Arquivos do Blog

Governo de Minas: crimes sexuais contra crianças estão entre os mais denunciadoc

Disque Direitos Humanos registrou, de 2009 a 2011, média mensal de 54 denúncias

De 2009 a 2011 o Disque Direitos Humanos (0800 031 1119) recebeu 1.970 denúncias de crimes sexuais contra crianças e adolescentes, média mensal de 54 relatos. Na semana que marca o Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes, a Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social (Sedese) reforça a necessidade de a sociedade não se calar diante desse tipo de crime. Para isso, as ações da Campanha Minas Alerta: Proteja Nossas Crianças serão reforçadas em todo o Estado.

Nesta sexta-feira (18), a Sedese vai realizar uma blitz educativa na Ceasa (BR-040/KM688 – Contagem), das 7h30 às 9h30. Além disso, haverá um buzinaço, às 9h, em várias regiões do Estado, em sinal de repúdio às violações dos direitos de crianças e adolescentes. O material gráfico da campanha também está sendo enviado para as 19 regionais da Sedese, para que a ação alcance um maior número de pessoas. O objetivo principal é incentivar a população a denunciar as diversas violações por meio do Disque Direitos Humanos (0800 031 11 19).

O serviço é sigiloso, gratuito e funciona de segunda a sexta-feira, das 8h às 22h. Para que a denúncia seja apurada com mais agilidade, o denunciante precisa fornecer informações básicas: identificar a vitima, quem é o agressor e endereço completo. As denúncias recebidas pelo Disque Direitos Humanos são encaminhadas para o Conselho Estadual, promotorias do idoso, prefeituras e delegacias especializadas.

Lançada em maio de 2008, a Campanha Proteja Nossas Crianças é uma das maiores mobilizações já realizadas no país com foco no combate à violência doméstica e à exploração sexual de crianças e adolescentes. Conta com a parceria das emissoras de TV, rádio e jornais impressos do Estado. A iniciativa é coordenada pela Sedese, pelo Serviço Voluntário de Assistência Social (Servas) e pelo Conselho Estadual dos Direitos da Criança e do Adolescente (Cedca).

A data

O 18 de Maio foi instituído pela Lei Federal nº. 9970/00 como o Dia Nacional de Luta contra o Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes.  A data foi escolhida porque em 18 de maio de 1973, em Vitória (ES), uma menina de oito anos de idade foi raptada, drogada, estuprada, morta e carbonizada por jovens de classe média alta da cidade. O crime bárbaro chocou a opinião pública nacional e ficou conhecido como o “Crime Araceli”, nome da vítima. Apesar de sua natureza hedionda, prescreveu impune.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/crimes-sexuais-contra-criancas-estao-entre-os-mais-denunciados/