Arquivos do Blog

Governo de Minas: grupo de estudo vai buscar soluções para visibilidade no Independência

Grupo será formado para estudar durante 90 dias a questão da visibilidade da arquibancada

Sylvio Coutinho
Arena Independência passou por obras de modernização para garantir conforto e segurança ao torcedor
Arena Independência passou por obras de modernização para garantir conforto e segurança ao torcedor

Após reunião entre Secretaria de Estado Extraordinária da Copa do Mundo (Secopa), Departamento de Obras Públicas do Estado de Minas Gerais (Deop), Corpo de Bombeiro de Minas Gerais, Arena Independência e Promotoria de Justiça de Defesa do Consumidor, realizada nesta quinta-feira (8), sobre o estádio Raimundo Sampaio, o Independência, ficou acertado que será constituído um grupo para estudar durante 90 dias a questão da visibilidade da arquibancada. Depois desse prazo, o Ministério Público, o Conselho Regional de Engenharia e Arquitetura (Crea-MG), o Corpo de Bombeiros e demais órgãos competentes terão 30 dias para avaliar o estudo e a possível solução apresentada.

Esse grupo deverá ser formado por no mínimo três profissionais de arquitetura de engenharia e mais um coordenador que não precisa ser da área. O estudo terá que sugerir e avaliar opções técnicas para o problema da visibilidade, sendo que o parâmetro para análise será o custo-benefício da solução.

Durante esse período, os assentos do anel superior (seis mil assentos) terão 50% de desconto em relação ao valor dos ingressos do anel inferior determinados pelos clubes, respeitado o direito à meia entrada  dos idosos e estudantes; os ingressos do anel superior deverão conter a informação de que a visibilidade é parcial. Além disso, não serão vendidos os ingressos da primeira fileira do anel intermediário.

O secretário de Estado Extraordinário da Copa do Mundo, Sérgio Barroso, informa que o torcedor será sempre informado no momento da comercialização ou locação da arena Independência sobre essas limitações decididas na reunião desta quinta-feira.

“É importante o torcedor compreender que o Governo de Minas ao modernizar o Independência quer justamente promover o retorno das famílias ao estádio com conforto, tranqüilidade, mas sobretudo segurança. Apoiamos qualquer solução que conjugue visibilidade e segurança dentro de um custo benefício adequado”, explica Sergio Barroso, secretário de Estado Extraordinário da Copa do Mundo.

Fonte: Agência Minas

Anúncios

Gestão Antonio Anastasia: secretaria de educação investiu mais de R$ 245 milhões em infraestrutura escolar no ano passado

Investimentos englobam reforma e construções de novos prédios, além de compra de mobiliário e equipamentos
Divulgação/SEE
A Escola Estadual Joelma Alves de Oliveira, em Igarapé, foi toda reformada
A Escola Estadual Joelma Alves de Oliveira, em Igarapé, foi toda reformada

A Secretaria de Estado de Educação (SEE) está investindo cada vez mais na melhoria da infraestrutura das escolas estaduais mineiras. Em 2011, foram investidos R$ 245,8 milhões na estrutura física da rede estadual. Este valor engloba desde reformas e construções de novos prédios, até compra de mobiliário e equipamento para as escolas.

Foram autorizadas construções e reformas de 28 prédios via Departamento de Obras Públicas do Estado de Minas Gerais (Deop), da Secretaria de Estado de Transporte e Obras Públicas (Setop). Essas obras estão distribuídas em 18 Superintendências Regionais de Ensino (SREs). Foram liberados R$ 46 milhões para a execução das obras.

A secretaria também repassou recursos para obras realizadas via caixa escolar, como reformas, ampliações e outras intervenções. No último ano, foram liberadas de R$ 141,6 milhões via caixa escolar. Nessa modalidade, os recursos são repassados diretamente para as escolas, que fazem a administração da obra. Foram atendidas 710 escolas da rede estadual de ensino.

Segundo o subsecretário de Administração do Sistema Educacional de Minas Gerais, Leonardo Petrus, as ações de melhoria de infraestrutura foram desenvolvidas em todas as regiões do Estado. “Embora 2011 tenha sido um ano de restrições orçamentárias por causa dos impactos na arrecadação do Estado, a secretaria realizou significativos investimentos em infraestrutura escolar, com amplo atendimento em obras e mobiliários”, explica. “Esperamos que esses investimentos melhorem substancialmente as condições de nossas escolas e possibilitem oferecer aos nossos alunos um ambiente adequado e estimulante para a prática pedagógica, refletindo assim, na melhoria do desempenho educacional da nossa rede”, completa.

Mobiliário e equipamentos

Para a compra de mobiliário e equipamento a SEE liberou R$ 43 milhões em recursos, em 2011. Essa verba é utilizada para compra de materiais como carteiras, bebedouros, geladeiras e outros equipamentos que a escola possa solicitar. Uma das compras da Secretaria foram equipamentos de higiene e segurança para cantineiras. Esses equipamentos beneficiaram 3.611 escolas.

De acordo com Leonardo Petrus, para a liberação de mobiliário e equipamentos foram priorizadas as novas escolas. “No caso de mobiliários e equipamentos, priorizamos a liberação para novas escolas construídas, com a aquisição de todo mobiliário novo, a ampliação de novos espaços e a necessidade de reposição ou substituição dos existentes”.

Antenas – Canal Minas Saúde

Quase todas as escolas da rede estadual de Minas já contam com antenas que retransmitem a programação do Canal Minas Saúde. Ao todo, as antenas já foram instaladas em 3.483 escolas. O número corresponde a 92% do total das escolas da rede. A expectativa é que até o final de fevereiro de 2012, as antenas já estejam instaladas em todas as 3.769 escolas estaduais que necessitam dos equipamentos.

Com as antenas, as escolas, além de ter acesso à programação do Canal Saúde, poderão ter acesso a outros conteúdos relacionados à educação. A ideia é que a SEE tenha uma parte da programação do Canal e possa utilizar esse espaço para complementar a formação de profissionais ligados à educação.

Transporte Escolar

Além dos investimentos em obras, mobiliário e equipamento, a secretaria investiu também no transporte escolar para os alunos que moram na Zona Rural. Em 2011, foram investidos mais de R$ 132 milhões para 828 municípios mineiros. No início de 2012, a secretaria autorizou aditivos nos convênios de transporte escolar com prefeituras de municípios que têm escolas estaduais em processo de reposição, com aulas aos sábados, feriados e período de férias. No total, a secretaria liberou R$3,7 milhões adicionais para 144 municípios.

Fonte: Agência Minas

Governo de Minas: sede da Metropolitana B será transferida temporariamente para o bairro Gameleira

Atendimento foi interrompido por conta da mudança, mas será retomado já na próxima semana

A Superintendência Regional de Ensino Metropolitana B, que tem sede na Avenida Pedro II, nº 990, iniciou nesta sexta-feira (3) um processo de mudança. Cerca de 150 servidores que trabalham no local começam a ser transferidos para o bairro Gameleira, na Avenida Amazonas, 5855, onde funciona a Magistra, Escola de Formação e Desenvolvimento Profissional do Educador. As atividades da superintendência foram suspensas nesta sexta, mas serão retomadas tão logo o material de apoio seja transferido, ainda no início da próxima semana.

A mudança tem caráter preventivo, pois engenheiros e técnicos da Metropolitana identificaram pontos na edificação que vão demandar intervenções de infraestrutura. Engenheiros do Departamento de Obras Públicas do Estado de Minas Gerais (Deop) farão, ainda nesta sexta, uma visita ao local para elaborar um laudo e determinar quais serão as intervenções necessárias. Segundo a diretora da Metropolitana B, Maria de Lourdes Fassy, a mudança foi necessária para evitar problemas no atendimento. “Iniciar um processo de obra no prédio da Superintendência sem interromper as atividades poderia causar problemas no atendimento, já que é grande o fluxo de pessoas no local. Por isso, optamos pela mudança”, explica.

Os primeiros setores a serem transferidos, a partir da manhã de sábado (4), serão os de pagamento e pessoal, que recebem o maior número de demandas no início do ano. Toda documentação referente a esses setores já está sendo embalada e preparada para a mudança. Segundo Maria de Lourdes Fassy, nenhum servidor ficará prejudicado. “A mudança vai acontecer muito rapidamente. Logo no início da próxima semana já estaremos finalizando o processo e todos os servidores poderão recorrer à superintendência normalmente”, afirma.

Designação

Por causa da mudança, um processo de designação de inspetores que deveria ter acontecido nesta sexta-feira (3) foi suspenso. A previsão era de que 30 servidores fossem selecionados para atuar na inspetoria como designados. A seleção dos candidatos, contudo, vai acontecer na segunda-feira (6), no prédio anexo da Metropolitana B, situado na rua Tremedal, nº 280, bairro Carlos Prates. Os processos de designação de professores, comuns no início do ano, não serão prejudicados, pois acontecem nas próprias escolas.

A retomada das atividades da Metropolitana B está prevista para terça-feira (7), a partir das 14 horas, no Bloco C, do espaço da Magistra. O endereço é Av. Amazonas, 5855, bairro Gameleira. A superintendência informa que os servidores podem continuar enviando suas demandas por e-mail sre.metropb.gab@educacao.mg.gov.br .

Fonte: Agência Minas

Gestão Anastasia: Setop divulga balanço do atendimento aos municípios mineiros no ano de 2011

BELO HORIZONTE (19/12/11) – Empenhada na modernização administrativa e na melhoria dos processos de trabalho, a Secretaria de Estado de Transportes e Obras Públicas (Setop), por meio da Subsecretaria de Infraestrutura, desenvolveu e aprimorou, neste ano de 2011, uma série de procedimentos que proporcionaram maior agilidade e controle no desenvolvimento dos processos que atendem aos municípios mineiros, por meio de convênios, doações de materiais e execuções de obras públicas.

Segundo o subsecretário de Infraestrutura, Bruno Alencar, o empenho da Setop vai além da parte técnica. “Estamos preocupados não só com o repasse dos recursos ou dos materiais para os municípios, mas também como isso contribui e impacta na vida dos cidadãos atendidos. Garantimos a dignidade, por exemplo, aos moradores de uma localidade rural que necessita da intervenção do Estado, proporcionando mais agilidade no escoamento da produção agrícola e melhoria na qualidade de vida”, finalizou Alencar.

A visão do secretário Carlos Melles reforça a preocupação de um bom atendimento, no sentido de servir à população com eficiência. “A Setop vem estudando, juntamente com o Departamento de Estradas de Rodagem (DER-MG), uma forma de garantir boas condições de tráfego nas estradas vicinais, que fazem a ligação da área rural dos municípios, por onde circulam bens e serviços, como o acesso à saúde e à educação e o transporte do leite e dos produtos agrícolas”, concluiu Melles.

Sistemas de informação

Neste ano, uma das inovações da Setop foi a criação do Sistema de Gestão de Demandas (SGD), que tem por objetivo monitorar, de forma informatizada, todos os pedidos que entram na secretaria, permitindo um acompanhamento direto de todo o fluxo. Foram recebidas 3.561 demandas e, até o momento, 1.005 já foram finalizadas.

O Sistema de Relatórios (SRS) é outra novidade. Ele permite a visualização do histórico de cada um dos 853 municípios do Estado, desde a região geográfica e Índice de Desenvolvimento Humano (IDH), até a situação de cada convênio firmado com a secretaria. É possível, ainda, verificar a solicitação de recursos encaminhados e acompanhar o controle de estoque de materiais.

Criado para atender a carteira das obras públicas executadas pelo Departamento de Obras Públicas do Estado de Minas Gerais (Deop-MG), o Modelo de Gerenciamento Intensivo de Obras Públicas tem a finalidade de viabilizar a entrega das obras dentro dos requisitos de preço, prazo e qualidade planejados.

No momento, oito obras, que somam recursos de R$ 105 milhões, estão sendo monitoradas. Em Unaí, Centro Sócio Educativo; em Montes Claros, prédio do Ipsemg; em Itaúna, presídio; em Lagoa Santa, Gruta da Lapinha; em Cordisburgo, Gruta de Maquiné; e em Belo Horizonte, BHTEC, Hospital do Ipsemg (HGIP) e Point Barreiro.

Convênios e doações

No apoio ao desenvolvimento da infraestrutura municipal, foram celebrados, neste ano, 220 convênios com 160 municípios. Os investimentos somaram cerca de R$ 28 milhões. As obras são de melhoria de vias públicas, urbanização, construção de edificações públicas e obras de arte especiais, como pontes e viadutos. De 2003 a 2010, mais de 8 mil convênios foram firmados, somando R$ 1,6 bilhão, com 99,5% dos municípios do Estado beneficiados.

Pelo programa de doação de materiais, 170 municípios foram beneficiados em 2011, com investimentos de R$ 9,4 milhões. Foram disponibilizados 1.413 mata-burros, 1.583 metros de bueiros metálicos, 425 vigas para pontes e 1.233 lajes pré-moldadas para pontes.

Capacitação para as prefeituras

Nos meses de agosto e setembro, a Subsecretaria de Infraestrutura promoveu o I Circuito de Palestras “Convênios para Obras Públicas”, que contou com a participação de 175 municípios e capacitou 350 profissionais, entre engenheiros, arquitetos e servidores responsáveis pela gestão dos convênios. Vinte assessores de parlamentares também participaram dos encontros, que foram realizados em 12 módulos.

Nas palestras foram apresentados os serviços disponíveis no site da secretaria, detalhadas as partes técnicas e documentais dos convênios, com explicações sobre decretos, passando pelos diferentes tipos de obras, formas de execução e detalhamento sobre o Preço Setop.