Arquivos do Blog

Governo de Minas: Alberto Pinto Coelho recebe a mais alta honraria em Juiz de Fora

Vice-governador destaca virada histórica no desenvolvimento da Zona da Mata

Osvaldo Afonso/Imprensa MG
O vice-governador Alberto Pinto Coelho foi agraciado com a Medalha Comendador Henrique Fernando Halfed
O vice-governador Alberto Pinto Coelho foi agraciado com a Medalha Comendador Henrique Fernando Halfed

O vice-governador Alberto Pinto Coelho recebeu, na noite dessa quinta-feira (31), no Mirante do Morro do Imperador, em Juiz de Fora, a Medalha Comendador Henrique Fernando Halfed, a mais alta honraria de Juiz de Fora. Alberto Pinto Coelho foi orador da solenidade, que fez parte das comemorações dos 162 anos do município da Zona da Mata. Outras 27 pessoas foram agraciadas com a comenda.

Em seu discurso, Alberto Pinto Coelho ressaltou a vocação de liderança do município de Juiz de Fora. “Quero ressaltar a virada histórica do desenvolvimento municipal e regional, acontecida nesta administração. Basta dizer que, anteriormente, durante uma década inteira, Juiz de Fora havia acolhido somente um novo empreendimento industrial, gerador de 80 empregos, enquanto convive hoje, na atual gestão de governo, com novos investimentos produtivos da ordem de R$ 1,5 bilhão, projetando a criação de 10 mil novos empregos”, salientou.

O vice-governador reiterou, a pedido do governador Antonio Anastasia, o compromisso do Governo de Minas com Juiz de Fora e região. “Vamos continuar trabalhando integrados para que Juiz de Fora, a Zona da Mata e Minas Gerais continuem tendo indicadores de desenvolvimento econômico acima da médica nacional, o que é prioridade absoluta para nós”, afirmou.

Alberto Pinto Coelho agradeceu, em nome de todos os agraciados, a outorga da medalha Comendador Henrique Fernando Halfed, criada, em 1973, no governo do presidente Itamar Franco, quando prefeito municipal.

Já o prefeito de Juiz de Fora, Custódio Mattos, disse que a cidade comemora em seu aniversário, uma história bem sucedida, plena de sucesso e realizações. “As três maiores obras da história do município, o Hospital de Urgência e Emergência, a obra de tratamento do esgoto e o conjunto de obras viárias, estão em curso ou começarão em dias”, salientou.

Custódio Mattos agradeceu o apoio do Governo de Minas na retomada do crescimento da cidade. “A recuperação de nossa cidade é obra de muitos, mas o apoio imprescindível das lideranças locais, e do Governo de Minas, nas pessoas dos governadores Aécio Neves e Antonio Anastasia e do vice-governador Alberto Pinto Coelho, que tem sido um representante dos nossos interesses, foi de extrema importância”, concluiu o prefeito.

Medalha

Instituída em 1973, através da Lei 4.496, a medalha Comendador Henrique Halfeld distingue o cidadão que se destaca nos mais diversos campos por relevantes e serviços prestados à coletividade de Juiz de Fora.

Participaram da solenidade o secretário de Estado de Governo, Danilo de Castro; o vice-prefeito de Juiz de Fora, Eduardo de Freitas; o presidente da Câmara Municipal de Juiz de Fora, pastor Carlos César Bonifácio; o comandante da 4ª Brigada de Infantaria Motorizada, General Otávio Santos do Rego Barros, além de autoridades da região.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/alberto-pinto-coelho-recebe-a-mais-alta-honraria-em-juiz-de-fora/

Governo de Minas: Governador Antonio Anastasia entrega carros e computadores à Emater

Veículos e equipamentos serão utilizados no trabalho de extensão e assistência técnica

O governador Antonio Anastasia participou, nesta quinta-feira (31), na Cidade Administrativa, em Belo Horizonte, da solenidade de entrega de 151 veículos e 656 computadores para a Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural de Minas Gerais (Emater-MG), vinculada à Secretaria de Estado de Agricultura e Pecuária (Seapa). Os investimentos para a compra dos veículos e equipamentos de informática foram de R$ 5,6 milhões.

Acompanhado dos secretários de Estado Elmiro Nascimento (Agricultura, Pecuária e Abastecimento), Danilo de Castro (Governo) e Gil Pereira (Desenvolvimento dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri e do Norte de Minas), e dos presidentes da Emater e da Fundação Rural Mineira (Ruralminas), Maurílio Guimarães e Luiz Afonso Vaz de Oliveira, respectivamente, o governador de Minas fez a entrega simbólica das chaves a dois técnicos da Emater-MG: Eduardo de Oliveira Fargnoli (regional Curvelo) e Emerson Prates Afonso (regional Almenara).

Antonio Anastasia afirmou, em entrevista, que os equipamentos irão melhorar ainda mais a qualidade dos serviços prestados pela Emater, empresa com 63 anos de atuação e presente em 789 municípios mineiros.

“A Emater está presente em praticamente todos os municípios mineiros, realizando um trabalho fundamental para nosso desenvolvimento. A entrega desses carros contribuirá para melhorar ainda mais as condições de trabalho, porque novos automóveis, assim como novos computadores, facilitam a ação tão empreendedora e positiva dos técnicos da Emater por toda Minas Gerais”, destacou Anastasia.

Os computadores (543 desktops, 65 notebooks, 48 netbooks) serão utilizados no trabalho diário dos técnicos da Emater, ajudando a melhorar e agilizar o atendimento aos agricultores familiares. Cento e trinta dos 151 veículos serão distribuídos entre as 32 regionais da empresa no Estado para suporte ao atendimento aos agricultores.

Os outros 21 veículos, adquiridos pela Fundação Rural Mineira (Ruralminas) em parceria com o governo federal para uso da Emater, serão utilizados no Programa de Revitalização de Sub-bacias do Rio São Francisco. A Emater é parceira da Ruralminas na implantação de infraestrutura, conservação e revitalização de 58 sub-bacias do rio. Serão beneficiados 56 municípios (quadro abaixo).

Os serviços compreendem obras de conservação do solo, cercamento de nascentes e matas ciliares, adequação de estradas vicinais com enfoque ambiental e construção de bacias de captação de água de chuvas.

Iniciado em 2008, Programa de Revitalização do Rio São Francisco tem previsão de, em seis anos, abranger 220 municípios em Minas, 11 na Bahia e dois em Goiás. A previsão da Ruralminas é de que, nesse período, sejam investidos R$ 56,5 milhões na construção de 61 mil bacias de captação de água das chuvas, readequação, com enfoque ambiental de 1,2 mil quilômetros de estradas vicinais, proteção com cercamento de 1,1 mil nascentes e mil quilômetros de matas de topo e ciliares.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/governador-antonio-anastasia-entrega-carros-e-computadores-a-emater/

Governo de Minas: Vice-Governador participa das comemorações dos 120 anos de Cambuí

Durante o evento, Alberto Pinto Coelho inaugurou uma unidade da Farmácia de Minas

José Carlos Paiva/Imprensa MG
O vice-governador Alberto Pinto Coelho salientou que a tônica do Governo é a parceria com os municípios em todos os campos da atividade pública
O vice-governador Alberto Pinto Coelho salientou que a tônica do Governo é a parceria com os municípios em todos os campos da atividade pública

O vice-governador Alberto Pinto Coelho participou nesta quinta-feira (24), na cidade de Cambuí, Sul de Minas, da solenidade em comemoração aos 120 anos do município. Como parte das comemorações foram inauguradas as novas instalações da Farmácia de Minas Florinda Ribeiro da Silva, parceria entre o Governo de Minas e a Prefeitura de Cambuí, para a qual foram repassados pelo Estado R$ 90 mil, sendo R$ 60 mil para a construção do prédio e R$ 30 mil para aquisição de equipamentos como mobiliário e computadores.

Em seu discurso, Alberto Pinto Coelho salientou que a tônica do Governo é a parceria com os municípios em todos os campos da atividade pública. “Essa parceria se estende também na área da saúde, através de convênios que são celebrados. A Farmácia de Minas Florinda Ribeiro da Silva vai, sem dúvida, beneficiar à população de Cambuí. Estou muito feliz em participar das comemorações do aniversário deste município que vem crescendo a cada dia com uma administração eficiente”, afirmou Alberto Pinto Coelho.

O prefeito de Cambuí, Benedito Antônio Guimenti, fez um balanço de sua administração e agradeceu o apoio do Governo de Minas. Segundo ele, “o repasse de verba possibilitou realização de diversos investimentos na comunidade”.

Farmácia de Minas

O programa Farmácia de Minas foi criado, em março de 2007, e prevê a implantação de uma rede de farmácias para distribuição gratuita de medicamentos do SUS no Estado. Por meio do programa, o Governo de Minas custeia a construção de farmácias e a auxilia na contratação de farmacêuticos. Cada unidade disponibiliza 159 tipos dos chamados medicamentos básicos e também os chamados medicamentos de alto custo.

Participaram da cerimônia o secretário de Estado de Governo, Danilo de Castro; o vice-prefeito de Cambuí; José César Nascimento Carvalho; a presidenta da Câmara Municipal de Cambuí; Rosely Aparecida de Morais; além de vereadores, prefeitos da região, deputados estaduais e autoridades locais.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/vice-governador-participa-das-comemoracoes-dos-120-anos-de-cambui/

Governo de Minas: Alberto Pinto Coelho inaugura UBS em Córrego do Bom Jesus

Vice-governador visitou também uma escola onde o Estado investiu na construção de um refeitório

O vice-governador Alberto Pinto Coelho inaugurou na noite dessa quarta-feira (23), em Córrego do Bom Jesus, no Sul de Minas, a Unidade de Pronto Atendimento (UBS) Christovam Chiaradia. A obra foi construída por meio de convênio entre o Estado, que repassou cerca de R$ 288 mil, e a prefeitura municipal, que investiu cerca de R$ 250 mil como contrapartida.

O vice-governador visitou também a Escola Municipal Josefina Magalhães Salles, onde inaugurou um refeitório que vai atender 316 alunos entre 4 e 11 anos. Nesta parceria, o Governo de Minas investiu R$ 70 mil e a Prefeitura de Córrego do Bom Jesus repassou R$ 13.780.

Em seu pronunciamento, Alberto Pinto Coelho destacou a importância da parceria entre as prefeituras e o Governo de Minas. “O Governo de Minas é parceiro de todos os 853 municípios, o que proporciona a melhoria na qualidade de vida da população. Nada pode ser mais importante do que a saúde e a educação. De nada adianta termos uma boa educação se as crianças estão subnutridas, se elas não têm a saúde para aprender, se concentrar e adquirir o conhecimento. De outro lado, vivemos a era do conhecimento e o que vai diferenciar cada comunidade é o estágio do conhecimento”, frisou Alberto Pinto Coelho.

O prefeito de Córrego do Bom Jesus, José Rodrigues da Silva, agradeceu o apoio do Governo de Minas e salientou que a construção da UBS e do refeitório era uma reivindicação antiga da população. “A UBS e o novo refeitório vão melhor muito a qualidade de vida da população. Agradeço o empenho e a parceria do Governo de Minas para a realização destas obras. Córrego do Bom Jesus vive uma nova era, graças a essa parceria”, afirmou José Rodrigues da Silva.

O secretário de Estado de Governo, Danilo de Castro, destacou o compromisso do Governo de Minas Gerais e da prefeitura de Córrego do Bom Jesus com a saúde e educação. “Desde 2003, como governo de Aécio Neves e, hoje, com o governo de Antonio Anastasia e Alberto Pinto Coelho, sem dúvida, vivemos uma época diferente. Conseguimos transformar Minas Gerais. Temos obras importantes em todos os setores. A autoestima do mineiro mudou e o governo se revelou como uma das gestões mais eficazes do país”, salientou Danilo de Castro, destacando que a UBS vai possibilitar a melhoria da saúde da população, enquanto o refeitório, mostra o zelo e o compromisso com a comunidade.

Participaram da solenidade o vice-prefeito de Córrego do Bom Jesus, Levindo Moreira Galvão; a presidente da Câmara de Vereadores de Córrego do Bom Jesus; Silvania Madalena Barbosa, a secretária municipal de Saúde, Fernanda Flávia Moreira; a secretária municipal de Educação, Maria José Alvarenga Andrade; além de vereadores, deputados estaduais, prefeitos da região e autoridades locais.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/alberto-pinto-coelho-inaugura-ubs-em-corrego-do-bom-jesus/

Governo de Minas: Anastasia lança, em Juiz de Fora, Programa Ambiente de Paz

Governador diz que segurança é responsabilidade de todos, prefeitura, Polícia Militar, comunidade e governo estadual

Omar Freire/Imprensa MG
O Programa Ambiente de Paz vai beneficiar 25 mil pessoas em sua primeira fase
O Programa Ambiente de Paz vai beneficiar 25 mil pessoas em sua primeira fase

O governador de Minas, Antonio Anastasia, participou, nesta quinta-feira (3), do lançamento do Programa Ambiente de Paz, uma parceria entre a 4ª Região Integrada de Segurança Pública (Risp) e a Prefeitura de Juiz de Fora, com o objetivo de reforçar a segurança das famílias que vivem nos principais bairros daquela cidade da Zona da Mata. A primeira região a receber o programa foi o bairro Benfica, na zona Norte do município.

Em cerimônia na praça Coronel Geremias Garcia, o governador entregou ao coronel Ronaldo Nazareth as chaves de duas viaturas para serem utilizadas pela Polícia Militar no programa, que deverá beneficiar 25 mil pessoas em sua primeira fase. A Prefeitura de Juiz de Fora investiu R$ 130 mil na construção da unidade do Programa Ambiente de Paz. O Governo de Minas, além das novas viaturas, destinou coletes e armamentos e equipou a unidade com equipamentos como rádio e computadores.

Antonio Anastasia disse que, para atrair empregos de qualidade, é preciso investir em uma boa estrutura social, a começar pela segurança pública.

“Uma das primeiras perguntas que empresários me fazem quando vão investir no Estado é como está a segurança pública na determinada região. Em Juiz de Fora, que tem bons indicadores, temos que continuar melhorando ainda mais. Este programa é muito positivo, porque é fundamental a integração entre a polícia e a comunidade”, afirmou Anastasia.

O prefeito Custódio Matos disse que a implantação do novo modelo de segurança será possível graças à parceria com o Governo de Minas e a comunidade.

“Queremos sinalizar com esse ato que segurança pública é uma tarefa, uma responsabilidade de todos, incluindo prefeitura, Polícia Militar, comunidade e governo estadual”, afirmou.

Também participaram da cerimônia, o presidente da Assembleia Legislativa, Dinis Pinheiro, o secretário de estado de Governo, Danilo de Castro, e o secretário de Estado de Esportes e Juventude, Bráulio Braz.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/anastasia-lanca-em-juiz-de-fora-programa-ambiente-de-paz/

Governo de Minas: Alberto Pinto Coelho participa da apresentação do novo presidente do Ibram

Vice-governador destaca novo papel da mineração como mola propulsora do desenvolvimento nacional

O vice-governador Alberto Pinto Coelho participou, na noite dessa terça-feira (24), em Brasília, do ato de apresentação de seu novo diretor-presidente do Instituto Brasileiro de Mineração (Ibram), José Fernando Coura. A indicação do engenheiro mineiro para o cargo ocorreu em 20 de março em reunião do Conselho Diretor do instituto.

Em seu pronunciamento, Alberto Pinto Coelho salientou que a mineração transcende o antigo estereótipo de ser uma indústria meramente extrativista, primária. “Já é tempo de transcender uma visão colonizada que herdamos da pequena história, cheia de preconceitos nacionalistas. É hora de ingressarmos na grande história, na qual a mineração se faz presente como mola propulsora do desenvolvimento nacional. A atividade mineral sustenta o saldo da balança comercial brasileira, respondendo por 30% de suas transações e participando com 5% da formação do Produto Interno Bruto – o nosso PIB”, afirmou.

De acordo com projeções do Ibram, nos próximos cinco anos o setor mineral receberá investimentos de US$ 68,5 bilhões. O vice-governador disse ainda que o trinômio sustentabilidade ambiental, função social e competitividade constitui o novo perfil do setor.

“Em consonância com esse novo perfil produtivo e com sua sustentabilidade ambiental, agrega-se, ao peso, o valor da mineração em nosso país, particularmente em Minas Gerais. É imperioso, pois, atingir um novo patamar de entendimento e de informação entre Estado, sociedade e setor privado, permitindo uma melhor e mais ampla compreensão pela sociedade brasileira sobre o decisivo papel que setor mineral ostenta em nosso desenvolvimento”, salientou Alberto Pinto Coelho.

José Fernando Coura destacou que o Ibram será protagonista no que diz respeito ao novo marco regulatório mineral brasileiro. “Seremos protagonistas na criação da Agência Nacional de Mineração, com dotação orçamentária própria, presente em todo o território nacional, e com autonomia administrativa. Estamos dispostos a sentar à mesa, dialogar e buscar soluções que posso atender aos municípios, a União, os Estados e a indústria mineral”, afirmou o presidente do Ibram.

Participaram da solenidade os secretários de Estado de Governo, Danilo de Castro, e de Desenvolvimento dos Vales do Jequitinhonha, Mucuri e Norte de Minas, Gil Pereira.

Ibram

O Instituto Brasileiro de Mineração é a entidade nacional representativa de empresas e instituições que atuam na indústria da mineração. Tem por objetivo congregar, representar, promover e divulgar a indústria mineral brasileira, contribuindo para a sua competitividade nacional e internacional. Além disso, o instituto visa também fomentar o desenvolvimento sustentável e o uso das melhores práticas de segurança e saúde ocupacional na mineração, estimulando os estudos, a pesquisa, o desenvolvimento, a inovação e o uso das mais modernas tecnologias disponíveis.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/alberto-pinto-coelho-participa-da-apresentacao-do-novo-presidente-do-ibram/

Governo de Minas: Anastasia recebe líderes da base aliada para discutir projetos de interesse do Estado

Vice-governador Alberto Pinto Coelho também participou do encontro no Palácio Tiradentes

Omar Freire/Imprensa MG
Governador durante encontro com líderes da base aliada na Assembleia
Governador durante encontro com líderes da base aliada na Assembleia

O governador Antonio Anastasia recebeu, nesta quarta-feira (4), no Palácio Tiradentes, os líderes da base aliada na Assembleia Legislativa de Minas Gerais para tratar de projetos de interesse do Estado. Participaram do encontro o vice-governador Alberto Pinto Coelho; o presidente da Assembleia, Dinis Pinheiro (PSDB), os líderes do Governo, Bonifácio Mourão (PSDB); da Maioria, Gustavo Valadares (PSD), do bloco Transparência e Resultado, Lafayette Andrada (PSDB) e do bloco Avança Minas, Tiago Ulisses (PV), além do deputado Luiz Humberto (PSDB) e do secretário de Governo, Danilo de Castro.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/anastasia-recebe-lideres-da-base-aliada-para-discutir-projetos-de-interesse-do-estado/

 

Governo de Minas: representantes de comitês regionais tomam posse na Cidade Administrativa

A constituição dos comitês é um passo importante no cumprimento da regionalização da estratégia governamental, por meio do Estado em Rede
Osvaldo Afonso/Imprensa MG
A secretária Renata Vilhena deu posse aos representantes das quatro regiões
A secretária Renata Vilhena deu posse aos representantes das quatro regiões

Nesta quinta-feira (9), tomaram posse na Cidade Administrativa os representantes de quatro comitês regionais do Estado: da Mata, Jequitinhonha/ Mucuri, Sul de Minas e Triângulo. A constituição dos comitês é um passo importante no cumprimento de uma das prioridades do governo Antonio Anastasia: a regionalização da estratégia governamental, por meio do Estado em Rede.

Idealizado para viabilizar o modelo de Gestão Para a Cidadania – a terceira geração do Choque de Gestão – o Estado em Rede busca dar continuidade aos avanços já alcançados pelo Governo de Minas.

O evento contou com a presença dos secretários de Estado Danilo de Castro (Governo); Maria Coeli Simões (Casa Civil e Relações Institucionais); e Renata Vilhena (Planejamento e Gestão); e do Ouvidor-Adjunto Geral do Estado, Agílio Monteiro, que empossaram os membros dos comitês. A secretária de Estado de Educação, Ana Lúcia Gazzola, também participou da posse.

Formados por agentes de diversas secretarias e órgãos estaduais dessas quatro regiões do Estado, os comitês irão identificar prioridades para implementar as estratégias do governo e propor soluções intersetoriais para as demandas regionais.

Os representantes dos comitês reforçaram a importância do debate transversal para identificar com precisão as principais demandas de cada região do Estado. A superintendente regional de Ensino de Teófilo Otoni, Maria Conceição Gazzinelli, demonstrou otimismo: “Creio que agora faremos um trabalho muito mais qualificado, porque será fruto de uma discussão coletiva. Cada um irá buscar sua prioridade, mas vamos alcançar juntos as soluções para os problemas”, disse ela, que integra o Comitê Regional do Jequitinhonha/ Mucuri.

Para o superintendente regional de Regularização Ambiental, Leonardo Schuchter, do Comitê Regional da Mata, as perspectivas são as melhores possíveis. “A área de meio ambiente já interage naturalmente com outros órgãos, e a criação desse diálogo de forma permanente só vai qualificar o nosso trabalho”.

Esperança

A diretora regional da Secretaria de Desenvolvimento Social em Uberlândia, Daisy de Castro Neves, diz que o Estado em Rede cria uma nova esperança. “A partir do momento em que é instituído o debate com diversas áreas, nós podemos construir políticas públicas eficientes, que vão ao encontro da população”.

O secretário de Estado de Governo, Danilo de Castro, reforçou a importância dos comitês regionais. “Nosso Estado, que foi modernizado, quer implementar políticas voltadas para a população. Por isso, é grande a responsabilidade de todos aqui”, disse.

Para a secretária de Estado da Casa Civil e Relações Institucionais, Maria Coeli Simões, a intersetorialidade é um desafio nas instâncias dos comitês regionais. “É preciso criar habilidades, compartilhar poder e se abrir para o diálogo neste trabalho transversal”, afirmou.

Na primeira reunião de cada comitê, o governo irá qualificar as informações regionais em discussões conjuntas com os representantes locais. O primeiro encontro será realizado pelo Comitê Regional da Mata, no dia 16 de fevereiro, em Juiz de Fora. Em 29 de fevereiro reúne-se o Comitê do Jequitinhonha e Mucuri, em Teófilo Otoni. Em março, será realizada a primeira reunião do Comitê do Sul de Minas, em Varginha; e em abril será a vez do Comitê Regional do Triângulo, em Uberlândia. As reuniões serão realizadas a cada três meses.

Compromisso

Dirigindo-se aos representantes regionais, a secretária de Estado de Planejamento e Gestão, Renata Vilhena, lembrou o Choque de Gestão e o Estado para Resultados, ciclos anteriores do Governo de Minas, para destacar a Gestão para a Cidadania, um novo modelo que considera as características de um Estado grande, com muita diversidade e desigualdades significativas. “Ninguém melhor do que os agentes locais, que estão lá, no dia a dia, para identificar problemas e apontar soluções. Vocês têm um compromisso muito grande: levar as discussões dos órgãos e secretarias aos seus colegas locais”, disse ela.

A secretária também reforçou o caráter intersetorial do Estado em Rede. “A ideia do programa é essa: uma área apenas não vai alcançar os indicadores que estamos pactuando. Por isso, vamos potencializar o diálogo, para encontrarmos as soluções”, completou.

O Estado em Rede, que já se encontra em desenvolvimento de forma piloto nas regiões do Rio Doce e Norte de Minas, é o aprofundamento do modelo de gestão voltado para resultados. O novo modelo aproxima a estratégia central das necessidades e particularidades regionais.

Em maio próximo, tomam posse os membros dos comitês regionais do Noroeste, Alto Paranaíba, Centro-Oeste e Central, totalizando a formação de comitês nas dez unidades de planejamento do Estado.

A coordenação técnica dos comitês regionais, a elaboração da metodologia de trabalho e a condução da experiência piloto são de competência conjunta da Seplag; Secretaria de Estado de Casa Civil e de Relações Institucionais; Ouvidoria Geral do Estado; e Secretaria de Estado de Governo.

Fonte: Agência Minas

Antonio Anastasia envia à Assembleia projeto de lei que cria o Fundo Estadual do Café

 

BELO HORIZONTE (16/12/11) – O governador Antonio Anastasia entregou, nesta sexta-feira (16), no Palácio Tiradentes, os prêmios aos primeiros colocados do 8º Concurso Estadual de Qualidade dos Cafés de Minas Gerais. Durante a solenidade, Anastasia assinou mensagem encaminhando à Assembleia Legislativa do Estado projeto de lei que institui o Fundo Estadual do Café (Fecafé), com o objetivo de promover o desenvolvimento econômico e social, a competitividade e a sustentabilidade da cadeia produtiva do café. O fundo contará com recursos do Orçamento do Estado, a serem disponibilizados por meio do Banco de Desenvolvimento de Minas Gerais (BDMG).

“Nós vamos alocar um valor anual de cerca de R$ 100 milhões, que pode ser desdobrado em dois anos. É um fundo permanente. O grande objetivo é exatamente sustentar as atividades do café. Quando o café está bem, nós percebemos que há todo um circuito de prosperidade no interior. A renda, o dinheiro corre no interior do Estado. Aí o comércio responde melhor e a indústria também. Por isso a importância do café, presente em mais de 600 municípios de Minas Gerais”, disse Anastasia em entrevista coletiva.

A criação do Fecafé e a realização do concurso fazem parte das ações do Governo de Minas para consolidar a cafeicultura familiar, dar visibilidade aos cafés de qualidade do Estado, capacitar provadores de café e fortalecer a assistência técnica aos produtores. Dentre as ações a serem desenvolvidas com recursos do fundo destacam-se a subvenção econômica ao prêmio do seguro rural, para apoiar os agricultores diante de intempéries, e o georreferenciamento do parque cafeeiro, que permitirá o mapeamento da diversidade de cafés produzidos no Estado.

“O café para nós, em Minas Gerais, além do seu valor econômico, além do seu valor social, na medida em que emprega milhares e milhares de pessoas e democratiza a renda por todo o nosso Estado, está de modo indelével preso à nossa trajetória, ao nosso código genético, à história de Minas Gerais. Por isso mesmo, quando falamos que o café é o nosso ouro verde é muito mais do que simbologia”, destacou o governador.

Concurso

Nesta edição do Concurso Estadual de Qualidade dos Cafés de Minas Gerais foram inscritas 1.637 amostras das quatro regiões cafeeiras do Estado: Cerrado, Chapadas de Minas, Matas de Minas e Sul. O número é 59,5% superior ao da última edição do concurso. A seleção foi feita em duas categorias: “café natural” e “café cereja descascado ou desmucilado”. Este é o maior concurso de qualidade do café do Estado em número de amostras.

“O café é fundamental para a economia de Minas. Um quarto do café do mundo inteiro de todo o planeta Terra é feito aqui no nosso Estado. Isso significa que nós temos uma grande responsabilidade não só pela quantidade, que por sim só já é avassaladora, mas muito mais, e aí o nosso esforço, pela qualidade desse café, pelo seu valor agregado. Por isso, no momento em que certificamos as propriedades, no momento em que conferimos aqui a premiação àqueles produtores que deram um passo além, nós estamos aplaudindo, reconhecendo o mérito, o denodo, o esforço, o empenho de cada qual, mas dizendo a toda Minas e ao Brasil: aqui se produz muito café, mas, mais do que nunca, se produz café de excelente qualidade, rico, saboroso, aromático e com todas as boas características”, afirmou Anastasia.

Foram classificadas 106 amostras para a final do concurso – 48 na categoria “natural” e 58 na categoria “cereja descascado ou desmucilado”. Desse total, foram escolhidos os três melhores cafés de cada categoria e em cada região.

Durante a solenidade foram entregues certificados, troféus e prêmios (moto 0km, TV de LED e equipamentos para colheita do café) aos participantes. O reitor da Universidade Federal de Lavras, professor Antônio Nazareno Guimarães, o reitor do Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia do Sul de Minas, professor Sérgio Pedini, e o presidente da Emater, Maurílio Soares Guimarães, entregaram placas de homenagens a oito parceiros da qualidade dos cafés de Minas Gerais: Organização das Cooperativas de Minas Gerais (Ocemg), Federação da Agricultura do Estado de Minas Gerais (Fameg), Federação dos Trabalhadores na Agricultura do Estado de Minas Gerais (Fetaemg), Basf, Café Brasil, Carmo Coffees, Fertilizantes Heringer e Syngenta.

Também participaram da solenidade o vice-governador Alberto Pinto Coelho, os secretários de Estado Danilo de Castro (Governo), Maria Coeli (Casa Civil), Carlos Melles (Transportes e Obras Públicas) e Carlos Pimenta (Trabalho e Emprego) e o secretário-geral da Governadoria, Gustavo Magalhães.

Produção

Minas Gerais é o maior produtor de café do Brasil. O Estado responde por 50,2% da safra nacional. A produção mineira neste ano deve alcançar 22,1 milhões de sacas, espalhada por 604 municípios, segundo dados da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab). É o segundo produto da pauta de exportação do Estado, depois do minério de ferro. É vendido para mais de 60 países em todo o mundo. Os principais destinos do café de Minas, atualmente são Alemanha (23,4%), Estados Unidos (21,1%), Itália (10,1%), Japão (9,4%) e Bélgica (8,3%). Entre janeiro e novembro de 2011, a receita das exportações mineiras de café alcançou US$ 5,2 bilhões, cifra 44,9% superior à registrada em idêntico período de 2010.

Categoria Natural

Sul de Minas

1º lugar – Antônio Mello Canato (Carmo de Minas)

 Cerrado Mineiro

1º lugar – Acácio José Dianin (Monte Carmelo)

Matas de Minas

1º lugar – Thamires Rodrigues Ferreira (Manhumirim)

 

Categoria Cereja Descascado

Sul de Minas

1º lugar – José Wagner Ribeiro Junqueira (Carmo de Minas)

Cerrado Mineiro

1º lugar – Amélia Ferracioli Delarisse (Patrocínio)

Matas de Minas

1º lugar – José Rocha (Manhuaçu)

Chapada de Minas

1º lugar – Cláudio Esteves Gutierrez (Água Boa)

Fonte: Agência Minas