Arquivos do Blog

Governo de Minas: campanha “Sou pela Vida” reduz em 12% os acidentes no primeiro trimestre do ano em BH

A campanha abordou 15.360 veículos de 14 de julho de 2011 a 29 de março de 2012

Renato Cobucci/Imprensa MG
As ações da campanha são realizadas de forma integrada entre a Polícia Militar, Polícia Civil, Corpo de Bombeiros, Guarda Municipal e BHTrans
As ações da campanha são realizadas de forma integrada entre a Polícia Militar, Polícia Civil, Corpo de Bombeiros, Guarda Municipal e BHTrans

Nos três primeiros meses de 2012, houve redução de 12% dos acidentes de trânsito na capital mineira em comparação com o mesmo período do ano passado. A diminuição é resultado da campanha “Sou pela Vida. Dirijo sem Bebida”, que há oito meses faz parte da rotina dos belohorizontinos. Desde o seu lançamento, a campanha, que visa coibir a mistura álcool e direção, já abordou mais de 15 mil motoristas em Belo Horizonte, sendo cerca de 1.300 autuados por embriaguez, incluindo crimes e infrações de trânsito.

Em números absolutos, foram registrados 16.296 acidentes de trânsito no primeiro trimestre de 2011, contra 14.279 no mesmo período de 2012, com as blitze já em pleno funcionamento. A redução é de 12,38%. Quando o recorte é acidentes de trânsito com vítima, a diminuição é de 12,55%, sendo 3.617 acidentes no primeiro trimestre de 2011, contra 3.163 em 2012. Os acidentes de trânsito sem vítima passaram de 12.679 para 11.116, uma redução de 12,33%.

Conscientização

Para o secretário-ajunto de Defesa Social, Robson Lucas da Silva, a mobilização das polícias, juntamente com a contribuição da Guarda Municipal, tem contribuído sensivelmente para a redução dos índices de acidentes. “Participei das abordagens da campanha nas últimas três semanas e tenho percebido que muitos frequentadores dos locais onde há grande concentração de bares estão usando táxis e também o transporte coletivo como alternativa à direção. Isso mostra que a fiscalização tem inibido e desencorajado o motorista a dirigir após fazer uso de bebida alcoólica, o que pode causar graves acidentes”, revela.

O secretário-adjunto ressalta ainda que a Secretaria de Estado de Defesa Social (Seds) está preocupada com a conscientização dos motoristas. “Estamos trabalhando o aspecto pedagógico e não somente o repressivo. Não podemos abrir mão de fazer cumprir a lei, que pune quem dirige sob efeito do álcool, mas estamos atentos também à necessidade de conscientizar a população de que bebida e direção não combinam”. Robson Lucas explica que as blitze tem caráter fiscalizador e pedagógico ao mesmo tempo. “O meu sentimento é de que a campanha está surtindo um duplo efeito: aquele que insiste em desrespeitar a lei é punido e os demais estão cientes de que ao beber e dirigir colocam em risco as próprias vidas e também as vidas de outras pessoas”.

Abordagens

A campanha “Sou pela Vida. Dirijo sem Bebida” abordou 15.360 veículos de 14 de julho de 2011 a 29 de março de 2012. Nesse período, 1.333 motoristas foram autuados, sendo 356 por crimes de trânsito (nível de álcool no sangue acima de 0,34 mg/l) e 977 por infrações de trânsito (nível de álcool no sangue entre 0,14 e 0,33 mg/l ou, após 5 de agosto, quando não soprar o bafômetro passou a ser passível de punição, infrações por recusa do etilômetro). O índice de recusas ao teste é de 3,03%.

As ações da campanha “Sou pela Vida. Dirijo sem Bebida” são realizadas de forma integrada entre a Polícia Militar, Polícia Civil, Corpo de Bombeiros, Guarda Municipal e BHTrans, e têm horários e dias flexíveis, acontecendo preferencialmente de quarta-feira a domingo. Semanalmente, uma equipe com representantes das corporações se reúne para definir os próximos locais de abordagens, baseada na avaliação de pontos onde há grande concentração de bares e também onde, estatisticamente, acontecem mais acidentes com pessoas alcoolizadas ao volante.

A Secretaria de Estado de Defesa Social coordena a campanha, que é resultado do trabalho do Comitê Gestor de Trânsito, criado, em fevereiro de 2011 pelo governador Antônio Anastasia, para diminuir o número de vítimas do trânsito. O comitê é composto por cerca de 30 instituições ligadas ao trânsito, como Departamento de Estradas de Rodagem de Minas Gerais (DER/MG), Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), Polícia Rodoviária Federal (PRF), entre outros.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/campanha-sou-pela-vida-reduz-em-12-os-acidentes-no-primeiro-trimestre-do-ano-em-bh/

Gestão Antonio Anastasia: Secopa e BHTrans apresentam plano de mobilidade do entorno do Independência

Documento contém as diretrizes de trânsito e transporte para dias de jogos na nova arena, bem como alterações permanentes em seu entorno
Sylvio Coutinho
Estádio Independência está em fase final de modernização
Estádio Independência está em fase final de modernização

Enquanto o Estádio Independência recebe as últimas intervenções em sua fase final de modernização, a Secretaria de Estado Extraordinária da Copa (Secopa) e a BHTrans lançaram o plano operacional de mobilidade para o estádio, nesta terça-feira (28), na sede da Prefeitura de Belo Horizonte. O documento contém as diretrizes de trânsito e transporte para dias de jogos na nova arena, bem como alterações permanentes em seu entorno.

Um dos principais objetivos do projeto é incentivar o uso do transporte público entre os visitantes. “Trata-se de uma mudança cultural em que o metrô e ônibus serão utilizados como meios principais de transporte num contexto novo de administração de arenas já existente em várias partes do mundo”, reforça o gerente do Programa Copa 2014 do Governo de Minas, Eder Campos. Há exemplos bem-sucedidos de adesão da população ao transporte público em dia de jogos em cidades, como Berlim, Londres, Turim, Praga, Madri e Porto.

O projeto contempla importantes mudanças viárias com a entrega do novo Independência, como a implantação de mão única em ruas do entorno, alterações de itinerário de linhas de ônibus, reprogramação semafórica, expansão de passeios, nova sinalização com placas e pintura no asfalto, criação de pontos de embarque e desembarque de torcidas rivais, áreas de estacionamento de ônibus de torcidas e reservadas a taxistas, locais exclusivos de circulação de pedestres, rotas de monitoramento da segurança, entre outras. A comunidade local representada pelas associações de bairro participou intensamente do processo de elaboração do documento.

O presidente da BHTrans reforça a importância da relação com os moradores do entorno na elaboração do plano. “Foram analisadas as melhores práticas de gerenciamento de trânsito para garantir a qualidade de vida dos moradores e bom relacionamento com a comunidade com a chegada do novo estádio. Eles participaram ativamente”, diz Ramon Victor César. O conteúdo do plano pode ser acessado pela internet por meio do portal público BHTrans, onde figuram detalhes com imagens de todas as mudanças(http://www.bhtrans.pbh.gov.br/portal/page/portal/portalpublico/Imprensa/estadio_independencia_280212).

Fonte: Agência Minas

Gestão Anastasia: Campanha Sou pela Vida aborda mais de 10 mil motoristas e tem redução de 18% nos acidentes

BELO HORIZONTE (27/12/11) – Cinco meses após o lançamento da campanha “Sou pela Vida. Dirijo sem Bebida”, que visa coibir a mistura álcool e direção, a Secretaria de Estado de Defesa Social (Seds) comemora a adesão da população às blitze e a redução dos acidentes de trânsito em Belo Horizonte. Desde o início da campanha, mais de dez mil motoristas foram abordados nas ruas da cidade, resultando em quase mil autuações por crime ou infração de trânsito. A média mensal de acidentes aos finais de semana, neste ano, também caiu 18%, de julho a dezembro. Quando o recorte trata de acidentes com vítimas, a redução chega a 30% nos três primeiros meses da Sou pela Vida, em comparação ao mesmo período do ano passado.

Em julho, quando a campanha foi lançada, Belo Horizonte apresentava uma média de 603,25 acidentes de trânsito (com e sem vítima) por final de semana. Já no mês de dezembro, com as blitze em pleno funcionamento, a média de acidentes caiu para 493,75 por final de semana. Os números representam uma queda de 18,16%. Já a média de acidentes com vítimas no final de semana, entre meia-noite e 5h caiu de 18,79 registros, nos meses anteriores ao lançamento da Sou pela Vida, para 13,10, durante a campanha.

Em números absolutos, 10.251 veículos foram abordados de 14 de julho a 25 de dezembro. Deste número, 938 motoristas foram autuados, sendo 695 por infração de trânsito e outros 243 por crime de trânsito. As infrações de trânsito foram registradas devido à constatação de teor etílico entre 0,14 mg/l e 0,33 mg/l por parte dos condutores, ou ainda por recusa dos abordados em realizar o teste do bafômetro. Todos os motoristas nestas condições foram punidos com multa no valor de R$ 957,70 e tiveram as habilitações recolhidas. Já os crimes de trânsito são decorrentes dos casos em que o motorista soprou o etilômetro e o aparelho acusou teor etílico acima de 0,34 mg/l. As penalidades, para esses casos, foram multa, recolhimento da carteira e processo criminal.

Adesão da sociedade

Desde o lançamento da campanha, houve uma redução dos índices de flagrantes de crimes e infrações de trânsito oriundos do excessivo consumo de álcool pelos motoristas. No primeiro final de semana de blitze (dias 14, 15 e 16 de julho), foram 18 crimes e 46 infrações de trânsito por embriaguez, números que caíram para 7 e 17, respectivamente, no último final de semana de abordagens (23, 24 e 25 de dezembro). Do total de condutores autuados por embriaguez, nesses cinco primeiros meses da campanha, cerca de 92% são homens e a maioria (39%) tem entre 26 e 35 anos.

Somente após o dia 5 de agosto, quando teve início a fase definitiva da campanha, em que a recusa ao teste do bafômetro passou a ser considerada punição administrativa, 265 motoristas de um total de 8252 abordados se recusaram a fazer o teste, o que representa um índice de 3,2% de recusas. A porcentagem representa uma significativa adesão da população à campanha “Sou pela Vida. Dirijo sem Bebida”.

O secretário de Estado de Defesa Social, Lafayette Andrada, considera essa adesão fundamental para o sucesso da campanha. “A população está se conscientizando de que bebida e direção não combinam e com isso estamos atingindo o objetivo de reduzir acidentes de trânsito envolvendo motoristas embriagados”, ressalta.

A campanha

Desde o dia 14 de julho, as blitze da campanha “Sou pela Vida. Dirijo sem Bebida” fazem parte da rotina dos belorizontinos. As ações são realizadas de forma integrada entre a Polícia Militar, Polícia Civil, Corpo de Bombeiros, Guarda Municipal e BHTrans, e têm horários e dias flexíveis, acontecendo preferencialmente de quarta-feira a domingo. Semanalmente uma equipe com representantes das corporações envolvidas nas blitze se reúne para definir os próximos locais de abordagens, baseada na avaliação de pontos onde há grande concentração de bares e também onde, estatisticamente, acontecem mais acidentes com pessoas alcoolizadas ao volante.

A Secretaria de Estado de Defesa Social coordena a campanha, que é resultado do trabalho do Comitê Gestor de Trânsito (CGT), criado em fevereiro pelo governador Antônio Anastasia, para diminuir o número de vítimas do trânsito. O comitê é composto por cerca de 30 instituições ligadas ao trânsito, como Departamento de Estradas de Rodagem de Minas Gerais (DER/MG), Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), Polícia Rodoviária Federal (PRF), entre outros. A campanha será, posteriormente, levada para cidades do interior de grande porte, como Juiz de Fora, Uberlândia, Governador Valadares e Montes Claros. Em um terceiro momento, cerca de 40 cidades polo de Minas Gerais também receberão as ações.

Fonte: Agência Minas