Arquivos do Blog

Gestão Eficiente: mais de 240 famílias atingidas pelas chuvas já receberam recursos do Minas Solidária

O dinheiro foi arrecadado através de doações de cidadãos e empresas. No total o Movimento recebeu cerca de R$ 800 mil

Na última semana, 243 famílias que foram afetadas pelas fortes chuvas do início do ano, receberam cheques no valor de um salário mínimo. A iniciativa é do Movimento Minas Solidária, que reúne o Serviço Voluntário de Assistência Social (Servas) e a Coordenadoria de Defesa Civil do Estado de Minas Gerais (Cedec-MG). Os recursos foram arrecadados por meio de doações de cidadãos e empresas em duas contas bancárias.

A entrega de cheques teve início no último dia 28 de maio, na cidade de Além Paraíba, na Zona da Mata e os recursos foram distribuídos para 137 famílias. No dia 14 de junho 124 famílias de Guaraciaba também receberam cheques no valor de um salário mínimo. Na semana passada famílias de Vespasiano, Guidoval, Dona Euzébia, Santo Hipólito e Brumadinho foram beneficiadas com as doações.

Por definição do conselho gestor dos recursos, formado pelo Ministério Público Estadual, Servas e Cedec-MG, podem receber o valor referente a um salário mínimo famílias atingidas pelas chuvas que estão registradas no Cadastro Único e tenham o Número de Inscrição Social (NIS).  No total, o Movimento Minas Solidária arrecadou R$ 772.586,04, depositados em contas no Bradesco e Banco do Brasil.

Nos próximos dias, também serão entregues recursos para famílias cadastradas na Cedec/MG dos seguintes municípios: Jeceaba, Dom Cavati, Paulistas, Eugenópolis, Entre Rios de Minas, Alvinópolis, Patrocínio do Muriaé, Matipó, Frei Gaspar e Mariana.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/mais-de-240-familias-atingidas-pelas-chuvas-ja-receberam-recursos-do-minas-solidaria/

Gestão Eficiente: famílias atingidas pelas chuvas em Vespasiano receberão recursos do Minas Solidária

Para o total de 576 famílias beneficiadas nessa primeira remessa, estão sendo destinados mais de R$ 358 mil

Nesta terça-feira (19), 64 famílias de Vespasiano, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, afetadas pelas fortes chuvas do início do ano, irão receber cheques no valor de um salário mínimo. A iniciativa é do Movimento Minas Solidária, que reúne o Serviço Voluntário de Assistência Social (Servas) e a Coordenadoria de Defesa Civil do Estado de Minas Gerais (Cedec-MG). Os recursos foram arrecadados por meio de doações de cidadãos e empresas em duas contas bancárias.

A entrega de cheques teve início no último dia 28 de maio, na cidade de Além Paraíba, na Zona da Mata, onde 137 famílias receberam recursos. No último dia 14, outras 124 famílias de Guaraciaba também receberam cheques no valor de um salário mínimo.

Por definição do conselho gestor dos recursos, formado pelo Ministério Público Estadual, Servas e Cedec-MG, podem receber o valor referente a um salário mínimo famílias atingidas pelas chuvas que estão registradas no Cadastro Único e tenham o NIS – Número de Inscrição Social.  No total, o Movimento Minas Solidária arrecadou R$ 772.586,04, depositados em contas no Bradesco e Banco do Brasil.

Nos próximos dias, serão entregues recursos para famílias cadastradas na Cedec-MG dos municípios de Brumadinho (34 famílias); Dona Euzébia (29); Guidoval (91); Matipó (14); Paulistas (29); Presidente Bernardes (64); Santo Hipólito (22); e Senador Firmino (32). Para o total das 576 famílias beneficiadas nessa primeira remessa, estão sendo destinados R$ 358.272,005.

Serviço: Entrega de recursos em Vespasiano

Data: 19 de junho de 2012

Local: Curumim Morro Alto – Av. Existente, 286

Horário: 14h

Obs.: Somente o representante da família, registrado no CAD, com seu documento de identificação, receberá o cheque.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/familias-atingidas-pelas-chuvas-em-vespasiano-receberao-recursos-do-minas-solidaria/

Gestão Anastasia: cidade da Zona da Mata recebe recursos do Minas Solidária

Famílias do município de Guaraciaba afetadas pelas fortes chuvas do início do ano vão receber um salário mínimo.

Nesta quinta-feira (14), 124 famílias de Guaraciaba, na Zona da Mata, afetadas pelas fortes chuvas do início do ano irão receber cheques no valor de um salário mínimo. A iniciativa é do Movimento Minas Solidária, que reúne o Serviço Voluntário de Assistência Social (Servas) e a Coordenadoria de Defesa Civil do Estado de Minas Gerais (Cedec-MG), e os recursos foram arrecadados por meio de doações de cidadãos e empresas em duas contas bancárias.

A entrega de cheques teve início no último dia 29 de maio, na cidade de Além Paraíba, também na Zona da Mata. O vice-governador Alberto Pinto Coelho e a vice-presidente do Serviço Voluntário de Assistência Social (Servas), Ana Maria Campos Guimarães, distribuíram os recursos para 137 famílias.

Por definição do conselho gestor dos recursos, formado pelo Ministério Público Estadual, Servas e Cedec/MG, podem receber o valor referente a um salário mínimo famílias atingidas pelas chuvas que estão registradas no Cadastro Único e tenham o NIS (Número de Inscrição Social).  No total, o Movimento Minas Solidária arrecadou R$ 772.586,04, depositados em contas no Bradesco e Banco do Brasil.

Nos próximos dias, também serão entregues recursos para famílias cadastradas na Cedec/MG dos seguintes municípios: Brumadinho (34); Dona Euzébia (29); Guidoval (91); Matipó (14); Paulistas (29); Presidente Bernardes (64); Santo Hipólito (22); e Senador Firmino (32). Para o total das 576 famílias beneficiadas nessa primeira remessa, que reúne 10 municípios, estão sendo destinados R$ 358.272,005.

Entrega de recursos em Guaraciaba

Data: 14 de junho de 2012

Local: Quadra Municipal

Horário: 11h

Obs. Somente o representante da família, registrado no CAD, com seu documento de identificação, poderá receber o cheque.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/cidade-da-zona-da-mata-recebe-recursos-do-minas-solidaria/

Gestão Anastasia: depósito avançado do Governo de Minas será inaugurado em Ubá

Agora, o Estado passa a contar com 14 centros de ajuda humanitária espalhados por diversas regiões de Minas

Osvaldo Afonso / Imprensa MG
Minas passa a contar com 14 depósitos, como o que foi inaugurado em janeiro em Pouso Alegre
Minas passa a contar com 14 depósitos, como o que foi inaugurado em janeiro em Pouso Alegre

Será inaugurado nesta quinta-feira (14), em Ubá, na Zona da Mata, mais um depósito avançado do Governo de Minas, sob articulação da Coordenadoria Estadual da Defesa Civil (Cedec-MG). O depósito, construído no 21º Batalhão da Polícia Militar de Minas Gerais, receberá e armazenará material de ajuda humanitária e donativos adquiridos pela Cedec, que serão distribuídos aos municípios atingidos por desastres naturais.

O Coordenador Estadual de Defesa Civil de Minas Gerais, coronel PM Luis Carlos Dias Martins, explicou que, por meio dos depósitos avançados, é possível fazer com que os materiais de ajuda humanitária cheguem com mais rapidez às populações afetadas.

“A Cedec de Minas atua de forma descentralizada por meio de regionais de Defesa Civil que coincidem com as regiões da Polícia Militar. Temos 13 depósitos avançados que funcionam em instalações da Polícia Militar, para atender prontamente às demandas, além de ficarem mais próximos das comunidades afetadas. O município afetado faz a solicitação de ajuda humanitária pelo meio mais rápido possível, seja telefone, fax ou e-mail e, a partir daí, emitimos a autorização de retirada do material desses depósitos”, disse coronel Martins.

Posições estratégicas

O depósito avançado da Cedec em Ubá, que é o segundo construído com estrutura de PVC, tem capacidade de armazenar 1.500 cestas básicas, 500 colchões, 500 cobertores, 300 kits higiênicos, 300 kits de limpeza e dez bobinas de lona. O novo depósito tem 100 metros quadrados e 6 metros de altura, e atenderá a cerca de 90 municípios próximos a Ubá.

Com esse, são 14 os depósitos implantados, desde 2003, pelo Governo de Minas. Eles estão estrategicamente distribuídos por todas as regiões do Estado – Belo Horizonte, Barbacena, Bom Despacho, Diamantina, Governador Valadares, Lavras, Manhuaçu, Montes Claros, Passos, Pouso Alegre, Teófilo Otoni, Ubá, Uberaba e Uberlândia.

Durante a solenidade de inauguração, o coronel Martins fará uma homenagem especial ao prefeito de Ubá, Edvaldo Baião Albino, e ao comandante do 21° batalhão de Polícia Militar, tenente-coronel Carlos José Bratiliere, pelos serviços desempenhados em apoio à Defesa Civil de Minas Gerais.

Distribuição de ajuda humanitária

Nos períodos chuvosos de 2010/2011 e 2011/2012, foram distribuídos pelo antigo depósito de Ubá, quase 32 mil toneladas de alimentos, mais de dois mil colchões, dois mil cobertores, quatro mil telhas, além de kits de produtos de higiene pessoal, rolos de lonas, aos municípios da região afetados pelas chuvas. O armazenamento dos materiais era realizado em um espaço menor e não totalmente estruturado para a função.

Serviço: Inauguração do Depósito Regional da Defesa Civil em Ubá

Local: 21º Batalhão de Policia Militar – Rua Farmacêutico José Rodrigues de Andrade, n° 555, bairro São Sebastião

Data: 14 de junho de 2012, quinta-feira.

Horário: 15h30

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/deposito-avancado-do-governo-de-minas-sera-inaugurado-em-uba/

Governo de Minas: Anastasia defende mudança na legislação para socorro a vítimas de desastres naturais

Governador participou, em Brasília, de seminário promovido pelo Tribunal de Contas da União

Diogo Xavier / TCU
Antonio Anastasia participou da abertura do seminário nacional sobre desastres naturais, em Brasília
Antonio Anastasia participou da abertura do seminário nacional sobre desastres naturais, em Brasília

O governador Antonio Anastasia participou, nesta segunda-feira (28), em Brasília, da abertura do seminário “Desastres Naturais – Ações Emergenciais”, promovido pelo Tribunal de Contas da União (TCU), em parceria com o Governo do Estado do Rio de Janeiro. O seminário visa à troca de experiências entre autoridades públicas e especialistas responsáveis por enfrentar as dificuldades causadas por inundações, secas e outros desastres naturais.

Anastasia defendeu, em seu pronunciamento, a implantação do Direito de Emergência, como forma de agilizar a assistência aos atingidos por desastres naturais. “A criação, através de proposta desse egrégio Tribunal, de um conjunto de normas e instrumentos que vai permitir certa flexibilidade, e aqui a palavra flexibilidade tem sido adotada com muita cautela e cuidado, é que vai, na verdade, amparar os administradores e possibilitar o socorro imediato, porque a palavra socorro, aí ela tem o seu sentido não só jurídico, mas no seu sentido humano”, afirmou.

O governador lembrou que a ideia do socorro tem de vir imbuída da confiança, com o administrador público recebendo a confiança para conseguir socorro imediato, prover alimentos, socorro médico e restabelecimento da locomoção. Antonio Anastasia lembrou as mudanças climáticas que vêem ocorrendo e a posição geográfica do Estado, pois os problemas que os mineiros enfrentam têm reflexo em outras unidades da Federação.

“O Tribunal de Contas da União, pela excelência de seus ministros, pela qualificação de seu corpo técnico, de seus auditores, de seus procuradores, terá plena condição de apresentar ao Congresso Nacional essa possibilidade de criação de um Direito de Emergência no Brasil, para nos permitir, com mais tranquilidade, dar o socorro, tão necessário para ajudarmos os flagelados nas chuvas, nas secas e outros desastres que acometem o nosso Brasil”, completou Anastasia.

O ministro da Integração Nacional, Fernando Bezerra, falou sobre a importância de adotar instrumentos que minimizem os efeitos dos desastres naturais. “É preciso priorizar as ações de prevenção, fazer drenagem urbana, dragagem de rios, proteção de morros, reforço de encostas. Estamos investindo para ampliar a capacidade brasileira de previsão destes eventos”, afirmou

Fernando Bezerra disse que a parceria com o TCU para adoção de iniciativas garante transparência na utilização dos recursos públicos, o que é fundamental para a sociedade. “Vamos debater como agilizar e desburocratizar as ações de emergência, que não podem ter na burocracia o entrave para sua execução. Precisamos avançar em instrumentos que garantam a celeridade e a boa aplicação dos recursos”, disse.

Seminário

Os gestores e técnicos dos estados participantes do seminário, que termina nesta terça-feira (29), buscam soluções para o papel do Estado no cumprimento das competências; a contratação de serviços emergenciais, nos termos da legislação vigente; a insegurança quanto às instruções e aos modelos para apresentação da prestação de contas; a flexibilização da prestação de contas, ou seja, instituição de modelo específico para os casos de catástrofes; e criação de um Fundo Nacional para ajuda aos Estados atingidos ou melhoria das condições do fundo já existente, devido às dificuldades na obtenção de recursos para pronta resposta e para reconstrução.

A abertura do seminário foi feita pelo presidente do TCU, ministro Benjamin Zymler. Também participaram do evento os governadores Omar Aziz (AM), Raimundo Colombo (SC), Eduardo Campos (PE) e Jaques Wagner (BA) e os vice-governadores Luiz Fernando Pezão (RJ) e José Tomás Nonô (AL), além de representantes das embaixadas do Japão e do Haiti no Brasil, e especialistas do Instituto de Desenvolvimento de Infraestrutura do Japão

Minas Gerais

No último período chuvoso (2011/2012), 239 municípios mineiros decretaram situação de emergência, 20 pessoas morreram e 346 ficaram feridas. Os mais atingidos foram Guidoval, Além Paraíba, Muriaé, Cataguases, Ouro Preto, Brumadinho e Dona Euzébia. A seca tem atingido o Norte do Estado e o Vale do Jequitinhonha. Recentemente, Montes Claros e outros municípios próximos foram atingidos por abalos sísmicos.

As chuvas deste ano destruíram 1.436 casas e 886 pontes, e danificou 23.821 casas e 872 pontes. O Governo de Minas adotou uma série de medidas de apoio à população e empresas atingidas pelas chuvas. Por meio da Copasa e da Cemig, concedeu prazos maiores e possibilidade de parcelamento das contas. O prazo de pagamento do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) também foi prorrogado, beneficiando cerca de 25 mil micro e pequenas empresas e proposta a isenção de IPVA e da Taxa de Licenciamento do Veículo, mediante a comprovação de perda total dos veículos nos municípios afetados.

Por meio do Banco de Desenvolvimento Minas Gerais (BDMG) foi criado o Fundese Solidário, destinando R$ 30 milhões para reparação de danos causados a micro e pequenas empresas e cooperativas. O Governo de Minas antecipou o repasse dos recursos do Piso Mineiro de Assistência Social para 92 municípios que decretaram situação de emergência. Desse total, 38 municípios receberam, entre abril e maio deste ano, o adiantamento de seis parcelas, totalizando R$ 1,17 milhão.

Seca

A Coordenadoria Estadual de Defesa Civil (Cedec-MG) lançou, em abril, o Plano de Contingência para a Minimização dos Impactos Provocados pela Seca 2012.  Em virtude da estiagem, 103 municípios já decretaram, este ano, situação de emergência. Com investimentos iniciais de R$ 11 milhões, o Plano prevê a compra de material de assistência humanitária e abastecimento de água por caminhões pipa.

Nos últimos nove anos, o Governo de Minas investiu mais de R$ 358 milhões em ações para aumentar a oferta de água nas comunidades urbanas e rurais. Os investimentos foram viabilizados por meio do Programa de Combate à Pobreza Rural (PCPR); pela Copasa e por sua subsidiária, a Copanor. Parte dos recursos foi investida pela Ruralminas na construção de pequenas barragens e bacias de captação de água das chuvas.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/anastasia-defende-mudanca-na-legislacao-para-socorro-a-vitimas-de-desastres-naturais/

Governo de Minas: Estado promove seminário de fechamento do período chuvoso de 2011/2012

Defesa Civil reúne gestores municipais, com foco na busca pelo aprimoramento das ações de prevenção a desastres naturais

O Gabinete Militar do Governador de Minas Gerais (GMG), por meio da Coordenadoria Estadual de Defesa Civil (Cedec-MG) promoverá, nesta quinta-feira (31), o Seminário de Fechamento do Período Chuvoso de 2011/2012. O evento será realizado a partir de 08h30, no Auditório da Escola de Formação e Aperfeiçoamento de Sargentos, no bairro Prado, em Belo Horizonte.

O seminário tem como objetivo apresentar aos cidadãos e aos gestores envolvidos nas operações de enfrentamento a desastres, o estudo das ações realizadas durante o período de chuva que atingiu o Estado, entre o fim do ano passado e início deste ano. Essa discussão está inserida na constante busca pelo aprimoramento do planejamento futuro.

O período chuvoso de 2011/2012 foi um dos mais intensos dos últimos anos e exigiu, por parte de todos os órgãos envolvidos, sejam eles estaduais ou municipais, muito esforço e trabalho.

Gestão estratégica

Regida pelos princípios da gestão estratégica, a Defesa Civil não atuou apenas emergencialmente, apoiando em campo os municípios afetados, mas também prevenindo e preparando os gestores municipais para o enfrentamento de desastres, por meio de diversos cursos e capacitações aos seus técnicos e voluntários.

Essa iniciativa expressa o interesse da Defesa Civil em promover um conhecimento ampliado e organizado que visa à melhoria constante do seu trabalho, permitindo que seus parceiros e demais envolvidos com as ações de enfrentamento a desastres avaliem as ações de prevenção, mitigação, preparação, resposta e reconstrução do período chuvoso 2011/2012.

Serviço:

Seminário de Fechamento do Período Chuvoso de 2011/2012

Local: Auditório da Escola de Formação e Aperfeiçoamento de Sargentos, rua Dr. Gordiano, 123, Prado, Belo Horizonte.

Data: Quinta-feira, 31 de maio.

Horário: A partir de 08h30.

Informações: faleconosco@defesacivil.mg.gov.br ou (31) 3915-0274.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/estado-promove-seminario-de-fechamento-do-periodo-chuvoso-de-20112012/

Gestão Anastasia: começa entrega de recursos do Minas Solidária para famílias atingidas pelas chuvas

Recursos doados por empresas e cidadãos começarão a ser entregues na próxima semana para as famílias atingidas pelas chuvas

Nesta segunda-feira (28), a presidente do Serviço Voluntário de Assistência Social (Servas), Andrea Neves; o promotor responsável pela Coordenadoria de Inclusão e Mobilização Social do Ministério Público Estadual, Paulo César Vicente de Lima; e o secretário-executivo da Cedec-MG, tenente-coronel Fabiano Villas Boas, concedem entrevista coletiva para informar sobre os critérios estabelecidos para a distribuição de recursos financeiros arrecadados pelo Movimento Minas Solidária.

Os recursos doados por empresas e cidadãos começarão a ser entregues para as famílias atingidas pelas chuvas na próxima semana.

Serviço: Entrevista Coletiva

Data: 28 de maio de 2012, segunda-feira

Local: Servas – Av. Cristóvão Colombo 683 – Funcionários, Belo Horizonte

Horário: 12 horas

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/comeca-entrega-de-recursos-do-minas-solidaria-para-familias-atingidas-pelas-chuvas/

Gestão Anastasia: Governo de Minas mobiliza universidades e instituto japonês para avaliar tremores em Montes Claros

Equipamentos sensoriais da UnB já estão sendo transferidos para analisar as causas dos abalos sísmicos no Norte de Minas

Jica / Divulgação
Cedec-MG mantém parceria com a Agência de Cooperação Internacional do Japão
Cedec-MG mantém parceria com a Agência de Cooperação Internacional do Japão

O Governo de Minas, por meio da Coordenadoria Estadual de Defesa Civil (Cedec-MG), solicitou, na tarde desta quarta-feira (23), apoio do Observatório Sismológico (Obsis) da Universidade de Brasília (UnB) para instalação de sismógrafo em Montes Claros capaz de registrar e verificar as causas dos tremores ocorridos no município. Técnicos e equipamentos apropriados já estão sendo deslocados de Lavras, no Sul de Minas, onde desempenhavam trabalhos pela UnB, para o Norte do Estado.

Os equipamentos sensoriais serão montados em Montes Claros de imediato e ficarão o tempo necessário para registrar, analisar e gerar material para estudos sobre as falhas responsáveis pelos tremores. Mais três especialistas do Observatório Sismológico da UnB, em Brasília, desembarcarão nesta quinta-feira (24/05) no município.

Além de estudar o fenômeno, os especialistas irão realizar um trabalho de orientação à população, ao poder público e aos profissionais envolvidos, entre eles os da Coordenadoria Municipal de Defesa Civil. A Defesa Civil Estadual também solicitou o apoio da Universidade Federal de Ouro Preto (UFOP), para o envio de mais especialistas para a cidade.

O Governo Estadual já entrou em contato com a Secretaria Nacional de Defesa Civil, no Ministério da Integração Nacional, requerendo apoio técnico e ajuda para a reconstrução das casas danificadas e comprometidas a partir da ocorrência dos tremores no município.

Por meio da Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior (Sectes), o Governo também recorreu ao Instituto de Desastres Naturais do Japão (ICHARM), sediado em Tsukuba, para que enviem técnicos a Minas Gerais para também avaliarem os tremores de terra. A diretoria do ICHARM informou que irá definir, nos próximos dias, quais especialistas virão a Minas para realizarem os trabalhos.

Além da vinda de técnicos japoneses ao Estado, o Governo de Minas propôs ao Instituto de Desastres Naturais do Japão a assinatura de um convênio de cooperação técnica, objetivando a implementação de estudos no Norte de Minas sobre a existência de possível falha geológica que estaria provocando os tremores. A Sectes avalia que há possibilidade de o convênio ser assinado, em Belo Horizonte, em junho, aproveitando a participação de membros da diretoria do ICHARM na Conferência Mundial do Clima, que será realizada no Rio de Janeiro.

Acompanhamento

Equipe da Coordenadoria Estadual de Defesa Civil de Minas Gerais (Cedec-MG) está em Montes Claros desde sábado (19) e, com o apoio do Corpo de Bombeiros Militar, Polícia Militar, Comdec e da Prefeitura, montou o Sistema de Comando em Operações (SCO) com a finalidade de coordenar e avaliar as ações de resposta aos danos causados pelo tremor.

As ocorrências de Abalos Sísmicos foram registradas entre 10h42 do dia 19 de maio e 16h32 do dia 20 de maio. A Universidade de Brasília informou que o tremor alcançou cerca de 4.2 graus na Escala Richter, sendo considerado de intensidade moderada.

Já foram realizadas 60 vistorias pelas equipes, sendo que nas mais relevantes, e que ensejaram a desocupação e condenação do imóvel, houve o acompanhamento e participação direta da Cedec-MG.

O Norte de Minas vem registrando abalos sísmicos há pelo menos cincos anos. O maior deles foi em dezembro de 2007, quando um tremor de 4,9 graus na escala Richter causou a morte de uma criança de cinco anos, a primeira registrada no país em função de terremoto, e danificou 76 casas em Caraíbas, distrito de Itacarambi, distante 663 quilômetros de Belo Horizonte.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/governo-de-minas-mobiliza-universidades-e-instituto-japones-para-avaliar-tremores-em-montes-claros/

Gestão Anastasia: Governo de Minas lança plano para enfrentar impactos da seca no Estado

Defesa Civil atuará com medidas preventivas e emergenciais, oferecendo aos municípios condições adequadas para enfrentarem o período de seca.

O Governo de Minas, por meio da Coordenadoria Estadual de Defesa Civil de Minas Gerais (Cedec-MG), lançou nesta sexta-feira (27), em Montes Claros, no Norte de Minas, o Plano de Contingência para a Minimização dos Impactos Provocados pela Seca no Estado de Minas Gerais 2012. O Plano contém medidas preventivas e emergenciais para auxiliar os municípios mineiros que já estão sendo ou que venham a ser afetados pela estiagem.

O abastecimento de água para a população afetada por meio de caminhões pipa, a distribuição de cestas básicas e a gestão dos Depósitos Avançados, que recebem e armazenam materiais de ajuda humanitária, estão entre as ações que já estão sendo desempenhadas pela Defesa Civil de Minas.

A seca deste ano já levou, até agora, 77 municípios a decretarem Situação de Emergência. No ano passado, 114 municípios foram afetados pelo período de escassez de chuva. As ações serão desenvolvidas e implementadas por meio da integração de diversos órgãos públicos, em parceria com entidades e gestores dos municípios. O principal objetivo é oferecer aos municípios condições adequadas para que eles possam enfrentar, sem grandes prejuízos, o período de seca.

Investimentos emergenciais somam R$ 11 milhões

O investimento inicial para o atendimento das vítimas da seca é de aproximadamente R$ 11 milhões, recursos que serão destinados essencialmente à compra de material de assistência humanitária – cesta básica e abastecimento de água por caminhões pipa.

As medidas atenderão toda a população urbana e rural do Estado, mas terá foco no contingente de quase 3 milhões de pessoas que vivem no Norte de Minas, nos Vales do Jequitinhonha e Mucuri, e em alguns municípios da Região Central de Minas Gerais.

Desde o início deste ano já foram distribuídos 28 caminhões pipa para 22 municípios. No ano passado, 101 municípios foram atendidos com 452 caminhões pipa. A Coordenadoria de Defesa Civil do Estado também prevê a distribuição de mais de 70 mil cestas básicas para a população prejudicada com a seca.

Ações educativas e de capacitação

Além de assistir emergencialmente os gestores municipais no abastecimento de água para consumo da população por meio dos caminhões pipa e realizar a distribuição de materiais de ajuda humanitária, a Defesa Civil, por meio de equipes técnicas de trabalho, está preparada para auxiliar os municípios a organizarem a documentação necessária à decretação de Situação de Emergência.

A Cedec também fornecerá condições técnicas para otimizar o tratamento de água para três comunidades criteriosamente selecionadas através das plantas potabilizadoras fixas, adquiridas por meio do convênio entre a Defesa Civil e a Coca-Cola FEMSA. As ações educativas da Defesa Civil de enfrentamento aos impactos da seca serão potencializadas através de cursos de capacitação.

Depósitos Avançados da Defesa Civil

Os Depósitos Avançados da Defesa Civil desempenharão importante função no recebimento e armazenamento de materiais de ajuda humanitária que atenderão os municípios prejudicados pela seca excessiva. O Depósito Avançado de Montes Claros foi inaugurado recentemente e por meio dele a Cedec já distribuiu 10 mil cestas básicas para municípios da região nos meses de março e abril.

Com os depósitos avançados, a ajuda humanitária chega com mais rapidez às populações afetadas. Para atender o Grande Norte de Minas (vales do Jequitinhonha, Mucuri e Norte de Minas), a Cedec também mantém depósitos em Diamantina e Teófilo Otoni. Ao todo são 14 os depósitos implantados desde 2003 pelo Governo de Minas, em todo o Estado.

Entre 2007 e 2011, a Defesa Civil Estadual armazenou e distribuiu 245.552 cestas básicas, 1.740 colchões, 6.280 cobertores, 184 sacos de roupa, 100 telhas, 15 rolos de lona e construiu 3.164 cisternas para 120 municípios do Norte de Minas.

Integração para combater a seca

Prefeitos e secretários municipais participarão do encontro na Associação dos Municípios da Área Mineira da Sudene (Amams) para conhecerem os programas e ações do Governo de Minas contra os impactos da seca. Eles serão orientados sobre a gravidade da seca prevista para este ano, de acordo com a previsão climática e que poderá ocorrer a necessidade de avaliação por parte de cada município sobre a utilização racional da água e energia.

A abertura do evento será feita pelo chefe do Gabinete Militar do Governador e coordenador Estadual de Defesa Civil de Minas Gerais, coronel PM Luis Carlos Dias Martins. Em seguida haverá o pronunciamento do representante da Secretaria de Estado de Desenvolvimento dos Vales do Jequitinhonha, Mucuri e Norte de Minas (Sedvan) e do presidente da Amams, prefeito de Patis, Valmir Morais de Sá.

A apresentação do Plano de Seca 2012 ficará a cargo do secretário executivo da Cedec, tenente-coronel Fabiano Villas Bôas. Os participantes também poderão assistir à palestra do meteorologista Ruibran dos Reis, que apresentará a previsão climatológica para os próximos meses, além de palestras ministradas por técnicos da Copasa, da Ruralminas e da Emater, órgãos que também coordenam ações de enfretamento da seca.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/governo-de-minas-lanca-plano-para-enfrentar-impactos-da-seca-no-estado/

Governo de Minas: Defesa Civil Estadual oferece capacitação para enfrentamento a desastres naturais

Participantes poderão atuar como multiplicadores na capital e em cidades do interior

Divulgação/Cedec
Agentes de defesa civil recebem orientações sobre a atuação em situações de desastres naturais
Agentes de defesa civil recebem orientações sobre a atuação em situações de desastres naturais

A Coordenadoria Estadual de Defesa Civil de Minas Gerais (Cedec-MG) promove, a partir desta terça-feira (10), na Cidade Administrativa, em  Belo Horizonte, o Curso Básico de Defesa Civil (CBDC). O treinamento, promovido pela Escola Permanente de Defesa Civil, tem duração de três dias.

O principal objetivo do curso é treinar os agentes da defesa civil para atuação em ações que possam minimizar os danos causados por desastres naturais, como alagamentos, enchentes, escorregamentos e secas. Os participantes do treinamento estarão aptos a aplicarem da melhor forma possível ações de prevenção e estabilização em situações críticas, para proteger vidas, propriedades e o meio ambiente.

Os 20 alunos participam de aulas que têm como tema conceitos básicos de mapeamento de áreas de risco, administração de abrigo temporário, codificação de desastres, preenchimento da Notificação Preliminar de Desastres (Nopred), Avaliação de Danos (Avadan), declaração municipal de atuação emergencial e  combate à dengue, entre outros assuntos.

O evento reúne integrantes da BHTrans, Polícia Militar de Brasília, Cemig, Secretaria de Estado de Defesa Social (Seds), Bombeiro Militar, equipes do Gabinete Militar do Governador e representantes de órgãos públicos municipais de Belo Horizonte, Congonhas, Espera Feliz, Ijaci, Ipanema, Ipuiuna, São Sebastião da Vargem Alegre e Santos Dumont. Ao final do curso, todos os participantes receberão um certificado.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/defesa-civil-estadual-oferece-capacitacao-para-enfrentamento-a-desastres-naturais/