Arquivos do Blog

Gestão da Educação: Implantação de Organizações de Procura de Órgãos e Tecidos promete alavancar doações em Minas

As organizações irão atuar diretamente no auxílio ao Complexo MG Transplantes

Henrique Chendes/SES MG
Evento de lançamento das Organizações de Procura de Órgãos e Tecidos
Evento de lançamento das Organizações de Procura de Órgãos e Tecidos

A Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG) anunciou, nesta segunda-feira (25), a criação de dez unidades de Organizações de Procura de Órgãos e Tecidos (OPOs) que irão atuar diretamente no auxílio ao Complexo MG Transplantes, integrante da rede Fhemig.

O processo de doações de órgãos no Estado, que vem crescendo e salvando vidas consideravelmente, funciona por meio de seis Centrais de Notificação e Distribuição de Órgãos e Tecidos (CNCDOs), que agora passaram a contar com mais dez unidades de OPOs. Além de uma equipe de profissionais, carros com motoristas e cinco aeronaves já estão disponibilizados para captação e transporte de pacientes e órgãos.

Essas OPOs, por sua vez, terão o objetivo de captar um número maior de doações, além de agilizar e humanizar o processo de doação e transplante, que, só em 2011, chegou a beneficiar cerca de 500 mil pacientes em todo o país. Cerca de 90% das cirurgias de transplante foram custeadas pelo sistema público de saúde.

Participaram do lançamento do projeto, o secretário de Estado de Saúde, Antônio Jorge de Souza Marques; o coordenador do Sistema Nacional de transplantes, Heder Murari Borba; o presidente da Fhemig, Antônio Carlos de Barros Martins; o diretor do Complexo MG Transplante, Charles Simão Filho; o secretário Municipal de Saúde de Betim, Pedro de Oliveira Pinto; dentre outras autoridades.

De acordo com secretário Antônio Jorge, as unidades operacionais (OPOs) foram criadas inicialmente em dez macro-cidades, levando em consideração a população de cada região, o número de hospitais, número de leitos de UTI e a própria regionalização, segundo o Plano Diretor de Regionalização (PDR) adotada pela SES. “As cidades que receberão as Organizações de Procura foram selecionadas com o intuito de suprir vazios assistenciais maiores, possibilitando traçar um novo panorama para a realização de transplantes no Estado, por meio da assistência integrada e qualificada”, disse o secretário.

Captação e assistência

Como o próprio nome diz, as Organizações de Procura de Órgãos e Tecidos (OPOs) funcionam como uma unidade de busca que, ladeadas pelas Centrais de Notificação e pelas Comissões Intra-hospitalares de Doação de Órgãos e Tecidos (CIHDOTT) já existentes, objetivam aumentar o volume de órgãos transplantados. Tais unidades são caracterizadas pela atuação pontual, na qual cada OPO torna-se responsável por um grupo de hospitais regionais pré-selecionados, buscando aumentar e aprimorar o processo de captação de doações, bem como efetivar e sensibilizar o número de doadores em cada hospital.

Cada Organização de Procura de Órgãos contará com dois médicos, cinco enfermeiros e um administrador, que após capacitação, atuarão em conjunto com cada equipe hospitalar nos serviços de coleta e transplantes.

Aumento de doadores

Com um dos maiores programas públicos de saúde do mundo, o Brasil figura entre os países que mais realizam, em números absolutos, transplantes de órgãos e tecidos. Em Minas Gerais, existem 36 instituições habilitadas para a realização de busca ativa e captação de órgãos, além de 54 instituições habilitadas para a realização de transplantes.

De 2006 a 2012, o quadro de evolução das doações de órgãos múltiplicou no Estado, saltou de 3% para 12%, segundo dados divulgados pelo Sistema Nacional de Transplantes (SNT). Com relação ao aumento das doações de órgãos e tecidos nos últimos anos, Minas sai na frente de estados como Rio de Janeiro, Paraná e Distrito Federal.

Após a instalação das OPOs, os processos de adesão, informação ao paciente, agilidade e ampliação das notificações serão reformulados, a fim de que o ato da doar órgãos seja encorajado cada vez mais em toda a sociedade.  “Atualmente, existe uma fila de espera para transplante de córnea equivalente a 300 pessoas. Num passado não muito distante essa fila chegava à marca de 1.500 pacientes. A melhora no quadro é uma realidade alcançada pelo sistema de saúde pública, que pretende em até oito meses atender a todos os pacientes, avançando e qualificando cada vez mais as doações”, declarou Antônio Jorge.

Mobilização e avanço

De acordo com o coordenador do Sistema Nacional de transplantes, Heder Murari Borba, as novas políticas públicas adotadas com o intuito de fortalecer e aprimorar o Sistema Nacional de Transplantes (SNT) buscam traçar, em todo o pais, um novo panorama no que diz respeito aos transplantes de órgãos e tecidos. Ele também ressalta a atuação da população nessa nova perspectiva. “Estamos melhorando a assistência e a informação sobre os procedimentos de transplante para toda a sociedade. Contudo, faz-se necessário que as pessoas estejam dispostas a atuar em prol dos demais. Para que a doação ocorra, basta que o paciente comunique junto a sua família sobre a concessão de órgãos. Um gesto nobre e enaltecedor que salva milhares de vidas todos os anos”, finalizou.

As dez Organizações de Procura de Órgãos e Tecidos estão sendo instaladas nos hospitais João XXIII, Risoleta Tolentino Neves e Hospital Municipal de Betim, e nas cidades de Montes Claros, Governador Valadares, Juiz de Fora, Pouso Alegre, Ipatinga, Uberaba e Uberlândia.Em uma segunda etapa, serão instaladas unidades em Divinópolis, Sete Lagoas, Patos de Minas, Barbacena, Teófilo Otoni, Varginha e Alfenas.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/implantacao-de-organizacoes-de-procura-de-orgaos-e-tecidos-promete-alavancar-doacoes-em-minas/

Gestão da Saúde: Governo de Minas lança projeto para aumentar a captação de órgãos e tecidos

Serão criadas dez Organizações de Procura de Órgãos e Tecidos em Minas Gerais

Nesta segunda-feira (25), às 10h, o secretário de Estado de Saúde de Minas Gerais, Antônio Jorge de Souza Marques, o coordenador do Sistema Nacional de Transplantes, Heder Murari Borba, o presidente da Fundação Hospitalar do Estado de Minas Gerais (Fhemig), Antônio Carlos de Barros Martins, e o diretor do Complexo MG Transplantes, Charles Simão Filho, anunciam a criação de dez Organizações de Procura de Órgãos e Tecidos (OPOs) em Minas Gerais. Cada OPO terá dois médicos, cinco enfermeiros e um administrador.

Os OPOs são unidades operacionais das Centrais de Notificação e Distribuição de Órgãos e Tecidos (CNCDOs), que irão coordenar grupos de hospitais por meio de suas Comissões Intra Hospitalares de Doação de Órgãos e Tecidos (CIHDOTT). Foram criadas levando-se em consideração a população, o número de hospitais, número de leitos de UTI, logística de transporte, distâncias de centros transplantadores e o Plano Diretor de Regionalização. O objetivo das OPOs é aumentar a captação de órgãos e tecidos.

As dez Organizações de Procura de Órgãos e Tecidos serão instaladas nos hospitais João XXIII, Risoleta Tolentino Neves e Hospital Municipal de Betim, e nas cidades de Montes Claros, Governador Valadares, Juiz de Fora, Pouso Alegre, Ipatinga, Uberaba e Uberlândia.

Numa segunda etapa, deverão ser criadas OPOs em Divinópolis, Sete Lagoas, Patos de Minas, Barbacena, Teófilo Otoni, Varginha e Alfenas.

Coletiva à imprensa

Data: 25 de junho Segunda-feira

Horário:10h

Local: Cidade Administrativa Presidente Tancredo Neves – Prédio Minas – 12º andar – sala de reunião do Gabinete do secretário de Estado de Saúde

Tema:Lançamento de dez Organizações de Procura de Órgãos e Tecidos em Minas Gerais – OPOs

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/governo-de-minas-lanca-projeto-para-aumentar-a-captacao-de-orgaos-e-tecidos/

Gestão em Minas: Defesa Social discute prevenção à criminalidade durante encontro em Betim

Cerca de 150 pessoas participaram do Seminário Municipal da Política Estadual de Prevenção à Criminalidade

Divulgação/Seds
O seminário foi promovido, nesta quinta-feira (14), em Betim
O seminário foi promovido, nesta quinta-feira (14), em Betim

A Secretaria de Estado de Defesa Social (Seds), por meio da Coordenação Especial de Prevenção à Criminalidade (Cepec), promoveu, nesta quinta-feira (14), o Seminário Municipal da Política Estadual de Prevenção à Criminalidade em Betim. O encontro, que teve como tema “Violência, Criminalidade e Políticas Públicas”, discutiu a importância da articulação entre diversos setores na prevenção à violência e promoção da cidadania.

Cerca de 150 pessoas participaram do encontro, entre gestores e técnicos das áreas de segurança pública, saúde, assistência social e educação, lideranças comunitárias e organizações não governamentais. Na abertura, em que estavam presentes o coordenador de Prevenção à Criminalidade da Seds, Talles Andrade, e a prefeita municipal de Betim, Maria do Carmo Lara, houve apresentação dos jovens que participam da oficina de rap do Fica Vivo no Centro de Prevenção à Criminalidade (CPC) do bairro PTB.

Talles Andrade lembrou como é complexa a discussão da segurança pública e reforçou que ações repressivas, por si só, não são suficientes. “É preciso trazer novas alternativas, pensar novos paradigmas. Nesse contexto, desde 2003 existe a Coordenadoria de Prevenção à Criminalidade, para buscar um equilíbrio, para que junto à repressão também sejam desenvolvidas políticas de prevenção a crimes”, disse. Para o sucesso dessas políticas, é essencial buscar a intersetorialidade entre o Estado, o município, o Sistema de Justiça Criminal e a própria sociedade civil. “O seminário se propõe a esse desafio, que saiamos, ao fim do dia, mais integrados do que chegamos”, afirmou.

A prefeita Maria do Carmo Lara reforçou a necessidade de um trabalho integrado no enfrentamento à criminalidade e contou a experiência do Gabinete de Gestão Integrada Municipal (GGIM) em Betim, que reúne representantes de órgãos públicos e forças policiais do município para discutir a problemática da violência urbana.

Em Betim, há quatro Centros de Prevenção à Criminalidade, com os programas Fica Vivo, Mediação de Conflitos, Central de Acompanhamento de Penas e Medidas Alternativas (Ceapa) e Reintegração Social de Egressos do Sistema Prisional (Presp).

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/defesa-social-discute-prevencao-a-criminalidade-durante-encontro-em-betim/

Governo de Minas: Governador Anastasia visita ônibus olímpico da Rede Record

Anastasia ainda acompanhou a apresentação de jovens praticantes de judô e de ginástica artística de Belo Horizonte e de Betim

Gil Leonardi/Imprensa MG
Antonio Anastasia entre os jovens atletas de judô e ginástica artística durante a visita
Antonio Anastasia entre os jovens atletas de judô e ginástica artística durante a visita

O governador Antonio Anastasia visitou, nesta terça-feira (12), na Cidade Administrativa, o ônibus olímpico da TV Record. Belo Horizonte é a quarta capital do país a receber o veículo, utilizado para apoiar a produção de matérias especiais sobre a trajetória de atletas brasileiros.

“Queria cumprimentar por essa iniciativa e dar parabéns. Temos aqui o espírito olímpico, o que significa o gosto pela competição, mas, ao mesmo tempo, a formação cidadã de cada jovem que se dedica ao esporte. O esporte é uma forma fundamental de prevenção da criminalidade, de inclusão social e de cidadania”, destacou o governador.

Ao som da banda do Corpo de Bombeiros, Anastasia acompanhou a apresentação de jovens praticantes de judô e de ginástica artística de Belo Horizonte e de Betim, com idade entre 7 e 19 anos. Eles participam do programa Minas Olímpica Oficina de Esportes do governo estadual.

Também participaram da visita, o secretário de Estado de Esportes e da Juventude, Bráulio Braz, o secretário-adjunto de Esportes e Juventude, o ex- nadador Rogério Romero, o ex-jogador de vôlei e comentarista da Rede Record, Maurício Lima, além de diretores da Record Minas.

Olimpíadas

Os jogos olímpicos de Londres começam em 27 de julho e vão até o dia 12 de agosto. A expectativa é de que 250 atletas brasileiros participem do evento. Até o momento, seis mineiros estão confirmados na olimpíada para atuar em categorias individuais.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/governador-anastasia-visita-onibus-olimpico-da-rede-record/

Gestão Anastasia: TV Italiana faz cobertura de destinos turísticos em Minas Gerais

Circuito da Praça da Liberdade, Instituto Inhotim e Ouro Preto fazem parte do roteiro de visitas

 Jornalistas da televisão italiana RAI estão em Minas Gerais para a familiarização e cobertura jornalística de alguns dos principais atrativos turísticos do Estado. A iniciativa integra o programa de presstrips realizado pelo Governo de Minas, através da Secretaria de Estado de Turismo (SETUR), que tem como objetivo promover e divulgar os principais destinos turísticos mineiros e ainda maximizar a exposição de Minas Gerais no exterior, de forma a contribuir positivamente para a consolidação da imagem turística do Estado.

Nesta terça-feira (5), eles irão conhecer a Capital mineira e seu entorno. No roteiro, estão visitas ao Circuito Cultural Praça da Liberdade, ao Instituto Inhotim, em Brumadinho, e ainda às cachaçarias Vale Verde, em Betim e Prazer de Minas, em Esmeraldas. Na quinta-feira (7), os jornalistas conhecerão ainda os estandes e os atrativos da Superagro e Expocahaça, que estão sendo realizadas, simultaneamente, no Expominas, em Belo Horizonte.

No ultimo fim de semana, os jornalistas estiveram em Ouro Preto, Patrimônio Cultural da Humanidade onde conheceram a arquitetura colonial do lugar, realizaram o tradicional passeio de Maria Fumaça, visitaram antigas minas de ouro desativadas e também alambiques de cachaça.

A Televisão Rai está entre os principais meios de comunicação da Itália, com mais de cinquenta anos de transmissão para a Europa e para o mundo.

Acesse o Portal do Turismo Mineiro e saiba todas as novidades do turismo no Estado.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/tv-italiana-faz-cobertura-de-destinos-turisticos-em-minas-gerais/

Gestão Eficiente: Unidade de Atendimento Integrado de Betim ganha agência virtual da Cemig

Agência virtual tem capacidade para atender até 98 tipos de solicitações

Gil Leonardi/Imprensa MG
O convênio com a Cemig eleva para cerca de 200 o número de serviços prestados pelas UAIs
O convênio com a Cemig eleva para cerca de 200 o número de serviços prestados pelas UAIs

A Unidade de Atendimento Integrado de Betim (UAI Betim) ganhou uma agência virtual da Cemig, com capacidade para atender até 98 tipos de solicitações dos consumidores de energia elétrica em Minas Gerais. O serviço resulta de um convênio entre a Secretaria de Estado de Planejamento e Gestão (Seplag) e a Cemig e deverá ser expandido para todas as UAIs.

Uma das vantagens da parceria é que a UAI Betim passa a atender a serviços que exigem a apresentação de documentos, o que hoje só é possível nos postos de atendimento da Cemig. A unidade também pode pedir ligação ou religa de energia, registrar reclamação de falta de energia, alterar data de vencimento e endereço da conta, solicitar a leitura de consumo, entre outros.

Além disso, os atendentes da UAI Betim também podem solicitar serviços disponíveis no site da Cemig. “O objetivo é facilitar a vida dos cidadãos que não têm tanta habilidade com o computador e a internet”, destaca Christiane Bolda Lazzarotti, da Coordenação Especial de Gestão das UAIs. Serviços que envolvem a avaliação de técnicos não são atendidos na unidade.

De acordo com Christiane, o convênio deverá ser estendido para as outras 27 UAIs no Estado. “A UAI Betim servirá como piloto do projeto, para ajustar o atendimento. Após essa fase de testes, implantaremos o serviço nas outras unidades”, explica a coordenadora.

Referência

O convênio com a Cemig eleva para cerca de 200 o número de serviços prestados pelas UAIs e para 18 o número de órgãos parceiros, entre eles, Polícias Federal, Civil e Militar, Secretaria de Estado de Trabalho e Emprego e Receita Federal. Para Christiane Lazzarotti, esse volume de serviços disponíveis reforça as unidades como referência para o cidadão mineiro.

Entre 2009 e 2011, nove milhões de pessoas recorreram a algum serviço das UAIs, ou seja, 47% dos 19 milhões de habitantes do Estado. O resultado da avaliação de atendimento nas unidades é de 97% de satisfação.

Serviço:

UAI Betim

Localização: Avenida Edméia Mattos Lazzarotti, 1655, lj 249, Betim Shopping

Horário de funcionamento: segunda a sexta, de 7h às 19h; aos sábados, de 8h às 14h

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/unidade-de-atendimento-integrado-de-betim-ganha-agencia-virtual-da-cemig/

Gestão Eficiente: Governador participa de reunião do Fórum Minas de Ideias

Grupo busca soluções inovadoras para o desenvolvimento sustentável do Estado

“O governo só pode ser eficiente se tivermos uma interação forte com a sociedade”, destaca Anastasia

O governador Antonio Anastasia participou, nesta quarta-feira (30), no Palácio da Liberdade, em Belo Horizonte, da segunda reunião de trabalho do Fórum Minas de Ideias. O encontro busca a criação coletiva de soluções para o desenvolvimento de Minas Gerais.

O Fórum conta com a diversidade de opiniões de um grupo formado por mineiros reconhecidos nacionalmente em suas respectivas áreas de atuação. Os integrantes se reúnem para trazer ideias ligadas aos principais desafios de Minas e ajudar o Estado a juntar recursos, ideias, atores e esforços, sempre com a participação da sociedade.

“O governo só pode ser eficiente em desempenho e bem concluído se tivermos uma interação forte com a sociedade. Precisamos sempre abrir, conversar, auscultar. É o que estamos fazendo com o Fórum, para ouvir essas personalidades que trazem as suas ideias e, de nós, cada vez mais, abrirmos o nosso governo”, destacou o governador Anastasia.

O Fórum está ligado ao Movimento Minas, um dos projetos da Gestão para a Cidadania criado, em 2011, pelo Governo do Estado. O Fórum é coordenado pela presidente do Serviço Voluntário de Assistência Social (Servas), Andrea Neves, e pelo diretor-presidente do Escritório de Prioridades Estratégicas, Tadeu Barreto, responsável também pela coordenação do Movimento Minas, juntamente com o vice-diretor presidente do Escritório, André Barrence.

O objetivo do Movimento Minas é incentivar o cidadão a participar das ações governamentais para a superação dos desafios do desenvolvimento sustentável no Estado, diminuindo a pobreza, ampliando e modernizando a infraestrutura e os serviços públicos por meio da mobilização social.

Participação

Durante a reunião, os integrantes do Fórum debateram e reforçaram a necessidade de compromissos fundamentais nas áreas de educação, saúde, cultura, entre outras. Após as discussões, o governador Antonio Anastasia apresentou ao grupo os principais desafios e programas de governo relacionados às áreas de educação, saúde, defesa social, saneamento básico, meio ambiente, Copa 2014, logística, desenvolvimento econômico, desenvolvimento social, economia do conhecimento e cultura.

“Um dos projetos é a Gestão para a Cidadania, que é a possibilidade que estamos tendo de, em nossos projetos, e na sua execução, ter a participação efetiva de organizações da sociedade civil e, mais que isso, a percepção do cidadão dos mais remotos rincões do Estado na sua pertinência”, afirmou o governador.

Coordenador do Fórum Minas de Ideias, Tadeu Barreto, destacou a abertura do Governo à sociedade. “O Governo de Minas quer abrir diálogo com os diversos setores da sociedade e não se fechar. Toda organização moderna busca o diálogo. É o que o Governo está fazendo: ouvindo lideranças da sociedade sobre seus projetos, sobre o futuro de Minas, sobre a Minas Gerais que queremos construir”, disse o diretor- presidente do Escritório de Prioridades Estratégicas.

A presidente do Servas e também coordenadora do Fórum, Andrea Neves, destacou o espaço de diálogo criado no grupo. “São pessoas que foram convidadas pela profunda inserção e legitimidade que cada um deles tem no setor em que atuam. E, ao aceitar sentar com o Governo de Minas, conversar, debater e dar contribuições, eles reconhecem no Governo um parceiro importante nos avanços que Minas tem construído nos últimos anos”, disse.

Integrante do Fórum, a designer Terezinha Santos falou sobre as contribuições do grupo. “Acho que é um momento único, porque é uma realidade que tem a legitimidade das ações, mas ao mesmo tempo, é a construção de um futuro. Os processos são construídos. É um grande movimento de transformação, que só é sustentável de fato se for bem construído”, disse.

Fórum Minas de Ideias

No primeiro encontro, em 2011, foram apresentados os desafios de longo prazo constantes no Plano Mineiro de Desenvolvimento Integrado (PMDI). Duas ideias sugeridas por integrantes do Fórum já começaram a ser executadas e foram apresentadas ao grupo: o Estradas Verdes e o Mais Leitura, Mais Saúde.

O Estrada Verdes propõe o plantio de árvores nas rodovias mineiras. Dois trechos já foram replantados nos municípios de Teófilo Otoni e Ponte Nova, trabalho realizado por detentos que cumprem pena em presídios de Minas. A iniciativa dá oportunidade aos presidiários de serem capacitados para atuar como viveiristas, brigadistas e agentes do meio ambiente.

O Mais Leitura, Mais Saúde visa estimular a leitura por meio de empréstimos de livros disponibilizados em dez Unidades Básicas de Saúde. Os primeiros municípios atendidos são Betim, Fortuna de Minas, Guanhães, Inimutaba, Itabira, Morada Nova de Minas, Pirapora e Santa Bárbara. O objetivo é equipar cada unidade com mini-bibliotecas com 50 exemplares. As equipes do Programa Saúde da Família (PSF) e agentes de saúde desempenham importante papel, levando os livros nas casas das pessoas quando fazem atendimento domiciliar.

Participaram da reunião de trabalho o ambientalista Ângelo Machado, a representante da Pastoral da Criança, Carmen Lúcia Costa, o empresário Daniel Castanho, o cientista Eduardo Costa, o produtor rural e ex-secretário de Estado de Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Gilman Viana, o representante da Associação Brasileira de Imprensa (ABI-MG), José Eustáquio Oliveira, o historiador José Murilo de Carvalho, o presidente da Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais (Fiemg), Olavo Machado Júnior, o empresário Otávio Marques de Azevedo, o estilista Ronaldo Fraga e a representante do Ministério Público de Minas Gerais, procuradora Ruth Lies Scholte Carvalho.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/governador-participa-de-reuniao-do-forum-minas-de-ideias/

Governo de Minas: prevenção à Criminalidade é debatida por Estado e município

Durante seminário, o secretário Rômulo Ferraz ressaltou a importância do desenvolvimento de ações preventivas na segurança pública

Quase mil pessoas discutiram o tema “Dever do Estado, responsabilidade de todos: segurança pública como direito social” durante o primeiro Seminário Municipal da Política Estadual de Prevenção à Criminalidade, realizado nesta quarta-feira (30), no auditório do Sesc Palladium, em Belo Horizonte.

O evento, promovido pela Secretaria de Estado de Defesa Social (Seds), por meio da Coordenadoria Especial de Prevenção à Criminalidade, com o apoio da Prefeitura Municipal de Belo Horizonte (PBH), reuniu gestores e técnicos das áreas de segurança pública, saúde, assistência social e educação, lideranças comunitárias, grupos juvenis e de mulheres, membros de movimentos culturais e organizações não governamentais.

Durante o evento, foram debatidas as especificidades, os desafios e as perspectivas da segurança pública em Belo Horizonte, bem como a importância da articulação intersetorial na construção de alternativas para a redução da violência.

Na abertura do seminário, o secretário de Estado de Defesa Social, Rômulo Ferraz, ressaltou a importância do desenvolvimento de ações preventivas na segurança pública. “Um dos maiores desafios da pasta é a identificação e a materialização do equilíbrio necessário entre repressão e medidas de prevenção à criminalidade. As medidas focadas na repressão imediata, ainda que aperfeiçoadas e avolumadas, por si só não surtirão efeitos”, afirmou.

O secretário lembrou que, neste ano, haverá inauguração de três novos Centros de Prevenção à Criminalidade (CPCs), com os programas Fica Vivo e Mediação de Conflitos, sendo dois em Belo Horizonte e um em Contagem. Contagem também será um dos municípios que sediará, em junho, outro seminário municipal de prevenção à criminalidade. “Essa aproximação da Coordenadoria de Prevenção à Criminalidade com as prefeituras municipais vai ser o norte do trabalho. O papel do município na prevenção é fundamental. Vamos chamar os municípios para dialogar, para construir as ações”, disse o coordenador de Prevenção à Criminalidade da Seds, Talles Andrade.

Talles explicou ainda que a aproximação institucional com as prefeituras para fortalecimento da política preventiva nos territórios onde estão instalados os Centros de Prevenção é a principal proposta dos seminários. “O papel das demais políticas sociais é fundamental para a intervenção nas demandas que chegam dos usuários das políticas de prevenção. O seminário é um momento simbólico, que representa esse desejo mútuo e, mais que isso, a necessidade de integrar as ações”, afirmou. Além de Contagem, também será realizado, em junho, um seminário nesse formato em Betim.

Além do secretário Rômulo Ferraz e do coordenador de prevenção da Seds, Talles Andrade, participaram da abertura do evento: o comandante geral da Polícia Militar, coronel Márcio Martins Sant´anna; o chefe de gabinete da Polícia Civil, delegado geral Jesus Trindade Barreto Junior; a promotora de Justiça Cássia Virgínia Serra Teixeira Gontijo; o juiz da Vara de Execuções Criminais, Guilherme de Azevedo Passos; a defensora pública Roberta Mesquita; o secretário de Segurança Urbana e Patrimonial de Belo Horizonte, coronel Genedempsey Bicalho; o chefe de gabinete da Secretaria Municipal de Políticas Sociais, Antônio David de Souza Junior; e o diretor do Instituto Elo, Gleiber Gomes de Oliveira.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/prevencao-a-criminalidade-e-debatida-por-estado-e-municipio/

Gestão em Minas: inovação e avanço em Saúde Bucal Pública são destaques em encontro nacional

O evento discute e avalia a política nacional, estadual e municipal de saúde bucal

Henrique Chendes/SES MG
Diretora de Saúde Bucal da SES-MG, Daniele Lopes Leal, durante participação no Enatespo
Diretora de Saúde Bucal da SES-MG, Daniele Lopes Leal, durante participação no Enatespo

O primeiro dia do 21º Encontro Nacional de Administradores e Técnicos do Serviço Público Odontológico (Enatespo), promovido pela Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG), por meio da Diretoria de Saúde Bucal, foi realizado nesta segunda-feira (28) e reuniu mais de 300 participantes no Minascentro, em Belo Horizonte.

O principal fórum de discussões sobre atendimento público de odontologia no país chega a sua 21ª edição e se estende até esta quarta-feira (30). Neste ano, o encontro tem como tema central “As redes de atenção à saúde: avanços e desafios em saúde bucal”, elaborado a partir de levantamento de desafios existentes para a consolidação do setor no âmbito do Sistema Único de Saúde (SUS).

No primeiro dia de evento estiveram presentes o coordenador Nacional da Saúde Bucal do Ministério da Saúde, Gilberto Alfredo Pucca Júnior; a diretora de Saúde Bucal da SES-MG e a atual presidente do Enatespo, Daniele Lopes Leal; o presidente do Sindicato dos Odontologistas de Minas Gerais, Lívio de Barros Silveira; demais gerências estaduais em saúde bucal, representantes do Conselho Nacional de Secretários Municipais de Saúde (Conasems) e Colegiado dos Secretários Municipais de Saúde (Consems).

De acordo com a diretora de Saúde Bucal da SES-MG, Daniele Lopes Leal, o principal objetivo do evento é promover ações eficazes no que tange à assistência em saúde bucal. ”Como se trata de um encontro entre gestores, profissionais, acadêmicos e usuários do SUS odontológico, busca-se, a partir da reunião desses diferentes atores envolvidos da construção da saúde bucal, discutir e refletir propostas, ações e desafios para implantação, qualificação e fortalecimento da rede de saúde bucal não só nos municípios, mas nos três níveis: municipal, estadual e federal”, disse.

Dentre os temas debatidos nos três dias de evento, haverá um destaque maior para o financiamento atual em saúde bucal e a análise referente aos eixos temáticos, como a vigilância, a qualificação, a formação e a gestão da saúde bucal. Os participantes poderão contar com oito palestras temáticas, como o desenvolvimento da assistência odontológico prestada pelo SUS, além de presenciar cases de sucesso em outras regiões e ações inovadoras na produção do cuidado em saúde.

12º Congresso Brasileiro de Saúde Bucal Coletiva

Em concomitância com o Enatespo, desde 1995, o Congresso Brasileiro de Saúde Bucal Coletiva (CBSBC) ocorre durante o evento. O CBSBC busca a aproximação permanente dos serviços com as instituições de formação de recursos humanos, as instâncias de participação da sociedade, as agências de fomento, as entidades de classe e outros equipamentos sociais.

SB Minas

A Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais,em parceria com a PUC Minas, realizará, no ano de 2012,o Projeto SB Minas Gerais – Pesquisa das condições de saúde bucal da população mineira- com o objetivo de conhecer  a realidade da saúde bucal da população doEstado. Apartir desse diagnóstico, formularáações que contemplem apopulação por meiodo desenvolvimento de programas que vão de acordo com ocumprimento da Política Nacional de Saúde Bucal.

O programa prevêa realização de estudos epidemiológicos como parte do componente de vigilância em saúde, com vistas à organização dos serviços e planejamento das ações para prevenção, tratamento e reabilitação, e um questionário aos indivíduos examinados em domicílios. O questionáriocontém questões relativas à caracterização socioeconômica, à utilização de serviços odontológicos e morbidade bucal autoreferida e à autopercepção de saúde bucal. Conselheiro Lafaiete, Guaxupé, Betim, Uberlândia, Unaí, Varginha, Juiz de Fora, Diamantina e Divinópolis são alguns dos municípios que foram sorteados para comporem a amostra.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/inovacao-e-avanco-em-saude-bucal-publica-sao-destaques-em-encontro-nacional/

Gestão Eficiente: Anastasia inaugura a maior fábrica de estruturas metálicas de Minas Gerais

Terceira unidade da Codeme Engenharia recebeu R$ 105 milhões em investimentos, gerando 600 empregos e diretos indiretos, em Juiz de Fora

Wellington Pedro / Imprensa MG
Segundo Anastasia, "a empresa representa bem a cadeia produtiva mineira do minério e do aço"
Segundo Anastasia, “a empresa representa bem a cadeia produtiva mineira do minério e do aço”

O governador Antonio Anastasia participou, nesta quinta-feira (17), em Juiz de Fora, na Zona da Mata, da inauguração oficial da unidade da Codeme Engenharia, fabricante de estruturas metálicas. Com investimentos de R$ 105 milhões e geração de 600 empregos (400 diretos e 200 indiretos), a planta industrial está sendo considerada a maior e mais moderna fábrica de estruturas metálicas do país, pelo layout, tecnologia e qualidade dos equipamentos instalados.

Denominada Unidade Industrial Luis Tomé de Rezende, em homenagem ao sócio-fundador falecido em 2008, a planta industrial está localizada no Distrito Industrial de Juiz de Fora, às margens da BR-040, em uma área de 300 mil metros quadrados. A fábrica, que iniciou a operação em janeiro deste ano, tem capacidade instalada para produção mensal de 3 mil toneladas de estruturas metálicas. As outras duas unidades da Codeme, em Betim (RMBH) e Taubaté (SP), produzem juntas 2,7 mil toneladas de aço/mês.

Ação integrada

O governador Anastasia, que há duas semanas inaugurou a nova fábrica de caminhões da Mercedes-Benz também na cidade, disse que a vinda da Codeme para Juiz de Fora foi possível em razão do trabalho integrado dos diversos órgãos do Governo de Minas com a prefeitura municipal.

“Vamos continuar trabalhando integrados para que Juiz de Fora, a Zona da Mata e Minas Gerais continuem tendo indicadores de desenvolvimento econômico acima da média nacional, o que é prioridade absoluta do Governo”, afirmou lembrando que a empresa representa bem a cadeia produtiva mineira do minério, do aço e do aço aplicado.

Anastasia foi recebido pelo presidente da Codeme, Ademar de Carvalho Barbosa Filho, o vice-presidente, Alberto Woods Soares, e pelo diretor de Expansão, Ronaldo Tortoreli. O governador de Minas assistiu ao vídeo institucional da empresa, visitou a linha de produção e recebeu homenagem. Antes do descerramento da placa inaugural, houve a benção do empreendimento pelo arcebispo metropolitano de Juiz de Fora, Dom Gil Antônio Moreira.

O presidente da Codeme, Ademar de Carvalho Barbosa Filho, reiterou que, graças ao “apoio incondicional do governador Anastasia, foi possível inaugurar o empreendimento”.  Ele ressaltou o trabalho e o apoio do Governo de Minas, por meio do Instituto de Desenvolvimento Integrado de Minas Gerais (Indi), do Banco de Desenvolvimento de Minas Gerais (BDMG) e da Secretaria de Estado de Fazenda (SEF).

O prefeito de Juiz de Fora, Custódio Mattos, afirmou, em seu pronunciamento, que, nos últimos anos, o município atraiu investimentos da ordem de R$ 1,5 bilhão, que vão gerar cerca de 10,5 mil novos empregos. “Não fosse o trabalho em parceria do Governo de Minas com a prefeitura não estaríamos aqui hoje inaugurando essa maravilhosa fábrica”, disse.

O filho do sócio-fundador e acionista da Codeme Luis Tomé de Rezende, Luis Tomé de Rezende Filho, recebeu homenagem em memória ao pai. Engenheiro mecânico formado pela UFMG, Luis Tomé de Rezende foi diretor comercial da Codeme por 23 anos, de 1981 a 2004, e depois assumiu a área de Desenvolvimento de Negócios.

Também participaram da cerimônia o presidente do BDMG, Matheus Cotta de Carvalho, o diretor da Usiminas Ascânio Merrighi, o presidente regional da Federação das Insdústrias do Estado de Minas Gerais, Francisco José Campolina, entre outras autoridades.

 Perfil da empresa

A Codeme Engenharia S.A. é uma empresa mineira fabricante de estruturas metálicas, fundada em 1980. Com sede em Betim e uma unidade em Taubaté (SP), mantém ainda escritórios comerciais em Nova Lima (MG) e São Paulo e tem mais de 2.000 obras no Brasil e no exterior. A empresa pertence a duas holdings, a Codepa e a Isa Holding (do Grupo Asamar). Neste ano, o Sistema Usiminas anunciou a compra de 30% da Codeme, tornando-a empresa coligada do grupo.

Excluindo os funcionários da fábrica de Juiz de Fora, a Codeme tem 1 mil funcionários, 350 diretos em cada uma das fábricas, 100 funcionários diretos dedicados às montagens e 200 funcionários nos escritórios (gestão, engenharia, comercial).

A produção é direcionada para a construção civil. A empresa fabrica prédios industriais para os setores de mineração, siderurgia, metalurgia, cimento, galpões comerciais e industriais. Os itens produzidos são utilizados também em sistemas de cobertura de centros de distribuição, hipermercados, edifícios comerciais, hotéis e escolas. A estrutura metálica é ainda usada na construção de prédios comerciais leves.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/anastasia-inaugura-a-maior-fabrica-de-estruturas-metalicas-de-minas-gerais/