Arquivos do Blog

Gestão Eficiente: Governo de Minas apresenta modelo de gestão pública a entidade de Brasília

Diretores do Movimento Brasil Competitivo destacam modelo que alia métodos corporativos ao setor público

Gil Leonardi / Imprensa MG
Seplag apresenta modelo de gestão pública ao Movimento Brasil Competitivo
Seplag apresenta modelo de gestão pública ao Movimento Brasil Competitivo

O Governo de Minas recebeu nessa quinta-feira (24) a visita técnica do Movimento Brasil Competitivo (MBC), que esteve na Cidade Administrativa para conhecer os projetos de modernização da gestão pública em desenvolvimento no Estado. Sete diretores da entidade, que é sediada em Brasília, foram recebidos pela subsecretária de Gestão da Estratégia Governamental, Adriane Ricieri, e integrantes de sua equipe. A visita também contou com a presença da secretária de Estado de Planejamento e Gestão, Renata Vilhena, que recepcionou os diretores.

O presidente do MBC, Erik Camarano, explicou que já acompanha os processos de gestão do Governo de Minas desde o primeiro mandato do ex-governador Aécio Neves. “Estivemos aqui ajudando na modernização da gestão, trazendo ferramentas usadas por empresas e adaptando-as para o setor público”, conta.

O objetivo da visita, de acordo com ele, é apresentar à sua equipe de diretores o modelo implementado em Minas. “Queremos aprender com as práticas desenvolvidas aqui, descobrir as dificuldades e as lições aprendidas, para que possamos levar essa experiência a outros estados e realizar um processo semelhante de avanço da gestão. Na nossa avaliação, Minas tem o modelo de gestão mais avançado do país”.

Ele destacou os avanços obtidos pelo Governo de Minas desde 2003, cujo reconhecimento é geral, tanto na iniciativa privada como no setor público. “Existe aqui uma clareza muito evidente nos objetivos e um alinhamento muito grande das equipes. Isso é facilitado pelo grande processo de capacitação profissional, construído em um ambiente de transversalidade e cooperação. Além disso, há mecanismos de incentivo muito eficientes, como a remuneração variável, capacitação e treinamento e também um modelo de gestão para resultados”, disse.

Programas e projetos

Os integrantes do MBC conheceram várias etapas dos Modelo de Gestão Para Resultados que é executado no Estado; os Programas Estruturadores; o Plano Mineiro de Desenvolvimento Integrado (PMDI); o Sistema de Monitoramento e Gestão da Estratégia governamental e os processos estratégicos nas áreas da Saúde, Educação e Defesa Social, além dos projetos de inovação na gestão pública e a política estadual de Gestão do Conhecimento.

Camarano demonstrou otimismo com o processo de evolução da gestão pública no país. “Está acontecendo uma revolução silenciosa nesse setor. Muitos estados têm conseguido aproveitar o grande ativo que possuem, que é um quadro de servidores muito capacitados, acoplado a um sistema de gestão que possa maximizar essa capacidade. Assim, é possível se obter grandes resultados”, afirmou.

“A visita técnica do MBC é um passo importante para o desenvolvimento dos nossos projetos e parcerias como essa potencializam e fortalecem as nossas ações”, disse a subsecretária Adriane Ricieri.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/governo-de-minas-apresenta-modelo-de-gestao-publica-a-entidade-de-brasilia/

Governo de Minas: Seplag apresenta Planejamento Estratégico e assina 2ª etapa do Acordo de Resultados

Iniciativa do Governo de Minas visa a busca constante pelo aprimoramento da gestão pública

Carlos Alberto / Imprensa-MG
Inovação é um dos traços que compõem a imagem de Minas no país e no exterior, disse Renata Vilhena
Inovação é um dos traços que compõem a imagem de Minas no país e no exterior, disse Renata Vilhena

A Secretaria de Estado de Planejamento e Gestão (Seplag) apresentou, nesta sexta-feira (27), o Planejamento Estratégico de 2012 para seus servidores. Na ocasião, foi assinada a 2ª etapa do Acordo de Resultados, em que as metas estratégicas são pactuadas com as equipes da secretaria. O evento, realizado no Auditório JK, contou com a participação maciça dos servidores da Seplag.

O Acordo de Resultados é uma iniciativa do Governo de Minas que busca garantir o alcance dos objetivos estratégicos traçados pela administração pública para a melhoria da vida do cidadão. Ele prevê metas estipuladas para cada equipe em consonância com os “indicadores finalísticos”, atrelados ao Plano Mineiro de Desenvolvimento Integrado (PMDI), que contempla objetivos de longo prazo até 2030.

A secretária de Estado de Planejamento e Gestão, Renata Vilhena, abriu o encontro ressaltando a importância da construção coletiva de todos os servidores da secretaria, para que as metas sejam de fato atingidas. “A execução do planejamento estratégico só será possível se todas as equipes estiverem inseridas no mapa estratégico”, afirmou.

Na apresentação, a secretária destacou alguns dos valores primordiais da secretaria –  transparência; valorização do servidor; colaboração; foco em resultados; foco no cidadão e inovação – para salientar sua importância no trabalho cotidiano das equipes. “É essencial que cada um de nós incorpore os valores definidos pela secretaria. Porque as estratégias podem mudar a cada governo, mas os valores ficam”, disse ela.

Instituído em 2003, o Acordo de Resultados vem estimulando metas mais desafiadoras e ousadas, com o reconhecimento de Minas Gerais por organismos estrangeiros como modelo de administração pública.

Inovação

Ela lembrou aos presentes que a inovação é um dos traços marcantes que compõem a imagem de Minas no país e no exterior. “Somos reconhecidos hoje por nossa gestão pela inovação. Em seus discursos, o governador Antonio Anastasia sempre diz que precisamos ousar com responsabilidade. Por isso, temos que ser criativos e buscar formas alternativas, para prestar os melhores serviços à sociedade”, afirmou.

Dentro deste conceito de inovação e pioneirismo, o Acordo de Resultados neste ano se adapta à terceira geração do Choque de Gestão – a Gestão para a Cidadania, envolvendo o Estado em Rede. Dessa forma, o Acordo de Resultados de 2012 já prevê as metas estipuladas em conjunto com a sociedade civil nas regiões onde o Estado em Rede já está em desenvolvimento, no Rio Doce e no Norte de Minas.

“É natural que um modelo implantado há nove anos acompanhe as evoluções do processo. Além da Gestão Para a Cidadania, o Acordo apresenta uma estrutura modificada, em que já na 1ª etapa estabelecemos onde queremos chegar em 2014. Por isso, os anos de 2012, 2013 e 2014 são o caminho para que nós alcancemos as metas previstas no Plano Mineiro de Desenvolvimento Integrado (PMDI). Não podemos perder essas perspectivas”, afirmou.

No Acordo 2012 também foi criada a Carta de Missão, documento que foi entregue a cada secretário de Estado, estipulando as metas prioritárias de cada pasta, a serem acompanhadas diretamente pelo governador. A secretária lembrou aos servidores que o Acordo é o fio condutor que une a estratégia da secretaria com o que será entregue na execução das metas. “Nosso modelo não é uma fórmula. Se for assim, não funciona. Por isso é preciso um processo, a metodologia, e a participação. Todos devem estar incorporados ao processo”, enalteceu.

Planejamento Estratégico

Em seguida, a chefe de gabinete Thaís Santos; os subsecretários Adriane Ricieri (Gestão da Estratégia Governamental), Fernanda Neves (Gestão de Pessoas) e André Reis (Planejamento, Orçamento e Qualidade do Gasto) e a intendente da Cidade Administrativa, Kênnya Kreppel, apresentaram o planejamento estratégico de 2012 de suas áreas ao público.

Eles reforçaram a importância do envolvimento de cada servidor no cumprimento das metas pactuadas e elogiaram o trabalho desenvolvido pelas equipes até o momento. “Tenho muito orgulho de pertencer à equipe da Seplag. O que faz esse planejamento acontecer são as pessoas”, disse Thais Santos, que citou a meta-síntese do documento – oferecer uma gestão pública efetiva e próxima da sociedade.

No final, o secretário-adjunto de Planejamento, Paulo Sérgio Alves, deu um testemunho pessoal para justificar seu orgulho por compor a equipe da secretaria. “Me impressiona aqui o envolvimento de todos com o trabalho cotidiano. Mesmo na iniciativa privada, onde eu trabalhei muitos anos, esse comprometimento é raro”, disse. Ele citou o momento atual para reforçar a importância do cumprimento das estratégias. “Numa conjuntura com restrições orçamentárias, o Planejamento Estratégico é imprescindível para que o Estado supere as dificuldades”.

O evento foi encerrado com uma esquete teatral do grupo “Pelotão 193”, que apresenta atividades de boas práticas do Corpo de Bombeiros Militar de Minas Gerais. Com uma performance bem humorada, ele reforçaram vários conceitos já divulgados, como o uso correto de equipamentos da Cidade Administrativa e a cooperação de todos para o alcance das metas.

Clique aqui para acessar a “Carta de Missão da Seplag – Acordo de Resultados 2012” (arquivo PDF).

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/seplag-apresenta-planejamento-estrategico-e-assina-2a-etapa-do-acordo-de-resultados/

Gestão Anastasia: Governo de Minas inicia capacitação de servidores em gestão de riscos

A importância de prever e gerenciar problemas para diminuir impactos no resultado é tema de palestra

Osvaldo Afonso/Imprensa MG
Palestra sobre gestão de riscos em projetos é ministrada pelo especialista Roberto Gattoni
Palestra sobre gestão de riscos em projetos é ministrada pelo especialista Roberto Gattoni

A Secretaria de Estado de Planejamento e Gestão (Seplag) iniciou terça-feira (24) a capacitação de equipes do Governo de Minas em gestão de riscos em projetos com palestra ministrada pelo especialista na área e professor da Fundação Dom Cabral, Roberto Luís Capuruço Gattoni.

A palestra, realizada no Auditório JK da Cidade Administrativa Presidente Tancredo Neves, integrou o 3º Fórum de Planejamento e Gestão. Cerca de 150 servidores das superintendências de Planejamento e Gestão, das assessorias de Gestão Estratégica e Inovação e Recursos Humanos dos órgãos do Governo de Minas, participaram do evento.

O mestre em Ciência da Informação e PMP (sigla em inglês para a certificação de gerente profissional de projetos), Roberto Gattoni, explicou que todos os projetos em todos os setores – público ou privado – estão sujeitos a riscos. “Prever e gerenciar os problemas para reduzir seus impactos é o mais importante”, afirmou. Gattoni também ensinou aos servidores técnicas de identificação, análise e controle dos riscos.

De acordo com o assessor-chefe de Melhoria da Gestão, da Subsecretaria de Gestão da Estratégia Governamental (Suges), Rodrigo Guerra Furtado, a palestra foi o ponto de partida para os treinamentos que serão realizados a partir de maio. “Realizaremos cursos, workshops e outras ações para trazer a cultura da gestão de risco em projetos para o Governo de Minas”, afirmou.

Riscos no setor público

Para 90% dos gestores públicos do mundo, a gestão de riscos é essencial, mas 63% querem melhorar sua relação com os riscos estratégicos em projetos, revelou uma das mais recentes pesquisas sobre o tema, realizada pelo instituto Ipsos Mori.

Roberto Gattoni avalia que, em alguns aspectos, o setor público gerencia com muita eficiência os riscos, ainda que não tenha noção de que está fazendo isso. “A elaboração de um edital de licitação é um trabalho apurado de gestão de riscos”, exemplifica. Segundo ele, a partir do edital, a maioria dos órgãos públicos de todo o mundo não gerencia possíveis erros na execução dos serviços contratados.

Ele lembra que o Governo de Minas tem uma relação mais próxima com práticas de gestão de riscos por causa dos processos adotados a partir do Choque de Gestão, iniciado em 2003.

Fórum

O Fórum de Planejamento e Gestão é uma iniciativa das três Subsecretarias da Seplag – de Gestão da Estratégia Governamental, de Planejamento, Orçamento e Qualidade do Gasto e de Gestão de Pessoas. Ele foi criado com o objetivo de integrar e aproximar ainda mais as áreas de finanças, gestão estratégica e recursos humanos do Governo de Minas no momento em que o Estado inicia a terceira fase do Choque de Gestão.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/governo-de-minas-inicia-capacitacao-de-servidores-em-gestao-de-riscos/

Gestão Anastasia: governo de Minas lança a 7ª edição do Prêmio Excelência em Gestão Pública

Premiação estimula servidores a contribuírem com a elaboração de novas idéias

José Carlos Paiva/Secom MG
A secretária de Planejamento e Gestão, Renata Vilhena (centro) e o secretário-adjunto, Paulo Sérgio Alves, diplomam vencedores
A secretária de Planejamento e Gestão, Renata Vilhena (centro) e o secretário-adjunto, Paulo Sérgio Alves, diplomam vencedores

Foi realizado, nesta segunda-feira (12), na Cidade Administrativa, o lançamento do 7º Prêmio Excelência em Gestão Pública. Na mesma solenidade, foi feita a premiação dos vencedores da 6ª edição, de 2011. Na cerimônia, a secretária de Estado de Planejamento e Gestão (Seplag), Renata Vilhena, destacou que, para se chegar à excelência é preciso ousar e inovar. “Todos os participantes buscaram, de forma criativa, soluções que fortalecem o governo de Minas”, enfatizou.

O Diário Oficial do Estado publica nesta terça-feira (13) o edital que regulamenta o 7º Prêmio Excelência em Gestão Pública. As inscrições, que começam em 16 de abril e terminam dia 17 de maio, devem ser feitas exclusivamente pela internet, no endereço www.planejamento.mg.gov.br.

Podem participar servidores de todo o Estado da administração direta ou estagiários, com ideias ou projetos desenvolvidos individualmente ou em grupo. A exceção é aplicada somente aos cargos de chefia máxima, como presidentes de órgãos, secretários e subsecretários.

Em 2011, o prêmio abriu espaço para que os estagiários pudessem concorrer com novas ideias em categoria única na modalidade “Experiências e ideias inovadoras implementáveis”.

O prêmio

Criado pelo Governo de Minas em 2005, o Prêmio Excelência em Gestão Pública tem como objetivo estimular a implementação de iniciativas de sucesso em gestão nas organizações do governo estadual, que contribuam efetivamente para a melhoria na prestação dos serviços.

Os três melhores trabalhos de cada uma das modalidades previstas receberam prêmio em dinheiro e ainda serão divulgados na coletânea dos vencedores, no endereço eletrônico www.planejamento.mg.gov.br. O primeiro lugar recebeu R$ 8 mil, o segundo R$ 4 mil e o terceiro R$ 2 mil. Na categoria estagiário, os trabalhos vencedores vão receber R$ 1.800, R$ 1.400 e R$ 1000 cada um.

Os trabalhos vencedores estarão postados em um site que está sendo criado pela Subsecretaria de Gestão da Estratégia Governamental (SUGES). O Prêmio Excelência em Gestão Pública é organizado pela Subsecretaria de Gestão de Pessoas, da Secretaria de Estado de Planejamento e Gestão (Seplag), sob a coordenação da Superintendência Central de Política de Recursos Humanos e parceria do BDMG.

Clique aqui e confira a lista dos projetos vencedores do 6º Prêmio de Excelência em Gestão Pública, em 2011 (Arquivo PDF).

Fonte: Agência Minas

Modelo de gestão do Governo de Minas podem virar temas de pesquisa na USP

BELO HORIZONTE (16/12/11) – Questões ligadas aos projetos da Secretaria de Estado de Planejamento e Gestão (Seplag) poderão virar temas de pesquisas de mestrandos e doutorandos da Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade da Universidade de São Paulo em Ribeirão Preto (FEA_RP/USP).

O convite para que o Estado envie demandas de estudos à instituição de ensino, uma das mais conceituadas do país, foi feito nesta sexta-feira (16) pelo professor André Carlos Busanelli de Aquino, durante visita técnica à Cidade Administrativa. A iniciativa é uma ação da Subsecretaria de Gestão da Estratégia Governamental, da Seplag.

Após palestras sobre oito projetos e encontros com diversos técnicos da Seplag, Aquino revelou estar empolgado com o que viu e aprendeu. “Fico contente de ver que o que está em estudo e implantação aqui vai ao encontro ao que se discute em avançados centros de pesquisa no exterior”, comentou. Por isso, o professor acha importante incluir os avanços na gestão do Governo de Minas no programa que a universidade criou para se aproximar dos setores públicos e privados.

Além dos estudantes e pesquisadores poderem conhecer os processos de redesenho da máquina administrativa do Estado, essa aproximação, segundo o professor, é oportunidade ímpar de desenvolver pesquisas mais aplicadas. Interação que, explicou Aquino, pode incluir convites aos técnicos do Governo de Minas para ministrarem palestras e aulas ou co-orientar os pesquisadores da USP.

A visita de André Aquino à Cidade Administrativa faz parte da proposta de disseminar o modelo de gestão do Governo de Minas, referência no país, e é um desdobramento da visita feita à Faculdade de Economia e Administração da USP, em 22 de novembro, pela subsecretária de Gestão da Estratégia Governamental, Adriane Ricieri.

Durante dois dias, André conheceu os seguintes programas: Estado em Rede; Gestão da Inovação e Incubadora de Projetos; Contratualização e Gestão de Desempenho; Parcerias Público Privadas; Gestão de Custos; Gestão Estratégica de Suprimentos; Gestão de Programa Estruturadores, Projetos e Processos Estratégicos e de Custos.

Fonte: Agência Minas