Arquivos do Blog

2014: gestão das obras do Mineirão é referência para Fifa

2014: gestão das obras do Mineirão é destaque. Secretário-geral da FIFA, Jérôme Valcke, elogia gestão das obras pelo Governo Anastasia.

2014: Copa do Mundo e a gestão eficiente do Mineirão

Fonte: Agência Minas

 2014: gestão das obras do Mineirão é destaque

2014: gestão das obras do Mineirão é destaque. Secretário-geral da FIFA, Jérôme Valcke, elogia gestão das obras pelo GovernoAnastasia.

Secretário-geral da FIFA destaca Mineirão como exemplo a ser seguido por outras sedes

Governador Anastasia acompanhou vistoria da FIFA, representada por Jérôme Valcke, e do Comitê Organizador Local, às obras do Mineirão

O governador Antonio Anastasia, acompanhado do secretário-geral da FIFA, Jérôme Valcke, vistoriou, nesta terça-feira (16), as obras do Estádio Governador Magalhães Pinto, Mineirão. Faltam 66 dias para a conclusão das obras do estádio, 241 dias para a Copa das Confederações e 604 dias para a Copa de 2014.

“Estamos cumprindo rigorosamente o nosso cronograma e os encargos que foram determinados pela FIFA para a realização dos dois grandes momentos do futebol internacional. No ano que vem, a Copa das Confederações e, em 2014, a Copa do Mundo. Há um trabalho integrado, muito harmônico, entre o governo federal, o governo estadual e a prefeitura de Belo Horizonte, para desenvolvermos, em todos os aspectos, os compromissos assumidos com a FIFA”, disse o governador, convidando o secretário-geral da FIFA para a inauguração do Mineirão.

Jérôme Valcke foi recebido pelo governador, o ministro do Esporte, Aldo Rebelo, e o prefeito de Belo Horizonte, Marcio Lacerda, no Aeroporto da Pampulha. O governador, o prefeito e o secretário de Estado Extraordinário para Coordenação de Investimentos, Fuad Noman, fizeram um balanço do estágio das obras na capital mineira, incluindo as obras de mobilidade e de hotelaria.

Durante a vistoria ao Mineirão, o secretário-geral da FIFA, Jérôme Valcke, afirmou estar impressionado com o andamento das obras do estádio.

“É muito bom ver que o Mineirão está quase pronto. Parabéns a todos. O Mineirão será entregue dentro do prazo e poucos estádios estão no prazo como ele. É um recado, inclusive, para outras sedes. Este estádio é importante para a FIFA, para o país e para Belo Horizonte. Estou impressionado. O Brasil pode jogar aqui as oitavas (Copa do Mundo) e a semifinal (Copa das Confederações) e milhões de pessoas assistirão aos jogos que serão realizados em Belo Horizonte. Eu já tinha ouvido falar bem dos mineiros, mas, hoje, pude comprovar que é verdade”, ressaltou Valcke.

O ministro do Esporte, Aldo Rebelo, também destacou o andamento das obras para a Copa no Estado. “Minas tem dois dos mais tradicionais times de futebol do Brasil e do mundo. Possui esse belo estádio, que agora transformado e adaptado para receber a Copa do Mundo e a Copa das Confederações. É, seguramente, uma das mais belas e uma das mais modernas arenas. Minas está com suas obras implantadas não somente no estádio, mas nas obras de mobilidade urbana”, disse.

Gramado começa a ser semeado

Os visitantes foram recebidos no campo pela mascote Tatu Bola que, pela primeira vez, participou de uma vistoria realizada pela FIFA. O governador e demais autoridades iniciaram o semeamento do gramado. Para cobrir o campo, a espécie escolhida foi a “Bermuda celebration”. Essa espécie é, atualmente, a mais indicada para gramados esportivos de clima tropical e é utilizada nos melhores campos de futebol do mundo. No Mineirão, serão usadas 60 mudas por metro quadrado, totalizando aproximadamente 540 mil mudas em toda área gramada. O gramado poderá ser utilizado num prazo de até 90 dias.

Cerca de 2.900 operários trabalham nas obras, que estão 84% concluídas. Atualmente, 99% dos pré-moldados e da arquibancada inferior, 99% do piso do estacionamento, 96% do piso da esplanada e 100% da fundação da via de integração do Mineirinho já foram concluídos. As treliças da cobertura já foram instaladas e já teve início a colocação da membrana.

Estão em execução as obras de infraestrutura elétrica e hidráulica e de drenagem, além da colocação das esquadrias de alumínio e dos vidros dos camarotes, da instalação dos guarda-corpos na área da esplanada e das estruturas que receberão as catracas.

Os próximos passos são o acabamento na área dos vestiários dos atletas; conclusão de instalação das cadeiras (50% já concluídas); e o início do trabalho de construção das calçadas e da implementação do paisagismo no entorno do estádio.

Capacidade para 64 mil

O estádio terá capacidade para 64 mil torcedores, espaço para cerca de 3.000 jornalistas durante a Copa, com estúdios, sala de conferência e área para entrevistas. O Mineirão é o único estádio no país com área externa com capacidade para 65 mil pessoas. A esplanada será ligada por passarela ao Mineirinho.

A área vip terá aproximadamente 11 mil m² e vai abrigar um restaurante com vista para o campo e 98 camarotes com 1.500 lugares. Terá ainda outros 3.500 assentos e será instalada a poucos metros do campo. O estacionamento terá 2.521 vagas para carros.

Raio X do Novo Mineirão

Assentos: 64 mil lugares

Esplanada: espaço no entorno do Mineirão com 80 mil m2 e capacidade para 65 mil pessoas

Área VIP e camarote: a área de quase 11 mil m2 vai abrigar um restaurante com vista para o campo e 80 camarotes com 1.500 lugares; já a área VIP terá cerca de 3,5 mil assentos a poucos metros do campo e lounges.

Estacionamento: 2.521 vagas para carros, sendo 1.534 vagas cobertas e 987 descobertas

Imprensa: capacidade para cerca de 3 mil jornalistas, com estúdios, sala de conferência e área para entrevistas.

Ligação Mineirão-Mineirinho: 15 m de largura

Comércio: uma área total de 7.064 m2, abrangendo tanto o interior quanto a esplanada externa

Museu dedicado ao futebol: espaço dedicado à preservação da memória do futebol.

Obra verde: o Mineirão pretende obter a certificação LEED, uma espécie de selo verde para a obra. Para isso, adota práticas ambientalmente sustentáveis.

Resíduos: reaproveitamento de 90% dos resíduos da obra

Madeira: reaproveitamento da madeira por artesãos mineiros para produção de arte popular.

Cobertura: placas fotovoltaicas vão captar energia solar e transformá-la em energia elétrica que será lançada na rede. A quantidade de energia é suficiente para atender 1.200 residências de médio porte.

Reaproveitamento da água de chuva: em um reservatório de aproximadamente 6 milhões de litros, quantidade suficiente para descargas dos sanitários, irrigação do gramado e jardins e limpeza das áreas externas por três meses. Com a economia gerada, em três anos haverá compensação financeira para esse investimento.

Copa 2014: Mineirão – Link da matéria: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/multimidia/galerias/secretario-geral-da-fifa-destaca-mineirao-como-exemplo-a-ser-seguido-por-outras-sedes/

Gestão Anastasia: Governo de Minas atualiza Matriz de Responsabilidades para a Copa

Documento, que foi elaborado no ano passado, passou por uma revisão em sua forma e conteúdo

Sylvio Coutinho/Secopa
A conclusão das obras do Mineirão está entre os compromissos firmados na Matriz de Responsabilidades
A conclusão das obras do Mineirão está entre os compromissos firmados na Matriz de Responsabilidades

Já está disponível no site da Secretaria de Estado Extraordinária da Copa do Mundo (Secopa) a atualização da Matriz de Responsabilidades do Governo de Minas para a Copa do Mundo da Fifa 2014, que pode ser acessada clicando aqui. O documento,que foi elaborado no ano passado, passou por uma revisão em sua  forma e conteúdo, visando alinhamento ao planejamento orçamentário do Estado e de acordo com as demandas já concluídas, como é o caso da reforma do estádio Raimundo Sampaio (Independência).

A edição de 2012 prevê a continuidade de projetos que contam com a participação de mais de uma dezena de órgãos do Governo de Minas. O documento consolida todos os compromissos acordados com a Fifa para a realização da Copa de 2014 no Estado e mantém a prioridade de transformar o evento em uma grande oportunidade de desenvolvimento.

Apartir do momento em que o Minas foi escolhida para sediar a Copa, foi constituída uma equipe empenhada em pensar e executar ações que resultem em melhorias permanentes nos quesitos mobilidade urbana e estádios, por exemplo, reunindo sempre iniciativas sustentáveis e que promovam a qualidade de vida.

Entre os compromissos firmados, está a conclusão das obras de modernização do Estádio Governador Magalhães Pinto (Mineirão) e de preparação do Ginásio Jornalista Felipe Henriot Drummond (Mineirinho). Quanto à Copa das Confederações, está prevista a entrega de um Plano Operacional e a formulação do Guia do Visitante 2013. Para fomentar o potencial turístico do Estado, está prevista a distribuição de material das cidades mineiras para atração de seleções e capacitação de pessoas ligadas aos serviços para bem receber o turista. Para que as ações estejam de acordo com as iniciativas de sustentabilidade, será elaborado um estudo de pegada de carbono, além da aprovação do Plano de Gerenciamento de Resíduos Sólidos Especiais e a publicação de relatório de sustentabilidade no site da Secopa. Em relação à mobilidade, destacam-se as obras dos terminais metropolitanos de BRT e de expansão do Aeroporto Internacional Tancredo Neves. Iniciativas de segurança e saúde estão contempladas por meio da implantação da Sala de Situação e Monitoramento de Crises e Grandes Eventos, a capacitação do Sistema de Defesa Social, a elaboração do Plano de Preparação e Resposta Estadual de Vigilância em Saúde, entre outros.

O secretário de Estado Extraordinário da Copa do Mundo, Sergio Barroso, ressalta a importância em atualizar os compromissos de Minas Gerais para a Copa do Mundo. “Queremos que Belo Horizonte seja a melhor sede da Copa do Mundo de 2014, bem como trabalhamos para estimular o turismo e o desenvolvimento do interior, que conta com cerca de 60% do patrimônio histórico do país. Iremos realizar um grande evento, oferecendo uma herança importante para os mineiros”, conclui.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/governo-de-minas-atualiza-matriz-de-responsabilidades-para-a-copa/

Governo de Minas: imagens aéreas mostram estágio avançado da obra do Mineirão

BELO HORIZONTE (20/01/12) – Imagens aéreas, produzidas na manhã desta sexta-feira (20), mostram estágio avançado das obras da terceira e última etapa da modernização do estádio Governador Magalhães Pinto, o Mineirão.

Os destaques são para os pré-moldados, que já dão forma à esplanada no entorno do estádio, para a construção da arquibancada inferior e para a primeira grua montada dentro do Mineirão, com alcance de 75 metros. O Mineirão terá capacidade para 64 mil torcedores. As obras se encontram 100% dentro do cronograma e serão concluídas em dezembro deste ano. As imagens estão disponíveis em um novo álbum de fotos no http://www.facebook.com/NMineirao.

“Estamos a menos de um ano da conclusão das obras do Mineirão, uma das maravilhas que a Copa do Mundo está nos proporcionando. Essas imagens demonstram que o trabalho está a todo vapor. Em pouco tempo, alcançaremos o pico de operários trabalhando nas obras, chegando a dois mil”, comenta o secretário de Estado Extraordinário da Copa do Mundo, Sergio Barroso. No momento, 1,5 mil operários trabalham na modernização do Mineirão, incluindo detentos e mulheres.

O diretor-presidente da Minas Arena, Ricardo Barra, reitera o ritmo acelerado da construção. “Estamos todos empenhados e temos trabalhado intensamente para garantir a celeridade da obra e a entrega da arena no prazo”.

Esplanada

As imagens dão boa noção da dimensão da esplanada no entorno do estádio. Serão 80 mil metros quadrados, com capacidade para 65 mil pessoas, que transformarão o Mineirão em uma arena multiuso, que poderá ser palco de eventos de diversas modalidades esportivas, culturais, de lazer e religiosas. Quando for reinaugurada, a nova arena contará com 7 mil metros quadrados para comércio e estacionamento com 2.521 vagas para carros, sendo 1.534 vagas cobertas e 987 descobertas.

Obra em etapas

A modernização do Mineirão foi planejada em três etapas. Na primeira, de 25 de janeiro a junho de 2010, foram feitos reparos estruturais das vigas de sustentação do estádio. O custo foi de R$ 8,2 milhões, investidos pelo Governo de Minas. Na segunda etapa, de 26 de junho a 20 de dezembro, foi realizada a demolição de parte da arquibancada inferior e da geral, além de rebaixamento do gramado em 3,4 metros, com recursos de R$ 3,5 milhões, também do Governo do Estado.

Já a terceira e última etapa teve início em 22 de dezembro de 2010 e será finalizada em dezembro de 2012. Nessa fase, o Mineirão vem sendo adequado ao mais alto padrão de qualidade estabelecido pela Fifa. Para viabilizar a etapa, orçada em R$ 654 milhões, o Governo de Minas Gerais optou pelo modelo da gestão compartilhada.  A empresa Minas Arena conduz a obra e terá direito a operar o estádio por 25 anos.

Fonte: Agência Minas