Arquivos do Blog

Gestão em Minas: projeto Da Gema é encerrado com a entrega de produtos inovadores feitos a partir de resíduos

Durante o projeto em Coronel Murta, foram desenvolvidos 48 protótipos que contemplam souvenires, objetos de adorno, decorativos e utilitários

Mara Guerra
O projeto possibilitou a inserção estratégica do design em todo o processo de elaboração dos produtos
O projeto possibilitou a inserção estratégica do design em todo o processo de elaboração dos produtos

O Projeto Da Gema – Itaporarte, coordenado pelo Centro Minas Design (CMD), ligado à Universidade do Estado de Minas Gerais (Uemg), na cidade de Coronel Murta, no Vale do Jequitinhonha, chega ao fim com o desenvolvimento de 48 protótipos inovadores. Desde 2010, ele possibilitou associar resíduos, design e trabalho.

A ação do CMD capacitou 40 jovens e dois lapidários, que se tornaram artesãos minerais empreendedores. Por meio do Laboratório Itaporarte de Lapidação e Artesanato Mineral – pertencente à Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais (Fapemig) e à Uemg – foi apresentada uma atividade aos habitantes da região, com a criação de joias e adornos de descartes de feldspato e turmalina, mineral encontrado em grande quantidade na cidade.

O incentivo do Da Gema – Itaporarte possibilitou o desenvolvimento de um artesanato profissionalizado, com a inserção estratégica do design em todo o processo de elaboração dos produtos. Os 48 protótipos desenvolvidos contemplam quatro linhas de produtos: souvenires, objetos de adorno, objetos decorativos e objetos utilitários.

Para o consultor do projeto, o designer Adriano Mol, o Da Gema permitiu alcançar de forma definitiva a maturidade do laboratório Itaporarte, possibilitando um convênio com a prefeitura da cidade de dez anos de cessão do espaço.

“Por intermédio do Centro Minas Design, o Sebrae fez um diagnóstico e deve também apoiar as atividades do Itaporarte. O trabalho tem sido construído desde o início de uma perspectiva do design integrado, contemplando aspectos produtivos, materiais e iconográficos da região, para chegarmos ao resultado apresentado: produtos de joalheria contemporâneos, sustentáveis e voltados ao empreendedorismo social”, afirmou.

A profissionalização dos participantes ocorreu com treinamento em lapidação e em pintura com pigmentos retirados da terra, uso de maquinário específico, processos e sustentabilidade.

A conclusão do projeto proporcionou a geração de novas oportunidades de negócios e o aumento de renda da população de Coronel Murta e região. O Da Gema – Itaporarte foi financiado pela Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior (Sectes) e pela (Fapemig).

Governo de Minas: Diversidade Brasileira é tema da 4º Bienal Brasileira de Design

Evento acontece em diversos pontos da capital, além de Brumadinho e Ouro Preto

Belo Horizonte se prepara para a agitação cultural do maior evento de design do país, a IV Bienal Brasileira de Design 2012 (IVBBD), que tem previsão de ocorrer no segundo semestre deste ano em diversos pontos da capital, além de Brumadinho e Ouro Preto. O grande acontecimento, organizado pelo Governo de Minas Gerais, por meio da Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior (Sectes), Universidade do Estado Minas Gerais (Uemg), com o Centro Minas Design (CMD) e a Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais (Fiemg), vai trazer inúmeras mostras nacionais e internacionais, e tem como temática a “Diversidade Brasileira”.

A BBD é uma iniciativa do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC) e do Movimento Brasil Competitivo (MBC). A ação, por sua magnitude, vai agregar as principais iniciativas do design desenvolvidas no país em todos os seus ambientes, quer seja na indústria, no meio acadêmico ou de gestão. Por sua forte inserção em diversos setores da atividade econômica e pela multiplicidade de utilização, o Design é forte ferramenta estratégica que agrega valor ao produto nacional.

A Bienal pretende delinear as referências e tendências nacionais e internacionais, com a participação de várias instituições, profissionais, pesquisadores, empresas, entre outros, que interagem com o design, e potencializar a utilização nos meios produtivos como ferramenta estratégica para a competitividade e melhoria da imagem do produto nacional no mundo, fortalecendo a “Marca Brasil”.

De acordo com a responsável pela secretaria executiva do evento e diretora do CMD, Enil Brescia, a Bienal deste ano tem como novidade a descentralização. “Os eventos foram pensados para ocorrerem em locais com fácil acesso, gratuidade das atividades, além de gerar um legado cultural para o estado”, afirmou.

A iniciativa pretende fazer refletir, por meio de mostras, fóruns, seminários, workshops, ações educativas, interativas e culturais, sobre como projetar, produzir e consumir bens, satisfazendo as necessidades e demandas do mundo atual.

Tema

Diferentemente das outras Bienais, que apresentaram os temas Inovação – São Paulo 2006, Competitividade – Brasília 2008 e Design, Inovação e Sustentabilidade, em Curitiba 2010; para a IV BBD 2012, o propósito é valorizar a “Diversidade Brasileira” a serem exploradas, inicialmente, em três vertentes:

– Étnica

– Natural/ País multicultural

-Econômica/ Produtiva

Segundo Enil Brescia, a escolha do tema da Bienal foi feita por a diversidade convergir com a transversalidade do design. “O Brasil é um país com muitas etnias, riqueza cultural, variedade de ideias e essa abundância é um desafio para o design”, disse.

A Bienal deste ano vai explorar as várias ferramentas de design nos seus aspectos tangíveis (tecnologia, processos, materiais etc.) e intangíveis (cultural, social, emocional, relacionado ao desejo e à qualidade percebida etc.) e sua interação com a diversidade brasileira, promovendo a participação efetiva do setor produti IV Bienal Brasileira de Design 2012 é que ela ultrapasse o campo habitual de uma exposição. Deseja-se que este evento extrapole os pontos da mostra, deixando para as gerações um legado que marque Minas Gerais e que o torne um terreno de referência no país de um estado criativo.