Arquivos do Blog

Gestão Anastasia: empresas investem R$ 77,68 milhões na expansão de suas unidades em Minas Gerais

Investimentos serão nos ramos de alimentos, medicina veterinária e de peças eletrônicas para indústria automobilística.

A secretária de Desenvolvimento Econômico, Dorothea Werneck, assinou, nesta quarta-feira (27), protocolo de intenções entre o Governo de Minas e a Inova Biotecnologia Saúde Animal Ltda., para a ampliação da sua unidade industrial em Juatuba, região Central do Estado. O protocolo no valor de R$ 60,68 milhões prevê investimentos totais de R$ 111 milhões, que possibilitarão a produção de 120 milhões de doses de vacina contra a febre aftosa até 2013 e a geração de 60 empregos diretos e indiretos.

Criada pela união da Eurofarma Pearson Saúde Animal e a Hertape Calier Saúde Animal, a Inova produz vacina contra febre aftosa para pecuária brasileira e latino-americana. Tem como objetivo imunizar principalmente bovinos, zebuínos e bubolinos. Apesar de constituída em 2006, entrou em efetiva operação somente em 2010, iniciando a comercialização de vacinas a partir do segundo semestre e consolidando sua participação de mercado a partir de 2011.

O diretor presidente da Inova, Hugo Gerardo Zanocchi Garcia, lembrou que a inovação e a tecnologia são o foco da empresa. “Por isso, estamos trabalhando na criação de um centro de biotecnologia, inclusive estamos investindo na qualificação dos nossos profissionais. A vacina animal é apenas a primeira etapa da nossa produção, queremos fabricar também biofármacos”, acrescentou.

A secretária de Desenvolvimento Econômico informou que além do apoio ao investimento, a estrutura do Governo de Minas está preparada para incentivar a implantação de novas tecnologias. “Através da Secretaria de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior (Sectes), o Estado oferece não só apoio tecnológico, mas também a orientação necessária para o empreendimento. A área de biotecnologia é muito importante para Minas Gerais neste momento, pois o nosso grande desafio é consolidar a chamada nova economia e deixar de ser um Estado lembrado apenas pelo minério e outras commodities”, destacou.

Dorothea Werneck salientou ainda que cada novo protocolo de intenção assinado com o Governo de Minas é muito importante, principalmente, neste momento difícil que a economia mundial está vivendo. Destacou também que apenas nos cinco primeiros meses deste ano foram assinados 71 protocolos de intenções nos mais diversos setores, totalizando investimentos de R$ 5,7 bilhões e a geração de mais de 31 mil empregos diretos e indiretos.

Tecman

Também assinou protocolo de intenções, a Tecman Comércio e Indústria Mecatrônica Ltda. que está investindo R$ 7 milhões para expansão de sua unidade industrial em Pouso Alegre, no Sul de Minas. A empresa produz peças e componentes de eletrônica embarcada para o fornecimento à indústria automobilística nacional.

Com a geração de 180 novos empregos diretos e 55 indiretos, a Tecman está em busca de novos mercados. “Sabemos que com a entrada dos carros chineses no mercado brasileiro e a necessidade de nacionalizar 75% dos veículos no Brasil, novas portas estão se abrindo para a indústria automobilística brasileira”, explicou o diretor comercial da Tecman, Murilo Noronha.

Com a expansão, a capacidade de produção atingirá as 60 mil unidades por ano de bombas de injeção eletrônica e de tacógrafos para monitorar a velocidade de ônibus e caminhões. O projeto, que tem término previsto para 2014, irá criar 180 empregos diretos e 55 empregos indiretos.

Pif Paf

Com investimento de R$ 10 milhões e com a geração de 351 novos postos de trabalhos diretos, a Pif Paf Alimentos (Rio Branco Alimentos S.A), também assinou protocolo de intenção com o Governo de Minas. Seu objetivo é a expansão da unidade industrial, localizada em Leopoldina, Zona da Mata, para produção e comercialização de pizza, lasanha e batata pré-frita congelada.

O projeto tem previsão de ser concluído em dezembro de 2015, quando deverá aumentar em 50% sua produção, atingindo a capacidade de dois mil quilos por hora de fabricação de pizza e lasanha, 1.500 quilos de pão de queijo.

O presidente da Pif Paf, Avelino Costa, ressaltou o apoio do Instituto de Desenvolvimento Integrado (INDI) e agradeceu a parceria “não são todos os estados que oferecem esta parceria. Além de aumentar em 50% a produção de pizza, nosso objetivo é atingir as 500 toneladas/mês de batata e distribuir salmão e bacalhau e gerar um total de mil empregos em Leopoldina”, destacou.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/empresas-investem-r-7768-milhoes-na-expansao-de-suas-unidades-em-minas-gerais/