Arquivos do Blog

Anastasia deixará Governo de Minas Gerais

Anastasia: governador afirma que vai se dedicar à campanha do senador Aécio Neves (PSDB), pré-candidato à Presidência da República.

Eleições 2014

Fonte: Estado de Minas

Anastasia deixa governo no início de abril; disputa ao Senado fica em banho-maria

governador Antonio Anastasia anunciou hoje que deixará o governo no próximo dia 4. Candidatura ao Senado é assunto adiado pelo governador

governador Antonio Anastasia (PSDB) anunciou nesta terça-feira que deixará o governo no próximo dia 4 de abril. Assumirá o governo de Minas o vice-governador Alberto Pinto Coelho (PP). Juntamente com a desincompatibilização de Anastasia, havia a expectativa que ele também anunciasse a pré-candidatura ao Senado. O governador disse que o assunto será tratado mais adiante, sem definir data. Por enquanto, o tucano afirma que vai se dedicar à campanha do senador Aécio Neves (PSDB), pré-candidato à Presidência da República.

Até o fim do mês passado, Anastasia era tido como certo para disputar uma cadeira no Senado. Em reunião com a bancada mineira no Congresso, no último dia 26, o governador chegou a admitir que iria se desincompatibilizar em abril e anunciaria oficialmente sua decisão de disputar a vaga no Legislativo assim que voltasse de uma viagem à China, fato que ocorreu na semana passada.

As mudanças no xadrez que envolvem a política mineira têm a ver com o PMDB. O partido é a ‘noiva cobiçada’ do PT e também dos tucanos no Estado. Até a rebelião protagonizada pelos peemedebistas na Câmara dos Deputados – insatisfeitos com a presidente Dilma em função de cargos no Ministério e liberação de verbas das emendas parlamentares-, o PMDB era tido como partido natural para se aliar ao PT na disputa eleitoral deste ano em Minas.

Lideranças do PMDB mineiro já anunciaram que vão à convenção do partido, em junho, para referendar a pré-candidatura do senador Clésio Andrade ao governo de Minas e, ainda, de Josué Gomes da Silva, filho do ex-presidente José Alencar, ou do ex-ministro e Hélio Costa. Ambos disputam a indicação ao Senado. Neste ano, só há uma vaga para a disputa das três cadeiras reservadas no Senado ao Estado.

Costela do PMDB

Nessa quarta-feira, o senador Aécio Neves anunciou que ofereceu ao PMDB a vaga na disputa pelo Senado na chapa do PSDB. Os tucanos já bateram o martelo na pré-candidatura de Pimenta da Veiga ao governo de MinasAécio disse recentemente que uma aliança com os peemedebistas seria natural, visto que “o PSDB saiu de uma costela do PMDB”, se referindo à dissidência ocorrida na década de 1980 nas hostes do PMDB para formação do Partido da Social Democracia Brasileira.

Se o arranjo eleitoral coordenado por Aécio propserar, Antonio Anastasia não disputaria nenhum cargo em outubro e atuaria como um dos coordenadores da campanha presidencial do senador. A possibilidade preocupa a direção nacional do PMDB, em especial o vice-presidente Michel Temer (PMDB), que espera reeditar a aliança eleitoral com o PT.

Secretariado

O futuro governador de Minas GeraisAlberto Pinto Coelho, informou que irá exonerar todos os atuais 19 secretários de Estado. O expediente costuma ser de praxe em mudanças de governo entre aliados com boa parte dos secretários com mandato parlamentar. Para disputarem a reeleiçao são obrigados a se desincompatibilizarem do cargo no Executivo. Coelho disse que irá fazer um governo de continuidade e que irá conversar com Anastasia para ajudá-lo a escolher o futuro secretariado.

Minas: municípios recebem investimentos em infraestrutura

Vice-governador Alberto Pinto Coelho entrega veículos para 74 cidades mineiras. Os municípios receberam, ainda, investimentos para obras

Governo de Minas: infraestrutura

Fonte: Agência Minas

Municípios foram beneficiados com máquinas, equipamentos e assinatura de convênios; evento de entrega foi realizado nesta terça-feira, em Barbacena

Nesta terça-feira (12), em Barbacena, o vice-governador Alberto Pinto Coelho anunciou mais 74 municípios beneficiados com entrega de máquinas, equipamentos e assinatura de convênios para obras de infraestrutura. Na oportunidade, foram entregues caminhões basculantes, pipa e para transporte de lixo, motoniveladoras, retroescavadeiras e pás carregadeiras. Os municípios receberam, ainda, investimentos para obras, como calçamento e pavimentação de vias, e melhoria de estradas vicinais.

epassado às prefeituras sem ônus. Os veículos estão assegurados até a chegada ao município e o repasse das máquinas às prefeituras será feito pela empresa fornecedora dos veículos, diminuindo, assim, os custos de logística para os municípios. Os investimentos nessas ações somam cerca de R$ 27 milhões, sendo R$ 17,5 milhões em máquinas e equipamentos, e o restante, R$ 9,3 milhões, em convênios para obras de infraestrutura.

Diante de um auditório com mais de 800 convidados, o vice-governador Alberto Pinto Coelhoafirmou que o ProMunicípio “é a marca de um governo que faz sua política canalizada para as demandas de cada um dos 853 municípios de Minas”. Segundo Alberto, o programa chega em boa hora, tendo em vista a dificuldade financeira das prefeituras, devido à queda dos recursos do Fundo de Participação dos Municípios (FPM), principal fonte de receita das pequenas cidades.

“Somente com o ProMunicípio, o Governo de Minas vai investir R$ 2,1 bilhões para fomentar o desenvolvimento dos municípios. Estamos aqui para celebrar os convênios para obras de infraestrutura e, mais do que isso, fazendo entregas de máquinas, equipamentos, caminhão-pipa, caminhão de lixo, retroescavadeira e motoniveladora, além da destinação de recursos em uma área muito demandada, que é a saúde pública”,disse Alberto Pinto Coelho.

Esta foi a 11ª rodada do ProMunicípio, programa lançado este ano pelo governador Antonio Anastasia e que tem como objetivo incrementar o desenvolvimento municipal por meio de investimentos em saúde, educação, infraestrutura viária, máquinas e equipamentos rodoviários, veículos e outras ações. Até o momento, foram assinados 513 convênios, beneficiando 471 municípios. Já o total de equipamentos e veículos entregues até agora, incluindo Barbacena, é de 189.

Em nome dos 74 prefeitos presentes à cerimônia, o prefeito de Barbacena, Antonio Andrada, agradeceu ao Governo de Minas pela escolha da cidade para a realização das entregas. Segundo o gestor, que também é presidente da Associação Mineira dos Municípios (AMM), o ato significa um gesto de reconhecimento da importância da cidade para as regiões da Zona da Mata e do Campo das Vertentes. Antonio Andrada disse ainda que o ProMunicípio tem o total apoio dos prefeitos, principalmente daqueles de cidades pequenas.

“O programa é extremamente importante, porque objetiva atender, sobretudo, os pequenos municípios mineiros, que são justamente os municípios que mais sofrem com a queda de receita do FPM, porque eles não têm outra possibilidade de renda. Então, é uma iniciativa muito salutar, que tem o apoio e o estímulo da AMM, e o reconhecimento dos prefeitos mineiros”, afirmou.

Também participaram da cerimônia os secretários de Estado Carlos Melles (Transportes e Obras Públicas), Cássio Soares (Desenvolvimento Social) e Danilo de Castro (Governo).

Municípios contemplados

Acaiaca, Além Paraíba, Alto Caparaó, Alto Jequitibá, Alto Rio Doce, Antônio Prado de Minas, Aracitaba, Argirita, Astolfo Dutra, Barão de Monte Alto, Bias Fortes, Bicas, Brás Pires, Caiana, Canaã, Caparaó, Carangola, Chiador, Cipotânea, Coronel Pacheco, Dona Eusébia, Dores do Turvo, Durandé, Ervália, Eugenópolis, Guaraciaba, Guarará, Guiricema, Lajinha, Laranjal, Leopoldina, Lima Duarte, Manhuaçu, Manhumirim, Mar de Espanha, Martins Soares, Matias Barbosa, Miradouro, Miraí, Olaria, Oliveira Fortes, Orizânia, Patrocínio do Muriaé, Pedra Bonita, Pedra Dourada, Pedro Teixeira, Pequeri, Piedade de Ponte Nova, Piranga, Pirapetinga, Raul Soares, Recreio, Reduto, Rio Casca, Rio Doce, Rio Espera, Rio Novo, Rio Pomba, Rio Preto,Rosário da Limeira, Santa Rita de Ibitipoca, Santa Rita de Jacutinga, Santana do Deserto, Santana do ManhuaçuSão João do ManhuaçuSão João Nepomuceno, São José do Mantimento, Senador Cortes, Simão Pereira, Tombos, Vermelho Novo, Viçosa, Vieiras, Volta Grande.

Gestão Anastasia: Vice-governador destaca importância do Programa Minas Legal

Durante reunião, Alberto Pinto Coelho apresentou avanços do movimento de educação fiscal do Governo do Estado

Gil Leonardi / Imprensa MG
"É indispensável que o movimento Minas Legal seja fruto  de explicitação transparente de propósitos e construção coletiva”, ressaltou o vice-governador
“É indispensável que o movimento Minas Legal seja fruto de explicitação transparente de propósitos e construção coletiva”, ressaltou o vice-governador

 

O vice-governador de Minas Gerais e presidente do Comitê Gestor do Programa Minas Legal, Alberto Pinto Coelho, e o secretário de Estado de Fazenda, Leonardo Colombini, assinaram, nesta terça-feira (19), um documento com a relação dos integrantes do grupo coordenador do Fundo Estadual de Cidadania Mineira (FECIFIM), previsto no artigo 6º da Lei 1985, de 24/11/11.
O documento, com os nomes de servidores e representantes da sociedade civil que integrarão o grupo coordenador do Fundo, responsável pela sustentação financeira do Programa Minas Legal – Cidadania Fiscal, será encaminhado ao governador de Minas Gerais, Antonio Anastasia.
A assinatura ocorreu durante a reunião do Minas Legal, quando foram mostrados os avanços e desafios do programa, e apresentação da estrutura, composição, funcionamento e regras de adesão ao Fundo Estadual da Cidadania Fiscal Mineira.
Em seu pronunciamento, Alberto Pinto Coelho enfatizou a importância do Minas Legal – Cidadania Fiscal. “O programa está destinado, pela sua avançada concepção, a construir a nova relação entre Estado e cidadania nos campos fiscal e tributário. É indispensável que o movimento Minas Legal seja fruto  de explicitação transparente de propósitos e construção coletiva”, ressaltou o vice-governador.
Objetivos
O objetivo do Programa Minas Legal é fazer com que a população compreenda a razão da existência dos tributos, saiba identificá-los e se interesse pela destinação dos recursos públicos. As ações vão desde a simples exigência do cupom fiscal até o acompanhamento da aplicação da arrecadação dos tributos. Recursos desviados dos cofres públicos diminuem a capacidade do governo de investir em ações e programas que resultam na melhoria da qualidade de vida da população.
“O programa busca a integração entre a sociedade e o Governo, visando dar transparência aos atos e ações. O Minas Legal também tem o objetivo de conscientizar a população sobre a educação fiscal. Um bom exemplo é o Torpedo Minas Legal, que prevê a recompensa  ao ato do cidadão que exige o cupom fiscal. O que queremos é mostrar para a sociedade que a exigência da nota fiscal combate a sonegação e a concorrência desleal”, afirmou Colombini.
Ações
Lançado em agosto do ano passado pelo governador Antonio Anastasia, o Minas Legal já está na web (www.minaslegal.mg.gov.br), ampliou o Programa de Educação Fiscal Estadual – PROEFE pelas escolas de Minas, disponibilizou o Clique-Denúncia, além de intensificar operações especiais de combate à sonegação e à pirataria. Em novembro do ano passado, foi implementado o Torpedo Minas Legal, que incentiva e premia o ato cidadão da exigência de documentos fiscais pelos consumidores, distribuindo prêmios diários, semanais, mensais e trimestrais. A Loteria Mineira, responsável pela sua operacionalização, vem realizando os sorteios de 5 prêmios diários no valor de R$ 500, cada um, prêmios semanais de R$ 30 mil, mensais de R$ 100 mil e trimestrais de meio milhão de reais.
Participaram da cerimônia o subsecretário do Tesouro Estadual, Eduardo Codo Santos; o superintendente do Banco do Brasil, Marcos Melo Frade; a reitora em exercício da Universidade Estadual de Minas Gerais, Santuza Abras; o diretor da Faemg, João Roberto Puliti; a vice-presidente de Ética e Disciplina do Conselho Regional de Contabilidade de Minas Gerais, Rosa Maria, e diversas autoridades.

Governo de Minas: Anastasia destaca qualidade ambiental das empresas mineiras

Governador participa, em Belo Horizonte, da entrega do Prêmio Mineiro de Gestão Ambiental

O governador Antonio Anastasia participou, nesta terça-feira (15), no Auditório Juscelino Kubitschek, na Cidade Administrativa, da solenidade de entrega do Prêmio Mineiro de Gestão Ambiental (PMGA), um reconhecimento às empresas que possuem práticas de gestão para preservar o meio ambiente e fomentar a sustentabilidade.

“A premiação destaca empresas que comprovaram a sua qualidade na gestão ambiental e a sua preocupação com as futuras gerações”, disse o governador Anastasia.

Receberam o Prêmio as empresas ArcelorMittal (Unidade Juiz de Fora), Cenibra (Belo Oriente) e Votorantim Metais Zinco S/A (Paracatu). Além do Prêmio, as empresas Votorantim e ArcelorMittal também conquistaram o “Troféu Destaque” pelos diferenciais nos quesitos criatividade, inovação e sustentabilidade.

Durante a solenidade, o chefe de Comunicações da Divisão de Desenvolvimento Sustentável do Departamento de Assuntos Econômicos e Sociais da ONU (Undesa), Nikhil Chandavarkar, entregou certificado de chancela das Nações Unidas ao Prêmio Mineiro de Gestão Ambiental. “O reconhecimento da ONU da seriedade deste Prêmio, através de um reconhecimento público, de um documento entregue aos responsáveis pelo Prêmio Mineiro de Gestão Ambiental, dá uma validade ainda maior ao Prêmio”, ressaltou Antonio Anastasia.

O governador destacou a gestão de qualidade na busca por resultados positivos e enalteceu as práticas ambientais. “Fico muito satisfeito que Minas Gerais, que tem na gestão não só pública, mas também das suas empresas privadas, da sociedade civil, um de seus grandes ativos, um patrimônio dos mineiros, também na área ambiental uma gestão que é exemplo para os outros estados do Brasil e também internacionalmente”, afirmou.

Em 2011, documento sobre critérios da entrega do Prêmio foi encaminhado ao setor de sustentabilidade da Organização das Nações Unidas. O documento foi avaliado positivamente e será incluído na agenda ONU sobre Desenvolvimento Sustentável – Rio+20, que acontecerá de 20 a 22 de junho, no Rio de Janeiro.

O engenheiro, administrador e especialista em gestão e direito ambiental, Ronaldo Simão, é o coordenador e idealizador do Prêmio, que tem apoio do Governo de Minas, sendo chancelado pela União Brasileira para a Qualidade (UBQ), e aprovado pelo Ministério do Meio Ambiente. Ronaldo Simão agradeceu o apoio do Estado à iniciativa. “Registro aqui, em especial, o nosso reconhecimento pelo apoio incondicional do governador Antonio Anastasia ao Prêmio e também o encorajamento para que possamos persistir nessa caminhada”, disse ele.

O objetivo do Prêmio é despertar nas empresas mineiras a busca pela melhoria contínua da gestão ambiental, aperfeiçoando a utilização dos recursos naturais e promovendo a disseminação de ações voltadas para a sustentabilidade ambiental e os seus reflexos na qualidade de vida das comunidades. O Prêmio foi lançado em 2005 e já premiou 18 empresas instaladas em Minas.

Também participaram da entrega do Prêmio Mineiro de Gestão Ambiental o vice-governador Alberto Pinto Coelho, os secretários de Estado Adriano Magalhães (Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável) e Narcio Rodrigues (Ciência, Tecnologia e Ensino Superior) e a presidente da União Brasileira para Qualidade (UBQ), Silvana Rizzioli.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/anastasia-destaca-qualidade-ambiental-das-empresas-mineiras/

Gestão em Minas: Anastasia autoriza novos convênios do Programa Travessia com 106 municípios mineiros

Serão investidos 8,6 milhões, em 115 contratos, para a execução dos projetos Porta a Porta, Travessia Social, Com Licença Vou à Luta e Banco Travessia

Omar Freire/Supim MG
Governador Anastasia anunciou investimentos de R$ 8,6 milhões para o Programa Travessia
Governador Anastasia anunciou investimentos de R$ 8,6 milhões para o Programa Travessia

O governador Antonio Anastasia autorizou, nesta quinta-feira (26), no Palácio Tiradentes, assinatura de 115 convênios para o repasse de recursos do Programa Travessia, destinados à execução dos Projetos Porta a Porta, Travessia Social, Com Licença Vou à Luta e Banco Travessia. Para este ano, estão previstos investimentos de R$ 8,6 milhões, nestes projetos visando o atendimento das populações em situação de vulnerabilidade e privação social, beneficiando 106 municípios.

Para governador Anastasia, o programa permitirá que pequenos municípios mineiros melhorem o Índice de Desenvolvimento Humano (IDH), que mede a renda e os indicadores de educação e saúde da população, para que posam atrair investimentos e gerar empregos de qualidade.

“O objetivo do Travessia é incluir a população dos municípios menores de todas as regiões do Estado para permitir a eles um sentimento de melhor viver em Minas, de prosperidade, de desenvolvimento. Isso se faz de acordo com essa nova metodologia: a partir de um diagnóstico feito, de porta em porta, percebendo as necessidades de cada família. Vamos continuar com o Travessia porque sabemos que, lá adiante, quando formos medir o IDH, o Travessia fará a diferença. Isso é muito importante para atrair empresas e gerar emprego de qualidade nas cidades”, disse em pronunciamento.

Lançado em 2008 e coordenado pela Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social (Sedese), o Programa Travessia promove a inclusão social e produtiva da população, minimizando privações sociais, por meio de ações articuladas junto a várias secretarias e órgãos do Estado.

O secretário Cássio Soares, que assinou os convênios, exaltou a parceria com as prefeituras para o sucesso do programa. “Neste ano, o Travessia ganhou novo escopo sendo dividido estrategicamente em sete projetos (Porta a Porta, Travessia Social, Travessia Renda, Travessia Educação, Travessia Saúde, Banco Travessia e Com licença vou à luta). Chegaremos, neste ano, a um montante acumulado de quase R$ 1 bilhão em investimentos, desde 2008, desdobrado em milhares de ações dentro dos projetos. Sem a parceria com os municípios seria impossível alcançar tais resultados em tão pouco tempo”, afirmou Cássio Soares.

O prefeito de Santa Fé de Minas, Ronaldo Soares Campelo, agradeceu, em nome dos demais prefeitos e prefeitas contemplados, o apoio do Governo de Minas para combater a exclusão social nos municípios menores. “Todos nós prefeitos e prefeitas encontramos muitas dificuldades em nossos municípios. Mas graças ao olhar diferenciado do governador Anastasia somos vistos de forma diferente. Contamos com uma parceria que garante o desenvolvimento das nossas regiões. Programas como esse ajudam a combater a exclusão social”, afirmou o prefeito.

Resultados

O Travessia já beneficiou populações de 154 cidades, nas dez macrorregiões do Estado. Em cinco anos, foram feitas 4.276 intervenções, executadas por secretarias estaduais, autarquias e outros parceiros do Programa, beneficiando 2 milhões de pessoas direta e indiretamente. Foram entregues 610 casas populares; pavimentados 149 quilômetros de vias públicas em 56 bairros e centros de povoados, com 3 mil beneficiados. Também foram repassados recursos para a reforma de 86 escolas estaduais em 50 municípios, beneficiando 66 mil alunos. Foram feitos ainda 35 mil exames de anemia em crianças.

Foram repassados recursos para construção de 40 Unidades Básica de Saúde e construção de 85 unidades do Farmácia de Minas, e capacitados  613 agentes de saúde e servidores da área da educação por meio dos programas “Cores na Adolescência” e “Saber Saúde”. Na Caravana da Documentação Civil foram emitidos 38 mil documentos.

Também participaram da solenidade o vice-governador Alberto Pinto Coelho, os secretários de Estado Danilo de Castro (Governo), Carlos Pimenta (Trabalho e Emprego), Gil Pereira (Desenvolvimento dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri e do Norte de Minas), Bilac Pinto (Desenvolvimento Regional e Política Urbana), entre outras autoridades.

Porta a Porta

Criado pelo Governo de Minas em 2011, se tornou referência para o Programa Brasil Sem Miséria, do governo federal. O objetivo é identificar as necessidades da população pobre do Estado. A identificação dessas necessidades é feita por uma equipe de mais de 400 “visitadores”, que batem à porta das casas dos municípios atendidos. A partir dessa entrevista é possível fazer o diagnóstico sobre as principais privações das famílias nas áreas de saneamento, saúde, educação, emprego e renda.

Com a assinatura dos novos convênios, mais 71 municípios serão beneficiados com recursos que totalizam R$ 1 milhão e visita a 200 mil domicílios, em 2012. Com a iniciativa, o número de municípios atendidos pelo Porta a Porta sobe para 130. Em 2011, o projeto atuou em 59 cidades e fez o mapeamento de 128.443 domicílios.

Travessia Social

Diagnosticados os problemas pelo Porta a Porta, as ações necessárias para minimizar as privações sociais das famílias são realizadas por meio do Travessia Social. O projeto faz principalmente com intervenções nos domicílios, como construção de módulos sanitários, melhorias habitacionais, construção de poços artesianos e aquisição de bens domésticos.

O Governo de Minas destinará R$ 7 milhões para ações do Travessia Social em mais 12 municípios. Com a iniciativa, o número de cidades atendidas chegará a 56. No ano passado, 44 municípios foram beneficiados pelo projeto com a realização de 254 ações. A maioria dessas ações está em andamento, com investimento de R$ 30 milhões.

Com Licença Vou à Luta

Também criado em 2011, o Com Licença Vou à Luta busca promover a inclusão social e econômica de mulheres com mais de 40 anos que estejam desempregadas e têm baixa escolaridade. O projeto oferece qualificação profissional e incentivo à melhoria do nível de escolaridade, buscando a reinserção dessas mulheres no mercado de trabalho. Estão sendo assinados convênios com 22 cidades, envolvendo recursos da ordem de R$ 440 mil. Cerca de 1.300 mulheres devem ser beneficiadas. No ano passado, o projeto piloto atuou em nove municípios mineiros e envolveu mais de 700 mulheres.

Banco Travessia

Lançado em setembro de 2011 pelo Governo de Minas, o Banco Travessia visa incentivar o retorno e a inserção de pessoas aos estudos. Cada pessoa atendida que retomar os estudos vai abrir uma poupança para a família no Banco Travessia. Se passar de ano, garante mais dinheiro no banco.

As iniciativas de qualquer pessoa da família que garantam qualificação profissional ou eleve o nível de escolaridade também serão transformadas em mais dinheiro na poupança. A permanência no programa pode ser de dois ou três anos, e uma família pode receber até R$ 5 mil. Com as assinaturas dos convênios, serão repassados R$ 140 mil para as dez agências do Banco Travessia já em funcionamento.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/anastasia-autoriza-novos-convenios-do-programa-travessia-com-106-municipios-mineiros/

Gestão da Saúde: vice-governador entrega novas ambulâncias a 232 municípios mineiros

Governo de Minas moderniza frota e garante mais conforto e segurança a pacientes

Omar Freire/Imprensa MG
Governo de Minas investiu mais de 10 milhões na compra de novas ambulâncias
Governo de Minas investiu mais de 10 milhões na compra de novas ambulâncias

O vice-governador Alberto Pinto Coelho entregou, segunda-feira (23), 235 novas ambulâncias a 232 municípios do Estado. O Governo de Minas investiu R$ 10,3 milhões na compra dos veículos, com o objetivo de melhorar o atendimento aos pacientes e modernizar a frota das prefeituras.

“Essas ambulâncias são importantes, pois na saúde pública há a necessidade de deslocamento do paciente. Somam-se a isso os recursos investidos em todo o interior do Estado, por meio de programas como o Pro-Hosp, Saúde da Família e Farmácia de Minas. Esses são programas que investem nos municípios, locais onde o cidadão mora e onde as necessidades mais se manifestam”, afirmou Alberto Pinto Coelho, em pronunciamento durante a solenidade.

O Governo de Minas já entregou 2.382 ambulâncias aos municípios, desde 2005, com investimento de R$ 115 milhões. A modernização da frota é uma das ações desenvolvidas pelo Governo de Minas por meio do Sistema Estadual de Transporte em Saúde.

Durante o evento, o vice-governador ressaltou a necessidade de que o governo federal reveja a questão da Emenda 29, que define percentuais mínimos de investimento em saúde por União, estados e municípios.

“Por 10 anos aguardamos a aprovação da Emenda 29. Para nossa surpresa, quando aprovada, não estipulava o percentual de participação da União. Aproveito o público presente na solenidade para conclamar para aderir junto à Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) e da Associação Médica Brasileira (AMB), da criação de um projeto de lei de iniciativa popular, que sugere que 10% da corrente bruta da União sejam direcionados para o setor de saúde”, disse Alberto Pinto Coelho.

A União destina cerca de 6% a 7% de sua receita bruta para a área da saúde. De acordo com a Emenda 29, os estados precisam aplicar 12% do que arrecadam anualmente em impostos, e os municípios 15% de sua receita.

“Hoje é possível provar que os recursos destinados à área são insuficientes ao compararmos com outros países da América Latina. É importante que essa discussão seja levada novamente ao Congresso, a fim de que esse percentual de 10% seja aprovado. Assim, com a soma desses recursos poderá ser assegurado a cada brasileiro o acesso à saúde pública e que existam recursos públicos em quantidade suficiente”, afirmou o vice- governador.

Nova realidade

Segundo o secretário de Estado de Saúde, Antônio Jorge de Souza Marques, a entrega das 235 novas ambulâncias é um indicativo claro do compromisso do Estado com a saúde, que transformou e enxergou o transporte como uma logística primordial para o bom andamento da área.

“Em 2003, quando o governador Aécio Neves e o então secretário de Estado de Saúde, Marcus Pestana, assumiram, encontraram uma frota de transporte de pacientes em condições precárias. Era normal encontrar ambulâncias com 15 anos de uso e sem condições de fazer o transporte do paciente”, pontuou Antônio Jorge.

Durante pronunciamento, o prefeito de Gouveia, Geraldo de Fátima Oliveira, agradeceu ao vice-governador em nome dos demais prefeitos contemplados, dos secretários de Saúde e de todos os cidadãos beneficiados pela iniciativa. O prefeito de Campestre, Nivaldo Donizete Muniz, recebeu as chaves da ambulância, representando os demais municípios beneficiados.

Fortalecimento

Implantado em 2005, o Sistema Estadual de Transporte tem o objetivo de levar a saúde para o mais próximo possível de onde as pessoas moram.  Com os novos veículos, o paciente pode ser transportado com mais conforto e segurança até a cidade em condições de oferecer atendimento adequado. As ambulâncias são equipadas com uma maca, uma vez que são para simples remoção.  Além das ambulâncias, o Sistema já entregou 499 microonibus a 47 Consórcios Intermunicipais de Saúde, beneficiando 8,1 milhões de pessoas em 524 cidades.

Os microonibus transportam pacientes de pequenos municípios que necessitam de consultas médicas, exames e procedimentos especializados oferecidos em cidades maiores. Os pacientes fazem consulta e exames e são levados de volta para casa. Os veículos podem transportar até 26 passageiros confortavelmente, já que possuem ar-condicionado, poltronas reclináveis e aparelhos de TV e DVD.

Os pacientes são acompanhados por um agente de viagem capacitado para auxiliar pessoas que necessitem de cuidados especiais e os motoristas são treinados para a direção defensiva e econômica, visando à segurança dos pacientes e a economia para todo o sistema. Todos os veículos são monitorados via satélite, o que oferece a localização on line 24 horas por dia, garantindo segurança de todos os transportados.

Clique aqui e veja a relação de municípios contemplados (arquivo PDF).

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/vice-governador-entrega-novas-ambulancias-a-232-municipios-mineiros/

Governo de Minas: Alberto Pinto Coelho participa do lançamento da SuperAgro 2012

Vice-governador ressalta importância do agronegócio mineiro para o país

Carlos Alberto/Imprensa MG
Alberto Pinto Coelho afirmou, durante pronunciamento, que o Governo de Minas estuda alternativas para não transferir o Parque da Gameleira para outro local
Alberto Pinto Coelho afirmou, durante pronunciamento, que o Governo de Minas estuda alternativas para não transferir o Parque da Gameleira para outro local

O vice-governador Alberto Pinto Coelho participou, nesta quinta-feira (19), do lançamento da Superagro 2012, maior e mais diversificada mostra do agronegócio mineiro, que na edição deste ano será realizada entre os dias 3 e 10 de junho, no Parque de Exposições da Gameleira/Expominas. Durante o lançamento do evento, na sede da Federação de Agricultura e Pecuária de Minas Gerais (Faemg), o vice-governador ressaltou a importância do Estado para o agronegócio do Brasil.

“Minas Gerais tem a felicidade de ter um sistema operacional de primeira linha no Estado. Temos as universidades e, mais do que isso, fundamentalmente, temos aqueles que se dedicam à atividade e que fazem de Minas Gerais uma referência no setor do agronegócio, que a cada dia ganha maior expressão e maior representatividade na economia de nosso Estado e país”, destacou o vice-governador.

Os promotores da feira estão otimistas para a edição 2012 e esperam bons negócios, após o recorde alcançado pelo Produto Interno Bruto (PIB) agrícola mineiro em 2011, de R$ 118 bilhões, de acordo com o Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea), da USP. A Superagro é realizada pelo Governo de Minas Gerais – por meio da Secretaria de Estado de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Seapa) e Instituto Mineiro de Agropecuária (IMA) – em parceria com a Federação de Agricultura e Pecuária do Estado de Minas Gerais (Faemg) e Sebrae Minas.

O presidente da Faemg, Roberto Simões, agradeceu o apoio do vice-governador Alberto Pinto Coelho na realização da mostra. “A Superagro tem um significado maior do que exposições comuns. Além da exposição agropecuária, temos uma série de eventos e novidades. A Superagro vai além dos objetivos normais de uma promoção dessa natureza. Além dos negócios, a feira tem o aspecto educativo e social”, afirmou Roberto Simões.

Parque da Gameleira

Durante o lançamento da Superagro 2012, Alberto Pinto Coelho afirmou que o Governo de Minas estuda alternativas para não transferir o Parque da Gameleira para outro local, mantendo as principais exposições agropecuárias.

“Essa é uma discussão que se arrasta há anos. O Estado está buscando soluções, já que as atividades no parque aumentam a cada ano”, disse o vice-governador. Alberto Pinto Coelho afirmou que as associações do Parque da Gameleira estão sendo ouvidas para agregar o parque ao Expominas, de forma que o local se transforme em um centro de convenções completo.

“Essa dicotomia de separar o Expominas do Parque da Gameleira caiu por terra e estamos estudando uma solução para integrar os dois espaços”, afirmou o vice-governador. Ele explicou que já foi aberta a consulta pública para coletar sugestões a essas mudanças. A ideia é construir no parque por meio de uma parceria público-privada, um complexo multiuso, mantendo o espaço para as exposições agropecuárias.

Alberto Pinto Coelho disse, ainda, que quatro parceiros já manifestaram interesse em participar da parceria público-privada para a reforma do parque de exposições. “Estamos na consulta pública e quatro parceiros já se manifestaram. Seguiremos no prazo para colher as sugestões para aprimorar a proposta de reforma inicialmente colocada. Em nenhum momento o setor do agronegócio, assim como o setor de eventos e o trade turístico, deixará de estar presente com voz e vez para contribuir na solução que queremos encontrar”, afirmou Alberto Pinto Coelho.

Também participaram da cerimônia o secretário de Estado de Transportes e Obras públicas, Carlos Melles; o ex-secretário de Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Gilman Viana; o presidente do Conselho Regional de Veterinária, Nivaldo de Freitas; além de deputados estaduais e autoridades.

Superagro

A Superagro abriga dois importantes eventos de abrangência nacional, representados pela Exposição Estadual Agropecuária e pela Feira e Festival Internacional da Cachaça (Expocachaça), incorporada à feira em 2005.

A exposição conta com a presença de animais, entre bovinos, equídeos, caprinos, ovinos e bubalinos, de propriedade de criadores de Minas Gerais e de vários outros estados brasileiros. A Expocachaça oferece um amplo leque de marcas da bebida para a venda no atacado e no varejo, procedentes de Minas e outros estados, e também equipamentos e máquinas utilizadas em toda a cadeia produtiva da cachaça.

A Feira reúne empresas fornecedoras de produtos, equipamentos, insumos em geral e novas tecnologias de suporte a diferentes atividades do agronegócio, especialmente nas áreas de saúde, genética e nutrição animal, equipamentos para manejo do gado, como troncos e balanças, máquinas agrícolas e veículos utilitários, entre muitos outros.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/alberto-pinto-coelho-participa-do-lancamento-da-superagro-2012/

Governo de Minas: Alberto Pinto Coelho abre a Expoleste em Governador Valadares

Vice-governador destaca papel do Estado como indutor do desenvolvimento

José Carlos Paiva/Imprensa MG
O vice-governador Alberto Pinto Coelho abriu oficialmente a 14ª Mostra Empresarial do Leste Mineiro (Expoleste), em Governador Valadares
O vice-governador Alberto Pinto Coelho abriu oficialmente a 14ª Mostra Empresarial do Leste Mineiro (Expoleste), em Governador Valadares

O vice-governador Alberto Pinto Coelho abriu oficialmente, na noite dessa quarta-feira (11), no Unicentro da Univale, em Governador Valadares, a 14ª Mostra Empresarial do Leste Mineiro (Expoleste), promovida pela Associação Comercial e Empresarial de Governador Valadares (ACEGV). A expectativa de público durante os cinco dias de feira é de 80 mil pessoas. A feira tem com objetivo facilitador bons negócios e reúne mais de cem empresas expositoras. Participam da organização o Sindicomércio, Fiemg Regional, Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL-GV) e Univale.

Em seu pronunciamento, Alberto Pinto Coelho disse que a Expoleste é síntese e expressão da ação solidária e promotora de oportunidades e de desenvolvimento em Governador Valadares e região.  “Como frisou o governador Antonio Anastasia, em sua última visita à cidade, por sua natureza e a sua vocação logística, Governador Valadares é uma capital regional de serviço e comércio. Bem sabemos que organizar uma feira desse porte é complexo e trabalhoso, mas plenamente compensador pelo afluxo de pessoas e pela realização de negócios”, disse.

O vice-governador afirmou ainda que o Governo de Minas tem compartilhado plenamente desse esforço de desenvolvimento sustentado em Governador Valadares. “A visão contemporânea é a do Estado indutor, aquele que faz o seu dever de casa, procurando fazer com que o território mude a sua face, através das políticas públicas que competem ao Estado, trazendo um ambiente propício para atrair negócios e gerar desenvolvimento”, destacou.

A prefeita de Governador Valadares, Elisa Costa, frisou que o município vive um momento promissor. “A palavra confiança representa o momento de otimismo e desenvolvimento de Governador Valadares. Através das parcerias com a iniciativa privada  e os governos Estadual e Federal, Governador Valadares pela primeira vez em sua história se integra com o caminho do desenvolvimento”, disse a prefeita.

O presidente da Associação Comercial e Empresarial de Governador Valadares (ACEGV), Wellington Silveira de Oliveira Braga, ressaltou que investir na Expoleste é investir no desenvolvimento de Governador Valadares. “Agradeço ao Governo do Estado que tem demonstrado bastante preocupação no desenvolvimento de Governador Valadares. Uma cidade que tem 75% do seu Produto Interno Bruto (PIB) gerado pelo setor de comércio e serviços não pode deixar estagnar esse novo ciclo que movimenta o município”, afirmou.

Participaram também da solenidade o presidente da Assembleia Legislativa de Minas Gerais, deputado Dinis Pinheiro; a reitora da Universidade Vale do Rio Doce (Univale), Ana Angélica Gonçalves Leão Coelho; o presidente da Federaminas, Uander Luis Silva; do diretor do Sesc, Rodrigo Penido Duarte, além de deputados estaduais e  de autoridades estaduais e municipais.

Expoleste 2012

Este ano, a Expoleste conta com os salões de imóvel, turismo, do estudante, institucionais e do automóvel e espaço mulher. Também reserva um espaço para que entidades assistenciais mostrem o trabalho realizado e, assim, atraiam mais colaboradores. A mostra oferece workshops, palestras, oficinas, desfiles de moda, seminários encontros de negócios e exposição de diversos segmentos e setores.

Criada pela Associação Comercial e Empresarial de Governador Valadares, em 1998, a Expoleste é uma feira que consta no Calendário de Feiras e Exposições Comerciais e Industriais da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico e no Calendário Brasileiro de Exposições e Feiras do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/alberto-pinto-coelho-abre-a-expoleste-em-governador-valadares/

Governo Minas: Alberto Pinto Coelho se reúne com empresários do setor sucroenergético

Minas Gerais possui 41 usinas produtoras de açúcar, etanol e bioeletricidade, empregando diretamente 80 mil trabalhadores

Sebastião Jacinto Júnior
No encontro, o vice-governador destacou a importância da aliança entre Estado e iniciativa privada para o desenvolvimento do setor
No encontro, o vice-governador destacou a importância da aliança entre Estado e iniciativa privada para o desenvolvimento do setor

O vice-governador Alberto Pinto Coelho se reuniu, nesta quinta-feira (15), na sede da Federação das Indústrias de Minas Gerais (Fiemg), com empresários do setor sucroenergético e dirigentes públicos dos poderes executivo e legislativo. Durante o encontro, promovido pela Associação das Indústrias Sucroenergéticas de Minas Gerais, ele destacou a importância da aliança entre Estado e iniciativa privada para o desenvolvimento do setor sucroalcooleiro.

O vice-governador salientou ainda que as situações conjunturais, ditadas por fatores internos ou internacionais, não podem colocar em risco aquele que é reconhecido, mundialmente, como o mais amplo e bem-sucedido projeto de substituição de combustíveis fósseis por renováveis do planeta. A meta, de acordo com o vice-governador, é dobrar, nos próximos cinco anos, a produção brasileira de cana-de-açúcar, atingindo o volume de 1,2 bilhão de toneladas.

“Vale usar a expressão de legítima defesa para a adoção de medidas tributárias, como a redução de impostos sobre o álcool combustível e a desoneração do PIS/Cofins, combinadas com ações estratégicas junto à Petrobrás para que o setor volte a crescer em bases sustentadas, nos níveis e perfis que se apresentavam antes da crise mundial de 2008”, destacou Alberto Pinto Coelho.

Atualmente, Minas Gerais possui 41 usinas produtoras de açúcar, etanol e bioeletricidade, empregando diretamente 80 mil trabalhadores. O Setor tem participação de 18% no PIB do agronegócio mineiro.

O presidente da associação, Luiz Custódio Cotta, agradeceu a presença e o apoio do vice-governador. “Agradeço ao Governo do Estado, que tem possibilitado um diálogo com todos os órgãos, ouvindo nossas necessidades, especialmente as secretarias de Estado de Ciência Tecnologia, Fazenda e Meio Ambiente. Sem dúvida alguma, o Estado tem dado uma sinalização de preferir os combustíveis renováveis aos fósseis”, ressaltou.

O secretário de Estado de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Narcio Rodrigues, também participou do encontro.

Fonte: Agência Minas

Governador Antonio Anastasia dá posse a novos secretários

Anastasia destaca que a missão do governo é a prestação de serviços públicos de qualidade
Gil Leonardi/Imprensa MG
O governador deu posse aos novos secretários no Palácio Tiradentes
O governador deu posse aos novos secretários no Palácio Tiradentes

O governador Antonio Anastasia deu posse nesta quinta-feira (9) aos novos secretários de Estado de Desenvolvimento Social e extraordinário de Regularização Fundiária. O deputado Wander Borges deixou a Secretaria de Desenvolvimento Social (Sedese), sendo substituído pelo deputado estadual Cássio Soares, para assumir a Secretaria Extraordinária de Regularização Fundiária (SEERF).

Em seu discurso o governador exaltou a atuação de Wander Borges à frente da Sedese. “O secretário Wander implantou projetos fundamentais que tratam da inclusão, projetos importantes, pioneiros no Brasil, extremamente destacados. Eu queria agradecer seu esforço junto com a sua equipe e cumprimentar a toda a equipe da Sedese em todo o Estado, que vem realizando um trabalho referência no Brasil. Por isso, solicitei ao secretário Wander que leve esse seu conhecimento para uma área também complexa, que é a regularização fundiária”, afirmou Anastasia.

Ao secretário Cássio Soares, o governador desejou êxito à frente da pasta de Desenvolvimento Social.  “Quero cumprimentar ao deputado Cássio pela sua formação, pelo seu preparo intelectual, pela sua habilidade e, sobretudo, pela sua disposição. A Secretaria de Desenvolvimento Social está muito azeitada, mercê do belo trabalho do secretário Wander e da equipe, e tenho certeza que o secretário Cássio vai dar continuidade a esse trabalho, trazendo também, o que é fundamental, a sua própria marca, o que é próprio da nossa humanidade. Vai aperfeiçoar, vai avançar e nós teremos, com certeza, um ponto extremamente positivo nas questões sociais”, disse.

Na presença do vice-governador Alberto Pinto Coelho e da maioria dos secretários de Estado, que estiveram presentes à cerimônia, o governador lembrou o fim último da missão do Governo, a prestação de serviços públicos de qualidade. “Secretário Cássio vai perceber agora que estamos dentro de um Governo que é totalmente integrado e harmônico, que funciona como uma boa engrenagem. É natural que, como todo governo, ainda mais no segundo Estado da Federação em população e em riqueza, nós tenhamos problemas complexos. Isso faz parte do nosso cotidiano. Por isso, o desafio de superação desses entraves, desses óbices para podermos cada vez melhor prestar um serviço público de qualidade”, afirmou.

Em entrevista Anastasia reafirmou que as mudanças no secretariado são rotineiras, parte da administração pública, e que a competência para quaisquer mudanças é sua. “Volto a dizer a mesma coisa, as mudanças do Governo elas são normais, cotidianas. Ora secretário, ora adjunto, ora subsecretário, outros cargos, é o cotidiano do Governo. Quando houver necessidade ou quando o secretário também solicitar a saída, nós fazemos as substituições”, lembrou.

Os secretários

Cássio Soares é deputado estadual, filiado ao PSD. Na Assembleia Legislativa, foi vice-líder do bloco Transparência e Resultado de apoio ao Governo do Estado e integrou as comissões de Constituição e Justiça e Segurança Pública, além de ter sido suplente da comissão de Fiscalização Financeira e Orçamentária.

Cássio é formado em Economia pelo Centro Universitário Unifacef de Franca (SP). Cursou também o Programa de Desenvolvimento de Gestores Públicos na Fundação Dom Cabral, em Belo Horizonte. Começou atuar na política em Passos, em grupos de jovens, clubes de serviços e voluntariados e movimentos sociais.

Em 2005, trabalhou como assessor parlamentar na Câmara Municipal de Passos. Em 2007, assumiu a chefia de gabinete do secretário de Defesa Social, Maurício Campos Júnior. Em 2009, assumiu cargo de subsecretário de Inovação e Logística da Secretaria de Estado de Defesa Social, cargo no qual permaneceu até 2010, quando se desincompatibilizou para se candidatar a deputado.

Wander Borges, filiado ao PSB, também é deputado estadual. É contador e administrador, pós-graduado em Auditoria e Controle Externo, técnico mecânico, técnico metalúrgico e ex-funcionário do Banco Credireal. É inspetor licenciado do Tribunal de Contas do Estado de Minas Gerais (TCE-MG).

Iniciou na vida pública como vereador mais votado em Sabará (1993/1996). Em 1996, foi eleito prefeito do município e reeleito, em 2000, com 94,37% dos votos, sendo o prefeito com maior percentual de votos no Estado e o segundo do Brasil. Durante o seu mandato na prefeitura de Sabará, ocupou a presidência da Associação dos Municípios da Região Metropolitana de Belo Horizonte (Granbel).

Wander Borges exerceu os cargos de subsecretário de Estado do Trabalho e Ação Social no primeiro mandato do governador Aécio Neves e de presidente do Conselho Estadual de Assistência Social. Em 2006, elegeu-se para o primeiro mandato como deputado estadual, sendo reeleito em 2010.

Fonte: Agência Minas