Arquivos do Blog

Gestão Anastasia: blitze de combate ao transporte clandestino bate recorde de apreensões no Norte de Minas

O diretor de Fiscalização do DER/MG, João Afonso Baeta Costa Machado, estará em Montes Claros, nesta quinta-feira (21), à disposição da imprensa

O Departamento de Estradas de Rodagem de Minas Gerais (DER/MG) realiza uma série de blitze de combate ao transporte clandestino de passageiros no Norte de Minas.

Em apenas dois dias de abordagens, foram apreendidos 40 veículos, entre ônibus, vans e taxis, de cidades como Montes Claros, Francisco Sá, Brasília de Minas, Bocaiúva e Pirapora. Esse é um número recorde, pois, em cidades do interior mineiro, nunca haviam sido apreendidos tantos veículos em apenas dois dias de operação. Até então, o número máximo de apreensões era de dez veículos.

Nesta quinta-feira (21), a partir das 9h, o diretor de Fiscalização do DER/MG, João Afonso Baeta Costa Machado, estará em Montes Claros, à disposição da imprensa da região para tirar dúvidas e conversar sobre as operações que estão ocorrendo em todo o Estado.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/blitze-de-combate-ao-transporte-clandestino-bate-recorde-de-apreensoes-no-norte-de-minas/

Anúncios

Gestão da saúde: Força Tarefa realiza ação de combate à dengue em Bocaiuva, Norte de Minas

Mobilização já realizou troca de milhares de objetos que possam se tornar criadouros do mosquito transmissor por material escolar

Jerúsia Arruda / SES
Agentes de endemia ficam no município até o dia 22 deste mês combatendo focos do mosquito transmissor da doença.
Agentes de endemia ficam no município até o dia 22 deste mês combatendo focos do mosquito transmissor da doença.

A Força Tarefa de Combate à Dengue está em Bocaiuva, no Norte de Minas, realizando visitas domiciliares para eliminar possíveis focos do mosquito Aedes aegypti. Desde a semana passada, 94 agentes de endemia e a equipe de mobilizadores da Secretaria de Estado da Saúde (SES) de Minas Gerais estão no município desenvolvendo uma série de atividades com objetivo prevenir e combater a dengue. O trabalho segue até a próxima sexta-feira (22).

A Força Tarefa é realizada dentro do Programa Estadual de Controle Permanente da Dengue, em parceria com o município, reunindo esforços do Governo de Minas, prefeituras e sociedade, no enfrentamento à ameaça da doença em todo o Estado.

Em Bocaiuva, as ações de mobilização contam com a participação de toda a comunidade e representantes dos diversos setores públicos e privados. “As pessoas estão muito envolvidas com o trabalho e contamos com a participação de todos, que abriram suas casas para a entrada dos agentes, e também se envolveram com as ações de mobilização”, comemora o secretário Municipal de Saúde, Eron dos Santos.

A cidade registrou um alto índice de infestação do mosquito no início deste ano. De acordo com os dados do Levantamento Rápido do Índice de Infestação de Aedes Aegypti (LIRAa), em janeiro, o município apresentou um índice de infestação de 7,6% e foram encontrados focos do mosquito em 8,8% dos imóveis visitados. Apesar de o índice estar muito acima do preconizado pelo Ministério da Saúde, que é de 1%, como não há um novo vírus circulando, a situação foi controlada.

A Força Tarefa visa mobilizar a população para retirar os focos do mosquito e evitar que haja proliferação da doença. “Atualmente, o índice de infestação pelo mosquito é de 1,4%. Mas com a limpeza dos quintais e retirada de materiais inservíveis, tanto na área urbana quanto nas comunidades rurais, nossa expectativa é que o período das águas chegue sem surpresas”, projeta o secretário.

Ações de Mobilização

Durante a semana passada, o Dengue Móvel permaneceu estacionado em pontos estratégicos da cidade, recebendo material reciclável que foi trocado por material escolar. Foram recolhidos 15.696 garrafas pet, 13.200 latas e 1360 pneus, que foram trocados por lápis, borrachas e cadernos. “A lógica da troca fomenta a participação, principalmente das crianças, que ajudam a mobilizar toda a família, além de promover a inserção social”, observa Olívia Pereira de Loiola, superintende Regional de Saúde de Montes Claros.

Também foram realizadas blitze educativas e o evento “Minha cidade sem dengue”, na praça Benedito Valadares, no Centro da cidade, com uma série de atividades educativas e culturais.

Nesta segunda-feira (18), os mobilizadores visitam escolas e instituições parceiras, para orientar seus representantes a manterem permanentemente a vigilância e controle para evitar a formação de novos focos do mosquito.

Os homens da força-tarefa permanecem no município até sexta-feira (22) visitando, inclusive, povoados e comunidades rurais do município, recolhendo inservíveis e eliminando todos os possíveis focos do mosquito.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/forca-tarefa-realiza-acao-de-combate-a-dengue-em-bocaiuva-norte-de-minas/

Gestão da saúde: Força Tarefa contra a dengue inicia atividades em Bocaiúva nesta terça-feira

Ação realizada pela Secretaria de Estado de Saúde visa mobilizar a população para combater o mosquito transmissor da doença

A equipe de mobilizadores da Secretaria de Estado da Saúde de Minas Gerais (SES-MG) chega ao município de Bocaiúva, no Norte de Minas, nesta terça-feira (12) para realizar uma série de atividades com objetivo prevenir e combater a dengue.

A Força Tarefa é realizada pela SES-MG, em parceria com o município, dentro do Programa Estadual de Controle Permanente da Dengue, reunindo esforços do Governo de Minas, prefeituras e sociedade civil no enfrentamento à ameaça da doença em todo o Estado.

Bocaiúva registrou um alto índice de infestação do mosquito Aedes aegypti no início deste ano. De acordo com os dados registrados pelo Levantamento Rápido do Índice de Infestação de Aedes aegypti (LIRAa), em janeiro, o município apresentou um índice de infestação de 7,6% e foram encontrados focos do mosquito em 8,8% dos imóveis visitados.

Apesar de o índice estar muito acima do preconizado pelo Ministério da Saúde, que é de 1%, como não há um novo vírus circulando, a situação foi controlada e foram notificados 12 casos de dengue município este ano. A Força Tarefa visa mobilizar a população para combater o mosquito, para retirar os focos do mosquito e evitar que haja ameaça da doença.

Até o próximo sábado (16), o caminhão da Força Tarefa ficará estacionado em pontos estratégicos da cidade, trocando material reciclável por material escolar. Pneus, latas e garrafas pet serão trocados por caderno, borracha e lápis.

Programação

Na quarta-feira (13), será realizada uma reunião intersetorial com representantes das diversas instituições órgãos públicos, iniciativa privada e da comunidade, local para definir as estratégias da ação. A reunião será realizada na Secretaria Municipal de Saúde.

Na quinta-feira (14), será realizada uma blitz educativa, às 9h, na Praça Benedito Valadares, no centro da cidade.  À tarde, o Dengue Móvel ficará estacionado no Espaço Poliesportivo, no Bairro Monte Rei, onde receberá material reciclável para troca por material escolar.

Na sexta-feira (15), o Dengue Móvel estará, pela manhã, na Praça do Sindicato, no bairro Pernambuco, e à tarde, no CEMEI do bairro Jardim Beija Flor II.

Na manhã de sábado (16), será realizado o evento “Minha cidade sem dengue”, na Praça Benedito Valadares, no Centro, com uma série de atividades educativas e culturais.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/forca-tarefa-contra-a-dengue-inicia-atividades-em-bocaiuva-nesta-terca-feira/

Governo de Minas: Unimontes divulga Edital do PAES

Serão abertas 641 vagas em 57 cursos

Foi divulgado segunda-feira (28), pela Comissão Técnica de Concursos (Cotec) da Universidade Estadual de Montes Claros (Unimontes), o edital do Programa de Avaliação Seriada para o Acesso ao Ensino Superior – PAES – triênios 2012/2014 (1ª etapa), 2011/2013 (2 ª etapa) e 2010/2012 (3ª etapa). Serão preenchidas 641 vagas em 57 cursos ministrados no campus-sede e nos demais campus do Norte e Noroeste de Minas e do Vale do Jequitinhonha.

As inscrições serão recebidas no período de 23 de julho a 31 de agosto e deverão ser feitas exclusivamente pela internet, através do portal eletrônico www.cotec.unimontes.br, no qual também pode ser conferido o edital completo.

As provas do PAES/2012 estão marcadas para o dia 25 de novembro, em Montes Claros, Belo Horizonte e nos campus de Almenara, Bocaiúva, Brasília de Minas, Espinosa, Janaúba, Januária, Paracatu, Pirapora, Salinas e São Francisco.

Para os inscritos na 1ª etapa (1ª série do ensino médio), os exames serão aplicados das 8 às 12 horas. Os candidatos das 2ª e 3ª etapas realizam as provas das 15 às 19 horas. Somente os candidatos que cursam atualmente a terceira série do ensino médio (ou ensino profissionalizante de nível médio), que obrigatoriamente devem se inscrever na 3ª etapa, podem optar por cursos para concorrer às vagas oferecidas.

A Unimontes disponibiliza o programa socioeconômico do PAES para que os candidatos carentes possam pleitear desconto ou mesmo isenção das taxas de inscrição. A pré-inscrição para o sistema deverá ser feita no período de 23 de julho a 13 de agosto, também pelo portal eletrônico http://www.cotec.unimontes.br.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/unimontes-divulga-edital-do-paes/

Governo de Minas: Com 14 mil atendimentos, Serviço de Assistência Jurídica da Unimontes comemora 10 anos

Iniciativa coloca o conhecimento produzido por acadêmicos do curso de Direito à disposição da comunidade

Unimontes / Divulgação
SAJ Itinerante tem como objetivo informar e orientar, “in loco”, os cidadãos sobre seus direitos e deveres
SAJ Itinerante tem como objetivo informar e orientar, “in loco”, os cidadãos sobre seus direitos e deveres

Será realizada nesta terça-feira (08), às 19h30, no auditório Mário Ribeiro da Silveira, no campus-sede da Universidade Estadual de Montes Claros (Unimontes), a solenidade comemorativa aos 10 anos do Serviço de Assistência Jurídica Itinerante (SAJ Itinerante). O SAJ Itinerante é uma iniciativa desenvolvida pela Unimontes, com participação dos professores e alunos do curso de Direito.

Ao longo de uma década, o SAJ Itinerante beneficiou pouco mais de 14 mil pessoas em todas as suas áreas de atuação – orientações e atendimentos jurídicos, palestras, seminários e congressos. Atualmente, participam diretamente das ações cinco professores e 30 alunos do curso de Direito, vinculado ao Centro de Ciências Sociais Aplicadas.

“A comemoração oficial pela universidade demonstra a importância desse programa de extensão, que tem impacto também no ensino e na pesquisa”, avalia a professora Ionete de Magalhães Souza, uma das coordenadoras do Serviço de Assistência Jurídica Itinerante, juntamente com a professora Ana Clarice Albuquerque Leal Teixeira.

Integrando as comemorações dos 50 anos da Unimontes, a cerimônia será presidida pelo reitor João dos Reis Canela, com a presença, também da vice-reitora Maria Ivete Soares de Almeida, além de professores, acadêmicos, autoridades e convidados.

As atividades terão continuidade na quinta-feira (10), data do aniversário do programa, quando será feita a bênção das instalações da sede SAJ, no prédio 1 do Campus Professor Darcy Ribeiro, pelo padre Antonio Alvimar de Souza. Também haverá o plantio de mudas no campus-sede.

Atendimento “in loco”

O SAJ Itinerante tem como objetivo informar e orientar, “in loco”, os cidadãos sobre seus direitos e deveres, além de recepcionar e encaminhar denúncias sobre violações dos direitos humanos, facilitando o acesso à Justiça.

Além disso, leva o atendimento judiciário diretamente até os cidadãos de baixa renda, promovendo a inclusão social e a integração da universidade com a comunidade na qual está inserida. Dessa forma, contribui diretamente para a melhoria da qualidade de vida da população.

Os acadêmicos do programa oferecem orientação nas diversas áreas jurídicas, tais como o direito de família e sucessões (divórcio, guarda, investigação de paternidade, pensão alimentícia, união estável, interdição, inventário); direito de propriedade (usucapião); direito previdenciário, direto trabalhista e direito penal (denúncias de maus tratos, violência doméstica, abusos, dentre outras).

Durante os anos de funcionamento do programa, os professores e acadêmicos do curso de Direito da Unimontes atenderam aos moradores de diversos bairros de Montes Claros, com atividades em escolas e em eventos como “Dia do Voluntariado – Dia D”. As equipes da universidade também atendem a solicitações de instituições filantrópicas e entidades de classe, como Rotary, Sest/Senat e Fiemg.

O SAJ Itinerante também já beneficiou moradores de vários municípios norte-mineiros: Jequitaí, São Francisco, Montalvânia, São João da Ponte (comunidade quilombola de Agreste), Grão-Mogol, Botumirim, Cristália e Bocaiúva.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/com-14-mil-atendimentos-servico-de-assistencia-juridica-da-unimontes-comemora-10-anos/

Gestão Anastasia: oficinas no Norte de Minas qualificam agentes de controle social do SUS

As oficinas têm como proposta promover o debate sobre o SUS, visando à preservação e o avanço do controle social

Jerúsia Arruda
A oficina foi promovida, no último final de semana, nas microrregiões de Francisco Sá e Coração de Jesus
A oficina foi promovida, no último final de semana, nas microrregiões de Francisco Sá e Coração de Jesus

O Conselho Estadual de Saúde de Minas Gerais (CES-MG), em parceria com a Superintendência Regional de Saúde de Montes Claros (SRS-MOC) e com a Escola de Saúde Pública (ESP-MG), está realizando, em Montes Claros, no Norte de Minas, oficinas para agentes de controle social do Sistema Único de Saúde (SUS).

As microrregiões Francisco Sá e Coração de Jesus participam da etapa final das oficinas nos dias 1º e 2 de junho. Já nos dias 18 e 19 de junho, será realizada a segunda etapa das oficinas para os representantes dos municípios da microrregião Montes Claros/Bocaiuva, quando será constituído o colegiado microrregional.

No último final de semana, dias 27 e 28 de abril, participaram das oficinas os conselheiros de saúde dos municípios que compõem as microrregiões Francisco Sá e Coração de Jesus. As primeiras oficinas foram realizadas nos dia 13 e 14 de abril, reunindo conselheiros da microrregião Montes Claros/Bocaiuva.

O vice-presidente do CES-MG, Geraldo Heleno Lopes, explica que as oficinas têm como proposta promover o debate sobre o SUS, visando à preservação e o avanço do controle social. “O envolvimento da comunidade no controle, na formulação e na execução das políticas públicas de saúde é uma constante na construção do SUS. Inclusive, foi através de emenda popular que o direito à saúde para todos foi inserido na Constituição de 1988. Por isso, precisamos manter a integração com os Conselhos Municipais de Saúde, que certamente são a instância máxima de deliberação do SUS, para consolidar e avançar a saúde pública no país”, observa Geraldo Heleno.

Para a superintendente regional de Saúde de Montes Claros, Olívia Pereira de Loiola, a qualificação dos conselheiros possibilitará uma melhor atuação dos conselhos municipais, fortalecendo o controle social do SUS. “A função do conselheiro de saúde é solidária, cidadã, mas é preciso estar preparado para exercê-la com conhecimento e discernimento. A saúde pública é uma pauta que se renova a cada dia e esse intercâmbio de informações proporcionado pelas oficinas é importante”, avalia Olívia.

Dinâmica

Os 53 municípios sob jurisdição da SRS-MOC estão agrupados em cinco microrregiões. Cada micro participará das oficinas em dois finais de semana, com cinco representantes dos conselhos de saúde de cada município. A oficina aborda assuntos como planejamento e organização do SUS, reforma sanitária, história das políticas públicas de saúde, atribuições do Conselho Municipal de Saúde, recursos financeiros, planejamento orçamentário em saúde, entre outros.

Ao final da segunda etapa das oficinas, serão indicados dois conselheiros de cada município para integrar o colegiado microrregional que, segundo Geraldo Heleno, tem como objetivo promover o alinhamento das ações junto ao Conselho Estadual de Saúde.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/oficinas-no-norte-de-minas-qualificam-agentes-de-controle-social-do-sus/

Governador Antonio Anastasia inaugura centro de saúde para tratamento especializado em Pirapora

Gil Leonardi/Secom MG
Unidade atenderá os sete municípios da microrregião de Pirapora, que juntos têm uma população estimada de 140 mil pessoas
Unidade atenderá os sete municípios da microrregião de Pirapora, que juntos têm uma população estimada de 140 mil pessoas

O governador Antonio Anastasia inaugurou, nesta sexta-feira (24), em Pirapora (Norte de Minas), um centro de saúde referência em tratamento de doenças infectocontagiosas – Aids e outras doenças sexualmente transmissíveis, tuberculose, hanseníase, entre outras. Batizado de Centro de Referência de Promoção à Saúde Sexual Cristiano de Azevedo, a unidade atenderá os sete municípios da microrregião de Pirapora, que juntos têm uma população estimada de 140 mil pessoas.

O Governo do Estado investiu R$ 745 mil na implantação do centro de saúde, que vai prestar serviços de atendimento especializado a pessoas que vivem e convivem com portadores de HIV e demais doenças sexuais transmissíveis, contando com o apoio de psicólogos, farmacêuticos, assistente social, médico clínico geral, terapeuta ocupacional, infectologista.

Também em Pirapora, Anastasia inaugurou a sede própria da Associação dos Municípios da Bacia do Médio São Francisco (Ammesf). O Governo de Minas, por meio do Programa de Fortalecimento e Revitalização das Associações Microrregionais, investiu R$ 800 mil na construção da sede da Ammesf, que conta com 40 municípios associados.

“Esta é uma entidade muito importante. Na realidade ela vocaliza necessidades que são de municípios comuns, e que o Estado, em parceria com as prefeituras, pode viabilizar”, disse o governador durante a solenidade.

A nova sede da Ammesf abriga a Superintendência Municipal de Trânsito de Pirapora e o escritório regional do Instituto de Desenvolvimento do Norte e Nordeste de Minas Gerais (Idene). Anastasia ressaltou a importância da nova sede para impulsionar o trabalho de atuação da instituição.

“A construção da sede própria é um passo importante para dar conforto aos funcionários e, mais do que isso, para dar um local de referência para a realização dos projetos dos municípios dessa região que, como as demais do Estado, merecem uma atenção especial do governo estadual”, afirmou Anastasia.

Revitalização

Desde 2009, o Governo de Minas destinou R$ 33,6 milhões ao Programa de Fortalecimento e Revitalização das Associações Microrregionais, que já beneficiou 42 associações. Cada uma recebeu R$ 800 mil. As próprias entidades, de acordo com a necessidade, definem onde e como os recursos estaduais devem ser aplicados. O dinheiro é aplicado, por exemplo, na compra de veículos, de maquinário para terraplanagem, construção ou reforma de sede própria e modernização do escritório de engenharia da entidade.

Os municípios associados à Ammesf são: Bocaiúva, Botumirim, Buritizeiro, Brasília de Minas, Capitão Enéas, Cônego Marinho, Claro dos Poções, Coração de Jesus, Cristália, Engenheiro, Navarro, Glaucilândia, Ibiaí, Ibiracatu, Icaraí de Minas, Janaúba, Juramento, Lagoa dos Patos, Lassance, Lontra, Luislândia, Mamonas, Matias Cardoso, Mato Verde, Monte Azul, Montezuma, Nova Porteirinha, Pedras de Maria da Cruz, Pirapora, Ponto Chique, Rio Pardo de Minas, Santa Fé de Minas, São Francisco, São João da Lagoa, São João do Paraíso, São João do Pacuí, São Romão, Serranópolis de Minas, Ubaí, Verdelândia e Várzea da Palma.

Também participaram dos eventos em Pirapora os secretários de Estado, Antônio Jorge de Souza Marques (Saúde), Carlos Pimenta (Trabalho e Emprego), Gil Pereira (Desenvolvimento dos Vales Jequitinhonha, Mucuri e do Norte de Minas), o presidente da Ammesf, Reinaldo Landulfo Teixeira (prefeito de Capitão Enéas), o prefeito de Pirapora, Warmillon Fonseca Braga, deputados e autoridades da região.

Fonte: Agência Minas

Gestão em Minas: Projeto Ação e Cidadania da Unimontes registra 1,1 mil atendimentos em Bocaiuva

Acadêmicos de vários cursos atuaram como voluntários no atendimento à comunidade nas áreas de saúde, educação, artes, esporte, lazer, música e direito

Divulgação/Unimontes
Crianças participam de oficinas de pintura e artesanato oferecidas pela Unimontes
Crianças participam de oficinas de pintura e artesanato oferecidas pela Unimontes

O Projeto Ação e Cidadania foi uma das atrações promovidas pela Universidade Estadual de Montes Claros (Unimontes) junto à população de Bocaiuva, a 42 quilômetros do campus-sede, no Norte de Minas. Esta semana, na Praça Pedro Caldeira, acadêmicos de vários cursos atuaram como voluntários no atendimento à comunidade nas áreas de saúde, educação, artes, esporte, lazer, música e direito.

Responsável pelos trabalhos, a Coordenadoria de Apoio ao Estudante (CAE), da Pró-Reitoria de Extensão, registrou 1.092 atendimentos, com a participação efetiva dos moradores de Bocaiuva, em especial as crianças e mulheres. Os professores Marcelo Rezende e Gilson José Fróes supervisionaram as ações, que reuniram 32 acadêmicos.

O espaço da praça recebeu tendas com mesas e cadeiras para testes de glicemia, aferição de pressão arterial, experimentos de laboratório, oficinas de pintura e artesanato, orientação jurídica, distribuição de kits odontológicos e orientações sobre escovação, além de cama elástica, traves para a disputa do minifutebol e palco para apresentações musicais com Marcelo Rocha e Olavo Ponciano & Samir Ribeiro. Com duas sessões, o grupo de danças Saruê/Unimontes encerrou a programação.

Direitos Humanos e Cidadania

Com uma equipe de três professoras e sete acadêmicos do 3º ao 7º períodos dos cursos de direito, o Serviço de Assistência Jurídica Itinerante (SAJ Itinerante) realizou dezenas de consultas sobre temas ligados ao direito do consumidor, familiar, trabalhista e previdenciário. O primeiro trabalho, segundo a professora Ionete de Magalhães Souza, coordenadora do SAJ Itinerante, foi o de triagem: apresentar o serviço para os visitantes, identificar demandas e orientar os procedimentos para a solução jurídica.

“São dúvidas comuns, mas que a maioria das pessoas ainda não sabe como resolvê-las, às vezes por desconhecimento dos serviços ou mesmo por não ter acesso a eles”, observa a coordenadora. Em Bocaiuva, por exemplo, o SAJ Itinerante registrou 70 atendimentos de pessoas interessadas em esclarecer questões, como pensão alimentícia, guarda de filhos, adoção, aposentadoria e consumo (troca de produtos e prestação de serviços).

Quem se impressionou com a adesão da comunidade foi o acadêmico do 4º período de direito Ricardo Vinícius Braz, de 22 anos, que é de Bocaiuva. “Muito bom usar meu conhecimento para ajudar pessoas na minha cidade; chega a ser emocionante”, disse.

Saúde

A educadora Sônia Maria Loyola aproveitou o projeto da Unimontes para fazer seu primeiro teste de glicemia. “Sei da importância do exame e que deveria ter sido feito em outras oportunidades, até porque o meu pai é diabético e, por causa de um histórico de família, o controle deve ser mais rígido”, explicou a professora, que trabalha no setor de escrituração da Secretaria Municipal de Educação de Bocaiuva. Segundo Sônia, por causa da correria do dia a dia, “a gente até se esquece de cuidar da saúde”. Assim, considera importante o trabalho da Unimontes de ir até as comunidades.

Laboratório na praça

A acadêmica Mayra Sabrina de Jesus Silva, do 4º período de química, que a Unimontes ministra no campus de Bocaiuva, encontrou no Projeto Ação de Cidadania a oportunidade de divulgar as atividades realizadas pelo curso e despertar na comunidade o interesse por sua área de estudos. “Quando alguém comenta sobre a química, já imagina algum trabalho num laboratório e jaleco. Mas vai mais além: é uma área que está presente em atividades diárias de qualquer pessoa”, comentou a jovem.

No projeto, os alunos de química procuraram fazer experimentos com carvão ativado, cromatografia, testes de densidade e até apresentaram um extintor caseiro, feito a partir de uma reação entre o vinagre e o bicarbonato. “São compostos comuns a qualquer casa e que podem, por exemplo, quando combinados, por fim ao fogo em papéis e panos”, disse a jovem. Já o seu colega de sala José Venâncio Costa Júnior apresentou um experimento em garrafa, que mistura papel alumínio com ácido muriático. A reação produz um sal que provoca o isolamento de hidrogênio num balão e, esse, em contato com o oxigênio, ocasiona uma pequena explosão.

A equipe de reportagem do Canal 20 – de Montes Claros –, que acompanhava o projeto, também participou dos testes de glicemia. Aos 4 anos, o pequeno Felipe observava as entrevistas e também quis falar: foi à praça com a mãe e gostou do “pula-pula e de jogar bola”, mas mesmo com pouca idade, quis passar alguns minutos olhando para a exposição itinerante “O Trem da História”, que mostra imagens de fatos marcantes dos 50 anos da universidade.

Os atendimentos registrados em Bocaiuva, por área, foram os seguintes: Esportes e Lazer (312), Educação (188), Direitos Humanos e Cidadania (70) e Saúde (522).

Fonte: Agência Minas

Gestão em Minas: defesa social inicia ações de segurança para o Carnaval com blitz educativa contra drogas

Em todo o Estado, mais de 33 mil policiais militares, civis e bombeiros trabalharão durante o feriado, com foco na proteção ao cidadão, fiscalização e investigação de crimes e prevenção de acidentes em estradas e rodovias
Divulgação/Seds MG
Campanhas de conscientização e fiscalização serão reforçadas em Minas
Campanhas de conscientização e fiscalização serão reforçadas em Minas

As ações de segurança elaboradas pela Secretaria de Estado de Defesa Social (Seds) para o Carnaval 2012 começaram nesta quarta-feira (15), com o lançamento da campanha “Expresso legal, carnaval sem drogas”, em Belo Horizonte. A ação, realizada pela da Subsecretaria de Políticas Sobre Drogas (Supod) da Seds, em parceria com a Polícia Militar (PMMG) e com as Secretarias de Estado de Saúde, Desenvolvimento Social e Turismo, contou com uma blitz educativa próxima ao BH Shopping, no bairro Belvedere. Motoristas foram abordados e receberam preservativos, leques e materiais informativos alertando sobre as consequências do uso das drogas e os cuidados que devem ser tomados para evitar doenças sexualmente transmissíveis (DST’s).

Depois da ação na capital, dois ônibus plotados saíram nos sentidos Norte e Sul de Minas Gerais. Até o dia 22 de fevereiro, eles passarão por mais de 80 cidades e irão parar em pelo menos 33, para conscientizar os foliões. No total, serão mais de três mil quilômetros rodados. Entre os municípios contemplados estão as cidades históricas, destinos de grande número de turistas durante o Carnaval. Além das drogas e DST´s, os agentes alertarão sobre cuidados no trânsito e contra a exploração sexual de crianças e adolescentes.

Está prevista a distribuição de 100 mil preservativos e 450 mil kits de prevenção, com leques, adesivos e materiais informativos. Haverá, ainda, grupos de animação e folia de carnaval, formados por jovens que participam do projeto Juventude e Polícia, da Polícia Militar.

De acordo com o subsecretário de Políticas Sobre Drogas, Cloves Benevides, o objetivo da campanha é aproximar as ações de prevenção às pessoas nessa época carnavalesca, com enfoque também no interior do Estado. “O Expresso Legal vai percorrer as cidades levando essa mensagem, de que o importante é curtir a folia com responsabilidade e consciência, sem uso de drogas”, disse. O subsecretário ressalta que, além das cidades que receberão a equipe da Supod, a campanha será potencializada por uma parceria com os conselhos municipais antidrogas, que distribuirão os materiais em 100 blitz educativas.

Os ônibus passarão pelos municípios de Belo Horizonte, Lagoa Santa, Jaboticatubas, Sabará, Itabira, Timóteo, Ipatinga, Governador Valadares, Guanhães, Teófilo Otoni, Serro, Diamantina, Bocaiúva, Montes Claros, Pirapora, Três Marias, Curvelo e Corinto, Nova Lima, Rio Acima, Itabirito, Ouro Preto, Mariana, Ouro Branco, Congonhas, Conselheiro Lafaiete, Carandaí, Barbacena, Tiradentes, São João del-Rei, Oliveira, Cláudio e Divinópolis.

Efetivo

Além da campanha de conscientização, a Seds elaborou uma série de ações para o Carnaval, que vão desde o aumento do efetivo até o maior rigor na fiscalização das estradas. Em todo o Estado, mais de 33 mil policiais militares, civis e bombeiros trabalharão durante o Carnaval, com foco na proteção ao cidadão, fiscalização e investigação de crimes e prevenção de acidentes em estradas e rodovias. As ações repressivas e preventivas terão como foco as cidades históricas de Minas que recebem o maior número de visitantes nos quatro dias de folia, além de Belo Horizonte e Região Metropolitana (RMBH).

Nas cidades de Ouro Preto, Mariana, Sabará, Tiradentes, São João del-Rei e Diamantina a Polícia Militar terá 405 homens a mais nas ruas, o que representa um aumento de 43%. Estes municípios também terão aumentos que variam de 50% a 70% no efetivo da Polícia Civil (PCMG) e delegacias de plantões 24 horas. Na região metropolitana, haverá 19 mil policiais militares em atuação, sendo 7 mil apenas em Belo Horizonte.

As rodovias estaduais e federais também ganharão reforço de fiscalização entre a sexta-feira (17) e a quarta-feira de cinzas (22), principalmente nos trechos que levam aos destinos mais visados. Para garantir a segurança no trânsito, foi elaborado o “Plano Operacional Integrado Carnaval 2012”, com definições de ações conjuntas entre a Seds, a PMMG, a Polícia Civil e o Corpo de Bombeiros (CBMMG), além do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT), o Departamento de Estradas de Rodagem (DER), a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), a BHTrans, a Guarda Municipal de Belo Horizonte (GMBH) e a Coordenadoria Municipal de Defesa Civil (Comdec).

As rodovias estaduais ganharão o reforço de 800 policiais militares e de policiais rodoviários federais, que participaram da elaboração do Plano Integrado. As principais áreas de atuação e atenção são a BR 356 e MGT 383 (região de Ouro Preto); BR 356, MG 262 e MG 129 (região de Mariana); BR 494, BR 383, BR 265, MG 494 (região de São João del-Rei); BR 265 (na altura de Tiradentes); BR 367, MG 367 e MG 259 (região de Diamantina); e BR 262 e MG 262 (Sabará). A RMBH e as rodovias de acesso aos litorais capixaba e fluminense também terão reforço. Além das blitz repressivas, serão distribuídos, em todo o Estado, panfletos com dicas para segurança no trânsito.

Álcool e excesso de velocidade

Todos os 383 etilômetros da polícia militar serão utilizados para repressão ao trânsito de motoristas alcoolizados, além de outros 140 aparelhos da Polícia Rodoviária Federal (PRF), que serão distribuídos por pontos estratégicos das rodovias.

Em Belo Horizonte, a “Campanha Sou pela Vida. Dirijo sem Bebida”, terá 12 blitze repressivas durante o Carnaval para evitar excessos na capital. Belo Horizonte, especificamente, contará com 330 policiais militares na fiscalização do trânsito.

Para coibir o excesso de velocidade, serão colocados em ação 18 radares móveis da PM e quatro da PRF, reforçando o papel dos radares fixos já instalados na malha rodoviária.

Os bombeiros desenvolverão atividades preventivas em 150 municípios, com um efetivo de aproximadamente 1.500 militares. Nas cidades históricas, haverá reforço de 88 homens. Serão montados 61 pontos base em rodovias, 85 equipes em balneário e 66 equipes em eventos, para prevenção contra incêndio e acidentes. Para a operação, serão disponibilizadas 340 viaturas.

Além disso, o Batalhão de Operações Aéreas (BOA) disponibilizará duas equipes por dia para operação com helicópteros e uma equipe de sobreaviso para atuação em casos de emergência. Como no ano passado, em um dos helicópteros haverá uma equipe médica do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) para realizar atendimento pré-hospitalar.

Transporte clandestino

O DER, por sua vez, contará com 256 fiscais durante o carnaval e 103 veículos caracterizados com acesso remoto à internet, para fiscalização dos condutores e dos transportadores regulares e clandestinos e para a verificação preventiva da situação das vias. Também haverá 22 pontos onde serão desenvolvidas ações educativas, com orientação e distribuição de materiais informativos.

As blitze acontecerão, principalmente, nos acessos às regiões mais procuradas nesse período: Serrra do Cipó, Diamantina, Pirapora, Ouro Preto, Mariana, São João del-Rei, RMBH e outros pontos mais regionalizados.

Já o transporte de cargas e passageiros será fiscalizado pela Agência Nacional de Transportes Terrestres, que empregará 36 servidores nos terminais rodoviários de Belo Horizonte (15), Juiz de Fora (7), Montes Claros (2), Pouso Alegre (3), Uberlândia (4), Uberaba (3) e Teófilo Otoni (2).

O foco do trabalho da ANTT é o transporte interestadual de passageiros e o reforço na operação começa nos dias anteriores ao carnaval, quando um número maior de pessoas utiliza o transporte rodoviário. São dadas orientações ao passageiros e feitas fiscalizações dos veículos, verificando, por exemplo, as condições dos pneus, retrovisores, entre outros aspectos que atestam a condição de fazer a viagem.

Fonte: Agência Minas

Governo de Minas: Secretaria de Saúde divulga o primeiro levantamento de infestação para o Aedes aegypti de 2012

Pesquisa indica que o lixo doméstico, bebedouros de animais e pratinhos de plantas são os focos mais comuns de dengue no Estado
Divulgação/SES
Setenta e quatro municípios já realizaram o levantamento em 2012
Setenta e quatro municípios já realizaram o levantamento em 2012

Dados da Secretaria de Estado de Saúde (SES) apontam que dos 74 municípios que realizaram o Levantamento Rápido de Índices de Infestação para Aedes aegypti (LirAa), em 2012, 30 apresentaram alto índice de infestação (acima de 3,9%); 42 apresentaram médio risco (LirAa entre 1,0% e 3,9%) e duas cidades (Conselheiro Lafaiete, com 0,7% e Poços de Caldas, com 0,1%) tiveram baixo risco. Até o momento, foram notificados, em 2012, 4.491 casos de dengue em Minas Gerais.

De acordo com o subsecretário de Vigilância em Saúde, Carlos Alberto Gomes, comparando os dados de janeiro de 2012 com o mesmo período de 2011, observa-se que dois terços dessas cidades mantiveram os mesmos índices ou abaixaram, porém as demais pioraram. “Quando se faz o LirAa, são identificados quais são os focos mais comuns de infestação pelo Aedes aegypti. Neste LirAa de janeiro de 2012, por exemplo, pudemos constatar que os focos mais comuns foram o lixo (doméstico, principalmente), bebedouros de animais (lata d’água de cães e gatos) e os pratinhos para plantas”, detalhou Carlos Alberto.

O LirAa é uma pesquisa de verificação domiciliar por amostragem que revela o índice de infestação da larva do mosquito. Ele ajuda os municípios a acompanharem de forma rápida e atualizada a situação da infestação, além de ser um instrumento que auxilia na rápida tomada de decisões dos gestores para o controle da doença e demonstra como os municípios estão distribuídos em todas as regiões do Estado, o que espelha o aumento da infestação.

“O levantamento funciona como um alerta para os municípios e aponta para um potencial de epidemia, se nada for feito para impedir. A primeira providência dos municípios, e dos estados, com base nesses números, é intensificar as ações de controle nos pontos críticos, utilizando os indicadores como referência, principalmente, os depósitos predominantes. Também é fundamental a mobilização da sociedade civil, pois 85% dos focos de dengue estão dentro da casa das pessoas”, afirma a referência técnica em dengue da SES, Geane Andrade.

Minas Gerais conta com a Força-Tarefa de combate a dengue. Ela já atuou em vários municípios do Estado reforçando as ações de combate à dengue e mobilizando a população sobre a necessidade de evitar a doença. Aimorés, no Leste de Minas, é uma das cidades que recebe a equipe da força tarefa a partir desta semana.

Reunião com 30 municípios

No dia 1º de fevereiro, o secretário de Estado de Saúde, Antônio Jorge de Souza Marques, recebeu secretários municipais de saúde de 30 municípios mineiros com o objetivo de reforçar o combate ao vetor e impedir o avanço da doença, que causou 23 mortes no Estado em 2011.

Entre as ações efetivas para a solução do problema, Antônio Jorge anunciou a liberação de R$ 1 milhão, recurso do Sistema Estadual de Transporte em Saúde (Sets), para a compra de 30 veículos do tipo picape, que irão auxiliar no transporte dos agentes e insumos, considerado pelos secretários municipais como um dos grandes gargalos na promoção das ações.

Além disso, vem sendo feito o treinamento de 50 médicos que irão, por meio das regionais de saúde, aprimorar e capacitar a ação de profissionais locais para um eficaz diagnóstico da doença, uma vez que muitos dos casos que evoluem para óbito estão diretamente ligados ao manejo clínico.

Outro anúncio feito pelo secretário foi que, neste ano, os municípios não serão mais responsáveis pela hospedagem e alimentação dos agentes da Força-Tarefa, transferindo a responsabilidade para a SES.

Os municípios convocados foram: Pocrane, São José da Safira, Marilac, Recreio, Glaucilândia, Central de Minas, Mathias Lobato, Naque, Aimorés, Araguari, Bocaiúva, Bom Despacho, Campo Belo, Curvelo, Dores do Indaiá, Ipatinga, Itabira, Itaúna, Ituiutaba, Januária, Montes Claros, Nova Serrana, Pará de Minas, Pirapora, Pompéu, Teófilo Otoni, Timóteo, Ubá, Unaí e Várzea da Palma.

Clique aqui para ver os índices do LirAa de janeiro/2012 (arquivo Word).

Fonte: Agência Minas