Arquivos do Blog

Governo Antonio Anastasia: modelo de gestão pública de Minas Gerais atrai visitantes da Colômbia

Visita foi organizada pelo Escritório de Prioridades Estratégicas, com participação da Secretaria de Estado de Planejamento e Gestão

Osvaldo Afonso / Imprensa MG
Os integrantes do governo colombiano vieram conhecer as três fases do Choque de Gestão do Governo de Minas
Os integrantes do governo colombiano vieram conhecer as três fases do Choque de Gestão do Governo de Minas

Representantes do governo da Colômbia estiveram em missão especial na Cidade Administrativa Presidente Tancredo Neves, nesta segunda-feira (04), para acompanhar de perto o êxito da administração em Minas e conhecer as três fases do Choque de Gestão. A visita foi organizada pelo Escritório de Prioridades Estratégicas e contou com a participação da Secretaria de Estado de Planejamento e Gestão (Seplag).

Durante todo o dia o diretor de educação, Santiago Isaza Arango, e a gerente da Fundação de Desenvolvimento Educacional do Estado de Caldas, Claudia Vélez, assistiram a apresentações dos especialistas em gestão pública que atuam no Governo de Minas.

A equipe se reuniu com os servidores da Seplag para acompanhar o processo de funcionamento dos principais setores estratégicos que coordenam as ações da Gestão para a Cidadania – terceira fase do Choque de Gestão – com destaque para o Estado em Rede e Acordo de Resultados.

A subsecretária de Gestão da Estratégia Governamental, Adriane Ricieri, fez a apresentação do instrumento de pactuação de indicadores de metas que oferece maior eficiência na execução de políticas. “Trata-se de um importante instrumento gerencial que procura sempre alinhar o trabalho das instituições com a estratégia governamental”, explicou.

O grupo colombiano também elogiou o sistema de pactuação que, segundo eles, garante o reforço dos servidores ao desempenhar as suas atividades. “Achamos importante a forma como Minas conduz a sua gestão orientada no esforço de suas equipes. É o que nós, na Colômbia precisamos fazer para termos uma administração eficiente: fortalecer nosso campo institucional”, definiu Claudia Vélez.

Histórico

A troca de experiências e conhecimentos em gestão pública eficiente é a principal pauta de visitas técnicas que o Governo de Minas vem recebendo desde 2011. Entre os países que já estiveram no estado estão o Sudão, Cingapura, Argentina e o Banco Mundial.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/modelo-de-gestao-publica-de-minas-gerais-atrai-visitantes-da-colombia/

Gestão Eficiente: Delegação colombiana conhece a Magistra, em um passeio pela história da educação em Minas

Comitiva está no Estado para conhecer os projetos e ações desenvolvidos pela Secretaria de Estado de Educação

A Magistra – Escola de Formação e Desenvolvimento Profissional de Educadores de Minas Gerais – foi apresentada, nesta quarta-feira (30), à delegação colombiana que visita o Estado esta semana para conhecer as experiências mineiras na educação. Durante o encontro, a diretora da Magistra, Ângela Dalben, apresentou a estrutura da Escola e suas atribuições. A Magistra atua na formação inicial e continuada de professores e demais profissionais da educação da rede pública no Estado.

A comitiva também entendeu como é realizado o trabalho de formação presencial e à distância da Magistra, bem como o funcionamento da parceria da instituição com as universidades, com a formação da Rede Mineira de Formação de Educadores. “Queria conhecer de perto essa experiência de formação. Como a Escola busca essa aliança com o seu público”, destacou a diretora do Instituto de Estudos em Educação da Universidade do Norte, em Barranquilla, na Colômbia, Leonor Jaramillo de Certain.

Ainda na Magistra a delegação, composta de membros do poder público, líderes de instituições privadas e representantes de universidades, também conheceu um pouco da história da educação em Minas Gerais. A comitiva visitou o ‘Museu Ana Maria Casasanta Peixoto’ e teve contato com itens do acervo de seis mil peças que ajudam a contar as fases da educação no Estado. Entre as peças existem mobiliários, fotos e documentos.

“A visita foi muito emocionante. O museu mostra a importância do docente no Brasil para a sociedade. Ele é o protagonista da condução da educação. Os membros da delegação ficaram muito emocionados. Vamos levar essa inspiração para Colômbia e, quem sabe, fazer um registro da história da educação do nosso país. Que esse museu possa seguir acompanhando a história da educação no Brasil”, explica a chefe da delegação da Colômbia e diretora executiva da Fundação Empresários pela Educação, María Victoria Angulo González.

Delegação conhece estrutura política e educacional de Minas

Na tarde desta quarta-feira (30), a delegação colombiana conheceu um pouco sobre o ensino superior mineiro. O reitor da Universidade Estadual de Minas Gerais (UEMG), Dijon Moraes Junior, explicou para a Missão a estrutura da instituição e como ela se insere na educação superior do Estado. Já a Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG), foi apresentada por membros da Comissão de Educação, Ciência e Tecnologia da casa.  Na ocasião, a delegação colombiana teve a oportunidade de conhecer projetos da ALMG que são executados em parceria com a Educação e a estrutura da Assembleia, como número de deputados, suas comissões, entre outros. Durante a reunião, também foi apresentada à comitiva o panorama da inclusão educativa em Minas Gerais.

Missão colombiana visita escolas em Ouro Preto

Na última terça feira (29), o grupo que compõe a missão colombiana esteve em Ouro Preto para visitar duas escolas estaduais. Na cidade, foram recebidos pela diretora da Superintendência Regional de Ouro Preto, Iracema Ana D’Arc, que os levou à Escola Estadual Dom Velloso e à Escola Estadual Marília de Dirceu.

Nas duas escolas, os colombianos tiveram a oportunidade de conversar com os professores, equipe pedagógica e alunos sobre a sua participação nas avaliações externas e nos exames aplicados pela Secretaria de Estado de Educação, como o Programa de Avaliação da Alfabetização (Proalfa) e o Programa de Avaliação da Rede Pública de Educação Básica (Proeb). “Nos interessa muito entender como as avaliações são recebidas nas escolas, como é a participação dos alunos e como os professores trabalham com os seus resultados”, explicou Maria Victoria Ângulo.

A delegação Colombiana foi recebida com festa pelos alunos. Enquanto na Escola Estadual Dom Velloso um cartaz escrito em português e espanhol dava as boas-vindas ao grupo, na Escola Estadual Marília de Dirceu os alunos cantaram todos juntos o hino da escola. Para a diretora Maria Luzia Mapa, da EE Marília de Dirceu, a visita dos colombianos é uma oportunidade de estimular a aprendizagem. “Uma visita estrangeira aguça a curiosidade dos alunos. Com certeza, os professores vão poder trabalhar isso em sala de aula, mostrando o que é uma cultura diferente, uma língua diferente. Isso enriquece o nosso trabalho”.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/delegacao-colombiana-conhece-a-magistra-em-um-passeio-pela-historia-da-educacao-em-minas/

Governo de Minas: Anastasia recebe embaixadora da Colômbia para discutir interesses comuns

Intenção é estreitar os laços entre as duas unidades subnacionais, principalmente na área de gestão pública e planejamento urbano

O governador Antonio Anastasia recebeu em audiência, nesta quarta-feira (30), no Palácio Tiradentes, em Belo Horizonte, a embaixadora da Colômbia no Brasil, María Elvira Pombo Holguín. Durante o encontro, a embaixadora anunciou a Anastasia a intenção do governador de Antioquia, um dos 32 departamentos da Colômbia, Luis Alfredo Ramos, em visitar Minas Gerais. A intenção é estreitar os laços entre as duas unidades subnacionais principalmente na área de gestão pública e planejamento urbano.

Luis Alfredo Ramos deverá visitar Minas em julho, quando deverá ser organizado, segundo orientação do governador Anastasia, um seminário de oportunidades de negócios entre empresas de Minas Gerais e da Colômbia. Só no primeiro quadrimestre de 2012, as transações comerciais entre Minas e a Colômbia totalizaram US$ 89,9 milhões. Nesse período, as exportações para a Colômbia aumentaram 14,3%, em relação a igual período de 2011, e atingiram US$ 76,7 milhões.

Desde a última segunda-feira, uma delegação da Colômbia está em Minas Gerais para conhecer projetos educacionais promovidos pelo Governo do Estado. O grupo de 24 pessoas, composto por gestores do poder público, líderes de instituições privadas e representantes de universidades já se reuniu com equipe da Secretaria de Estado de Educação. Entre os temas apresentados estão o desempenho dos estudantes no Sistema Mineiro de Avaliação da Educação Pública (Simave) e o Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb), do Ministério da Educação, além de projetos com foco no ensino fundamental, médio e profissionalizante.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/anastasia-recebe-embaixadora-da-colombia-para-discutir-interesses-comuns/

Gestão Eficiente: Delegação da Colômbia conhece programas e resultados do Governo de Minas em Educação

Projetos da Secretaria de Estado de Educação serão apresentados durante esta semana à comitiva

Divulgação / SEE
Delegação colombiana foi recebida pelo vice-governador de Minas e pela secretária de Educação
Delegação colombiana foi recebida pelo vice-governador de Minas e pela secretária de Educação

Uma delegação de especialistas e gestores públicos da Colômbia iniciou, nesta segunda-feira (28), agenda de visita ao Estado para conferir os projetos educacionais promovidos pelo Governo de Minas. A equipe de 24 pessoas, composta por gestores do poder público, líderes de instituições privadas e representantes de universidades, foi recebida pelo vice-governador, Alberto Pinto Coelho, no Palácio Tiradentes. Em seguida, a missão se reuniu com a equipe da Secretaria de Estado de Educação (SEE), quando conheceu um panorama da educação no Estado. Durante a semana, a delegação vai visitar escolas estaduais.

Entre os temas apresentados à equipe estavam o desempenho dos estudantes no Sistema Mineiro de Avaliação da Educação Pública (Simave) e o Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb), do Ministério da Educação. Durante a reunião, também foram apresentados os projetos com foco no ensino fundamental, médio e profissionalizante.

“A primeira parte foi extremamente interessante e produtiva. Nós fizemos uma apresentação geral da secretaria, o seu organograma, sua forma de trabalhar, os principais programas e, em seguida, todo o modelo de planejamento, desde o Plano Mineiro de Desenvolvimento Integrado até o Acordo de Resultados, em todas as suas etapas”, explicou a secretária de Estado de Educação Ana Lúcia Gazzola, se referindo ao plano de metas estabelecido entre o governador, os secretários de Estado e as equipes relacionadas aos sistemas. No caso da Educação, essa equipe é composta pelas escolas estaduais, as Superintendências Regionais de Ensino e a equipe de servidores da sede da SEE.

O secretário de Educação da cidade de Cali, Raúl Antonio Salazar, espera conhecer durante a semana os programas que o Governo de Minas tem voltados para os alunos do ensino fundamental, a capacitação de educadores e as parcerias para o desenvolvimento de projetos. “Nós, do governo de Cali, estamos fortalecendo a nossa primeira infância e também queremos saber como fortalecer os nossos docentes na parte tecnológica. Por isso, queremos saber se, em Minas, existe uma arquitetura ou uma plataforma de comunicação e como está sendo desenvolvida nessa área. Outro interesse é saber como o setor privado se vincula de forma responsável com a educação, porque entendemos que o setor privado em Minas Gerais se importa, realmente, com a educação”, avaliou.

A escolha da experiência da educação em Minas Gerais está relacionada à facilidade de integração e compartilhamento de ideias que o Estado tem como os interessados em aprender boas práticas no ensino. “O motivo especial da escolha de Minas está relacionado à grande capacidade que esta Secretaria de Educação tem se integrar às demais, compartilhar seus saberes, experiências para que os outros melhorem cada vez mais”, comentou a secretária de Educação da cidade de Manizales, María Aracelly López Gil.

Recepção oficial

Com votos de boas vindas, o vice-governador Alberto Pinto Coelho destacou que a semana será um momento de troca de experiências na área da educação e conhecer um pouco da cultura mineira. “Espero que possam conhecer um pouco do nosso Estado, da nossa gente, valores e história. Que ao final da visita, vocês levem novas ideias, novas práticas e, nos corações, um pouco de Minas Gerais”, desejou.

Exemplo de Minas

O motivo para a escolha de Minas como um bom exemplo a ser seguido se deve ao fato de o Estado ter conseguido desenvolver o sistema educacional nas duas últimas décadas, suprindo dificuldades. Entre os pontos considerados como de destaque na educação mineira pelos colombianos está o envolvimento da comunidade com a gestão das escolas, a partir, por exemplo, do processo de indicação de diretores por parte da comunidade escolar, além das avaliações educacionais, em cujas Minas tem o pioneirismo no Brasil.

Além de participar de reuniões com a equipe da SEE na Cidade Administrativa, visitará ainda a Escola Estadual Marília de Dirceu, na terça-feira (29), em Ouro Preto, e a Escola Estadual Pedro II, de Belo Horizonte, na quinta-feira (31).

A missão técnica é uma iniciativa do Ministerio da Educación Nacional da Colômbia, em parceria com a Asociación Empresarios por la Educación (ExE) e apoiada pela Secretaria de Estado de Educação de Minas Gerais.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/delegacao-da-colombia-conhece-programas-e-resultados-do-governo-de-minas-em-educacao/

Governo de Minas: alunos de Santa Rita do Sapucaí participam de competição de robótica nos Estados Unidos

De volta ao Brasil após competição, estudantes exaltam a experiência e já pensam em novas competições do conhecimento

SEE / Divulgação
Estudantes mineiros exaltam a experiência e já pensam em novas competições do conhecimento
Estudantes mineiros exaltam a experiência e já pensam em novas competições do conhecimento

Alunos da Escola Estadual Doutor Luiz Pinto de Almeida, do município de Santa Rita do Sapucaí, disputaram na Florida, nos Estados Unidos, o mundial de robótica, First Lego League, entre os dias 3 e 6 de maio. Dez alunos da escola, que integra a rede da Secretaria de Estado de Educação de Minas Gerais, voltaram para casa cheios de planos e com novas perspectivas.

Segundo a coordenadora da escola, Luciana Pires de Carvalho, a viagem foi uma ótima oportunidade para os alunos vivenciarem um intenso intercâmbio cultural, o que resulta em amadurecimento dos estudantes.

Ainda que não saibam a classificação exata no ranking da competição, que recebeu 60 equipes, a X-factor, nome dado à equipe, acredita ter conseguido uma posição entre as dez primeiras colocadas. A pontuação relativa à última e quinta rodada da competição foi sigilosa. De acordo com Luciana Pires de Carvalho, na quarta rodada de avaliação, a equipe conseguiu 228 pontos em 400, e nenhuma outra equipe chegou aos 300 pontos.

Disputas à parte, os alunos voltaram muito animados em relação à nova experiência e ao aprendizado adquirido. “Vimos projetos muito interessantes. Conversamos com diretores e profissionais de gabarito. Além das amizades que fizemos, especialmente com as equipes da Colômbia e Holanda”, conta a estudante que participou da disputa, Ana Luiza. A coordenadora ainda lembrou que os alunos sentiram a importância de valorizar o aprendizado de outros idiomas. “Muitos voltaram com um desejo aguçado de aprofundarem sua capacidade de comunicação como poder de barganha”, afirmou Luciana.

Agora, os alunos da equipe X-Factor já pensam na próxima etapa da competição, que tem o tema “A terceira idade”. Intitulado Seniors Solutions (Soluções para pessoas da terceira idade), a competição, que será realizada em 2013, já conquistou a atenção dos alunos.

Até lá, os estudantes pretendem dar continuidade ao estudo na área de robótica realizados em parceria com a Fundação de Amparo à Pesquisa de Minas Gerais (Fapemig), que concedeu as bolsas de pesquisa aos alunos depois de terem faturado o 4º lugar na competição nacional em março deste ano, em São Paulo.

Segundo a estudante Ana Luiza, que participou pela primeira vez da competição, a experiência trouxe para ela e os colegas não só o desejo de aprofundar a pesquisa na área de engenharia. “Nós fomos para a competição com a mentalidade de um grupo unido por uma obrigação conjunta. Agora, voltamos com uma visão de uma verdadeira equipe em prol de um projeto. Nosso senso de coletividade mudou”, afirmou a integrante do X-Factor.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/alunos-de-santa-rita-do-sapucai-participam-de-competicao-de-robotica-nos-estados-unidos/

Governo Anastasia: Países andinos conhecem modelo de gestão do Governo de Minas

Secretaria de Planejamento e Gestão apresenta a evolução da administração pública estadual, que está em sua terceira geração

Osvaldo Afonso / Imprensa MG
Subsecretário André Reis destacou pontos que viabilizaram o sucesso da gestão mineira
Subsecretário André Reis destacou pontos que viabilizaram o sucesso da gestão mineira

O modelo de gestão, a evolução e as conquistas do Governo de Minas a partir de 2003 foram apresentados a gestores públicos e especialistas do Peru, Equador, Bolívia e Colômbia, nesta quinta-feira (3), pelo subsecretário de Planejamento, Orçamento e Qualidade do Gasto da Secretaria de Estado de Planejamento e Gestão (Seplag) do Governo de Minas, André Abreu Reis.

O subsecretário de Minas Gerais foi convidado pelo Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) a relatar a experiência do governo mineiro durante o “Seminário Pernambuco, BID e Países Andinos”, realizado em Recife (PE). O banco é um dos parceiros dos estados e países na formatação, implantação e acompanhamento de modelos de gestão para resultados. A troca de experiências entre esses governos é uma das práticas do BID.

Na palestra, André Reis apresentou a evolução da gestão em Minas, que está em sua terceira geração. A primeira, conhecida como Choque de Gestão (2003/2006) garantiu o ajuste fiscal e a revitalização do planejamento. Na segunda geração, “Estado para Resultados (2007/2010), o governo consolidou o acompanhamento de projetos nas secretarias e órgãos. A terceira geração – Gestão para a Cidadania – institui o Estado em Redes e prevê o trabalho integrado de áreas temáticas para execução de programas e a regionalização das ações governamentais, com a participação da sociedade civil.

André Reis destacou pontos que viabilizaram o sucesso da gestão mineira, como o engajamento da alta gestão do Governo de Minas na pactuação dos resultados, as conquistas para a área de Recursos Humanos do Estado e as ferramentas desenvolvidas para atingir os objetivos.

Durante o debate, após a apresentação, os representantes dos outros países demonstram interesse nos requisitos institucionais que permitiram ao Governo de Minas chegar a quase uma década com um modelo de gestão para resultados, a cada ano mais fortalecido e eficaz. “A maioria imaginava que essa gestão foi viabilizada por meio de tecnologia de ponta, inclusive com o desenvolvimento de softwares para isso. Mostrei que, na verdade, implantamos a gestão para resultados com boas ideias e compromisso com as metas pactuadas”, explicou André Reis.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/paises-andinos-conhecem-modelo-de-gestao-do-governo-de-minas/

Governo de Minas: presidente da Cemig é apontado como um dos melhores da América Latina

Djalma Morais ficou na 22ª colocação entre 294 dirigentes de empresas da região

Divulgação / Cemig
Djalma Morais assumiu a presidência da Cemig em 1999 e promoveu uma reestruturação
Djalma Morais assumiu a presidência da Cemig em 1999 e promoveu uma reestruturação

O presidente da Companhia Energética de Minas Gerais (Cemig), Djalma Bastos de Morais, está entre os 50 melhores presidentes de empresas da América Latina, segundo a revista Harvard Business Review. Foram analisados 294 presidentes de 197 empresas de capital aberto da Argentina, Brasil, Chile, Colômbia, México, Peru e Venezuela. O presidente da Cemig foi o 22º colocado. Informações estão no site da Cemig.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/presidente-da-cemig-e-apontado-como-um-dos-melhores-da-america-latina/

Governo de Minas: Programa Jovem Comunicador é lançado no município de Brumadinho

O programa é voltado para o público com idade entre 14 e 24 anos e visa proporcionar aos jovens um primeiro contato com o universo midiático

Filipe Diniz
O programa é voltado para jovens com idade entre 14 e 24 anos
O programa é voltado para jovens com idade entre 14 e 24 anos

Com o apoio da Secretaria de Estado de Esportes e da Juventude (Seej), por meio da Subsecretaria da Juventude, o Instituto Inhotim lançou, nesta quarta-feira (14), em Brumadinho, o programa Jovem Comunicador, voltado ao público com idade entre 14 e 24 anos, residente no município da região Central do Estado.

A ideia é proporcionar aos jovens um primeiro contato com o universo midiático e, a partir dessa iniciação, incentivá-los a produzir conteúdos de acordo com suas realidades. Para a diretora-executiva do Instituto Inhotim, Roseni Rosângela de Sena, o intuito é “despertar o senso crítico e promover a formação política dos jovens”. Para isso, serão oferecidas, a partir de 21 de março, oficinas gratuitas de blogs e redes sociais, fotografia e teatro, com duração total de 12 horas/aula para cada modalidade.

“Nossa ideia não é instrumentalizar esses jovens, e sim utilizar de tais ferramentas midiáticas para formação política e para o desenvolvimento da consciência cidadã”, salienta a diretora-executiva. Ela diz ainda que, dessa maneira, eles poderão se integrar no espaço e nos grupos em que convivem, atuando de forma participativa e propositiva, “para que sejam sujeitos históricos em todos esses espaços nos quais frequentam”.

O subsecretário da Juventude, Gabriel Azevedo, explica que o mundo tem exemplos exitosos quando o assunto é o desenvolvimento de projetos relacionados à juventude, cultura, arte e meio ambiente. “Medelin, na Colômbia, e Barcelona, na Espanha, são cidades que conseguiram protagonizar o jovem utilizando estes temas e é a partir de tais experiências que iniciamos, em Brumadinho, este programa que visa contribuir com o empoderamento de nossos jovens. Inhotim, um espaço tão rico em arte e botânica, é um ambiente propício para essa experimentação”, analisa o subsecretário.

Neste primeiro semestre, foram abertas 60 vagas destinadas aos alunos das escolas estaduais Paulina Aluotto Ferreira, Paulo Neto Alkimin e Padre Machado. As aulas serão realizadas no Centro da Juventude e no Instituto Inhotim (rua José Maria Bibiano, 381, no bairro Santa Efigênia), sempre às quartas-feiras, durante 3 meses. A analista de inclusão social e coordenadora do Jovem Comunicador, Ângela Campos, conta que os alunos terão conteúdo teórico e prático, além de infraestrutura adequada para as oficinas, com computadores, máquinas fotográficas e material didático.

José Maria Amaral Moreira Martins, de 14 anos, é um dos inscritos na oficina de teatro. “Quem fica parado não vai pra frente e por esse motivo participarei deste programa, que irá me ajudar a me comunicar melhor”, conta. Mesmo tão novo, ele já ministra palestras sobre meio ambiente e sustentabilidade na escola e participa de peças de teatro. “Meu pai é catador de papéis e, mesmo com todas as dificuldades financeiras, ele me ensinou a correr atrás. Depois desta oficina quero fazer outras”, diz o garoto.

O programa Jovem Comunicador também conta com a parceria da Prefeitura Municipal de Brumadinho, por meio da Secretaria Municipal de Ação Social.

Fonte: Agência Minas

Governo de Minas participa de programa do Departamento de Estado dos EUA

Secretaria de Estado de Casa Civil e de Relações Institucionais representará o governo mineiro

Governo de Minas, por meio da Secretaria de Estado de Casa Civil e de Relações Institucionais (Seccri), vai participar, pela primeira vez, do programa “Parceiros Legislativos das Américas”, que é financiado pelo Escritório de Assuntos Educacionais e Culturais do Departamento de Estado dos Estados Unidos (Ministério das Relações Exteriores dos EUA). Os objetivos são examinar a relação entre a sociedade civil e o governo; conhecer organizações engajadas nos temas de transparência e processo legislativo, trazendo experiências para o aperfeiçoamento e consolidação do Estado em Rede, novo modelo de gestão do governo mineiro.

Esta é a primeira vez que um representante do Poder Executivo de Minas participa do programa, tendo sido selecionado, entre numerosos candidatos, o servidor indicado pela Seccri, Thiago Hollerbach Athayde, que é assessor-chefe de Gestão Estratégica e Inovação. O escolhido é graduado em Ciências Econômicas pela Universidade Federal de Minas Gerais e formado em Gestão Pública pela Escola de Governo Professor Paulo Neves de Carvalho, que há 20 anos vem desenvolvendo sua missão na Fundação João Pinheiro de apoiar a modernização e a profissionalização da administração pública, por meio da difusão de novas técnicas de gestão, estudos e pesquisas para o aperfeiçoamento de quadros técnicos dos governos municipais, estaduais e federal. Em um total de 1.828 Instituições avaliadas pelo MEC em 2011, a escola é a 3ª melhor Instituição Pública de Ensino Superior do Brasil.

Thiago Athayde vai participar, no período de 23 de março a 12 de maio, do “Parceiros Legislativos das Américas”, onde estarão também representantes da Colômbia, República Dominicana, Guatemala, Haiti, México, Nicarágua, Paraguai e EUA. Segundo ele, “a participação do Governo de Minas é extremamente importante, pois o programa constitui uma relevante rede internacional de desenvolvimento de políticas públicas, orientadas para a transparência e a participação cidadã. Essa rede desenvolverá, a partir de uma agenda de trabalho definida, projetos a serem implementados nos países participantes”.

Ao falar de seus objetivos, Thiago Athayde acrescentou que irá “compartilhar com os demais participantes as experiências e avanços que o Estado de Minas Gerais vem alcançando nos últimos anos, especialmente com a Gestão para a Cidadania, como é conhecida a 3ª etapa do Choque de Gestão. Essa nova forma de governar agrega aos já consolidados princípios de eficiência e “ accountability”, o exercício da participação cidadã por meio de iniciativas como, entre outros instrumentos, a Governança em Rede, o Movimento Minas, as Consultas Públicas, as Conferências Participativas de Políticas Públicas, a Conferência de Serviços e as Agendas Intersetoriais.

Ele disse que também espera “conhecer na prática os métodos e sistemas que diferentes países utilizam para fomentar a transparência e a participação cidadã no desenho de políticas públicas e na agenda legislativa e de governança institucional, trazendo para Minas as lições aprendidas pelos parceiros e as boas práticas identificadas”.

Fonte: Agência Minas

Governador Antonio Anastasia participa do lançamento de nova fábrica da Coca-Cola em Minas

ITABIRITO (05/12/12) – O governador Antonio Anastasia participou, nesta segunda-feira (5), em Itabirito, na região Central do Estado, do lançamento da pedra fundamental da nova fábrica de refrigerantes da Coca-Cola FEMSA. Com investimentos de R$ 250 milhões, a planta industrial será instalada em um terreno de 300 mil metros quadrados, nas margens da BR-040, sentido Rio de Janeiro. Durante a construção, cerca de 800 empregos diretos serão gerados. A unidade terá capacidade anual instalada para a produção de 2,1 bilhões de litros de refrigerante.

Anastasia afirmou, durante a solenidade, que a instalação de uma fábrica de Coca-Cola em Itabirito, um dos mais importantes municípios mineradores do Estado, demonstra o esforço do Governo de Minas em estimular a criação de empregos de qualidade e, ao mesmo tempo, diversificar cada vez mais a economia mineira.

“Este projeto é um símbolo belíssimo de nosso esforço para diversificar o perfil econômico de Minas Gerais. Além de setores já tradicionais, como o da mineração, café e leite, é fundamental atrairmos outras indústrias para o Estado. A inserção da Coca-Cola FEMSA, uma das três marcas mais reconhecidas no mundo, é um orgulho para nós mineiros”, disse Anastasia.

Fábrica Verde

A nova unidade será construída no conceito de “fábrica verde”, cujo projeto garante o uso responsável da água e eficiência energética, seguindo as normas de sustentabilidade ambiental. A conclusão da construção da fábrica está prevista para 2013.

Todos os refrigerantes da marca Coca-Cola, em todas as embalagens existentes, serão produzidos na fábrica de Itabirito, para atender parte do mercado de Minas Gerais e região serrana do Rio de Janeiro. A fábrica contará com o maior engarrafador do Sistema Coca-Cola no mundo.

O governador Antonio Anastasia participou do lançamento da pedra fundamental da fábrica acompanhado do secretário de Estado de Meio Ambiente, Adriano Magalhães, e da secretária de Estado de Desenvolvimento Econômico, Dorothea Werneck. Eles foram recebidos pelo prefeito de Itabirito, Manoel da Mota Neto, pelo presidente da Coca-Cola FEMSA Brasil, Ricardo Botelho Bicalho, e pelo diretor da Fundação FEMSA Coca-Cola, Vidal Garza Cantú.

Minas: a melhor opção

O presidente da Coca-Cola FEMSA Brasil, Ricardo Botelho Bicalho, destacou que a nova fábrica estará localizada em uma das mais importantes rodovias brasileiras. “Minas Gerais foi a melhor opção para a Coca-Cola FEMSA, pois se trata de um estado trabalhador e que possui uma cultura muito tradicional”, disse.

A cerimônia contou com a participação do coral Canarinho de Itabirito, uma associação cultural com mais de 250 alunos, que tem como um dos apoiadores o Governo de Minas. Sob a regência do maestro Eric Lana, o grupo apresentou um repertório baseado na Música Popular Brasileira (MPB), com destaque para sambas e canções de músicos mineiros.

Em Minas Gerais, a Coca-Cola FEMSA emprega 3.500 pessoas e conta com uma fábrica localizada em Belo Horizonte, que já alcançou sua capacidade máxima e não tem mais espaço para ampliações. A nova instalação em Itabirito ampliará em 47% a capacidade instalada da fábrica que opera em Minas.

Investimentos sociais

Durante a cerimônia, a Coca-Cola FEMSA Brasil e a Fundação FEMSA fizeram a entrega simbólica de um equipamento potabilizador (tratamento de água) à Coordenadoria Estadual de Defesa Civil de Minas Gerais (Cedec). A máquina tem capacidade de tornar potável 1 litro de água por segundo, o que permite atender, diariamente, mais de 4.500 pessoas atingidas por catástrofes naturais, seja na seca ou na enchente. Ao todo, serão doados cinco equipamentos. Duas máquinas móveis ficarão na Região Metropolitana de Belo Horizonte e serão rapidamente deslocadas em casos de emergência.

Três delas são fixas e serão instaladas em municípios do Norte de Minas que ainda são abastecidos por caminhões-pipa. Cada uma dessas máquinas tem capacidade de atender 10 mil pessoas em comunidades no seu entorno. Isso com baixos custos de operação e manutenção dos equipamentos, que basicamente necessitam de sal comum, água e energia.

O diretor da Fundação FEMSA Coca-Cola, Vidal Garza Cantú, ressaltou que sendo a terceira economia do país e o segundo em população, Minas Gerais é um estado ideal para investimentos sociais. “Estamos aqui para celebrar o início dessa parceria”, completou.

Segundo o chefe do Gabinete Militar do Governador (GMG) e coordenador estadual da Defesa Civil de Minas Gerais, Coronel Luís Carlos Dias Martins, os dois equipamentos móveis já estarão à disposição logo após o treinamento das equipes, nos próximos dias 19 e 20. “É um instrumento a mais que a Defesa Civil poderá usar nos desastres naturais que por ventura possam ocorrer no Estado de Minas Gerais”, afirmou o coronel Martins.

Sobre a Coca-Cola FEMSA

A Coca-Cola FEMSA Brasil, do Grupo FEMSA (Fomento Econômico Mexicano S.A.), produz refrigerantes e água, sendo a maior franquia de Coca-Cola do mundo em volume de vendas. Dentre outros negócios, comercializa e distribui produtos das marcas do portfólio Coca-Cola Company (composto por chás, sucos, bebida láctea, energéticos, isotônicos e hidrotônicos) e cervejas da Heineken.

No Brasil – além de BH, Campo Grande (MS), Jundiaí (SP) e Mogi das Cruzes (SP) -, emprega 15 mil funcionários e atende 40 milhões de consumidores, distribuídos nas principais regiões de São Paulo, grande parte de Minas Gerais, parte do litoral paulista, todo o Mato Grosso do Sul e região serrana do Rio de Janeiro. A Coca-Cola FEMSA possui 30 unidades fabris nos países latino-americanos. Além do Brasil, a empresa atua no México, Guatemala, Nicarágua, Costa Rica, Panamá, Colômbia, Venezuela e Argentina.

Fonte: Agência Minas