Arquivos do Blog

Gestão Eficiente: Governador Antonio Anastasia lança Plano Mineiro de Combate às Drogas

Governo de Minas e Ministério da Saúde assinam pacto para execução do Plano Mineiro de Enfrentamento ao Uso Indevido de Álcool, Crack e outras drogas

O governador Antonio Anastasia e o o ministro da Saúde, Alexandre Padilha, assinaram nesta sexta-feira (29), no Palácio Tiradentes, pacto para a execução do Plano Mineiro de Enfrentamento ao Uso Indevido de Álcool, Crack e outras drogas. Trata-se de uma parceria entre os governos estadual e federal para o combate ao uso de drogas e recuperação dos dependentes químicos.

Até 2014, a União deverá repassar para o Estado cerca de R$ 476 milhões, por meio do “Crack: é possível vencer”, programa federal criado em dezembro do ano passado. Com a adesão do Estado ao programa e a entrada das verbas federais, as ações em andamento do Governo de Minas ganharão mais força. Já foram investidos, com recursos do Tesouro estadual, cerca de R$ 120 milhões para o combate às drogas.

Esforço conjunto

Em seu pronunciamento, o governador Anastasia disse que a assinatura do termo de adesão ao programa federal é um passo fundamental na luta contra as drogas. “É um esforço conjunto, capitaneado pelo governo federal, que inclui ações não só da saúde, mas também das áreas da  justiça, da segurança, da assistência social, da educação e todo esforço da sociedade organizada e dos poderes públicos para combatermos de maneira veemente esta chaga, que tem nos acometido de modo tão grave”, afirmou Anastasia.

O ministro Alexandre Padilha garantiu que os recursos serão repassados, parceladamente até 2014, para uma série de ações, como a criação de 644 leitos de enfermarias especializadas em álcool e drogas, 86 Centros de Atenção Psicossocial (CAPS-AD) 24 horas, 93 Unidades de Acolhimento e 35 Consultórios nas Ruas. Ele ressaltou que a parceria com o Governo de Minas vai reforçar as ações já existentes no Estado, por meio do programa Aliança pela Vida, criado em agosto de 2011.

“Quero agradecer a parceria que fizemos aqui. É uma parceria que soma às iniciativas que já existem em Minas Gerais. Sabemos que, somente juntos e articulados, poderemos vencer o crack”, disse o ministro.

Pioneiro

O Plano Mineiro de Combate às Drogas já é contemplado no Aliança pela Vida, programa que serve de referência para a execução do “Crack: é possível vencer” em nível nacional. O programa mineiro, por exemplo, apoia e financia comunidades terapêuticas, além de ampliar a atuação dos consultórios de rua para um atendimento mais estruturado e especializado de acolhimento do dependente.

O Aliança pela Vida é uma parceria entre diferentes entes do governo, municípios e entidades da sociedade civil para fortalecer a luta contra as drogas, ações e medidas de enfrentamento aos problemas relacionados ao consumo e tráfico, principalmente do crack.

Para 2012, o programa mineiro foi dividido em cinco linhas de ações, que atendem de forma descentralizada, em parceria com as prefeituras e as organizações da sociedade civil, a todas as regiões do Estado. O plano engloba ações nas áreas de saúde, esporte e juventude, educação, assistência social e defesa social.

Participaram da cerimônia o secretário de Estado de Saúde, Antonio Jorge, o prefeito de Belo Horizonte, Marcio Lacerda, o secretário Nacional de Atenção à Saúde, Helvécio Miranda de Magalhães, e o presidente do Colegiado de Secretários Municipais de Saúde do Estado de Minas Gerais (Cosems-MG), Mauro Guimarães Junqueira.

Clique aqui para ver ações e resultados do Aliança pela Vida (Arquivo Word).

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/governador-antonio-anastasia-lanca-plano-mineiro-de-combate-as-drogas/

Anúncios

Gestão da Saúde: Governo de Minas inaugura Farmácia de Minas em Maripá de Minas

População do município da Zona da Mata para a contar o fornecimento de 235 tipos de medicamentos gratuitamente.

Luisa Pinha / SES
Solenidade marcou a inauguração da unidade do Farmácia de Minas
Solenidade marcou a inauguração da unidade do Farmácia de Minas

Os moradores da cidade de Maripá de Minas, na Zona da Mata, receberam nesta sexta-feira (15) uma unidade Farmácia de Minas. O estabelecimento disponibilizará cerca de 235 tipos de medicamentos, que irão abastecer as necessidades dos 3 mil habitantes da cidade. Agora, Minas conta com cerca de 350 unidades do programa. O Governo de Minas estima que até o final de junho sejam inauguradas mais 157, totalizando 507 em todo o Estado.

O evento contou com a participação da população, dos alunos das escolas da cidade, que fizeram várias apresentações, e de autoridades da região, como o prefeito de Maripá de Minas, Vagner Fonseca Costa, a coordenadora do Núcleo de Assistência Farmacêutica da Superintendência Regional de Saúde (SRS) de Juiz de Fora, Renata Oliveira Cunha.

Para Paulo Fernando Garcia, farmacêutico responsável pela Farmácia de Minas no município, a unidade será de grande ajuda para o atendimento aos moradores. “O paciente sempre terá o remédio certo, na hora certa e com o acompanhamento certo. Essa parceria com o Governo de Minas foi estimulante”, afirmou.

O prefeito Vagner Costa destacou a ousadia da prefeitura e demonstrou o agradecimento ao Governo do Estado pela conquista. “Nosso município é pequeno, mas é ousado. Somos muito agradecidos ao Estado, pelas parcerias nessas obras que fazem nossa cidade crescer”, disse o prefeito.

Na oportunidade, a coordenadora Renata Oliveira Cunha, representando o secretário de Estado de Saúde de Minas Gerais, Antônio Jorge, falou sobre o avanço de Minas em relação às farmácias públicas. “O Estado está reconhecendo o serviço de assistência farmacêutica como primordial, e, com isso, Minas está à frente de todos os estados brasileiros nessa questão. Ouso dizer que nosso Estado possui a maior rede de farmácias públicas do mundo” disse Renata.

Farmácia de Minas

O programa Farmácia de Minas garante o acesso da população aos medicamentos, por meio da organização da Assistência Farmacêutica para atenção à saúde, maximizando os recursos financeiros e aprimorando as atividades técnico-gerenciais de forma integrada às demais ações de saúde no SUS/MG.

Criada em 2007, a Rede Farmácia de Minas é parte integrante do Programa Farmácia de Minas e tem por objetivo oferecer um espaço humanizado de atendimento aos usuários do SUS, com dispensação gratuita de medicamentos dedicados à atenção primária à saúde. Este trabalho é realizado por profissionais qualificados com a promoção do uso racional dos medicamentos.

Considerando as dificuldades relacionadas ao alto gasto per capita com medicamentos, a existência de serviços menos estruturados e ao mesmo tempo, a alta taxa de cobertura do Programa de Saúde da Família (PSF), foram selecionados inicialmente – observando o princípio da equidade – municípios entre 10.000 e 30.000 habitantes, para a implantação das farmácias.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/governo-de-minas-inaugura-farmacia-de-minas-em-maripa-de-minas/

Governo Anastasia: secretaria de Estado de Saúde libera parcela de R$ 1 milhão para Contagem

Os recursos visam à construção do Centro Materno Infantil no município

O município de Contagem, na Região Metropolitana de Belo Horizonte (RMBH), recebeu a terceira parcela de R$ 1 milhão, visando à construção do Centro Materno Infantil. O convênio firmado entre o Governo de Minas e a prefeitura totaliza R$ 10 milhões, oriundos do Tesouro Estadual. A unidade também terá investimentos do município, com contrapartida de R$ 2,8 milhões, e do Ministério da Saúde, com repasse de R$ 9 milhões, totalizando mais de R$ 21 milhões.

De acordo com o secretário de Estado de Saúde, Antônio Jorge de Souza Marques, a maternidade tem como objetivo reforçar as ações de assistência à saúde da mulher e da criança, e vai oferecer mais conforto e atendimento humanizado. “Com esta construção iremos ampliar a cobertura dos partos atendidos pelo SUS dentro do município, que passará de 35% para 100%. Serão 550 partos por mês. Temos a convicção que teremos um belo desempenho”, afirmou.

A nova Unidade, que funcionará dentro do mesmo terreno onde está localizado o Hospital Municipal e Maternidade de Contagem, contará com 30 leitos de UTI neonatal, dez leitos de enfermaria mãe-canguru, dez leitos de UTI pediátrica, 34 leitos de enfermaria pediátrica, 62 leitos de internação em alojamento conjunto e ginecologia, além de um pronto-socorro 24 horas, com dez leitos de observação e um centro obstetrício totalmente equipado com seis apartamentos e quatro salas de parto cirúrgico.

Para as mães que desejam acompanhar mais de perto a internação de seus filhos na UTI neonatal, a maternidade ainda contará com uma casa que servirá de alojamento. Serão 32 vagas, com espaço de convivência para a troca de experiências.

Sobre a parceria que viabilizou a implantação do centro, Antônio Jorge afirma que há grande otimismo, visto que há alinhamento das políticas públicas entre Ministério, Governo de Minas e municípios no setor de saúde. “Em Minas, temos experiências exitosas na construção das redes de atenção. Um bom exemplo é a Rede de Urgência e Emergência Macro Norte. Nesta rede, os resultados têm se mostrado impactantes. São cerca de menos duas mil mortes/ano desde a implantação da rede”, finalizou Antônio Jorge.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/secretaria-de-estado-de-saude-libera-parcela-de-r-1-milhao-para-contagem/

Governo de Minas anuncia ações de combate à dengue em 2012

BELO HORIZONTE (13/12/11) – O governador Antonio Anastasia anunciou nesta terça-feira (13), no Palácio Tiradentes, as ações do Governo de Minas para o enfrentamento à dengue em 2012. As novas medidas darão continuidade ao trabalho que vem sendo realizado com sucesso pela Força Tarefa de combate à doença, formada por integrantes do Exército e por agentes de saúde. O número de casos notificados em Minas caiu 77% em 2011, em relação ao ano anterior, resultado Programa Estadual de Controle Permanente da Dengue, criado pelo Estado, em 2010.

Durante a solenidade, o governador alertou para a gravidade da doença e pediu que a população continue em alerta para que ela seja erradicada. “É fundamental que cada cidadão, no âmbito de sua residência, de sua casa, consiga combater a dengue, diminuindo ou eliminando os focos do mosquito. Só assim a dengue será vencida de maneira absoluta. Então é fundamental que haja essa mobilização, para a qual a imprensa é fundamental, mas que cada pessoa, na sua casa, consiga a reversão e acabar com o foco do mosquito dentro de casa”, afirmou o governador em entrevista.

Reforço

O governador entregou, durante a solenidade, 44 veículos às equipes da Força Tarefa, sendo 31 caminhonetes Strada, dez micro-ônibus e três caminhões. Também foram entregues equipamentos de segurança para o uso dos profissionais durante a aplicação de inseticida – máscara, luvas, capacete, protetor de ouvido, óculos de segurança, avental impermeável – e bombas costais para pulverização.

A Força Tarefa é formada por 432 pessoas, sendo 200 soldados do Exército, 40 da Aeronáutica e 192 agentes de saúde. Para eliminar os possíveis focos do mosquito, são feitas varreduras nas áreas consideradas de risco, como casas, lojas e lotes baldios. Atualmente são utilizados dez ônibus; 70 carros fumacê; 600 bombas costais; nove caminhões (Dengue móvel) e 20 Dengômetros (estandes onde as pessoas têm acesso às informações sobre a doença).

“Nesta ação permanente, estamos intensificando aquilo que geramos e que deu resultado positivo. Acho que o resultado mais positivo foi a participação da sociedade. Então continuamos obsessivamente intensificando a mobilização das pessoas. Os focos estão nos domicílios, a maior parte dos criadouros são gerados por lixo doméstico. Precisamos, então, de fato ganhar essa guerra com uma grande adesão da sociedade. Essa não é uma inovação, é uma segurança de que continuamos no caminho certo”, afirmou o secretário de Saúde, Antônio Jorge, que apresentou o Programa Estadual de Controle Permanente da Dengue.

Mobilização

Os dois municípios mineiros que apresentaram as melhores experiências no combate à dengue, a partir dos critérios epidemiológicos e de dados da área de mobilização social da Secretaria de Saúde, foram premiados pelo governador.

Primeira colocada, a Prefeitura de Conselheiro Lafaiete recebeu um Fiat Fiorino caracterizado para o combate à dengue na cidade. Representando todos os municípios mineiros que lutam contra a doença, o prefeito do município, José Milton de Carvalho Rocha, falou da importância da união e conscientização. “Essa mobilização fez com que os prefeitos de todas as comunidades de Minas Gerais despertassem para o seu dever, para a sua participação efetiva nesse esforço comum de controle da dengue no Estado”, reconheceu.

A Prefeitura de Patos de Minas recebeu um tablet (Samsung Galaxy Tablet), doado pela operadora Vivo. O equipamento será utilizado na coleta e formatação das informações sobre a doença na cidade. O prêmio foi entregue à secretária de saúde do município, Janaína Maria Silva Araújo Souza.

Durante o lançamento foi apresentado, pelo grupo de teatro Saúde em Cena, o espetáculo “Um por todos e todos contra a Dengue”. Na montagem, os personagens Athos, Porthos e Aramis têm o desafio de acabar com a Milady Gaga Dengue. A peça, uma adaptação contemporânea do texto Os Três Mosqueteiros, de Alexandre Dumas, conta a história da mosquita da espécie Aedes aegypti que deseja contaminar as pessoas com a doença e se tornar uma cantora lírica.

Cenário 2010/2011

Em 2010, o número de notificações da dengue foi de 261.915 mil casos. Em 2011, esse número caiu para 60.357 mil casos registrados (até novembro). O número de internações também diminuiu de 3.783, em 2010, para 1.227, em 2011. A Força Tarefa de combate à dengue percorreu os 42 municípios do Estado com maior incidência do Aedes aegypti, mosquito transmissor da dengue, e visitou 180 mil residências. Mais de 1 milhão de recipientes com potencial para o desenvolvimento do mosquito foram eliminados.

Os municípios com maior número de casos notificados em 2011 foram Belo Horizonte (7.858), Juiz de Fora (2.935), Governador Valadares (2.750), Uberaba (2.585) e Contagem (1.999). Eles representam 30% dos casos.

Ações previstas para 2012:

• Avaliação da semana epidemiológica;

• Regulação de acesso às internações de média e alta complexidades;

• Disponibilidade de leitos contingenciais para dengue em instituições Pro-Hosp: 803 leitos pediátricos e 1.059 leitos clínica médica;

• Transporte aéreo para casos críticos;

• Videoconferências para Centrais de Regulação Assistencial: educação continuada;

• Possibilidade de registro de denúncias via celular, por meio de aplicativo desenvolvido para o iPhone;

• Parceria com os catadores de lixo;

• Orientação quanto ao acolhimento rápido com hidratação, dados vitais e hemograma;

• Nova proposta de treinamento rápido: Modelo Recife – 10 minutos de treinamento, com alcance de 80% das equipes de saúde;

• Médicos Regionais: contratação de 50 médicos para monitoramento assistencial e apoio aos gestores municipais;

• Contratação de containers (em desenvolvimento), como local de hidratação, em caso de epidemia: seis containers equipados para serem disponibilizados para os municípios em crise.