Arquivos do Blog

Gestão Anastasia: blitze de combate ao transporte clandestino bate recorde de apreensões no Norte de Minas

O diretor de Fiscalização do DER/MG, João Afonso Baeta Costa Machado, estará em Montes Claros, nesta quinta-feira (21), à disposição da imprensa

O Departamento de Estradas de Rodagem de Minas Gerais (DER/MG) realiza uma série de blitze de combate ao transporte clandestino de passageiros no Norte de Minas.

Em apenas dois dias de abordagens, foram apreendidos 40 veículos, entre ônibus, vans e taxis, de cidades como Montes Claros, Francisco Sá, Brasília de Minas, Bocaiúva e Pirapora. Esse é um número recorde, pois, em cidades do interior mineiro, nunca haviam sido apreendidos tantos veículos em apenas dois dias de operação. Até então, o número máximo de apreensões era de dez veículos.

Nesta quinta-feira (21), a partir das 9h, o diretor de Fiscalização do DER/MG, João Afonso Baeta Costa Machado, estará em Montes Claros, à disposição da imprensa da região para tirar dúvidas e conversar sobre as operações que estão ocorrendo em todo o Estado.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/blitze-de-combate-ao-transporte-clandestino-bate-recorde-de-apreensoes-no-norte-de-minas/

Gestão Anastasia: governo de Minas beneficia famílias do Norte do Estado com projeto de abastecimento de água

Por meio do Minas Sem Fome, moradores de Francisco Sá passam a contar com água encanada

A falta de água, por muitos anos, foi uma realidade na vida das famílias da comunidade São Geraldo, no município de Francisco Sá, região Norte de Minas. Um novo tempo, porém, surge para esses moradores, por meio da implantação do Projeto de Abastecimento de Água de São Geraldo – programa do Governo de Minas, coordenado pela Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural de Minas Gerais (Emater-MG).

O projeto foi implantado em abril deste ano e beneficia 256 famílias. Para levar água até as casas dos moradores da comunidade foi montada uma rede de 22 quilômetros de tubulação. Também foram instalados quatro reservatórios de 100 mil litros, duas bombas para a captação de água e um hidrômetro em cada residência. O valor do investimento chega a R$1 milhão. Os recursos são do programa Minas Sem Fome e da Prefeitura de Francisco Sá.

“Esperamos que esse projeto solucione o problema com falta de água que os moradores da comunidade enfrentavam. Além disso, a partir de agora as famílias terão mais qualidade de vida”, diz o extensionistas da Emater-MG em Francisco Sá, José Eustáquio Barbosa. No dia 6 de maio, será realizada a cerimônia de inauguração do projeto na cidade.

Minas Sem fome

O Minas Sem Fome é um iniciativa do Governo de Minas, executado pela Secretaria de Agricultura, Pecuária e Abastecimento de Minas Gerais, por meio da Emater–MG, com apoio das prefeituras. O objetivo é implementar ações que contribuam para a inclusão da população de baixa renda no processo produtivo, especialmente agricultores familiares. O programa incentiva a produção de alimentos, agregação de valor e geração de renda, visando à melhoria de suas condições de segurança alimentar e nutricional. A Emater–MG é responsável pela mobilização dos agricultores, assistência técnica, compra e distribuição dos insumos.

Até dezembro de 2012, o Minas Sem Fome deverá atender, em Minas Gerais, 187.860 famílias de agricultores familiares com ações para incrementar as atividades de lavoura, pomares, hortas, apicultura, piscicultura, avicultura, produção de leite, feiras livres, gestão de projeto e apoio a agricultura familiar. A meta financeira para todo o programa este ano é de R$ 4,76 milhões. Os recursos são provenientes do governo de Minas Gerais.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/governo-de-minas-beneficia-familias-do-norte-do-estado-com-projeto-de-abastecimento-de-agua/

Gestão da Saúde: Itabirito mobiliza moradores na guerra contra dengue

Ação consiste em mobilizar e conscientizar a população e o poder público sobre a corresponsabilidade no combate a doença
Leandro Peters Heringer
Estudantes de Itabitirito participaram em grande número da ação
Estudantes de Itabitirito participaram em grande número da ação

Neste ano, o carnaval em Itabirito começou mais cedo. A cidade da região central de Minas Gerais recebeu, nesta quinta-feira (09) e sexta-feira (10), o Dengômetro e o Dengue Móvel da Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG), em parceria com o município.

A coordenadora de Educação em Saúde da Secretaria Municipal de Saúde, Sabrina Leite, ressalta que a ação consiste tanto em mobilizar e conscientizar a população, quanto ao poder público sobre a corresponsabilidade no combate a doença. “Sem a participação da população a ação não tem a mesma eficácia. Vamos chamar a atenção novamente da população para o dever dela, já que 85% dos focos estão nas residências”. O Dengômetro esteve na Praça da Estação, com informação e troca de material inservível (lata, garrafa pet e pneu) por material didático (lápis, borracha e caderno).

Para o superintendente da Regional de Saúde de Belo Horizonte, Paulo de Tarso Machado Auais é fundamental a existência desta parceria tríplice. “O Estado incentiva a mobilização como estratégia na guerra contra a dengue. É importante que Estado e município trabalhem conjuntamente, mas o principal ator é o cidadão. Investir 10 minutos do tempo para verificar a existência de focos e acabar com eles é essencial”.

O secretário municipal de saúde de Itabirito, Guilherme Carvalho, aponta a mobilização como uma das causas principais na redução de notificações da doença no município. “Em 2010, tivemos mais de 750 notificações e de 350 positivos confirmados. Em 2011, foram 15 notificações e 5 positivos”. Para Carvalho, a ação é oportuna. “Nossa microrregião, composta por Itabirito, Ouro Preto e Mariana, recebe grande número de turistas no carnaval, portanto, vemos que causará impacto na população e na mobilização em relação à dengue”.

Para a estudante Mariana Viana, do 8º ano do Centro Educacional Municipal de Itabirito (CEMI), 12 anos, é importante “ficar ligado” no combate à doença. “É legal ter informação de como evitar a doença mesmo porque recebemos muitos turistas e podemos passar a informação para eles”. Para a professora do CEMI, Helen Barbosa, o evento proporciona conscientização dos alunos por um mundo melhor. “Aqui, temos informação, palestras e eles vão saber o que fazer para ajudar no combate a doença. Exercem a cidadania por um mundo melhor”.

Segundo o secretário, haverá concurso envolvendo estudantes com a temática da dengue. ”Nosso pensamento é conseguir duas ou três bolsas em instituição de ensino na cidade para os alunos que participarem de concurso de redação ou desenho que conseguirem trazer enfoque novo no enfrentamento da dengue. Sabemos que, através da criança, conseguimos sensibilizar a família em nova postura frente a este problema que é sério e pode resultar na morte”.

Fonte: Agência Minas

Governador Anastasia assina acordos de cooperação com Ministério da Integração Nacional

 

BELO HORIZONTE (12/12/11) – O governador Antonio Anastasia e o ministro da Integração Nacional, Fernando Bezerra Coelho, assinaram, nesta segunda-feira (12), no Palácio Tiradentes, na Cidade Administrativa Presidente Tancredo Neves, protocolo de intenção para elaboração de estudos socioambientais para a implantação da barragem de Congonhas, entre os municípios de Grão Mogol e Itacambira, no Norte de Minas.

Reivindicação histórica da região, a obra será fundamental para garantir o abastecimento de água para mais de 500 mil pessoas residentes em Montes Claros, Francisco Sá, Janaúba, Juramento e Capitão Enéas, além da revitalização da Bacia do Rio Verde Grande, sub-bacia do Rio São Francisco.

Dos R$ 200 milhões previstos de investimentos, o Ministério da Integração Nacional transferiu R$ 6,9 milhões para que a Ruralminas elabore os estudos socioambientais e fundiários.

A obra, segundo o governador, tem ainda o objetivo de melhorar a qualidade de vida da população mineira, sobretudo a que vive nas regiões do Norte de Minas e dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri.

“Não podemos imaginar o Brasil sem miséria, que é o sonho de todos nós, com falta d’água, com ausência de condições mínimas para que a pessoa possa ter, não só a sua subsistência. A água é também uma fórmula da população ter acesso ao desenvolvimento econômico e a inclusão social”, disse o governador Antonio Anastasia.

O ministro da Integração Nacional, Fernando Bezerra, lembrou que a barragem é uma antiga reivindicação da população mineira e prazos devem ser cumpridos com rigor.

“Mais uma vez o Governo Dilma vem a Minas para celebrar uma parceria com o Governo de Minas. Gostaria de destacar essa reivindicação antiga dos mineiros, sobretudo do Norte de Minas, que é a construção da barragem de Congonhas. Estamos assinando esse protocolo que se traduzirá na transferência de mais de R$ 6 milhões para a Ruralminas realizar os estudos socioambientais e fundiários. Quero voltar antes de fevereiro para assinar o termo de compromisso que viabilizará a obra”, disse.

A Barragem de Congonhas terá capacidade para receber até um bilhão de metros cúbicos de água. O projeto prevê a irrigação de aproximadamente 5 mil hectares de área para agricultura, além da criação de polo turístico em torno do lago a ser formado. Com a obra, a vazão do Rio Congonhas será regularizada, beneficiando o Vale do Jequitinhonha. E também será viabilizada a revitalização do Rio Verde Grande (sub-bacia do São Francisco), com parte da água levada via adução até a Barragem de Juramento.

Água para todos

Durante a solenidade, foi assinado Acordo de Cooperação Técnica, no âmbito do Programa Água para Todos, integrante do Plano Brasil sem Miséria. Os objetivos são implementar a gestão de sistemas de captação, armazenamento e distribuição de água para consumo humano, produção de alimentos e produção agrícola, e a implantação de Sistemas Simplificados de Abastecimento (SSAs), em territórios rurais do Estado.

A ideia é construir, entre 2012 e 2014, 600 sistemas simplificados de abastecimento em áreas rurais mineiras, no valor global de R$ 72 milhões, além de construir 200 barreiros, nos quais deverão ser investidos outros R$ 8,6 milhões. O Acordo não envolve transferência de recursos financeiros ou orçamentários.

Anúncios

Foram anunciadas, ainda, a conclusão de obras de esgotamento sanitário e a autorização para início de operação do sistema em oito municípios mineiros. Nessa obras foram investidos R$ 38,3 milhões, beneficiando 120 mil pessoas residentes em Doresópolis, Itabirito, Japaraíba, Luz, Papagaios, Piumh-i, Riacho dos Machados e Tiros.

Outro anúncio foi a conclusão de obras de aterro sanitário e autorização para início da operação do sistema em Janaúba e Curvelo. Nessas obras foram investidos cerca de R$ 4,63 milhões, beneficiando aproximadamente 139 mil pessoas.

Durante a solenidade, a Companhia de Desenvolvimento do Vale do São Francisco e Paranaíba (Codevasf) anunciou a execução das obras e serviços relativos ao sistema de esgotamento sanitário no município de Lagoa da Prata. Serão investidos R$ 32,56 milhões, com prazo de término das obras previsto para 810 dias.

Fonte: Agência Minas