Arquivos do Blog

Governo de Minas: Centro Mineiro de Referência em Resíduos ensina a transformar lixo em artesanato

Resultado representa um benefício para o meio ambiente e, ainda, geração de renda para a população

O Centro Mineiro de Referência em Resíduos (CMRR), em Belo Horizonte, ensina a transformar lixo em artesanato. O resultado representa um benefício para o meio ambiente e, ainda, geração de renda para a população.

Segundo o coordenador da Escola de Gestão de Resíduos, Daniel Dias, qualquer pessoa pode participar das oficinas do CMRR. Diariamente, são produzidos cerca de 20 mil toneladas de resíduos em Minas Gerais.

O Centro Mineiro de Referência em Resíduos é um programa do Governo de Minas, por meio da Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (Semad), da Fundação Estadual do Meio Ambiente (Feam) e do Serviço Voluntário de Assistência Social (Servas), em parceria com Sebrae-MG.

Através de uma iniciativa pioneira no Brasil, o Centro Mineiro de Referência em Resíduos atua como núcleo irradiador de informações, projetos e parcerias com a finalidade de estimular a reflexão e a ação da cidadania para os desafios da gestão integrada de resíduos.

O objetivo é promover a articulação entre os setores público e privado, terceiro setor, comunidade acadêmica e sociedade civil na busca por alternativas para transformar resíduos em oportunidades de trabalho, renda e preservação dos recursos naturais.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/centro-mineiro-de-referencia-em-residuos-ensina-a-transformar-lixo-em-artesanato/

Anúncios

Gestão Antonio Anastasia: Programa Ambientação e ações de sustentabilidade são apresentados a comitiva do Rio de Janeiro

Atualmente o programa está implantando em 75 instituições públicas e 84 prédios, abrangendo 25 mil servidores

A equipe do Programa Ambientação, desenvolvido pela Fundação Estadual de Meio Ambiente (Feam), apresentou para uma comitiva carioca, nos dias 15 e 16 de março, o trabalho realizado e as ações de sustentabilidade desenvolvidas no âmbito do Sistema Estadual de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Sisema) e do Complexo da Cidade Administrativa.

No primeiro dia de visitas o grupo formado por 12 servidores da Secretaria de Planejamento e Gestão (Seplag), do Ministério Público Estadual (MP) e do Tribunal de Justiça (TJ) do Estado do Rio de Janeiro, pôde conhecer a linha de trabalho desenvolvida pelo programa. A gestora do Ambientação, Míriam Dias, apresentou aos servidores o histórico do programa desde a sua criação, em 2003, enfatizando as linhas de trabalho relacionadas ao consumo consciente e à gestão de resíduos. “O programa cresceu bastante nos últimos anos e a implantação na Cidade Administrativa tem representado um grande desafio, já que as proporções são as mesmas de muitos municípios”, explicou Míriam.

Atualmente o programa está implantando em 75 instituições públicas e 84 prédios, abrangendo 25 mil servidores. Na cidade Administrativa, dos 46 órgãos, 43 já possuem o Ambientação implantando, com um forte trabalho de gestão de resíduos e promoção do consumo consciente, por meio de ações socioeducativas, de mobilização, gerenciamento técnico e monitoramento. “De março a dezembro de 2011 conseguimos uma economia de quase 200 mil copos descartáveis, somente nos dois andares onde o Sisema está presente”, frisou a gestora do Programa Ambientação, Fabiana Lúcia Costa Santos.

Relatório de Sustentabilidade

A coordenadora executiva do Relatório de Sustentabilidade do Sisema, Renata Martins Meirelles, apresentou aos servidores do Rio de Janeiro como é construído o processo de elaboração do relatório. Meireles destacou também que a visão do grupo que trabalha na construção do relatório é baseada na metodologia do Global Report Iniciative (GRI), reunindo num único documento as questões ambientais, econômicas e sociais. Para a versão do III Relatório, que será num único volume, contendo as informações de 2010 e 2011, está prevista e inclusão de mais 15 indicadores, totalizando 37. “Trabalhamos sempre com o tripé da Sustentabilidade e com o objetivo de apresentar os dados da instituição da forma mais transparente possível”, frisou.

O Especialista em Políticas Públicas e Gestão Governamental da Seplag do Rio de Janeiro, Douglas das Chagas Almeida Lima, disse que ficou muito impressionado com o trabalho desenvolvido em Minas Gerais. “No Rio de Janeiro já temos algumas ações parecidas implantadas, mas queremos levar a experiência mineira para nosso Estado, no sentido de trabalhar de forma articulada e integrada entre as esferas do governo, como estamos percebendo em Minas”, frisou.

Fonte: Agência Minas

Governo de Minas: Centro Mineiro de Resíduos oferece oficinas de caixa de presente e agenda reciclada

O objetivo é estimular a população de diferentes faixas etárias a colocarem em prática a gestão e transformação dos resíduos gerados em casa

O programa Portas Abertas, do Centro Mineiro de Referência em Resíduos (CMRR) oferece, na próxima semana, oficinas de caixa de presente e agenda reciclada. O objetivo é estimular a população de diferentes faixas etárias a colocarem em prática a gestão e transformação dos resíduos gerados em casa.

Na terça-feira (20), acontece a oficina de caixa de presente, das 9h30 às 11h30. Na quinta-feira (22), será a vez de aprender a criar agenda reciclada, das 14h30 às 16h30. As oficinas são gratuitas e os interessados podem fazer a inscrição pelo site www.cmrr.mg.gov.brou pelo telefone: (31) 3465-1227.

O CMRR recebe escolas da rede pública de Belo Horizonte e Região Metropolitana com visitas orientadas e oficinas com o objetivo de sensibilizar e disseminar informações relacionadas aos resíduos e as questões ambientais através de palestras lúdicas, arte sustentáveis, práticas de educação ambiental e oficinas com materiais recicláveis.

CMRR de portas abertas

Localizado em Belo Horizonte, na avenida Belém, nº 40, o Centro Mineiro de Referência em Resíduos foi inaugurado em junho de 2007. Instalado em um espaço de 10 mil m² para o desenvolvimento de ações diversas, visando apoiar os municípios e cidadãos para a melhor gestão integrada de resíduos. O CMRR atua na disseminação de informações para o uso responsável dos recursos naturais. Realiza eventos, exposições, cursos de capacitação profissional, visitas monitoradas e oficinas.

O CMRR apoia iniciativas e desenvolve atividades que resultem na mudança de hábito e atitudes para melhor forma de gestão de resíduos. Tem como objetivo envolver setores públicos e privados, terceiro setor, comunidade acadêmica e sociedade civil no desenvolvimento de alternativas e soluções para viabilizar oportunidades de trabalho e renda a partir da gestão de resíduos.

Fonte: Agência Minas