Arquivos do Blog

Governo de Minas vai obter R$ 4 milhões com BNDES

Gestão Anastasia: Cinco contratos nas áreas de segurança pública, infra-estrutura e mobilidade estão sendo coordenados junto à instituição; o primeiro já está assinado

O Governo de Minas, por meio da Secretaria de Estado de Planejamento e Gestão (Seplag), está coordenando junto ao Banco Nacional de Desenvolvimento (BNDES) cinco contratos que totalizam R$ 4 bilhões. O primeiro deles, no valor de R$ 247 milhões, já está assinado. A primeira parte do desembolso de R$ 65 milhões tem liberação prevista para este mês de agosto.

Os contratos financiarão diversas ações nas áreas de segurança pública, infraestrutura e mobilidade. A primeira parte do nempréstimo será destinada ao início das obras da LMG-800, no Vetor Norte, às reformas da Penitenciária Nelson Hungria, em Contagem, na RMBH, e do Centro Educativo de Unaí, no Noroeste do Estado, e à implantação de torres de radiocomunicação da Polícia Militar em vários municípios.

Segundo a diretora Central de Avaliação de Projetos e Captação de Recursos da Seplag, Gabriella Noronha, a destinação dos financiamentos foi definida a partir da carteira de projetos estratégicos do Estado e contribuirá para o alcance dos objetivos elencados no Plano Mineiro de Desenvolvimento Integrado (PMDI).

Outra parte do desembolso, prevista para novembro, depende apenas da consolidação da documentação. Os valores serão investidos na complementação das obras da escola de formação de professores, no bairro Gameleira, em Belo Horizonte, na ampliação do projeto Olho Vivo, em obras de melhorias em aeroportos regionais e na construção de presídios no interior do Estado.

Gabriella Noronha ressalta que a captação de recursos junto ao BNDES “é de extrema relevância no cenário fiscal atual”. Gabriella observa ainda que as condições favoráveis disponibilizadas pelo banco de fomento constituem uma alternativa positiva e contribuem para ampliar o leque de políticas públicas implementadas pelo Estado.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/recursos-de-r-4-bilhoes-do-bndes-vao-favorecer-projetos-do-governo-de-minas/

Governo de Minas: atleta pedala 24 horas consecutivas para chamar atenção para o tema drogas

O objetivo é chamar a atenção para a prevenção do uso de entorpecentes, lembrando que a prática de esportes é um bom caminho para uma vida com qualidade.

O mineiro Rogério Pacheco, triatleta com vários títulos mundiais, promete um alerta diferente contra o uso de drogas neste sábado (23.06): ele vai pedalar por 24 horas, no entorno da Lagoa da Pampulha, em Belo Horizonte, com breves paradas apenas para se alimentar. O objetivo é chamar a atenção para a prevenção do uso de entorpecentes, lembrando que a prática de esportes é um bom caminho para uma vida com qualidade. “O esporte te envolve de tal forma que nada que não contribua para a saúde do seu corpo vai te interessar”, ressalta o atleta.  Rogério possui um projeto de ajuda a ex-dependentes químicos que neste mês comemora quatro anos de atuação.

Amigos e ex-usuários atendidos pelo projeto de Rogério são esperados para a pedalada no entorno da Pampulha. Eles foram convidados para dar mais visibilidade à ação, e para fornecer informações aos cidadãos sobre o que o atleta está fazendo naquele local.

O projeto Pedalando pela Vida é uma das ações desenvolvidas pela Subsecretaria de Políticas sobre Drogas (Supod), da Secretaria de Estado de Defesa Social (Seds), em parceria com diversas instituições públicas, privadas e não governamentais de Minas, em comemoração à Semana Estadual de Prevenção às Drogas. Entre 19 e 26 deste mês estão sendo realizados cerca de 200 eventos em todo o Estado, com o tema “Superação”.

Outra programação em BH

Neste sábado (23), também será realizada a Marcha Contra o Crack e Outras Drogas, em Belo Horizonte. O ato público tem o objetivo de chamar a atenção para o combate ao uso de entorpecentes e pretende ser uma grande mobilização dos mineiros pela vida. São esperadas cerca de 10 mil pessoas, da capital e do interior do Estado. Há caravanas das cidades de Jaboticatubas, Ravena, Santa Luzia, Divinópolis, Oliveira, Esmeraldas, Contagem, entre outros municípios.

A concentração para a caminhada será às 9h em frente ao Colégio Estadual Central, no Lourdes, com deslocamento até a Praça da Assembleia Legislativa.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/atleta-pedala-24-horas-consecutivas-para-chamar-atencao-para-o-tema-drogas/

Governo de Minas: Policiais civis e militares participam de Treinamento Policial Integrado

Qualificação profissional de segurança pública em Minas já capacitou mais de 500 agentes apenas neste ano

Um total de 537 agentes da Polícia Civil e da Polícia Militar de Minas Gerais já foram capacitados, apenas em 2012, no Treinamento Policial Integrado (TPI), uma das principais estratégias de qualificação dos profissionais de segurança pública de Minas Gerais. Desde o começo do ano, o curso já foi realizado nos municípios de Belo Horizonte, Ipatinga, Contagem, Vespasiano, Barbacena e Teófilo Otoni e, até o mês de dezembro, serão treinados também policiais de Uberlândia, Curvelo e outras cidades da Região Metropolitana da capital. Ao todo serão 1.015 profissionais qualificados em todo o Estado.

A integração e a descontração entre os integrantes das duas forças policiais durante os treinamentos que vêm sendo realizados chamaram a atenção do gestor da Qualidade da Atuação do Sistema de Defesa Social, José Francisco da Silva. Para ele, a atuação conjunta das corporações policiais é um dos pilares do sistema de Defesa Social de Minas Gerais. “A interação proporcionada por este curso a partir das práticas pedagógicas torna-se precioso instrumento para a construção de uma práxis voltada para beneficiar a comunidade”, afirma.

Experiências

Na cidade de Ipatinga, no Vale do Aço, o Treinamento Policial Integrado foi realizado entre 28 de maio e 1º de junho. Segundo o coordenador do curso no local, Capitão PM Márcio Conrado de Oliveira, o receio inicial diante de um colega desconhecido foi superado pelos policiais. “Eles realmente não tinham histórico de trabalhar juntos, mas rapidamente trocaram informações e aprenderam a somar as experiências”, destacou.

No treinamento realizado entre 14 e 18 de maio, em Teófilo Otoni, no Vale do Mucuri, os policiais também demonstraram integração e boa vontade em compartilhar algumas rotinas de trabalho. Para a coordenadora do curso pela Polícia Civil, Anne Ferreira Ramos Correia, hoje os policiais estão mais à vontade para trocar informações e atuar juntos. “Isso certamente vai reforçar a segurança pública no município e região, trazendo benefícios para toda a comunidade”.

Em Barbacena, na Zona da Mata, o TPI foi realizado entre os dias 23 e 27 de abril. Para o coordenador do curso na cidade, capitão PM Gilberto Fonseca da Cunha Júnior, o treinamento possibilitou o aprendizado de técnicas importantes. “Os policiais da nossa região conseguiram aprofundar conhecimentos em técnicas de isolamento, preservação do local de crime e exercício nas aulas de tiro. A turma foi bastante proativa nos debates e o resultado foi um entrosamento que certamente se refletirá em atuações conjuntas no combate ao crime e à violência”, ressaltou.

O treinamento

O Treinamento Policial Integrado (TPI) capacita os policiais para que se tornem defensores e multiplicadores dos direitos humanos durante o exercício de suas funções. Com 40 horas/aula de duração por turma, o curso visa incentivar a ação integrada das forças policiais militares e civis a partir da reflexão sobre os modelos comportamentais das corporações, conscientizando os profissionais sobre a importância de pautar sua conduta nos limites da lei, da ética e dos direitos humanos. Além disso, o treinamento busca também padronizar as rotinas das policias a partir de uma maior eficiência e agilidade no trabalho policial, de modo a satisfazer as necessidades de segurança da população.

Cada turma do TPI é composta por 35 policiais civis e militares que estudam, dentre outras, as disciplinas de Política de Integração do Sistema de Defesa Social e Gestão Operacional Integrada, Atuação de Qualidade, Atuação em Local de Crime, Direitos Humanos e Técnicas Policiais. Ao longo do curso são abordados ainda a operacionalização dos sistemas informatizados de segurança pública, o policiamento comunitário e o treinamento com arma de fogo.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/policiais-civis-e-militares-participam-de-treinamento-policial-integrado/

Governo de Minas: Saúde libera a quarta parcela de 10 milhões para a construção do Centro Materno Infantil de Contagem

A nova unidade vai oferecer mais conforto e atendimento humanizado para as mulheres e crianças

A Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES/MG) repassou no mês de maio a quarta parcela de R$ 1 milhão referente a um convênio firmado com a prefeitura de Contagem. Ao todo serão investidos R$ 10 milhões, pagos em dez parcelas, para a construção do Centro de Atenção Materno Infantil no município. Os recursos são provenientes do Governo do Estado.

De acordo com o Secretário Antônio Jorge, a Maternidade tem como objetivo reforçar as ações de assistência à saúde da mulher e da criança e vai oferecer mais conforto e atendimento humanizado a ambas. “Com esta construção iremos ampliar a cobertura dos partos atendidos pelo Sistema Único de Saúde (SUS) dentro do município, que passará de 35% para 100%. Ao todo serão 550 partos por mês”, afirmou.

A nova unidade, que também conta com investimentos do governo federal e municipal, funcionará dentro do mesmo terreno onde está localizado o Hospital Municipal e Maternidade de Contagem. A unidade contará com 30 leitos de UTI neonatal, 10 leitos de enfermaria mãe-canguru, 10 leitos de UTI pediátrica, 34 leitos de enfermaria pediátrica, 62 leitos de internação em alojamento conjunto e ginecologia, além de um pronto-socorro 24 horas, com 10 leitos de observação e um centro obstetrício totalmente equipado com 6 apartamentos e 4 salas de parto cirúrgico.

Para as mães que desejam acompanhar mais de perto a internação de seus filhos na UTI neonatal, a maternidade ainda contará com uma casa que servirá de alojamento. Serão 32 vagas, com espaço de convivência para a troca de experiências.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/saude-libera-a-quarta-parcela-de-10-milhoes-para-a-construcao-do-centro-materno-infantil-de-contagem/

 

Gestão da Educação: Projeto Correspondência estimula alunos com antiga forma de comunicação

Alunos de Escola Estadual em Contagem se correspondem com alunos de outros estados através de carta

Divulgação SEE
Alunas participam do "Projeto Correspondência"
Alunas participam do “Projeto Correspondência”

A Escola Estadual Nova Contagem I, em Contagem, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, ligada à Secretaria de Estado de Educação, desenvolveu o “Projeto Correspondência” que estimula os alunos a utilizar a carta como forma de comunicação com alunos de outros estados como São Paulo e Rio Grande do Sul. Além de incentivar a leitura, praticar a escrita e a caligrafia, os 28 alunos do 5° ano do ensino fundamental, que participam do projeto ainda fazem novas amizades. A iniciativa partiu de um grupo de professores chamados “Professores Solidários” que participam de redes sociais na internet.

A educadora Vitória Petrillo Elias Marugeiro que pertence ao grupo desde 2004. “Muitos dos alunos de hoje nunca receberam ou escreveram uma carta, pois se correspondem por e-mail. Por isso, pensamos nela, pois é uma forma de dar importância à correspondência escrita, sem contar que, ao redigirem as cartas, os alunos dão mais atenção ao que escrevem”, explica Vitória.

Ao escreverem as cartas, os estudantes desenvolvem o lado social possibilitado pela troca de correspondências. A importância da criação e manutenção da amizade, bem como as múltiplas funções da escrita também são trabalhadas no projeto. “Ele possibilita um intercâmbio sociocultural entre alunos e educadores das escolas ampliando a comunicação e contribui com a troca de experiência no processo de ensino e aprendizagem dos sujeitos envolvidos”, comenta a professora.

O projeto começou com uma carta coletiva para a apresentação da turma participante. No texto, os alunos falaram sobre o bairro, a cidade e o Estado em que vivem. Na segunda fase, começaram as correspondências individuais. Os estudantes falam sobre filmes, passeios, livros preferidos e sobre os projetos que participam nas escolas em que estudam. “Eu escrevi para um menino chamado Walace. Na minha carta perguntei como era a escola em que ele estudava e se ele gostava de estudar. Ele me respondeu gosta de estudar e me perguntou se eu gosto das férias, o que eu faço nas férias e quantos anos eu tenho”, lembra Bárbara Letícia de Carvalho, de 10 anos.

Outro ponto forte do projeto é a expectativa. O estudante Rafael Lucas Ferreira Manoel, de 10 anos, explica que ficou muito ansioso depois que escreveu sua primeira carta. “Eu fico muito ansioso para receber uma carta de volta. Quero saber mais sobre a outra pessoa, a cidade em que ela mora”, comenta.

Para o projeto que será realizado durante todo o ano, os alunos foram orientados sobre o tipo de informações que poderiam escrever. “Primeiro apresentamos a ideia do projeto aos pais e aos próprios alunos. Depois, quando foi o momento de começar a redigir as cartas, dissemos aos nossos estudantes que não era para fornecer informações como telefone e endereço em que residem”, orientou a professora.

Nesta semana, os alunos vão assistir a uma peça de teatro que retrata o papel do carteiro, profissional de grande importância para o projeto desenvolvido na escola.

Professores solidários

‘Professores Solidários’ é um grupo formado por educadores de todo o país nas redes sociais. Em uma espécie de fórum, esses profissionais compartilham as experiências pedagógicas desenvolvidas nas escolas em que lecionam. Foi a partir desse grupo que teve início o ‘Projeto Correspondência’, do qual os alunos da Escola Estadual Nova Contagem I participam.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/projeto-correspondencia-estimula-alunos-com-antiga-forma-de-comunicacao/

Governo de Minas: prevenção à Criminalidade é debatida por Estado e município

Durante seminário, o secretário Rômulo Ferraz ressaltou a importância do desenvolvimento de ações preventivas na segurança pública

Quase mil pessoas discutiram o tema “Dever do Estado, responsabilidade de todos: segurança pública como direito social” durante o primeiro Seminário Municipal da Política Estadual de Prevenção à Criminalidade, realizado nesta quarta-feira (30), no auditório do Sesc Palladium, em Belo Horizonte.

O evento, promovido pela Secretaria de Estado de Defesa Social (Seds), por meio da Coordenadoria Especial de Prevenção à Criminalidade, com o apoio da Prefeitura Municipal de Belo Horizonte (PBH), reuniu gestores e técnicos das áreas de segurança pública, saúde, assistência social e educação, lideranças comunitárias, grupos juvenis e de mulheres, membros de movimentos culturais e organizações não governamentais.

Durante o evento, foram debatidas as especificidades, os desafios e as perspectivas da segurança pública em Belo Horizonte, bem como a importância da articulação intersetorial na construção de alternativas para a redução da violência.

Na abertura do seminário, o secretário de Estado de Defesa Social, Rômulo Ferraz, ressaltou a importância do desenvolvimento de ações preventivas na segurança pública. “Um dos maiores desafios da pasta é a identificação e a materialização do equilíbrio necessário entre repressão e medidas de prevenção à criminalidade. As medidas focadas na repressão imediata, ainda que aperfeiçoadas e avolumadas, por si só não surtirão efeitos”, afirmou.

O secretário lembrou que, neste ano, haverá inauguração de três novos Centros de Prevenção à Criminalidade (CPCs), com os programas Fica Vivo e Mediação de Conflitos, sendo dois em Belo Horizonte e um em Contagem. Contagem também será um dos municípios que sediará, em junho, outro seminário municipal de prevenção à criminalidade. “Essa aproximação da Coordenadoria de Prevenção à Criminalidade com as prefeituras municipais vai ser o norte do trabalho. O papel do município na prevenção é fundamental. Vamos chamar os municípios para dialogar, para construir as ações”, disse o coordenador de Prevenção à Criminalidade da Seds, Talles Andrade.

Talles explicou ainda que a aproximação institucional com as prefeituras para fortalecimento da política preventiva nos territórios onde estão instalados os Centros de Prevenção é a principal proposta dos seminários. “O papel das demais políticas sociais é fundamental para a intervenção nas demandas que chegam dos usuários das políticas de prevenção. O seminário é um momento simbólico, que representa esse desejo mútuo e, mais que isso, a necessidade de integrar as ações”, afirmou. Além de Contagem, também será realizado, em junho, um seminário nesse formato em Betim.

Além do secretário Rômulo Ferraz e do coordenador de prevenção da Seds, Talles Andrade, participaram da abertura do evento: o comandante geral da Polícia Militar, coronel Márcio Martins Sant´anna; o chefe de gabinete da Polícia Civil, delegado geral Jesus Trindade Barreto Junior; a promotora de Justiça Cássia Virgínia Serra Teixeira Gontijo; o juiz da Vara de Execuções Criminais, Guilherme de Azevedo Passos; a defensora pública Roberta Mesquita; o secretário de Segurança Urbana e Patrimonial de Belo Horizonte, coronel Genedempsey Bicalho; o chefe de gabinete da Secretaria Municipal de Políticas Sociais, Antônio David de Souza Junior; e o diretor do Instituto Elo, Gleiber Gomes de Oliveira.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/prevencao-a-criminalidade-e-debatida-por-estado-e-municipio/

Governo de Minas: Ipem/MG fiscaliza cronotacógrafos na BR 040 em Sete Lagoas

A operação acontece de 9h às 17h, e conta com a parceria da Polícia Rodoviária Federal

O Instituto de Metrologia e Qualidade do Estado de Minas Gerais (Ipem/MG) realiza, nesta quinta-feira (31), uma operação de fiscalização dos cronotacógrafos na BR 040, km 470, em Sete Lagoas. A operação acontece de 9h às 17h, e conta com a parceria da Polícia Rodoviária Federal. No horário de 9h às 11h, os responsáveis pela fiscalização estarão disponíveis para atendimento à imprensa.

Obrigatório em caminhões, ônibus escolares e coletivos e demais veículos com capacidade para transportar mais de 4.536kg ou acima de 10 passageiros, como vans, o cronotacógrafo é essencial para a segurança nas estradas. Considerado a “caixa preta” dos veículos, o cronotacógrafo é um aparelho que permite monitorar o deslocamento do veículo, bem como sua velocidade e distância percorrida.

Durante a operação de fiscalização, será verificada a validade do certificado de verificação emitido pelo Ipem/MG, além do lacre e etiqueta do Inmetro. Proprietários dos veículos ou empresas que não possuírem o certificado de verificação válido do cronotacógrafo serão autuados e têm dez dias para apresentar defesa junto ao Ioem/MG.

Cronotacógrafo

O cronotacógrafo contém um disco diagrama de papel ou fita que deve ser trocado a cada 24 horas ou sete dias. Para obter o certificado de verificação – obrigatório para transportar cargas e passageiros – o proprietário do veículo deve lacrar o equipamento em uma oficina autorizada pelo fabricante e credenciada pelo Inemtro. Em seguida, deve passar por ensaios em um posto autorizado pelo órgão federal, que analisa se o instrumento atende aos requisitos do regulamento. Caso seja aprovado, o certificado de verificação é emitido e tem validade de dois anos, em todo o território nacional.

O IpemMG possui dois postos de ensaio: um deles está localizado na sua sede, em Contagem, e outro na regional Uberlândia. Em Minas Gerais, outros 24 postos estão em funcionamento e a listagem completa está disponível no site http://dipin.inmetro.rs.gov.br/cronotacografo/

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/ipemmg-fiscaliza-cronotacografos-na-br-040-em-sete-lagoas/

Gestão da Educação: estudantes da rede estadual redescobrem o mundo literário na Bienal do Livro

 

Secretaria de Educação concedeu vouchers aos alunos para a compra de livros

Divulgação/SEE
Alunos da rede estadual puderam comprar muitos livros com o voucher escolar de R$ 5 concedidos pela Secretaria de Estado de Educação
Alunos da rede estadual puderam comprar muitos livros com o voucher escolar de R$ 5 concedidos pela Secretaria de Estado de Educação

Alunos de instituições de ensino de Belo Horizonte e Contagem tiveram a oportunidade de passear pelos corredores da Bienal do Livro, que acontece no Expominas, em Belo Horizonte, com o voucher escolar de R$ 5 concedidos pela Secretaria de Estado de Educação (SEE). Os professores também ganharam o voucher escolar, no valor de R$ 30, e puderam fazer suas buscas e escolhas.

Cento e vinte e cinco alunos da Escola Estadual Antenor Pessoa, em Belo Horizonte, visitaram a Bienal esta semana. Matheus Felipe, de 12 anos, realizou muitas compras. Com R$ 4,50 comprou cinco volumes de gibis da famosa saga Guerra das Estrelas. Em meio a tanta oferta, obras e cores, ele conseguiu encontrar as histórias que deverão preencher seu tempo livre.

Os títulos adquiridos eram curiosos. A aluna Sara Dias, de 10 anos, procurava obras com poesia. Ela que, eventualmente, cria poemas em seu diário, acabou levando para casa um romance sobre vampiros. “A moça que atendia o stand me deu algumas indicações, mas acabei chegando ao livro ‘Quem tem medo de vampiro’”. Sem aparentar saber exatamente do que se tratava a obra infanto-juvenil, do curitibano Dalton Trevisan, a estudantes deverá ter uma agradável surpresa, quando começar a navegar pela história, que fala sobre as aventuras e desventuras da alma humana.

A diretora da Escola Estadual Antenor Pessoa, Kátia Perdigão, lembrou que a visita a uma Bienal do Livro, é uma experiência que cativa e que não se substitui. “É igual a teatro e cinema. São ambientes peculiares que causam impactos diferentes. O que estes alunos estão levando não é só um livro, e sim a lembrança de várias referências que, com certeza, continuarão a estimulá-los para o mundo literário de forma permanente na vida deles”, observou a diretora.

A Secretaria de Estado de Educação (SEE) liberou recurso para algumas escolas da rede estadual criarem ou ampliarem o acervo literário. Cada instituição recebeu uma verba que varia de R$ 1 mil a R$ 5 mil, de acordo com o número de alunos.

Entre as escolas contempladas está a Escola Estadual Deputado João de Almeida, no município de Pedra Azul, no Vale do Jequitinhonha. De acordo com a diretora, Adilene Lopes Barros, os livros adquiridos vão contribuir com os projetos de leitura desenvolvidos pela instituição. “Adquirimos livros variados, alguns escritos por autores conhecidos como Clarice Lispector e José de Alencar. Outros livros abordam temas relacionados aos valores humanos, pois fazem parte dos temas transversais que trabalhamos”, explica a diretora da escola que esteve na Bienal do Livro para a aquisição dos títulos.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/estudantes-da-rede-estadual-redescobrem-o-mundo-literario-na-bienal-do-livro/

Governo de Minas: crimes sexuais contra crianças estão entre os mais denunciadoc

Disque Direitos Humanos registrou, de 2009 a 2011, média mensal de 54 denúncias

De 2009 a 2011 o Disque Direitos Humanos (0800 031 1119) recebeu 1.970 denúncias de crimes sexuais contra crianças e adolescentes, média mensal de 54 relatos. Na semana que marca o Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes, a Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social (Sedese) reforça a necessidade de a sociedade não se calar diante desse tipo de crime. Para isso, as ações da Campanha Minas Alerta: Proteja Nossas Crianças serão reforçadas em todo o Estado.

Nesta sexta-feira (18), a Sedese vai realizar uma blitz educativa na Ceasa (BR-040/KM688 – Contagem), das 7h30 às 9h30. Além disso, haverá um buzinaço, às 9h, em várias regiões do Estado, em sinal de repúdio às violações dos direitos de crianças e adolescentes. O material gráfico da campanha também está sendo enviado para as 19 regionais da Sedese, para que a ação alcance um maior número de pessoas. O objetivo principal é incentivar a população a denunciar as diversas violações por meio do Disque Direitos Humanos (0800 031 11 19).

O serviço é sigiloso, gratuito e funciona de segunda a sexta-feira, das 8h às 22h. Para que a denúncia seja apurada com mais agilidade, o denunciante precisa fornecer informações básicas: identificar a vitima, quem é o agressor e endereço completo. As denúncias recebidas pelo Disque Direitos Humanos são encaminhadas para o Conselho Estadual, promotorias do idoso, prefeituras e delegacias especializadas.

Lançada em maio de 2008, a Campanha Proteja Nossas Crianças é uma das maiores mobilizações já realizadas no país com foco no combate à violência doméstica e à exploração sexual de crianças e adolescentes. Conta com a parceria das emissoras de TV, rádio e jornais impressos do Estado. A iniciativa é coordenada pela Sedese, pelo Serviço Voluntário de Assistência Social (Servas) e pelo Conselho Estadual dos Direitos da Criança e do Adolescente (Cedca).

A data

O 18 de Maio foi instituído pela Lei Federal nº. 9970/00 como o Dia Nacional de Luta contra o Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes.  A data foi escolhida porque em 18 de maio de 1973, em Vitória (ES), uma menina de oito anos de idade foi raptada, drogada, estuprada, morta e carbonizada por jovens de classe média alta da cidade. O crime bárbaro chocou a opinião pública nacional e ficou conhecido como o “Crime Araceli”, nome da vítima. Apesar de sua natureza hedionda, prescreveu impune.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/crimes-sexuais-contra-criancas-estao-entre-os-mais-denunciados/

Gestão Anastasia: mobilização marca Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças em Minas

Data terá blitz no Ceasa, buzinaço em várias regiões do Estado e a formação de banner humano

Divulgação/Sedese
Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes será marcado por várias ações em Belo Horizonte e interior do Estado
Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes será marcado por várias ações em Belo Horizonte e interior do Estado

O Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes, 18 de maio, será marcado por várias ações em Belo Horizonte e Região Metropolitana.  A campanha Minas Alerta: Proteja Nossas Crianças, coordenada pela Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social (Sedese) fará uma blitz na Ceasa (BR-040/KM688 – Contagem), das 7h30h às 9h30. Além disso, haverá um buzinaço, às 9h, em várias regiões do Estado, em sinal de repúdio às violações dos direitos de crianças e adolescentes. A mobilização está sendo feita nas redes sociais e envolve a rede de proteção.

O objetivo principal das ações é incentivar a população a denunciar as diversas violações por meio do Disque Direitos Humanos (0800 031 11 19), número que recebeu 8.903 denúncias de crimes contra esse público nos últimos três anos, média de 2.967 relatos a cada 365 dias. E os crimes sexuais estão entre os mais denunciados neste período: foram 1.970 relatos.

Lançada em maio de 2008, a Campanha Proteja Nossas Crianças é uma das maiores mobilizações já realizadas no país com foco no combate à violência doméstica e à exploração sexual de crianças e adolescentes. Conta com a parceria das emissoras de TV, rádio e jornais impressos do Estado. A iniciativa é coordenada pela Sedese, pelo Serviço Voluntário de Assistência Social (Servas) e pelo Conselho Estadual dos Direitos da Criança e do Adolescente (Cedca).

O serviço, criado em 2000 pelo Governo de Minas, recebe ligações de todo o Estado. Os relatos recebidos são encaminhados para os conselhos e delegacias especializadas. Em alguns casos, dependendo da gravidade e urgência, até mesmo a Polícia Militar pode ser acionada.

O serviço é sigiloso, gratuito e funciona de segunda a sexta-feira, das 8h às 22h. Para que a denúncia seja apurada com mais agilidade e as providências tomadas, o denunciante precisa fornecer informações básicas, como identificação da vitima e do agressor, além do endereço completo.

Banner humano

Em Belo Horizonte um evento na Praça da Estação (Avenida dos Andradas) marcará a data. Durante a ação, realizada pela Prefeitura de Belo Horizonte, os manifestantes vão formar um banner humano com os dizeres “18 DE MAIO”. Os organizadores pedem a todos que levem sombrinhas coloridas para representar a proteção das crianças e adolescentes. A mobilização, que conta com o apoio e participação da Sedese, começa às 9h30.

A data

O 18 de Maio foi instituído pela Lei Federal Nº. 9970/00 como o Dia Nacional de Luta contra o Abuso e a Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes.  A data foi escolhida porque em 18 de maio de 1973, em Vitória (ES), uma menina de oito anos de idade foi raptada, drogada, estuprada, morta e carbonizada por jovens de classe média alta da cidade. O crime bárbaro chocou a opinião pública nacional e ficou conhecido como o “Crime Araceli”, nome da vítima. Apesar de sua natureza hedionda, prescreveu impune.

Dia do caminhoneiro

Além da mobilização do dia 18, as ações da campanha Minas Alerta: Proteja Nossas Crianças serão intensificadas em 29 de junho, Dia do Caminhoneiro e na Semana da Criança, celebrada na primeira quinzena de outubro.  Nessas datas, mais ações de conscientização serão realizadas em todo Estado.

Além dos órgãos de imprensa de Minas Gerais, a campanha conta com apoio de várias instituições privadas e públicas, como Polícia Rodoviária Federal, Ceasa Minas, Siga Bem Caminhoneiro, Serviço Social do Transporte (SEST), Serviço Nacional de Aprendizagem do Transporte (SENAT), Associação dos Atacadistas Distribuidores do Estado de Minas (Ademig), Prefeitura de Belo Horizonte e Instituto ABAD (Associação Brasileira de Atacadistas e Distribuidores) com sede em São Paulo.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/mobilizacao-marca-dia-nacional-de-combate-ao-abuso-e-a-exploracao-sexual-de-criancas-em-minas/