Arquivos do Blog

Gestão Anastasia: Governo de Minas anuncia novos acessos viários a Guaranésia e Guaxupé

Segundo o secretário Carlos Melles, as intervenções devem iniciar em até 15 dias e terminar em um período de até 120 dias

Divulgação / Setop
"Vamos ter no Sul de Minas dois trevos de altíssima qualidade", destacou Carlos Melles
“Vamos ter no Sul de Minas dois trevos de altíssima qualidade”, destacou Carlos Melles

O secretário de Estado de Transportes e Obras Públicas, Carlos Melles, e o diretor-geral do Departamento de Estradas de Rodagem do Estado de Minas Gerais (DER-MG), José Elcio Monteze, autorizaram os serviços de melhoria e reformulação dos trevos de acesso à Guaxupé e à usina Alvorada do Bebedouro, em Guaranésia, no Sul de Minas. As intervenções fazem parte do trecho de 27,5 quilômetros da BR-491, inserido no Programa de Recuperação e Manutenção Rodoviária do Estado de Minas Gerais (ProMG), da Coordenadoria Regional de Passos.

“Vamos ter aqui nesta região dois trevos de altíssima qualidade e com a garantia de sempre: a obra só foi anunciada porque o governo tem os recursos em caixa para começar e terminar. Quem usa as estradas de Minas sabe o quanto o programa ProMG é bom para todos nós”, ressaltou o secretário Melles. Segundo ele, as intervenções devem iniciar em até 15 dias e terminar em um período de até 120 dias.

Para o prefeito de Guaxupé, Roberto Luciano Vieira, “a reformulação dos trevos e a recuperação dos trechos rodoviários, são diferenciais como fatores de desenvolvimento, crescimento e renda não só para Guaxupé como para toda a região da Associação dos Municípios da Baixa Mogiana (Amog), que tem quase 300 mil habitantes”. O prefeito de Guaranésia, João Carlos Minchillo, destacou os demais investimentos realizados pelo Governo de Minas na cidade. “Quanta coisa boa para a nossa cidade e região já recebemos, fruto de trabalho sério, organizado e comprometido”.

ProMG de Passos

No último dia 14, foi assinado o segundo contrato do ProMG de Passos, beneficiando 23 municípios sob jurisdição da 24ª Coordenadoria Regional do DER: Alpinópolis, Alterosa, Arceburgo, Areado, Capetinga, Capitólio, Carmo do Rio Claro, Cássia, Claraval, Conceição da Aparecida, Delfinópolis, Fortaleza de Minas, Guaranésia, Guaxupé, Ibiraci, Itamoji, Itaú de Minas, Passos, Pratápolis, São João Batista do Glória, São José da Barra, São Sebastião do Paraíso e São Tomás de Aquino.

O diretor-geral do DER-MG, José Elcio Monteze, destacou que “o ProMG, com o apoio do governador Antonio Anastasia, realmente tem conseguido dar um padrão de rodovias sem buracos, com conforto e segurança que é fundamental”. “Os novos trevos terão a geometria e dispositivos para inibir a velocidade, serão rotatórias alongadas, não vazadas e com canteiro central”, afirmou. O mais importante, completou José Elcio, é a “conscientização dos motoristas”.

Com este segundo contrato, serão recuperados e mantidos 396,8 quilômetros de rodovias estaduais, com recursos da ordem dos R$ 107 milhões, incluindo material betuminoso. O primeiro contrato do ProMG em Passos, assinado em 2007, investiu R$ 64 milhões e recuperou 355 quilômetros de rodovias.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/governo-de-minas-anuncia-novos-acessos-viarios-a-guaranesia-e-guaxupe/

Anúncios

Governo de Minas: Alberto Pinto Coelho inaugura rodovia em Senador Amaral

A estrada de 18,2 quilômetros liga Senador Amaral à cidade de Cambuí

Marco Evangelista/IOF
imagem.titleO vice-governador Alberto Pinto Coelho inaugurou, nesta sexta-feira (22), no município de Senador Amaral, no Sul de Minas, a rodovia AMG-295, que leva o nome de José Nilton de Almeida, primeiro prefeito do município. A estrada de 18,2 quilômetros liga Senador Amaral à cidade de Cambuí. A obra foi realizada pelo Departamento de Estradas de Rodagem de Minas Gerais (DER-MG) e custou R$ 10,3 milhões.

Em seu pronunciamento, o vice-governador destacou que a estrada asfaltada é um eixo de desenvolvimento. “Hoje, os caminhões podem sair tranquilamente de madrugada para levar a produção agrícola para a Ceasa de São Paulo. Aproveito a oportunidade para reafirmar o compromisso do governador Anastasia, meu e do Governo de Minas com a cidade de Senador Amaral”, afirmou.

O prefeito de Senador Amaral, Herculano de Freitas Baião, agradeceu o apoio do Governo do Estado. “Depois de muitos anos de dificuldades, com a antiga estrada de terra, inauguramos a rodovia AMG-295, que vai facilitar nossas vidas e encurtar as distâncias entre Senador Amaral e os municípios da região. Quero agradecer especialmente o vice-governador Alberto Pinto Coelho. O que antes era apenas um sonho, hoje se torna uma realidade em nossas vidas”, afirmou o prefeito de Senador Amaral

O secretário de Estado de Desenvolvimento Regional e Política Urbana, Bilac Pinto, ressaltou a importância do ProAcesso. Trata-se de um marco na história política de Minas Gerais como gestão pública, onde foram ligadas 225 cidades mineiras. É um programa extremamente importante, que melhorou a qualidade de vida em todos os municípios”, destacou. Participaram também da solenidade o secretário de Estado de Transportes e Obras Públicas, Carlos Melles, e o diretor-geral do Departamento de Estradas de Rodagem do Estado de Minas Gerais (DER-MG), José Elcio Santos Monteze.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/alberto-pinto-coelho-inaugura-rodovia-em-senador-amaral/

Gestão Anastasia: Governo de Minas autoriza obras de melhorias viárias em Guaranésia e Guaxupé

Autorização de início de obras nos trevos de acesso às duas cidades, localizadas no Sul de Minas, será anunciada pelo secretário Carlos Melles

O secretário de Estado de Transportes e Obras Públicas, Carlos Melles, e o diretor-geral do Departamento de Estradas de Rodagem do Estado de Minas Gerais (DER-MG), José Elcio Santos Monteze, convidam para solenidade de autorização de início dos serviços de melhoria e reformulação dos trevos de acesso a Guaranésia e Guaxupé, no Sul de Minas, que será realizada nesta segunda-feira (25).

Essas obras estão previstas no Programa de Recuperação e Manutenção Rodoviária do Estado de Minas Gerais (Promg) na jurisdição da Coordenadoria Regional de Passos e representam um investimento do Governo de Minas de R$ 4,4 milhões, com a implantação de rotatórias alongadas que vão contribuir para a melhoria das condições de tráfego e acesso a estes dois municípios.

Serviço:

Autorização de início de obras nos trevos de acesso a Guaranésia e Guaxupé

Local: Sede da AMOG – Rua Joaquim Augusto Ferreira, 12 – Parque das Orquídeas, Guaxupé.

Data: 25 de junho de 2012 (segunda-feira)

Horário: 14h30

Local: Sede da Prefeitura Municipal – Praça Rui Barbosa, nº40, Guaranésia

Data: 25 de junho de 2012 (segunda-feira)

Horário: 16 horas

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/governo-de-minas-autoriza-obras-de-melhorias-viarias-em-guaranesia-e-guaxupe/

Governo de Minas: Governador Antonio Anastasia entrega nova ponte à população de Guidoval

Estrutura havia sido destruída pelas chuvas de janeiro; Anastasia também inaugura novo de acesso à ponte sobre o rio Xopotó

Governo de Minas investiu R$ 19,8 milhões na construção da nova ponte de Guidoval
Governo de Minas investiu R$ 19,8 milhões na construção da nova ponte de Guidoval

O governador Antonio Anastasia inaugurou, nesta quinta-feira (21), em Guidoval, na Zona da Mata, ponte sobre o rio Xopotó, com 130 metros de extensão. O Governo de Minas investiu R$ 19,8 milhões na obra, concluída em cinco meses. A antiga ponte foi destruída pelas chuvas no início de janeiro deste ano.

A nova ponte, em concreto, é sustentada por quatro conjuntos de pilares duplos. A pista de rolamento tem 11 metros de largura, incluindo duas passagens de pedestres, de 1,5m cada, e guarda corpo. Uma variante para acesso à nova ponte, fazendo ligação do município com a rodovia MGC-120, numa extensão de 1,8 quilômetros, também foi construída pelo Departamento de Estradas de Rodagem do Estado de Minas Gerais (DER-MG), porque a ponte foi erguida em local diferente da antiga por motivos técnicos.

Guidoval foi muito castigada pela cheia do Rio Xopotó, em janeiro deste ano, vindo a decretar situação de emergência em 10 de janeiro. Duas pessoas morreram e 7 mil habitantes foram afetados. Duas mil pessoas foram desalojadas e 102 desabrigadas. Foram destruídas 122 casas e outros 617 imóveis foram danificados. Na época, o governador Anastasia visitou a cidade e determinou ao Departamento de Estrada de Rodagens de Minas Gerais (DER-MG) a construção de uma nova ponte.

“Estou voltando aqui para resgatar um compromisso perante a população. O primeiro passo, em função da emergência absoluta, era restabelecer a situação, dar conforto imediato, devolver a normalidade e construir a ponte para dar o acesso. Agora vamos dar um passo além: faremos a passarela para melhorar o acesso de quem passava pela antiga ponte”, disse o governador. A passarela vai facilitar o acesso à cidade  e deverá ser feita em parceria com a prefeitura municipal.

Melhoria de acesso

Acompanhado pelos secretários de Estado Carlos Melles (Transporte e Obras Públicas) e Bráulio Braz (Esportes e da Juventude) e do prefeito de Guidoval, Elio Lopes dos Santos, o governador descerrou fita e placa para marcar a inauguração da nova ponte. O padre Paulo Kowalski e o pastor Franklin Silva fizeram a benção da ponte.

Em seu pronunciamento, Antonio Anastasia lembrou dos momentos difíceis vividos pela população, solidarizou-se com parentes das vítimas. “As pessoas que aqui faleceram merecem sempre a nossa memória, o nosso respeito e o nosso trabalho para evitar que tragédias como estas se repitam. Por isso, naquele ambiente de destruição, percebemos a necessidade de diversas obras e a primeira tarefa foi a volta à normalidade da cidade que estava ilhada”, completou.

Exército

Antonio Anastasia lembrou do trabalho fundamental dos homens do Exército brasileiro no apoio a Guidoval. Até o fim das obras da nova ponte, a principal ligação com Ubá era a ponte provisória construída pelo Exército para evitar o isolamento dos moradores. “Agradeço o Exército brasileiro que colocou a ponte provisória que durante meses permitiu a normalidade da vida dessa cidade da zona da mata mineira”, afirmou.

O prefeito de Guidoval, Elio Lopes dos Santos, ressaltou o empenho do governador Anastasia para a execução da obra em tempo recorde. “Agradeço ao Antonio Anastasia, que tanto se esforçou para fazer a obra, sem nenhum recurso do governo federal”, disse.

Apoio do Governo de Minas

Por meio da Copasa e da Cemig, o Governo de Minas concedeu prazos maiores e possibilidade de parcelamento das contas de água e luz para populações de municípios afetados. O prazo para pagamento do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) também foi prorrogado, medida que beneficiou 25 mil micros e pequenas empresas.

Os micros e pequenos empresários foram também beneficiados com a criação de linha de crédito especial do Banco de Desenvolvimento de Minas Gerais (BDMG), no valor de R$ 30 milhões. Em Guidoval, 12 empresas conseguiram financiamento total de R$ 756,92 mil, por meio do Programa Emergencial de Socorro a Empresas e Cooperativas com Empreendimentos Afetados por Chuvas Intensas (Fundese Solidário).

Um dos beneficiados pelo programa foi o comerciante Carlos Antônio dos Santos, dono da Casa dos Produtores. A loja está em funcionamento há 12 anos e foi muito afetada com a inundação da cidade. Com o empréstimo de R$ 43 mil ele minimizar os prejuízos. “Usei os recursos para o pagamento de duplicatas. Estou ainda me recuperando dos prejuízos, mas com o empréstimo pude respirar”, contou.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/governador-antonio-anastasia-entrega-nova-ponte-a-populacao-de-guidoval/

Governo de Minas: nova ponte de Guidoval será entregue à população

Série de medidas do Governo do Estado auxilia municípios afetados pelas chuvas.

A nova ponte sobre o rio Xopotó, em Guidoval, na Zona da Mata, está concluída e será entregue à população esta semana, pelo governador Antonio Anastasia. Com recursos do Tesouro Estadual de R$ 19,8 milhões, o Departamento de Estradas de Rodagem do Estado de Minas Gerais (DER/MG) realizou a construção da ponte e de um novo acesso com extensão de 1,8 km.

As obras foram determinadas pelo governador após as chuvas do início do ano destruir a antiga ponte da cidade. Na época, uma estrutura provisória foi instalada no local e, no dia 21 de janeiro, teve início o trabalho para uma solução definitiva. A construção foi finalizada dentro do prazo contratual.

A nova ponte tem 130 metros de extensão e liga as duas margens, sustentada por quatro conjuntos de pilares duplos. A pista de rolamento tem 11 metros de largura, incluindo duas passagens de pedestres e guarda corpo em concreto.

“Cumprimos a missão determinada pelo Governador Anastasia, realizando um trabalho importante para a população de Guidoval, ao construir uma nova ponte, de qualidade, capaz de resistir à força das águas e evitar o que aconteceu durante as chuvas de janeiro, quando a cidade ficou isolada. Estabelecemos uma comunicação rodoviária definitiva para a cidade de Guidoval”, destaca o secretário de Estado de Transportes e Obras Públicas, Carlos Melles.

Obras

Além da construção da ponte de Guidoval, o Governo de Minas adotou uma série de medidas de apoio à população e empresas atingidas pelas chuvas. Na última semana, foi inaugurado, em Ubá, mais um depósito avançado do Governo de Minas, estruturado pela Coordenadoria Estadual da Defesa Civil (Cedec). Construído no 21º Batalhão da Polícia Militar, o local receberá e armazenará materiais de ajuda humanitária adquiridos pela Cedec, que serão distribuídos aos municípios da região que forem prejudicados por desastres.

Antes, no local, havia um ponto de distribuição que, nos períodos chuvosos de 2010/2011 e 2011/2012, entregou quase 32 mil toneladas de alimentos, mais de dois mil colchões, dois mil cobertores, quatro mil telhas, além de kits de produtos de higiene pessoal e rolos de lonas, mas o armazenamento era realizado em um espaço menor e não totalmente estruturado para a função. O novo espaço, com 100 metros quadrados de área, atenderá a cerca de 90 municípios próximos a Ubá. A capacidade de armazenamento é de 1.500 cestas básicas, 500 colchões, 500 cobertores, 300 kits higiênicos, 300 kits de limpeza e dez bobinas de lona.

“A Cedec de Minas atua de forma descentralizada, através de regionais de Defesa Civil que coincidem com as regiões da Polícia Militar. Temos, hoje, 13 depósitos avançados, para atender prontamente às demandas, além de ficarem mais próximos das comunidades afetadas”, afirma o coronel Luis Carlos Dias Martins, coordenador da Defesa Civil do Estado.

Parcelamento de contas e isenção

Por meio da Copasa e da Cemig, o Governo de Minas concedeu prazos maiores e possibilidade de parcelamento das contas para populações e municípios afetados pelas chuvas. O prazo de pagamento do ICMS também foi prorrogado, beneficiando cerca de 25 mil micros e pequenas empresas, e foi proposta a isenção de IPVA  e da Taxa de Licenciamento do Veículo, do exercício de 2012, mediante a comprovação de perda total dos veículos nos municípios afetados.

Ainda visando auxiliar aos micros e pequenos empresários e cooperativas, foi criado o Programa Emergencial de Socorro a Empresas e Cooperativas com Empreendimentos Afetados por Chuvas Intensas (Fundese Solidário VI), com destinação de R$ 30 milhões por meio do Banco de Desenvolvimento de Minas Gerais (BDMG), para reparação de danos causados pelas chuvas. Também foi disponibilizada linha de crédito especial para produtores rurais que sofreram prejuízos.

O Governo de Minas antecipou, ainda, o repasse dos recursos do Piso Mineiro de Assistência Social para 92 municípios que decretaram situação de emergência. Desse total, 38 municípios receberam, entre abril e maio deste ano, o adiantamento de seis parcelas, totalizando R$ 1,17 milhão.

Movimento Minas Solidária

Por meio do Movimento Minas Solidária, do Serviço Voluntário de Assistência Social (Servas) e da Cedec, 91 famílias de Guidoval afetadas pelas chuvas do início do ano também vão receber, no próximo dia 21 de junho, cheques no valor de um salário mínimo. Além disso, nesta semana, mais 98 famílias de Vespasiano e Brumadinho, na região Central, serão beneficiadas, assim com outras 261 de Além Paraíba e Guaraciaba, que já receberam os cheques.

Por definição do conselho gestor dos recursos, formado pelo Ministério Público Estadual, Servas e Cedec, podem receber o valor famílias atingidas pelas chuvas que estão registradas no Cadastro Único e tenham o NIS (Número de Inscrição Social).

Nos próximos dias, também serão entregues recursos para famílias cadastradas na Defesa Civil dos seguintes municípios: Dona Euzébia (29); Matipó (14); Paulistas (29); Presidente Bernardes (64); Santo Hipólito (22); e Senador Firmino (32). Os recursos, um total de R$ 772.586,04, foram arrecadados por meio de doações de cidadãos e empresas em duas contas bancárias. Além disso, no período de chuvas o Movimento distribuiu 538 toneladas de donativos a 76 municípios.

Utilização de recursos

O Governo de Minas apresentou ao governo federal, em janeiro, conjunto de 318 projetos, detalhando obras e ações de prevenção a inundações no valor de R$ 3,9 bilhões, sendo R$ 1,5 bilhão de competência do Estado e o restante de responsabilidade da União.

Até o momento, a utilização dos recursos envolve ações de socorro e assistência em 39 municípios (R$ 6,5 milhões); e reconstrução e recuperação em 17 municípios (R$ 60,3 milhões).

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/nova-ponte-de-guidoval-sera-entregue-a-populacao/

Gestão Anastasia: Rodovias estaduais de Passos, no Sul de Minas, terão segundo contrato do ProMG

Investimentos somam R$ 107 milhões e beneficiarão, diretamente, 23 municípios sob jurisdição do DER na região

Setop / Divulgação
Subsecretário Renato Andrade, secretário Carlos Melles,  José Elcio Monteze e demais autoridades e lideranças
Subsecretário Renato Andrade, secretário Carlos Melles, José Elcio Monteze e demais autoridades e lideranças

Por meio do Programa de Recuperação e Manutenção Rodoviária do Estado de Minas Gerais (ProMG), trezentos e noventa e seis quilômetros de rodovias estaduais da região de Passos, no Sul de Minas, serão recuperados e mantidos neste que já é o segundo contrato.

Com a assinatura da Ordem de Início, que aconteceu nesta quinta-feira (14), o secretário de Estado de Transportes e Obras Públicas, Carlos Melles, e o diretor-geral do Departamento de Estradas de Rodagem do Estado de Minas Gerais (DER/MG), José Elcio Santos Monteze, autorizaram o Consórcio Tamasa – Pavidez a iniciar os serviços.

Os recursos somam R$ 107 milhões, incluindo material betuminoso, e beneficiarão, diretamente, 23 municípios sob jurisdição da 24ª Coordenadoria Regional do DER em Passos: Alpinópolis, Alterosa, Arceburgo, Areado, Capetinga, Capitólio, Carmo do Rio Claro, Cássia, Claraval, Conceição da Aparecida, Delfinópolis, Fortaleza de Minas, Guaranésia, Guaxupé, Ibiraci, Itamoji, Itaú de Minas, Passos, Pratápolis, São João Batista do Glória, São José da Barra, São Sebastião do Paraíso e São Tomás de Aquino.

“Este modelo de programa de recuperação e manutenção de rodovias que temos em Minas Gerais é inovador e reconhecido internacionalmente. Com as renovações dos contratos, como hoje está acontecendo aqui em Passos, a tendência é de que sempre ampliemos a quilometragem da rede contemplada, já que com as conclusões das pavimentações dos trechos de ProAcesso e Caminhos de Minas, os mesmos serão incluídos futuramente no ProMG”, destacou o secretário Carlos Melles.

Para o diretor-geral do DER/MG, José Elcio Monteze, o ProMG vai muito além da recuperação e melhoria das condições do pavimento. “Estamos preocupados em aumentar a segurança e o conforto dos usuários que trafegam em nossas estradas e com isso, ainda, estimulamos o crescimento econômico e diminuímos os custos dos transportes”, finalizou.

Região de Passos

Em 2007 foi assinado o primeiro contrato de quatro anos para execução de obras pelo ProMG, na região de Passos, através do qual foram investidos R$ 64 milhões na recuperação e manutenção rodoviária de 355 quilômetros de rodovias pavimentadas.

ProMG

A meta do ProMG para 2012 é recuperar 580 quilômetros, totalizando 6.010 quilômetros desde o início do Programa. Atualmente, nove Coordenadorias Regionais do DER/MG – Belo Horizonte, Barbacena, Ubá, Varginha, Oliveira, Ponte Nova, Formiga, Passos e Juiz de Fora – estão sob o regime de manutenção permanente.

De toda a malha rodoviária pavimentada de Minas Gerais, num total de 28.593 quilômetros, 20.301 quilômetros estão sob circunscrição estadual, o que corresponde a, aproximadamente, 70% das rodovias que cortam o Estado.

Estiveram presentes à solenidade, o deputado estadual, Antônio Carlos Arantes; o subsecretário de Política Urbana, Renato Andrade; representantes da Polícia Militar da região; prefeitos beneficiados e autoridades locais; funcionários do DER/MG e diretores do Consórcio que executará as obras.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/rodovias-estaduais-de-passos-no-sul-de-minas-terao-segundo-contrato-do-promg/

Gestão Eficiente: Minas Gerais será laboratório para pesquisa inédita na área do desenvolvimento sustentável

 

Santa Vitória, no Triângulo Mineiro, é foco de parceria entre as multinacionais Dow Chemical Company e a The Nature Conservancy (TNC)

Omar Freire / Imprensa MG
Antonio Anastasia cumprimenta vice-presidente da Dow, Neil Hawkins.
Antonio Anastasia cumprimenta vice-presidente da Dow, Neil Hawkins.

O governador Antonio Anastasia participou, nesta quarta-feira (13), no Palácio Tiradentes, da cerimônia de anúncio de parceria entre a Dow Chemical Company e a The Nature Conservancy (TNC), organização não governamental dedicada à conservação de recursos naturais, para um trabalho inédito em Santa Vitória, no Triângulo Mineiro.  A TNC mantém, em parceria com a japonesa Mtsui, o projeto de construção de uma planta integrada para produção de etanol e de plástico, que deverá entrar em operação em 2013, e receberá investimentos de R$ 2,4 bilhões, com a geração de 2,6 mil empregos diretos e indiretos. A cerimônia contou com a presença do presidente da Dow para América Latina, Pedro Emílio Sanchez.

A ideia da parceria é incorporar cada vez mais o valor da natureza e do meio ambiente ao mundo dos negócios. Outro destaque é que os resultados alcançados serão compartilhados publicamente, para que outras empresas, o setor público e outros grupos de interesse possam utilizá-los de forma bastante prática.

O detalhamento do projeto foi feito pelo diretor do Programa de Conservação da Floresta Atlântica e Savanas Centrais da TNC, João Campari, e pelo vice-presidente de Sustentabilidade, Meio Ambiente, Saúde e Segurança da Dow, Neil Hawkins.

O governador Anastasia afirmou que, pelo caráter inovador do projeto, Minas Gerais chamará a atenção da comunidade internacional, por aliar produção e sustentabilidade.

“Nós teremos os olhos do mundo voltados para Santa Vitória porque será uma experiência singular que será desenvolvida no Estado. Estamos entusiasmados com essa parceria da Dow com a TNC que se desdobrará em nosso território”, disse Anastasia.

Plástico Verde 

Uma usina integrada para produção de cana de açúcar, etanol e plástico, localizada em Santa Vitória, Triângulo Mineiro, em fase de implantação, vai se transformar em uma espécie de laboratório para que cientistas da Dow e da TNC pesquisem os impactos da produção na natureza e, ao mesmo tempo, mensurar como o meio ambiente pode ser usado para o incremento dos negócios de maneira sustentável. A TNC e a Dow usarão modelos científicos, mapas e imagens de satélite de alta resolução para analisar a biodiversidade e os serviços ambientais e aplicar estas ferramentas no planejamento estratégico da Dow. Serviços ambientais são, por exemplo, o controle da erosão feito pelas montanhas ou o sequestro de carbono e controle de enchentes feitos pelas florestas.

Segundo o diretor da TNC, João Campari, Santa Vitória foi escolhida por ser uma região que oferece as condições necessárias para desenvolver o projeto, com disponibilidade de terras agrícolas, aspectos agrícolas e ambientais, logística, boa infraestrutura e acesso à mão de obra qualificada.

Este é o segundo projeto desenvolvido entre as empresas e o primeiro em solo brasileiro. Do plano global de investimentos de US$ 10 milhões da Dow, em parceria com a TNC, ao longo de cinco anos, um terço será alocado em Santa Vitória. “Queremos uma natureza melhor do que está hoje, ao mesmo tempo que a empresa vai avançar na produção de cana e etanol para o polietileno (plástico)”, disse o vice-presidente da Dow, Neil Hawkins.

Modelo para o Brasil

Antonio Anastasia considera “revolucionária” a perspectiva de Minas Gerais produzir um tipo de plástico a base de cana de açúcar, evitando o uso de insumos não renováveis, como os derivados do petróleo.

“É praticamente uma nova alvorada na questão não só de sustentabilidade, mas também no crescimento de novos produtos para o mundo, porque, de fato, transformar a cana-de-açúcar não só naqueles produtos tradicionais que estamos acostumados, mas também servindo de base para uma verdadeira forma de plástico, em uma linguagem mais singela e objetiva, é algo revolucionário”, completou.

A secretária de Desenvolvimento Econômico, Dorothea Werneck, lembrou que esse modelo de negócios coloca o Estado em destaque mundial, no momento que se realiza a Rio+20, a conferência da ONU sobre desenvolvimento sustentável. “Isso mostra como estamos incorporando a questão da sustentabilidade junto com desenvolvimento e produção, respeitando a comunidade local e o meio ambiente”, disse.

Trabalho de campo

O projeto desenvolvido entre a Dow e a TNC contribuirá para que Minas Gerais seja precursor em pesquisas de campo que levam em conta o valor e os benefícios proporcionados pela natureza nas decisões de negócios.

Exemplo: como florestas saudáveis e intactas podem, naturalmente, limpar a água e o ar, além de criar habitats para a fauna local; e como a água potável saudável garante os recursos necessários tanto para a Dow quanto para as comunidades do entorno.

Além disso, as organizações vão trabalhar em conjunto para avaliar as oportunidades de restauração florestal para toda a região, a fim de atender às exigências do Código Florestal Brasileiro e, ao mesmo tempo, maximizar os benefícios ambientais para a Dow, as comunidades e o meio ambiente.

Também participaram da solenidade os secretários Adriano Magalhães (Meio Ambiente), Narcio Rodrigues (Ciência e Tecnologia), Carlos Melles (Transportes e Obras Públicas), Gustavo Magalhães (Secretário-Geral do Governador), o prefeito de Santa Vitória, Antônio Celso Andrade Domingues.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/minas-gerais-sera-laboratorio-para-pesquisa-inedita-na-area-do-desenvolvimento-sustentavel/

Gestão Eficiente: Governador Anastasia e presidente Dilma assinam acordo para elaboração do projeto de revitalização do Anel Rodoviário

Projeto contemplará a revitalização da pista; parceria entre Estado e União também trará investimentos para outras rodovias mineiras

Omar Freire/Imprensa MG
Dilma e Anastasia durante cerimônia de assinatura do termo de compromisso para obras no Anel Rodoviário
Dilma e Anastasia durante cerimônia de assinatura do termo de compromisso para obras no Anel Rodoviário

O governador Antonio Anastasia e a presidente Dilma Rousseff presidiram, nesta terça-feira (12), no Palácio da Liberdade, a cerimônia de assinatura de termo de compromisso para a elaboração do projeto executivo das obras de reformulação e modernização do Anel Rodoviário de Belo Horizonte. O documento, assinado pelos diretores-geral do DER-MG, José Elcio Monteze, e do Dnit, general Jorge Ernesto Fraxe, prevê repasse pelo governo federal de R$ 17 milhões para que o Governo de Minas elabore e licite o projeto executivo.

Para a execução da obra, também sob responsabilidade do Governo de Minas, será repassado cerca de R$ 1,5 bilhão. O início das obras dependerá do processo de licitação do projeto de engenharia.

Segundo o Ministério dos Transportes, o projeto contemplará a construção de 12 trincheiras e 18 viadutos, além da troca de pavimentação dos 27,3 quilômetros da via. As cerca de 3.500 famílias que residem no entorno do corredor viário serão indenizadas para a construção de vias laterais, informou o órgão federal.

Avenida Metropolitana

O governador Antonio Anastasia disse que o novo Anel Rodoviário dará mais segurança aos motoristas e trará mais desenvolvimento para a Região Metropolitana de Belo Horizonte.

“Não se tratará de mera reforma, podemos dizer que é construção nova de uma obra monumental, de primeiro mundo, que trará não só mais segurança, que é tão necessária, e mais mobilidade, mas também trará desenvolvimento, inclusão, prosperidade, empregos e oportunidades, porque ao redor dessa majestosa avenida metropolitana que será totalmente construída, certamente teremos oportunidades ímpares para criação de novas empresas e novos focos de desenvolvimento e de indústrias”, afirmou Anastasia.

Anastasia ressaltou, em seu pronunciamento, a importância da parceria do Governo de Minas com a União, lembrando ainda que a obra é uma reivindicação não só do povo mineiro, mas de todo o Brasil.

“Quero destacar o ato de grandeza do governo federal, em primeiro lugar, ao delegar o projeto da execução da obra do Anel Rodoviário de Belo Horizonte para execução pelo Estado, que é reivindicada há décadas pela população não só da capital, mas também de toda a região metropolitana e de todo o Estado. Poderia dizer até do Brasil, porque aqui passam veículos que cruzam nosso país de Norte a Sul”, completou.

Histórico

O Anel Rodoviário Celso de Mello Azevedo foi construído na década de 1950 com objetivo de desviar o tráfego pesado da região urbana de Belo Horizonte. Com o crescimento da capital, ele foi inserido no sistema viário urbano. A última intervenção para melhorias da via ocorreu em 2006.

Como uma importante artéria, o Anel Rodoviário recebe o tráfego do Centro Oeste do país, seja via BR-262 (Triângulo Mineiro, Mato Grosso e Goiás), seja via BR-040 (Distrito Federal, Goiás e Tocantins), em direção ao Rio de Janeiro, ou ao pólo ferrífero (BR-381 na direção de Governador Valadares), sendo que ocorre o mesmo no sentido inverso.  Soma-se, ainda, o tráfego pesado de São Paulo em direção ao norte de Minas Gerais e do País. Além disso, parte importante da produção industrial e agrícola do Estado trafega no Anel em direção aos portos de Santos e Sepetiba.

Parceria Estratégica

A presidente Dilma Rousseff disse, em seu pronunciamento, que a característica da via, por estar em uma área urbana, permite que o governo federal transfira para o Governo de Minas a responsabilidade pela execução das obras.

“Eu, de fato, tive essa iniciativa de passar essa obra para o Estado de Minas Gerais por reconhecer a característica urbana dela. Apesar de ser feita numa rodovia, é uma rodovia que foi feita numa época que, de fato, tratava-se de uma rodovia nos limites da cidade. Hoje, uma parte significativa desse anel é uma avenida dessa cidade. Mostra não só o imenso crescimento que Belo Horizonte teve nos últimos anos como também a necessidade de que essas parcerias federais, estaduais e municipais ocorram. Não estamos fazendo aqui uma reforma, estamos construindo vias adequadas”, afirmou.

Dilma Rousseff considera o governador Anastasia “um parceiro de qualidade”, o que facilita o desenvolvimento de projetos da grandeza do novo Anel Rodoviário.

“Eu tenho no (governador) Anastasia um parceiro. E tenho certeza que o Anastasia é um grande político brasileiro, com noção de país. Ele é um dos parceiros estratégicos para o Brasil ter pernas próprias para enfrentar essa crise. Eu conto com o governador Anastasia e com o prefeito Marcio Lacerda para que nós, juntos, façamos estes projetos e continuemos mantendo a taxa de investimento sempre em crescimento”, completou.

Rodoanel

A presidente da República anunciou que, em parceria com o Governo de Minas e a Prefeitura de Belo Horizonte, o governo federal vai investir na construção do “Rodoanel Mineiro”, que terá três alças nas direções Norte, Sul e Leste, ligando as principais cidades da região metropolitana e desafogando o tráfego no anel rodoviário.

“Temos a decisão de fazer o Rodoanel. Estamos nos dispondo a fazer uma parceria entre o Estado, a prefeitura e o governo federal para a obra. O prefeito Marcio Lacerda entra com o projeto da parte Leste, o governo federal entra com o projeto e obviamente vai arcar com os custos da construção do setor Sul e do financiamento do trecho Leste. E o governador Anastasia fará, através de um modelo de PPP (Parceria Público-Privada), o trecho Norte. Nessa divisão é possível fazer o Rodoanel em um tempo rápido. Acredito que essa seja a grande iniciativa que podemos dar a essa parceria sempre bem sucedida quando se aliam Estado, município e a União. Só é possível no Brasil uma ação efetiva, no sentido de superar alguns gargalos e problemas, se tivermos essa visão integrada”, concluiu .

Duplicação da BR-381

Segundo o ministro dos Transportes, Paulo Sérgio Passos, as obras de duplicação da BR-381, sentido Governador Valadares, na região do Rio Doce, devem começar no início de 2013. A expectativa é de que a licitação da obra seja lançada em setembro próximo.

“Estamos desenvolvendo e concluindo os projetos executivos nos meses de junho e julho, porque não queremos e nem faremos coisas açodadas. Tenham certeza que até setembro colocaremos na rua a licitação da duplicação da BR-381”, garantiu.

Segundo ele, as obras de modernização do Anel Rodoviário, de construção do Rodoanel mineiro e a duplicação da BR-381 devem exigir investimentos de cerca de R$ 6 bilhões.

Também participaram da solenidade o vice-governador Alberto Pinto Coelho; a ministra das Comunicações, Helena Chagas; o ministro de Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Fernando Pimentel; o secretário de Estado de Transportes e Obras Públicas, Carlos Melles; o prefeito de Belo Horizonte, Marcio Lacerda, e os senadores Clésio Andrade e Zezé Perrela.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/governador-anastasia-e-presidente-dilma-assinam-acordo-para-elaboracao-do-projeto-de-revitalizacao-do-anel-rodoviario/

Gestão Eficiente: com investimentos de R$ 22 milhões, Proacesso chega a mais duas cidades do Sul de Minas

Em todo o Estado, o programa atingiu o marco de cinco mil quilômetros de novas rodovias pavimentadas em 200 municípios

Com aportes na ordem de R$ 22 milhões, o secretário de Transportes e Obras Públicas, Carlos Melles, assinou a ordem de início da complementação dos serviços de melhoramento e pavimentação de dois trechos do Programa de Pavimentação de Ligações e Acessos Rodoviários aos Municípios (Proacesso). As obras beneficiam diretamente os municípios de Albertina e Tocos do Moji, no Sul do Estado. No total são mais de 27 quilômetros de rodovias a serem pavimentadas.

Carlos Melles afirmou que “o asfalto é o primeiro passo para que, de fato, o município desenvolva”. “A pavimentação dos dois trechos vai trazer proximidade não apenas para os turistas, pelas belezas naturais da região, mas também aproximar o mais importante, que são as condições básicas para a população, como saúde, educação e sobretudo, o desenvolvimento econômico”, destacou.

Tocos do Moji

Na última sexta-feira (25), o secretário, acompanhado do secretário de Estado de Desenvolvimento Regional e Política Urbana, Bilac Pinto, e do diretor-geral do Departamento de Estradas de Rodagem do Estado de Minas Gerais (DER-MG), José Elcio Santos Monteze, assinou a autorização para inicio imediato das obras do trecho entre Tocos do Moji e Borda da Mata, cujos serviços prevêem a pavimentação de 14,8 quilômetros e a construção da ponte sobre o rio Mogi Guaçu, com 35 metros de cumprimento e 10,8 metros de largura.

Tocos do Moji conta com população estimada em quatro mil habitantes. O forte da economia é a cultura do morango. De acordo com o prefeito Antônio Rosário, junto com Pouso Alegre, Estiva e Bom Repouso, o município responde por cerca de 80% da produção de morango do Estado. Portanto, a pavimentação do trecho representa a redenção para os tocomojienses. “Depois da emancipação do município, em 1995, hoje é o dia mais importante para nós, pois a pavimentação asfáltica é um sonho que estamos realizando. Era o que mais precisávamos para impulsionar a economia e o turismo do município, destacou Antônio Rosário.

Albertina

De Tocos do Moji, a comitiva seguiu para o município de Albertina, ainda na sexta-feira, para a realização da solenidade de assinatura de ordem de serviço para pavimentação 12,6 quilômetros de rodovias do trecho entre Albertina e Jacutinga

Para a prefeita do município, Noemi Simionatto Guinesi, o início das obras de pavimentação do trecho de 12,6 quilômetros, que liga Albertina a Jacutinga, no chamado Circuito das Malhas, “é um momento abençoado”. “Isso demonstra a seriedade e o compromisso dos governos Aécio Neves e Antonio Anastasia em transformar a Minas no melhor lugar para se viver e investir”, afirmou a prefeita.

Balanço

Apenas na região de Albertina e Tocos do Moji, o Proacesso contemplou 13 municípios, com investimentos já realizados da ordem de R$ 171,5 milhões. Ao final, serão pavimentados 242,9 quilômetros. Dos 13 contemplados, oito já estão concluídos e cinco estão em andamento.

Em todo o Estado, o programa atingiu recentemente o marco histórico de cinco mil quilômetros de novas rodovias mineiras pavimentadas e 200 municípios atendidos. A meta foi atingida com a implantação e pavimentação de 26.7 quilômetros da rodovia que dá acesso ao município de Santana dos Riachos, na região Central de Minas, próxima a Serra do Espinhaço, onde está localizada a Serra do Cipó.

O volume de obras alcançado pelo programa até agora representa 92% das metas estabelecidas pelo Governo de Minas, totalizando o investimento de R$ 3,6 bilhões e 1,3 milhões de pessoas beneficiadas.

Segundo Carlos Melles, “vontade política, interesse pela coisa pública, sensibilidade e determinação são os fatores que nortearam os nossos governantes na criação e desenvolvimento desse programa, o Proacesso, ímpar no Brasil, capaz de dotar o nosso Estado de uma malha rodoviária completa, sem exclusão de qualquer dos nossos municípios”.

O diretor-geral do DER-MG explicou que há 20 trechos em andamento, dos quais 12 serão concluídos no decorrer deste ano e outros oito em 2013. Outros cinco restantes são de responsabilidade da União, por se tratar de trechos de rodovias federais.

O programa

O programa foi iniciado em 2004 pelo Governo de Minas, com o objetivo de dotar de ligação asfáltica os 225 municípios que não contavam com esse benefício, cujos acessos se davam por estradas sem pavimentação, nem sempre em boas condições de tráfego, principalmente na época das chuvas. Essa deficiência comprometia o desenvolvimento dessas cidades, prejudicando o escoamento da produção, o deslocamento normal de pessoas e afastando potenciais investidores e indústrias.

Espera-se que até 2013 todos os 200 acessos sob responsabilidade do Estado estejam concluídos, totalizando 5.407 quilômetros de estradas e beneficiando cerca de 1,5 milhão de habitantes.

Com isso, todo o Estado de Minas Gerais estará coberto por malha rodoviária asfaltada, interligando todos os municípios, melhorando a infraestrutura de todas as regiões, diminuindo as diferenças regionais e contribuindo para o desenvolvimento socioeconômico dos municípios mais carentes.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/com-investimentos-de-r-22-milhoes-proacesso-chega-a-mais-duas-cidades-do-sul-de-minas/

Gestão em Minas: nova ponte de Guidoval, determinada por Anastasia, está próxima de ser concluída

 

Com investimentos de R$ 18 milhões do Governo de Minas, obra já atingiu 98% das ações previstas

O secretário de Estado de Transportes e Obras Públicas, Carlos Melles, acompanhado do diretor-geral do Departamento de Estradas de Rodagem do Estado de Minas Gerais (DER-MG), José Elcio Santos Monteze, realizaram nesta quarta-feira (16) uma visita técnica às obras de construção da nova ponte sobre o rio Xopotó e do novo acesso a ponte, em Guidoval. As chuvas de janeiro, que castigaram a Zona da Mata, destruíram a ponte da cidade.

O governador Antonio Anastasia, em visita ao município, na época, determinou ao DER-MG que tomasse as medidas necessárias para a realização da construção de uma nova ponte. Para o secretário Melles, “desde o primeiro momento, em que o governador Anastasia determinou a construção de uma nova ponte, o DER vem executando as ações necessárias para concluir esta missão de estabelecer uma comunicação rodoviária definitiva para a cidade de Guidoval”. “Hoje, a ponte está praticamente pronta, instalada em local seguro, com previsão de ser inaugurada até o final do próximo mês”, adiantou Melles.

Melles lembrou, ainda, que durante as visitas de janeiro, acompanhando o governador Antonio Anastasia e, depois, com o ministro dos Transportes, Paulo Sérgio Passos, a situação era crítica. “Hoje, o DER vem cumprindo a missão determinada pelo Governador Anastasia, realizando um trabalho importante para a população de Guidoval, ao construir uma nova ponte, de qualidade, capaz de resistir a força das águas e evitar o que aconteceu durante as chuvas de janeiro, quando a cidade ficou isolada”, concluiu o secretário.

De imediato, com a destruição da ponte antiga, a população de Guidoval, na Zona da Mata, reestabeleceu a comunicação, utilizando uma ponte metálica instalada pelo Exército Brasileiro e recebeu ajuda humanitária prestada pela Coordenadoria Estadual de Defesa Civil (Cedec).

A ponte

A nova ponte sobre o Rio Xopotó terá 130 metros de extensão, ligando as duas margens, sendo sustentada por quatro conjuntos de pilares duplos, para sustentação da pista de rolamento com 11 metros de largura, incluindo duas passagens de pedestres de 1,5 metro cada e guarda corpo em concreto. O trabalho de construção teve início em 21 de janeiro, com orçamento previsto de R$ 18 milhões, incluindo a construção de um novo acesso à ponte com a extensão de 1,8 quilômetro.

O diretor-geral do DER, José Elcio Monteze, explica “que a obra da ponte já atingiu 98% das ações previstas”. “Estamos concentrados na execução do acesso, que está com as obras dentro do cronograma. A terraplenagem está quase pronta, falta ainda a execução das etapas de pavimentação, drenagem superficial e sinalização. A previsão de entrega da obra é no final de junho”, explicou.

Estiveram presentes à vistoria, além do secretário Melles e do diretor geral do DER, o diretor de operações do DER, Luiz Alberto Dias Mendes, prefeitos e autoridades da região, e os representantes da construtora Aterpa M.Martins S/A, responsável pela execução da obra.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/nova-ponte-de-guidoval-determinada-por-anastasia-esta-proxima-de-ser-concluida/