Arquivos do Blog

Gestão Eficiente: cresce rendimento de trabalhador na RMBH

Segundo pesquisa do IBGE, taxa de desocupação se manteve praticamente estável em relação ao estudo anterior.

A Pesquisa Mensal de Emprego (PME), realizada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), divulgada nesta quinta-feira (21), referente ao mês de maio, apontou que o rendimento médio dos mineiros aumentou na região metropolitana de Belo Horizonte (RMBH). Na comparação anual, de maio de 2011 para o mesmo período desse ano, o valor passou de R$ 1.553,10 para R$1.707,90, um aumento de R$174,80. Na comparação mensal, de abril a maio deste ano, também o rendimento também subiu, uma vez que o valor apresentado pela pesquisa foi de R$1.700,86.

A taxa de desocupação na RMBH apresentou aumento no mês de maio (5,1%) em relação ao mês de abril (5,0%). Na comparação anual, de maio de 2011 ao mesmo período desse ano, a taxa apresentou variação de 0,4%, passando de 4,7% para 5,1%. O coordenador do Observatório do Trabalho da SETE, Igor Coura, analisa os dados apurados pela pesquisa. “Percebe-se que o aumento no número de desocupados é resultado do grande número de pessoas que entraram na População Economicamente Ativa [PEA] – 82 mil pessoas – nos últimos 12 meses, e não pelo aumento de demissões no período. O número de contratações, de 67 mil pessoas, não acompanhou o crescimento da PEA”, afirmou.

De acordo com o secretário de Estado de Trabalho e Emprego, Hélio Rabelo, os números não são motivos para preocupação. “A Secretaria, seguindo orientações do Governador, está investindo, cada vez mais, em políticas públicas de trabalho, emprego e renda, visando a geração de muitos e bons empregos, e em qualificação para nossos trabalhadores”, pontuou.

PME

A taxa de desocupação nacional, divulgada na Pesquisa Mensal de Emprego, realizada nas regiões metropolitanas de Recife, Salvador, Belo Horizonte, Rio de Janeiro, São Paulo e Porto Alegre, foi estimada em 5,8%, registrando uma variação não significativa de -0,2% frente a abril de 2012 (6,0%). Em comparação com maio do ano passado (6,4%), recuou 0,6 %.

O rendimento médio real habitual dos trabalhadores (R$ 1.725,60 no conjunto das seis regiões) subiu frente a abril em Recife (4,0%), São Paulo (0,5%) e Belo Horizonte (0,4%). Apresentou declínio em Salvador (6,6%) e Porto Alegre (1,2%) e manteve-se estável no Rio de Janeiro. Na comparação com maio do ano passado, o rendimento cresceu em todas as regiões.

Caged

De acordo com a análise do Observatório do Trabalho da SETE, os dados apresentados pelo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) mostram que o Estado teve um número de contratações maior que de demissões no mercado de trabalho formal, resultando na geração de 32.684 novos postos de trabalho. “Esse resultado é o segundo melhor do Brasil, ficando atrás apenas de São Paulo (52.624 postos). Esse número representou uma geração de emprego 13,1% maior do que no mês de abril, que obteve um saldo positivo de 28.886 empregados. A comparação com o mesmo período do ano passado resultou numa queda de 42,6% no saldo”, afirmou o coordenador do Observatório, Igor Coura.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/cresce-rendimento-de-trabalhador-na-rmbh/