Arquivos do Blog

Governo de Minas: mutuários da Cohab são premiados na promoção Eu Pago em Dia, e Você?

Os vencedores serão informados sobre a data e o local da entrega do prêmio por meio de carta enviada pela companhia

Dez mutuários da Companhia de Habitação do Estado de Minas Gerais (Cohab) foram premiados pelo primeiro sorteio da promoção Eu Pago em Dia, e Você?. Os premiados moram em conjuntos habitacionais de cinco cidades das regiões em que se organiza a promoção e a Cohab tem representação. Eles serão informados sobre a data e o local da entrega do prêmio por meio de carta enviada pela companhia. O resultado do sorteio será divulgado também no site da Cohab.

Concorreram aos prêmios os mutuários que estavam pontuais com a sua prestação de fevereiro até três dias antes do sorteio. A cada mês, dentro desse prazo, aquele que tiver débitos anteriores poderá quitá-los, juntamente com a parcela que irá vencer. Osmutuários recebem no boleto da prestação os seus cinco números da sorte, definidos a cada mês, aleatoriamente, por computador.

Na Regional Central, os ganhadores do primeiro sorteio são Hamilton Augusto Pinto, de Santa Luzia, que vai ganhar um forno de micro-ondas de 18 litros; e Lucilene Maria Silva, de Piumhi, que receberá uma câmera fotográfica digital de 14 megapixels.

Na Regional de Governador Valadares, foram premiados Jacira Ferreira, de Itabirinha, com um fogão quatro bocas com acendimento automático; e Élcio Araújo Gonçalves, de Conselheiro Pena, com um micro-ondas de 18 litros.

Na Regional de Montes Claros, os sorteados são Antônio Márcio Reis Nascimento, de Montes Claros, com uma lavadora semiautomática de seis quilos; e João Paulo Oliveira, de Bonito de Minas, com um aparelho de som micro system.

Na Regional Uberlândia, os prêmios – uma lavadora e uma câmera digital saíram, respectivamente, para Rosane Ramos da Silva, de Abadia dos Dourados, e Rosimere dos Reis Magalhães, de Lagoa Formosa.

Por fim, na Regional Itajubá, Erica de Paula Misseno, de Ilicínea, foi premiada com um fogão quatro bocas com acendimento automático; e Sérgio Justino de Morais, de Conceição da Aparecida, com um aparelho de som micro system.

Até novembro, haverá o sorteio mensal de dois prêmios por região. Em dezembro, serão três ganhadores por região, e os prêmios, ainda melhores: aparelhos de TV de LCD 32 polegadas; computadores e home theaters. A promoção é autorizada pelo Ministério da Fazenda, com o Certificado de Autorização SEAE/MF nº 01/0522/2011. Os números premiados devem ser conferidos conforme combinação que constam do regulamento publicado no site da Cohab Minas.

Desconto

A Cohab Minas já oferece também aos seus mutuários o Prêmio por Pontualidade, que beneficia, com desconto nos juros cobrados nos financiamentos, aqueles que mantiverem em dia o pagamento da prestação. O desconto é maior para as famílias com menor renda. Além de constituir um benefício social para o próprio mutuário, o Prêmio por Pontualidade realimenta o Fundo Estadual de Habitação com recursos que financiam a construção de novos conjuntos residenciais por todo o estado.

Fonte: Agência Minas

Governo Antonio Anastasia: Cohab Minas recebe maior número de cotas do programa federal de habitação

BELO HORIZONTE (29/12/11) – Com um total de 3.711 cotas, a Companhia de Habitação do Estado de Minas Gerais (Cohab Minas) fechou com sucesso o ano de 2011, ao obter, dentre as Cohabs de todo país, o maior volume de recursos do Minha Casa, Minha Vida 2, na oferta pública realizada pelo programa federal. Para a construção de casas em municípios com até 50 mil habitantes, durante os anos de 2012 e 2013, a companhia recebeu o equivalente a R$ 92,7 milhões, mais de duas vezes e meia o que conseguiu em 2009, quando captou R$ 37,7 milhões, valor correspondente a 2.645 cotas.

Com o número alcançado este ano, a Cohab Minas teve 12,66% das cotas distribuídas à região Sudeste e 3,45% das 107.348 que atenderão todo o país. Cada cota equivale ao subsídio de R$ 25.000,00. O custo de cada casa no MCMV 2 deverá variar entre R$ 38 mil e R$ 40 mil. A diferença  será coberta pela contrapartida de recursos do Fundo Estadual de Habitação, do Governo de Minas, que é fonte de 71% dos investimentos totais feitos até agora na construção de casas em Minas Gerais.

O presidente da Cohab, Octacílio Machado Júnior, atribui o expressivo aumento de cotas deste ano ao mérito da empresa em aumentar o número de casas construídas, somando os subsídios federais aos recursos destinados pelo Governo de Minas ao Lares Geraes Habitação Popular. Para o presidente, o resultado do leilão reforça o trabalho realizado pela Cohab Minas na primeira etapa do MCMV. “É um grande reconhecimento, embora seja insuficiente para o custeio da companhia nos próximos dois anos. Vamos trabalhar parcerias com o objetivo de atingir até 11 mil cotas para executar um programa mais consistente e que atenda a demanda que chega à Cohab Minas”, disse.

O diretor Administrativo e Financeiro da Companhia, Paulo Roberto Delgado, também considera que o resultado “vem com um bônus de eficiência à Cohab”. Segundo ele, em função do déficit habitacional, a empresa esperava em torno de 3.200 cotas. Ele lembra ainda que a companhia ampliou o número de casas construídas a partir do último leilão, levantando 2.816 cotas em parceria com o banco Bonsucesso.

O gerente de desenvolvimento da Diretoria de Desenvolvimento e Construção da COHAB, Cláudio Bisinoto, frisa outro aspecto positivo do repasse de recursos. “A casa a ser construída teve melhorias, e o valor da cota foi elevado do máximo de R$ 16 mil para R$ 25 mil”.

Fonte: Agência Minas

Gestão Anastasia: mais 30 famílias do município de Natércia têm acesso à casa própria

NATÉRCIA (12/12/11) – O Governo de Minas entregou em Natércia, no Sul de Minas, 30 casas construídas pela Cohab, em parceria com o Programa Lares Geraes – Habitação Popular e Minha Casa Minha Vida. Foram inaugurados dois conjuntos habitacionais na cidade: Jardim das Aves (16 casas) e Prefeito Sr. Luis Lopes Fernandes II (14). Somadas as famílias atendidas em 2010 com 30 moradias, agora já chega a 80 o total de beneficiários pela Cohab no município.

Do total de famílias atendidas, nove têm mulheres como titulares do financiamento, tendo sido selecionadas pelos critérios que priorizam as chefes de família na aquisição da casa própria pelo Lares Gerais, programa habitacional do Governo de Minas, e por seus programas parceiros. Na construção dos dois conjuntos foram investidos R$ 1.132.548,27, sendo R$ 652 548,27 aplicados pelo Governo de Minas; R$ 390.000,00 pelo Minha Casa Minha Vida; e R$ 90.000,00 pela prefeitura, sob a forma de doação e urbanização do terreno.

A entrega de chaves aos mutuários dos conjuntos habitacionais de Natércia foi acompanhada pelo prefeito José Airton. Ele agradeceu ao Governo de Minas o investimento na construção dos conjuntos, e à Cohab pela receptividade que sempre teve nas viagens feitas a Belo Horizonte, visando à concretização do empreendimento.

A solenidade ainda contou com a presença do secretário de Estado de Desenvolvimento Regional e Política Urbana, Bilac Pinto; do presidente da Cohab, Octacílio Machado Júnior; e de políticos e autoridades da região.

O secretário Bilac Pinto ressaltou a importância da casa própria. Disse que “mais que paredes, portas e janelas, a casa deve ser o local de afeto e carinho, um verdadeiro lar, imprescindível na criação e educação dos filhos”. O secretário aproveitou para anunciar ainda que o Governo de Minas, interessado em prosseguir a política habitacional no Estado, pretende, em parceria com o Governo Federal, construir nos próximos dois anos mais 12 mil casas para as famílias mineiras.

As novas casas de Natércia, as 38 moradias entregues no dia 8 de dezembro em Conceição do Mato Dentro e as 30 a serem inauguradas, nesta segunda-feira (12), em Pequeri, levam a Cohab à marca de 28.024 casas já liberadas aos mutuários. Além dessas, 2.893 casas estão concluídas, mas aguardam o término de obras de urbanização por parte das prefeituras e 1.620 estão em construção.

Fonte: Agência Minas

Gestão em Minas: Anastasia assina termo de adesão à segunda etapa do Minha Casa, Minha Vida

BELO HORIZONTE (06/12/11) – O governador Antonio Anastasia assinou nesta terça-feira (6), em solenidade no Palácio Tiradentes, com o Ministério das Cidades, termo de adesão do Governo de Minas ao Programa Minha Casa, Minha Vida 2. Prefeitos de 122 municípios mineiros também assinaram o termo de adesão ao programa. Serão construídas 170 mil casas em Minas Gerais, dentro da meta do governo federal de disponibilizar 2 milhões de unidades habitacionais em todo o país, até 2014.

Para Antonio Anastasia, além da importância social, econômica e de infraestrutura, a casa própria representa o resgate da cidadania, da dignidade das famílias e a realização do sonho de milhares de brasileiros e mineiros.

“A casa própria é um dos temas mais caros à cultura e à sociedade brasileira. Dá dignidade e cidadania o fato de o cidadão e sua família ter uma moradia. A casa própria significa a estabilidade familiar porque o cidadão passa a ter melhores condições de educar seus filhos, de evitar problemas de segurança, e a ter um local para investir e apostar no seu futuro, com mais qualidade de vida. Por isso, o programa habitacional é fundamental, traz resultados positivos em todos os aspectos, com desenvolvimento econômico e até oportunidades de negócios. Este é um Programa cujo alcance social, econômico e de infraestrutura é tão positivo para Minas Gerais e para o Brasil”, disse o governador durante pronunciamento.

Ampliação do benefício

Os documentos assinados com o ministro das Cidades, Mário Negromonte, regulamentam a participação do Estado de Minas Gerais e dos municípios no processo de aquisição e alienação de imóveis por meio da transferência de recursos ao Fundo de Arrendamento Residencial (FAR).

Nessa modalidade do Minha Casa, Minha Vida, as unidades habitacionais poderão ser adquiridas por famílias que possuam renda familiar mensal de até R$ 1.600. O valor máximo do imóvel na capital e Região Metropolitana poderá ser de R$ 54 mil. Nos demais municípios o valor máximo é de R$ 50 mil.

“Desde que o Programa Minha Casa Minha Vida foi criado, já ultrapassamos o número de 1 milhão de casas entregues. Nesta segunda fase, já estão contratadas 317 mil casas, um grande avanço. Desses 2 milhões que ainda serão entregues, vamos disponibilizar 1,2 milhão para baixa renda, em quatro anos. Aqui, em Minas Gerais, o governador foi muito competente, conseguiu contratar 90.668 no Minha Casa Minha Vida 1 e agora já estamos projetando 170 mil unidades para o Minha Casa Minha Vida 2. Até o dia 30 de dezembro, estará aberto o cadastramento para municípios abaixo de 50 mil habitantes”, explicou o ministro das Cidades, Mário Negromonte.

Anunciado em maio pelo governo federal, o programa Minha Casa Minha Vida 2 contará com investimentos, até 2014, de R$ 71,7 bilhões. Podem assinar o termo de adesão as capitais e os municípios das regiões metropolitanas, além das cidades com população acima de 50 mil habitantes.

Representando todas as cidades contempladas, o prefeito de Lagoa Santa, Rogério Avelar, que também é presidente da Associação dos Municípios da RMBH (Granbel), falou sobre os benefícios do programa para os municípios mineiros. Ele ressaltou a importância do planejamento para que as casas sejam construídas em local com infraestrutura adequada para receber os novos moradores.

“O planejamento do Programa Minha Casa, Minha Vida é a parte mais importante. Devemos disponibilizar um local adequado para a construção das casas do programa, que tenha infraestrutura de saneamento básico e de transporte público, por exemplo. A forma que conduzimos esse trabalho em nosso município foi exatamente para receber essas famílias com dignidade, com todos os equipamentos públicos e com planejamento”, afirmou o prefeito.

Também foi assinado Acordo de Cooperação Técnica entre o Ministério das Cidades, por meio da Secretaria Nacional de Saneamento Ambiental, e o Estado de Minas Gerais, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Regional e Política Urbana (Sedru), visando o apoio na elaboração de políticas e planos municipais de saneamento básico.

Lares Geraes

A Companhia de Habitação do Estado de Minas Gerais (Cohab) já tem em sua carteira protocolos de Parceria e Cooperação Mútua assinados com 300 municípios,  com a previsão de construir 12 mil moradias. Em Minas Gerais, a parceria entre a Cohab e o Minha Casa, Minha Vida deverá resultar na construção de mais 4 mil moradias.

Sobre a participação do Estado no programa do governo federal, o governador ressaltou o trabalho de parceria já feito pela Cohab, desde 2003, com a construção de casas populares em todo o Estado.

“Estamos colocando recursos no programa. No ano passado, colocamos cerca de 50% na construção das casas e vamos continuar aportando recursos do Tesouro também em articulação com os programas, especialmente o Lares Geraes (Projeto Estruturador do Governo de Minas, gerido pela Cohab), responsável pela construção de milhares de casas no nível de renda de 1 a 3 salários mínimos no interior do nosso Estado. É um programa também muito importante, de grande cunho social”, disse Anastasia .

Desde 2009, foram construídas pela Cohab-MG, por meio do Programa Lares Geraes Habitação Popular e em parceria com o “Minas Casa, Minha Vida”, 3.907 unidades habitacionais. Dessas, 1.549 já foram entregues e 2.358 estão com as obras concluídas. Outras 1.369 moradias estão em fase de construção. O investimento total até agora, nesse período, foi de R$ 162 milhões (53% por parte do Governo do Estado e 47% em recursos federais).

Compareceram ao evento, entre outros, o presidente da Associação dos Municípios Mineiros (AMM) e prefeito de São Gonçalo do Pará, Ângelo Roncalli, o secretário de Estado de Desenvolvimento Regional e Política Urbana, Bilac Pinto, e prefeitos de municípios que aderiram à segunda etapa do programa Minha Casa Minha Vida.

Fonte: Agência Minas