a implantação do Piso Mineiro de Assistência Social nos municípios das duas regiões, serão gastos, a partir de 2013, R$ 15,3 milhões. Instituído em dezembro de 2010, o Piso Mineiro de Assistência Social consiste em um valor básico de financiamento estadual, em complementaridade aos financiamentos federal e municipal destinados ao pagamento de benefícios eventuais e serviços socioassistenciais.

Também terá início o projeto-piloto com 170 agricultores familiares para que eles se tornem aptos a fornecer alimentos para a rede pública de ensino. Inserido no programa de Combate à Pobreza Rural e à Migração Laboral, serão aplicados R$ 24,1 milhões, até 2015, no apoio a 441 projetos comunitários que contemplam a inclusão produtiva, infraestrutura básica e de natureza social. Outros R$ 13,6 milhões serão dedicados à ampliação e aprimoramento do programa Poupança Jovem, beneficiando 4.600 jovens/ano.

Na área de Educação serão R$ 8,7 milhões para implantação do Plano de Intervenção Pedagógica (PIP- 2) em 506 escolas, em 2012 e 2013. O PIP orienta o processo de planejamento focado no desempenho dos alunos. Já para o Programa de Desenvolvimento da Educação Profissional (PEP), serão R$ 28,6 milhões, valor que permitirá o acesso de 1.500 alunos/ano a cursos técnicos e profissionalizantes.

No ensino fundamental, serão investidos R$ 58,3 milhões para reforma, aquisição de mobiliários, equipamentos, tecnologia da informação e transporte para atender 252 escolas/ano. Essas mesmas ações serão desenvolvidas para o ensino médio, ao custo de R$ 47,6 milhões, o que beneficiará 171 escolas/ano.

Em infraestrutura estão previstos investimentos de R$ 188,3 milhões para manutenção de cerca de 3 mil quilômetros de rodovia para o período de 2012-2015.

Fonte: Agência Minas