Arquivos do Blog

Gestão Anastasia: Governo de Minas assina protocolo com empresas de energia

Serão investidos R$ 461 milhões para construção de cinco Pequenas Centrais Hidrelétricas no Norte e Região Central do Estado

O governador Antonio Anastasia assinou nesta segunda-feira (18), no Palácio Tiradentes, na Cidade Administrativa, protocolos de intenções com a Orteng Energia e a RBO Energia S.A. para instalação de cinco Pequenas Centrais Hidrelétricas (PCHs) em Minas Gerais. Com investimento total R$ 461 milhões, as PCHs serão instaladas em quatro municípios do Norte do Estado: Cristália, Lassance, Riachinho e Santa Fé de Minas e uma em Morada Nova de Minas, na Região Central.

Com previsão de operação para 2015, as PCHs irão gerar 69,3 MW, energia suficiente para abastecer uma cidade com 170 mil habitantes. Durante a construção das PCHs serão gerados 3,3 mil empregos, sendo 1,4 mil diretos e 1,9 mil indiretos. Após a entrada em operação, as PCHs vão gerar 24 empregos em cada unidade, seis diretos e 18 indiretos.

“Estamos vivendo essa semana um momento ambiental muito apropriado para esse protocolo, na medida em que estamos tratando de energia limpa e sustentável, pequenas centrais hidrelétricas em regiões importantes do Estado e que necessitam de investimentos alternativos. Tenho certeza que estes investimentos darão retorno aos investidores, mas trará, principalmente, retorno social, inclusão regional e, ao mesmo tempo, vai fomentar o desenvolvimento econômico dessas regiões”, disse o governador.

A RBO Energia investirá R$ 369 milhões para construção de quatro PCHs: Jatobá, em Santa Fé de Minas, com geração de 15,3 MW; Santo André, em Riachinho, com geração de 12,0 MW; Santa Helena, em Lassance, com geração de 5,5 MW, e Grão Mogol, em Cristália, com geração de 27,0 MW.

O diretor operacional da RBO Energia, Carlos Pavanelli, destacou os investimentos nas quatro PCHs a serem instaladas no Norte de Minas. “Esses empreendimentos serão responsáveis pela ampliação de 1.200 empregos diretos e 1.600 empregos indiretos durante a etapa de construção ao longo de três ou quatro anos contribuindo para o desenvolvimento econômico e social de Minas Gerais”, disse ele. A empresa se compromete a utilizar, preferencialmente, fornecedores e prestadores de serviço sediados em Minas Gerais, desde que atinjam os requisitos de igualdade de condições e o nível técnico.

A Orteng investirá R$ 92,2 milhões para instalação da PCH Borrachudo, em Morada Nova de Minas, com geração de 9,56 MW. A estimativa é de que 500 empregos diretos e indiretos sejam gerados durante as obras.

“No caso de Morada Nova de Minas uma coincidência muito feliz também com a presença da jazida de gás, certamente essa energia lá produzida vai ajudar também a fomentar a matriz energética alternativa no São Francisco e em Morada Nova de Minas”, ressaltou Anastasia.

Participaram da solenidade a secretária de Estado de Desenvolvimento Econômico, Dorothea Werneck, o presidente do Instituto de Desenvolvimento Integrado de Minas Gerais (Indi), José Frederico Álvares, o vice-presidente da Cemig, Arlindo Porto, o presidente da Confederação Nacional das Indústrias (CNI) e do grupo Orteng, Robson Andrade, e o presidente da Orteng Energia, Ricardo Vinhas.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/governo-de-minas-assina-protocolo-com-empresas-de-energia/

Gestão da Educação: Poupança Jovem paga bolsas a 1.565 estudantes de Juiz de Fora

Investimentos do Estado destinados aos alunos somam R$ 4,6 milhões

Wellington Pedro/Imprensa MG
O estudante Lucas Teotônio de Souza, de Juiz de Fora, recebe certificado do governador Antonio Anastasia
O estudante Lucas Teotônio de Souza, de Juiz de Fora, recebe certificado do governador Antonio Anastasia

Lucas Teotônio de Souza, 18 anos, está entre os 1.565 estudantes de Juiz de Fora, na Zona da Mata, beneficiados pelo programa Poupança Jovem, do Governo de Minas. Ele aderiu à iniciativa em 2009, aos 15 anos e, hoje, comemora a realização de um sonho: a aprovação para a universidade.

O Poupança Jovem é destinado a estudantes do ensino médio matriculados nas escolas estaduais de municípios com alto índice de evasão escolar e vulnerabilidade social. A proposta do Estado é estimular a capacidade de planejar o futuro e criar melhores condições para os jovens ingressarem no mercado de trabalho. Lucas comprova os resultados positivos que o programa vem alcançando desde que foi criado, em 2007.

“Sou testemunha de que a participação efetiva no programa pode ajudar o jovem a vencer desafios que surgem durante a vida. No meu caso, o sonho era entrar em uma universidade. Agradeço primeiramente a Deus e depois ao incentivo fornecido pelo Poupança Jovem, pois passei em quarto lugar no curso de Engenharia Civil da Universidade Federal de Juiz de Fora”, relata o jovem, que estudou na Escola Estadual Dilermando Costa Cruz.

Cada aluno que adere ao programa, ao final dos três anos do ensino médio recebe a quantia de R$ 3 mil, depositados nominalmente pelo Governo de Minas. Para ser contemplado, o jovem precisa cumprir todas as metas e obrigações estipuladas pelo Poupança Jovem.

Mayara de Almeida Soares é ex-aluna da Escola Estadual Juscelino Kubitscheck e também vai receber a bolsa do programa. Assim como Lucas, ela quer cursar uma faculdade. “Vou tentar o curso de Gestão Ambiental agora no meio do ano e é em uma faculdade particular, então vou guardar o dinheiro para ajudar a pagar as mensalidades”, diz.

Atualmente, o programa está em andamento em outras 33 escolas de Juiz de Fora, atendendo a mais 12.197 jovens.

Pagamento de bolsas

O pagamento das bolsas do Poupança Jovem começou a ser feito no último dia 4, contemplando alunos de mais sete cidades além de Juiz de Fora que concluíram o ensino médio: Esmeraldas, Governador Valadares, Ibirité, Montes Claros, Ribeirão das Neves, Sabará e Teófilo Otoni. No total, os recursos do Governo do Estado somam R$ 28,7 milhões, distribuídos para 9.569 jovens.

O governador Antonio Anastasia entregou, nessa quinta-feira (14), na Cidade Administrativa, em Belo Horizonte, certificados de conclusão das atividades do programa. Para um público de 450 jovens, que representaram todos os beneficiados, o governador ressaltou a importância do programa para o futuro dos jovens mineiros. “O papel do Poupança Jovem, muito mais importante do que ter ao final o prêmio, é estimular a formação do patrimônio cidadão e moral de cada jovem e o sentimento do seu próprio valor. Isso não tem preço. O Poupança Jovem é um instrumento de transformação. Isso demonstra que acertamos em identificar uma necessidade, conceber um projeto, colocá-lo em funcionamento, receber o apoio dos municípios e o resultado é esse”, destacou. Ainda durante a solenidade, Anastasia assinou o novo Plano de Metas, um instrumento gerencial de monitoramento das ações do Poupança Jovem nos municípios atendidos.

Desde que foi criado, o programa já beneficiou 85.131 jovens de 185 escolas de nove municípios participantes, com investimentos de R$ 278 milhões. Em 2011, alunos das escolas estaduais de Pouso Alegre, no Sul de Minas, também passaram a integrar a iniciativa, que é coordenada pela Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social (Sedese).

Nova metodologia

O Poupança Jovem adotou, em 2012, uma nova metodologia, na qual os estudantes são envolvidos em quatro eixos estruturadores de formação: escolar, profissional, cidadã e cultural. A nova metodologia propõe que os estudantes participem de atividades que envolvam três temas transversais: territorialidade, participação social e mundo do trabalho.

Nesse novo formato, o programa oferece aos alunos formação complementar, por meio da realização de atividades individuais e coletivas. As atividades coletivas contam com a orientação de um educador de referência do Poupança Jovem.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/poupanca-jovem-paga-bolsas-a-1565-estudantes-de-juiz-de-fora/

Governo de Minas: Fifa e Comitê Organizador Local fazem reunião com Secopa

Também estiveram presentes no encontro representantes da prefeitura e da empresa Minas Arena

Alexandra Martins/Secopa MG
Sérgio Barroso, Fábio Starling e Charles Botta participaram de reunião na Cidade Administrativa
Sérgio Barroso, Fábio Starling e Charles Botta participaram de reunião na Cidade Administrativa

Às vésperas do marco de um ano para a Copa das Confederações de 2013, o secretário de Estado Extraordinário da Copa (Secopa), Sergio Barroso, recebeu a Comissão de Monitoramento da Fifa e do Comitê Organizador Local (COL) para uma reunião na tarde desta quinta-feira (14), na Cidade Administrativa.

O grupo realiza análise e visita às obras dos estádios nas 12 cidades-sede da Copa do Mundo da Fifa Brasil 2014. O consultor da entidade sediada na Suíça, Charles Botta, juntamente com o gerente geral de relacionamento com as sedes do COL, Fábio Starling, conheceram as obras do Mineirão antes do encontro, no qual estiveram presentes ainda representantes da prefeitura e da empresa Minas Arena.

Os participantes do encontro discutiram o projeto de mobilidade em construção na capital previsto para garantir o acesso do público ao aeroporto, estádio e zona hoteleira, bem como a situação do projeto do entorno do estádio para a Copa das Confederações 2013 destinado às chamadas vilas de hospitalidade e áreas de estacionamento complementares. “É bom estar de volta a Belo Horizonte. Tive a oportunidade de conhecer a fase atual das obras do Mineirão e devo dar assim os parabéns a todos envolvidos”, disse Botta.

O Mineirão vai receber três partidas durante o evento esportivo de 2013 e seis jogos em 2014. Já foram concluídas 62% das obras no estádio. Já o estádio Independência, inaugurado em 25 de abril de 2012, deverá ser utilizado como Campo Oficial de Treinamento (COT) pelas seleções que vierem a jogar em Belo Horizonte.

Além da infraestrutura esportiva, Minas Gerais cumpre com outros cronogramas de obras com vistas ao calendário de 2013 e 2014.

Sobre a expansão da rede hoteleira da capital, 12 novos hotéis estarão em funcionamento para a Copa das Confederações, totalizando 4.000 novos leitos. Desde 2011, três novos hotéis estão em funcionamento em Belo Horizonte. O investimento do setor hoteleiro na capital é estimado em R$ 2,7 bilhões.

A ampliação do Aeroporto Internacional de Confins vai possibilitar o atendimento de 16 milhões de passageiros por ano. Entre as principais intervenções encontram-se a adequação de estacionamentos, deslocamento de meio fio e vias de acesso, construção de pontos de ônibus e nova área de carga e descarga, ampliação da área comercial, substituição de escadas rolantes, instalação de 17 elevadores e reforma dos pontos de check-in.

“Minas Gerais cumpre seu dever de casa com foco não somente na Copa do Mundo, mas nos benefícios que a população irá usufruir após o grande evento esportivo, do qual os mineiros terão orgulho de ter vivenciado com segurança e comodidade”, conclui o secretário Sergio Barroso.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/fifa-e-comite-organizador-local-fazem-reuniao-com-secopa/

Governo de Minas: iniciativa sustentável é tema de campanha na Cidade Administrativa

Campanha nos elevadores estimula os servidores ao uso racional e consumo consciente

Leandro Andrade / Seplag
Plotagens com imagens e frases de efeito estão nos elevadores da Cidade Administrativa
Plotagens com imagens e frases de efeito estão nos elevadores da Cidade Administrativa

Os elevadores dos três prédios da Cidade Administrativa estão trazendo, em suas portas no térreo e subsolo, plotagens com imagens e frases de efeito, que tem como objetivo despertar a atenção do servidor para o consumo consciente de água e energia elétrica, uso racional dos elevadores, redução do desperdício e reaproveitamento de materiais. A campanha foi iniciada na segunda-feira passada (4), devido a Semana do Meio Ambiente, e vem ao encontro de iniciativas sustentáveis desenvolvidas pelo Programa Ambientação no complexo.

No sistema de chamada antecipada de elevadores, implantado nos edifícios da sede do Governo de Minas, os elevadores são classificados por letras, quando um número correspondente ao andar é selecionado, o painel automaticamente indica qual elevador deve ser acessado. O número do andar deve ser acionado apenas uma vez para não prejudicar o funcionamento.

“São elevadores inteligentes. Se você apertar cinco vezes o botão do 3º andar, ele vai entender que cinco pessoas querem entrar neste elevador. Isso prejudica o funcionamento, pois a carga máxima é de 21 vezes o botão acionado. O elevador chega e às vezes só uma ou duas pessoas embarcam”, afirma o gestor de ambiente do Programa Ambientação, Leandro Rocha.

Quando um botão é acionado mais de 21 vezes, outros elevadores são chamados, o que prejudica os próprios servidores que querem se deslocar. “Fazer isso gasta mais energia elétrica, pois outros elevadores serão mobilizados para a mesma demanda. Isso só atrasa o deslocamento de outros servidores que também dependem do serviço,” diz Rocha. A tecnologia do elevador visa economizar energia, mas usada dessa maneira, o consumo, que deveria ser mais baixo, passa a ser alto considerando a média de 16 mil pessoas que estão na Cidade Administrativa.

Copos descartáveis

A campanha pela diminuição do uso de copos descartáveis, que também é foco da plotagem nos elevadores, foi a primeira desenvolvida em grande escala, desde a transferência do Poder Executivo para a nova sede, em 2010. Canecas foram distribuídas e mensagens orientaram os servidores para seu uso nas máquinas de café.

“Foi um trabalho de conscientização intenso que atualmente já apresenta resultados. No prédio Minas, por exemplo, quase todas as máquinas já operam sem o uso do copo descartável. No Gerais em alguns locais acontece o mesmo. É uma conquista importante”, explica Ana Maria Fontes Santiago, coordenadora do Programa Ambientação na Cidade Administrativa.

Reciclagem de papéis

Nas estações de trabalho, as lixeiras são identificadas por cores e adesivos com uma descrição, onde o cinza indica produtos não recicláveis, o verde produtos recicláveis, e o azul indica descarte de papel. Os sacos de lixo também têm cores diferenciadas para auxiliar na separação dos grupos de resíduos recicláveis dos não recicláveis.  As lixeiras azul e verde recebem sacos azuis, e a lixeira cinza recebe sacos pretos.

“Todos os dias pesamos o lixo e depois fazemos a separação dos resíduos, tudo aqui mesmo na Cidade Administrativa. Depois, mandamos o material reciclável para a Associação dos Catadores de Material Reaproveitável de BH (Asmare)”, informa a coordenadora. Segundo ela, nos refeitórios a proposta é ainda mais atrativa, onde os resíduos podem ser jogados em quatro lixeiras, sendo duas para recicláveis e duas para não recicláveis.

Já os papéis reutilizáveis no verso podem ser destinados às caixas de papelão, distribuídas e colocadas em cima de cada armário nas estações de trabalho. Depois de um período as folhas são recolhidas e enviadas para a Imprensa Oficial, encarregada de unir todo o conteúdo na fabricação de blocos de anotação. “Para adiantar o serviço, as equipes de limpeza fazem a triagem dos papéis que podem ser aproveitados antes de enviar para a Imprensa Oficial”, conclui a coordenadora do programa.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/iniciativa-sustentavel-e-tema-de-campanha-na-cidade-administrativa/

Governo Antonio Anastasia: Conselheira da Juventude de Minas representará jovens do Brasil na Conferência Rio + 20

Maria Guilhermina Abreu é uma das 40 gestoras escolhidas no país para compor a delegação do Conselho Internacional da Juventude

SEEJ / Divulgação
Gabriel Azevedo (esq.), Maria Guilhermina e Felipe Silva, durante encontro na sede da SEEJ
Gabriel Azevedo (esq.), Maria Guilhermina e Felipe Silva, durante encontro na sede da SEEJ

A conselheira Maria Guilhermina Miranda Campos de Abreu, do Conselho Estadual da Juventude de Minas Gerais, foi uma das 40 gestoras do Brasil escolhidas para compor a delegação do Conselho Internacional da Juventude, que participará da Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável, a Rio+20.

A Conferência, que será realizada de 13 a 22 de junho, no Rio de Janeiro, tem por objetivo renovar o compromisso político com o desenvolvimento sustentável, por meio da avaliação do progresso e das lacunas na implementação das decisões adotadas pelas principais cúpulas sobre o assunto e do tratamento de temas novos e emergentes.

Maria Guilhermina Abreu, que participará da Conferência de Jovens, entre 7 e 12 de junho, reuniu-se nesta segunda-feira (28) com o subsecretário de Estado da Juventude, Gabriel Azevedo, a quem comunicou a sua escolha. Ela esteve na sede da Secretaria de Estado de Esportes e da Juventude (SEEJ), na Cidade Administrativa, em Belo Horizonte, em companhia do presidente do Conselho Estadual de Juventude, Francisco Ribeiro Silva.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/conselheira-da-juventude-de-minas-representara-jovens-do-brasil-na-conferencia-rio-20/

Governo de Minas: Governador Antonio Anastasia recebe campeões mineiros de 2012

Equipe e a comissão técnica Atlético estiveram na Cidade Administrativa

Osvaldo Afonso/Imprensa MG
O governador recebeu uma camisa do Clube Atlético Mineiro com autógrafos dos jogadores e uma medalha de campeão mineiro
O governador recebeu uma camisa do Clube Atlético Mineiro com autógrafos dos jogadores e uma medalha de campeão mineiro

O governador Antonio Anastasia recebeu, nesta quarta-feira (23), a equipe e a comissão técnica do Clube Atlético Mineiro, campeão mineiro em 2012.  “Os atletas campeões são sempre exemplo e ajudam não só no futebol. Eles são também parceiros do governo estadual em diversos programas sociais como combate às drogas, à violência e o estímulo à paz nos campos. Quero cumprimentar e desejar sorte ao Atlético em 2012, campeão mineiro invicto, para o Campeonato Brasileiro”, disse o governador.

Anastasia destacou também a volta dos jogos dos times mineiros da capital à Arena Independência, estádio reinaugurado em abril deste ano pelo Governo de Minas e futuramente a entrega das obras do Estádio Governador Magalhães Pinto, o Mineirão.

O governador recebeu uma camisa do Clube Atlético Mineiro com autógrafos dos jogadores e uma medalha de campeão mineiro. Além da comissão técnica, participaram da audiência o vice-governador, Alberto Pinto Coelho, o secretário de Estado de Esportes e Juventude, Bráulio Braz e o presidente do Clube Atlético Mineiro, Alexandre Kalil.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/governador-antonio-anastasia-recebe-campeoes-mineiros-de-2012/

Governo de Minas: servidores estão otimistas com vendas na 2ª Feira de Talentos Artesanais da Cidade Administrativa

Expositores esperam faturamento expressivo com proximidade do Dia das Mães

José Carlos Paiva / Imprensa MG
Colchas e toalhas são a atração da 2ª Feira de Talentos Artesanais da Cidade Administrativa
Colchas e toalhas são a atração da 2ª Feira de Talentos Artesanais da Cidade Administrativa

A proximidade da 2ª Feira de Talentos Artesanais da Cidade Administrativa com o Dia das Mães, segunda melhor data para o varejo, atrás somente do Natal, criou uma boa oportunidade de negócios para os servidores que estão expondo seus produtos no complexo. A feira começou nesta quarta-feira (9) e prossegue até o dia 11 de maio.

De acordo com números levantados pela Intendência da Cidade Administrativa, no ano passado, véspera de Natal, 52 expositores ocuparam os túneis de acesso aos prédios Minas e Gerais com diversas mercadorias manufaturadas e decorativas. A feira atraiu a atenção de um público presente estimado em cerca de 26 mil pessoas, entre servidores e visitantes. Estima-se que o volume de vendas nos dias 13, 14 e 15 de dezembro foi de R$ 30 mil.

A aposentada e ex-servidora da Secretaria de Estado de Planejamento e Gestão Dayse Dinardi encontrou no artesanato de bijuterias a oportunidade de complementar a renda. No ano passado, com a realização da primeira feira, ela comemorou o faturamento total de R$ 750. “Achei ótimo expor aqui, e confesso que não pensava que fosse vender tanto, mesmo porque só atendo por encomenda”, revela Dayse. Ela esperar alcançar um faturamento semelhante para o Dia das Mães. “Se der tudo certo, devo alcançar mais ou menos a mesma quantia anterior”, diz.

A servidora da Prodemge Elci Meire Leroy também está otimista com as vendas. No ano passado, sua linha de cachecóis, blusas de lã e casacos femininos praticamente se esgotou no último dia da feira. “Faturei R$ 1 mil nos três dias de feira, acredita? Tenho certeza que dessa vez não será diferente”, garante Elci. Ela conta que renovou o estoque com agasalhos mais diversificados para atingir a meta que propôs a si mesmo. “Se Deus quiser, venderei uns R$ 1.500. Vamos ver como será”, deseja a servidora.

Novos talentos

Quem está participando pela primeira vez aprovou a estrutura e o espaço nos túneis. “Há 40 anos vendo toalhas bordadas, caminhos de mesa e bolsas. Tenho pouca experiência em feiras, mas gostei bastante do espaço”, conta Maria Dimas Alves, que está acompanhando a filha Angélica Alves, servidora da Secretaria de Estado de Saúde.

Outra servidora da Secretaria Estadual de Saúde, Ivonete da Conceição Pereira trouxe o marido, Rodsney Simão Pereira. O casal conta que participam de diversas festas religiosas em Diamantina com a venda de estandartes. “O público que conhece a cultura religiosa do interior aprecia muito este tipo de trabalho”, explica Rodsney.

Os 60 participantes receberam mesas e cadeiras da intendência e puderam trazer araras e pequenas prateleiras. O único investimento para eles nesta feira foi a taxa de inscrição de R$ 30, que será usada para custear despesas com a organização. “O baixo investimento fará com que todos os servidores concentrem esforços durante o período de vendas”, explica a organizadora da feira e servidora da intendência, Katia Rezende.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/servidores-estao-otimistas-com-vendas-na-2a-feira-de-talentos-artesanais-da-cidade-administrativa/

Gestão Anastasia: Governo de Minas lança campanhas contra intolerância religiosa e racismo na infância

As campanhas são iniciativa da Coordenadoria Especial de Políticas Pró-Igualdade Racial da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social

Rômulo Ávila/Sedese
Lançamento foi realizado, nesta quarta-feira (9), na Cidade Administrativa
Lançamento foi realizado, nesta quarta-feira (9), na Cidade Administrativa

Religiosos de matriz africana (Umbanda, Candomblé, Cabula), evangélicos e representantes do Governo de Minas se uniram para combater a intolerância religiosa. Na manhã desta quarta-feira (9), eles participaram do lançamento das campanhas Contra a Intolerância Religiosa e Por uma Infância sem Racismo, iniciativas da Coordenadoria Especial de Políticas Pró-Igualdade Racial (Cepir). O encontro foi realizado na Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social (Sedese), na Cidade Administrativa.

Com indumentária característica de sua religião, o Candomblé Angola, a Mameto Oiássimbelecy (mãe de santo) Rita de Cássia Pio Vieira ressaltou, durante o encontro, que o preconceito contra os religiosos de matriz africana é constante.

“Precisamos conversar e divulgar a nossa religião para as pessoas. Até mesmo dentro dos lares de matriz africana existe preconceito, pois alguns são católicos ou de religiões pentecostais. Por isso é preciso ter um diálogo para promover o esclarecimento e uma união, acabando com a intolerância religiosa e também com o racismo, pois eles andam juntos. O respeito tem que ser ao próximo e deve ser mútuo”, destacou Rita.

Para o pastor evangélico Evanézio Fidêncio, que também participou do encontro, a discussão entre governo e representantes das religiões é o primeiro passo para diminuir a intolerância religiosa. “Acredito que ainda temos um grande caminho a ser trilhado, pois ainda vivemos em um país no qual o preconceito atinge muitas pessoas e religiões. Só desse assunto estar em pauta já é um avanço. É possível, mas temos que caminhar muito para que possamos, no futuro, ter uma convivência pacífica e harmoniosa entre todas as religiões”.

Responsável pela Coordenadoria Especial de Políticas Pró-Igualdade Racial, Cléver Machado destacou que a liberdade religiosa é um direito previsto na Constituição Brasileira e que muitas vezes esse direito não é respeitado.

“Vivemos em Minas Gerais um problema sério, apontado pelos religiosos de matriz africana que têm sido as maiores vítimas de agressões físicas, verbais e até mesmo de quebradeira dentro dos templos. A campanha vem exatamente para coibir essas ações”.

Campanhas

A campanha Por uma Infância sem Racismo foi lançada, em 2009, pela Unicef, como forma de alertar a sociedade sobre os impactos do racismo na infância e adolescência e a necessidade de uma mobilização social que assegure o respeito e a igualdade étnico-racial desde a infância. Baseada na ideia de ação em rede, a campanha convida pessoas, organizações e governos a garantirem os direitos de cada criança e de cada adolescente no Brasil.

Já a campanha Contra a Intolerância Religiosa busca promover diálogo entre poder público, sociedade civil organizada e lideranças religiosas, para uma convivência harmônica entre todas as religiões.

Nas duas iniciativas, o Governo de Minas vai trabalhar a conscientização das pessoas, por meio dedistribuição e afixação de cartazes, e distribuição de folders e cartilhas em locais públicos e privados.

“A Sedese tem o desafio de buscar políticas para promover a igualdade de direitos e de oportunidades para todas as pessoas e, por isso, traz para a Cidade Administrativa esse olhar diferente”, destacou a subsecretária de Direitos Humanos, Carmen Rocha.

O presidente do Conselho Estadual de Promoção da igualdade Racial de Minas Gerais, Ronaldo Antônio, pediu a criação de mecanismos para punir as pessoas que não respeitam as religiões de matriz africana. De acordo com ele, pessoas chegam a agir com violência em cultos promovidos em Minas.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/governo-de-minas-lanca-campanhas-contra-intolerancia-religiosa-e-racismo-na-infancia/

Governo de Minas: crachá dos servidores da Cidade Administrativa está integrado ao sistema de transporte da capital

Alem das vantagens da agilidade e segurança na hora do pagamento, o servidor também pode carregar seu cartão pela internet

Carlos Alberto / Imprensa SECOM
O servidor Paulo Henrique Barbosa, que utiliza seu crachá para validar as passagens nos ônibus
O servidor Paulo Henrique Barbosa, que utiliza seu crachá para validar as passagens nos ônibus

O crachá funcional do servidor que trabalha na Cidade Administrativa já está integrado ao sistema dos ônibus e do metrô. A iniciativa do Governo de Minas, pioneira no Estado, permite que os servidores possam utilizar seu próprio crachá como cartão digital nesses meios de transporte para usufruir dos mesmos benefícios do sistema BHBUS (ônibus da capital), Ótimo (ônibus metropolitanos) e CBTU (metrô).

Além de vantagens como a diminuição do uso do dinheiro em espécie e maior agilidade no pagamento da tarifa, o servidor tem a comodidade de carregar o crachá também pela internet, obtendo um boleto para pagar o valor carregado.

Com o uso do crachá funcional, o servidor tem direito ao desconto de 50% na passagem do segundo transporte, desde que esta seja utilizada até 90 minutos depois de pagar sua passagem na primeira viagem. A mesma regra é válida para os sistemas BHBUS e Ótimo. Em caso de perda ou roubo do crachá, é possível recuperar os créditos remanescentes.

Em março, foi montado um posto de atendimento na Cidade Administrativa para cadastrar os crachás dos servidores interessados em utilizar o sistema. O serviço, disponibilizado para todos os órgãos e secretarias instaladas na sede do governo, foi encerrado na terça-feira (8). No total, foram cadastrados 1.704 crachás para utilização do Ótimo e 2.105 para utilização do BHBUS.

O gerente de bilhetagem eletrônica do consórcio Ótimo, Ricardo Porichis, destaca um diferencial exclusivo do servidor da Cidade Administrativa: a possibilidade de obter os créditos no crachá pela internet. “Não será preciso ir a um posto de compras para carregar o crachá. O servidor entra no site com o login e senha recebidos, carrega o valor de créditos que quer e o sistema emite um boleto bancário para pagamento. Os créditos são liberados no máximo 72 horas após a comprovação”, diz.

Aprovação

O servidor Paulo Henrique Barbosa, Analista de Processos da Superintendência Central de Administração de Pessoal (SCAP), já está usando o crachá no metrô e nos ônibus municipais e metropolitanos. Estudante do curso de Gestão de Processos Gerenciais da Facemg, ele também é aluno de um curso de extensão da UFMG.

Como suas aulas não acontecem todos os dias da semana e seu turno na Cidade Administrativa é vespertino, Paulo Henrique, que mora no centro, utiliza os três meios de transporte atendidos pelo sistema de bilhetagem eletrônica: ônibus municipal, metrô e ônibus metropolitano. “É a primeira vez que trabalho em um local onde o crachá tem essa função. É muito prático, pois é menos um objeto para levar na carteira e não tenho que usar dinheiro no ônibus. Pra mim ajudou muito”, diz ele.

A servidora Débora Ferreira de Alvarenga, moradora da Savassi, elogia a funcionalidade do crachá, utilizado para pagar as passagens no ônibus Circular 01 e depois no metrô. “Não fico mais preocupada em ter dinheiro trocado no bolso toda hora. Outro benefício é a integração que permite o desconto no transporte. O crachá permite uma comodidade muito grande”, afirma.

Por enquanto, o carregamento de créditos para uso do metrô está sendo feito pela internet e nos postos credenciados (Rua Professor Morais, nº 216, Savassi; Rua Aquiles Lobo, 504, Floresta e Rua Tupinambás, 841, Centro).

A intendente da Cidade Administrativa, Kênnya Kreppel, destaca o empenho do governo em gerar benefícios aos servidores. “Desde a implantação da Cidade Administrativa houve a preocupação em facilitar a vida dos servidores na nova sede do governo, e a integração do crachá funcional com o sistema de bilhetagem dos ônibus e metrô é uma prova disso. Além do pioneirismo da iniciativa, pensamos na comodidade e economia proporcionada a todos os usuários destes meios de transporte”, afirma.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/cracha-dos-servidores-da-cidade-administrativa-esta-integrado-ao-sistema-de-transporte-da-capital/

Gestão Anastasia: Governo de Minas compõe Grupo Integrado de Combate à Estiagem no Semiárido

Sob coordenação da Defesa Civil, a ação conta com órgãos estaduais, federais e municipais

O Comitê Gestor de Convivência com a Seca, formado por 19 secretarias, órgãos do Governo de Minas e empresas, realizou, nesta terça-feira (08), reunião extraordinária com participação de representantes dos municípios do Norte e Nordeste do Estado, do Exército Brasileiro e dos ministérios da Integração Nacional e do Desenvolvimento Agrário.

O principal foco do encontro, realizado na Cidade Administrativa, foi a integração das ações emergenciais entre os governos estadual, federal e municipais. Até o momento, mais de 80 municípios decretaram situação de emergência devido ao longo período marcado pela falta de chuva em 2012.

Foi instalado o Grupo de Trabalho Integrado de Combate à Estiagem no Semiárido Mineiro e no seu entorno, composto pela Coordenadoria de Defesa Civil de Minas Gerais (Cedec-MG) e Associação Mineira de Municípios (AMM), além dos ministérios do Desenvolvimento Social e Combate à Fome, Minas e Energia, e do Exército Brasileiro. Em Minas, a coordenação deste grupo ficará a cargo da Cedec, indicada pelo Gabinete Militar do Governador.

Interesse

O secretário de Estado de Desenvolvimento dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri e do Norte de Minas, Gil Pereira, que preside o Comitê Gestor de Convivência com a Seca, destacou a importância destas ações, em um momento em que está ocorrendo uma das mais graves secas dos últimos 40 anos. “O governo de Minas e o governo federal demonstram grande interesse em atuar juntos para auxiliar os 85 municípios do semiárido mineiro, além dos 103 do seu entorno, sob abrangência da Sedvan. A meta é garantir que a água chegue até as pessoas que precisam, conforme suas necessidades básicas”, declarou.

Entre as principais atribuições do grupo, destacam-se: o reconhecimento dos municípios afetados pela estiagem; o monitoramento do abastecimento de água nas comunidades e ativação de carros pipa para complementar fornecimento de água; a preparação do envio diário de relatório de atividades; o apoio à logística de recebimento, triagem, preparação, armazenamento e envio aos estados e municípios de itens de assistência humanitária; e articulação junto ao Exército para distribuição de cestas básicas em regiões de difícil acesso e outras atividades de rotina da Defesa Civil.

Defesa Civil

O professor e meteorologista do Instituto Climatempo, Ruibran dos Reis, fez alerta quanto à gravidade da escassez de chuva em 2012, devido a uma série de variáveis climáticas e atmosféricas. “O período seco este ano começou em janeiro e não há previsão de chuva até outubro”, afirmou.

O major PM Edylan Arruda, que representou o coronel Luis Carlos Dias Martins, chefe do Gabinete Militar do Governador e coordenador da Cedec-MG, falou sobre o atendimento às comunidades e dos municípios afetados pela falta de chuva.

“Em março, 43 municípios receberam cestas básicas, número que subiu para 72 em abril. Sessenta caminhões-pipa estão atuando até o momento em 46 municípios. Prefeitos e secretários estão sendo auxiliados tecnicamente para a decretação da situação de emergência e a determinação do governador Antonio Anastasia é de atendimento completo às necessidades das pessoas afetadas pela seca. Os novos depósitos avançados da Defesa Civil, instalados estrategicamente no Norte e Nordeste do Estado, estão facilitando o trabalho este ano”, disse.

Bolsa Estiagem

Representante do Ministério do Desenvolvimento Agrário, Rogério Delamari informou que a Bolsa Estiagem, anunciada pelo governo federal para auxílio às famílias atingidas, terá valor de R$ 400,00 divididos em cinco parcelas. Também está prevista a distribuição de sementes e forragem para alimentação animal. “Os beneficiários deverão estar inscritos no Ministério do Desenvolvimento Social (MDS), mas, se forem já atendidos pelo Garantia Safra, não poderão receber o auxílio. Estamos aguardando somente a publicação do decreto para iniciar o trabalho. O importante é o empenho dos entes da Federação para que alcancemos o melhor resultado”, disse.

O secretário de Estado Gil Pereira informou que, para o biênio 2012/2013, o Governo de Minas está trabalhando junto ao governo federal para viabilizar a disponibilização de R$ 189 milhões para execução de novas obras de melhoria da infraestrutura hídrica no Norte de Minas e nos vales do Jequitinhonha e Mucuri. “Foram aprovados também mais projetos pelo Comitê Gestor do Fhidro, no valor de R$ 39 milhões. Os recursos totais previstos devem alcançar desse modo R$ 228 milhões em investimentos hídricos em 2012 e 2013”, disse o secretário.

As ações serão implementadas por meio do Programa Água para Todos, coordenado pela Sedvan, em parceria com os ministérios de Desenvolvimento Social e Combate à Fome, da Integração Nacional, da Cáritas Diocesana e do Fundo de Recuperação, Proteção e Desenvolvimento Sustentável das Bacias Hidrográficas do Estado de Minas Gerais (Fhidro).

Fonte: www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/governo-de-minas-compoe-grupo-integrado-de-combate-a-estiagem-no-semiarido/