Arquivos do Blog

Gestão Anastasia: capacitação para a Copa de 2014 vai beneficiar 15 mil em Minas

Desde o ano passado, o Governo de Minas desenvolve capacitação de profissionais nas áreas da saúde, educação, segurança e da ciência e tecnologia.

Divulgação / Plugminas
Ludimila Kai, da Secopa, fala sobre a Copa do Mundo em Minas Gerais a estudantes do curso Laboratório de Culturas do Mundo, do Plug Minas.
Ludimila Kai, da Secopa, fala sobre a Copa do Mundo em Minas Gerais a estudantes do curso Laboratório de Culturas do Mundo, do Plug Minas.

Cerca de 15 mil pessoas serão capacitadas em Minas Gerais até 2014 para a Copa do Mundo da FIFA Brasil através de programas firmados pelos governos federal, estadual e municipal. Desde o ano passado, o Governo de Minas desenvolve capacitação de profissionais nas áreas da saúde, educação, segurança e da ciência e tecnologia. Por meio da Secretaria de Estado Extraordinária da Copa (Secopa), foram firmados diversos acordos com secretarias estaduais, como a Secretaria de Estado de Turismo (Setur), e importantes instituições, quais sejam o Sebrae, Plug Minas, CDL, Sesc e o Senac.

Dentre os acordos estaduais, destaca-se o Laboratório de Culturas do Mundo, desenvolvido pela Secopa em parceria com o Plug Minas e o Sebrae, através do qual são oferecidos cursos de idiomas para estudantes da rede pública de ensino. São 240 vagas, divididas em 180 para turmas de inglês (ministradas pela Cultura Inglesa) e 60 de espanhol (Instituto Cervantes). Os cursos em andamento, que duram dois anos e meio, já apresentam resultados positivos. “Com essa iniciativa, temos a chance de trabalhar na Copa. Estamos nos movimentando junto com o país e com Belo Horizonte”, diz Izabela Borges, estudante do Plug Minas.

Michele Moreira, 22 anos, conta sobre sua experiência depois das aulas de espanhol. “Fui à uma festa e havia duas mulheres espanholas. Quando percebi que elas não eram daqui, quis praticar meu espanhol para interagir. Gostaria de trabalhar na Copa, seria uma oportunidade única”, revela.

Em outra parceria, Secopa e Setur vão lançar em breve um pacote de capacitações para cerca de 1.300 interessados nas áreas de turismo e hotelaria no Estado. Para o secretário da Secopa, Sergio Barroso, a assinatura de termos de cooperação técnica resulta em iniciativas essenciais na preparação de Minas Gerais para sediar as Copas do Mundo e das Confederações. “Copa do Mundo se faz com envolvimento social para que todos se sintam parte desse grande evento esportivo”, reforça.

Prefeitura 

Entre as iniciativas de capacitação para a Copa 2014 da Prefeitura Municipal de Belo Horizonte, destaca-se o termo de cooperação a ser firmado com a Polícia Militar de Minas Gerais para realização, em agosto, do curso de capacitação em turismo. Serão oferecidas 60 vagas por mês durante 17 meses para o efetivo da corporação, totalizando 1.020 alunos até a Copa 2014. A Guarda Municipal de Belo Horizonte também está sendo preparada, por meio de cursos de inglês e espanhol oferecidos pela Secretaria Municipal de Educação. A meta a médio prazo é atingir todo o contingente da Guarda, formado por 2.330 agentes, com a capacitação em pelo menos uma língua estrangeira.

A PBH também concluiu, em maio, a certificação de aproximadamente 100 pessoas nos cursos de agente de informações turísticas, recepcionista em meios de hospedagem, camareira em meios de hospedagem e coordenador de eventos sociais. “Esse curso foi realizado com recursos próprios e ministrado pelo Senac”, explica Neuma Horta, coordenadora do projeto de capacitação desenvolvido pela Belotur e Comitê Executivo Municipal da Copa 2014.

Já o Governo Federal também qualificou cerca de 1.500 jovens pelo programa Bem Receber Copa. E agora foi lançado o Projeto Pronatec na Copa, no qual serão 240 mil vagas até 2014 em idiomas, libras e diversas áreas do turismo. “Um dos grandes legados do Mundial será a qualificação de vários profissionais no interior do estado, que estarão mais preparados para atuar em eventos que exigem atendimento a estrangeiros”, conclui Barroso.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/capacitacao-para-a-copa-de-2014-vai-beneficiar-15-mil-em-minas/

Governo de Minas: obra sustentável do Mineirão é destaque de vídeo disponibilizado pela Secopa

Imagens mostram ações sustentáveis implementadas desde o início das obras, em janeiro de 2010

Sylvio Coutinho/Secopa
Reaproveitamento de entulhos, uso de energia solar e reuso de água da chuva estão entre as ações sustentáveis adotadas nas obras
Reaproveitamento de entulhos, uso de energia solar e reuso de água da chuva estão entre as ações sustentáveis adotadas nas obras

Para apresentar as medidas de sustentabilidade adotadas na obra de modernização do Mineirão, o site da Secretaria de Estado Extraordinária da Copa do Mundo (Secopa) exibe seu novo vídeo sobre a agenda verde do novo estádio. As imagens atuais mostram ações sustentáveis implementadas desde o início das obras, em janeiro de 2010, em concordância com os padrões internacionais de respeito ao meio ambiente, tais como reaproveitamento de entulhos, uso de energia solar, reuso de água da chuva para irrigação e limpeza, além de iluminação de baixo consumo.

Todas as iniciativas visam não só diminuir o impacto ambiental provocado pela obra, mas também compensar o meio ambiente de maneira responsável. “O desenvolvimento sustentável será um dos maiores legados do Governo de Minas à sociedade após o Mundial. Os participantes da conferência Rio+20 terão a oportunidade de conhecer hoje o que está sendo feito em nosso Estado com o objetivo de realizarmos a Copa do Mundo da Fifa 2014 Brasil verde”, diz o secretário de Estado Extraordinário da Copa do Mundo, Sergio Barroso. O Governo de Minas apresenta seus principais projetos de ações ambientalmente sustentáveis, nesta terça-feira (19), no Rio de Janeiro.

Uma das metas da modernização do Mineirão é obter a certificação LEED (Leadership in Energy and Environmental Design), que atesta a arena como um empreendimento ambientalmente sustentável. Para isso, o novo estádio já prioriza, desde a obra, padrões, ferramentas e procedimentos aceitos e entendidos internacionalmente como ecologicamente corretos.

Desde o início das obras em 2010, o Mineirão tem contratado um serviço de consultoria LEED habilitado a acompanhar obras e realizar o controle dos processos e registro rigoroso dos documentos exigidos para a certificação. Objetivo é comprovar que são priorizadas práticas sustentáveis junto ao conselho do Green Building Council Intitute (GBCI), organização com sede nos Estados Unidos que confere a certificação.

O Mineirão pretende conquistar o certificado “Nova Construção e Renovação Principal” (New Construction and Major Renovation), conferido a projetos de reconstrução. A avaliação da obra está baseada em critérios como localização sustentável, eficiência no uso da água, energia e atmosfera, materiais e recursos e, por último, qualidade do ambiente interno.

Uma das ações de sustentabilidade ambiental adotadas na reforma do Mineirão é o sistema para lavagem dos pneus dos veículos, essencial para redução da sujeira nas vias públicas e diminuição da poeira. A água usada para lavagem das rodas é reutilizada. Ao ser captada por calhas e destinada a um sistema de tratamento, a água é tratada e bombeada para uma caixa d’água, voltando assim a abastecer o sistema de lavagem. Uma prática simples que gera economia e limpeza. A obra também reaproveita a maior parte dos resíduos (concreto, terra e metal).

Quando a obra terminar, em 21 de dezembro de 2012, o novo Mineirão terá sistema para reaproveitamento da água de chuva em um reservatório de aproximadamente 6.000 m3, quantidade suficiente para descarga de sanitários, irrigação do gramado e jardins, além da limpeza das áreas externas em caso de estiagem de três meses.

A energia terá ainda fonte limpa. Células fotovoltaicas vão captar energia solar para geração de energia elétrica, com potência de 1,6 megawatt, o suficiente para atender a 1.200 residências de médio porte. “São medidas ambientais que podem tornar o estádio referência nacional em sustentabilidade. Além de já obedecer critérios rigorosos de economia e reaproveitamento de recursos, a obra vai deixar um legado de expertise na redução de impactos ambientais”, informa o gerente do Projeto Copa Sustentável da Secopa, Vinícius Lott.

Na obra, cerca de 90% dos resíduos são reaproveitados. O concreto, por exemplo, é transformado em brita, e o metal está sendo usado em usinas recicladoras para emprego na indústria. O concreto reciclado foi utilizado na pavimentação de ruas do município de Vespasiano. A terra foi utilizada para fazer o aterro do Boulevard Arrudas, no centro da capital mineira. Já as cerca de 50 mil cadeiras foram doadas para diversos estádios de Minas. “O pioneirismo do Mineirão vai inaugurar uma nova fase entre as novas arenas do país de respeito e responsabilidade quanto ao uso de energia e água”, conclui Sergio Barroso.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/obra-sustentavel-do-mineirao-e-destaque-de-video-disponibilizado-pela-secopa/

Gestão Anastasia: Governo de Minas promove intercâmbio com o governo da França

A troca de conhecimento visa preparar o sistema de saúde de Minas para situações de emergência, que possam ocorrer durante a copa do mundo.

Divulgação / SES
Governo de Minas participou de treinamento oferecido pelos franceses para atendimento desastres
Governo de Minas participou de treinamento oferecido pelos franceses para atendimento desastres

Minas Gerais será palco, nos próximos anos, de grandes eventos esportivos, com destaque para a Copa das Confederações (2013) e Copa do Mundo (2014). Como o governo francês tem reconhecida experiência na formação e atuação em proteção civil sanitária, com destaque para o trabalho que foi realizado na Copa do Mundo de 1998, integrantes do Governo de Minas participaram nessa quinta-feira (16), na França, de um treinamento voltado para situações de crise. Estiveram na simulação o secretário de Estado de Saúde de Minas Gerais, Antônio Jorge de Souza Marques, e o coordenador da Rede de Urgência e Emergência da Secretaria de Estado da Saúde (SES), Rasível dos Reis.

A capacitação é resultado de um Termo de Cooperação Técnica, que será assinado entre Minas Gerais, por intermédio do governo brasileiro, e o Governo da França. Seu objetivo é capacitar os profissionais de saúde de Minas para responderem adequadamente a situações de desastres, catástrofes e crises sanitárias, bem como na operação das unidades de saúde, hospitais e Serviço de Atendimento Médico de Urgência (SAMU).

O evento, que ocorre apenas uma vez por ano na formatura da turma de Medicina de Catástrofe da Faculdade Rene Descartes, envolveu mais de 400 pessoas, sendo que mais de 200 figurantes receberam treinamento e até maquiagem para criarem o clima de desastre. Foi utilizado um avião Boeing 747 simulando um acidente químico e com trauma. “Os alunos são submetidos à situação de estresse e são acompanhados pelos instrutores nas várias etapas do socorro: triagem na cena do acidente, montagem do posto médico avançado e tenda de descontaminação”, explicou Pierre Carli,chefe do SAMU de Paris.

Segundo o secretário Antônio Jorge, o Brasil tem desenvolvido sua política de atenção às urgências através de um modelo semelhante ao adotado na França, principalmente no atendimento pré-hospitalar e na proposta de um sistema de escuta médica constante. “O desenvolvimento desse modelo teve como base a organização dos SAMUs franceses, que desde 2002 têm sido a base da política nacional brasileira de urgência. No entanto, uma das áreas que mais avança nos sistemas de urgência, que são a preparação para situações de catástrofes e a própria medicina de desastres, recebe pouca atenção na elaboração das políticas públicas de urgência no país. Além da pouca difusão de técnicas e da precária formação de profissionais, há também um déficit regulatório no que tange à atenção e vigilância à saúde. Faltam técnicas e metodologias de resposta a essas situações, tanto na área dos SAMUs, quanto na área hospitalar, além da falta de legislação específica”, explicou.

De acordo com dados do Ministério do Turismo, o Brasil deve receber 600 mil turistas estrangeiros com circulação de 3 milhões de brasileiros durante a Copa do Mundo da FIFA 2014. Para Belo Horizonte, a expectativa do ministério é de 200 mil estrangeiros e 430 mil brasileiros, segundo estudo de 2011, desenvolvido em conjunto com a Fundação de Instituto de Pesquisa Econômica (Fipe). “Vamos ter um cenário com dezenas de nacionalidades de países com hábitos culturais diversos, para o qual teremos que estar preparados. Esses conhecimentos compartilhados com a França serão também um dos legados da Copa de grande utilidade pública para nosso Estado após o evento”, acrescentou Marcelo Neves, representante da Secopa na França.

Rasível dos Reis contou que, por meio dos cursos de formação, o público alvo, que são os diversos profissionais da área de saúde, vai poder trabalhar diretamente com as ações de urgência e emergência e depois irão multiplicar o conhecimento adquirido. “Para isso iremos estruturar a capacidade dos SAMUs dos Hospitais da Região Metropolitana de Belo Horizonte e, posteriormente, de todo o Estado de Minas Gerais em situações de catástrofes. Iremos disponibilizar estruturas, equipamentos, materiais e logística de atendimento para a resposta a situações de crise. Também iremos elaborar com o auxílio da França uma legislação mineira sobre o assunto, que terá como destaque as crises sanitárias devido à aglomeração de pessoas (turistas e participantes do evento)”, pontuou.

O projeto, que é coordenado por representantes da Agência Brasileira de Cooperação do Ministério das Relações Exteriores e por representantes do Governo da Embaixada da França, em Brasília, será executado durante 22 meses. “E importante registrar que como Belo Horizonte será uma das cidades sedes da copa, o Estado e a prefeitura estarão trabalhando em conjunto nas atividades preparatórias. As ações incluídas nesse resultado visam à identificação de melhores práticas nacionais e internacionais, bem como o desenvolvimento de novas metodologias da área da urgência e emergência em grandes eventos”, finalizou Antônio Jorge.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/governo-de-minas-promove-intercambio-com-o-governo-da-franca/

Gestão Anastasia: Governo de Minas atualiza Matriz de Responsabilidades para a Copa

Documento, que foi elaborado no ano passado, passou por uma revisão em sua forma e conteúdo

Sylvio Coutinho/Secopa
A conclusão das obras do Mineirão está entre os compromissos firmados na Matriz de Responsabilidades
A conclusão das obras do Mineirão está entre os compromissos firmados na Matriz de Responsabilidades

Já está disponível no site da Secretaria de Estado Extraordinária da Copa do Mundo (Secopa) a atualização da Matriz de Responsabilidades do Governo de Minas para a Copa do Mundo da Fifa 2014, que pode ser acessada clicando aqui. O documento,que foi elaborado no ano passado, passou por uma revisão em sua  forma e conteúdo, visando alinhamento ao planejamento orçamentário do Estado e de acordo com as demandas já concluídas, como é o caso da reforma do estádio Raimundo Sampaio (Independência).

A edição de 2012 prevê a continuidade de projetos que contam com a participação de mais de uma dezena de órgãos do Governo de Minas. O documento consolida todos os compromissos acordados com a Fifa para a realização da Copa de 2014 no Estado e mantém a prioridade de transformar o evento em uma grande oportunidade de desenvolvimento.

Apartir do momento em que o Minas foi escolhida para sediar a Copa, foi constituída uma equipe empenhada em pensar e executar ações que resultem em melhorias permanentes nos quesitos mobilidade urbana e estádios, por exemplo, reunindo sempre iniciativas sustentáveis e que promovam a qualidade de vida.

Entre os compromissos firmados, está a conclusão das obras de modernização do Estádio Governador Magalhães Pinto (Mineirão) e de preparação do Ginásio Jornalista Felipe Henriot Drummond (Mineirinho). Quanto à Copa das Confederações, está prevista a entrega de um Plano Operacional e a formulação do Guia do Visitante 2013. Para fomentar o potencial turístico do Estado, está prevista a distribuição de material das cidades mineiras para atração de seleções e capacitação de pessoas ligadas aos serviços para bem receber o turista. Para que as ações estejam de acordo com as iniciativas de sustentabilidade, será elaborado um estudo de pegada de carbono, além da aprovação do Plano de Gerenciamento de Resíduos Sólidos Especiais e a publicação de relatório de sustentabilidade no site da Secopa. Em relação à mobilidade, destacam-se as obras dos terminais metropolitanos de BRT e de expansão do Aeroporto Internacional Tancredo Neves. Iniciativas de segurança e saúde estão contempladas por meio da implantação da Sala de Situação e Monitoramento de Crises e Grandes Eventos, a capacitação do Sistema de Defesa Social, a elaboração do Plano de Preparação e Resposta Estadual de Vigilância em Saúde, entre outros.

O secretário de Estado Extraordinário da Copa do Mundo, Sergio Barroso, ressalta a importância em atualizar os compromissos de Minas Gerais para a Copa do Mundo. “Queremos que Belo Horizonte seja a melhor sede da Copa do Mundo de 2014, bem como trabalhamos para estimular o turismo e o desenvolvimento do interior, que conta com cerca de 60% do patrimônio histórico do país. Iremos realizar um grande evento, oferecendo uma herança importante para os mineiros”, conclui.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/governo-de-minas-atualiza-matriz-de-responsabilidades-para-a-copa/

Governo de Minas: Programa de Voluntariado para a Copa do Mundo de 2014 é apresentado em Manaus

Secopa-MG destaca a importância da participação de voluntários durante o evento esportivo

Portal da Copa / Divulgação
Programa Oficial de Voluntários foi apresentado pelo gerente de Voluntários do COL, Rodrigo Hermida
Programa Oficial de Voluntários foi apresentado pelo gerente de Voluntários do COL, Rodrigo Hermida

Representantes do Comitê Municipal da Copa de Belo Horizonte e da Secretaria de Estado Extraordinária da Copa do Mundo de Minas Gerais (Secopa-MG) participam nesta sexta-feira  (04), em Manaus (AM), do I Seminário de Voluntariado, promovido pelo Comitê Organizador Local (COL) da Copa do Mundo da FIFA 2014™. O Programa Oficial de Voluntários foi apresentado pelo gerente de Voluntários do COL, Rodrigo Hermida. A sessão também contou com a presença de Fábio Starling, gerente geral de Relações com as sedes, e Marcello Cordeiro, gerente geral de competições, do COL, além de representantes das 12 cidades-sede.

Hermida explicou detalhes do funcionamento do programa, como o processo de inscrição e seleção, requisitos para participar e iniciativas de inclusão. No período da tarde, as cidades-sede terão a oportunidade de apresentar suas propostas e esclarecer dúvidas. De acordo com estimativas da FIFA, a Copa 2014 deve contar com a participação de 18 mil voluntários. Em 2013, a expectativa para a Copa das Confederações é de 6.000 voluntários. A Secopa-MG e o Comitê da Copa de Belo Horizonte elaboram um planejamento conjunto, buscando a integração de iniciativas locais ao programa oficial de voluntariado.

A assessora da Secopa-MG presente ao encontro, Ludimila Kai, acrescentou que o trabalho com voluntários da agenda de 2013 e 2014 será fundamental em vários aspectos. “O programa vai colher resultados muito positivos porque o COL pretende realizar um trabalho integrado entre as 12 cidades-sede, reforçando a parceria necessária para o êxito dessa iniciativa que tanto mobiliza a sociedade”, disse Ludimila Kai, em Manaus.

No âmbito municipal, o projeto é coordenado pelo secretário adjunto de Lazer, Roberto Tross, representado no Seminário pelos assessores do Comitê, Alessandra Santos e Alexandre Maestrini. “A soma de esforços para a mobilização de voluntários gera um movimento muito interessante junto à população, com repercussões muito positivas, que são também uma forma de legado”, explica Maestrini

O lançamento do Programa Oficial de Voluntários será divulgado na imprensa e no site oficial da FIFA (www.fifa.com).  Somente serão aceitas inscrições realizadas online. Para participar, é necessário fazer a inscrição via internet, participar do processo seletivo e acompanhar as notícias que serão divulgadas no site.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/programa-de-voluntariado-para-a-copa-do-mundo-de-2014-e-apresentado-em-manaus/