Arquivos do Blog

Gestão Eficiente: Governo de Minas inaugura sede da Apae de Rio Novo

A unidade atenderá aos municípios de Rio Novo e Goianá e beneficiará cerca de 130 pessoas por mês

Nesta segunda-feira (2), o secretário de Estado de Saúde, Antônio Jorge de Souza Marques, estará em Rio Novo, na Zona da Mata, para inaugurar a sede da Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae) da cidade.

O Estado investiu R$ 323 mil e, em contrapartida, o município, R$ 64 mil. A unidade, que atenderá aos municípios de Rio Novo e Goianá, beneficiará cerca de 130 pessoas por mês.

A Apae é uma associação de inclusão da pessoa com deficiência, onde toda a comunidade se une para prevenir e tratar a deficiência e desenvolvimento da pessoa excepcional.  As Apaes prestam serviços de assistência social, no que se diz respeito à melhoria da qualidade de vida da pessoa portadora de deficiência, conscientizando cada vez mais a sociedade.

Serviço:

Evento:Inaugurações da sede Apae – Rio Novo

Data: 02/07/2012 – segunda-feira

Horário: 15h

Local: Rua Miguel Perez Bijinapo, s/n Bairro: Vale das Mangueiras- MG

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/governo-de-minas-inaugura-sede-da-apae-de-rio-novo/

Anúncios

Gestão da Saúde: Bloco Cirúrgico do Hospital Municipal de Januária é reaberto

A reabertura da unidade e a inauguração do Pronto Atendimento devolvem a estrutura hospitalar para os cidadãos da microrregião

Depois de quase cinco anos sem realizar cirurgias eletivas, o Bloco Cirúrgico do Hospital Municipal de Januária, no Norte de Minas, foi reaberto, na manhã desta terça-feira (26), pelo secretário de Estado de Saúde de Minas Gerais, Antônio Jorge de Souza Marques. Durante a solenidade de reabertura da unidade, também foi inaugurado o Pronto Atendimento Municipal, que tem capacidade para realizar 250 atendimentos por dia no âmbito da urgência e emergência.

Segundo o secretário Antônio Jorge, as obras do hospital municipal são fruto do esforço e trabalho sinérgico da Secretaria de Estado de Saúde e do município. “Estamos no início de uma grande reforma do hospital. Neste primeiro momento, foram investidos recursos do Tesouro Estadual da ordem de mais de R$ 1 milhão e já foram liberados mais R$ 6 milhões para construção de novas instalações e da unidade de terapia intensiva. Mas essa reforma e ampliação só estão sendo possíveis porque o município tem sido parceiro do Governo de Minas, organizando o serviço e mantendo a equipe técnica qualificada e pronta para trabalhar”, observa Antônio Jorge.

Além do serviço de urgência e emergência, o Hospital Municipal de Januária também realiza atendimento clínico, pediátrico, cardiológico e obstétrico, beneficiando os municípios de Bonito de Minas, Cônego Marinho, Itacarambi e Pedras de Maria da Cruz, com uma população estimada em 150 mil habitantes.

“A construção do Pronto Atendimento e reabertura do Bloco Cirúrgico são a primeira etapa do projeto de ampliação do hospital, mas, também, representam o cumprimento da etapa mais difícil, que era tornar o atendimento mais humanizado, mais digno. O hospital agora dispõe de espaço e instalações adequadas para o atendimento aos pacientes e isso é resultado de um esforço enorme. Essa inauguração é uma grande conquista não só para a população de Januária, mas para toda a microrregião”, comemora o prefeito de Januária, Maurílio Arruda.

UBS Modelo

Durante sua estada em Januária, o secretário Antônio Jorge também visitou as obras da Unidade Básica de Saúde do bairro São Vicente, que vai abrigar duas equipes do Programa Saúde da Família e já está pronta para funcionar. “A proposta do Governo de Minas é que, a partir de agora, todas as unidades básicas de saúde que forem construídas sejam padronizadas. Aproveito para anunciar em primeira mão que a primeira unidade do Estado a seguir esse padrão será construída em Januária, no bairro Jussara. As obras devem começar no final do mês de outubro”, anuncia o secretário.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/bloco-cirurgico-do-hospital-municipal-de-januaria-e-reaberto/

Gestão da Educação: com investimentos de R$ 370 mil, Governo de Minas inaugura UTI em Santos Dumont

Nova unidade na Zona da Mata beneficiará cerca de 54 mil pessoas em Santos Dumont, Aracitaba, Ewbank da Câmara e Oliveira Fortes

Jéssica Nobre / SES
“Os bons resultados na saúde são inquestionáveis, os números falam por si", destacou Antônio Jorge
“Os bons resultados na saúde são inquestionáveis, os números falam por si”, destacou Antônio Jorge

O Governo de Minas entregou, no último sábado (23), a Unidade de Terapia Intensiva (UTI) Adulto do Hospital de Misericórdia de Santos Dumont, na Zona da Mata. A solenidade de inauguração contou com a presença do secretário de Estado de Saúde de Minas, Antônio Jorge de Souza Marques.

O Governo de Minas investiu cerca de R$ 370 mil no empreendimento. Os recursos foram destinados às obras de reformas e compra de novos equipamentos. A nova unidade tem capacidade instalada de seis leitos de alta complexidade, dispostos em 152 metros quadrados. Os recursos para a reestruturação da unidade são provenientes da Secretaria Estadual de Saúde, por meio de assinatura do contrato com o Hospital de Misericórdia de Santos Dumont e a Fundação de Apoio ao Hospital Universitário da UFJF.

A UTI será referência para a população da microrregião local que á composta pelos municípios de Santos Dumont, Aracitaba, Ewbank da Câmara e Oliveira Fortes, o que resulta em uma média de 54 mil habitantes beneficiados. Após reestruturação do hospital, a UTI Adulta foi instituída conforme orientações da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), a fim de prestar o maior número possível de atendimentos complexos aos pacientes de toda a microrregião de Santos Dumont.

A manutenção mensal da UTI, com todos os leitos ocupados, apresenta custo aproximado de R$ 180 mil a R$ 230 mil. Esse valor pode sofrer alterações conforme o perfil e a complexidade do paciente atendido.

Médicos, enfermeiros, técnicos de enfermagem, higienizadores, técnicos-administrativos e fisioterapeutas foram contratados para compor a equipe da UTI que trabalha em busca da alta resolutividade em pacientes críticos. Já entre os equipamentos adquiridos, destacam-se os respiradores, desfibriladores, monitores multiparâmetros, monitor de débito cardíaco, bombas de infusão, gasômetro, aparelho de dosagens laboratoriais de urgência e glicosímetro. Esses equipamentos permitem alcançar níveis consideráveis de resolutividade no tratamento de pacientes graves.

Grandes conquistas

Santos Dumont já está obtendo grandes conquistas em diversos setores, e a UTI é mais uma delas, segundo destacou o secretário Estadual de Saúde, Antônio Jorge. “Os bons resultados na saúde são inquestionáveis, os números falam por si. A implantação desta unidade irá fortalecer o desenvolvimento da cidade. Tenho Muito orgulho de estar vivendo essa experiência e posso afirmar à população sandumonense que esta evolução não para por aqui. Os desafios são muitos, mas hoje já é melhor que ontem e amanhã certamente será melhor que hoje”, afirmou o secretário.

Com o objetivo de preservar a relação entre famílias e pacientes, os funcionários da UTI também passarão por treinamentos, principalmente no que se refere à humanização, pois acredita-se que a responsabilidade dos profissionais vão além das intervenções tecnológicas, abrangendo ainda a avaliação das necessidades dos familiares, o grau de satisfação desses sobre os cuidados realizados e a preservação da integridade do paciente.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/com-investimentos-de-r-370-mil-governo-de-minas-inaugura-uti-em-santos-dumont/

Gestão da Saúde: Governo de Minas lança projeto para aumentar a captação de órgãos e tecidos

Serão criadas dez Organizações de Procura de Órgãos e Tecidos em Minas Gerais

Nesta segunda-feira (25), às 10h, o secretário de Estado de Saúde de Minas Gerais, Antônio Jorge de Souza Marques, o coordenador do Sistema Nacional de Transplantes, Heder Murari Borba, o presidente da Fundação Hospitalar do Estado de Minas Gerais (Fhemig), Antônio Carlos de Barros Martins, e o diretor do Complexo MG Transplantes, Charles Simão Filho, anunciam a criação de dez Organizações de Procura de Órgãos e Tecidos (OPOs) em Minas Gerais. Cada OPO terá dois médicos, cinco enfermeiros e um administrador.

Os OPOs são unidades operacionais das Centrais de Notificação e Distribuição de Órgãos e Tecidos (CNCDOs), que irão coordenar grupos de hospitais por meio de suas Comissões Intra Hospitalares de Doação de Órgãos e Tecidos (CIHDOTT). Foram criadas levando-se em consideração a população, o número de hospitais, número de leitos de UTI, logística de transporte, distâncias de centros transplantadores e o Plano Diretor de Regionalização. O objetivo das OPOs é aumentar a captação de órgãos e tecidos.

As dez Organizações de Procura de Órgãos e Tecidos serão instaladas nos hospitais João XXIII, Risoleta Tolentino Neves e Hospital Municipal de Betim, e nas cidades de Montes Claros, Governador Valadares, Juiz de Fora, Pouso Alegre, Ipatinga, Uberaba e Uberlândia.

Numa segunda etapa, deverão ser criadas OPOs em Divinópolis, Sete Lagoas, Patos de Minas, Barbacena, Teófilo Otoni, Varginha e Alfenas.

Coletiva à imprensa

Data: 25 de junho Segunda-feira

Horário:10h

Local: Cidade Administrativa Presidente Tancredo Neves – Prédio Minas – 12º andar – sala de reunião do Gabinete do secretário de Estado de Saúde

Tema:Lançamento de dez Organizações de Procura de Órgãos e Tecidos em Minas Gerais – OPOs

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/governo-de-minas-lanca-projeto-para-aumentar-a-captacao-de-orgaos-e-tecidos/

Gestão Eficiente: Governo de Minas libera R$ 1,5 milhão para municípios do Sul do Estado

Santa Casa de Poços de Caldas beneficiará 66 cidades da região. Secretaria de Saúde também firmou convênios em Botelhos e Muzambinho

Henrique Chendes / SES
“Investir em saúde é um dos principais objetivos do Governo de Minas para transformar a vida dos mineiros”, disse Antônio Jorge
“Investir em saúde é um dos principais objetivos do Governo de Minas para transformar a vida dos mineiros”, disse Antônio Jorge

O secretário de Estado de Saúde de Minas, Antônio Jorge de Souza Marques, esteve em Poços de Caldas nesta sexta-feira (22), onde celebrou convênio no valor de R$ 1 milhão para a construção da primeira fase da Unidade de Atendimento de Alta Complexibilidade de Oncologia (Unacon) na Irmandade do Hospital da Santa Casa. O valor é referente à primeira e segunda parcelas de  um convênio de R$ 4 milhões com a instituição.

“O Estado tem imensa preocupação com o tratamento do câncer. Por isso, tem procurado investir em unidades que possam ser referência para os pacientes. Locais que ofereçam um tratamento digno e humanizado o mais próximo possível de casa. A medida é regionalizar a rede. Com os investimentos que hoje liberamos a Santa Casa de Poços talvez seja o embrião de um grande hospital do câncer aqui no sul de Minas”, disse o secretário.

A unidade também foi contemplada com um convênio no valor de R$ 100 mil destinados a aquisição de equipamentos e materiais permanentes para equipar a Santa Casa, dentro do programa da Rede de Urgência Emergência, nível III.

Outros convênios

Antônio Jorge também firmou outros convênios com municípios do Sul de Minas. Os municípios Botelhos e Muzambinho receberam o valor de R$ 105.300 cada um para a estruturação e o custeio da Unidade da Rede Farmácia de Minas.

A Fundação Gota de Leite de Assistência à Criança recebeu R$ 130 mil para a aquisição de um aparelho de mamografia. Já a Irmandade da Santa Casa de Caridade do município de Machado foi contemplada com R$ 130 mil para a aquisição de um aparelho de mamografia. “Investir em saúde é um dos principais objetivos do Governo de Minas para transformar a vida dos mineiros”, disse o secretário.

Ambulatório da Santa Casa de Poços de Caldas

Durante a viagem oficial à região Sul, o secretário participou da inauguração da unidade médica ambulatorial da Santa Casa de Poços de Caldas. O Governo de Minas investiu R$ 296.685,15 na obra, que beneficiará 66 municípios da região. A unidade atenderá aos pacientes que realizam procedimentos médicos no hospital, como cirurgia oncológica, torácica, urológica, plástica, mastológica, oncológica clínica e procedimentos de hematologia.

Além disso, também oferecerá atendimento médico multidisciplinar contemplando psicologia, serviço social, fisioterapeuta, nutricionista e equipe de enfermagem, todos capacitados para atendimento especializado.

O provedor da Santa Casa, Márcio Roberto Corrêa, disse que a obra representa um grande avanço no tratamento dos pacientes com câncer. “A obra ira beneficiar não somente aos moradores de Poços de Caldas, mas de toda a região, disse. “Um ambulatório com essa infraestrutura permite que, ao chegar aqui, a pessoa se sinta melhor, porque este espaço transmite esperança”, destacou Maria Helena Braga, secretária municipal de Educação.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/governo-de-minas-libera-r-15-milhao-para-municipios-do-sul-do-estado/

Gestão Anastasia: Governo de Minas inaugura obras de saúde em Antonio Carlos e Campo Belo

Entre as ações, está a inauguração de leitos de UTI que atenderá habitantes de 15 cidades do Sul de Minas

O Governo de Minas inaugura nesta sexta-feira (01) mais duas importante obras na área da saúde nas cidades de Antônio Carlos, no Campo das Vertentes, e Campo Belo, no Sul de Minas. As solenidades contarão com a presença do secretário de Estado de Saúde, Antônio Jorge de Souza Marques.

Em Antônio Carlos, será inaugurado o serviço de Fisioterapia no município.Na ocasião, o secretário Antonio Jorge vai visitar também as dependências da Unidade Básica de Saúde e da Farmácia de Minas, ambas construídas com recursos do Tesouro Estadual, em parceria com a prefeitura local. A solenidade está prevista para às 9h.

UTI

Já em Campo Belo, serão inaugurados cinco leitos de UTI na Santa Casa de Misericórdia. Os leitos são resultado do investimento do Governo de Minas de cerca de R$ 740 mil. Foram R$ 280 mil em obras de adequação e mais R$ 460 mil na compra de equipamentos, como respiradores, monitores, desfibriladores com cardioversor, eletrocardiogramas, camas, cadeiras de rodas entre outros.

O investimento beneficia cerca de 220 mil habitantes de 15 cidades da região – Santo Antônio do Amparo, Campo Belo, Camacho, Candeias; Oliveira, São Francisco de Paula, Cristais, Cana Verde, Carmópolis de Minas, Passa Tempo, Bom Sucesso, Santana do Jacaré, Carmo da Mata, Aguanil e Perdões.

Na oportunidade, o secretário Antonio Jorge de Souza também participará do lançamento de pedra fundamental da UTI Neo Natal da Santa Casa e da inauguração as obras de reestruturação do setor de mamografia do Centro Viva Vida de Campo Belo. As atividades estão previstas para começar às 14h

 

Inauguração do Serviço de Fisioterapia e visita a Farmácia de Minas e UBS de Antonio Carlos

Data: 01/06/2012

Local: Rua Padre Avelino Pereira número 06, Centro.

Horário: 09h

 

Inauguração de leitos de UTI na Santa Casa de Campo Belo

Data: 01/06/2012

Local: Rua Dom Pedro II,481, Centro.

Horário: 14h

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/governo-de-minas-inaugura-obras-de-saude-em-antonio-carlos-e-campo-belo/

Governo de Minas: ESP-MG completa 66 anos de trabalho pela saúde

Escola de Saúde Pública também comemora neste domingo a marca de 160 mil alunos atendidos em seus cursos.

Divulgação / ESP-MG
Segundo vários especialistas e gestores, ESP-MG contribui para a formação de profissionais para atuarem com a saúde pública.
Segundo vários especialistas e gestores, ESP-MG contribui para a formação de profissionais para atuarem com a saúde pública.

A Escola de Saúde Pública do Estado de Minas Gerais (ESP-MG) completa, neste domingo(03), 66 anos de atuação na formação e valorização dos profissionais do Sistema Único de Saúde (SUS). A data também marca os mais de 160 mil alunos atendidos pelos cursos e o fortalecimento de parcerias com instituições importantes no âmbito do SUS em Minas Gerais.

“São 66 anos de uma Escola com uma equipe que apresenta bons resultados, uma trajetória que reflete os passos dados pela política nacional de saúde ao longo dessas décadas. A ESP-MG segue colaborando para que o SUS atinja sua plenitude”, celebra o diretora-geral da instituição, Damião Mendonça Vieira.

O secretário de Estado de Saúde de Minas Gerais, Antônio Jorge de Souza Marques, ressalta a importância da escola na formação do profissional e do gestor em saúde. “A ESP-MG demonstra ser um espaço privilegiado para a produção de conhecimento para o Sistema Único de Saúde em Minas Gerais. A formação de recursos humanos é fundamental para continuarmos avançando e a ESP-MG é a parceria privilegiada do Governo de Minas para esse desafio”, parabeniza o Secretário.

Antônio Jorge ainda destaca que nem sempre a academia tradicional é capaz de incorporar de forma satisfatória as demandas do SUS. “Como estão mais próximas do serviço, as escolas de saúde pública, como a ESP-MG, têm esse papel fundamental de atender à real demanda de formação de recursos humanos para o SUS”, avalia.

Reconhecendo a formação profissional como essencial para a consolidação do SUS, o reitor da Universidade Estadual de Montes Claros (Unimontes), professor João dos Reis Canela, destaca o importante histórico de parcerias entre as duas instituições. “A ESP-MG é uma importante parceira da Unimontes. Com esse trabalho, incrementamos as ações do Centro de Educação Profissional e Tecnológica (CEPT), oferecendo novos cursos voltados para a capacitação profissional na área da saúde. Assim, manifestamos o nosso desejo de continuidade do pleno sucesso da Escola de Saúde de Minas Gerais, que, com o seu trabalho, participa diretamente do desenvolvimento do nosso estado”, lembra o reitor.

No mesmo sentido, a diretora do Centro de Pesquisas René Rachou/ Fiocruz Minas, Zélia Maria Profeta da Luz, lembra que só através das parcerias que o avanço nas discussões sobre saúde pública é possível. “Essa parceria vem de longa data, fomentando o desenvolvimento de programas, projetos e atividades no campo da pesquisa, ensino e informação técnico-científica, essenciais para a melhoria do SUS”, avalia.

Relembrando os trabalhos desenvolvidos no período em que a ESP-MG foi vinculada à Fundação Ezequiel Dias (Funed), o presidente da instituição, Augusto Monteiro Guimarães, destaca que a autonomia alcançada pela Escola não representou o fim da parceria. “Muito nos honra fazer parte da história desta Escola que tantos resultados positivos somou à Funed. Mesmo após 2007, quando a ESP conquistou sua justa e necessária autonomia administrativa, as duas instituições se mantiveram unidas a favor da construção do SUS”, pontua.

Junto com a Fundação Hemominas, a ESP-MG vem desenvolvendo cursos de formação e qualificação de profissionais. A presidente da fundação, Júnia Cioffi, destaca o Curso Técnico em Hemoterapia, que já conta com sua primeira turma. “Com a complexidade da Medicina, a hemoterapia é considerada como área estratégica, já que atua em várias patologias e especialidades. Com o apoio da ESP-MG, foi possível a realização do curso, uma demanda do SUS, que propicia aos alunos conhecerem a hemoterapia como um todo, acompanhando todo o ciclo do sangue”, comenta.

História

A trajetória da ESP-MG começou em 1946, quando o Departamento de Saúde Pública, órgão da então Secretaria Estadual de Educação e Saúde Pública, foi reorganizado. Com a exigência legal de conclusão do curso de Saúde Pública para contratação de médicos sanitaristas, houve uma tendência de especialização profissional. Em 1970, a ESP-MG passou a integrar a estrutura da Fundação Ezequiel Dias (Funed).

O SUS nasce oficialmente em 1988 e encontra na escola um suporte para seu desenvolvimento, por meio de cursos técnicos, de especialização, atualização e aperfeiçoamento. Com a Lei Delegada n.º135, publicada em janeiro de 2007, a instituição conquistou a autonomia administrativa, financeira e orçamentária, ampliando suas atividades referentes à educação, à pesquisa e ao desenvolvimento institucional e de recursos humanos, no âmbito do SUS.

Nos últimos anos, a escola experimentou um crescimento robusto e sustentado, com apoio do sistema estadual de saúde. O diretor geral destaca que a perspectiva é aumentar, de forma contínua, a contribuição para o Sistema Único de Saúde.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/esp-mg-completa-66-anos-de-trabalho-pela-saude/

Gestão da Saúde: Minas Gerais reduz em 86% o número de casos graves de dengue em 2012

Dados do Ministério da Saúde atestam os resultados das ações de combate desenvolvidas no Estado

Vívian Campos
Força Tarefa de combate à dengue, criada pelo Governo de Minas, é uma das ações de destaque
Força Tarefa de combate à dengue, criada pelo Governo de Minas, é uma das ações de destaque

Conforme dados do Ministério da Saúde, o número de casos graves de dengue no Estado caiu 86% nos quatro primeiros meses de 2012, em comparação com o mesmo período do ano passado no estado. Foram registrados até o momento, 25 casos contra 173, em 2011. Entre janeiro e abril de 2011, foram registrados 16 óbitos. Já 2012, no mesmo período, ocorreram cinco mortes por dengue em Minas.

Já o número de óbitos por dengue no Brasil caiu 84% nos quatro primeiros meses de 2012, em comparação ao mesmo período de 2010. Enquanto naquele ano foram registradas 467 mortes pela doença entre janeiro e abril, o primeiro quadrimestre deste ano teve 74 óbitos.

Os bons resultados, no entanto, não tiram Minas Gerais do foco do combate. “Todos devem continuar em alerta”, ressalta o secretário de Estado de Saúde, Antônio Jorge de Souza Marques. “Só pararemos nossas ações, quando já tivermos uma vacina contra o mosquito. Até lá, esta é uma agenda muito desafiadora e estamos ainda em alerta, preocupados e nos reinventando sempre para combater a doença. Nosso maior ganho, desde o lançamento do Programa Permanente de Enfretamento da dengue, foi reduzir a lacuna entre saber o que fazer para combater a doença e agir de fato, com atitude e mobilização”, afirmou.

Para o Ministro da Saúde, Alexandre Padilha, a redução dos casos de dengue é reflexo da importante parceria entre as esferas municipal, estadual e Federal, com destaque para as ações contínuas de combate, mesmo em períodos que não favorecem a proliferação do mosquito.

Mobilização estadual

A Força Tarefa de combate à dengue, criada pelo Governo de Minas, para prevenir e controlar aos focos do mosquito da dengue foi uma das ações de grande destaque, que possibilitaram uma mobilização maior da sociedade civil, na luta epidemiológica, atuando de acordo com o Plano de Enfrentamento da Dengue, que tem por base três eixos: Epidemiologia, Assistência e Comunicação.

Segundo a Referência Técnica de dengue da SES-MG, Geane Andrade, o resultado positivo comprovado em Minas se deve principalmente às diversas ações de mobilização, que utilizam diferentes meios de comunicação para chegar até a população. “Cerca de 80% dos focos do mosquito da dengue estão nas residências. A maioria das pessoas já sabe quais as principais atitudes a serem tomadas no que tange à prevenção e ao tratamento da doença”, declarou.

O coordenador de mobilização social da Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais, Joney Fonseca, completa dizendo que, “há de se considerar o incentivo do governo em envolver a sociedade como corresponsável pela saúde pública. Os esforços são traduzidos por uma rede de mobilização social que abarca todos os municípios. A população é mobilizada por meio de ações como mutirões de limpeza, palestras educativas em empresas e escolas, distribuição de material informativo, utilização da mídia (rádio e televisão, redes sociais, telefonia móvel), apresentações teatrais dentre outras”, concluiu.

Dados

Até o momento foram notificados 23.357 casos de dengue em Minas Gerais. Em 2012, foram confirmados três óbitos por Febre Hemorrágica da dengue (FHD) e dois óbitos por Dengue com complicação. Sendo, respectivamente: um em Governador Valadares, um em Timóteo, um em Malacacheta, um em Teófilo Otoni e um em Divino das Laranjeiras.

Forte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/minas-gerais-reduz-em-86-o-numero-de-casos-graves-de-dengue-em-2012/

Gestão da Saúde: Governo de Minas inaugura Centro Viva Vida em Ribeirão das Neves

Centro Viva Vida de Referência Secundária atenderá em média 30 mil usuários por ano

Henrique Chendes/Ses MG
O diferencial do Centro Viva Vida Cenira Gurgel de Carvalho será a disponibilização inédita de atendimento à saúde de crianças de risco
O diferencial do Centro Viva Vida Cenira Gurgel de Carvalho será a disponibilização inédita de atendimento à saúde de crianças de risco

A luta contra a mortalidade infantil e materna ganhou um novo reforço na microrregião de Ribeirão das Neves. Nesta quarta-feira (16), o secretário de Estado de Saúde de Minas Gerais, Antônio Jorge de Souza Marques, participou da inauguração do Centro Viva Vida de Referência Secundária (CVVRS) Cenira Gurgel de Carvalho, que atenderá em média 30 mil usuários por ano.

Sob gestão municipal, a unidade disponibilizará assistência às gestantes, neonatos, crianças e adolescentes, com serviços de mamografia, ginecologia, obstetrícia, urologia, clínica geral, pediatria e acompanhamento com assistente social e psicólogo, além da assistência à saúde do homem, com exames de prevenção de câncer de próstata e assistência urológica de risco.

O Centro Viva passa a ofertar também uma atenção integral à saúde sexual e reprodutiva, com a implantação de ações de promoção à saúde, prevenção e diagnóstico. “Oferecer consultas eletivas será uma das principais características deste CVVRS. O paciente, após o atendimento primário ofertado pelas Unidades Básica de Saúde (UBS), será encaminhado ao centro para realização de consultas e exames específicos, ou para os hospitais que disponibilizarem ao paciente um serviço adequado a cada ocorrência”, explicou o secretário Municipal de Saúde, João Marcelo Guimarães de Abreu.

Atendimento qualificado

O diferencial do Centro Viva Vida Cenira Gurgel de Carvalho será a disponibilização inédita de atendimento à saúde de crianças de risco,que até então eram referenciadas  somente pelo município de Belo Horizonte.

O secretário de Estado de Saúde de Minas Gerais, Antônio Jorge de Souza Marques, atribuiu às melhorias presenciadas pelo município de Neves, tanto em questões infraestruturais, quanto em desenvolvimento e investimentos em saúde, ocasionadas por meio das parcerias entre lideranças comunitárias, estaduais e federais.

“O progresso do município na área da saúde é inquestionável e célere. Atualmente, Neves abriga uma das maiores  e mais importantes Unidades de Pronto Atendimento (UPA) do Estado.  Este ano, além do Centro Viva Vida, serão inauguradas mais duas Unidades Básicas de Saúde, e já está em discussão na agenda de saúde do município, a criação de uma maternidade alocada no próprio CVVRS, com o objetivo de qualificar cada vez mais o atendimento em saúde da região”, completou.

Serviços oferecidos

Para garantir a saúde da criança e da mulher, o Centro Viva Vida  aposta na prevenção e na rapidez dos tratamentos. A unidade dispõe de modernos equipamentos, como, por exemplo, aparelhos de mamografia e videocolonoscopia. O Centro oferecerá também ações relacionadas à gestação de alto risco, câncer de mama, câncer de colo uterino, câncer de próstata e pênis, DST (doenças sexualmente transmissíveis) mais graves, violência sexual e casos de infertilidade. Para garantir a atenção à saúde da criança, vai ofertar atendimento a crianças prematuras e com baixo peso ao nascer, desnutrição, anemia falciforme, fibrose cística, hipotireoidismo congênito, diarreia de evolução desfavorável e asma com evolução desfavorável.

Na cerimônia estiveram presentes ainda, representantes da Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior (Sectes), do Prefeito de Ribeirão das Neves, Walace Ventura Andrade, da vice-prefeita, Maria Bárbara Fernandes, e demais autoridades locais.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/governo-de-minas-inaugura-centro-viva-vida-em-ribeirao-das-neves/

Gestão Anastasia: Governo de Minas promove melhoria da saúde no Norte de Minas

Ações ampliam leitos em hospital e fornecimento de medicamentos, além de agilizar atendimento em rede de urgência e emergência

Jerúsia Arruda / SES
Secretário de Saúde, Antonio Jorge Marques, representou o Governo de Minas nas solenidades
Secretário de Saúde, Antonio Jorge Marques, representou o Governo de Minas nas solenidades

O Governo de Minas entregou à população da região Norte, na última sexta-feira (11),  obras e ações de diversas áreas do setor de saúde. Foram inaugurados mais leitos para usuários do Sistema Único de Saúde (SUS) e uma unidade da Farmácia de Minas, além da assinatura de parceria para agilizar o atendimento na rede de urgência e emergência na região. As solenidades contaram com a presença do secretário de Estado de Saúde, Antônio Jorge de Souza Marques.

Em Montes Claros, foram inaugurados mais 17 novos leitos para usuários do SUS na Fundação Dílson de Quadros Godinho. Além disso, foi formalizado adesão da entidade ao Programa de Urgência e Emergência de Clínica Médica e ao Programa Estadual de Controle do Câncer de Mama.

O Dílson Godinho é referência no tratamento de câncer e responde, atualmente, por 70% dos atendimentos da doença na região. Recentemente, a instituição recebeu do Governo de Minas um Acelerador Linear, uma das melhores opções técnicas destinadas à prática da radioterapia no mundo. O equipamento reduz o tempo de exposição do paciente à radioterapia e é mais preciso, atingindo especificamente o tumor e diminuindo os efeitos colaterais do tratamento do câncer.  Para a compra do aparelho foram investidos mais de R$ 2 milhões e o Estado ainda vai garantir a manutenção do Acelerador Linear por mais cinco anos, o que representa um investimento de mais R$ 5 milhões.

Em 2011, a Fundação Dilson Godinho, que tem atendimento 100% pelo SUS, recebeu do Governo do Estado, através do Programa de Fortalecimento e Melhoria da Qualidade dos Hospitais do SUS (ProHosp) R$ 3,6 milhões para aquisição de equipamentos para radiologia e imunoestoquímica e material de biópsia. Para 2012, a Fundação vai receber recursos na ordem de R$1,3 milhão para reforma e ampliação do CTI e Bloco Cirúrgico e construção do ambiente para Braquiterapia.

Farmácia de Minas

O Governo de Minas ainda inaugurou mais uma unidade do Programa Farmácia de Minas, no município de Francisco Sá. Somente na região, entre os meses de abril e junho, estão sendo entregues 30 unidades do programa. O investimento do Governo na construção foi de R$ 90 mil, sendo R$ 55 mil para a construção do prédio e R$ 35 mil para a compra de equipamentos. Além disso, serão repassadas 13 parcelas mensais de R$ 1.200 para complementação salarial do profissional farmacêutico, responsável pela unidade. A unidade de Francisco Sá beneficiará uma população de cerca de 26 mil habitantes, oferecendo aos cidadãos acesso a itens entre analgésicos, antiasmáticos, cardiovasculares e outros.

“Até o final de julho, vamos inaugurar mais de 150 unidades de Farmácia de Minas no Estado. É uma meta ousada, mas necessária, pois o programa dispensa medicamentos gratuitamente à população e, vinculado à prestação de serviços farmacêuticos, possibilita uma integração maior com os outros serviços de saúde oferecidos no município”, destacou o secretário Antônio Jorge.

Urgência e Emergência

Ainda na sexta-feira, o Governo de Minas oficializou a cooperação técnica entre a Rede de Urgência e Emergência do Norte de Minas, através do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu Macro Norte) e o Sétimo Batalhão de Bombeiros Militar de Minas Gerais. A partir de agora, os atendimentos pré-hospitalares de urgência e emergência prestados pelos Bombeiros e pelo SAMU, em Montes Claros, passam a ocorrer de forma integrada.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/governo-de-minas-promove-melhoria-da-saude-no-norte-de-minas/